A Minha Graça te Basta

[Jesus] me disse: “A Minha graça te basta, porque o poder se aperfeiçoa na fraqueza.” 2 Coríntios 12:9,
Como cristãos, devemos lutar pela excelência, ao estabelecer nossos alvos e objetivos. Se não der certo, pelo menos teremos a convicção de ter feito o melhor que podíamos. No entanto, nosso desejo pela excelência pode nos levar a ultrapassar uma linha tênue, e cair na armadilha do perfeccionismo.
Uma definição de perfeccionismo é “a constante sensação de que nunca se consegue atingir o padrão desejado”. Se cairmos nessa armadilha, poderemos até passar para os outros uma ideia errada do que é cristianismo. Poderemos também prejudicar nosso relacionamento com as pessoas, porque elas não se sentem à vontade na presença de perfeccionistas, devido à maneira pela qual eles avaliam e julgam o comportamento alheio.
Por outro lado, os perfeccionistas não suportam ser criticados. Se erram no trabalho, no jogo ou numa apresentação, ficam o restante do dia interpretando negativamente os olhares e as palavras dos demais. Assim, o jogo, o trabalho e a participação em qualquer tarefa, não são aguardados com alegre expectativa, mas com medo de errar e não fazer melhor do que nas atuações anteriores.
Não podem relaxar nos fins de semana porque ali está o verdugo do perfeccionismo lembrando que têm de se preparar porque, senão, a apresentação pode ser incompleta.
Se você espera ir perfeito para o colégio, ficará sem estudar. Se quiser o emprego perfeito, vai ter que viver do seguro-desemprego. E se quiser um par perfeito, vai ser difícil se casar.
A pessoa com tendência ao perfeccionismo se torna presa fácil da opinião e avaliação dos outros. Preocupa-se com o que outros vão dizer: “Vou perder minha posição no ranking de cantor, orador, professor, etc.” É a tirania do “você deve”, “você precisa”. É a agonia de estar sempre na ponta dos pés, se espichando, tentando alcançar, mas nada... Ah, se eu pudesse ler mais a Bíblia, orar mais. Ah, se eu fosse...
Muitos anos depois do encontro com Cristo, o apóstolo Paulo ainda lutava com suas raízes de farisaísmo, e disse: “É claro, irmãos, que eu não penso que já consegui isso. Porém uma coisa eu faço: esqueço aquilo que fica para trás e avanço para o que está na minha frente” (Fp 3:13, NTLH).
Brennan Menning dizia: “Estar vivo é estar incompleto; estar incompleto é carecer de graça.”
Somente através da graça podemos nos tornar mais semelhantes a Jesus.

Não arredo o pé sem o Senhor...

Respondeu-lhe o Senhor: Eu mesmo irei contigo, e eu te darei descanso.
Então Moisés lhe disse: Se tu mesmo não fores conosco, não nos faças subir daqui. Êxodo 33:14-15
Podemos ver nestes versículos acima algo interessante para a nossa caminhada como cristão, pois os mesmos textos expressam; intimidade com Deus, dependência de Deus e total confiança em Deus. Vemos Moisés falando com Deus: Senhor! Só arredo o pé daqui se tu fores conosco, caso contrário não saio daqui. O que aprendemos com estes versículos?
Meus queridos irmãos, podemos ter toda fortuna deste mundo, podemos ter os melhores empregos ou cargos disponíveis para o homem, se a presença do Senhor, não for uma realidade em nossa vida, não sobreviveremos diante as adversidades e da luta diária com o reino das trevas. Todas as minhas decisões ou escolhas, devem ser tomadas diante do Senhor tendo Ele a frente. Não devemos confiar em nossa força nem na nossa condição, pois tudo isso passa como o dia de ontem.
Não há dinheiro neste mundo que pague a presença sublime de Deus em
nossas vidas.
A presença de Deus nos garante, sustento, vitórias e bonança, mas não podemos desejá-la apenas para obtermos: Sustento, vitórias e bonanças. Minhas convicções em relação a presença de Deus, seja apenas como adorador e total dependente, independente que seremos bem sucedidos ou não, independente das vitórias ou supostas derrotas. Nem sempre o que achamos que seja derrota trata-se de derrota, mas aprendizado para aperfeiçoamento espiritual de nossas vidas. Analisando o antigo testamento vemos que todas as vezes que Israel, buscava e andava na presença de Deus eram imbatíveis, nenhum de seus inimigos podiam vencê-los, pois Deus era com eles na entrada e na saída. Mas quando pecavam, prevaricavam diante de Deus, qualquer exercito por pequeno que seja vencia fácil Israel, pois agindo desta forma davam legalidade para o inimigo vencer.
Vemos a arca da Aliança como a visível presença de Deus entre os querubins.
Para Israel tê-la em seu meio era sinônimo de vitórias, e os inimigos bem sabiam com era isso. I Samuel capítulo 4, nos mostra uma história interessante da presença de Deus, a alegria que faz tremer a terra pela presença de Deus e também os problemas que Israel enfrentou, por desejar esta presença simplesmente para vencer as adversidades, guerras estando em pecado. Não se vence guerra em pecado prevaricando ao Senhor. Os filisteus pelejaram e mataram 4 mil homens do exercito de Israel, bem conhecemos a historia dos filhos de Eli nos capítulos anteriores. Eles prevaricaram, desprezaram e zombaram da presença de Deus, fazendo o povo reclamar por suas praticas contrárias o que Deus havia determinado ao Sacerdócio. Israel diante da derrota suspira pela presença de Deus e implora aos anciãos que tragam a arca da aliança, veja o texto.
I Samuel 4:3 Quando o povo voltou ao arraial, disseram os anciãos de Israel: Por que nos feriu o Senhor hoje diante dos filisteus? Tragamos para nós de Siló a arca do pacto do Senhor, para que ela venha para o meio de nós, e nos livre da mão de nossos inimigos. Embora a intenção de Israel em buscar a presença de Deus fosse a melhor intenção possível, as convicções do momento era para vencer os Filisteus.
Trazida a Arca da Aliança o povo de Israel entra em jubilo e o arraial Israelita treme pela presença da arca. Os filisteus ouve toda aquela festa, gritaria e jubilo de Israel e teme e treme pela presença de Deus no arraial de Israel. Só que a arca da aliança não foi suficiente para derrotar os filisteus, pois Israel estava em pecado e assim deu legalidade para o inimigo vencer. Não só venceu como também tomou o que Israel pensava ser sua última esperança.
Grande é o estrago entrar em uma guerra com convicções erradas e ainda em pecado. Outro exemplo é o caso de Acã quando também fez Israel perder a guerra para o exercito da cidade de Ai. Josué 7:1-26.
A presença de Deus em nossa vida com certeza nos garante vitorias e júbilos, mas nossas convicções não podem, nem devem ser apenas para benefícios próprios. Precisamos desesperadamente da presença de Deus em nossas vidas.
Quero usar as palavras de Moisés: Senhor eu não arredo o pé daqui, se o Senhor não for comigo.
Isaías 59:1-2 Eis que a mão do Senhor não está encolhida, para que não possa salvar; nem surdo o seu ouvido, para que não possa ouvir; mas as vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados esconderam o seu rosto de vós, de modo que não vos ouça.

Eu me desespero por tua presença Senhor, retira de nós aquilo que não te agrada e que, pecado algum eu tenha em oculto. Que seja esta a nossa oração todos os dias .

