Eu Quero Conhecê-la... Por Inteiro

"Antes bem-aventurados os que ouvem a palavra de Deus, e a observam" (Lucas 11:28).

"Se um livro tem mil páginas, você não sabe o que está nele lendo apenas cem páginas. Você não pode conhecer uma cidade inteira caminhando apenas em uma de suas ruas. Você nunca conhecerá A Bíblia se deixar de lado um quarto de suas páginas. A Bíblia nos fala sobre as grandes coisas do passado e precisamos ler sobre isso. Ela também nos fala sobre as grandes coisas do futuro e precisamos estudá-las."
A Palavra de Deus é um manual que nos ensina a viver na presença do Senhor, a ter paz no coração, a caminhar sob a direção de nosso Pai celestial, a viver de tal forma que alcancemos a verdadeira felicidade, não apenas durante os nossos dias aqui na terra como por toda a eternidade.
Através de suas páginas, Deus nos fala sobre a criação, sobre o Seu povo, sobre a Sua vontade, sobre os erros que nos afastaram dEle, sobre o envio de Seu Filho para nos resgatar e nos oferecer, novamente, as bênçãos que Ele tem preparado para nós desde a fundação do mundo.
É nas Santas Escrituras que encontramos também o nosso futuro. O Senhor que ressuscitou e foi aos Céus, voltará outra vez para que estejamos com Ele para sempre. Ele nos ama e preparou um maravilhoso lugar para todos aqueles que o recebem como Senhor e Salvador. Ele virá buscar a mim, virá buscar a você, virá buscar a todos que O amam.
A Bíblia diz que os limpos de mãos e puros de coração subirão ao monte do Senhor. E ela diz muitas outras coisas. Somos herdeiros do Senhor e, como todo herdeiro, precisamos conhecer todas as partes do Testamento. A própria Bíblia nos diz que devemos "conhecer e prosseguir em conhecer ao Senhor".
Quanto mais conhecemos a Palavra, mais conhecemos o Deus da Palavra. Ele é nosso Pai, Ele nos ama e quer nos dar o melhor.

Eu quero conhecê-lo intimamente, e você?



Fonte
Ministério Refletir

Quando vem a perseguição.

Quando vem a perseguição.
Que atitude devemos tomar quando perseguidos? Eis um roteiro tirado da própria bíblia:

1- Não temam! Estas palavras aparecem 365 vezes na bíblia, uma para cada dia do ano. Nunca devemos temer, por que Deus cuida de nós, especialmente nos dias da provação e da perseguição.

2- Perseguição é a marca de um verdadeiro discipulado. Um cristão nunca é vítima de circunstâncias: “ Todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus...”, mesmo a perseguição.

3- A perseguição é feita diretamente a Jesus e não ao cristão. Saulo perseguia a Igreja porém Jesus disse: “ Saulo, Saulo, por que me persegues?”, At 9:4

4- Regozijem-se. A pesar da perseguição: “...alegrai-vos na medida em que sois co-participantes dos sofrimentos de Cristo...se sofrer como cristão, não se envergonhe disso, antes glorifique a Deus com esse nome”, 1Pe 4:13-16.

5- Orem por ousadia em tempos de perseguição. Quando os discípulos eram perseguidos, clamavam por ousadia para falarem a Palavra! At 4:27-31. Foi uma oração notável. Não mostrava desilusão nem continha um pedido no sentido de que a perseguição fosse removida. Os discípulos oravam por poder, e eles o receberam, pois foram cheios do Espírito Santo e falavam com ousadia.

6- Não fiquem surpresos quando a perseguição vier: “Não é o servo maior do que o seu senhor. Se me perseguiram a mim, também perseguirão a vós outros”, Jo 15:20; Amados, não estranheis o fogo ardente... como se alguma cós extraordinária vos estivesse acontecendo”, 1Pe 4:12.

7- A perseguição é um privilégio. “ Bem-aventurados quando por minha causa vos injuriarem e vos perseguirem...” Mt 5:11; “ Regozijai-vos naquele dia e exultai...” Lc 6:23; por estranho que pareça, a única reação para a perseguição, segundo a bíblia, é: “ Louve ao Senhor pela perseguição!”

Extraído do livro:
Quando vem a perseguição
Autor. John Pitt
CPAD

Cristãos Termômetros ou termostatos.

Muitos cristãos são como termômetros. Sua temperatura sobe quando faz calor e desce quando faz frio. Um culto pode fazer com que certos crentes se aqueçam: cantam, oram e parecem muito espirituais, mas no dia seguinte em que entra em contato com mundanos, o mercúrio desce ao nível do mundo. Cristãos termômetros adaptam-se às circunstâncias que os envolvem. Mas felizmente há muitos cristãos semelhantes a termostatos. O termostato não reage às circunstâncias, mas regula a temperatura.

O cristão deve regular a sua temperatura espiritual. Isto atrairá crítica ou ódio, mas tal perseguição é sinal de verdadeiro discipulado.

“Bem aventurados sois quando os homens vos odiarem...e vos injuriarem... por causa do Filho do homem! Regozijai-vos naquele dia e exultai...”, Lc 6:22-23.

Em nenhum lugar na bíblia a perseguição vem como sinal de derrota. Na realidade, ser perseguido por causa da fé é considerado uma honra.

Cristãos-termômetros nunca são perseguidos. Eles são crentes quando estão entre crentes; mas se estiverem entre não-crentes, agem como estes. Não serão injuriados pelo mundo, nem serão honrados por Deus.

Autor. John Pitt.
CPAD

Cristãos perseguindo cristãos (Parte 3)

Numa fria noite de inverno, o filósofo alemão Schopenhauer encontrou, por acaso, dois porcos-espinhos. Tremiam de frio. Encostaram-se para ver se podiam aquecer-se juntos. Logo que se tocaram, seus próprios espinhos espetaram um ao outro, causando muita dor. Então separaram-se para tentar nova experiência.

Schopenhauer observou que muitos cristãos comportam-se desta maneira. Mesmo que saibam que necessitam um do outro, basta ficarem juntos para se ferirem.

Deus não quer que os cristãos vivam à sua própria maneira. Ele deseja que tenhamos companheirismo sem ferirmo-nos. É o Espírito Santo que torna isto possível: “Pois, em um só Espírito, todos nós fomos batizados em um corpo, quer judeus, quer gregos, quer escravos, quer livres. E todos nós foi dado beber de um só Espírito”, 1 Co 12:13.

Somos capazes, através do Espírito Santo, de vivermos juntos e glorificarmos a Deus. A unidade só pode ser experimentada através do Espírito Santo, seja chinês, negro, indiano, europeu ou brasileiro. As bases do companheirismo não são credo ou cor, cultura ou posição, mais uma nova vida em Jesus Cristo. Sem o Espírito Santo causamos dor. Na noite que Jesus foi traído, os discípulos ainda se recusaram a lavar os pés uns dos outros. Cada um queria ser maior, e não entenderam que aquele que fosse o derradeiro se tornaria o primeiro. Afinal, foi Jesus mesmo que se fez servo.

Poucos dias antes, João tornara-se sectarista: “ Mestre, vimos certo homem que em teu nome expelia demônios, e lho proibimos, porque não segue conosco”, Lc 9:49 e Mc 9:38.

Com toda honestidade queremos acrescentar que os discípulos, ainda que denominacionais, não tiveram pior comportamento que muitos crentes modernos. Pelo menos os apóstolos expulsavam demônios. Muitos cristãos hoje em dia são incapazes de fazer isto e ainda criticam aqueles que levam a sério esta instrução. Felizmente, os discípulos reconheceram a realidade do poder das trevas. A objeção deles era apenas que alguém estivesse fazendo isto sem pertencer ao grupo apostólico.

“ Certo homem que não segue conosco”. As pessoas que não estão cheias do Espírito Santo só reconhecem uma igreja, a delas. São muito propensas a descobrir as faltas das outras. Quando o Espírito toma o controle, então não consideramos mais a “ nossa igreja”, mas a glória e a honra de Cristo Jesus.

Glorificar a Jesus é o propósito do Espírito Santo em cada filho de Deus. O Espírito Santo é o único remédio para o sectarismo. Aqueles que não estão cheios do Espírito não serão capazes de permanecerem firmes em tempos de perseguição.

Extraído do livro.
Quando vem a perseguição
CPAD

Cristãos perseguindo cristãos (Parte 2)

Rituais e diferentes formas de culto podem cegar-nos e subjugar-nos. Uma pessoa que gritasse “Aleluia” em certas igrejas certamente seria deixada de lado. Isto aconteceu recentemente no povoado onde minha esposa nasceu.

A igreja estava condicionada: era costume seguir um programa fixo no culto: primeiro um Salmo depois um hino, a leitura dos Dez Mandamentos, uma pequena oração, um sermão de mais ou menos vinte minutos, outro hino e a oração final... e, naturalmente, a coleta.

Mas naquele domingo foi diferente. A liturgia foi a mesma, mas o pastor era outro. Ele escolheu hinos lindos e seu sermão foi cheio de fogo. A congregação não estava acostumada com aquele tipo de pregação e o resultado foi que todos a ouviram atentamente.

Até as crianças aguçaram seus ouvidos: foi simplesmente revolucionário, mas não perturbou o conselho da igreja.

O tumulto ocorreu logo depois que o pastor pronunciou o “Amém!”. Um homem levantou-se no meio da igreja, olhou para o seu pastor e repentinamente gritou: “Aleluia”!. A consternação seguiu-se. Todo o mundo olhou indignado para o homem.

O que havia de errado com o irmão para perturbar assim o trabalho? O homem olhou para os lados perplexo. Teria feito alguma coisa errada? Ia sentar-se quando dois presbíteros se levantaram de seus lugares e saíram a passos largos em direção ao “irmão-aleluia”, arrancaram-no do banco e levaram-no para o gabinete pastoral.

