Exemplo de Culto de Adoradores.

"... quarenta e dois mil, trezentos e sessenta pessoas - tanto homens como mulheres, e entendido, em pé, em reverência à Palavra de Deus - afora os seus servos e as suas servas, que foram sete mil, trezentos e trinta e sete; e tinham duzentos e quarenta e cinco cantores e cantoras" (Neemias 7:66-67).

Com esses números acima, deu-se início ao culto ao ar livre mais lindo que pude ter conhecimento. Fico imaginando que repercussão esse culto deve ter causado em todas as regiões vizinhas a Jerusalém. Se fosse nos dias de hoje se diria nos principais jornais: 'Evangélicos reúnem uma multidão em culto na praça local.'

O que nós, povo de Deus, podemos tirar de exemplo desse culto? Neemias acabara de edificar o muro em Jerusalém. Havia pouco povo dentro da cidade e as casas ainda não haviam sido edificadas. Então Deus propôs, no coração de Neemias, buscar todos os que subiram em cativeiro. A primeira atitude de Neemias foi prestar um culto ao Deus que fez os céus e a terra.

Gostaria que você prestasse bastante atenção como esse culto ao ar livre foi especial. Hoje devemos tirar algo desse acontecimento para que possamos aplicá-lo em nossos dias, em nossa Igreja, em nossa casa quando estamos lendo a Palavra de Deus ou a ouvindo. Como devemos nos comportar diante de um culto? O capítulo 8 de Neemias, versículo primeiro, nos diz que todo o povo era como um só homem. Isso mesmo: todos os quarenta e dois mil, em um só pensamento, em um só propósito, querendo ouvir, aprender e adorar ao Senhor. Hoje quando me dirijo à minha igreja, devo ter um só pensamento: querer ouvir a palavra, sair de casa exclusivamente para adorar e prestar culto ao Senhor.

Tem sido assim? Ou saímos para resolver alguns problemas da festividade tal, do aniversário tal e, em lugar de adorar, ficamos conversando enquanto o pregador está pregando com a Bíblia aberta?

Não devemos ter pressa para examinar a palavra de Deus; não devemos ter pressa para que acabe o culto. Todas aquelas pessoas reunidas naquele culto, todos, sem exceção, estavam cultuando sem pressa. Veja este versículo: "E leu no livro, diante da praça, que está diante da Porta das Águas, desde a alva até ao meio-dia, perante homens e mulheres, e os que podiam entender; e os ouvidos de todo o povo estavam atentos ao Livro da Lei" (Neemias 8:3).

Fico observando, nos dias de hoje, quando o pastor prolonga um pouco mais a Palavra, e ultrapassa alguns minutos do habitual: há uma inquietação de alguns sobre o horário. Não são todos, mas os que vêm para resolver problemas esses ficam incomodados e não param de olhar para o relógio.

"E leram no livro, na Lei de Deus; e declarando, e explicando o sentido, faziam que, lendo, se entendesse" (Neemias 8:8). Observe: declarando e explicando o sentido... Isso demanda tempo e desejo de aprender a Palavra. Não se a examina com pressa. Ler você pode até fazê-lo rapidamente, mas examinar, seria vasculhar, saborear, navegar em um versículo, viajar, deixar o espírito mostrar, através da Palavra, o que Deus tem para sua vida. Sendo assim não pode ser de qualquer jeito. Veja, no versículo citado, que todos estavam cultuando em uma praça , desde a alva até ao meio-dia, isto é, seis horas de culto. Se fosse sentado, com ar refrigerado como em algumas igrejas de hoje, com bancos acolchoados, seria mais cômodo, mas, diz a Palavra, todos estavam em uma praça. Não havia conforto, ar refrigerado nem bancos acolchoados.

Sei que todo culto tem de ter ordem e decência, horário para começar e terminar. Concordo plenamente. Só não aceito é que o mover do Espírito seja interrompido pelo formalismo, ritualismo e tradicionalismo de alguns líderes. Mas voltemos à Bíblia, à qual devemos obedecer: "E Esdras, o escriba, estava sobre um púlpito de madeira, que fizeram para aquele fim; e estava em pé, junto a ele, à sua mão direita, Matitias, Sema, Anaías, Urias, Hilquias e Maaséias; e, à sua mão esquerda, Pedaías, Misael, Melquias, Hasum, Hasbadana, Zacarias e Mesulão" (Ne 8:5). E Esdras abriu o livro perante a vista de todo o povo, porque estava acima de todos. E, abrindo-o ele, todo o povo se pôs em pé. Observe a reverência de todos aqueles que estavam cultuando, quando viram, nas mãos de Esdras, o livro, a Palavra de Deus: colocaram-se em pé.

Fico imaginando a cena: Todos espalhados por aquela praça, alguns sentados no chão, outros em cima de alguma pedra. Devia estar um dia bastante quente, mas, diante da Palavra de Deus, aquelas quarenta e duas mil pessoas levantaram-se, todas se colocaram submissas à voz de Deus e estavam prontas a aprender.

O que você entende por se colocar em pé? Será que é somente o ato de se levantar quando é lida a Palavra? Não! Creio que não seja somente isso, pois não adianta se levantar e não escutar; não adianta se levantar se você o faz como se fosse um simples ritual. Estar de pé é estar pronto para ouvir Deus falar, é estar atento ao que se examina para depois se pôr em prática.

Esse culto ao ar livre se resume no versículo 6. Veja: "E Esdras louvou ao SENHOR, o grande Deus; e todo o povo respondeu: Amém, Amém! levantando as suas mãos; e inclinaram suas cabeças, e adoraram ao SENHOR, com os rostos em terra". Todo o culto tem de ter um único objetivo: adorar ao Senhor. Não por tradição, mas adoração pura vinda do coração.

Como devemos ir à casa do Senhor? Davi nos ensina: "Alegrei-me quando me disseram: vamos à Casa do Senhor" (Salmo 122:1). Devemos estar alegres antes de chegar a ela. Não ir obrigados nem com tristeza, mas saltitantes de alegria, pois vamos ouvir Deus falar. Isso não é motivo de estar alegres? Estar no culto é adquirir fé. E sabe como? Ouvindo a Palavra de Deus: "De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela Palavra de Deus" (Romanos 10:17).

Que possamos aprender, a cada dia, a cultuar ao nosso Deus, tendo um único objetivo ao nos dirigir à Igreja: Só adorá-Lo e prestar-Lhe culto e ações de graças, com louvores. Estejamos atentos, em reverência, à Palavra, não tendo pressa de ouvi-la nem em examiná-la. Estejamos unidos com o mesmo propósito, pois somos o corpo de Cristo. Não podemos ficar divididos quanto estivermos no propósito de cultuar a Deus. Outros assuntos, podem ser resolvidos fora do templo.

"Guarda o teu pé quando entrares na Casa de Deus, e inclina-te mais a ouvir do que a oferecer sacrifícios de tolos, pois não sabem que fazem mal" (Eclesiastes 5:1). "Até o pardal encontrou casa, e a andorinha ninho para si e para a sua prole, junto dos teus altares, Senhor dos Exércitos, Rei meu e Deus meu. [...] Porque vale mais um dia nos teus átrios do que em outra parte mil. Preferiria estar à porta da casa do meu Deus, a habitar nas tendas da impiedade" (Salmo 84:3,10).

Que Deus abençoe todos os adoradores. Amém.

Por Josiel Dias
IEC Alcântara

Bençãos em Memorial.

"Para que isto seja por sinal entre vós; e quando vossos filhos no futuro perguntarem, dizendo: Que vos significam estas pedras? Então lhes direis que as águas do Jordão se separaram diante da arca do concerto do Senhor; passando ela pelo Jordão, separaram-se as águas do Jordão. Assim que estas pedras serão para sempre por memorial aos filhos de Israel" (Josué 4:6-7).