Por. Josiel Dias

O Dilema de Pilatos


Que farei então com Jesus, chamado Cristo?
Mateus 27:22
Ele foi acordado por seus oficiais de manhã bem cedo. Levantou-se impaciente, irritado, com a intenção de resolver logo o problema. Era um homem que desejava manter a posição, o prestígio e a popularidade. Ao olhar para Jesus, uma batalha começou a tomar lugar em sua mente. O bom homem que estava adormecido dentro de si despertou. O coração de Pilatos dizia: “Deixe Jesus viver.”
Ele tentou arrazoar com a multidão. Estava tão confuso que a narrativa de Lucas diz que ele fez a mesma afirmativa em três momentos diferentes, dizendo: “Não achei nEle crime algum.” Cinco vezes postergou a decisão, esperando que a multidão mudasse de ideia. Três vezes esteve frente a frente com Jesus, olhando nos olhos dEle. A consciência lhe dizia: “Não há nada de errado com esse homem. Talvez um pouco de mistério, sim. Mas não há nenhuma razão para prendê-Lo.” E depois de interrogar Jesus, Pilatos ficou convencido de que Ele não fizera nada digno de morte.
Além disso, Pilatos tinha recebido um bilhete da esposa. Não era apenas uma questão de intuição feminina. Ela havia tido um sonho no qual viu Jesus sendo crucificado, ressuscitado e voltando em glória. O bilhete era curto: “Não se envolva com este Inocente [...]” (Mt 27:19).
“Que mal fez? Vou castigá-Lo e soltá-Lo”, disse ele. Mas as vozes da multidão prevaleceram. Prevaleceram o medo e a fome de poder de Pilatos. Ele sabia o que devia fazer e não fez. Sabia o que devia dizer, mas não disse, por causa da “pressão do grupo”.
Para amainar a ira do povo, mandou açoitar Jesus. Depois de tentar soltar Jesus, sem resultado, ele perguntou: “Que farei então com Jesus, chamado Cristo?” Essa pergunta é definida por alguns pregadores como a mais importante que qualquer ser humano possa fazer. Pilatos fez essa pergunta há muito tempo, mas cada um de nós, em algum momento da vida, deve responder à mesma pergunta.
Como governador romano, ele tinha a última palavra, mas deteve a voz da consciência e tomou a decisão final de crucificar Jesus.
Como vamos responder à pergunta: “Que farei então com Jesus, chamado Cristo?” Vamos aceitá-Lo como alguém inocente? Não deixe que os outros, a multidão, as circunstâncias o levem a tomar uma decisão diferente daquela que você tem convicção de ser a melhor.
Quero convidá-lo para que responda pessoalmente: “O que eu, _______ (coloque seu nome), farei de Jesus, chamado Cristo?”

Síndrome do Irmão do Pródigo

Nós tínhamos que celebrar a volta deste seu irmão e alegrar-nos, porque ele estava morto e voltou à vida, estava perdido e foi achado. Lucas 15:32
O post-scriptum (P.S.) que às vezes colocamos no fim de uma mensagem indica que estamos colocando alguma informação adicional. Tem efeito ampliador. A parábola do filho pródigo poderia ter terminado com a festa. Mas Jesus deixou para o grupo que O escutava um post-scriptum sobre o irmão mais velho do pródigo.
Afinal, não sejamos tão duros com o filho mais velho. Ele sempre chegava em casa no horário e nunca trouxe problemas para o bom nome da família. Mas um dia, vindo do campo (parece que era viciado em trabalho), ouviu música e sons de festa. Quis saber o que estava acontecendo. Um dos empregados lhe contou: “Seu irmão voltou, seu pai está dando uma festa e matou aquele novilho gordo.”
“Não acredito! Logo o novilho que eu tinha reservado para um almoço com minha equipe de trabalho!” Emoção à flor da pele, ele logo começou a despejar: “Mas que tipo de música estão tocando? Olha só a frivolidade! Será que alguém não vai tomar providências?” Ressentido e com raiva, não entrou. Quando o pai foi convidá-lo, nem o chamou de “pai”. Foi logo disparando: “Olha, eu trabalhei, eu nunca desobedeci, o senhor nunca me deu...”
Ele queria um relacionamento não baseado no amor, mas no trabalho. Mostrou que não perdoava o irmão pelo dinheiro que ele havia esbanjado, nem desculpava o pai pela graça que estava demonstrando para com o pródigo.
Criticamos o filho mais velho, mas quantos de nós temos traços de legalismo, fiapos de justiça própria e vestígios de orgulho pelos projetos que patrocinamos e por aquilo que fazemos. O irmão mais velho do pródigo é uma das melhores demonstrações daqueles que não dão lugar à graça de Deus em sua vida. A resposta do pai para ele foi: “Filho, eu valorizo mais nosso relacionamento do que o seu trabalho. Você tem acesso a todos os meus recursos. O que é meu é seu. Mas seu irmão está voltando, e não tem nada, senão a nós, sua família! Não é razão para celebrar? Sou eu que estou dando a festa. Venha! Você e eu temos que celebrar. Não é a festa do seu irmão, é a minha festa.”
E como termina a parábola? Suspense. Teria ele entrado ou não para a festa?
Deus hoje está pedindo que entremos e celebremos em família, para nos unir e nos regozijar com aqueles que estavam perdidos e foram achados.

A Lista de Jesus


Alegrem-se, [...] porque seus nomes estão escritos nos Céus. Lucas 10:20
A Lista de Schindler foi considerado um dos melhores filmes da década de 1990. Oskar Schindler, dono de uma fábrica, pensava que seria suficiente fazer com que aqueles que trabalhavam com ele chegassem vivos até o fim da guerra. Mas mudou de ideia. Depois de presenciar a exterminação do gueto em que os judeus da Cracóvia eram forçados a viver, decidiu fazer uma lista de aproximadamente 1.100 judeus que deveriam ser enviados para a Checoslováquia.
Foi uma corrida contra o tempo. Ele passou a noite escrevendo o nome de todos os que queria salvar, preparando a famosa Lista de Schindler. Ter o nome na lista significava vida. Significava liberdade do sofrimento e do holocausto. Schindler teve que pagar uma soma para subornar o comandante de um campo de concentração, a fim de que ele permitisse que os judeus fossem para a Checoslováquia.
Há outra lista também com nomes de pessoas que deverão ser salvas. O nome dessas pessoas está escrito no livro da vida do Cordeiro. Esse livro é a Lista de Jesus. Ela não está limitada a 1.100 nomes. É uma lista não controlada por homens. Se fosse, não estaríamos lá. Para ter seu nome nessa lista, você não pode subornar ninguém para empurrá-lo para dentro na última hora.
Não sei como funciona o sistema de informações do Céu. Hoje, com um pendrive no meu chaveiro, levo livros e livros de informação. Apocalipse 20:12 fala que livros com informações sobre nossa vida serão abertos.
Amigo, um preço infinito, incalculável, foi pago por você. “Vocês sabem que não foi por meio de coisas perecíveis como prata ou ouro que vocês foram redimidos da sua maneira vazia de viver, [...] mas pelo precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro sem mancha e sem defeito” (1Pe 1:18, 19).
Quando aceitamos Cristo como Salvador, nosso nome é escrito no livro da vida. Em Apocalipse 3:5, Deus promete: “O vencedor será igualmente vestido de branco. Jamais apagarei o seu nome do livro da vida, mas o reconhecerei diante do Meu Pai e dos Seus anjos.”
“Aos que O receberam, aos que creram no Seu nome, deu-lhes o direito de se tornarem filhos de Deus” (Jo 1:12).
“Nela jamais entrará algo impuro, [...] mas unicamente aqueles cujos nomes estão escritos no livro da vida do Cordeiro” (Ap 21:27).
Nossa oração deve ser: “Senhor, por favor, conserva meu nome no livro da vida do Cordeiro.”

