Liberdade religiosa preocupa cristãos na Inglaterra

Casos serão julgados em setembro no Tribunal
Europeu de Direitos Humanos e a resposta pode
impactar todo o continente
Casos que ferem a liberdade religiosa na Inglaterra estão sendo defendidos pela Christian Concern de Estrasburgo que se sensibilizou com casos como o de Gary McFarlane e de Shirley Chaplin.

Esses dois britânicos são cristãos e entraram com processos na Corte Europeia de Direito Humanos depois de terem seus processos negados pela justiça inglesa.

Gary McFarlane que é conselheiro e foi demitido em 2008 por não aceitar oferecer terapia para casais homossexuais. Já Shirley é enfermeira e também foi demitida de seu emprego por se recusar a deixar de usar uma cruz em seu colar.

A diretora da Christian Concern, Andrea Minichiello Williams, diz que esses dois casos são apenas “a ponta do iceberg”, pois há muitos outros casos precisando de ajuda jurídica. “Nós temos muitos outros clientes em nossos livros e muitos outros esperando para saber se nós podemos ajudá-los”, disse ela.

Andrea está tentando alertar os membros da Assembleia Parlamentar para conscientizá-los que esses casos estarão sendo julgados no Tribunal Europeu no dia 4 de setembro. “Esta é a nossa última chance antes do recesso de verão para falar com as pessoas aqui sobre as ramificações desses casos que são de importância fundamental para proteger a liberdade religiosa e de consciência”, disse ela.

Ela acredita que se a decisão for contrária a esses dois cristãos terá um grande impacto na liberdade religiosa da Europa. “Perder esses casos é impensável”, afirma.

Traduzido de Christian Today
Gospel Prime

Artistas da Central Gospel confirmam presença no Brazilian Gospel Festival

Nani Azevedo e Jotta A se apresentarão em Orlando juntos com outros nomes da música gospel brasileira
Entre os dias 29 de agosto e 10 de setembro acontecerá em Orlando o Brazilian Gospel Festival, evento que vai reunir muitos nomes da música gospel brasileira e entre os confirmados há artistas da Central Gospel Music.

Podemos citar os cantores Jotta A e
Nani Azevedo que estarão se apresentando nesse evento que deve reunir milhares de pessoas. A organização deste festival está sendo feita pelo pastor Jabes de Alencar que tem como objetivo celebrar o nome de Cristo levando os ritmos brasileiros para os Estados Unidos.

As apresentações e os cultos terão uma programação pra lá de especial tendo não apenas os cantores brasileiros como muitos pastores que também vão participar dessa festa. Dayan de Alencar,
Soraya Moraes e Aline Barros também estão confirmados.

Toda a programação desses dez dias de atividade pode ser consultada pelo site
www.braziliangospelfestival.com, interessados em sair do Brasil para participar desse evento também podem consultar informações sobre os pacotes de viagens.

Gospel Prime

Explosão evangélica! Somos 42 milhões! E daí?

Pois é. A última pesquisa apontou um crescimento demográfico considerável entre os evangélicos. Saltamos de 15% da população brasileira para 22% o que daria um total de aproximadamente 42 milhões de crentes. A pesquisa para quem quiser conferir está aqui.
Nosso crescimento é gritante! Basta andar nas ruas no domingo a noite e veremos centenas de crentes empunhando suas bíblias e rumando para os cultos dominicais. Porém, por trás dessa explosão demográfica evangélica, devemos pensar no que tem gerado esse crescimento em nosso meio. Será a “fama” de que crente prospera ou o afã de responder o chamado divino para a “Missio dei”? Será que estamos atentando muito para a quantidade e deixado a qualidade de lado?

Um bom termômetro para isso é olhar a situação de desigualdade social e injustiça no país. Quando Calvino pregou o evangelho em Genebra, a cidade deixou de ser um pulgueiro onde pessoas jogavam fezes pelas janelas de casa e passou a ser uma referência de civilidade, justiça social e respeito ao direito do outro. Sem contar que o trabalho foi dignificado e reconhecido como ferramente de Deus para nos prosperar.

Hoje, somos 42 milhões e os lixões continuam cheios de crianças sendo exploradas, gente brigando com cães e urubus o pão de cada dia, as favelas continuam a se multiplicar, o tráfico de drogas continua a recrutar nossos meninos e o nosso índice com relação a distribuição de renda e desenvolvimento humano só não é pior que o de Serra Leoa e algumas republiquetas africanas.

Se o Evangelho vigente no Brasil seguisse a doutrina dos apóstolos, o país seria outro. Não teríamos pastores milionários e crianças famintas. precisamos pensar se não estamos transformando lobos em bodes ao invés de ovelhas.

E no mais, tudo na mais santa paz!

Gospel +

Assembleia de Deus é a denominação que mais cresce entre os evangélicos

Dos brasileiros que se declaram evangélicos, 60% são pentecostais o que representa 10,4% da população do Brasil
De acordo com dados do Censo divulgado nesta sexta-feira (29) pelo IBGE, a Assembleia de Deus é a igreja que mais cresceu no Brasil entre 2000 e 2010, passando de 8,4 milhões de membros para 12,3 milhões.

Os dados confirmam que a AD continua sendo a maior denominação evangélica do Brasil, mesmo sendo dividida em tantos ministérios. Fundada em 1911 por missionários suecos que desembarcaram em Belém (PA), hoje, 101 anos depois, a Assembleia de Deus está espalhada por todos os estados do país reunindo membros de todas as idades e classes sociais.

O
Censo de 2010 mostra que entre os brasileiros que se declaram evangélicos, 60% – que representa 10,4% da população – são de igrejas pentecostais, enquanto que apenas 18,5% são de igrejas históricas como luteranos, presbiterianos, metodistas, batistas e etc. Essa parcela representa 4,1% dos brasileiros.

O coordenador de População e Indicadores Sociais do IBGE, Cláudio Dutra Crespo, fala sobre o crescimento dos evangélicos do Brasil. “O crescimento dos evangélicos foi impulsionado, principalmente, pelas igrejas pentecostais. As de missão pararam de crescer”, disse ele.

As igrejas neopentecostais também estão em ritmo de crescimento, principalmente a
Igreja Mundial do Poder de Deus que apareceu no Censo pela primeira vez, mesmo tendo mais de 14 anos de existência.

Tanto o ministério de
Valdemiro Santiago, como a Igreja Internacional da Graça de Deus, do missionário R.R. Soares, estão aumentando o número de fiéis, enquanto que a Igreja Universal do Reino de Deus (a maior do país nesse segmento) continua perdendo membros.

Gospel Prime

Novo Código Penal prevê prisão por preconceito sexual e liberação do aborto

Proposta reduz os 1.757 tipos penais atuais
para cerca de 500 e causa polêmica
O anteprojeto de reforma do Código Penal foi entregue, nesta quarta-feira (27), ao Senado. Uma comissão de juristas elaborou a propostas, que foi direcionada ao presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP).

Durante os sete meses de trabalhos dos juristas, um leque de mudanças foram propostas para segundo eles, “modernizar” o Código Penal, que é de 1940.

Entre as inovações está a abertura da possibilidade da mulher realizar o aborto caso seja constatado por meio de laudo médico ou psicológico que ela não teria condições psicológicas de arcar com a maternidade. Além disso, segundo o G1, a interrupção da gravidez seria autorizada em caso de emprego não consentido de técnica de reprodução assistida e também quando há anencefalia ou feto com graves e incuráveis anomalias.

A proposta causou polêmica por consentir o aborto, contrariamente à norma já vigente. “Desde quando um médico ou um psicólogo tem dados científicos para dizer que uma mulher não está preparada para ser mãe?”, questiona o pastor da igreja Vitória em Cristo,
Silas Malafaia.

Para ele, a mulher, por natureza, já foi formada para ser mãe. “É uma maneira descarada de aprovar o aborto, contrário a princípios constitucionais que protegem a vida”.

Outra questão controversa foi a inclusão de pena para o preconceito e discriminação por gênero, identidade e orientação sexual como passíveis de punição. O delito foi equiparado ao racismo, e este pode ainda ser, de acordo com as novas regras, considerado crime hediondo.

Na prática, caso o novo código seja aprovado como está no anteprojeto, darão cadeia, também, preconceito ou discriminação por gênero, identidade, orientação sexual, “ou outro motivo assemelhado, indicativo de preconceito ou intolerância”.

“Comparar comportamento homossexual com racismo. Raça você não pede para ser ou não decide ser, é! Homossexualismo é comportamento!”, salientou Malafaia sobre o tema controverso.

O projeto do novo código ainda “moderniza” a questão do tráfico de drogas e descriminaliza o porte de entorpecentes para uso pessoal ou mesmo ou cultivo de plantas destinadas à preparação de drogas para uso pessoal.