Nós, homens, temos a tendência de nos esquecer das coisas que nos aconteceram. Até algo que nos foi marcante às vezes é preciso um contato físico ou visual para nos que venha à memória, pois se tratava de acontecimento esquecido por nós. O esquecimento pode ser por distração ou ingratidão, tendo ambos os casos suas conseqüências, mas a pior delas é a tal da ingratidão.

O objetivo principal daquelas pedras tiradas do meio do Jordão era ser um memorial para que o povo não se esquecesse das maravilhas que Deus operara no meio deles.

Em deuteronômio 6:20-21 encontramos novamente esta ordem para que falassem o que Deus fizera no passado. Veja: "Quando teu filho te perguntar pelo tempo adiante, dizendo: Quais são os testemunhos, e estatutos e juízos que o Senhor vosso Deus vos ordenou? Então dirás ao teu filho: Éramos servos de faraó no Egito, porém o Senhor nos tirou com mão forte do Egito."

O povo tinha de passar aos seus filhos e filhos de seus filhos todas as maravilhas que Deus fizera no passado, mas eles esqueciam o que Deus fizera e pecavam e desobedeciam e se distanciavam cada vez mais do Senhor. As pedras eram justamente para ser vistas como memorial ou figura, pois logo surgiriam as perguntas: "Que pedras são estas? Por que doze?" Assim o objetivo seria cumprido e o nome do Senhor engrandecido e glorificado por Israel. E todas as nações tomavam conhecimento do que o Senhor fazia pelo seu povo.

Mas Israel, mesmo com o memorial à sua frente, se esquecia. Veja neste Salmo: "Porque ele estabeleceu um testemunho em Jacó, e pôs uma lei em Israel, e ordenou aos nossos pais que a fizessem conhecer a seus filhos, para que a geração vindoura a soubesse, os filhos que nascessem se levantassem e a contassem a seus filhos; Para que pusessem em Deus a sua esperança, e se não esquecessem das obras de Deus, mas guardassem os seus mandamentos. E esqueceram-se das suas obras e das maravilhas que lhes fizera" (Ver Salmo 78:5-11).

Em toda a História Deus sempre marcava seus feitos com um memorial, a fim de que o homem o olhasse e se lembrasse das suas maravilhas. Foi assim com o dilúvio: “Sucederá que, quando eu trouxer nuvens sobre a terra, e nelas aparecer o arco, então me lembrarei da minha aliança, firmada entre mim e vós e todos os seres viventes de toda carne; e as águas não mais se tornarão em dilúvio para destruir toda carne” (Gn 9.14,15).

Hoje, quando vemos o arco-íris, a primeira coisa que vem à minha mente é a aliança que Deus fizera com Noé de não mais destruir a terra com água. E o ato da Santa Ceia? Quando estamos com o cálice e o pão na mão, de que nos lembramos? Lembra-se do que o Senhor Jesus disse? "Fazei isto em memória de mim..." (Lc 22.19). Será que não poderíamos nos lembrar do nosso Senhor sem o memorial da Santa Ceia? "Porque, todas as vezes que comerdes este pão e beberdes o cálice, anunciais a morte do Senhor, até que ele venha” (1 Co 11:26).

O que dizer do jardim do Getsêmani, onde o Mestre suou como que gotas de sangue (Lc 22.44), antes de ser traído e entregue aos seus inimigos? Seria impossível visitar Israel e passar por esse jardim e não se sentir nada. Enfim Israel (Jerusalém) é para nós um memorial. É impossível falar da nação de Israel sem manifestar a nossa fé.

E a cruz? O que falar do maior símbolo do cristianismo? Quando vemos a cruz vazia lembramos que foi através dela que chegamos a Deus. Esse memorial nos lembra que éramos nós que tínhamos de morrer e não Ele, mas Ele o fez por nós.

Mas por que tinha que haver um memorial? Israel se esquecia tanto pela distração como se esquecia também pela ingratidão. Deus queria que o seu povo, mesmo distraído, tropeçasse naquelas pedras do Jordão para que não fossem ingratos. Mas mesmo com esses memoriais o povo se esquecia.

Nós, assim como o povo de Israel, esquecemo-nos de falar o que Deus tem feito por nós, ainda que não seja por ingratidão. Distraídos com os nossos afazeres, esquecemo-nos de que temos de proclamar os feitos de Deus em nosso favor. Isso porque às vezes pensamos que um milagre só é milagre se alguém ressuscitar, se houver uma cura de câncer em estado terminal ou se um cego de nascença enxergar.

Uma simples dor de cabeça pela qual você orou e desapareceu é um milagre, sabia? Para Deus não existe milagre pequeno e milagre grande. Todo milagre para Ele é milagre; nós é que os classificamos como extraordinários ou como pequenos para serem contados ou partilhados com os nossos filhos ou com a Igreja. Faça dos seus lábios um memorial; conte o que Deus fez por você.

Não se preocupe em ser um simples milagre; de repente ele pode ser insignificante para você, mas vai ajudar os outros e edificar a igreja. Conte, fale. Faça uma reflexão: lembre-se do que Deus fez por você. Irei trazer algo a sua memória: só em você estar vivo, lendo esta mensagem, já é um grande milagre. Tendo o seu coração batendo desde que foi concebido, sem parar um minuto, não é motivo de engrandecer e exaltar o nosso Deus? Tente enumerar o que Deus fez por você e ficará surpreso por tantas bênçãos.

"Conta as bênçãos, conta quantas são? Recebidas da divina mão. Uma a uma, dize-as de uma vez. Hás de ver surpreso quanto Deus já fez (Salmos e hinos).
"Não morrerei, mas viverei e contarei as obras do Senhor" (Salmo 118:17). "O que darei eu ao Senhor, por todos os benefícios que ele me tem feito?" (Salmo 116.12).

Fico imaginando se os apóstolos não tivessem escrito as suas cartas, os evangelhos, como iríamos tomar conhecimento do que Deus fez no principio da Igreja? E se eles ficassem com as maravilhas para si, escrevessem-nas apenas em seus diários e não falassem delas às igrejas? O que seria do Brasil se os missionários não chegassem até nós? Portanto faça das suas bênçãos, hoje, um grande memorial. Conte-as, fale sobre elas, compartilhe-as em sua igreja, em seu trabalho; não as guarde no seu diário; publique-as, diga ao seu irmão o que Deus fez por você.

Olhe para Jerusalém hoje. O que aconteceu com o evangelho do Senhor Jesus lá onde tudo começou, lá onde foi pronunciado o "ide" do Senhor? "Ide por todo mundo, e pregai o evangelho a toda criatura" (Mc 16.15), "e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém, como em toda a Judéia e Samaria e até os confins da terra" (At 1.8). Hoje, "os confins da terra" é que estão enviando a Jerusalém missionários para levar à memória daquele povo o memorial da cruz, o evangelho do Senhor. Por eles terem ficado calados, foram dispersos e hoje existem poucos cristãos lá.

"Lembra-te do teu Criador, nos dias da tua mocidade..." (Eclesiastes 12.1).
Deus abençoe você, meu querido e amado leitor, para que possa falar sempre do que Deus fez por sua vida. Os seus filhos precisam ouvir o que Deus fez por você, para que eles falem também aos filhos, e os filhos dos seus filhos também falem. E, assim, o nome do Senhor será engrandecido para sempre e todas as nações saberão que não há Deus como o nosso Deus.

Amém.
Por Josiel Dias
IEC Alcântara

Prosperidade x Adversidade

"Portanto, ainda que a figueira não floresça nem haja fruto na vide, o produto da oliveira minta e os campos não produzam mantimento; as ovelhas da malhada sejam arrebatadas, e nos currais não haja vacas; todavia eu me alegrarei no Senhor: exultarei no Deus da minha salvação"
(Habacuque 3:17,18).
Essa bela oração de Habacuque encontra-se entre os livros de Naum e Sofonias. Não sei se de propósito, ou se por permissão, Divina esse maravilhoso livro foi colocado no Cânon entre dois outros pequenos, o qual, muitas vezes, os menos preparados acham dificuldade em encontrá-lo, mas ele é de fácil acesso para aquele que maneja bem a palavra da verdade (II Timóteo 2:15).