Extraído http://www.cpb.com.br/

Tolo

"No coração do prudente a sabedoria permanece, mas o que está no interior dos tolos se faz conhecido" (Provérbios 14:33).
Um pastor abriu uma carta a ele endereçada. Dentro do envelope havia um pedaço de jornal onde se lia apenas uma palavra: Tolo! No final de semana ele anunciou, do púlpito: "Eu já recebi muitas cartas sem a assinatura do autor. Esta semana eu recebi uma carta onde aparecia a assinatura do autor sem que houvesse escrito coisa alguma."
Quão tolos somos quando desprezamos a Deus. E posso dizer isso porque fui um deles. Achava que era perfeitamente capaz de viver sem o Senhor. Ignorava-O e até criticava àqueles que pensavam de maneira diferente. Não foram poucas as vezes em que, ao passar por um grupo na praça, louvando a Deus, gritei: "Vá procurar um tanque!" -- quando era uma moça ao microfone. Ou, "Vá pegar em uma enxada!" -- quando um homem estava falando. Como me arrependo do que fazia! Percebi, algum tempo depois, o quanto estava errado.
Eu era um jovem triste e não sabia que a minha felicidade estava ao lado deles. Eu era um jovem sem vida e não conseguia ver a Vida que eles possuíam. Eu estava caminhando sem rumo e não era capaz de perceber o Caminho que eles apresentavam.
Sim, eu era alguém que poderia ter escrito aquele bilhete anônimo. Estava perdido em meus pecados e não aceitava o Senhor de braços abertos para me salvar. Eu queria a felicidade e ela estava bem à minha frente,no local de meus escárnios.
Mas, graças ao amor do meu Senhor, o tolo deixou de ser tolo. O infeliz encontrou a alegria. O perdido se viu achado, cuidado com amor, abrigado sob as asas do Altíssimo.
Você também se sente como alguém que poderia ter escrito aquela carta? Não desejaria reescrevê-la com uma assinatura diferente?
 
Por Paulo Roberto Barbosa

Viver Ou Simplesmente Falar?

"Aquele que diz que está nele, também deve andar como ele andou"
(1 João 2:6).
O pai, certo dia, ensinava a seu filho pequeno sobre a forma de viver de um cristão e quais deveriam ser suas atitudes. Ao terminar a lição, o pai ouviu do filho uma pergunta a qual jamais pôde esquecer: "Pai, eu já vi um cristão?"
Será que já passamos pelo mesmo vexame? Já ouvimos, alguma vez, de um amigo: "Você é um cristão? Estou surpreso... confesso que não sabia!" E se um amigo se mostra espantado ao saber que somos cristãos, o que poderíamos dizer do nosso Deus?
Muitas vezes citamos, com facilidade, tudo o que um filho de Deus deve fazer. Também não é difícil, para nós, decorar uma grande quantidade de passagens das Escrituras. Podemos, é claro, nos vestir com roupas que nos fazem parecer discípulos do Senhor. Mas, será isso suficiente?
Conheço vários ateus que dominam toda a Bíblia, que citam versículos sem dificuldades, porém, de que vale tudo isso se não conhecem o Deus da Bíblia? De que serve conhecer o texto se não experimentam a bênção de um relacionamento com o Senhor? Não adianta saber onde fica o caminho se não houver a iniciativa de andar por ele.

Se eu digo que sou cristão, devo andar como Cristo andou, devo falar como Ele falou, devo demonstrar amor como Ele demonstrou, devo procurar viver em santidade como Ele sempre viveu. Ser cristão não é ir à missa e confessar os pecados ao padre, nem ir a um culto e cantar os hinos ali entoados, nem acompanhar uma oração junto ao rádio, bebendo a seguir a água ali colocada. Ser cristão é abrir o coração para Jesus, é ser sal em uma terra sem sabor, é ser luz em um mundo tomado por densas trevas. Ser cristão é deixar que Cristo brilhe em todas as nossas atitudes.

Você fala do que deve ser um cristão ou demonstra-o através de sua vida?

Por Paulo Roberto Barbosa

Caminho Seguro

"... guia-me mansamente a águas tranqüilas" (Salmos 23:2).
A noite estava escura e tempestuosa. Uma senhora estava em um barco que cruzava o Lago Michigan. Por causa da chuva forte, dos raios e trovões, ela se sentia muito nervosa. Com muito medo, ao ver as muitas pontas de pedras que sobressaiam na superfície do lago, ela perguntou ao capitão: "Você sabe onde estão todas as pedras do lago?" "Não", respondeu o capitão, "eu não sei. Mas eu conheço o caminho seguro".
Enquanto "navegamos" pelos mares da vida, encontramos muitas "pedras". Algumas nós sabemos como evitar e outras, não. Por isso, é possível que sejamos apanhados de surpresa. O importante, portanto, é que saibamos "onde está o caminho seguro".
Muitas vezes julgamos que somos capazes de encontrar, sozinhos, a segurança de que tanto necessitamos. Escolhemos uma direção e seguimos em frente. Não aceitamos a opinião de ninguém e, quase sempre, só percebemos o erro quando não suportamos mais as angústias e aflições.
Outras vezes nos deixamos envolver pelas pedras. Sofremos, murmuramos, questionamos a existência de cada uma delas, maldizemos as lutas e os problemas, mas, não procuramos encontrar o caminho tranquilo e seguro. Reclamamos das pedras e não nos afastamos delas.
Quando tomamos a decisão de "velejar" apenas por caminhos seguros, tudo é diferente. Vivemos em paz e alegria, em júbilo e felicidade. Sabemos onde estamos e para onde estamos indo. Sabemos que as pedras existem, porém, estamos longe delas e elas estão longe de nós.

Jesus conhece o caminho seguro e você só precisa segui-lo.

Por Paulo Roberto Barbosa

A quem Amo..You're Still The One.

Você ainda é a única

Quando te vi pela primeira vez, eu vi o amor
E na primeira vez que me tocou, me apaixonei.
Depois disso, você é cada vez mais a pessoa que amo.
Parece que conseguimos
Veja até onde chegamos baby
Nós provavelmente pegamos o caminho longo
Sabíamos que chegaríamos lá algum dia
Eles diziam, "eu aposto que nunca vão conseguir"
Mas olha só a gente aqui nos abraçando
Estamos ainda juntos ainda mais fortes
(Você continua sendo a única)
Você continua sendo a única que eu corro atrás
A única a quem pertenço
Você continua sendo a única que eu quero para a vida(Você continua sendo a única)
Você continua sendo a única que eu amo
A única que eu sonho
Você continua sendo a única que dou um beijo de boa noite e não há nada melhor
Encaramos as dificuldades juntos
Estou agradecido que não tenhamos ouvido
Visto o que estava faltando
(Você continua sendo a única)
Você continua sendo a única que eu corro atrás
A única a quem pertenço
Você continua sendo a única que eu quero para a vida(Você continua sendo a única)
Você continua sendo a única que eu amo
A única que eu sonho
(Você continua sendo a única)
Você continua sendo a única
Você continua sendo a única que eu corro atrás
A única a quem pertenço
Você continua sendo a única que eu quero para a vida(Você continua sendo a única)
Você continua sendo a única que eu amo.