“Uma verdadeira palhaçada!”, declarou Malafaia sobre o assunto. “Todo mundo sabe que a liberação de drogas aumenta o seu consumo, e as drogas são um dos elementos mais terríveis como produtora de violência”, disse.

O anteprojeto inclui ainda a inserção do tipo penal que criminaliza o “bullying”. Pela proposta, a intimidação, constrangimento, ameaça, assédio sexual ou ofensa que causem sofrimento pode levar à prisão de 1 a 4 anos.

Muitas das questões polêmicas feitas pelos juristas já sofrem resistência no Congresso Nacional. O uso de drogas e a homofobia são exemplos de assuntos que serão alvos de pressão para serem modificadas pelos parlamentares, segundo o jornal O Povo.

De acordo com o Senado, mais de seis mil manifestações sobre o novo código foram recebidas por meio da internet e telefone. A maior parte delas pedia o endurecimento da legislação.

A proposta reduz os 1.757 tipos penais (crimes e contravenções penais, punidas com penas menores) atuais para cerca de 500.

O anteprojeto seguirá agora o caminho do processo legislativo, e irá para a Câmara dos Deputados. Segundo José Sarney, ele espera que o andamento seja rápido e que se encerre até o fim do ano.

Gospel Prime

Tá nervoso? Vá pescar?

Tá Nervoso? Vai pescar!
Talvéz você já tenha lido essa expressão num adesivo de carro ou alguém até já tenha lhe dado esse conselho. Devido a situações, circunstâncias, temperamento ou algumas vezes sem razão aparente passamos por momentos de nevosismo, irritabilidade, impaciência, agrecividade e falta de sensibilidade.

Esses maus sentimentos e atitudes provocam confusões, discussões, brigas e até mortes. O que fazer para evitá-los? Você já ouviu falar do perigo que representa uma rachadura no paredão de uma represa? Já imaginou o grande estrago que o estouro da água represada pode causar? É  a esse perigo que a discussão é comparada em Provérbios 15:2.

Seu estrago pode ser muito grande- às vezes, irrecuperável. Sabemos que por meio de palavras ditas em momentos de nervosismo qubram-se relacionamentos e até tragédias ocorrem- em casamentos, nas famílias, no trânsito, no convívio entre amigos ou colegas de trabalho.

Uma discussão pode começar por causa de coisas banais, e é muito difícil controlar-se para que ela não vá adiante, pois sempre achamos que estamos certos e os outros é que estão errados. Mas será que isso é verdade? Queremos que as pessoas pensem ou façam como nós queremos, e quando isso não acontece, começam os problemas. Se a pessoa não souber dar um basta na discussão, a coisa fica feia.

Em Gálatas 5:22-23, Paulo descreve o fruto do Espírito Santo: Amor, alegria, paz, paciência, amabilidade(delicadeza), bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. Analisando essas características necessárias ao cristão, vemos que elas servem, e muito para vencer o nervosismo e evitar as discussões e suas consequências. Então, precisamos ser subissos ao Senhor para que ele desenvolva essas características em nós.

Nervoso? O Espírito Santo lida com isso muito melhor que qualquer pescaria!

Por Hans Kellert 

Hillsong divulga vídeo oficial da faixa-título do novo álbum

 Divulgado a canção título Hillsong
A canção título do DVD Cornestone, novo trabalho da Hillsong, foi divulgado na rede. O vídeo foi publicado em parceria da Hillsong Live com a rede VEVO do YouTube.

'Cornestone' é ministrada por Dave Ware e conta com o apoio vocal de: Annie Garratt, Reuben Morgan, Ben Fielding, Jad Gillies, Dean Ussher e Hayley Law.

Essa música é a única que foi gravada no templo da Hillsong Church, ao invés de na AllPhones Arena como todas as outras.

               Confira o vídeo oficial da canção.
Guiame

OAB-PR emite parecer sobre ação do Conselho de Psicologia contra Marisa Lobo, e classifica ação como “descabida” e “inconstitucional”. Leia na íntegra

A psicóloga Marisa Lobo recebeu um parecer da Comissão de Direito e Liberdade Religiosa da Ordem dos Advogados do Brasil no Paraná classificando o inquérito do Conselho Regional de Psicologia (CRP-PR) contra ela, por manifestar sua fé publicamente, inconstitucional.
Na ocasião da abertura do inquérito, o CRP-PR notificou a psicóloga Marisa Lobo de que abriria processo interno de cassação de seu registro como psicóloga, se em quinze dias ela não retirasse as menções ao cristianismo de suas páginas na internet.

Marisa Lobo se recusou a acatar a sugestão do Conselho e iniciou uma campanha pessoal, em busca de referenciais jurídicos e apoio da sociedade para evitar a cassação de seu registro. Foi nesse momento que a psicóloga solicitou à OAB-PR que a Comissão de Direito e Liberdade Religiosa avaliasse seu caso.

No parecer enviado pela OAB a Marisa Lobo, a ação do CRP é tratada como “inconstitucional”. O parecer foi “lavrado pela Relatora Doutora Francielli Morêz, revisado pelos Doutores Sandro Mansur Gibran e Paulo Henrique Gonçalves, o qual foi analisado e aprovado na reunião mensal da Comissão De Direito E Liberdade Religiosa Da OAB/PR realizada no dia 14 de junho de 2012, reunião esta presidida por mim Dr. Acyr De Gerone e a aprovação de seus membros presentes sendo os Doutores: Edna Vasconcelos Zilli, Allan Kardec Carvalho Rodrigues, Hugo Jesus Soares, Jessika Torres Kaminski, João Vitor Holz França, Mykael Rodrigues de Oliveira e Otoniel Oliveira Santos.

Em seu conteúdo, o posicionamento da OAB afirma que “o ato administrativo consubstanciado na notificação endereçada à Psicóloga Marisa Lobo Franco Ferreira Alves padece de vício de inconstitucionalidade material, eis que tanto sua motivação quanto sua finalidade agridem frontalmente, na essência desta análise, o princípio fundamental da dignidade da pessoa humana, exaltado no artigo 1º, inciso III da Constituição da República Federativa do Brasil de 1988, bem como os dispositivos constitucionais corroborados no artigo 5º, incisos VI e VIII”.

O parecer ressalta ainda que a manifestação de fé não pode ser considerada proselitismo, como o CRP mencionou em seu inquérito: “O ato administrativo perpetrado pelo Conselho Regional de Psicologia do Paraná contra a consulente é indubitavelmente inconstitucional, pois de forma clara descortina a indevida utilização de um instituto jurídico de natureza conceitual diversa – o proselitismo – à conduta da Psicóloga Marisa Lobo Franco Ferreira Alves, com o fito de cerceamento do seu direito inabalável de assumir publicamente sua fé”.

Confira abaixo a íntegra do parecer da Comissão de Direito e Liberdade Religiosa da Ordem dos Advogados do Brasil no Paraná sobre o inquérito movido pelo CRP-PR contra Marisa Lobo:


Parecer
A ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL, dentre o rol de atribuições legais de sua incumbência, sustenta como finalidades a defesa da Constituição, da ordem jurídica do Estado Democrático de Direito, dos direitos humanos e da justiça social, bem como pugnar pela boa aplicação das leis, pela rápida administração da justiça e pelo aperfeiçoamento da cultura e das instituições jurídicas, conforme enumerado no artigo 44, inciso I, da Lei nº 8.906/94 (Estatuto da Advocacia e a Ordem dos Advogados do Brasil). À face destas considerações, e conforme consulta e pedido de apreciação apresentados pela Psicóloga Marisa Lobo Franco Ferreira Alves a esta Comissão de Direito e Liberdade Religiosa da OAB/PR, aos oito dias de março de 2012, acerca do alegado cerceamento do exercício da liberdade religiosa no desempenho da profissão, manifesta-se a aludida Comissão nos termos seguintes.

Em 09 de fevereiro de 2012 o Conselho Regional de Psicologia do Paraná (CRP-08) formalizou notificação endereçada à consulente, Psicóloga com inscrição ativa junto à referida autarquia sob o nº 7512, correlativamente ao estabelecimento da retirada, no prazo de 15 (quinze) dias, de informações do seu blog marisalobo.blogspot e do seu twitter @marisa_lobo que vinculassem o exercício da sua profissão à sua convicção religiosa. O teor da notificação supramencionada foi fundamentado no artigo 2º, alíneas b e f do Código de Ética Profissional do Psicólogo:
[1]

Art. 2º – Ao psicólogo é vedado:(…)

b) Induzir a convicções políticas, filosóficas, morais, ideológicas, religiosas, de orientação sexual ou a qualquer tipo de preconceito, quando do exercício de suas funções profissionais; (…)

f) Prestar serviços ou vincular o título de psicólogo a serviços de atendimento psicológico cujos procedimentos, técnicas e meios não estejam regulamentados ou reconhecidos pela profissão.