Como uma pérola escondida dentro de uma simples concha, assim é essa oração, preciosa aos olhos daqueles que procuram as bênçãos celestiais e não as terrenas. Mas ela é deixada de lado por aqueles que buscam riquezas, bens materiais, glória e fama entre os homens.

Essa bela oração de Habacuque talvez jamais esteja entre os belos sermões elaborados nos mínimos detalhes pelos líderes de diversas seitas, que também são conhecidas, erradamente, como evangélicas.

Eu fico imaginando o profeta Habacuque nos púlpitos de hoje dizendo: A figueira não está florida; a videira - bem! - não se encontra nela nem um fruto sequer; as minhas ovelhas foram roubadas, arrebatadas, e as minhas bonitas vacas já não existem.
Alguém que defende a doutrina da prosperidade diria: esse humilde fazendeiro está com encosto, está em pecado, é um tremendo fracassado.

Infelizmente esse pensamento tem impregnado as igrejas e também aqueles que não têm conhecimento da Palavra. Hoje somos conhecidos pelo que temos, não pelo que somos. Se tenho um belo carro importado, alguém logo diz: "Veja como este irmão é abençoado." Mas se for um Volks 1969, diz: "Repreende, Senhor, a maldição da vida do teu servo."

Preste atenção, querido irmão! Não sou contra a prosperidade nem tampouco condeno quem tem posses e uma alta posição, pois não estou aqui para isso nem meu tempo permite cuidar dessas coisas. Não sou contra e a Bíblia nos fala que devemos considerar tanto a prosperidade como a adversidade. Veja: "No dia da prosperidade goza do bem, mas no dia da adversidade considera, porque também Deus fez a este em oposição àquele, para que o homem nada ache que tenha de vir depois dele" (Eclesiastes 7:14).

A Bíblia nos mostra muitos homens que eram bem sucedidos, mas também nos ensina sobre a busca da riqueza, cobiça e o amor ao dinheiro, como também nos relata a respeito dos humildes, pobres, mas porém cheios da graça de Deus.

Salomão era um dos que citei, bem-sucedido, mas veja o seu comentário sobre tudo que conseguiu juntar entre riquezas, fama e engrandecimento: "E olhei eu para todas as obras que fizeram minhas mãos, como também para o trabalho que eu, trabalhando, tinha feito, e eis que tudo era vaidade e aflição de espírito, e que proveito nenhum havia debaixo do sol" (Eclesiastes 2:2,11).

O Profeta Habacuque nos ensina, nessa oração, que ainda que falte tudo em nossa vida, nós devemos alegrar-nos em Deus. Como? Isso mesmo que você leu: alegrar-nos. Em meio à adversidade normalmente perdemos o humor e a força, mas essa oração nos diz que nos alegremos em saber que a alegria do Senhor é a nossa força.

Está ruim hoje, está nebuloso, os ventos são contrários, existe tormenta, desemprego, mas sabemos que, amanhã, o Senhor nos levantará, e diremos como disse Jó: "Eu sei que o meu redentor vive..." (Jó 19.25).

Não devemos servir a Deus pelas bênçãos, pelos cargos, pela glória humana. Aliás, você não precisa fazer campanha para ser empresário, dono de uma grande empresa ou um grande personagem. Basta aceitá-Lo, obedece-Lhe, ser fiel. Deixe eu lhe dizer uma coisa interessante: Você não precisa correr atrás das bênçãos, pois Deuteronômio 28.2 diz que as bênçãos correm atrás de você. Elas virão sobre você e o alcançarão quando você ouvir a voz do Senhor seu Deus. Leia e medite em todo esse capítulo. Riquezas, bens, frota de carro importado, jamais podem ser referência de um verdadeiro cristão abençoado.

Desde que me entendo por gente me vejo cercado de ímpios, mas que são "abençoados", pois são donos de grandes empresas, são donos de carros importados, etc. O verdadeiro servo de Deus, não busca as coisas vãs, perecíveis desta vida. Digo: Ele não tem o coração nessas coisas; os seus olhos estão sobre as riquezas celestiais, onde a traça e a ferrugem não consomem.

Alegrar-se com o curral cheio de ovelhas, vacas, os celeiros cheios de azeite e um belo campo frutificado é fácil. Difícil é estar alegre ainda que com a falta de todas essas coisas. Mas veja o que Habacuque diz: "Todavia eu me alegrarei no Senhor; exultarei no Deus da minha salvação" (Hb 3:18).

Os defensores das riquezas, dos bens materiais, usam versículos isolados, sem se dar conta do contexto. Veja este exemplo: Certa ocasião, ouvi um pastor pregar o seguinte: "Declare meu irmão, determine, pois você pode. Diga: Eu posso, eu sou prospero, eu sou rico, eu sou abençoado. Não aceite esta miséria de vida que você leva. Não se contente com esta situação. Você pode, pois Paulo diz que pode." E citou Filipenses 4:13, texto que diz: "posso todas as coisas naquele que me fortalece." Mas veja o que é um texto sem contexto.

Realmente concordei: posso todas as coisas nAquele que me fortalece, mas esse versículo está totalmente ligado aos dois anteriores (11 e 12). Mas o mais falado é o versículo 13, pregado com grande eloqüência . Vejamos os outros versículos anteriores, nos quais Paulo se referiu poder todas as coisas:

"11- Não digo isto como por necessidade, porque já aprendi a contentar-me com o que tenho.
12-Sei estar abatido, e sei também ter abundância: em toda a maneira e em todas as coisas estou instruído, tanto a ter fartura, como a ter fome, tanto a ter abundância como a padecer necessidades."
Sendo assim, Paulo conclui: "13- Posso todas as coisas naquele que me fortalece" (Filipenses 4:11-13).

Nos versículos 11 e 12 aprendo que devo me contentar com o que tenho. Contentar é diferente de acomodar. Devemos nos contentar, não nos acomodar. Há uma grande diferença. Também aprendo que devemos estar instruídos sobre as adversidades. O que falta nos dias de hoje é a instrução sobre esses problemas. Paulo diz que está instruído até a passar fome, coisa abominável aos defensores da prosperidade.

Muita gente tem ficado decepcionada, pois faz campanha, doa dinheiro, faz barganha, chega até a dizer: "Deus não se esqueça de mim, pois sou dizimista fiel. Eu exijo benção pois a sua Palavra a promete." Nada acontece a essas pessoas que agem dessa forma. É como se Deus fosse colocado contra a parede, tendo de abençoá-las só porque elas estão exigindo. Quem é o barro para reclamar, para se impor ao oleiro?

Lembre-se: Deus sempre nos abençoará. Ele jamais dará, aos Seus filhos, algo que venha a ser a causa de levá-los para distante da Sua presença.
Contente-se com a graça de Deus: o Espírito Santo dentro de você, guiando-o a caminhos perfeitos e a decisões sábias. Você, meu querido irmão, tem a maior riqueza que todo homem que não conhece a Deus precisaria ter: a intimidade, a graça e a presença constante dEle em sua vida.

Estar em contato, constantemente, com a palavra de Deus nos basta. Veja o que diz Provérbios 22:1: "Mais digno de ser escolhido é o bom nome do que as muitas riquezas; e a graça é o melhor do que a riqueza e o ouro."