Shania Twain- Tradução e adptação. You're Still the One.

Quem É Verdadeiramente Importante?


"Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas" (Mateus 6:33).
O telefone do gabinete do ministro da Igreja de Washington, em que o Presidente Roosevelt costumava frequentar, tocou, e uma voz ansiosa falou: "Diga-me, o Presidente estará no culto deste final de semana?" O ministro, pacientemente, respondeu: "Isso eu não posso prometer. Porém, o Senhor Jesus estará lá e esse é um forte motivo para que todos estejam presentes ao culto."
O que temos buscado, realmente, quando vamos ao culto em nossa Congregação? Qual a nossa expectativa? Pelo que arde o nosso coração ao nos reunir, no templo, com os demais irmãos?
É muito comum vermos os templos lotados quando um famoso cantor é anunciado através do microfone ou dos boletins. Os salões de culto também ficam repletos quando um célebre pregador é esperado. E, por que não ficam igualmente cheios os cultos em que o Rei dos reis está presente? Quem é mais importante, Jesus ou a banda que apresenta os "shows Gospel"?
Jesus está sempre presente em nossas reuniões. Ele é o primeiro a chegar e não deixa o local antes que o último irmão se retire do templo. E mais do que uma presença ilustre, Ele é o nosso Salvador, o nosso Senhor, Aquele que, por amor, morreu na cruz em nosso lugar. Muitos dos nossos "famosos"cantores chegam apenas para uma apresentação e não são raras as vezes em que deixam o templo antes do fim do culto. A igreja fica lotada naquele dia, por causa do artista, mas volta a ficar vazia na semana seguinte, porque o Senhor não é a prioridade de muitos.
Melhores cristãos e muito mais felizes seríamos, se fôssemos ao culto por amor ao Senhor, para adorá-lo com gratidão, para confessar que, sem Ele, nada somos e a nossa vida não tem nenhum sentido. Nada tenho contra os verdadeiros cantores do Senhor, mas não são o meu propósito e não deveriam ser o propósito de nenhum filho de Deus. Eles, no culto, fazem parte do "as demais coisas serão acrescentadas".

Você vai ao culto por causa de um artista ou por causa do Senhor Jesus?

Por Paulo Roberto Barbosa

Igreja Unida, jamais será Vencida.

Aprendemos a voar como os pássaros, a nadar como os peixes; mas não aprendemos a simples arte de vivermos junto como irmãos.” (Martin Luther King)
Quão bom e suave é que os irmãos vivam em união. Salmos 133:1
Eu creio que como pai eu gostaria de ver meus filhos unidos e amando-os uns aos outros. Sem nenhuma desavença nem gritaria nem partidarismo. Eu fico chateado quando eles pelejam uns contra os outros. Eu fico imaginando Deus olhando o nosso comportamento como crente dentro da comunidade cristã. Igreja tal que não tolera a outra, irmão caçando irmão, uns pelejando contra os outros. Irmãos do grupo (a) que não falam com os irmãos do grupo (b) Misericórdia!
Embora a Bíblia nos mostra que nossa luta não é contra carne nem sangue, mesmo sabendo disto, brigamos e queremos resolver as nossas divergências no tapa ou na discussão. Precisamos aprender muito sobre “União”
A igreja desunida não subsiste
Jesus orando pelos discípulos cita algo importante sobre união, veja: Para que todos sejam um; assim como tu, o Pai, és em mim, e eu em ti, que também eles sejam um em nós; para que o mundo creia que tu me enviaste. João 17:21
O maior legado que Cristo deixou como exemplo para nós, é o amor e a união independente da denominação, cor, raça. Existe uma frase que retrata bem esta situação veja:
“Milhões de cristãos professos falam como se Cristo fosse real, mas agem como se Ele não fosse.” (AW Tozer)
Se tem algo que o diabo tem trabalhado muito entre os cristãos é através da contenda e desunião dentro da igreja. Como vencer sendo parte do corpo e estando dividido? Ele bem sabe, que estando a igreja desunida fica, fácil para ele vencê-la.

Manter pecado oculto e desunião dentro da comunidade, é dá legalidade para o diabo agir.
E o olho não pode dizer à mão: Não tenho necessidade de ti; nem ainda a cabeça aos pés: Não tenho necessidade de vós. Antes, os membros do corpo que parecem ser mais fracos são necessários; I corintios 12:21-22.
Como entender um cristão que faz parte do corpo dizer: Não preciso deste irmão fulano ou beltrano? Veja o que o Apostolo Paulo escreveu: Os membros que parecem ser os mais fracos “são necessários”
Ainda o Aposto Paulo aconselha os mais fortes a suportarem os fracos na fé. Creio que desta forma cresceremos como corpo como igreja do Senhor e não deixaremos brecha para o inimigo agir. Assim como aprendemos a voar como os pássaros, a nadar como os peixes devemos aprender a vivermos Unidos como irmãos.
Para que não haja divisão no corpo, mas que os membros tenham igual cuidado uns dos outros. I Corintios 12:25
Unidos e amando uns aos outros, as portas do inferno certamente não prevalecerão contra a igreja de Cristo Jesus.  Amém

Deus abençoe sua igreja ricamente.

Por Josiel Dias

Um Pedacinho do Universo

Quem criou tudo isso? Aquele que põe em marcha cada estrela do Seu exército celestial, e a todas chama pelo nome. Isaías 40:26
Antes mesmo de lidar com desbravadores, eu gostava de astronomia. O que eu levava para os acampamentos era fruto das minhas idas ao Planetário do Ibirapuera, em São Paulo. Lembro-me de que há alguns anos, num acampamento de verão com jovens de Londrina, PR, na hora de acendermos a fogueira, demos uma olhada no céu e bem acima de nós estava Sírius, a estrela mais brilhante. Foi um detalhe que se tornou parte de nossa conversa em torno da fogueira.
Mas o céu mais estrelado que já observei foi no Chile, uma hora ao norte de Viña Del Mar, na sede de acampamento dos jovens adventistas em Lliu-Lliu. Era uma cena para se dizer “uau!”. Um céu coalhado de estrelas. Devido à proximidade do deserto do Chile, a umidade do ar ali é mínima, proporcionando uma visibilidade do céu que não existe em nenhum outro lugar nas Américas.
As estrelas estão em desfile, diz o salmista. “Os céus declaram a glória de Deus” (Sl 19:1). E Deus menciona por nome algumas poucas estrelas e constelações: Ursa, Órion e Plêiades (Jó 9:9; 38:31, 32; Am 5:8).
O total de estrelas que podemos ver, sem telescópio, é de aproximadamente sete mil, e todas estão em nossa galáxia, nossa morada no universo que chamamos de Via Láctea.
Desde 1990, quando o telescópio Hubble foi colocado em órbita, os astrônomos puderam olhar o Universo como nunca antes. De lá para cá, os aficionados por astronomia são chamados de “geração Hubble”. Para esses, foi descortinada uma visão de até cem bilhões de galáxias, cada uma com cem bilhões de estrelas
(Answers Magazine, julho-setembro de 2008, p. 24).
Os astrônomos dizem que, ao segurar uma moeda de cinco centavos contra o céu, na extensão do seu braço, você encobrirá mil galáxias e mais estrelas do que os grãos de areia de todas as praias do mundo (DVD Journey to the Edge of Creation).
Toda essa grandeza e majestade nos deixam abismados. Se você ficou de cabeça zonza com tantos números, pense agora no conhecimento e no poder criativo de Deus. “Ele determina o número de estrelas e chama cada uma pelo nome” (Sl 147:4). E o que me deixa mais emocionado é saber que esse Deus que espalhou as estrelas pelo espaço e mantém o Universo é o mesmo que cuida de mim e me ajuda em meus problemas. Ainda mais: Ele sabe o meu nome! Tenho mais valor do que uma estrela, pois Ele pagou por mim um preço incalculável: o sangue do Seu Filho.