O pastor não demonstrou nenhuma reação. Impetrou a bênção e seguiu os presbíteros até o gabinete. O pobre irmão foi repreendido; e não houve muita coisa que o pastor pudesse fazer.

Naquela manhã todos discutiram sobre o incidente. Esqueceram bem depressa do sermão.

Olhem além de sua própria igreja

Não há muita esperança para uma igreja quando um mero incidente como esse levanta um tumulto. Tudo o que resta é uma forma legalista de religião sem nenhuma vida. Se um espontâneo grito de fé, cheio de alegria, é rapidamente reprimido, então nos temos desviado muito dos padrões biblicos.

Devemos aprender novamente a ganhar a fé espontânea em nossas igrejas-não de uma forma desordenada, mas de acordo com a bíblia. É pior ainda quando uma boa mensagem bíblica é vista como um perigo. Um pregador é frequentemente perseguido e expulso se não segue à risca os estatutos da igreja.

Discórdias se levantam logo que os dons do Espírito são pregados. Quantos trabalhos evangelísticos ou missionários são julgados por não se originarem de “nossa igreja”! . Ao invés de sermos gratos pelo maravilhoso trabalho realizado por muitas organizações interdenominacionais, levantamos oposição e crítica.

Precisamos ver além de nossa própria igreja e estar interessados no reino de Deus. Devemos dar nossas mãos, em comunhão uns com os outros, em vez de brigarmos. Em lugar de perseguirmos uns aos outros, deveríamos estar lutando contra nossos inimigos comuns: os poderes das trevas.

Temos de aprender a nos preparar para a perseguição, desaprendendo a perseguir uns crentes aos outros crentes. Só assim haverá esperança para igreja e para a Nação: “Nada façais por partidarismo, ou vanglória, mas por humildade, considerando cada um os outros superiores a si mesmo. Não tenha cada um em vista o que é propriamente seu, senão também cada qual o que é dos outros”, Fp 2:3-4.

Continua....
Extraído do livro.
Quando vier a perseguição.
CPAD

Cristãos perseguindo cristãos. ( Parte 1).

“Eu sei que depois da minha partida, entre vós penetrarão lobos vorazes que não pouparão o rebanho. E que, dentre vós mesmos, se levantarão homens falando coisas pervertidas para arrastar os discípulos atrás deles”
Atos 20:29-30.

A pior espécie de perseguição é aquela em que cristãos perseguem cristãos. Isto soa como algo horrendo, mas é verdade, e acontece.

A bíblia nos adverte acerca de muitas coisas:”...muitos hão de trair e odiar uns aos outros”, Mateus 24:10. É um pensamento muito triste, mas será mais e mais real à medida que o fim dos tempos se aproximar. Muitos cristãos, num desejo de evitar perseguições e salvar sua própria vida, trairão seus próprios companheiros cristãos.

E isto não é acontecimento apenas para o fim dos tempos, como veremos neste capítulo: já esta acontecendo.

Jesus Cristo não foi condenado pelos romanos, mas pelos “piedosos” judeus: fariseus, principais dos sacerdotes e escribas. Eles o odiavam, embora proclamasse o mesmo Deus, o Deus de Abraão, Isaque e Jacó.

A razão por que o odiavam era simples: a posição deles estava ameaçada. O povo seguia a Jesus e não a eles. Para evitar a queda do seu próprio reino, decidiram matar Jesus. Até Pilatos percebeu que a verdadeira razão por que os principais dos sacerdotes entregaram Jesus era a inveja: Mateus 15:10.

Pilatos mesmo sendo pagão, quis proteger Jesus daqueles “piedosos” judeus que pediam a morte do Mestre.

Os apóstolos também sofreram o mesmo tipo de perseguição. Embora fossem enviados a um mundo pagão, eram perseguidos pelos judeus religiosos. Expulsos do Templo e de sinagogas, eram lançados em prisões.

O primeiro mártir foi um diácono, Estevão. Saulo, o judeu religioso, cuidou das vestes dos seus amigos judeus, para que pudessem movimentar-se mais facilmente enquanto apedrejavam Estevão. “Naquele dia levantou-se grande perseguição contra a igreja em Jerusalém...Saulo, porém, assolava a igreja, entrando pelas casas e, arrastando homens e mulheres, encerrava-os no cárcere”, Atos 8:1-3.

O piedoso e religioso Saulo tinha um só propósito: matar os cristãos. “Porque ouvistes...como sobremaneira perseguia eu a igreja de Deus e a devastava” Gl 1:13

A igreja divergente.

Deveríamos sondar nossos próprios corações antes de confessarmos que ignoramos aqueles que não pertencem à “nossa igreja”, acusando-nos de sectaristas. Todos os domingos recitamos piedosamente o credo; “ Creio na comunhão dos santos”, mas acrescentamos nossa própria interpretação: a comunhão dos santos da “nossa igreja”.

Aqueles que não pertencem à nossa igreja não podem ter comunhão conosco. Desta maneira, o fundamento da união já não é Jesus, mas a igreja como instituição.

Esta é uma tendência perigosa e também antibíblica. Praticamos o grande erro de que Paulo nos adverte: “... alguém diz: Eu sou de Paulo; e outro: Eu sou de Apolo...:, 1 Co 3:4.

O que Paulo teria a dizer-nos sobre nossa divisão? O mesmo que ele disse aos coríntios: “ Ainda sois carnais”, 1 Co 3:3

Em face dos tempos difíceis que virão, não podemos dar-nos ao luxo de uma liberdade de brigar uns com os outros. Precisamos uns dos outros, especialmente em tempos de necessidade.

Se o amor de Cristo esta derramado em nossos corações, então podemos olhar nosso irmão de outra igreja, oferecer-lhe a destra de companhia e sentir que pertencemos à única família de Deus. Logo, não é necessário que nos tornemos uma grande igreja nacional.

Isto requer uma unidade espiritual que deve tornar-se visível de uma forma prática.

“Veja como eles se amam!” deveria ser a reação do mundo.

Continua.....
Extraído do livro
Quando vem a perseguição.
CPAD

Somos Livres... Para Sempre!

"Para a liberdade Cristo nos libertou; permanecei, pois, firmes e não vos dobreis novamente a um jogo de escravidão" (Gálatas 5:1).

Um relato interessante nos é dado a respeito de uma bela menina, mulata, em um leilão de Nova Orleans, EUA. "500 dólares, 700 dólares... - vendida -- por 2.500 dólares!" no dia seguinte, o homem que havia arrematado a menina, foi à casa onde ela era uma escrava. Ao vê-lo e sabendo que era seu novo dono, disse com tristeza: "Eu estou pronta para ir com você". Porém, o homem lhe respondeu: "Eu não vim buscá-la para ser minha escrava. Eu a comprei para que fosse livre". Quando a menina, espantada, compreendeu o significado daquelas palavras, disse-lhe: "Então eu quero ser sua empregada e servi-lo para sempre!"
Como é difícil, triste e angustiante, uma vida sem Deus. No mundo, muitas vezes sem perceber, não passamos de escravos, sem alegria, sem paz, sem bons propósitos, sem liberdade para viver e realizar os nossos sonhos. O sistema nos prende, o egoísmo nos afasta da vida, a necessidade de ultrapassar obstáculos nos faz empacotar o amor e guardá-lo onde nem mesmo nós conseguimos encontrar. Precisamos subir degraus, sejam eles quais forem. Só uma coisa importa -- eu tenho que vencer, custe o que custar!
A nossa insensibilidade, a nossa mesquinhez, o nosso ciúme, a nossa indiferença ao próximo, nos afastam do Senhor e nos tornam escravos de um cotidiano que nos impede de contemplar a verdadeira felicidade.
Mas alguém se lembrou de nós e se preocupou com a situação em que nos encontrávamos. Ele veio nos buscar. Em um leilão de amor, Ele pagou o mais alto preço. Ele deu tudo o que tinha, despojou-se do que possuía de mais valor aqui na terra -- Sua vida. Ele a entregou, por nós, para abolir a nossa escravidão. Por isso queremos estar junto a Ele e servi-lo com todo o amor existente em nosso coração.
Cristo nos comprou, libertando-nos da servidão do mundo e do pecado. Somos livres... para sempre!



Por, Josiel Dias
Fonte: Ministério Refletir.

O culto começa em casa.

Provérbios 22:06 

Como anda a nossa adoração? Como anda nosso culto doméstico? O culto começa em nosso lar com nossa família. “Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele”.

Hoje em dia a televisão, os jogos eletrônicos, o corre-corre da vida tem ocupado cada vez mais o espaço de comunhão entre as famílias, cada vez mais os pais se distanciam dos filhos. Hoje em dia, é quase impossível, os pais reunirem-se com os filhos na mesa, pelo menos para fazer as refeições em comunhão.

Quando o texto de Provérbio nos diz: “Ensina a Criança”, percebemos que a tarefa de doutrinar e ensinar a criança, começa no lar com os pais, por isso o texto esta dirigido aos pais. Alguns pais transferem esta responsabilidade para igreja, até mesmo a educação que eles deveriam passar para seus filhos, jogam para cima da liderança, pastores, professores de escola bíblica dominical.

O Culto doméstico aos poucos perde espaço para as novelas, filmes, e Internet. O culto doméstico tem uma grande importância na vida espiritual das famílias. É neste culto que a criança aprende sobre Cristo, sobre fé, sobre as escrituras sagradas. Isto nós vemos em todo velho testamento; a fé sendo passado para os filhos, e netos e bisnetos. Hoje, contaríamos nos dedos, as famílias que mantêm o culto doméstico.

Nas escrituras e na cultura judaica, as refeições são como um culto doméstico, não participam da mesa sem antes o Pai ou o líder ler um salmo e fazer uma oração de mãos dadas em agradecimento ao alimento.