Junte, nos Céus, o seu tesouro. Não se preocupe, pois lá teremos a eternidade para desfrutá-lo junto ao Senhor. Não se preocupe nesta nossa peregrinação aqui na Terra, pois, como falei, você não precisa correr atrás das bênçãos; elas vão correr atrás de você.
Amém!
Por Josiel Dias
IEC Alcântara

Se o tempo voltasse..28dc

28dc
Imagine você vivendo no ano 28 d.C., morando nas proximidades de uma cidade chamada Jerusalém, e conhecesse alguém capaz de fazer uma tempestade parar em segundos, alguém capaz de amar seus inimigos, alguém lindo, meigo, amigo, fiel companheiro mesmo nas horas difíceis, alguém que, em um casamento em uma cidade vizinha, ficou conhecido por ter transformado água em vinho!
Alguém que conhecia a lei como ninguém, e tinha em seus lábios a Palavra de seu Pai. E, embora fizesse o bem, era muitíssimo perseguido só porque se dizia Filho de Deus.
Alguém que, embora tenha demorado a ir quando foi chamado para curar seu melhor amigo, chorou por vê-lo morto, já em estado de decomposição. Mas não se desesperou; apenas chamou para fora o que jazia morto, trazendo-o de novo à vida .
Passaram-se cinco anos que você conhecera esse alguém. Foram momentos maravilhosos que você passou junto a Ele. Muitos milagres foram presenciados por você, muitas famílias abençoadas por esse alguém. Quantos aleijados você viu largando as muletas, quantos cegos viu pulando e dando glória a Deus por agora enxergar? São tantos milagres vistos "por você que não caberiam em um livro. De repente você é transformado, envolvido por esse alguém e tanto é o amor dele por você que você não consegue mais viver sem Ele. Você já faz parte de sua família. De tão juntos que ficavam, já o chamam de discípulo. E, de repente, você fica sabendo que ele foi traído por um dos que faziam parte com você dos que o seguiam. Você teve a pior notícia de toda sua vida: Irão julgar o seu mestre. O que fazer para mudar essa situação?
Você está com a multidão que grita o nome de um certo ladrão chamado de Barrabás. Quase ninguém escuta você, pois todos tentam condenar seu amigo gritando: "Crucifica-o, crucifica-o, crucifica-o." Como você desejar estar no lugar daquele que tinha nas mãos o poder de condená-lo ou absorvê-lo, mas nada pode ser feito pois esse alguém tem de ser morto para que todos tenham vida; seu sangue tem de jorrar para que muitos sejam salvos através desse sacrifício.
Momentos difíceis você passaria, com certeza choraria muito por vê-lo naquela situação, mas sua tristeza logo se transformaria em alegria, em vê-lo ressuscitado. Nasceria em você um desejo de proclamá-lo diante de todos, de dizer o que viu e dar continuidade à obra deixada por Ele. Esse é o papel da Igreja aqui na terra: proclamar Alguém ressureto, alguém que está em nosso meio. Esse alguém chamado Jesus Cristo é o Filho de Deus, que viveu e sofreu, foi morto, mas ao terceiro dia ressuscitou. E, ao partir para os céus, conforme nos prometeu enviou o Consolador que hoje habita em nós, fazen-nos sentir tantas saudades dele, que, mesmo não o tendo nós conhecido pessoalmente, sentimos, a cada instante saudades e vontade de estar junto a Ele.
Amado, se você sentiu tocado por essa história e se você se identificou com esta ilustração a ponto de sentir a presença deste alguém chamado Jesus, mesmo você não o tendo conhecido fisicamente, tenha certeza de que, em breve, o verá, face a face, e viverá para toda eternidade juntamente com Ele.

Você já parou para refletir o que faremos na eternidade?
Quando aceitamos Jesus, saímos deste mundo temporal para fazer parte de um mundo espiritual. Passamos a viver na eternidade com Jesus. Isso significa que daqui a cinqüenta anos estaremos com Jesus; daqui a setenta e cinco anos estaremos com Jesus, daqui a oitenta e cinco anos, se ainda estivermos vivos - possibilidade muito remota -, estaremos com Ele. Mas também daqui a duzentos anos estaremos com Jesus, daqui a dois mil anos estaremos com Jesus, daqui a um bilhão de anos estaremos com Jesus, daqui a dez bilhões de anos estaremos com o Senhor e parecerá, apenas, alguns segundos, pois na eternidade não se contará o tempo. Porém, para nossa mente finita, é difícil de entender o que faremos com todo esse tempo aparente, além de louvar ao Senhor, que é digno de toda a honra. Seremos como os anjos; assim nos ensinou o Senhor Jesus. Mas como, na realidade, será? É... teremos de esperar um pouco. E então conheceremos como também somos conhecidos (1 Co 13.12).

É... teremos todo esse tempo para expressar quanto O amamos e quanto O queremos bem, agradecendo a Ele por ter morrido por nós, pois se não tivesse acontecido a Sua morte... hoje estaríamos perdidos.

"Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado por meu Pai, e eu também o amarei e me manifestarei a ele" (João 14:21).
Amém!

Por Josiel Dias

Sementes E Colheitas

"Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará" (Gálatas 6:7).
Quando um portal na jurisdição de Nova Iorque e Nova Jersey publicou um anúncio procurando eletricistas com especialização em conectores Sontag, recebeu 170 respostas -- embora conectores Sontag não existam. O portal publicou o anúncio para saber quantos candidatos falsificam currículos. (Peter LeVine - 15 de julho de 1993)

Até que ponto estamos dispostos a fraudar, enganar e mentir, para alcançar os nossos objetivos? Poderemos esperar algum tipo de sucesso quando andamos pelo caminho da desonestidade? Podemos contar com as bênçãos de Deus se não somos sinceros em nossas atitudes?

Muitas vezes questionamos a nossa "falta de sorte" quando, na realidade, apenas colhemos os frutos da indiferença ao Senhor, semeados ao longo de nossa existência. Se semeamos mentiras, colhemos tristeza e ilusão. Se semeamos verdades, colhemos alegria e bênçãos. O nosso Deus é Verdade e para contar com as janelas abertas do Céu, necessitamos viver em sinceridade e retidão.

Às vezes pensamos que uma pequena informação falsa em um currículo ou em qualquer outra transação comercial não tem problema algum. É apenas uma "mentirinha"! E como poderemos pedir a Deus que abra as portas para nós? E como poderemos pedir a bênção naquela situação?

Deus não nos abençoa nas mentiras, não nos dá vitórias nos atos desonestos, não nos sustenta quando agimos enganosamente. Ele sempre estará de braços abertos para nos guardar, para nos socorrer, para nos edificar, para nos abençoar, quando firmamos nossos pés na verdade e na pureza.

O que você tem semeado? O que espera colher?
Por Paulo Roberto Barbosa

Tempo para Tudo?