Extraído http://www.cpb.com.br/

Atentos E Sinceros

"Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos que estão no céu, nem o Filho, senão o Pai. Olhai, vigiai e orai; porque não sabeis quando chegará o tempo" (Marcos 13:32, 33).
Nosso Senhor recomendou que não apenas esperássemos Seu retorno, mas, que estivéssemos atentos, vigiando sinceramente. A diferença entre simplesmente esperar e esperar atentamente é ilustrada na historieta a seguir: Um barco pesqueiro voltava para casa após muitos dias no mar. Quando se aproximava da orla, os marinheiros olhavam avidamente para a doca onde um grupo de pessoas estava reunido esperando seus queridos. O capitão pegou seu binóculo e conseguiu identificar alguns que ali estavam. "Eu vejo a Mary do Bill, e também a Margareth do Tom e a Anne do David". Um dos homens ficou preocupado porque sua esposa não estava lá. Assim que deixou o barco, com o coração apertado, subiu apressado à colina em direção à sua casa. Quando ele abriu a porta, ela correu ao seu encontro dizendo: "eu tenho esperado por você!" Ele respondeu com uma repreensão gentil: "Sim, mas, as esposas dos outros homens estavam vigiando, atentas, lá no cais."
De que forma estamos aguardando a volta de nosso Senhor Jesus Cristo? Temos estado vigilantes, com um coração sincero e cheio de expectativa? Temos nos enchido de amor, pureza e fidelidade? Ou tão somente o aguardamos, envolvendo-nos, enquanto isso, em tudo que nos parece agradável neste mundo?
Muitas vezes dizemos que cremos no Senhor e sabemos que um dia Ele voltará para buscar aqueles que são Seus, mas, o nosso testemunho em nada prova tais palavras. Andamos como os que não O aguardam, falamos como os que Lhe ignoram, vivemos como os que nEle não acreditam.
Os que um dia experimentaram, verdadeiramente, um encontro com o Senhor, têm prazer em seguir a Sua palavra, se agradam em fazer a Sua vontade, esperam ardentemente a Sua volta. Se uma experiência pessoal com Jesus nos encheu o coração de júbilo, muito maior será a nossa alegria quando Ele nos vier buscar para estar com Ele para sempre.

Você está esperando com sinceridade e atenção?

Por Paulo Roberto Barbosa

Não Importam Os Obstáculos

"Porque ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; ainda que decepcione o produto da oliveira, e os campos não produzam mantimento; ainda que as ovelhas da malhada sejam arrebatadas, e nos currais não haja gado; Todavia eu me alegrarei no SENHOR; exultarei no Deus da minha salvação" (Habacuque 3:17, 18).
Pode um jovem fuzileiro naval, corpo mutilado pelas modernas armas de guerra, se recuperar emocionalmente dos traumas e transformar uma derrota em vitória pessoal? O Tenente Clebe McClary conta sua corajosa história de reconstrução de uma vida destruída. Durante o tempo em que serviu no Vietnã, ele perdeu um olho e o braço esquerdo. Além disso, foi submetido a 33 cirurgias para poder manter o que restou de seu corpo. Atualmente, Clebe McClary está servindo no exército do Senhor, viajando pelo mundo, testificando de sua fé pessoal em Jesus Cristo. Sua vida mostra que ele, verdadeiramente, encarna o voto que fez ao entrar para a Marinha americana: "Qualquer missão a mim atribuída, será realizada da melhor maneira, não importam os obstáculos."
O que tem sido necessário para me afastar de Deus? As dificuldades, as frustrações, as decepções, os obstáculos que aparecem a todo instante? O que pode tirar a nossa alegria? A falta de dinheiro, a perda de um cargo ansiado no emprego, a não realização de um antigo sonho? Onde está a nossa fé? Em que se baseia a nossa felicidade?
Se nós abrimos o coração para o Senhor e nEle depositamos a nossa confiança, por que continuamos dependendo de sucesso pessoal e prosperidade para sermos vitoriosos e felizes? Ele é a nossa vitória! Ele é a nossa felicidade! Ele é a realização de todos os sonhos! Ele é a nossa razão de viver! Tudo o mais virá, na hora que Ele quiser e da maneira como Ele quiser.
Se as lutas vierem contra nós, Ele está ao nosso lado e nada teremos a temer. Se tudo nos parecer difícil, Ele tem todas as soluções. Se nos sentirmos fracos pelas tempestades da vida, Ele nos fortalecerá e transformará os obstáculos em degraus para alcançarmos as bênçãos almejadas.

Confie no Senhor! Não desanime jamais!

Por Paulo Roberto Barbosa

Sos Região Serrana...

SOS para a Região Serrana do RJ
Todos temos acompanhado a tragédia que se abateu na Região Serrana do Estado do Rio de Janeiro. Seja através da televisão, dos jornais, das rádios ou da internet, temos visto e ouvido sobre o caos que se abateu naqueles municípios.
Já são mais de 500 mortos, o número de desabrigados e desalojados não param de subir. Falta luz, água potável, alimentação, abrigo, remédios e roupas.
Como cristãos não podemos deixar de ajudar a estes que passam por tamanha dificuldade e para isto a Junta de Missões Nacionais em parceria com a Convenção Batista Brasileira e a Convenção Batista Fluminense estão fazendo uma campanha para ajudar a estas pessoas.
Veja as informações abaixo e Participe!
As chuvas torrenciais que atingiram a região serrana do estado do Rio de Janeiro já causaram deslizamentos, desabamentos e inundações, deixando um rastro de destruição e mortes, além de dezenas de feridos que estão sendo encaminhados aos hospitais públicos das cidades.
Pelo menos 960 pessoas até agora ficaram desabrigadas e outras 1.280 desalojadas.
É a maior tragédia já registrada na região, atingindo principalmente os municípios de Teresópolis, Petrópolis, Nova Friburgo e Vale do Cuiabá, em Itaipava. Também outras cidades daquela região como Sumidouro e Bom Jardim estão sofrendo com esta calamidade. Na região houve queda de barreiras, falta de energia elétrica e comunicações. O acesso às áreas mais afetadas só está sendo possível por helicóptero, dificultando o trabalho de resgate. O prefeito de Teresópolis decretou estado de emergência e calamidade pública. Dezessete bairros da cidade foram atingidos por desmoronamentos.
Diante desse quadro de calamidade, a Convenção Batista Brasileira, a Junta de Missões Nacionais e a Convenção Batista Fluminense estão lançando uma Campanha para apoio às vítimas. Precisamos, nesse momento, levar conforto espiritual às pessoas desabrigadas que estão sofrendo perdas físicas e materiais.
Precisamos de uma grande mobilização dos batistas brasileiros que estejam próximos aos locais atingidos para acolher nossos irmãos em Cristo que estão desabrigados. Mas também há várias outras formas de ajudar: com oração, envio de donativos, ou financeiramente.
Veja as principais necessidades de donativos:
- água potável
- Alimentos não perecíveis
- fraldas
- produtos de higiene pessoal
- colchões- caixas de leite

Para colaborar entre em contato com a Convenção Batista de seu estado, com a Convenção Batista Brasileira ou com a Junta de Missões Nacionais através dos links abaixo:

Convenção Batista Brasileira – www.batistas.com
Junta de Missões Nacionais – www.missoesnacionais.org.br

A Começar Por Mim...