Hoje em dia, se pega o prato e corre para frente da televisão, as vezes quando senta-se à mesa quase não mastigam a comida direito, para não perder o que passa na televisão.

Como perdemos tempo, envolvidos nesta vida, com as coisas do mundo, não é mesmo? Não estou aqui censurando a televisão, nem a Internet, pois sem a qual não seria possível ler esta mensagem neste momento.

O que eu me refiro acima é que estas tecnologias não podem tomar o primeiro lugar em sua vida nem o da sua família. Não devemos priorizar acima da nossa adoração, acima mesmo da nossa família, a Internet, televisão e jogos etc.

Outro dia houve uma falta de energia em nosso bairro e ficamos quase 24 horas sem televisão, nem Internet. Como foi edificante. Meus filhos brincaram de esconde-esconde, fizeram sombra na parede com os dedos sobre as velas. Rimos um bocado, cantamos, imitamos vozes, foi realmente divertido.

Esta comunhão, entre as famílias, tem sumido devido tanta tecnologia, tanta ocupação. Devemos priorizar a nossa família, devemos reservar um tempo para brincarmos com nossos filhos. Tempo para cantarmos, jogarmos jogos de mesa, banco imobiliário, algo que junte-nos ao em vez de separar-nos. Isto é bíblico. A união da família vence as dificuldades e ajuda solucionar os problemas.

Jesus, certa ocasião falou: Um reino dividido não subsiste, e eu diria: Uma casa dividida não subsiste, uma família dividida não subsiste. Precisamos nos unir neste objetivo, pois o culto começa no lar e continua na congregação na igreja. Alegrei-me quando me disseram: Vamos à casa do Senhor...A alegria começa no lar, antes mesmo de nos dirigirmos para igreja, devemos já sair do nosso lar cantando, e bendizendo ao Senhor, pois ele é digno de toda nossa adoração.

O Culto doméstico faz com que as famílias, além de manter-se unidas, fiquem sadia na fé e na vida espiritual. Participar sempre destes cultos nos lares, alimenta, fortifica e sacia. A Igreja primitiva reunia-se todos os dias no templo e nas casas.

Famílias envolvidas com a palavra, não morre espiritualmente, pois se alimentam diariamente da palavra e isto só aumenta a fé. A Fé vem do ouvir, a fé vem do contato diário com a palavra de Deus, Romanos 10:17 De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus.

Que possamos resgatar este culto doméstico, que possamos unir-se em um só objetivo, o de adorar ao Senhor, começando em casa e continuando na Igreja.

Veja a responsabilidade da reunião em casa, da comunhão entre os familiares, o ensinamento não é só da igreja ou das professoras da escola dominical. Deus havia passado as coordenadas para os pais criarem os filhos no temor do Senhor.

Veja o que diz este texto de Deuteronômio 6:5-7: Amarás, pois, o SENHOR teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças. E estas palavras, que hoje te ordeno, estarão no teu coração; E as ensinarás a teus filhos e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e deitando-te e levantando-te.

Que possamos resgatar este ensinamento, uma criança criada no temor do Senhor não será problema para sociedade, nem para os pais nem para igreja.

Deus abençoe a nós, pais, para que ensinemos a mensagem salvadora e redentora nestes futuros pais.

Amém!
Por Josiel Dias
Congregacional
São Gonçalo.

A fogueira e as brasas.

Quando era menino lá no alto sertão da Paraíba, na época junina minha família (ainda não convertida) costumava fazer aquelas grandes fogueiras, as crianças brincavam, os adultos assavam milho, era muita alegria e eu observava tudo.

Percebia que a fogueira queimava os troncos, e por sua vez formavam as brasas, era bonito demais. As brasas bem vermelhas, quentes e ás vezes algumas delas saltavam da fogueira e logo passavam de vermelho fogo para cinza, e depois para preto, perdiam o calor e a brasa virava carvão.

Hoje depois de anos, longe do Nordeste me pego a pensar, fazer analogias, chegando a conclusão que a igreja é como aquela fogueira, que aquece, que alegra os que a rodeiam e que nós, os crentes, somos como brasas, juntos queimaremos por muito tempo, mas se saltarmos da fogueira logo esfriaremos na fé.

A princípio parece que tudo está normal, mas com o passar do tempo por causa das tentações e apelos do mundo, a sua fé começa a diminuir e em pouco tempo, por não ser edificado com as experiências de outros irmãos, esta fé vem a morrer.

Mas da mesma forma que acontece com a brasa que virou carvão e é colocada de volta na fogueira e tem sua chama revigorada assim é o crente que volta para a igreja e para o convívio de comunhão com seus irmãos e tem sua fé revigorada.

Por mais que enfrentamos problemas no convívio eclesiástico , não devemos abandonar a igreja. ‘ E consideremo-nos uns aos outros, para nos estimularmos à caridade e às boas obras, não deixando a nossa congregação, como é costume de alguns; antes admoestando-nos uns aos outros; e tanto mais quanto vedes que se vai aproximando aquele Dia”. (Hebreus 10:24-25)

Precisamos estar juntos. Cada brasa desenvolvendo seu papel e juntas formarem uma linda fogueira que aquece, alimenta e alegra.

Edifiquemo-nos uns aos outros com estas palavras. Permaneça na sua posição, nós precisamos uns dos outros, para mantermos acessos. Quero lhe sugerir que a partir de hoje, você pudesse se enxergar como uma brasinha e seu irmão também, zele por ele, ame-o, respeite-o, agradeça a Deus por você está numa fogueira viva, acendendo um fogo santo que agrada a Deus.

Você já disse hoje ao seu irmão que ele é importante para você? Faça-o agora e confirme que você é uma brasa viva.

Que Deus abençoe.
Pr. Ialan Jay de Sá Calvacante
IEC Alcântara
São Gonçalo

O mundo seguro por quatro anos?

Países se comprometeram a manter seus materiais nucleares seguros na Cúpula sobre Segurança Nuclear, encerrada nesta terça (13)

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou que seu país e o mundo estarão mais seguros com as medidas adotadas na Cúpula sobre Segurança Nuclear encerrada nesta terça-feira (13), em Washington. O encontro durou dois dias e contou com a participação de 47 países que se comprometeram a manter todos os materiais nucleares do mundo seguros em um prazo de quatro anos.

Os países voltarão a se reunir na Coreia do Sul dentro de dois anos, em uma nova cúpula, para examinar os progressos conseguidos até então e as medidas mais convenientes a tomar. Obama afirmou que o Irã "deve arcar com as conseqüências" por seu desafio à vontade internacional ao seguir adiante com seu programa atômico.[1]

                                               O mundo mais seguro? Quem garante?

Vemos cada vez mais a bíblia se cumprindo e nestes últimos dias. Os últimos acontecimentos climáticos tem arrasado Países, vemos que tem se intensificado as profecias e seus cumprimentos. Catástrofes, mortes aos milhares, pestes, maremotos e por último este terremoto que arrasou a China onde milhares de vidas foram colhidas. Quem garante um lugar seguro para as nossas famílias? Quem poderá nos dá segurança? Vemos as manchetes nos principais jornais do País informando que a terra estará pelo menos quatro anos em segurança. A bíblia nos mostra que quando disserem a Paz e segurança, grande seria a destruição. I Tessalonicenses 5:13 pois quando estiverem dizendo: Paz e segurança! então lhes sobrevirá repentina destruição, como as dores de parto àquela que está grávida; e de modo nenhum escaparão..Vemos também em Mateus 24:6-8 falando sobre guerras, Países contra Países.
Hoje escutando a Band News Escutei o Radialista informar que o numero destas ogivas nucleares já existentes seria capazes de destruir 16 planetas como o nosso. Estamos sobre uma bomba relógio e isto é apenas a ponta de iceberg, realmente é grave o que se passa por trás dos bastidores.
Quem poderá nos guardar? A bíblia diz que se o Senhor não guardar a cidade em vão vigia as sentinelas Salmos 127:1b. Não há segurança fora de Deus, é dele a nossa segurança, é dele o nosso socorro a nossa salvação. A terra geme com dores de parto, Romanos 8:22 Porque sabemos que toda a criação geme e está juntamente com dores de parto até agora . O clima já tem mostrado estas contrações o que falta acontecer? Por estes dias eu diria em um futuro não tão distante seremos arrebatados e estaremos pra sempre com o Senhor na gloria.



Josiel Dias
Congregacional
Rio de Janeiro


[1] Edição Revista Época on-line 13/04











Como Será? Junto ou Longe Dele?


"... alegrai-vos antes por estarem os vossos nomes escritos nos céus" (Lucas 10:20).

"Mãe, por favor," explodiu a adolescente, "eu não agüento mais ouvir falar de religião. Você e papai vivem me aborrecendo com esse assunto. Eu não estou interessada!" A menina bateu o pé e saiu do quarto, fechando a porta com força. Sua mãe sentou-se em uma cadeira, cansada e desanimada. Ela não sabia mais o que fazer. Finalmente, ela resolveu chamar o pastor para conversar com a filha. Quando o pastor chegou, pediu que os pais os deixassem a sós. Após saírem, o pastor virou-se para a menina com um largo sorriso nos lábios. "Eu acho uma vergonha", disse o pastor, "que seus pais a importunem tanto sobre religião". A menina, que estava chateada com a visita, sorriu aliviada. Este é o tipo de pastor que eu gosto, pensou ela. Ele está disposto a me deixar livre, por eu não estar interessada. "Eu tenho uma sugestão", disse o pastor. "Eu posso persuadir a seus pais e amigos para que não mencionem o nome de Deus para você por um ano inteiro". A menina ficou surpresa. "Um ano", ela ofegou. "Eu não sei se seria seguro esperar um ano inteiro. Eu poderia morrer antes disso". "Isto é verdade", concordou o pastor. "Um ano é muito tempo. Que tal, seis meses?" A menina refletiu por um momento e, então, respondeu que seis meses também não seriam seguros. "Então, continuou o pastor, vamos fixar um prazo de três meses. Pode deixar que eu organizo isso e, por noventa dias, você não precisará se preocupar com Deus". O pastor levantou-se e começou a caminhar em direção à porta. A menina o chamou. "Eu não tenho certeza de que estarei segura durante este tempo. Por favor, ore por mim agora". Eles se ajoelharam e a adolescente recebeu Jesus em seu coração.
Temos estado seguros de nossa salvação? Estamos certos de que nosso nome está escrito no Livro da Vida e que, quando deixarmos esse mundo iremos morar com Deus, para sempre? Podemos continuar ignorando a Deus e viver tranquilos e despreocupados?
Muitas vezes pensamos que Deus e eternidade são assuntos para nosso final de vida. Mas quando será o final de nossas vidas? Quem pode saber, de antemão, o dia em que nos apresentaremos diante do Criador? Onde pretendemos estar após a nossa morte -- junto a Deus ou longe dEle?