Eclesiastes 3:1
Vivemos dias de correria, não se tem tempo mais para nada. Até de férias, temos pressa ainda no primeiro dia das férias já estamos pensando na volta.
O que esta ocorrendo? Teria o dia que são de 24 horas encurtado? Você já deve ter se perguntado; porque quando eu era criança o tempo parecia parado e o dia parecia muito comprido?.
Certo dia observei algo interessante que me fez refletir, porque os homens correm tanto. Estava vindo de férias, o avião taxiava na pista do aeroporto e o comandante estava dando ordens dizia ele: Senhores passageiros; mantenham preso ao cinto de segurança até que aeronave tenha parado totalmente. Estava eu preso ao cinto quando menos esperei, parecia que todos em minha volta haviam combinado para levantar-se ao mesmo tempo.
Todos queriam descer ao mesmo tempo nem respeitaram a ordem para que os idosos, gestantes e mães com criança no colo descessem com prioridade. Foi um tremendo tumulto, todos com celulares tentando ligar para seus parentes, pareciam que faltavam cinco minutos para o mundo acabar.
Eu ali quieto amarrado pelo cinto aguardando a ordem para descer, só observando a correria no corredor da aeronave.
Porque corremos tanto? Porque vivemos com tanta pressa e esquecemos dos que estão em nossa volta? Esperem! Porque tanta correria? Esperar?
Uma tarefa quase impossível neste corre corre diário nosso . Esperar pacientemente como nos orienta o Salmo 40:1 é muito difícil, logo pulamos para o verso 13 Que diz: Apressa-te Senhor em me atender...... Temos pressa, estamos muito ocupados para esperarmos. Quem gosta de esperar?
Esta nossa correria nos cegam os olhos, não observamos os pequenos detalhes que passam do nosso lado. Muitas vezes um detalhe pode ser a solução dos problemas que vivemos, pois são nos detalhes que se resolvem as equações.
Às vezes esta nossa correria nos faz deixar de lado a nossa família, nossos filhos, nossa casa. Quando paramos e percebemos onde estamos, as coisas, os detalhes já passaram.
As crianças já não são mais crianças, já são adultas e nem percebemos, pois estávamos muito ocupados para olharmos aos detalhes. As flores já murcharam e nem vimos sua beleza quando desabrocharam.
Eu te pergunto: Pra onde você vai com tanta pressa? Pare um pouco, afinal de contas os problemas de amanhã só serão resolvidos amanhã, porque então perder o sono hoje?
Mateus 6:25(a) - Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida,
Mateus 6:27 - E qual de vós poderá, com todos os seus cuidados, acrescentar um côvado à sua estatura?
Porque tanta ansiedade? Por ventura sua ansiedade vai adiantar o relógio ou pará-lo?
Eclesiastes 3:1- TUDO tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.
Então, porque tanta pressa, pare olhe em sua volta o que Deus tem feito. Ouça os pássaros, veja os campos, as flores, preste atenção o que esta ocorrendo em sua volta.
Há detalhes que passam por nós que nunca mais verás novamente, experimente olhar os detalhes de seus filhos, esposa e lar. Perceberás que estás em alta velocidade.
Mateus 6:34 - Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal.
Só parando perceberás que tens tempo sim, precisa apenas ser mais bem administrado. Coloque o Senhor como prioridade em sua vida e todas as coisas que você corre tanto atrás serão acrescentadas.
Mateus 6:33- Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.
 
Por Josiel Dias.


Patrimônio Espiritual

"Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam; Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam. Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração" (Mateus 6:19-21).
Uma descoberta recente, em Pompéia, esclarece o fato de um certo religioso que foge do templo ao chegar a advertência de que a cidade seria destruída. Mas, os tesouros do templo -- por que ele deveria deixá-los para trás? Ele deve ter retornado para buscá-los. A seguir, ele tentou fugir novamente mas não conseguiu ir longe. A destruição se consumou e ele estava perdido. Se não fosse a sua preocupação com os tesouros deste mundo, sua vida teria sido poupada.
Quando o nosso coração vive preso aos tesouros daqui de baixo -- da terra, acaba perdendo a oportunidade de gozar das delícias advindas dos tesouros celestiais. Preocupamo-nos muito com as coisas que perecem e esquecemo-nos do que é mais importante e permanece para sempre.
É estranho que estejamos valorizando sempre uma coisa que logo nos será inútil e não pensemos nos valores eternos que muito mais prazer e alegria nos darão. Somos capazes de perder a vida por causa dos tesouros do mundo e não somos capazes de ganhar a vida ajuntando os tesouros do Céu!
Qual o nosso projeto de felicidade? Ter jóias? Ter muito dinheiro no banco? Ter imóveis para mostrar nosso sucesso financeiro? Trocar de carro a todo instante? E se tivermos tudo isso, seremos realmente felizes? E, se por acaso perdemos tudo outra vez, perderemos também a felicidade?
Os tesouros de Deus nos são dados gratuitamente e nunca os perderemos. A felicidade também nos é dada gratuitamente e não nos será tomada. Investir em um patrimônio espiritual nos garante uma vida abundante e eterna.

Em que patrimônio você tem investido?

Por Paulo Roberto Barbosa

O virtualismo da Vida

                  Segue um dos textos mais reais que já recebi... vale a pena ler e refletir..
Enquanto discutimos política e políticos que tal olharmos a nossa volta e ver o que está ao nosso redor ?
"Entrei apressado e com muita fome no restaurante. Escolhi uma mesa bem afastada do movimento, pois queria aproveitar os poucos minutos que dispunha naquele dia atribulado, para comer e consertar alguns bugs de programação de um sistema que estava desenvolvendo, além de planejar minha viagem de férias que a tempos não sei o que são. Pedi um filé de salmão com alcaparras na manteiga, uma salada e um suco de laranja, afinal de contas, fome é fome, mas regime é regime, né?
Abri meu lap-top e levei um susto com aquela voz baixinha atrás de mim.
- Tio, dá um trocado?
- Não tenho, menino!
- Só uma moedinha para comprar um pão!
- Está bem, compro um para você!
Para variar, minha caixa de entrada está lotada de e-mails. Fico distraído vendo as poesias, as formatações lindas, dando risadas com as piadas malucas. Ah! Essa música me leva a Londres e a boas lembranças de tempos idos.
- Tio, pede para colocar margarina e queijo também!
Percebo que o menino tinha ficado ali.
- Ok. Vou pedir, mas depois me deixa trabalhar, estou muito ocupado, tá?
Chega minha refeição e junto com ela meu constrangimento.
Faço o pedido do menino, e o garçom me pergunta se quero que mande o garoto ir "a luta".
Meus resquícios de consciência me impedem de dizer. Digo que está tudo bem.
Deixe-o ficar. Que traga não o pão, mas uma refeição decente para ele.
Então ele sentou à minha frente e me perguntou:
- Tio que você tá fazendo?
- Estou lendo uns e-mails
- O que são e-mails?
- São mensagens eletrônicas mandadas por pessoas via internet! Sabia que ele não ia entender nada, mas, a título de livrar-me de maiores questionamentos disse:
- É como se fosse uma carta, só que vem pela Internet!
- Tio, você tem Internet?
- Tenho sim, é essencial ao mundo de hoje!
- O que é Internet?
É um local no computador, onde podemos ver e ouvir muitas coisas, notícias, músicas, conhecer pessoas, ler, escrever, sonhar, trabalhar, aprender. Tem de tudo no um mundo virtual!
- E o que é virtual?
Resolvo dar uma explicação simplificada, novamente na certeza que ele pouco vai entender e vai me liberar para comer minha refeição, sem culpas.
- Virtual é um local que imaginamos, algo que não podemos pegar, tocar. É lá que criamos um monte de coisas que gostaríamos de fazer. Criamos nossas fantasias, transformamos o mundo em quase como queríamos que ele fosse.
- Legal isso. Adoro!
- Mocinho, você entendeu que é virtual?
- Sim, também vivo neste mundo virtual!
- Você tem computador?
- Não, mas meu mundo também é desse jeito... Virtual. Minha mãe trabalha, fica o dia todo fora, só chega muito tarde, quase não a vejo. Eu fico cuidando do meu irmão pequeno que vive chorando de fome e eu dou água para ele pensar que é sopa. Minha irmã mais velha sai todo dia, diz que vai vender o corpo, mas não entendo pois ela sempre volta com o corpo. Meu pai está na cadeia há muito tempo. Mas sempre imagino nossa família toda junta em casa, muita comida, muitos brinquedos, dia de Natal e eu indo ao colégio para virar médico um dia. Isso é virtual não é tio?
Fechei meu laptop, não antes que lágrimas caíssem sobre o teclado. Esperei que o menino terminasse de literalmente "devorar" o prato dele, paguei a conta e o troco dei-o para o garoto, que me retribuiu com um dos mais belos e sinceros sorrisos que já recebi na vida e com um "Brigado tio.Você é legal!".