"E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra" (2 Crônicas 7:14).

Um general chinês fez o seguinte comentário: "Se o mundo precisa ser trazido à ordem, minha nação precisa ser transformada primeiro. Se minha nação precisa ser transformada, minha cidade natal precisa ser renovada. Se minha cidade natal precisa ser renovada, minha família precisa ser corrigida. Se minha família precisa ser corrigida, eu devo ser corrigido em primeiro lugar."

Estamos nós de acordo com o pensamento daquele general chinês? Estamos preparados para nos deixar corrigir para que tudo ao nosso redor seja transformado? Estaríamos prontos a obedecer a Deus para que a nossa nação receba as dádivas de Deus?

É muito comum percebermos os erros e defeitos de outras pessoas. Percebemos o descaso de nossos colegas de trabalho, a indisciplina dos alunos de nossa universidade, a desonestidade dos empregados dos comércios por nós frequentados, a hipocrisia dos membros da igreja onde costumamos ir. Tudo está errado, muita coisa deve ser mudada, porém, não estamos dispostos a começar as mudanças por nós mesmos.

Quando deixamos o Espírito de Deus nos moldar, começamos a viver uma vida melhor. Os defeitos de nossa família passam a nos parecer bem menores e até insignificantes; nossa cidade nos oferece uma paisagem mais agradável; nosso país começa a ter esperanças; o mundo passa a ser visto por nós como um cenário perfeitamente possível de ser transformado pelo Senhor.

Se você deseja ver um mundo mais aprazível, coloque-se diante de Deus e deixe que Ele dirija a sua vida. Desse momento em diante, você começará a ser verdadeiramente feliz.
Por Paulo Roberto Barbosa

Cheios De Gozo Em Qualquer Situação

"Pois o abençoaste para sempre; tu o enches de gozo com a tua face
" (Salmos 21:6).
Quando uma senhora cristã, já bem idosa, sofrendo de artrite, ficava sentada diante da janela da frente de sua casa, assistia o tráfego movimentado da rua e comentava: "Eu não sei o que faria se não tivesse todo esse movimento para me distrair". Mais tarde, ela foi movida para um quarto nos fundos da casa, de onde não podia ver mais o tráfego intenso da rua. Frente a esta nova situação, ela disse: "eu gosto ainda mais desse lugar. Daqui eu posso assistir as doces crianças do vizinho, brincando no quintal". Por fim, ela mudou-se para um cortiço em um bairro humilde e afastado do centro da cidade. Para um amigo ela disse: "Venha e veja a bela visão do céu que tenho daqui!"
Em todas as circunstâncias narradas, a velha senhora mantinha o bom-humor, a alegria e o prazer em sua vida. Qual o segredo de sua felicidade? Por que não murmurava? Por que não maldizia sua sorte? Por que não vivia culpando o mundo e as pessoas pelo que lhe acontecia? A resposta é muito simples: ela tinha Jesus no coração.
Quando o Senhor faz parte de nossos dias, tudo é mais bonito, tudo é mais agradável, tudo nos satisfaz. Se temos muito, louvamos ao Senhor por Suas dádivas. Se temos pouco, glorificamos ao Senhor por Sua misericórdia e por cuidar de nós da mesma maneira. A felicidade não consiste nas coisas que Deus nos dá e sim na Sua presença conosco, trazendo refrigério e gozo à nossa vida espiritual.
Estamos sempre felizes porque cremos que Ele cuidará de nós e suprirá as nossas necessidades. Estamos felizes porque Ele nos mostrará o ângulo belo de todas as coisas. Estamos felizes porque sabemos que o Senhor dos senhores nos ama e está sempre ao nosso lado. Estamos felizes porque não dependemos de bens materiais para sorrir e cantar. Estamos felizes porque somos mais que vencedores e o nosso nome está registrado no Livro de Deus.

Você depende de prosperidade material para ser feliz ou é feliz porque tem o Senhor em seu coração?

Por Paulo Roberto Barbosa.

Corpos resgatados já ultrapassam 680

Número de corpos resgatados na região serrana
chega a 680 no 8º dia de resgate
Nova Friburgo é a cidade com o maior número de mortos.
O número de corpos resgatados no temporal que devastou a região serrana do Estado do Rio de Janeiro chega a 680 nesta Terça (18), segundo informações das prefeituras dos municípios de Nova Friburgo, Teresópolis, Petrópolis, Sumidouro e São José do Vale do Rio Preto.
Nova Friburgo é a cidade mais destruída e com o maior número de mortos: 318. Segundo a assessoria de comunicação da prefeitura, todas as mortes confirmadas são de corpos já identificados.
São 277 corpos resgatados em Teresópolis, 58 em Petrópolis, 20 em Sumidouro e quatro em São José do Vale do Rio Preto.
O vice-governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, fez um apelo para que fornecedores continuem abastecendo o comércio de Nova Friburgo.
Tragédia das chuvas
O forte temporal que atingiu o Estado do Rio de Janeiro na terça-feira (11) deixou centenas de mortos e milhares de sobreviventes desabrigados e desalojados, principalmente na região serrana.
As cidades de Nova Friburgo, Teresópolis, Petrópolis, Sumidouro e São José do Vale do Rio Preto foram as mais afetadas. Serviços como água, luz e telefone foram interrompidos, estradas foram interditadas, pontes caíram e bairros ficaram isolados. Equipes de resgate ainda enfrentam dificuldades para chegar a alguns locais.
No final da noite desta sexta-feira (14), a presidente Dilma Rousseff liberou R$ 100 milhões para ações de socorro e assistência às vítimas. Além disso, o governo federal anunciou a antecipação do Bolsa Família para os 20 mil inscritos no programa nas cidades de Nova Friburgo, Teresópolis e Petrópolis.
Empresas públicas e privadas, além de ONGs (Organizações Não Governamentais) e voluntários, também estão ajudando e recebem doações.
Os corpos identificados e liberados pelo IML (Instituto Médico Legal) são enterrados em covas improvisadas. Hospitais estão lotados de feridos. Médicos apelam por doação de sangue e remédios. Os próximos dias prometem ser de muito trabalho e expectativa pelo resgate de mais sobreviventes.
Em visita à região de Itaipava, em Petrópolis, o governador Sérgio Cabral (PMDB) disse que ricos e pobres ocupavam irregularmente áreas de risco e que o ambiente foi prejudicado.
Está provado que houve ocupação irregular, tanto de baixa quanto de alta renda. Está provado também que houve dano da natureza. Isso não tem a ver com pobre ou rico.
Extraído R-7

Pela Graça e Pelas Obras.

Porque pela graça sois salvos, por meio da fé;
e isto não vem de vós, é dom de Deus;
não vem das obras, para que ninguém se glorie. Efésios 2:8-9
Assim também a fé, se não tiver obras, é morta em si mesma.
Mas dirá alguém: Tu tens fé, e eu tenho obras; mostra-me a tua fé sem as obras, e eu te mostrarei a minha fé pelas minhas obras. Tiago 2:17-18.

Com ou sem obras? Para obras ou Pela obras? Eis a questão.