Pr, Paulo Roberto Barbosa Ministério para refletir.

Onde Está A Diferença?

"Pelo que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo" (2 Coríntios 5:17).

Um homem já bem idoso caminhava, pela manhã, ao longo da praia. Depois de uma certa distância percorrida, ele encontrou um jovem que atirava estrelas do mar na água. O velho parou próximo ao rapaz e ficou observando sua atitude. Depois de alguns minutos ele se dirigiu ao jovem e perguntou: "Por que você está jogando as estrelas do mar de volta para a água?" "Porque elas morrerão se estiverem debaixo do sol do meio-dia" "Mas, existem milhares de quilômetros de praia e milhares de estrelas do mar na areia. Como seus esforços limitados poderão produzir alguma diferença?" Interrompendo por alguns instantes o seu trabalho, o jovem olhou para a estrela do mar em sua mão e, atirando-a na água, falou: "Para essa fará muita diferença."
Que diferença a nossa vida cristã tem produzido no mundo em que vivemos? Que transformação tem acontecido nos ambientes onde estamos? Os caminhos por onde passamos têm sido iluminados pela presença de Cristo em nós ou ninguém percebe qualquer mudança?
Quando abrimos o coração para o Senhor, convidando-O para estar conosco todos os momentos de nossa vida, algo de novo tem que acontecer. Não podemos continuar a viver da mesma forma anterior. É necessário que haja transformação. Nossos hábitos são diferentes, nossas palavras são diferentes, nossas ações devem glorificar o nome do Senhor que em nós habita. Se passamos a ser luz no mundo, todos os lugares onde nos encontramos têm que estar iluminados.
E se os nossos dias continuam iguais ao tempo em que não conhecíamos ao Salvador, isso significa que ainda não houve uma verdadeira conversão. Se não há diferença, como podemos dizer que agora somos do Senhor? Como as pessoas poderão ser transformadas se nós ainda não o fomos?
Queremos ser diferentes. Queremos ajudar a outros a serem diferentes. Mesmo que não possamos mudar a todos, esforcemo-nos para que alguns sejam abençoados pelo nosso testemunho.

Pr. Paulo Roberto Barbosa
Ministério Refletir
Do Rio para o mundo

AMOR INCONDICIONAL

MEDITE: “O amor é paciente, é bondoso; o amor não arde em ciúmes, não se orgulha, não é soberbo, não se porta com indecência, não busca seus próprios interesses, não se irrita, não suspeita mal. Não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade; tudo tolera, tudo crê, tudo espera, tudo suporta" 1 Coríntios 13:4-7
Nestes dias de sofrimento e angustias, vividos por várias pessoas diante da calamidade pública que aconteceu em Niteroi-RJ, minha cidade, e no Rio de Janeiro, pude contemplar “o amor incondicional”. Pessoas de todas as idades se doando, deixando tudo para ajudar os vitimados pelo catacrisma natural operacionalizado pelas chuvas torrenciais que abateu a nossa cidade. Amar incondicionalmente, significa continuar amando mesmo quando não se é amado, ou mesmo quando se é traído ou ultrajado. É o ato de dar sem esperar receber nada em troca. É enxergar até mesmo em um mendigo um irmão. Poucos são capazes disso. Amar nossos filhos ou a nossos pais e irmãos, é muito fácil e natural, mas amor incondicional não enxerga os laços de sangue.
Algumas pessoas realmente acham que devem receber algo em troca boas atitudes. O verdadeiro amor, entretanto, não busca seus próprios interesses. Bíblia nos mostra que devemos respeitar todas as pessoas da mesma forma, sem distinções. Devemos ser imparciais. Essa atitude só se torna possível quando temos o amor do Pai dentro de nós.
Amor incondicional é o amor que não estabelece condições. Quando um relacionamento é pautado em condições, o foco é desviado para o que o outro pode oferecer e não do que eu posso abrir mão.
Cultive um amor desinteressado e esteja pronto para colher os frutos de um relacionamento pautado no amor de Deus.
PENSE: “O amor continua crescendo mesmo depois de perceber que a outra pessoa dá "suas mancadas". Jaime Kemp

ORE: Senhor! Ensina-me a amar incondicionalmente. Em nome de Jesus. Amém!

Com carinho!
Rev. Ashbell Simonton Rédua
Pastor Presbiteriano

Eu Josiel Dias recebi esta mensagem do Pr, Ashbell Simonton , em meu e-mail e resolvi publicar aqui em meu blog. Tenho acompanhado bem de perto todo o caos que nós moradores da área metropolitana do Rio de Janeiro tem passado. Momentos difíceis, momentos onde perguntam para Deus: E agora Senhor? O que faremos? O que nós podemos agir nesta situação?. Eu louvo ao Senhor, pelos milhares de voluntários envolvidos na ação social e socorro nesta tragédia no Rio de Janeiro. Domingo estive em duas áreas atingidas pelas águas, em  meu bairro, o suficiente para partir os nossos corações. Fomos muito atingidos pela enchente, esta foto da mensagem é da nossa região de nosso bairro. Chorei em ver a situação destas famílias, onde não tinham o que comer, nem o que beber, nem vestir. Só sabe a gravidade desta tragédia que esteve no local, vivendo de perto a situação. Glória a Deus, pois a igreja, que somos nós não ficamos de braços cruzados, saímos para chorar e abraçar estas famílias. Foram momentos de tristeza para nossa equipe, mas também de alegrias, pois podemos orar com elas compartilhar, tanto o alimento natural como espiritual. Que possamos orar por eles, para que se levantem, e ergam a cabeça e acredite que Deus ainda está no controle. Mesmo que não tenhamos respostas para algumas interrogações. Deus seja Louvado.




Por. Josiel Dias
Cons. Missionário
Congregacional
Rio de Janeiro



QUAL A RESPOSTA?

"Vós não me escolhestes a mim mas eu vos escolhi a vós, e vos designei, para que vades e deis frutos..." (João 15:16).

Tente responder às seguintes perguntas:

1. Quem ensinou a Martinho Lutero sua teologia e o inspirou a traduzir o Novo Testamento? 
2. Quem visitou Dwight L. Moody em uma loja de sapatos e falou-lhe sobre Cristo? 3. Quem era a mulher idosa que orou fielmente durante vinte anos por Billy Graham?
4. Quem ajudou Charles Wesley em sua carreira como compositor de hinos?
5. Quem eram os pais do fiel e dedicado profeta Daniel? Então, como foi? Cerca de cinquenta por cento? Talvez vinte e cinco por cento? Nada? Pare e reflita. 

Se não fosse essas pessoas desconhecidas -- aqueles "ninguém" -- um grande pedaço da história da igreja estaria faltando. E muitas vidas não teriam sido alcançadas.

Você já parou para pensar em como as suas atitudes podem mudar a história? Consegue entender que um gesto seu pode transformar o mundo? Muitas vezes julgamos que "sozinhos" não poderemos fazer nada, mas,um exemplo nosso, mesmo que pareça imperceptível, pode incentivar a outros que, de igual modo, motivarão a outros tantos a deixar-se usar por Deus para iluminar a terra.

Eu já contei, no Para Refletir, como um simples "empurrão" mudou a minha vida e, por consequência, a vida de milhares em todo o mundo. Se aquela jovem não tivesse me conduzido a Jesus, eu não estaria hoje aqui, repartindoaquela grande bênção com pessoas de diversos continentes.

E que importância aquela jovem tem? E que importância eu tenho? O que realmente interessa é que Deus a dirigiu e dirige a mim. Somos parte do plano divino para a salvação daqueles que ainda não conhecem o Caminho. 

E sou muito feliz, mesmo que muitos não me conheçam, por fazer parte da história planejada pelo Senhor.

Se você não sabe, até agora, responder às cinco perguntas de nossa ilustração, esteja certo de que o seu nome pode constar de uma sexta pergunta, que muitos não saberão responder, mas que estará gravado no Livro da Vida de Deus, por toda a eternidade.

Pr. Paulo Roberto Barbosa

Caminhando No Escuro, Sem Necessidade

"Lâmpada para os meus pés é a tua palavra, e luz para o meu caminho" (Salmos 119:105).