Alí, naquele instante, tive a maior prova do virtualismo insensato que vivemos todos os dias, enquanto realidade cruel nos rodeia de verdade e fazemos de conta que não percebemos !"

Por: Lais Gomes AD Londrina

Pronto Para Atender Pedidos

"E, tudo o que pedirdes na oração, crendo, o recebereis" (Mateus 21:22).
O senhor Walter Raleigh, certa vez, aproximou-se da Rainha e lhe fez um pedido. Ela, mal-humorada, respondeu: "Raleigh, quando você parará de me fazer pedidos?" Walter respondeu: "Quando sua Majestade parar de me atender." Seu pedido foi concedido. Mas o Deus de toda graça nunca se cansa de nossos pedidos e nunca nos reprova por vir a Ele. (Henry W. Geia)
Quantas vezes já fomos à presença do Senhor para lhe pedir alguma coisa? E quantas vezes Ele nos ouviu com carinho? É claro que não há limites para buscarmos ao nosso Deus. Ele nos ama e tem prazer em atender a tudo aquilo que nos serve de bênção e edificação. Mesmo quando a Sua resposta é "não", podemos ter a certeza de que é a melhor resposta para as nossas necessidades, sejam elas espirituais ou materiais.
Se estamos aflitos, podemos buscar ao Senhor para pedir alívio e alegria. Se estamos envolvidos em dúvidas, podemos ir a Ele para receber fé e esperança. Se estamos presos a sentimentos religiosos que nenhum proveito espiritual pode produzir em nosso crescimento, podemos esperar que Ele nos concederá a liberdade de servi-lo e ser feliz.
Nunca é tarde para que nos coloquemos diante do altar de Deus para lhe pedir que preencha o nosso coração de amor, de generosidade, de humildade e de firmeza espiritual. A nossa vida se transformará e caminharemos pelas ruas desse mundo espalhando a luz que é própria daqueles que vivem na plenitude das bênçãos celestiais.
O Senhor jamais se incomoda por irmos a Ele fazer pedidos. Ele sempre nos atende -- ou do jeito que pedimos ou de outra maneira, ainda melhor para nós. Ele não nos recrimina e nem nos atende de mal-humor. Está sempre de braços abertos para nos envolver com Seu carinho inigualável.
Você tem algum pedido a fazer e não sabe a quem? Vá direto a Deus!

Por Paulo Roberto Barbosa

Eu só acredito vendo.

"Porque a sabedoria deste mundo é loucura diante de Deus; pois está escrito: Ele apanha os sábios na sua própria astúcia".
 (I Coríntios 3:19)
Conta-se que um ateu questionador discutia com um certo “ Pastor paraquedista” que Deus, inferno e céu é história para boi dormir e que nunca ninguém viu Deus nem o céu, muito menos verá o inferno, pois estas coisas é utopia.

O pastor para diante daquele homem e faz a seguinte pergunta: Você pularia de um avião há 3 mil pés de altura, sem paraquedas? O homem para, como já prevendo a replica do Pastor e diz:
Claro que não pastor!, pois eu morreria espatifado no chão. O pastor então, faz sua replica:

E se alguém falasse para você que a gravidade não existe você pularia mesmo assim levando em conta que ninguém nunca viu nem gravidade, nem vento não é mesmo?

Você pularia acreditando neles? O homem então pensou direitinho e falou: Não pastor, não pularia, pois eles continuariam afirmando que não existe a gravidade, e quem morreria era eu que pulei. O Pastor então conclui:

Você arriscaria a vida eterna só porque alguns especulam que Deus não existe só porque ninguém viu e questionam sua existência? Meu querido senhor; continuou o Pastor; sou Pastor mais também pela profissão sou para-quedista, todas as vezes que me preparo para saltar do avião eu certifico-me que carrego nas costas o meu para-quedas e no meu peito o reserva, mesmo sabendo que nunca verei a gravidade nem o vento as sinto quando salto.

Creio que o senhor não deva arriscar sua eternidade, só porque alguns garante que não existem céu, Deus e inferno. O questionador parou e refletiu no perigo que ele estava correndo e agradeceu ao pastor por mostra-lhe a verdade. Aquele homem falou para o pastor: Deixa eu por o meu paraquedas e certificar-me que tudo esta certinho. Então saltarei.

Muitas pessoas ironizam a questão de vida eterna céu e inferno, só porque nunca viram tais lugares com os seu olhos carnais.
Não é uma boa escolha arriscar suas vidas saltando para o abismo as escuras e ainda sem para-quedas. Jesus é vida eterna, Jesus é o para-quedas do homem, sem ele morremos eternamente.

Há coisas invisíveis que nunca veremos, com os nosso olhos carnais, mas sempre existem pessoas como aquele pastor para abrir os olhos espirituais para dizer: Não esqueça seu para-quedas, não salte sem ele.

A bíblia nos diz que Quem crer em Jesus tem vida eterna, mas que não crer já está condenado por não crer no filho de Deus. Marcos 16:16 Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado.
As coisas espirituais são loucura para o homem natural.
Deus te abençoe ricamente

Por Josiel Dias.

Como Uma Nota Rasgada E Queimada

"E, quando estiverdes orando, perdoai, se tendes alguma coisa contra alguém, para que vosso Pai, que está nos céus, vos perdoe as vossas ofensas" (Marcos 11:25).
"Eu posso perdoar, mas, eu não posso esquecer" é apenas um modo de dizer "eu não perdoarei". Perdão deve ser como uma nota cancelada -- rasgada em duas e queimada totalmente -- para nunca poder ser mostrada outra vez. (Henry Ward Beecher)
Muitas pessoas passam a vida sofrendo por não serem capazes de perdoar. Carregam, nas costas, o fardo da mágoa e do ressentimento sem perceber que todo o peso cessaria no momento que o largassem no chão. Sabem qual o motivo de sua infelicidade, mas, não abdicam do direito de conservá-lo por todos os seus dias.
Como no texto de Beecher, não esquecem porque não querem esquecer; não perdoam porque não querem perdoar; não têm a alegria de um coração livre porque não querem trocar o peso da falta a ser perdoada pelo bálsamo do amor e da felicidade oferecido pelo Senhor Jesus Cristo.
E pior do que a falta de perdão por atitudes cometidas por outros é a falta de perdão aos erros cometidos por nós mesmos. Às vezes cometemos falhas e nos sentimos frustrados por havê-las cometido. Mas não podemos viver eternamente nos questionando por isso. Não podemos guardar no coração o sentimento de revolta por tomarmos atitudes que conduziram ao erro e nem por não termos tomado atitudes corretas por falta de ousadia e coragem.
As quedas devem ser seguidas de um recomeço. As frustrações devem dar lugar à fé. Os erros, sejam de nosso próximo ou de nós mesmos, têm de ser substituídos por perdão. Só assim viveremos abundantemente... só assim seremos verdadeiramente felizes.

Você tem rasgado e queimado as suas mágoas?