Outro dia conversei com um Espírita Kardecista onde o assunto era a ''caridade'' ou sobre o fazer obras e que segundo ele, nós evangélicos estamos além do que eles fazem. Até concordei até certo ponto, pois nos preocupa a posição da igreja em defender apenas a fé e esquecer as obras. Lendo os textos acima até parece contraditório o que lemos. Um texto diz que a salvação não é pelas obras e sim pela fé. Porém o outro texto escrito por Tiago afirma que a fé sem as obras é morta. Com ou sem?
Vivemos dois extremos ou “eu” dou mais ênfase nas obras e deixo a fé de lado, ou minha ênfase é na fé e as minhas obras não existem. Costumamos criticar os espiritas ou alguém que defenda a caridade[obras] para adquirir a salvação, pois eles fazem muito pelo necessitado e nós o que fazemos? Quando fazemos muito pouco ou quase nada? Não quero também generalizar, pois sei que muitos crentes servos do Senhor entendem muito bem o seu chamado que é “servir” “ doar-se em prol dos necessitados ”
A bíblia mostra claramente que a salvação não depende de quem corre ou do próprio ser Humano. Salvação é Favor imerecido tipo “ Um presente que nem eu nem você merecíamos” Mas Deus escolheu e nos presenteou com a Salvação através da Graça e da Fé em Cristo.
Salvos pelas Obras ou Para obras? Eu afirmo; Os dois textos acima estão corretos e não há contradição entre eles, apenas as convicções que motivam os dois lados estão erradas.
Não somos salvos pelas Obras e sim Para as obras.
Os salvos em Cristo deixam em sua caminhada um rastro de obras e serviços em prol dos necessitados e irmãos. Os salvos em Cristo sabem que não é as obras em si, que lhes dão crédito para usarem quando estiveram diante do Eterno. Todo o joelho se dobrará.....
Homem algum dirá a Deus naquele dia; Senhor eu mereço a salvação, pois fiz muita caridade, obras sociais, distribui muitos sopões com os necessitados. Ouvirá então de Deus a seguinte frase: O que te justifica, já que o homem não é justificado pelas obras?
Este homem então não terá argumentos, pois não depende de quem corre ou esforços para obter entrada aos céus. Assim, pois, isto não depende do que quer, nem do que corre, mas de Deus que usa de misericórdia. Romanos 9:16.

A Graça de Deus e a fé no Salvador “Jesus” e o seu sacrifício nos livra da ira futura.

Imagina se fossemos salvos pelas obras e créditos; seria em vão o sacrifício de Jesus. Só seria necessário muito trabalho pois ganharíamos crédito diante de Deus. Mas Deus não se impressiona com estas obras, pois quando pensamos que fazemos de mais, somos considerados servos inúteis, pois fazemos apenas o que está determinado a fazer. É certo que Deus não esquecerá de nosso trabalho e nos dará os galardões.
Porque Deus não é injusto, para se esquecer da vossa obra, e do amor que para com o seu nome mostrastes, porquanto servistes aos santos, e ainda os servis. Hebreus 6:10.

Deus nos abençoe ricamente hoje e sempre.

Por Josiel Dias

A Importância das Coisas Pequenas

E se alguém der mesmo que seja apenas um copo de água fria a um destes pequeninos, [...] não perderá a sua recompensa. Mateus 10:42
Algum tempo atrás, o jornal San Francisco Post publicou a história do contador de uma empresa de comércio atacadista daquela cidade que durante três semanas tentou fechar o balanço da firma e não conseguiu descobrir por que faltavam 900 dólares. Depois de várias tentativas, pediu ajuda ao gerente e, juntos, examinaram os livros – mas lá permaneciam os 900 dólares de débito. A quantia registrada deveria ser de 1.000 dólares e não 1.900.
Depois de minucioso exame, eles descobriram que uma mosca tinha sido prensada entre as páginas do livro e uma de suas pernas acabou transformando o primeiro zero de 1.000 em 9, passando assim de 1.000 para 1.900. Não diga, então, que as coisas pequenas não são importantes!
Em Seu ministério, Jesus salientou a importância das coisas pequenas. Na multiplicação dos pães, a matéria-prima do garoto eram apenas cinco pães e dois peixes, e, mesmo assim, Ele alimentou a milhares. Para valorizar o que era pequeno, depois do milagre, Jesus pediu que as sobras fossem recolhidas. Ele falou dos pequenos pássaros: “Não se vendem cinco pardais por duas moedinhas? Contudo, nenhum deles é esquecido por Deus” (Lc 12:6). E prosseguiu: “Até os cabelos da cabeça de vocês estão todos contados” (v. 7). Em Suas parábolas, Jesus também deu ênfase às pequenas coisas. Na parábola do grão de mostarda (Mt 13:31, 32), Ele conta como a menor das sementes pode ser uma representação do crescimento do reino de Deus. Falou também do fermento e sua atuação silenciosa, espalhando-se por toda a massa.
Por que não podemos pensar nas pequenas mudanças, em lugar de mudanças radicais? Por que não apreciar não apenas as grandes bênçãos, mas também as pequenas bênçãos? Por que não colocar em nosso dia a dia pequenos gestos espontâneos de bondade?
Um autor desconhecido escreveu o seguinte: “Davi tinha uma funda, Sansão uma queixada de jumento (que não é tão pequena), Raabe uma corda, Maria um perfume, Arão um bordão, Dorcas uma agulha. Todos foram usados por Deus.”
“A vida não se compõe de grandes sacrifícios e maravilhosas realizações, mas de pequenas coisas. Bondade, amor e cortesia são as características do cristão” Coisas pequenas podem fazer grande diferença no fim do dia.

Extraído http://www.cpb.com.br/

Dia de Celebração.

Celebrai com júbilo ao Senhor, todos os habitantes da terra. Salmos 100:1
Faz exatamente um ano que surgiu em meu coração a idéia de criar um Blog para publicar as mensagens que Deus por sua infinita misericórdia nos concede.
Tudo começou a uns oito anos atrás quando escrevi algumas mensagens recebidas de Deus e ministrada ao meu coração. Primeiramente passei a escrever no boletim da nossa igreja “Igreja Congregacional Alcântara”. Por muitos domingos estava lá minhas mensagens, mas a fonte não parava de jorrar, as vezes eu até me questionava sobre tanto artigo que escrevia a onde e o que faria com eles. O boletim de nossa igreja já não era suficiente, pois o nosso Pastor também escrevia, e alem do Pastor alguns irmãos também gostavam de escrever. Então criamos uma parceria com o site “Presbiteriano”, no estado do Espírito Santo( www.emjesus.com.br) Este site então publicou e publica até hoje os nossos textos. Também tivemos as nossas mensagens publicadas no site da Igreja Assembléia de Deus, em Londrina Paraná. www.adlondrina.com.br. Até que em Janeiro de 2010 criamos um blog por nome de “ Mensagem Edificante para Alma” para escoar nossas mensagens. Para mim foi uma alegria, pois agora através deste blog podia disponibilizar as mensagens para que outras pessoas pudessem ser edificadas. Foram muitas mensagens escrita, muitas vezes em rascunho enquanto estava voltando do trabalho em um ônibus. Outros textos quando estava em meditação em minha casa, e até no trabalho na hora do almoço. Deus me dava um texto e contexto sobre diversos temas ou doutrinas as vezes em lugares que eu nem tinha caneta e papel em mãos, tinha apenas que memorizar o texto e assunto para após passar para o papel ou computador. O que me deixou muito feliz foi quando um dia após ter orado ao Senhor pedindo uma mensagem, ela veio através de um sonho, o Senhor me deu o Texto e contexto, foi uma benção. Louvado seja o Senhor, após um ano de existência de nosso blog não pensei que tantas pessoas iriam nos prestigiar em tão pouco tempo, nos seguindo. Recebemos também vários e-mail's de pessoas em lugares longínquo agradecendo a palavra publicada que foi impactante em seus corações. Confesso que por várias vezes tentei desistir de mantê-lo funcionando, por diversos problemas, entre eles, falta de tempo para a manutenção, por ter uma conexão de Internet lenta e equipamento desproporcional ao que requer um site ou Blog. Em fim, não parei.
Hoje o nosso humilde Blog já foi acessado por mais de 69 Países com mais de 30.000. acessos e a onde sempre sonhei um dia estar, as minhas palavras chegaram primeiro que eu. Este lugar é: Israel.
Glória a Deus e louvado seja o nome do Senhor. Eu não imaginava a onde as nossas mensagens iriam chegar e alcançar vidas.
Agradeço aos seguidores do nosso Blog, por tantas vezes comentarem e sugerirem melhoras. Confesso que preciso aprender ainda muito sobre Blogs e como melhorar lealt e aparência. Mas um dia chegaremos lá. Peço aos irmãos que orem por nós, para que o Senhor continue nos dando mensagens, ou visão para escolhermos textos e parceiros. Tudo para o engrandecimento do Reino de Deus nesta arma poderosa para a evangelização que é a Internet.