Perguntaram a um conferencista incrédulo, certa vez, na Inglaterra: "Por que você não deixa a Bíblia em paz, já que não acredita nela?" A resposta sincera foi dada imediatamente: "Porque a Bíblia não me deixará em paz!" É a pura verdade. Ou em suas próprias páginas ou na vida de seus seguidores fiéis, a Palavra de Deus sempre estará viva e falando com autoridade a todos que estão ao redor. Ela atingirá profundamente às consciências, testemunhará contra o pecado, alertará sobre a condenação e o juízo. O Espírito Santo sempre estará trabalhando através da palavra escrita. A Palavra de Deus jamais deixará o homem em paz até que abra o coração para o Senhor e O ame verdadeiramente.
Muitas pessoas dizem que não crêem em Deus e que a Bíblia é um livro de historinhas e sem valor espiritual. Porém, estas mesmas pessoas estão sempre citando o nome de Deus e falando de Sua Palavra. Dizem que não acreditam, mas, Deus sempre é o tema central de suas conversas. Por que isso acontece? Por que não esquecem as Escrituras? Por que não se preocupam com outros assuntos e ignoram o que não tem valor para elas?
Na verdade, Deus e a Bíblia são "sua principal preocupação"! Rejeitam e, ao mesmo tempo, temem. Querem se afastar, mas, não conseguem. E, por fim, quando percebem que a vida com Deus é a fonte da verdadeira alegria, o caminho para uma vida abundante e vitoriosa, reconhecem o erro e tornam-se, em regra geral, os mais fiéis e dedicados discípulos do Senhor.
Alguns resistem até o fim, porém, descobrem que desperdiçaram a existência, lutaram por uma causa inútil, chegaram ao final da linha sem conhecer a verdadeira felicidade.
Caminharam no escuro, quando a luz do Senhor -- Sua Palavra -- estivera sempre a seu alcance.



Fonte: Ministério para refletir o mundo. Pr. Paulo Roberto Barbosa

RADICAL CONTRA O VIRTUAL


Uma casa sem televisão, computador e celulares ligados. Já pensou? Foi assim, desse jeito um tanto radical, que um casal de britânicos junto com seus seis filhos diz ter encontrado a felicidade da família. Tudo começou há seis anos, quando os pais das crianças, Miranda e Richard Jones, perceberam que, enquanto por um lado as crianças durante um passeio ficavam ansiosas para voltar logo para casa e jogar no computador, um dos filhos demonstrava mais bom humor quando estava longe da tela.

Em entrevista ao jornal britânico Daily Mail, Miranda diz que gostaria que as crianças tivessem uma infância bacana e, no lugar dos gadgets, deveria entrar mais tempo livre para brincar, ler livros, pintar e… conversar! A regra inclui todos os filhos da família Jones, desde o Nestor, de 1 ano, até Joshua, de 17, que já trabalha meio período e estuda na Universidade de Cambridge.

Miranda afirmou que o maior problema foi lidar com as escolas que insistiam que as crianças não poderiam deixar de ter acesso à internet para fazer seus deveres em casa. No ambiente escolar, no entanto, o computador está liberado, mas em casas, as lições são feitas com ajuda de livros. Tudo indica que isso não foi nenhum trauma, pelo que diz Joshua, o filho mais velho. “Isso não interferiu na minha vida escolar e [com a proibição do computador] eu realmente comecei a ver mais meus amigos em vez de apenas falar com eles pela internet.”

Se na sua casa o computador, a televisão e o celular são um problema, saiba que uma decisão radical como essa não é o que vai melhorar o convívio da sua família. Propor mais programas junto com as crianças, ainda que seja um jogo de tabuleiro, assistir a um DVD e reservar um tempinho para uma simples conversa são algumas dicas que vão deixar vocês mais unidos e que valerão muito a pena.

[Nota do Editor: A notícia revela que é possível viver (bem) mesmo sem computador, TV e celulares. Isso parece algo radical em meio à chamada Geração Y, que privilegia o relacionamento virtual em detrimento do real. Sem perceber, vamos nos tornando dependentes da mídia e de uma imensa parafernália tecnológica. Como resultado, esquecemos de desfrutar de coisas simples e boas da vida. Alguns sintomas dessa dependência podem ser percebidos no fato de não conseguirmos passar o dia sem olharmos nossa caixa de e-mails ou uma semana sem postar algo em nossos blogs pessoais.]

Fonte: Revista Crescer

ESPOSO: O CABEÇA DA FAMÍLIA

O marido deve cuidar da manutenção da família (I Tm 5.8). Têm a responsabilidade de prover as necessidades da família. Foi destinado por Deus para ocupar a posição de autoridade e governo no casamento (Ef 5.23).
Como exercer a autoridade determinada por Deus
Gritar, mandar, exigir obediência por imposição, não é autoridade; é ser ditador. Para exercer autoridade, requer-se: sabedoria, ou, não terá respeito da família.Exercer autoridade é tomar decisões sempre em conjunto com a esposa. Exercer autoridade é ter responsabilidade diante de Deus pela família. A autoridade do marido sobre a sua esposa e filhos é espiritual e lhe é conferida por Deus.

DEVERES DO MARIDO
O Marido têm o dever administrativo de governar bem a sua própria casa e criar os filhos "sob a disciplina, com todo o respeito" (I Tm 3.5-7). O marido têm o dever de buscar orientação do Senhor na administração do orçamento do lar (Sl 127.1).
O Marido deve ser o cabeça (Ef 5.23)
No exercício como cabeça, deve ter autoridade; ser o pastor da casa, o sacerdote maior da família; deve ser o cabeça, como Cristo o é da Igreja.
O Marido deve cuidar da vida espiritual da sua esposa
O Marido cristão deve ser o pastor de sua própria mulher. O marido cristão deve dar honra à sua mulher, como vaso mais fraco (1 Pe 3.7), procurando não tratá-la com amargura (Cl 3.19).
O Marido deve tratar a esposa com elegância e afabilidade ( Cl 3.19).
O marido não deve tratar a esposa com: aspereza, má vontade, rabugice. Deve tratá-la com dignidade. O Marido deve considerar a mulher a parte mais frágil. O marido não deve sobrecarregar a mulher nem física e nem emocionalmente.

A ESPOSA COMO AUXILIADORA (ADJUTORA)
A mulher é diferente. Foi criada com o propósito de completar afetuosamente alguém ( 1 Co 11.9). Para preencher o vazio, existente no íntimo do homem (Gn 2.20).
Deus criou a mulher para ser Auxiliadora de que ?
Auxiliadora no sentido afetivo. Auxiliadora no sentido social (conservar a imagem do marido, como homem diante da sociedade e da igreja). Auxiliadora no sentido profissional. Auxiliadora no sentido espiritual ( "Boa Samaritana").
A esposa e o seu relacionamento com o seu Esposo
Para ser companheira precisa estar enxertada em Jesus (Jo 15.5). A sua personalidade precisa ser controlada por Jesus. Precisa ser submissa primeiramente ao Senhor, para poder ser ao Esposo (Ef 5.22).
Note: Ser "submissa" é imperativo e não condicional (Veja 1 Co 11.3; Cl 3.18; Tt 2.5; 1 Pe 3.1).

DEVERES E RESPONSABILIDADE DA ESPOSA
Deve respeitar seu marido como líder, como o seu protetor e como o cabeça da família (Ef 5.33), com "obediência" e "sujeição".
Note: O Esposo têm a responsabilidade de amar e honrar a esposa como o vaso mais fraco (1 Pe 3.7).
Deve ser fiel a seu marido
Deve ser leal, firme nas afeições e sentimentos. Deve ser esposa de um único homem, o seu marido. Dever lembrar-se da promessa feita diante do altar de Deus: "até que a morte nos separe". Deve ser virtuosa ( Pv 31.10-31). Qualidades da mulher virtuosa. Ela é laboriosa (vv 13, 19, 24). É ajuizada (vv 16,18). É forte fisicamente (v. 17). É boa dona de casa (vv 15,21, 27). É sabia (v. 26). É boa mãe (v. 28). É boa esposa (vv 11, 12, 23, 28). É temente ao Senhor (v. 30).
A mulher virtuosa: conserva a roupa do seu marido bem cuidada; cumpre com todos os deveres diários; levanta cedo para servir o café ao marido que vai para o trabalho; a sua roupa revela sempre modéstia e submissão a Deus. A esposa como boa dona de casa, deve ter uma casa organizada. A esposa como dona de casa, deve ser boa administradora do lar.

DEVERES CONJUGAIS: CASAIS PAGANDO SUA DÍVIDAS
O sexo é santo dentro dos laços do matrimônio.
Quem deu a esposa ao homem foi o próprio Deus, com a finalidade de: complemento afetivo e ser instrumento de procriação. O sexo dentro do casamento não é pecaminoso, pois, Deus ordenou a Adão e Eva que tivessem filhos e enchessem a terra (Gn 1.27-28). O sexo quando corretamente praticado, não produz qualquer contaminação, mas, os que se ocupam de relações sexuais impróprias quer sejam casados ou solteiros, descobrirão que Deus está contra eles em julgamento. A relações sexuais devem serem regulares e contínuas. Não pode haver barganhas sexuais entre pessoas cristãs ( "não terei relações a menos que você ... ").
Fora do matrimônio o sexo é grave pecado
· Três palavras definem a prática do sexo fora do matrimônio (fornicação, adultério e prostituição).
a) Fornicação é a relação sexual entre os não casados ( 1 Co 5.1). (a maior incidência desse tipo de pecado é entre namorados).
b) Adultério é a prática do sexo por casados, com não cônjuges. O adultério lesa o direito do outro cônjuges.
c) Prostituição é a prática do sexo por dinheiro. Se a esposa se mostrar indisposta e o marido oferecer qualquer vantagem econômica financeiro à esposa, estará seduzindo-a à prostituição.
O sexo fora do normal é abominação
O normal é o sexo entre o homem e mulher.