A apreciação do caso em pauta invoca, necessária e previamente, a contemplação da liberdade religiosa na peculiaridade do seu conteúdo, eis que sua noção não se esgota na livre escolha, pelo indivíduo, da sua própria religião.

Esta liberdade demanda uma série de elementos fundamentais, do que resulta também incluso, no seu âmago, um leque de outros direitos inerentes a este bem jurídico principal: a crença, albergada ora pela livre escolha da posição confessional a que se vai aderir, ora pela opção de mudança desta posição confessional em favor de outra – ou mesmo de nenhuma, no caso de inclinação ao ateísmo ou ao agnosticismo; o culto, consubstanciado na exteriorização da crença mediante manifestações de caráter litúrgico; e as liberdades de organização e de manifestação religiosas, a primeira no sentido de organizar-se uma crença e o seu culto de forma institucionalmente constituída, e a segunda no sentido de consolidar a expressão pessoal da fé.
[2]

O teor do artigo 2º, alínea b do Código de Ética Profissional do Psicólogo aduz claramente à vedação do proselitismo no exercício desta profissão, nada obstante tratar-se o proselitismo de uma das formas de expressão pessoal da fé, e, portanto, de integrar a essência da liberdade religiosa em sentido amplo.

Em termos conceituais, e muito embora a questão suscite uma complexidade tal que torne praticamente inviável qualquer tentativa de unicidade neste sentido, o proselitismo pode ser concebido como a adoção de comportamentos idôneos à aquisição do consentimento e da adesão de outros à própria religião e à comunidade em que esta eventualmente se exprime, ou ainda, como um conjunto de comportamentos dirigidos de dentro da comunidade dos crentes.

Gospel +

Projeto de Billy Graham na internet leva mais de 450 mil pessoas ao evangelho

Billy Graham é considerado um dos maiores evangelistas do mundo, e através de suas pregações milhões de pessoas se converteram ao evangelho, e mesmo no auge dos seus 93 anos seu ministério continua em plena atividade, um dos novos projetos da Associação Billy Graham é a evangelização através da internet, que já levou mais de 400 mil pessoas ao evangelho.

A tática consiste em direcionar os internautas com questionamentos existenciais para um site denominado “Paz com Deus”, isso é feito através dos sites de busca. “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu Seu Filho unigênito para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.”, a mensagem embasada no texto de João 3:16, começa a ser apresentada através de textos e vídeos.

Após apresentar a mensagem evangelística, o site propõe a oração para que a pessoa aceite a Jesus. Para contabilizar os novos convertidos, a Associação Billy Graham utiliza o Google Earth, marcando com pontos de luz os locais onde houve as conversões. Com pouco mais de um ano, o projeto já alcançou quase meio milhão de almas, segundo a Associação.

O site ainda disponibiliza um curso de discipulado online, com duração de cinco semanas, além da assistência de cristãos voluntários que se disponibilizam para responder as perguntas dos novos convertidos. “Se trata de tomar o modelo do que fazemos durante tantos anos, com cruzadas, celebrações, festivais e agora com aplicativo em ambiente online”, explicou John Cass, diretor de evangelismo do projeto.

Fonte:
Gospel+

Número de evangélicos aumenta 61% em 10 anos, aponta IBGE

Os católicos diminuíram 1,3% entre 2000 e
2010, segundo o Censo

O número de evangélicos no Brasil aumentou 61,45% em 10 anos, segundo dados do Censo Demográfico divulgado nesta sexta-feira (29) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em 2000, cerca de 26,2 milhões se disseram evangélicos, ou 15,4% da população. Em 2010, eles passaram a ser 42,3 milhões, ou 22,2% dos brasileiros. Em 1991, o percentual de evangélicos era de 9% e, em 1980, de 6,6%.

Mesmo com o crescimento de evangélicos, o país ainda segue com maioria católica. Segundo o IBGE, o número de católicos foi de 123,3 milhões em 2010, cerca de 64,6% da população. No levantamento feito em 2000, eles eram 124,9 milhões, ou 73,6% dos brasileiros. A queda foi de 1,3%.

A queda do percentual de católicos é histórica, de acordo com o instituto. Até 1970, em quase 100 anos, a queda foi de 7,9 pontos percentuais: o número de católicos em 1872 (ano do primeiro Censo) representava 99,7% da população e passou a 91,8% em 1970.

O Nordeste ainda mantém o maior percentual de católicos, com 72,2% em 2010. Apesar de ser a região do país com maior concentração do grupo religioso, a população nordestina católica sofreu queda. Em 2000, o percentual era de 79,9%. No Sul, o IBGE também identificou redução do percentual de católicos, saindo de 77,4% para 70,1% nos censos de 2000 e de 2010, respectivamente.

A maior redução foi registrada pelo instituto no Norte, passando de 71,3% da população em 2000 para 60,6% em 2010.

O IBGE registrou que, ao mesmo tempo em que o número de católicos caiu no Norte e no Nordeste, o número de evangélicos cresceu com maior volume nas duas regiões. A representatividade no Norte saiu de 19,8% (2000) para 28,5% (2010). No Nordeste, o aumento de evangélicos foi menor, saindo de 10,3% para 16,4%, se comparados os Censos de 2000 e de 2010, respectivamente.

No estado do Rio de Janeiro, o percentual de católicos é 45,8% da população em 2010, o menor do país, segundo o IBGE. No estado também foi registrada a maior concentração de espíritas com 4%; seguido de São Paulo, com 3,3%; Minas Gerais, com 2,1%; e Espírito Santo, com 1%.

No Piauí, o percentual de católicos foi o maior, com 85,1% da população do estado. A proporção de evangélicos foi maior em Rondônia, com 33,8%. A menor foi registrada no Piauí, com 9,7%.

O IBGE registrou que 15 milhões de pessoas se declararam sem religião no Censo de 2010, o que representa 8% dos brasileiros. Em 2000 eram 12,5 milhões, o equivalente a 7,3% da população.

Fonte: G1
Via CpadNews

Rashtag #DestruaUmaIgreja leva “guerra” ao Twitter

Tag ateísta incendeia polêmicas e chega ao
primeiro lugar no TT Brasil 
Uma hashtag de conteúdo ateísta, #DestruaUmaIgreja provocou muita polêmica e incendiou as opiniões nesta quinta feira (28) no Twitter.

Em meio a comentários frontalmente contra a religião, alguns pediam respeito à instituição igreja e a Deus.

Veja alguns comentários pró e contra 

Thales escreveu que “deus não precisa de tantas casas #DestruaUmaIgreja”.

Alguns participantes preferiram não se identificar: “Igrejas só servem para roubar dinheiro do povo que é movido pela fé #DestruaUmaIgreja”, postou @100_username.

Já alguns se mostraram indignados com a manifestação de ódio: @jairo_depaula disse: “destruir as drogas, a violência, a fome ninguém quer né? Agora igreja querem destruir?”

@_Churrumino postou: “Essas tag’s desses ateus realmente são ridículas e mostram que não sabem respeitar o próximo e suas crenças”.

Já @PrChinelato disse “A igreja é o último reduto da preservação da família e da moral. As portas do inferno ñ prevalecerão sobre ela”.

A “guerra de tuítes” continuou recebendo milhares de participações até por volta das 17h00, e quando a tag saiu dos Trending Topics.

Gospel Prime

Quando Vamos Trabalhar?

"Convém que eu faça as obras daquele que me enviou, enquanto é dia; a noite vem, quando ninguém pode rabalhar"
(João 9:4).
Um adolescente estava deitado no chão "Oi, filho", disse a voz. "Onde está sua mãe?" "Ela está lá fora, trabalhando no jardim". "O que?" esbravejou o pai. "Sua mãe não é mais tão jovem e forte quanto costumava ser. Por que você não a está ajudando?" "Eu não posso", foi a resposta. "A vovó está usando a outra enxada."

Quando deixamos que a ociosidade ocupe nossos dias, tanto estamos nos prejudicando fisicamente como deixando de ser úteis ao ambiente onde vivemos. Nada fazemos e, por isso, nada produzimos. Os outros recebem sua recompensa enquanto nós, só poderemos lamentar: "Eu nada tenho", "eu nada consigo", "eu não dou sorte na vida", "minha vida não serve para nada".

A Palavra do Senhor nos ensinou a trabalhar enquanto é hora. Trabalhamos para nosso sustento, trabalhamos para nossa satisfação, trabalhamos porque é digno, trabalhamos porque um dia receberemos o nosso galardão.