Por Paulo Robertoo Barbosa

A Arte De Decorar Interiores

"Para que, segundo as riquezas da sua glória, vos conceda que sejais corroborados com poder pelo seu Espírito no homem interior" (Efésios 3:16).
Warren W. Wiersbe relata que um dia ele estava examinando as prateleiras de uma livraria em Cincinnati, Ohio, quando descobriu um volume fora de lugar. Estava na seção de "Religião", mas, o título do livro era A Arte de Decorar Interiores . Ele começou a remover o livro, porém, percebeu que ele realmente pertencia àquele lugar. Afinal, a fé do cristão não consiste exatamente em decorar o interior? "Não posso encontrar uma definição melhor da vida cristã do que decorar interiores", comentou ele. "Veja, a Bíblia enfatiza o fato de que cada um de nós tem um 'homem interior' - a pessoa real do lado de dentro. O corpo pode mudar, decair e até morrer, mas, o 'real você ' por dentro, viverá para sempre."
Como tem estado o nosso "homem interior"? Ele está bem decorado, arrumado e limpo? Temos nos preocupado somente com a aparência exterior vista pelos homens, ou também com o nosso "eu real" que é contemplado por Deus?
As nossas atitudes, em todos os lugares, decoram ou não o nosso interior. Se praticamos o amor, ele preenche uma prateleira do nosso interior. Se agimos com honestidade e verdade, elas vão se colocar ao lado do amor em nossa prateleira. Se agimos com ódio, deslealdade, falsidade, orgulho e mentira, estes também irão se colocar junto às atitudes anteriores, desarrumando e contaminando as prateleiras interiores de nossa vida espiritual.
Precisamos estar diante do altar do Senhor e, com determinação, estudar o nosso livro "A Arte de Decorar Interiores Espirituais" -- a Bíblia, para que, tanto o nosso homem interior como exterior, tenham o brilho de Cristo e sirvam de bênção para nós e para todos que conosco convivem.

Você tem arrumado o seu interior? Tem lido com frequência a Palavra de Deus?

Por; Paulo Roberto Barbosa




De Que Temos Certeza?

"Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, Nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor" (Romanos 8:38, 39).
"Quando eu era jovem eu tinha certeza de tudo; Após alguns anos, tendo cometido milhares de erros, eu não tinha a metade da certeza que possuía antes; no momento, não tenho certeza de nada, a não ser das coisas que Deus tem me revelado." (John Wesley)
Nós temos o costume de achar que sabemos de tudo, que podemos tudo e que não necessitamos de ninguém para coisa alguma. Fazemos somente a nossa vontade e perdemos a oportunidade de experimentar as maravilhosas bênçãos do Senhor por não procurarmos fazer a vontade dEle.
Estamos seguros de tudo até percebermos que não existe nenhuma segurança em nossas atitudes. Caminhamos sob a direção de nosso próprio entendimento até que, desanimados, descobrimos que não sabemos para onde estamos indo. Desprezamos a bênção da companhia de Deus até nos sentirmos sós e perdidos, sem a esperança de sermos encontrados.
Antes que a tristeza nos venha abater; antes que a frustração nos desestimule a prosseguir; antes que a angústia se apodere de nossa alma, o melhor a fazer é reconhecer que a maior segurança e o melhor entendimento são adquiridos quando abrimos o coração para o Senhor Jesus, nosso Salvador, nosso Amigo, nosso Companheiro em todas as nossas jornadas.
Da mesma forma que Wesley, eu tenho certeza de que amo ao Senhor e de que dependo dEle para tudo. Quero fazer o que Ele deseja que eu faça e ir aos lugares que Ele quer que eu vá. Não pretendo me afastar de Sua presença e de Seu amor por nada neste mundo.

E você, de que tem certeza?

Por Paulo Roberto Barbosa

Tirando O Cisco Do Olho

"Ou como dirás a teu irmão: Deixa-me tirar o argueiro do teu olho, estando uma trave no teu? Hipócrita, tira primeiro a trave do teu olho, e então cuidarás em tirar o argueiro do olho do teu irmão" (Mateus 7:4, 5).
O pastor encontrou-se com um membro que há muito não aparecia nas reuniões e comentou que estava sentindo sua falta. "Eu não gosto de ir à igreja", disse o homem, "e o motivo é que existem muitos hipócritas lá". "Oh, não permita que eles o mantenham afastado", falou o pastor, "há sempre lugar para mais um."
O que temos ido fazer nas reuniões que frequentamos? Qual o nosso verdadeiro propósito? Qual a nossa motivação? O que almejamos encontrar ali, durante o tempo da reunião?
O homem de nossa ilustração justificava sua ausência acusando os outros. Na realidade, a razão de seu afastamento era ele mesmo. Ele era um hipócrita e teimava em dizer que os demais o eram. Ele não havia se comprometido, não tinha prazer em louvar a Deus, não amava o Senhor.
Quando o Senhor não habita em nossos corações, só vemos defeitos nos outros, só percebemos as coisas negativas, achamos que todos estão sempre errados e os únicos certos somos nós. Quase sempre estamos mal-humorados e murmuramos por motivos fúteis.
Quando vamos ao templo, para cultuar ao Senhor, o nosso objetivo deve ser adorar a Deus. A atitude a ser notada é a nossa e não as dos outros irmãos que lá estão. Quem deve estar em santidade somos nós, quem precisa estar alegre e de bem com a vida somos nós, quem pretende ter a vida espiritual edificada somos nós mesmos. Nós devemos motivar o ambiente e não sermos motivados ou desanimados por ele. Nós somos a igreja de Cristo. Precisamos brilhar por onde passamos, precisamos semear fé e esperança naqueles que encontramos, precisamos iluminar o templo quando lá entramos.
Se encontramos fracos pelo caminho, vamos encorajá-los. Se encontramos indecisos, vamos fortalecê-los com nosso testemunho. Se encontramos perdidos que não sabem para onde vão, ajudemo-los a encontrar o Salvador.

Você tem buscado tirar o cisco de seu próprio olho ou insiste em tirar o dos outros?

Por Paulo Roberto Barbosa

Preciso de força na bateria....

Sabemos que somos de Deus, e que todo o mundo está no maligno.
I João 5:19
" I Cor. 15:33. Certa ocasião fiquei observando como funciona a carga de uma bateria de celular, existem indicadores que diz quando precisa ser carregada, se mal carregada, vicia a mesma e o indicador passa informar que a bateria está carregada, mas na realidade não está.

Basta apenas o manuseio em suas teclas para que o indicador mostre que precisa de carga novamente.

Vivemos dias de tribulações, valores invertidos, famílias contaminadas o que é certo passou ser errado e o que é errado passou a ter o conceito de certo. Isto desgasta princípios e valores.  "Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes....
A força mundana e a corrupção deste século impõe sobre nós servos de Deus cargas negativas que se não observadas, descarregam nossas baterias espirituais.

Precisamos esta atentos, pois a bíblia nos aconselha estarmos cheios, com as baterias carregadas. Só assim venceremos este sistema maligno, corrupto e mundano.

"E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito;" Efésios 5:18

Como manter nossa bateria espiritual carregada?
A bíblia nos mostra que: Fé vem do ouvir a palavra de Deus, Romanos 10:17 - "A fé vem pelo ouvir e o ouvir pela Palavra de Deus." ...quanto mais contato que nós temos com a palavra, mas espiritualmente estamos alimentados. Impossível mantermos cheios, fortes se apenas uma vez por semana alimentamos e carregamos nossa bateria.

Tem pessoas que reclamam de desanimo e fraqueza espiritual. mas vemos elas apenas uma vez por semana vindo à igreja, lendo a bíblia ou cultuando ao Senhor.

Sabemos que nossa casa é uma extensão da igreja, temos que buscar ao Senhor diariamente tanto na igreja como em nosso lar.

Funciona mais ou menos parecido com a bateria, pensam estarem fortes, carregados e cheios espiritualmente, mas no primeiro combate saem como perdedores e ficam como presa fácil do mundo e seu sistema maligno.
"Antes crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo" 2 Pedro 3:18

Todos os dias não esqueça de carregar suas baterias com a palavra e oração, separando um tempo para buscar ao Senhor, pois esta é a receita para deixar sua bateria cheia de carga espiritual.

Deus te abençoe hoje e sempre. E te encha até transbordar

Por Josiel Dias

Vivemos em guerra Espiritual.

Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parece loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente. I Corintios 2:14
Vivemos em uma luta espiritual 24 horas por dia. Esta luta para o homem natural é até desigual, pois o nosso inimigo é invisível. É impossível vencê-lo usando nossas forças, pois ele não brinca em serviço e em suas investidas. A Bíblia diz que ele está ao nosso derredor bramando como um leão querendo tragar.
Como combatente ele sabe muito bem usar suas estratégias, investe justamente no ponto fraco de sua presa....
Eu lembro quando os Estados Unidos invadiram o Iraque, entraram justamente na falha de seu inimigo. Pesquisaram via satélite, vários meses antes do ataque onde seria o ponto fraco do Ex-ditador Sadan Husein. Procederam justamente como o planejado e estrategicamente executaram sua investida.
Contra o Afeganistão também usaram toda sua força bélica, investindo sobre os pobres miseráveis. Tinham algo que a presa não tinha, a “visão noturna”. Eles enxergavam no escuro, enquanto o pobre exército afegão lutava e atirava as escuras sem ver seu inimigo.
O homem natural vive esta batalha, luta contra um inimigo sem enxergar, sem saber o que virá, sem noção do poder sobrenatural deste inimigo. Não quero aqui louvar este inimigo, nem fazer apologia sobre a sua “força”.
Mas quero aqui, nestas poucas palavras, definir que com este inimigo, não se ganha a guerra sem as armas espirituais. As forças que oprimem o Ser Humano são invisíveis e trágicas e totalmente destrutivas. (I João 5:19) - Sabemos que somos de Deus, e que todo o mundo está no maligno.
Lutamos contra o mundo e seu domínio espiritual. Andamos na contramão deste domínio. Como qualquer estrategista, ele também estuda as nossas falhas e pontos fracos e investe com todas suas forças, nestas brechas que deixamos. Efésios 4:27 - Não deis lugar ao diabo.

Como Vencer esta guerra? A nossa vitória está em Cristo.

Efésios 1:20-23 - Que manifestou em Cristo, ressuscitando-o dentre os mortos, e pondo-o à sua direita nos céus. Acima de todo o principado, e poder, e potestade, e domínio, e de todo o nome que se nomeia, não só neste século, mas também no vindouro; E sujeitou todas as coisas a seus pés, e sobre todas as coisas o constituiu como cabeça da igreja, que é o seu corpo, a plenitude daquele que cumpre tudo em todos.

Temos a Unção

I João 2:20 - E vós tendes a unção do Santo, e sabeis tudo.
I João 4:4 - Filhinhos, sois de Deus, e já os tendes vencido; porque maior é o que está em vós do que o que está no mundo.
Tiago 4:7 - Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.
I Corintios 10:12 - Aquele, pois, que cuida estar em pé, olhe não caia.
I Corintios 16:13 - Vigiai, estai firmes na fé; portai-vos varonilmente, e fortalecei-vos.
2 Corintios 4:16 - Por isso não desfalecemos; mas, ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia.
2 Timoteo 3:12 - E também todos os que piamente querem viver em Cristo Jesus padecerão perseguições
Romanos 8:26 - E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis.

Recebemos de Deus a Armadura que venceremos o Maligno

Efésios 6:11-18 - Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo.
Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.
Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes. Estai, pois, firmes, tendo cingido os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça; E calçados os pés na preparação do evangelho da paz;
Tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno. Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus; Orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos.

Somos mais que vencedores, em Cristo Jesus. Amém.

Josiel Dias

Domingo Dia " D "


Sou político.
Nasci, fui educado, trabalho, tenho direitos e deveres na pólis.
Sou co-responsável pelo destino da minha cidade, do meu estado e do meu país.

Sou cidadão.
Entre os meus direitos e deveres como cidadão da pólis, estão o de votar e ser votado.

Voto.
Apesar de falho (como todo sistema político), o sistema democrático me concede a liberdade de escolha. Esta liberdade procuro exercer com consciência e inteligência.
Tenho candidatos.
Os meus candidatos são de preferência cristãos. Cristãos de verdade, e não meramente nominais ou circunstanciais. Quando não, devem pelo menos pensar e agir sob princípios cristãos.
Os meus candidatos possuem um mínimo de competência para exercerem o cargo e o mandato que pleiteiam.
Os meus candidatos não são aqueles que me oferecem mais dinheiro ou favores, são os que me apresentam as melhores idéias, propostas e projetos.
Os meus candidatos não são aqueles que tentam me impor, são aquele de quem me convencem com argumentos sólidos, consistentes.
Os meus candidatos não são perfeitos, mas procuram ser íntegros, transparentes e confiáveis.
Os meus candidatos não apóiam, nem aprovam leis que banalizam a vida, agridem a família e relativizam a moral.
Os meus candidatos são comprometidos com os princípios inegociáveis da Bíblia Sagrada.
Quando não percebo numa eleição candidatos com o perfil e as qualidades acima descritas, simplesmente fico sem candidatos e apresento a Deus em oração o destino do meu povo, de minha gente, de minha nação.
Não voto contra a minha consciência. Não a vendo, nem a negocio.
"Bem-aventurada é a nação cujo Deus é o SENHOR, e o povo ao qual escolheu para sua herança."
(Salmo 33.12)

Por Altair Germano

Pr. AD Abreu e Lima PE.

500 Anos


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Tags

(778) Cristãos Perseguidos (529) Cristãos (518) Bíblia (488) Intolerância Religiosa (363) Israel (338) Evangélicos (302) igreja (264) Reflexão (247) apocalipse (194) oração (184) Homosexualismo (177) catolicismo (153) Rede Record (148) homofobia (146) Irã (140) escatologia (132) Missões (131) Evento Gospel (128) Silas Malafaia (125) pecado (120) Política (113) islan (112) ateus (109) judeus (109) Religião (105) Aborto (104) Milagres (103) Natal (102) Ahmadinejad (91) Criança (91) esporte (91) Testemunho (86) globo (77) guerra (73) Salvação (71) Perdão (70) Morte (64) pastores (64) Aline Barros (59) Religiosidade (56) Yousef Nadarkhani (56) PL122 (55) Amor (54) adoração (48) heresia (48) Drogas (42) Prosperidade (42) festival promessas (41) Judaísmo (39) Thalles Roberto (39) campina grande (39) Apostasia (38) carnaval (36) Idolatria (35) mulçumanos (34) Estados Unidos (33) Família (33) Maconha (31) adoradores (29) Shows (28) Catástrofes (26) Hipocrisia (26) Páscoa (22) esperança (22) Confiança (19) Mentira (19) Alegria (18) Nasa (18) DIP (16) Oriente Médio (16) Rei David (16) Suicídio (16) adversidade (16) consciência cristã (16) BAND (15) Conforto (15) Paz (15) Pena de Morte (15) Pornografia (15) Promessa (15) Sofrimento (14) BBB (12) Graça (12) Tatuagem (12) benção (12) obediência (12) dia das mães (11) impureza (11) Ansiedade (10) Justin Bieber (10) Rio +20 (10) livro (10) masturbação (10) Catástrofe (9) Desobediência (9) Filho pródigo (9) Perlla (9) Jotta A (8) Pedro Leonardo (8) Whitiney Houston (8) filho de crente (8) livre arbítrio (8) sony music (8) Darwin (7) Eutanásia (7) Hackers (7) Perigo (7) Senadores (7) União (7) presença de Deus (7) Perfeição (6) cura pela palavra (6) Purgatório (5) alienígenas (5) lei da palmada (5) Aline Barros mostra sua filha (4) Cegueira Espiritual (4) Kaka (4) escolhas (4) texto e contexto (4) torá (4) vasco (4) vigilância (4) Gratidão (3) Ressentimento (3) Segurança (3) Semeadura (3) Sodomia (3) o Caminho (3) servos (3) Cristo Redentor 80º aniversário (2) Guinnes Wolrd Records (2) Harold Camping (2) Impossiveis (2) Pressa (2) Sonho de infância (2) mundial da juventude (2) Flórida (1) Galardão (1) Michel Teló (1) Redenção (1) impios (1) recall (1) vingadores (1)

Uma Reflexão sobre a Crise no Brasil