DEVERES CONJUGAIS
Deveres conjugais abrangem os deveres sexuais, a prática sexual só é legitima e pura no matrimônio.
A vida sexual do casal têm que ser considerada a partir de pelo menos duas óticas:
a) Os cônjuges deve entender o direito do outro (1 Co 7.3-4) - As obrigações do casal relacionado ao corpo e ao sexo devem serem cumpridas. O direito sobre o corpo de um e do outro são iguais. Que nenhum dos dois deve negar a sua participação na atividade sexual. O esposo deve lembrar que a esposa não é sua escrava e tampouco existe somente para satisfazer seus desejos. O marido deve se colocar à disposição do prazer da sua esposa, assim como a esposa deve se colocar à disposição do prazer do marido.
b) A abstinência sexual. Somente por consentimento mútuo (1 Co 7.5) - O casal não deve privar um do outro da atividade sexual, a não ser que ambos estejam de acordo, por um tempo determinado, para se dedicarem a oração, terminando deve retornar a sua atividade sexual, para que não seja criado problemas de relacionamentos nesta área.
A LEI DO PERDÃO
· Entre o casal, precisa haver uma vida constante de oração e sobretudo de perdão. As dificuldades somente serão vencidas se o casal unidos orarem, intercedendo uns pelos outros.
Quem perdoa desiste voluntariamente de certos direitos e não exige reparação pela mágoa que sofreu. A lei do perdão é clara, é preciso primeiro perdoar para poder obter o perdão ( Mt 6.14-15).
O que o perdão não é: Não é só esquecer. Não é deixar o tempo sarar. Não é o ofendido mudar de idéia. Não é simplesmente fazer-as-pazes. Não é simplesmente dizer: "eu o perdôo".
Como perdoar: Seja realista. Lembre-se que também foi perdoado. Abra mão dos seus direitos.
Pronuncie o erro. Demonstre ação além das palavras - reparar o erro.
A condição para obtermos o perdão.
A lei do perdão é clara, é preciso primeiro perdoar para poder obter o perdão. Se perdoarmos as ofensas do homem, receberemos perdão de Deus, se não perdoarmos as ofensas do homem, não receberemos o perdão de Deus. Perdoar e evitar a reconciliação conjugal é o mesmo que guardar vestígios de mágoa no coração, é abrigar amargura no coração.

AD Londrina PR.
Por Josiel Dias
IEC Alcântara,

As últimas frases de Jesus e seus significados.

1ª “Pai perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem ...” ( Lucas 23:33-34)
Neste momento Jesus pede ao Pai que nos perdoe. Ele mostrou com este ato que não importa o que façam conosco, devemos perdoar as pessoas que nos ofendem.

2ª “Em verdade te digo ... estarás comigo no Paraíso.” ( Lucas 23:39-43)
Foi por você que o Mestre se entregou, e se o aceitares, assim como o ladrão da cruz, Ele te dá a certeza de estar com Ele um dia no céu.

3ª “Mulher eis aí teu filho ... filho eis aí tua mãe.” (João 19:25-27)
Com estas palavras Ele nos mostra que em todo tempo devemos honrar nossos
pais, mesmo na dor não podemos esquecer disto, pois este é o primeiro mandamento com promessa: “... para que seus dias se prolonguem na face da Terra.”

4ª “Deus meu, Deus meu, porque me desamparaste?” (Mateus 27:45-46)
Neste momento Deus fica em silêncio e Jesus se sente desamparado. Deus
poderia libertar seu Filho Amado, Jesus, mas por amor à nós escolheu deixá-lo morrer.

5ª “Tenho sede”. (João 19:28)
Naquele lugar não havia quem pudesse saciar a sede do Mestre, pois Ele tinha
sede de acabar de cumprir toda sua obra. E esta sede só o Pai pode saciar.

6ª “Está consumado”. (João 19:30)
Naquela hora o nosso nome acabava de ser escrito por Jesus em suas mãos. O pecado havia sido vencido por amor a mim e a você.

7ª “Pai, nas tuas mãos entrego meu espírito”. (Lucas 23:46)
Jesus completou o plano de nos levar um dia para morar com Ele no céu. Foi na cruz que Ele comprou com Seu sangue a mim e a você.
Jesus sofreu vergonha, rejeição, dor, humilhação, desprezo, injustiça, enfim todo tipo de sofrimento para que soubéssemos que, seja qual for o problema que enfrentamos, Ele conhece nossa dor e nos compreende. E Jesus espera que façamos como Ele, que transformemos todo o nosso sofrimento, toda nossa dor, todas nossas provas em amor e paz assim como Ele fez.

Quando achares que não há uma saída para você, nem se quer encontras um amigo, olhe para o céu e lembre-se que há um socorro bem presente em nossas vidas que é Cristo Jesus.

Deixe Cristo viver em ti e seja sempre um vencedor.

Amém!!

Luciana C. T. Dias
IEC - Alcântara

Como as escrituras chegaram até nós.

A história de como a Bíblia chegou até nós, na forma em que a conhecemos, é longa e fascinante. Ela começa com os manuscritos originais, ou "autógrafos", como são às vezes chamados. Esses textos originais foram escritos por homens da antigüidade movidos pelo Espírito Santo (2Tm 3:16; 2Pe 1:20,21).
Durante anos, os céticos declaram que Moisés não poderia ter escrito a primeira parte da Bíblia porque a escrita era desconhecida na época (1500 A.C). A ciência da arqueologia provou desde então que a escrita já era conhecida milhares de anos antes dos dias de Moisés. Os sumérios já escreviam cerca de 4000 A.C., e os egípcios e babilônios quase nessa mesma época.

 Materiais antigos de escrita

1) - PEDRA
Muitas inscrições famosas encontradas no Egito e Babilônia foram escritas em pedra. Deus deu a Moisés os Dez Mandamento escritos em tábuas de pedra ( Êx 31:18, 34:1,28). Dois outros exemplos são a Pedra Moabita ( 850 A.C ) e a Inscrição de Siloé, encontrada no túnel de Ezequias, junto ao tanque de Siloé (700 A.C).

2) - ARGILA
O material de escrita predominante na Assíria e Balônia era a argila, preparada em pequenos tabletes e impressa com símbolos em forma de cunha chamados de escrita cuneiforme, e depois assada em um forno ou seca ao sol. Milhares desse tabletes foram encontrados pelas pás dos arqueólogos.

3 - MADEIRA
Tábuas de madeira foram bastante usadas pelos antigos para escrever. Durante muitos séculos a madeira foi a superfície comum para escrever entre os gregos. Alguns acreditam que este tipo de material de escrita é mencionado em Isaías 30:8 e Habacuque 2:2.

4 - COURO
Talmude judeu exigia especificamente que as Escrituras fossem copiadas sobre peles de animais, sobre couro. É praticamente certo, então, que o Antigo Testamento foi escrito em couro. Eram feitos rolos, costurando juntas as peles que mediam de alguns metros a 30 perpendiculares ao rolo. Os rolos, entre 26 e 70cm de altura, eram enrolados em um ou dois pedaços de pau.

5 - PAPIRO
É quase certo que o Novo Testamento foi escrito sobre papiro, por ser este o material de escrita mais importante na época. O papiro é feito cortando-se em tiras seções delgadas de cana de papiro, empapando-as em vários banhos de água, e depois sobrepondo-as umas às outras para formar folhas. Uma camada de tiras era colocada por sobre a primeira, e depois as punham numa prensa, a fim de aderirem uma às outras. As folhas tinham de 15 a 38 cm de altura e 8 a 23 cm de largura. Rolos de qualquer comprimento eram preparados colocando juntas as folhas . Geralmente mediam cerca de 10m de comprimento.

6 - VELINO OU PERGAMINHO
Velino começou a predominar mediante os esforços do rei Eumenes ll, de pérgamo (197-158 A.C). Ele procurou formar sua biblioteca, mas o rei do Egito cortou o seu suprimento de papiro, sendo-lhe então necessário obter um novo processo para o tratamento de peles. O resultado é conhecido como velino ou pergaminho. Embora os termos sejam usados intercambiavelmente, o velino era preparado originalmente com a pele de bezerros e antílopes, enquanto o pergaminho era de pele de ovelhas e cabras. Obtinha-se assim um couro de excelente qualidade, preparado especial e cuidadosamente para receber escrita de ambos os lados. Este tipo de material foi utilizado centenas de anos antes de Cristo e, por volta do século IV A.D., ele suplantou o papiro. Quase todos os manuscritos conhecidos são em velino.



Idiomas Usados

1) - HEBRAICO
Quase todos os 39 livros do Antigo Testamento foram escritos em hebraico. As letras tipo bloco eram escritas em maiúsculas, sem vogais, sem espaços entre palavras, frases ou parágrafos, e sem pontuação. Os pontos das vogais foram acrescentados mais tarde (entre 500 e 600 A.D.) pelos eruditos massoretas. O hebraico é conhecido como um dos idiomas semíticos.

2) - ARAMAICO
Um idioma aparentado com o hebraico, o aramaico tornou-se a língua comum na Palestina depois do cativeiro babilônico (c.500 A.C.) Algumas partes do antigo Testamento foram escritas nesse idioma: uma palavra designando nome de lugar em Gênesis 31:47; um versículo em Jeremias 10:11; cerca de seis capítulos no livro de Daniel (2:4b - 7:28); e vários capítulos em Esdras (4:8-6:18; 7:12-26).

Aramaico continuou sendo o vernáculo da Palestina durante vários séculos. Temos assim algumas palavras aramaicas preservadas para nós no Novo Testamento: Talitha Cumi ( "Menina, levanta-te"), em Marcos 5:41; Ephphatha ( "Abre-te"), em Marcos 7:34; Eli, Eli lama sabachthani ( "Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?), em Mateus 27:46. Jesus se dirigia habitualmente a Deus como Abba (aramaico "Pai"). Note a influência disto em Romanos 8:15 e Gálatas 4:6. Outra frase comum dos primeiros cristãos era Maranatha ("Vem, nosso Senhor"), em 1Coríntios 16:22.

3) - GREGO
Apesar de Jesus falar aramaico, o Novo Testamento foi escrito em grego - grego Koinê. A mão de Deus pode ser vista nisto, porque o grego era o idioma internacional do século I, tornando assim possível a divulgação do evangelho através de todo o mundo então conhecido.