Bom é trabalhar para o Senhor. Ele nos prometeu bênçãos, nos prometeu suprir as necessidades, nos prometeu a Sua companhia, nos prometeu vitórias em todos os nossos empreendimentos.

Muitas vezes nos acomodamos achando que outros podem trabalhar em nosso lugar. Não vamos à igreja porque outros lá estarão. Não saímos para evangelizar porque muitos outros irão. Não vamos à Escola Bíblica, porque não somos necessários. Nada fazemos, nada aprendemos, nada oferecemos... Somos vidas alienadas que usam a máscara de cristãos.

Devemos estar dispostos e animados para trabalhar já. Chegará o momento em que desejaremos trabalhar mas não será possível. A hora de trabalhar para o Senhor é agora!

Por Paulo Barbosa

O Que Oferecerei?

 "Assim como o Pai me conhece a mim, também eu conheço o Pai, e dou a minha vida pelas ovelhas"
(João 10:15).
Um capelão estava conversando com um soldado que se encontrava em um leito de hospital. "Você perdeu um braço na grande causa", disse o capelão. "Não", disse o soldado com um sorriso. "Eu não o perdi -- eu o dei". Do mesmo modo, Jesus não perdeu Sua vida. Ele a deu intencionalmente. Ele morreu para que tivéssemos o perdão dos pecados e para que fôssemos para o Céu.

Feliz aquele que abriu seu coração para o Senhor e pode contar com Sua companhia. Ele é nosso melhor Amigo, nosso ajudador, o Guia que nos conduz por veredas de esperança.

Ele ofereceu Sua vida santa por nós. Morreu na cruz para nos dar vida abundante. Enfrentou momentos de grande angústia por nos amar. Nele temos a paz verdadeira e a vida eterna. Ele é o nosso Deus, o nosso Consolador, o nosso Salvador.

E o que estamos dispostos a oferecer a Ele? Até que ponto estamos prontos a renunciar aos nossos interesses? Que lugar Ele tem ocupado em nossas vidas? Já lhe dissemos, alguma vez, "muito obrigado, Senhor"?

Eu quero lhe dar o meu sorriso, a minha alegria, o melhor momento de meu dia, a minha confiança em qualquer situação. Eu quero que Ele saiba que nada faço sem que Ele me oriente, que preciso dEle para tudo o que realizo, que é meu inspirador, a firmeza que move meus pés, o amor que me faz estender as mãos.

Não me cansarei de dizer "obrigado, querido Jesus". Minha vida é outra, muito melhor, muito mais agradável, muito mais prazerosa, desde que eu o aceitei em meu coração. Também direi até o último de meus dias, "Senhor, tu és o grande motivo de minha felicidade".

Que grande privilégio, Senhor, estar contigo!
Por Paulo Barbosa

Batistas enviam 100 mil para evangelizar 2,5 milhões em todos os estados do Brasil

A organização evangelística, a Junta de Missões Nacionais (JMM) da igreja Batista Brasileira planeja a sua mega ação evangelística com 100 mil voluntários para evangelizar 2,5 milhões de pessoas, a partir do dia 30 de junho.

Os voluntários dividos em 500 bases operacionais, formando, em média, 6.250 equipes com 16 participantes, a organização informa segundo vídeo promocional da JMM. Serão 50 mil duplas que terão como meta evangelizar 5 pessoas por dia.

“Imagina uma imensa propagação do Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo por todos os estados de nosso país. Imagine uma concentração de 100 mil pessoas levando mensagem de transformação e graça por todas as partes de nossa pátria,” dizem os representantes do projeto pelo vídeo.

Os participantes estão no momento recebendo treinamento e capacitação para entrar no campo de atuação. Eles estão aprendendo técnicas de evangelização arrojadas que os permitirão fazer melhor visitação de casa em casa, abordagens nas ruas, trabalho com crianças e ação social.

A ação terá continuade com as igrejas e congregações locais de cada cidade e bairro alcançado, para firmar na fé os novos convertidos, através do discipulado. Haverá também a capacitação de líderes para o fortalecimento e desenvolvimento das igrejas e a plantação de novas igrejas multiplicadoras.

“Participar desse grande desafio é, acima de tudo, demonstrar o seu amor a Deus, possuir uma vida cheia do Espírito Santo, ter uma autêntica paixão pelos perdidos e forte compromisso com a expansão do Reino”, diz a JMM em sua página.
O número de pessoas evangelizadas deverão impactar a nação, segundo preveem os organizadores. “A Bíblia diz que uma alma vale mais do que o mundo todo e que há festa no céu quando o pecador se converte.”

O projeto durará duas semanas com previsão de término no dia 15 de julho.
Para maiores informações entre na página do projeto:
www.sejaluz.com

Christian Post

Ore pelos ex-muçulmanos neste Ramadã

Este ano o Ramadã terá início do dia 20 de julho e é aguardado ansiosamente por todos os muçulmanos
No mês do Ramadã comemora-se o momento mais importante na história do Islã, quando seu fundador, o Profeta Muhammad, aos 40 anos, teria recebido uma série de mensagens divinas através do anjo Gabriel. Essas revelações, mais tarde, foram organizadas nas páginas do Alcorão, livro sagrado do Islã.

Os cristãos que vivem em países muçulmanos são muito cautelosos ao praticar sua fé em Cristo, principalmente, durante o Ramadã. Esse é um momento especial do ano, quando os muçulmanos jejuam do nascer ao pôr do sol por um mês.

Em Bangladesh, a maioria dos restaurantes fecha, e durante o dia operam na estrita observância do que, descreveu Sarah*, uma cristã de 34 anos de idade, da capital Dhaka.

“Durante este mês, é ofensivo comer ou beber na presença de um muçulmano”, diz ela. "Certa vez, quando eu trabalhava para uma organização sem fins lucrativos, os meus colegas trouxeram comida ao escritório durante o Ramadã, porque a lanchonete estava fechada; me lembro que eles precisaram comer em segredo”.

Este ano o Ramadã terá início do dia 20 de julho e é aguardado ansiosamente por todos os muçulmanos do país.

"Embora eu não devesse dizer isso publicamente, tenho uma convicção pessoal de que, no mês do Ramadã os muçulmanos ficam mais sensíveis a se entregar a Cristo", acrescentou.

"Os muçulmanos tratam o Ramadã com reverência," compartilha Sarah, "e eles tendem a refletir mais e a estar mais sensíveis sobre as crenças e práticas islâmicas. Assim, durante o Ramadã, nós (cristãos) precisamos ter mais cuidado ao realizar atividades em nossas igrejas, especialmente seminários, treinamentos, e outros programas".

Os cristãos de origem muçulmana, em Bangladesh, precisam ter muita cautela durante o Ramadã. Eles podem facilmente incomodar os muçulmanos do país, mesmo que ajam com amor e piedade. Considerados como apóstatas, esses cristãos são frequentemente expulsos de suas comunidades, deserdados e desprezados por suas famílias, e muitas vezes ameaçados de morte.

Ex-muçulmanos compõem cerca de 5% da população cristã de Bangladesh, que hojé é de 1,36 milhões. Eles estão legalmente livres para praticar sua fé em Cristo, mas devem fazê-lo com muita sensibilidade e precausão em suas comunidades de maioria muçulmana.

                                       Pedidos de oração

• Ore por proteção do Senhor aos nossos irmãos e irmãs de Bangladesh, especialmente aqueles que são de origem muçulmana.

• Peça por sabedoria e discernimento aos cristãos Bengali ao se relacionarem com os muçulmanos durante o Ramadã.

• Ore pelos programas da Portas Abertas nas várias regiões de Bangladesh que beneficiam os ex-mulçumanos.
Fonte: Portas Abertas

Militância gay manipula debate sobre tratamento para homossexuais

A Comissão de Seguridade Social e Família realiza nesta quinta-feira (28) audiência pública para discutir o Projeto de Decreto Legislativo (PDC) 234/11, que susta a aplicação de dois dispositivos da Resolução 1/99 do Conselho Federal de Psicologia (CFP), os quais orientam os profissionais da área a não usar a mídia para reforçar preconceitos contra os homossexuais nem propor tratamento para curá-los.

O primeiro dispositivo da resolução que o autor do projeto, deputado João Campos (PSDB-GO), quer sustar é o que diz que “os psicólogos não colaborarão com eventos e serviços que proponham tratamento e cura das homossexualidades”.

O segundo dispositivo diz que “os psicólogos não se pronunciarão nem participarão de pronunciamentos públicos nos meios de comunicação de massa, de modo a reforçar os preconceitos sociais existentes em relação aos homossexuais como portadores de qualquer desordem psíquica”.