Deus abençoe.
Parabéns ao nosso Blog pelo aniversário.

Josiel Dias
Mensagem Edificante para Alma

Crente Não Sofre?

“Eu preferiria não sofrer; todavia, se posso Te honrar mais por meio do sofrimento, então, que o sofrer seja a minha porção.” (CH Spurgeon)
Há muitos questionamentos entre nós sobre sofrimentos, alguns destes questionamentos é que o crente não pode sofrer. Eu fico pensando nos meus irmãos da igreja perseguida, nos discípulos e na igreja primitiva antes de nós. Quantas lágrimas derramam as mães da igreja perseguida pelos filhos ou maridos martirizados por amor à Cristo.
Quando conversamos com estes irmãos vemos os seus lábios declararem que custe o que custar seguirão a Cristo mesmo que os custem suas próprias vidas.
Olhando para Oriente Médio ou Países Islâmicos, percebemos que nós da igreja livre, reclamamos de barriga cheia. Temos toda a liberdade de expressão, enquanto eles nem podem divulgar sua fé. Seus cultos são em cavernas, ou subterrâneos. O que a bíblia diz sobre sofrimento? Porque como cristãos temos que passar por estas aflições e sofremos? Porque quanto mais piedosos mais padecemos?
“No mundo tereis aflições mas tende bom ânimo, pois eu venci o mundo.” Palavras de Jesus Cristo. João 16:33. E na verdade todos os que querem viver piamente em Cristo Jesus padecerão perseguições. 2 Timóteo 3:12. Então; vamos reclamar das circunstâncias? Filipenses 4:11-12.
Será que podemos classificar estes versos de Hebreus, a seguir, de Moleza para os crentes? As mulheres receberam pela ressurreição os seus mortos; uns foram torturados, não aceitando o seu livramento, para alcançarem uma melhor ressurreição; e outros experimentaram escárnios e açoites, e ainda cadeias e prisões.
Foram apedrejados e tentados; foram serrados ao meio; morreram ao fio da espada; andaram vestidos de peles de ovelhas e de cabras, necessitados, aflitos e maltratados
(dos quais o mundo não era digno), errantes pelos desertos e montes, e pelas covas e cavernas da terra. Hebreus 11:35-38.
Em nenhum momento a bíblia mostra que aquele servo fiel vai ter uma vida fácil. Aquele que quer viver uma vida piedosa padecerá perseguição. Claro e evidente que ninguém é masoquista, ninguém escolheria sofrer, mas conforme a frase de “Spurgeon”: Se posso Te honrar mais por meio do sofrimento, então, que o sofrer seja minha porção. Glória Deus por esta convicção.
Quem de nós poderá repetir esta frase de Spurgeon sem hipocrisia? Quem de nós oraríamos como Estevão? Senhor perdoa-lhes, pois eles não sabem o que fazem.
Que o Senhor ajude-nos a suportar as perseguições e sofrimentos, pois não somos melhores do que os profetas e discípulos antes de nós.
Os sofrimentos do momento não hão de se comparar coma glória que será revelada.
Prepare-se para tempos difíceis.
Deus promete pra você chegada certa, não caminhada fácil.“ (Hernandes Dias Lopes)

Deus abençoe ricamente e nos dê forças para prosseguir diante às adversidade.

Por Josiel Dias

500 Anos


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Tags

(768) Cristãos Perseguidos (519) Cristãos (516) Bíblia (485) Intolerância Religiosa (362) Israel (333) Evangélicos (302) igreja (264) Reflexão (247) apocalipse (192) oração (181) Homosexualismo (177) catolicismo (151) Rede Record (146) homofobia (146) Irã (138) escatologia (132) Missões (131) Evento Gospel (128) Silas Malafaia (124) pecado (119) Política (112) islan (110) ateus (109) Religião (105) judeus (105) Milagres (103) Natal (102) Aborto (101) Ahmadinejad (91) Criança (91) esporte (91) Testemunho (85) globo (77) guerra (72) Salvação (70) Perdão (68) Morte (64) pastores (64) Aline Barros (59) Religiosidade (56) Yousef Nadarkhani (56) PL122 (55) Amor (53) adoração (48) heresia (47) Prosperidade (42) Drogas (41) festival promessas (41) Judaísmo (39) Thalles Roberto (39) campina grande (39) Apostasia (37) carnaval (36) Idolatria (34) mulçumanos (34) Estados Unidos (33) Família (33) Maconha (31) adoradores (29) Shows (28) Catástrofes (26) Hipocrisia (25) esperança (22) Confiança (19) Mentira (19) Alegria (18) Nasa (18) Páscoa (17) DIP (16) Oriente Médio (16) Rei David (16) adversidade (16) consciência cristã (16) BAND (15) Conforto (15) Paz (15) Pena de Morte (15) Pornografia (15) Promessa (15) Sofrimento (14) Suicídio (14) BBB (12) Graça (12) Tatuagem (12) benção (12) obediência (12) dia das mães (11) impureza (11) Ansiedade (10) Rio +20 (10) livro (10) masturbação (10) Catástrofe (9) Desobediência (9) Filho pródigo (9) Justin Bieber (9) Perlla (9) Jotta A (8) Pedro Leonardo (8) Whitiney Houston (8) filho de crente (8) sony music (8) Darwin (7) Eutanásia (7) Hackers (7) Perigo (7) Senadores (7) União (7) livre arbítrio (7) presença de Deus (7) Perfeição (6) cura pela palavra (6) alienígenas (5) lei da palmada (5) Aline Barros mostra sua filha (4) Cegueira Espiritual (4) Kaka (4) Purgatório (4) escolhas (4) texto e contexto (4) torá (4) vasco (4) Gratidão (3) Ressentimento (3) Segurança (3) Semeadura (3) Sodomia (3) o Caminho (3) servos (3) vigilância (3) Cristo Redentor 80º aniversário (2) Guinnes Wolrd Records (2) Harold Camping (2) Impossiveis (2) Pressa (2) Sonho de infância (2) mundial da juventude (2) Flórida (1) Galardão (1) Michel Teló (1) Redenção (1) impios (1) recall (1) vingadores (1)

Uma Reflexão sobre a Crise no Brasil