Extraído.

O Cristão e a Política.


Provérbios 29:2

É recomendável o Cristão exercer alguns cargos ou funções em nosso mundo secular? É possível ser cristão e político ao mesmo tempo? É possível ser Cristão e policial ao mesmo tempo, sem ferir nem macular a fé e dar um bom testemunho?
Há quem defenda que política não é coisa de Deus, e ainda cargos como ser policial, juiz, advogado criminalista não é coisa de Cristão, pois está sujeito a se corromper.
Uma certa denominação pentecostal é tão radical que em seu rol de membros são excluídos serviços como: Ser policial, jogador de futebol ou participar de qualquer cargo político, pois isso “segundo esta denominação” não é do agrado de Deus, e é pecado.
O que a bíblia diz a respeito? Podemos ser políticos sem ferir a ética Cristã? Podemos participar no meio secular seja onde for, sem contaminar-se com os manjares oferecido pelo mundo?
Por muito tempo fui extremista e radical neste assunto, pois pensava eu que na política não havia seriedade, não havia “um” que fosse imune a corrupção, não havia um que honrasse o nome do Senhor, sem que se envolvesse com as corrupções ou escândalos. Mas não demorei muito a perceber, que em todos os âmbitos sociais e seculares, existem escândalos, e corrupções. Não generalizando, existem também aqueles que honram seus mandatos e suas denominações como cristãos. Seja na política, no futebol, e na religião. O descontentamento em nosso meio é grande, pois temos a marca de ser diferente, mas mesmo assim existem alguns que agem erradamente, pois deveriam dar exemplos e defender o povo, mas simplesmente além de esquecerem do povo, ainda cometem atos ilícitos escandalizando não só a sociedade mais também o nome do Senhor e a denominação que eles pertencem.
Falando de política, creio que todos nós temos um pouco de político em nossas atitudes, ou seja, temos muitas vezes de ser políticos em casa, na rua, no trabalho. Lembra da famosa frase “política de boa vizinhança?” Eu diria que seria impossível viver sem praticar uma boa e saudável política. Não devemos esquecer que ser Servos de Deus, não é se ausentar do mundo e das responsabilidades sociais e fingir que não é coisa de crente, ser cristão é ser representante de Cristo em todas as áreas de nossas vidas, mas devemos também perceber que agir como cristão não é como colocar uma capa, e retirarmos quando nós acharmos necessário, mas sermos verdadeiros dentro e fora da igreja.
Conhecemos alguns Governadores, Prefeitos, Deputados, Vereadores, e Senadores que dizem serem cristãos, mas alguns agem como se pudesse retirar a capa do cristianismo ao entrarem em seus gabinetes, pois lá dentro, vão governar para todos e vão tratar de assuntos que desagrada e muito o nosso Senhor.
A bíblia mostra que é possível participar, seja na política ou em cargos públicos sem envolver-se em escândalos nem envergonhar a sociedade. Vemos no antigo testamento a histórias de homens envolvidos em assuntos de estado sem negar a seu Deus nem a fé. O mais conhecido entre todos estes exemplos, é um Político verdadeiro servo de Deus, que estava envolvidos nos trabalhos sociais mais em momento algum, se contaminou com as corrupções mundanas. Aliás, ele como governador e seus amigos funcionários públicos não quiseram, se quer comer dos alimentos servidos, para não se contaminarem com as poções do Rei. Veja Daniel 1:8
Imagine meu querido irmão se não tivermos representantes dentro da política? O que vai acontecer em relação a certas leis que são criadas pelos ímpios? Vemos muitos projetos no Congresso Nacional que prejudicam a nós evangélicos, sendo infiltrado aos poucos sem percebermos, e quando forem aprovados simplesmente teremos que pagar o preço, por não terem sido vetados pelos nossos representantes, a exemplo este projeto de Lei 122/06. A própria palavra de Deus nos diz: que quando o ímpio governa o povo sofre, e geme, mas quando o justo governa o povo folga, regozija. Provérbios 29:2.
Precisamos sim de servos que não negam seu Senhor, dentro da política ou em qualquer outra atividade secular. Como conhecerão a luz o que estão em trevas, se a luz não estiver presente? Como o povo conhecerá as obras dos justos se eles não governarem? Creio que seja da vontade de Deus, enviar homens com compromissos de trabalhar pelo povo mostrando toda justiça. Verdadeiramente um servo de Deus com compromisso com o seu Senhor, faz toda diferença, seja onde for. O rei Nabucodonosor viu em Daniel e em seus amigos algo diferente, conhecendo através das atitudes o Deus de Daniel, o Deus de Israel.
Daniel 2:48 Então o rei engrandeceu a Daniel, e lhe deu muitos e grandes dons e o pôs por governador de toda a província de Babilônia e a Sadraque, Mesaque e Abdenego; mas Daniel estava às portas do rei.
Mas o inimigo não fica satisfeito com atitudes honestas destes homens, e arma armadilhas para pegá-los. Assim como Daniel, muitos que honram o Senhor, são vitimas de falsas acusações e difamam o nome deles, tentando jogar na mídia o povo contra eles. Mas o povo sabe quem são os verdadeiros servos do Senhor, e conhecem muito bem, as covas abertas e decretos maldosos para incriminar tais servos, mas glória a Deus, lá estará o anjo do Senhor para fechar a boca do leão. Eu louvo a Deus por estes homens que estão prontos para serem lançados nas covas dos leões, pois eles sabem que Deus é poderoso para reverter à situação e fechar a boca do nosso inimigo e leão.
Que possamos orar pelas autoridades constituídas para que Deus dê graça e conhecimento e toda justiça, pois assim o povo se alegrará. .
Diante de todo este contexto, digo e afirmo que é possível sim exercer cargos públicos e políticos sem negar a Cristo com atitudes dignas. É possível sim, pois temos a responsabilidade de fazermos a diferença em meio a corrupção. É possível sim, pois somos luz e a finalidade da luz é iluminar a escuridão.
O que eu não concordo é com a politicagem praticada dentro do templo em horário do culto. Fora do templo ou em eventos no anexo, pode e até é tolerável, mas no culto não! Neste ponto continuo sendo extremista e radical.
Este ano é ano de eleição, aliás, a maior de todas, pois teremos a responsabilidade de votar em Deputados estaduais, Deputados Federais, Governadores, Senadores e Presidente da República, nós, como igreja de Cristo, desde já vamos pedir a orientação ao Senhor, para escolhermos homens e mulheres comprometidos com a sociedade e o Reio de Deus.



“Quando o justo governa, o povo se alegra, mas quando o ímpio domina, o povo geme". Provérbios 29:2





Josiel Dias
IEC Alcântara
São Gonçalo.
Rio de Janeiro

Fazendo uma faxina.

Eclesiastes 3:6b

Tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de deitar fora.

Você já tentou fazer alguma arrumação ou faxina em casa ou em seu escritório ou na oficina? De repente começa aparecer um monte de coisas, que não tem nenhuma finalidade e você nem sabe por que guarda aquilo. Nós seres humanos somos assim, guardamos um monte de lixo que, para nós, pensamos que um dia vai servir, às vezes temos até um quartinho para guardar estes “lixos”. Outro dia percebi que havia guardado algumas peças de meu carro em um armário, e para minha surpresa “não eram peças novas”, e sim peças velhas, com defeitos devolvidas pelo mecânico. Qual a finalidade pela qual guardei estes materiais? Creio que guardei achando que algum dia fosse precisar. Na verdade não sei explicar por que guardei.
Vão se as vassouras e ficam os cabos, para que serve os cabos sem as vassouras? Mas sempre temos a impressão que um dia vamos precisar de um cabo. Compramos novamente a vassoura e lá vem acompanhado o cabo, assim juntamos alguns cabos e perguntamos pra quê?.
Para que serve o lixo? Creio que para ser descartado não é mesmo. Juntamos muitas coisas que só entulham e faz um ambiente desagradável, ou seja muitas vezes até somos impedidos de locomovermos por ter tanto obstáculos no meio do caminho. Onde há acumulo de lixo, prolifera doenças contagiosas.
Creio que muitas pessoas já ouviram falar de um programa bem usado nas empresas chamado de “5 S” Conhecidos como cinco sensos. O 5Sensos surgiu no Japão no início dos anos 1950, onde o País estava totalmente destruído pela guerra, cheio de sujeira e o Governo não sabia por onde começar. Desde o Governo, passando pelas industrias até chegar a cada casa, os “5 S” passou mostrando que era possível recomeçar através da organização e limpeza e descartando o que não prestava. O sucesso deste projeto foi tão grande, que outras partes da sociedade começaram a copiar e o colocaram em prática. O principal objetivo deste projeto era colocar em ordem a desordem, para liberar áreas, evitar desperdícios, melhorar relacionamentos, facilitar as atividades e localização de recursos disponíveis. O 5S Trata de uma sigla formada pelas iniciais de cinco palavras japonesas, Seiri, Seiton, Seisou, Seiketsu, Shitsuke.
Não quero aqui fazer nenhuma propaganda nem divulgar tal projeto, pois a intenção desta mensagem não é esta e sim de mostrar que às vezes estamos como o Japão após a guerra: desorganizados, cheio de lixos e escombros espirituais e não sabemos por onde começar. E precisamos urgente, se mobilizar e limpar a casa para podermos alcançar a saúde espiritual” . O primeiro Senso é a de utilização. Resume em separar o que é útil do que não é. O segundo Senso é da ordenação. Resumindo colocar as coisas no lugar certo. O terceiro Senso é o Senso de limpeza. Neste senso não se resume apenas limpar, mas manter a limpeza evitar poluir, guardar coisas desnecessárias. O quarto senso é o de Saúde. Padronizar comportamento, valores e práticas favoráveis à saúde física. O quinto e ultimo senso é a auto disciplina. Resumindo, ter um alto controle em colocar todos os sensos anteriores em prática.
Creio que podemos aplicar de uma forma espiritual tais sensos em nossa vida de cristãos. Embora o tema da mensagem seja baseada em limpeza que representa o terceiro Senso, creio que seja possível aplicarmos em nossa vida espiritual tais sensos. O escritor do Livro de Eclesiastes nos mostra que há um tempo determinado para todas as coisas. Tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de deitar fora. Eclesiastes 3:6b . Tempo de guardar, tempo de deitar fora. A pergunta que fazemos é a seguinte: Guardar o que? Deitar fora, ou jogar fora o que? Vivemos o tempo todo cercados de problemas e situações onde temos que administrar, muito bem, a nossa vida espiritual. O que guardamos em nossos corações que não serve para utilizarmos? Maus pensamentos, acontecimentos negativos que carregamos até hoje sem necessidade alguma. Magoas, ressentimentos que estão estocados em nossos corações fazendo montões de entulhos, atrapalhando a nossa saúde espiritual. Tempo de deitar fora. O Apostolo Paulo nos mostra que podemos deixar para trás tais mágoas, fazendo uma faxina em nossos corações. Ele escrevendo nos diz: Esquecendo-me das coisas que para trás ficam, prossigo para o alvo. Filipenses 3:13.
Outra orientação é o seguinte: Quero trazer a memória algo que me dê esperança. Lamentações 3:21. Deixando em nossos corações o que é útil descartando toda impureza que nos contamina. Veja que o Senso da saúde vem logo após o da limpeza. Não é assim em nossa vida espiritual? Como vamos ser saudáveis espiritualmente se estamos no meio da sujeira e do lixo, onde estamos diariamente sendo contaminados? O quinto senso é a auto disciplina. Este senso me lembra o domínio próprio o que adianta saber disto tudo e não colocar em prática? O que adianta fazer uma faxina em nossa mente e coração, mas não manter tal limpeza e deixar novamente ela ser invadida por lixo?
Que possamos realmente ter a responsabilidade de deixar sempre a casa limpa, pois nela habita o Senhor.
Para refletirmos: O que tem sido útil em nossas vidas? O que temos colocado como prioridade em nossas vidas? Temos limpado nossos corações e nossas mentes de todos os lixos? Ou temos guardados algo que não presta? Temos lançado fora as mágoas, os rancores, as discórdias, o pecado? Como anda nossa saúde espiritual? Estamos bem, ou estamos doentes e fingimos que nada está acontecendo? Como temos reagido a todas estas questões? Temos domínio próprio?
Que o Senhor possa nos ajudar a compreender que é tempo de fazer uma faxina em nossa vida espiritual, e que o Senhor não habita em templo sujo, imundo cheio de lixo e ave de rapina.