Segundo João Campos, essas orientações restringem o trabalho dos profissionais e o direito da pessoa de receber orientação profissional.

A audiência foi sugerida pelo relator da proposta, deputado Roberto de Lucena (PV-SP), que quer subsídios para elaborar seu parecer.

“Entendo que a matéria não pode ser vista apenas sob a égide de uma única classe profissional, pois alcança a sociedade de uma forma geral. O tema requer um estudo e uma análise aprofundada, levando em consideração os aspectos científicos e também sociais que o envolvem”, disse o deputado. “No mesmo sentido, entendo que a matéria também deve ser submetida aos maiores interessados, ou seja, às pessoas que desejam buscar na psicologia ajuda em virtude de dúvidas quanto a orientação sexual assumida”, acrescentou.

            Foram convidados para esse debate:
 - a coordenadora da Coordenadoria Nacional de Promoção, Igualdade de Oportunidades e Eliminação da Discriminação no Trabalho do Ministério Público do Trabalho, Andréa Nice Silveira Lino Lopes;

- a escritora e psicóloga com especialização em psicologia da sexualidade Marisa Lobo;

- o psicólogo e especialista em Direitos Humanos Luciano Garrido;

- gerente de saúde familiar e ciclo de vida da Organização Mundial da Saúde (OMS), Rodolfo Gomes Ponce de Leon;

- o autor do livro “A homossexualidade masculina: escolha ou destino?”, Claudemiro Soares.

                               Denúncia
Segundo informações enviada a redação do Verdade Gospel, pela psicóloga Marisa Lobo, o presidente da Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT), Toni Reis, enviou um ofício ao presidente do CFP, Humberto Verona. No documento, a ABGLT pede a Huberto Verona que não comparecesse a referida audiência pública, além de se pronunciar “de forma enfática e contundente” contra a audiência e a iniciativa da mesma.

Ainda segundo Marisa Lobo, Humberto Verona entrou em contato com o gabinete do deputado Roberto de Lucena, informando que não compareceria na audiência. O que dá a entender que o mesmo acatou a orientação da ABGLT.

Fonte: Câmara dos Deputados e Marisa Lobo
Via Verdade Gospel

Debate sobre tratamento da homossexualidade é marcado por ausências e polêmicas

CFP e OMS faltam a debate do projeto de lei que suspende proibição a tratamento de homossexuais por psicólogos
O Conselho Federal de Psicologia se ausentou da audiência pública que debateu a questão se profissionais de psicologia podem ou não tratar pacientes gays que queiram reverter sua orientação sexual.

A audiência, realizada hoje na Câmara dos Deputados, pretendia rever o projeto de lei do deputado João Campos (PSDB-GO), que suspende uma resolução do Conselho Federal de Psicologia (CFP) proibindo que psicólogos emitam opiniões públicas ou tratem a homossexualidade como um transtorno.

A sessão foi marcada por intensos debates e chegou a haver tumulto entre os participantes pró e contra a proposta, segundo a Folha de S. Paulo.

O CFP justificou sua ausência por meio de um comunicado em que alegou que o debate foi conduzido de forma “antidemocrática”. Na nota, afirmou ainda que a maioria dos convidados a participar da mesa eram favoráveis à suspensão da resolução.

“A CFP se nega a colaborar com falsos debates de cunho unilateral como o dessa audiência”, afirmou o manifesto. Outra entidade ausente do debate, a Organização Mundial de Saúde (OMS) também não compareceu à audiência, e não se posicionou sobre seu não comparecimento.

O deputado João Campos criticou as entidades que se recusaram a participar do debate. “O convidado, ao se negar a comparecer, contribui para que não se estabeleça o contraditório. Quando se estabelece um espaço democrático para a discussão, fogem”, afirmou o deputado João Campos.

Ele continuou, e defendeu seu projeto. “Faço um debate constitucional, jurídico”, disse. Segundo o parlamentar, que é líder da bancada evangélica na Câmara, as críticas à proposta foram motivadas por “ignorância ou incapacidade” de debater.

“Um dos princípios básicos da ética médica é a autonomia do paciente. É como se o conselho federal de psicologia considerasse o homossexual um ser menor, incapaz de autodeterminação”, afirmou o parlamentar.

Dois lados
Enquanto defensores da proposta argumentaram que a resolução do CFP é discriminatória, já que não permite que uma pessoa que queira tratar a homossexualidade busque ajuda de um profissional, os parlamentares pró-resolução disseram que oferecer tratamento para orientação sexual é uma atitude preconceituosa.

“No limiar da questão do que é tratar de alguma coisa, temos que tomar muito cuidado para não virar uma ação de discriminação. É uma questão de direitos humanos e de escolha democrática”, afirmou o deputado Ivan Valente (PSOL-SP).

A psicóloga cristã e especialista em psicologia da sexualidade
Marisa Lobo afirmou que não existem pesquisas científicas que comprovem que a homossexualidade é genética.

Manifestantes criticaram a fala de Marisa com cartazes falando que a “cura” da homossexualidade é uma forma de perpetuar a homofobia.

Ela afirmou ser contra a violência a homossexuais e não ser homofóbica. “Ser homofóbico não é ter opinião contrária de uma pessoa. O ser humano pode ter conflito. Não é porque ele teve uma relação com uma pessoa do mesmo sexo ele é homo, bi ou hetero. É muito jogar fácil [a responsabilidade] na religião, na sociedade e na família. Deixa a pessoa ter o direito de ser tratada”, disse a psicóloga, segundo a agência Câmara.

A profissional que é alvo processo no CFP por, segundo o conselho, manifestar ideologias religiosas, afirmou ser vítima de perseguição ideológica e ‘cristofobia’. “Ser cristão não significa que somos alienados, ignorantes”, defendeu-se.

Marisa se manifestou após os deputados Jean Wyllys (PSOL-RJ) e Erika Kokay (PT-DF) deixarem a sala por considerarem que o assunto não poderia ser debatido pela Câmara.

Um dos pontos altos das polêmicas se deu quando o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ), foi chamado por presentes de “idiota”. Bolsonaro se exaltou e criticou o governo federal por projetos como a “cartilha gay”, do Ministério da Educação.

“São covardes que emboscam crianças nas escolas. Por que o Haddad não decola em São Paulo? Porque é o pai do kit gay”, afirmou.

A audiência ocorreu na data em que se comemora o Dia do Orgulho LGBT.

Gospel Prime

Psicóloga defende "tratamento" para opções sexuais

A psicóloga disse que a homossexualidade foi retirada da lista de doenças por convicções pessoais e não por evidências científicas.

A escritora e psicóloga com
especialização em psicologia da sexualidade Marisa Lobo afirmou há pouco que é um argumento questionável não definir a homossexualidade como sendo uma doença. Segundo ela, a retirada da homossexualidade da Classificação Internacional de Doenças (CID) em 1990 foi por votação o que indicaria um caráter não científico da decisão. “A ciência ainda não tem entendimento do que é a homossexualidade. Não tem pesquisa que se comprove que a homossexualidade é genética”, disse.

Ela afirmou ser contra a violência a homossexuais e não ser homofóbica. “Ser homofóbico não é ter opinião contrária de uma pessoa.O ser humano pode ter conflito. Não é porque ele teve uma relação com uma pessoa do mesmo sexo ele é homo, bi ou hetero. É muito
jogar fácil [a responsabilidade] na religião, na sociedade e na família. Deixa a pessoa ter o direito de ser tratada”, disse a psicóloga.

Manifestantes criticaram a fala de Marisa Lobo com cartazes falando que a “cura” da homossexualidade é uma forma de perpetuar a homofobia.

Ela
participa de audiência pública da Comissão de Seguridade Social para discutir o Projeto de Decreto Legislativo (PDC) 234/11, do deputado João Campos (PSDB-GO), que susta a aplicação de dois dispositivos da Resolução 1/99 do Conselho Federal de Psicologia, que orientam os profissionais da área a não usar a mídia para reforçar preconceitos contra os homossexuais nem propor tratamento para curá-los.

O debate foi sugerido pelo relator da proposta, deputado Roberto de Lucena (PV-SP), que quer subsídios para elaborar seu parecer.

Boa Informação

Quando Deus diz Não!

Vejo alguns super apóstolos, missionários, bispos e pastores, além de patriarcas sempre decretarem cura, não aceitarem doenças e determinarem que Deus deve operar a cura para os doentes que vão em suas igrejas. Afinal, lá é o local dos milagres.
Porém há algo de anti-bíblico nestas afirmações. De fato, Deus é o Deus que cura, que tem todo poder e pode acabar com o mal quando quiser, porém Ele também é o Deus soberano que cumpre seus desígnios e decretos, e tem um propósito em todas as coisas ainda que doa.

Jesus cura todos que vão até ele. Muitos que foram até Pedro e Paulo era curados, porém vamos a alguns textos bíblicos. Contudo não podemos afirmar que todos os que estão enfermos devem ser curados, ou os que morrem devem ser ressuscitados.

Paulo diz à Timóteo em sua primeira carta pastoral:

Não continue a beber somente água; tome também um pouco de vinho, por causa do seu estômago e das suas freqüentes enfermidades. 1 Timóteo 5:23

O próprio Paulo, o apóstolo que ressuscitou mortos, que pessoas pegavam seus pertences pessoais para levar até pessoas enfermas e estas eram curadas, não conseguiu curar seu filho na fé, Timóteo, e ainda passa uma receita para que ele possa pelo menos melhorar de suas enfermidades no estomago.

O mesmo Paulo diz em Gálatas:

Embora a minha doença lhes tenha sido uma provação, vocês não me trataram com desprezo ou desdém; pelo contrário, receberam-me como se eu fosse um anjo de Deus, como o próprio Cristo Jesus.

Que aconteceu com a alegria de vocês? Tenho certeza que, se fosse possível, vocês teriam arrancado os próprios olhos para dá-los a mim. Gálatas 4:14-15

Paulo não foi curado de sua doença dos olhos e isto era penoso para ele, inclusive para escrever suas cartas, era necessário que outros o ajudassem a escrevê-las. Percebemos isto no final da própria carta escrita aos Gálatas, quando ele diz:

Vejam com que letras grandes estou lhes escrevendo de próprio punho!
Gálatas 6:11

Sem contar que existiam milhares de enfermos e muitas vezes a bíblia apenas relata os casos de cura sobrenatural e não aqueles que seguiram o curso normal. Caso contrário, nenhum cristão verdadeiro deveria adoecer, e estaríamos indo contra a própria bíblia que nos mostra dois servos de Deus, que são exemplos para nós que não foram curados de suas doenças.

Deus é soberano inclusive sobre as doenças. Tudo é para a a Glória dEle.

Nós não somos chamados para sermos poderosos, mas para servir Aquele que tem todo poder. Nós nada podemos fazer, Deus tudo pode. Não existem super crentes, existem servos humildes que se dobram diante de Deus, e Ele os usa com poder para a Sua glória. Tudo é dEle, para Ele e por Ele. Tudo vêm dEle. Bendito seja o nome do Senhor.

Jesus é tudo o que precisamos ter nesta terra. Deus pode curar, mas Ele pode simplesmente nos dizer: Eu sei o que estou fazendo. Isto não cabe a você, e sim a mim.

Só descobrimos que Jesus é tudo que precisamos quando perdemos tudo e Ele passa a ser tudo o que temos. Às vezes na enfermidade muitos descobrem isto.

Não sei se você está enfermo, se tem câncer, uma doença incurável, ou alguma doença que pode ser tratada, o que sei é que Deus pode te curar, e a minha oração por enfermos sempre que é que Deus cure as pessoas, pois creio em seu poder. Ao mesmo tempo oro com temor, reconhecendo sua soberania e vontade. E ao final de qualquer oração nossa devemos dizer: Contudo, seja feita a TUA vontade e não a nossa!

Lembro-me de uma situação que foi muito difícil. Eu tinha um amigo na época de faculdade que aos 20 anos de idade descobriu um câncer. Todos nós oramos por ele, ele começou a se tratar e o câncer foi embora. Foi motivo de grande alegria para nós, algo maravilhoso, agora ele poderia voltar a sua vida normal. Porém poucos meses depois o câncer voltou em outro local e dentro de pouco tempo este meu amigo morreu. Estas foram umas de suas últimas palavras em seu
blog :

“Aprender a glorificar a Deus em toda e qualquer circunstância é algo muito profundo. E muito doloroso, quando as circunstâncias em que nos encontramos, não são assim, digamos, tão favoráveis assim. Embora doloroso, assim e somente assim, poderemos alcançar a plena felicidade. Plena, porque nem mesmo as circunstâncias, ou “o mundo caindo sobre nossas cabeças” são capazes de tirar o nosso gozo de glorificar a Deus. ” André Leandro

Por Daniel Simoncelos
Gospel +

Primeiro-ministro israelense promove ‘Clube da Bíblia de Estudo’ em sua casa

O Primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu abriu a primeira sessão do “Clube da Bíblia de Estudo” em sua residência oficial em Jerusalém, fazendo reviver uma tradição de décadas: o estudo da bíblia na casa do primeiro-ministro. ”Estamos estudando a Bíblia, a Bíblia é o livro do povo judeu, mas também o livro de valores universais”, disse Benjamin. “É a história do povo judeu e que expressa a esperança de que vamos voltar a esta terra”.

Ha dois anos atrás, Avne, o filho mais novo de Benjamin, foi o terceiro colocado na competição anual ‘Bíblia Internacional’ realizado em Jerusalém. Benjamin disse que estuda a Bíblia hebraica com seus filhos todos os sábados.

“Eu acho que em muitos aspectos, é uma parábola para a humanidade, porque se o povo judeu foi capaz de atravessar a odisseia do tempo, o abismo da aniquilação, e conseguir voltar à nossa pátria ancestral, para reconstruir nossas vidas, isso significa que há esperança para toda a humanidade”, disse Benjamin.

O Primeiro ministro, sua esposa, Sarah, e mais de uma dezena de rabinos e estudiosos estudaram o livro de Rute a partir das escrituras judaicas, conhecido pelos cristãos como Antigo Testamento. Benjamin pediu ao professor de Bíblia Judaica, Micah Goodman, para conduzir a sessão.

“Eu falei de histórias bíblicas e ideias bíblicas e como a Bíblia pode nos guiar em desafios bem sofisticados e modernos de soberania judaica em Israel, nós temos que comunicar isso aos israelitas seculares bem como aos israelitas religiosos”, disse Mirah.

Mirah Goodman relata ainda que Benjamin disse ao grupo que quando ele lê a Bíblia, ele está sempre chocado com o quão relevante ela é.

O professor do estudo, Mirah, disse também que como líder do povo judeu em um volátil Oriente Médio, Benjamin precisa de um refúgio de vez em quando. ”Ele fugiu para a Bíblia, para algo que está além do tempo, além da política, além do dia a dia. E mergulhar neste grande texto e lidar com essas grandes ideias, de alguma forma, ele sentiu como se fosse uma lufada de ar fresco para ele”, explicou Mirah.

“E por isso estamos estudando o nosso mapa e nossa bússola e nossa fundação, a Bíblia”, concluiu Netanyahu convidando os repórteres a participar do estudo, segundo publicação da CBN News.

Fonte: The Christian Post

Veja aqui se você é um legalista.

É incrível a capacidade das pessoas de migrar da Graça para a lei em segundos. Para alguns assuntos, só vale a lei, geralmente no que tange aos outros, mas para outros assuntos, vale a Graça, principalmente quando diz respeito a própria pessoa.
1- Você divulga por aí o estilo de vida “Não toque, não use, não manuseie”?

2- Você condena as pessoas por condenar, sem nenhum tipo de embasamento bíblico?

3- Você ferve de vontade de fazer algo lícito como tomar um vinho, ir ao motel com sua esposa, assistir um determinado programa que os crentes condenam, mas não o faz por medo dos comentários alheios?

4- Você acha que ao invés de atenção e dedicação a uma pessoa, a simples citação de um versículo pode dar conta da vida de uma pessoa substituindo todo o trabalho de discipulado?

5- Você é daqueles que quando aplica disciplina se torna um juíz e executor e não um arauto da misericórdia?

Pois é, se você se enquadra bem nesse estereótipo, parabéns, você pode fazer parte de qualquer conselho farisaico que se formar por aí nessas igrejas judaizantes que temos produzido.

Irmãos, não se enganem, Cristo iniciou um tempo de Graça para que não voltássemos mais a viver debaixo de julgo de servidão, debaixo do aio da lei.

E no mais, tudo na mais santa paz!

Gospel +

Campanha #BrasilSemAborto é destaque no Twitter

Tuitaço foi marcado para as 15 horas no microblog
Partidários da não descriminalização do aborto fizeram ontem (26) uma campanha na rede social Twitter pedindo o fim da prática no Brasil.

A hashtag #BrasilSemAborto alcançou o primeiro lugar nos Trending Topics por volta das 17 horas.

No início do mês evangélicos e católicos se uniram em torno do assunto. Deputados da Frente Parlamentar Evangélica, como Marco Feliciano (PSC/SP) e João Campos (PSDB-GO) se manifestaram contra a adoção pelo Ministério da Saúde de políticas de redução de danos e riscos para o aborto ilegal.