Que o Senhor nos conserve limpos e imaculados até a sua Vinha.



Josiel Dias
IEC Alcântara
São Gonçalo
Rio de Janeiro

O velho homem, Não deveria está morto?.

Certa ocasião alguém me falou: Meu velho homem está mais vivo do que nunca, temo o que possa acontecer e que eu venha praticar coisas piores do que eu fazia.

A Bíblia nos mostra sobre ser uma nova criatura, sobre o novo nascimento, sobre as práticas do velho homem terem sido sepultadas juntamente com a velha criatura. Mas é preciso compreender que às vezes o tal defunto chamado “velho homem” aparece como se nunca tivesse morrido.

O que explica a volta do velho homem? Uma vez morto não deveria ficar sepultado? Romanos 6:12, Romanos 6:14.

Porque este velho homem revive? Estes dois textos de Romanos acima, nos mostram que, não devemos deixar o pecado reinar sobre nós. Quando o homem permite que em seu coração entre outro rei, acontece algo como destronar o que está entronizado e entronizar outro em seu lugar. Viver uma vida na carne é colocar o pecado no trono, e bem sabemos que aquele que vive na carne não agrada a Deus. Romanos 8:8.

Sabemos que um servo só não pode servir a dois senhores, isso é bíblico e Jesus falou sobre isto em Lucas 16:13. Quando deixamos reinar a carnalidade em nossos corações estamos levantando a velha criatura, pois viver na carne é ressuscitar a velha criatura. Uma vez de pé esta criatura, normalmente as últimas práticas são piores do que a primeira.

Aos poucos a velha criatura toma conta do homem, tudo passa ser permitido, tudo aquilo que outrora não praticava, pois em seu coração falava o Espírito Santo, agora é ignorado, pois o coração ocupado pela carnalidade já não mais condena. Romanos 6:4 diz que fomos sepultados com Cristo, e devemos andar em novidade de vida. É muito triste sabermos de líderes, e crentes que um dia arrastaram multidões para Cristo, e hoje estão em outras práticas piores do que praticavam quando eram do mundo.

Começaram uma boa carreira no caminho, tão bela e hoje simplesmente já não se conhecem mais de tão grande foi a ressurreição do velho homem.
O Apostolo Pedro nos adverte em seu ensinamento veja: II Pedro 2:20-22 Porquanto se, depois de terem escapado das corrupções do mundo pelo pleno conhecimento do Senhor e Salvador Jesus Cristo, ficam de novo envolvidos nelas e vencidos, tornou-se-lhes o último estado pior que o primeiro. Porque melhor lhes fora não terem conhecido o caminho da justiça, do que, conhecendo-o, desviarem-se do santo mandamento que lhes fora dado. Deste modo sobreveio-lhes o que diz este provérbio verdadeiro; Volta o cão ao seu vômito, e a porca lavada volta a revolver-se no lamaçal.

Conta-se uma história de um homem que se perdeu em uma grande mata, ali solitário arruma logo uma companhia, um pequenino macaco, muito engraçadinho e inofensivo. Aonde aquele homem ia levava o macaquinho em seu ombro e ria com as brincadeiras do macaco.

O homem pegava uma banana, descascava e dava a casca ao macaquinho. Só que o macaquinho foi crescendo, crescendo e o homem agora quando pegava a banana e descascava o macaco já não queria a casca simplesmente pagava um pedaço da banana. Certa ocasião quando o homem pegou a banana o macaco, a tomou com violência e comeu por inteira, sem deixar ao menos a casca para o homem.

O que nos mostra esta ilustração? Às vezes achamos engraçado o pecado, até levamos em nosso ombro e alimentamos aos poucos, às vezes costumamos dizer: isto não tem nada haver. Mais um dia este pecado cresce e toma conta da situação reinando sobre nós. Quando isto acontece este pequenino macaquinho até engraçadinho passa controlar o homem, e este homem por sua vez vira servo do pecado ressuscitando a velha criatura..

Que nós possamos deixar o velho homem sepultado, nunca permitindo que uma vida de carnalidade venha ocupar o lugar que é do Rei Jesus. Que reine sempre o Senhor em nossa vida, para obedecermos segundo a sua graça e misericórdia. Que possamos ser radicais contra o pecado, não negociando a nossa fé, nem fazendo acordo com o ele.

Por Josiel Dias
Congregacional
Alcântara SG RJ.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Tags

(753) Cristãos (514) Cristãos Perseguidos (513) Bíblia (480) Intolerância Religiosa (356) Israel (329) Evangélicos (302) igreja (263) Reflexão (247) apocalipse (192) oração (180) Homosexualismo (177) catolicismo (151) homofobia (146) Rede Record (142) Irã (138) escatologia (132) Missões (130) Evento Gospel (128) Silas Malafaia (121) pecado (116) Política (112) islan (110) ateus (109) Religião (105) judeus (104) Milagres (103) Natal (102) Aborto (101) Ahmadinejad (91) esporte (91) Criança (89) Testemunho (85) globo (77) guerra (72) Salvação (70) Perdão (66) pastores (64) Morte (63) Aline Barros (59) Religiosidade (56) Yousef Nadarkhani (56) PL122 (55) Amor (52) adoração (48) heresia (47) Drogas (42) Prosperidade (41) festival promessas (41) Judaísmo (39) campina grande (39) Thalles Roberto (38) Apostasia (36) Idolatria (34) mulçumanos (34) Estados Unidos (33) Família (33) Maconha (31) carnaval (30) adoradores (29) Shows (28) Catástrofes (26) Hipocrisia (26) esperança (22) Confiança (19) Mentira (19) Alegria (18) Nasa (17) Páscoa (17) DIP (16) Rei David (16) adversidade (16) consciência cristã (16) BAND (15) Conforto (15) Paz (15) Pena de Morte (15) Promessa (15) Oriente Médio (14) Pornografia (14) Suicídio (14) Sofrimento (13) BBB (12) Graça (12) Tatuagem (12) obediência (12) benção (11) dia das mães (11) impureza (11) Ansiedade (10) Rio +20 (10) livro (10) masturbação (10) Catástrofe (9) Desobediência (9) Filho pródigo (9) Justin Bieber (9) Perlla (9) Jotta A (8) Pedro Leonardo (8) Whitiney Houston (8) filho de crente (8) sony music (8) Darwin (7) Eutanásia (7) Hackers (7) Perigo (7) Senadores (7) União (7) livre arbítrio (7) presença de Deus (7) Perfeição (6) cura pela palavra (6) alienígenas (5) lei da palmada (5) Aline Barros mostra sua filha (4) Cegueira Espiritual (4) Kaka (4) Purgatório (4) escolhas (4) texto e contexto (4) torá (4) vasco (4) vigilância (4) Gratidão (3) Ressentimento (3) Segurança (3) Semeadura (3) Sodomia (3) o Caminho (3) servos (3) Cristo Redentor 80º aniversário (2) Guinnes Wolrd Records (2) Harold Camping (2) Impossiveis (2) Pressa (2) Sonho de infância (2) mundial da juventude (2) Flórida (1) Galardão (1) Michel Teló (1) Redenção (1) impios (1) recall (1) vingadores (1)