A polêmica da medida, que ainda está em fase de discussão, está relacionada à indicação de métodos abortivos considerados mais seguros que outros, como o uso de misoprostol – princípio ativo do remédio estomacal Cytotec – amplamente usado em abortos, apesar de ter venda restrita.

Veja alguns comentários postados pelos usuários do microblog:

Mônica Neves Augusto postou: “quando uma mãe pode matar seu próprio bebê, o que resta da civilização para ser salvo?” – Madre Teresa de Calcutá. #BrasilSemAborto

Marisa Lobo comentou que “todos os abortistas que hoje lutam pela aprovação do aborto, tiveram o direito e a graça de nascer”. #BrasilSemAborto.

Cadu Sindona fez uma reflexão acerca da inocência de crianças que ainda nem nasceram: #BrasilSemAborto “porque não um pais que ceifa a vida de inocentes, não pode ser chamado de Estado”.

Gospel Prime 

"Deus não foi necessário para o Big Bang”, afirmam cientistas

 Debate científico histórico foi reiniciado nos EUA
Durante a 2ª Conferência da Busca de Inteligência Extraterrestre (SETICon 2), o astrofísico Alex Filippenko, da Universidade da Califórnia fez uma declaração que reascendeu o debate entre criacionistas e cientistas.

“Será que o Big Bang exigiu uma centelha divina?”, “ O Big Bang pode ter ocorrido apenas graças às leis da Física”, disse Filippenko, Em seguida, arrematou: “A questão, então, é: ‘Por que existem leis da física?’ E você poderia dizer, ‘Bem, isso exige um criador divino, que criou essas leis da física e da faísca que ajudou a partir das leis da física a criar esses universos, ou talvez mais de uma. Uma ‘centelha divina’ foi quem gerou as leis da física! E eu não sei o que produziu aquela centelha divina. Então, vamos deixá-lo nas leis da física.”

Mas ele ressaltou que há um abismo entre mostrar que um Deus não seria necessário para o Big Bang ocorrer e provar que Ele não existe. “Não acho que você possa usar a ciência para provar a existência ou não existência de Deus”, asseverou.

O astrônomo Seth Shostak, do Instituto SETI (Search for Extraterresterial Intelligence), colaborou com a discussão, com um argumento igualmente polêmico.

“Flutuações quânticas podem gerar o cosmos. Se aqui nesta sala você ‘torcesse’ o tempo e o espaço da maneira certa, poderia criar um novo universo, embora não se saiba se conseguiria entrar nele. Então pode ser que este universo é apenas um projeto de ciências de uma criança em outro universo. Não sei como isso afeta suas tendências teológicas, mas é algo a considerar”.

As flutuações quânticas que estes especialistas referem permitem a criação de energia e matéria a partir do “nada”, parecendo ecoar o argumento usado pelos criacionistas de que Deus criou tudo a partir do nada.

O astrofísico britânico e autor Stephen Hawking, já defendeu esse argumento em seu livro 2010, “The Grand Design”. Ele disse na época “Porque existe uma lei como a gravidade, o Universo pode criar a si mesmo do nada. Geração espontânea é a razão pela qual existe algo em vez de nada, por que o Universo existe, por que nós existimos”. No ano passado, Hawking provocou uma onda de controvérsia quando disse que Deus não existe e que não há céu.

Em uma entrevista ao jornal The Guardian, Hawking sentenciou: “Eu considero o cérebro como um computador que vai parar de trabalhar quando seus componentes falharem. Não há céu nem vida após a morte para computadores que pifam, isto é um conto de fadas para as pessoas que tem medo do escuro”.

Consultado pelo portal Gospel Prime, o mestre em Engenharia Nuclear e pastor Rubens Teixeira comentou o assunto:

O próprio astrofísico Alex Filippenko deixou claro algo realmente irrefutável: “Não é possível usar a ciência para provar a existência ou não existência de Deus”. As leis da física foram criadas por quem? E realmente não há mais nada novo para a física ou outras ciências descobrirem? A dialética do debate científico que gera novas descobertas encerrou? Claro que não. Ou seja, esta declaração é inerte no debate a respeito da existência de Deus. Eu creio que Deus existe por fé e por experiência própria. Quando creio em Deus e me relaciono com Ele, pela fé, em nada me atrapalha na ciência.

Dos 21 anos de cursos acadêmicos que frequentei, sem repetir em qualquer disciplina em nenhum deles, tive milhares de horas de estudos de disciplinas relacionadas à física clássica e quântica, química e matemática, além de muitas outras ciências. Nunca vi nada que pudesse me fazer crer que Deus não existe.

Por outro lado, não foram nesses estudos que aprendi que Deus existe, foi na Bíblia. Não vejo na ciência argumentos ou contradições com a minha fé que possam me fazer desconfiar que Deus não exista.

Com informações Discovery.com
Gospel Prime 

Pastor Renato Vargens conta porque não assiste as novelas da Globo

Assistir novela é uma atitude criticada e não aconselhada por muitos pastores.

Eu não agüento mais as novelas da Rede Globo de Televisão, aliás, independente da emisora, eu não agüento mais novelas. Não suporto mais assistir em horário nobre à apologia a promiscuidade e imoralidade sexual. Eu estou cansado das cenas de violência e barbárie disseminadas pela televisão brasileira. Estou farto da política do pão e circo que “emburrece” a olhos vistos a sociedade brasileira.

Bom, antes que eu seja apedrejado por alguns defensores da teledramaturgia brasileira, quero ressaltar que sei que algumas novelas serviram como veículos de discussão, legitimação e crítica social. No entanto, não é de hoje que elas deixaram de ser um simples passatempo, para tornar-se um veiculo destrutivo da moral e da decência.

Veja por exemplo a novela das nove, cujo o nome é Avenida Brasil? Nessa novela, o adultério é incentivado, o sexo é banalizado e os evangélicos ridicularizados. Para exemplificar o que estou falando, a novela em questão, tem um personagem de nome Vadinho, que tem várias mulheres. O que falar então do jogo sujo de alguns personagens que trapaceiam o tempo todo? E da ridicularização dos evangélicos que através da personagem Soninha Catatau são ridicularizados?

Ora, infelizmente as novelas têm nos últimos anos introduzido em nossos lares, gírias, neologismos, e conceitos anticristãos, isso sem falar no empobrecimento intelectual, onde o principal produto vendido aos expectadores é o lixo. As telenovelas têm ajudado a quebrar paradigmas na família, além de imprimir na sociedade brasileira, valores e modismos absolutamente antagônicos a Palavra de Deus.

Sem sombra de dúvidas prefiro a boa música, a leitura de um livro, um bate-papo gostoso, a conversa em volta da mesa, o gargalhada descompromissada do que ficar em frente da TV assistindo programas destrutivos à família e a sociedade brasileira.

Novelas? Eu estou fora, e você?
Guiame

Tudo tem o seu Tempo!

“Tudo tem o seu tempo determinado, e
há tempo para todo o propósito debaixo do céu”. (Eclesiastes 3:1)
Como é bom esperar o tempo de Deus! Embora não seja tão fácil, é melhor fazê-lo. Obviamente, o ser humano se acostumou a querer que as coisas aconteçam de imediato. Queremos tudo para ontem, para hoje, para agora.

Temos a mania de imaginar que desse ou daquele jeito será melhor. Mas as coisas nem sempre acontecem como, de fato, queremos que aconteçam. Não temos o domínio em nossas mãos, não somos oniscientes e, muito menos, onipotentes. Somos apenas humanos. Limitados humanos!

Considerando tudo isso, devemos atentar para algo muito relevante: a vontade de Deus. Ela é necessária e sempre vem ao encontro da necessidade humana. Quando a vontade do Senhor não é levada em conta no que concerne às nossas decisões, corremos o risco de sofrer pesadas penas.

Assim, colocamos a aliança na mão certa, porém, da pessoa errada; o namoro, noivado e casamento se tornam um campo de guerra, minado por feridas profundas; viajamos para o lugar certo, porém, no tempo errado e por aí vai.
Recordo-me de uma época em que muito sofri por não esperar a vontade do Senhor. Não queria ficar sozinha e almejava ter alguém. Contudo, a vontade de Deus não era, para mim, prioridade. Depois de tanta decepção e dor, não tive mais dúvida: “É preciso esperar o tempo de Deus!”.

E foi isso que aconteceu. Finalmente, aprendi a confiar mais em Deus e, no seu tempo, ele interveio em minha causa. Ora, se você está esperando em Deus, tenha fé e paciência, na certeza de que ele não falha. Observe o que está escrito no versículo 14 do capítulo 3 de Eclesiastes: “Eu sei que tudo quanto Deus faz durará eternamente; nada se lhe deve acrescentar, e nada se lhe deve tirar; e isto faz Deus para que haja temor diante dele.” Acreditemos nessa palavra! A ação de Deus será completa em sua vida!

Tudo que Deus faz é bom e nada poderá dar errado. Ele sabe o que faz, sabe o que é melhor para minha vida e também para sua vida, meu querido leitor. Pode ser que você esteja precisando de uma intervenção imediata. Mas não se esqueça de que o seu tempo não é o tempo de Deus. Ele não vê como o homem vê. É muito superior a este. Nós temos pressa, mas Deus não.

Nós nos precipitamos em muitas coisas, mas Deus, jamais. Ele faz as coisas acontecerem na hora certa e muitas vezes, quando ficamos despercebidos, ele age e algo acontece. Quando esperamos em suas promessas, estamos seguros, mas quando agimos do nosso jeito, ficamos perdidos e, geralmente, sem saída. Portanto, espere Nele.

Que possamos esperar o tempo de Deus em nossas vidas, e, com paciência, a vontade Dele. Deus não falha, nunca falhará. Nós temos muitos defeitos, mas Deus é perfeito em tudo quanto faz. As promessas que ele faz são fieis e verdadeiras e se cumprirão na sua vida! Confiemos em suas palavras! Lembre-se: ele cuida de você o tempo todo.

Por Gessiele Sousa congrega na IAP em Vila Augusta (SP)
Guiame

Junta de Missões Mundiais completa 105 anos de trabalho

O primeiro missionário foi enviado para o Chile em 1908 e hoje mais de 720 estão sendo acompanhados pela Igreja Batista Brasileira

A Junta de Missões Mundiais completa na próxima quarta-feira (27) 105 anos de existência, somando ao longo desse período inúmeras atividades missionárias ao redor do mundo.

A JMM foi fundada em 27 de junho de 1907 durante a 1ª Assembleia da Convenção Batista Brasileira que aconteceu em Salvador, na Bahia. Primeiramente o projeto foi chamado de Junta de Missões Estrangeiras e o primeiro missionário enviado para o campo de missões foi Wenceslao Valdivia que em 1908 foi evangelizar no Chile.

Diversos missionários passaram a ser enviados para diversos países do mundo para realizar a obra de evangelização, o trabalho ganhou tanta importância que em 1946 ficou decidido que o segundo domingo no mês de março seria o Dia de Missões Mundiais, data que permanece até hoje no calendário da Igreja Batista.

O nome de Junta de Missões Mundiais foi dado para o ministério em 1980 mesma data da criação do Programa de Adoção Missionária (PAM) que passou a adotar missionários, sendo o casal pr. Antonio Joaquim de Matos Galvão e sua esposa Deolinda os primeiros a receberem ajuda da JMM.

Com mais de um século de trabalho a Junta de Missões Mundiais é hoje um dos principais projetos relacionados a missão que temos no Brasil, atendendo 728 missionários divididos por cerca de 64 países do mundo, cumprindo o chamado de Deus para levar o evangelho para os quatro cantos da Terra.

Gospel Prime

Verdadeiro Ou Só Para Ser Notado?

 "Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim" (Gálatas 2:20).

"Muito se fala sobre avivamento ou renovação espiritual, mas, um coração renovado é aquele que se submete ao senhorio de Cristo. Uma mera mudança emocional, um momento de excitação religiosa, não é avivamento. Quando os cristãos estiverem convencidos de sua rebeldia contra os ensinos de Cristo em suas vidas, confessarem seus pecados, renunciarem aos seus interesses pessoais, tomarem sua cruz e deixarem Jesus ter a primeira e última palavra em tudo, isto será avivamento, seja qual for o nome que você dê a isto."

Um coração avivado é aquele que tem prazer em servir ao Senhor, que se oferece para fazer a vontade de Deus sem se importar com aplausos e reconhecimento, que não busca notoriedade, que não procura ser notado e sim glorificar o nome de Jesus.

Passar longos momentos de joelhos, chorar durante as orações, levantar as mãos durante o período de louvor, gritar bem alto "Glória a Deus", ou "Aleluia" durante as mensagens, podem ser atitudes momentâneas de emoção e não garante um verdadeiro avivamento. A renovação do coração vai muito mais longe e exige um compromisso de dedicação integral à causa do Senhor.

Um coração avivado sempre está pronto a dizer "eis-me aqui", sempre pensa mais em Deus do que em si mesmo, sempre esconde o próprio merecimento para que os méritos de Cristo sejam vistos por todos em sua vida.

Ser avivado é ter prazer em orar e falar com o Senhor. Ser avivado é buscar na Palavra de Deus os rumos de sua vida. Ser avivado é se esforçar em buscar os perdidos, por saber que uma alma vale mais que o mundo inteiro. Ser avivado é amar ao Senhor de todo o coração e também ao próximo, como o Senhor ensinou. Ser avivado é poder dizer: "não vivo eu, Cristo vive em mim".

O seu avivamento é apenas para que os irmãos o notem ou para que Cristo seja engrandecido?

Por Paulo Barbosa

JMN organiza mega ação evangelística nacional

Megatrans irá reunir 100 mil voluntários
em todos os estados do País
A Junta de Missões Nacionais (JMN) da igreja Batista Brasileira está organizando uma ação missionária que envolverá milhares de voluntários para a divulgação do Evangelho, a Megatrans. A iniciativa ocorrerá no mês de julho em todos os estados brasileiros e irá envolver voluntários em todo o País.

Serão ao todo 100 mil voluntários divididos em 6.250 equipes com 16 participantes cada. A meta é evangelizar 2,5 milhões de pessoas.

Haverá antes das ações nos campos de atuação um período de capacitação, quando voluntários aprenderão técnicas de evangelização e serão treinados para agir por meio de formas técnicas inovadoras e com ousadia. Os participantes farão trabalhos de visitação de casa em casa, abordagem nas ruas, trabalho com crianças e ações sociais.

A idéia é que o projeto seja continuado em cada cidade e bairro onde houveram os trabalhos evangelísticos. Segundo o anúncio no site da iniciativa o objetivo é “firmar a fé dos novos convertidos através do discipulado e capacitar líderes visando o fortalecimento e desenvolvimento das igrejas e congregações, e ainda, a plantação de novas igrejas multiplicadoras”.

Para dar suporte à ação, a JMN iniciou uma campanha de oração de 100 dias que terminará em 31 de julho.

Quem quiser participar como voluntário deve ser membro de uma igreja batista e preencher um cadastro no
site da entidade.

Assista vídeo promocional:
Gospel Prime

Posso Querer ou Não querer

"Ensina-me a fazer a tua vontade, pois és o meu Deus. O teu Espírito é bom; guie-me por terra plana" (Salmos 143:10).

"Se você pensa que você pode ou não, você está certo." (Henry Ford)

é verdade! Tanto podemos fazer uma coisa como não fazê-la. Tanto podemos querer tomar uma decisão como não tomá-la. Tanto podemos seguir um determinado caminho como não segui-lo. Tudo depende de nossa vontade.

O Senhor nos chamou para pregar o Seu Evangelho. Podemos recusar? Sim, podemos, e, por nossa decisão, perderemos a grande bênção que o Senhor tem preparado para os que O obedecem. Podemos, no entanto, dizer sim ao Senhor? Não somente podemos como devemos. Só assim encontraremos o verdadeiro caminho da satisfação e da felicidade.

O Senhor nos ensinou a amar ao próximo. Podemos agir de forma contrária? Sim, e criaremos raízes de amargura que tirarão a nossa paz e a nossa alegria. Os que amam têm seus dias repletos de contentamento e desfrutam com mais facilidade os prazeres da vida.

O Senhor nos prometeu grandes coisas. Podemos duvidar de Sua Palavra e viver pelos cantos murmurando de tudo e de todos? Sim, e pobres de nós que agimos de tal maneira. Podemos crer nas promessas de Deus, mesmo que as circunstâncias mostrem o contrário? Sim, e quão maravilhosos serão nossos dias enquanto aguardamos a resposta do Senhor!

Eu posso crer ou duvidar, posso negar ou aceitar, posso murmurar ou louvar, posso fechar o semblante ou abri-lo em um sorriso, posso andar em trevas ou ser uma luz por onde passo, posso ser ateu ou um verdadeiro cristão, posso odiar ou amar, posso esperar desalentado ou caminhar pela fé, posso morrer espiritualmente ou viver abundantemente neste mundo e aguardar a vida eterna. Tudo depende de mim, do que eu quero, dos meus ideais de vida.

Poderia não querer, porém, quero -- e muito -- fazer a vontade de Deus. Ele é o meu Senhor e o motivo de toda a minha felicidade.

Por Paulo Barbosa


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...