Daniel Dias leva o ouro nos 50m livre e estabelece novo recorde mundial

Dias já havia faturado a prata na mesma
prova em Pequim, em 2008
O Brasil continua brilhando nas piscinas das Paraolimpíadas de Londres. Depois da prata de André Brasil, foi a vez do evangélico Daniel Dias conquistar o ouro nos 50m live da categoria S5. De quebra, ele ainda estabeleceu o novo recorde mundial, com o tempo de 32s05.

Dias já havia faturado a prata na mesma prova em Pequim, em 2008. Após a vitória, ele não escondeu a satisfação, mas ressaltou que ainda tem outros objetivos em Londres. "Eu estou muito feliz, mas quero continuar nadando bem, ainda tenho muitos dias de competição pela frente. Mas é emocionante conquistar a primeira do Brasil, estou realmente muito empolgado", declarou, em entrevista ao SporTV.


Fonte: O Dia
CpadNews

Brasil ajuda Tweet para Youcef Nadarkhani a alcançar 3 milhões

Brasileiros ajudam a campanha #TweetforYoucef em prol do pastor iraniano preso por sua fé em Cristo, Youcef Nadarkhani, a alcançar 3 milhões de pessoas, segundo informou o Centro Americano para Lei e Justiça (ACLJ).

A ACLJ anunciou que a campanha está agora atingindo 3,032,309 no Twitter por dia com notícias e informações sobre o pastor cristão Youcef, que já está preso há mais de 1.000 dias. Em inglês a história dele está alcançando 2,246,388, e através da ACLJ no Brasil, ela está alcançando 785,921 em português cada dia.

"Em menos de sete meses, a história de Pastor Youcef, através de Tweet para Youcef, literalmente viajou pelo globo, alcançando 3 milhões de contas no Twitter em 234 países e territórios, incluindo mais de 97% de estados membros das Nações Unidas e 40 nações de maioria muçulmana ou sob a Lei sharia."

O objetivo da campanha é inundar a rede social com os pedidos de oração e mobilizar os cristãos de todo o mundo em favor de sua causa.

“Ele só está vivo hoje por causa da pressão internacional sobre o Irã - das pessoas do mundo que levantaram suas vozes, exigindo que sua vida fosse poupada. Precisamos manter essa pressão”, afirma a organização em seu site.

Recentemente, líderes cristãos brasileiros se mobilizaram durante Conferência Rio+ que aconteceu em junho, manifestando-se contra o presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, na frente do hotel onde ele ficou hospedado, na zona sul do Rio de Janeiro.

Pastores cristãos brasileiros também entregaram uma carta oficial ao presidente iraniano, contendo um apelo pela vida do pastor preso e condenado à morte.

“Nós, pastores cristãos do Brasil, representando milhões de evangélicos em nosso país, vemos por meio desta apelar pela vida de seu co-cidadão preso, Sr. Youcef Nadarkhani, que tem através da internet enviado apelos por orações em seu nome e em nome de sua família”.

Nadarkhani foi preso em 2009, depois de protestar contra a decisão do governo de forçar as crianças a estudarem o Alcorão, incluindo seus filhos. Ele foi acusado mais tarde de apostasia e de evangelizar muçulmanos.

Christian Post

SBB conta a história da Bíblia no Brasil Império

A edição especial traz detalhes da difusão do
Livro Sagrado antes da programação da República

Trazida ao Brasil pela família real portuguesa em 1808 a Bíblia Sagrada passou a ser difundida em um período onde apenas um em cada dez brasileiros sabia ler. Para mostrar como a mensagem era difundida nessa época a Sociedade Bíblica do Brasil está lançando o livro “A Bíblia no Brasil Império”.

O livro de autoria de Luiz Antonia Giraldi, membro da Igreja Presbiteriana Independente do Brasil, traz em riquezas de detalhes da época quando a distribuição das Sagradas Escrituras tinha poucas possibilidades de acontecer.

Diversos obstáculos precisavam ser atravessados para que a Palavra de Deus fosse difundida no período que durou até 1889, quando aconteceu a proclamação da República, entre eles a falta de estradas e meios de transportes que pudessem ser usados para levar a Bíblia para todo o país.

A edição especial é voltada para estudantes e professores de Teologia e leitores interessados em história do Brasil, com essa obra será possível entender como apesar de todas as circunstâncias como o Livro Sagrado conseguiu ser difundido.

Para tal feito foi de extrema importância o trabalho de duas sociedades bíblicas, a Sociedade Bíblica Britânica e Estrangeira e a Sociedade Bíblica Americana que trabalharam muito, chegando a bater de porta em porta para preparar o caminho para os futuros missionários.

Gospel Prime

A quem você é fiel, a Deus ou aos homens?

Muito se fala de fidelidade a Deus em nossos dias. Inclusive, há pessoas que batem no peito e dizem que são fiéis a Deus, independente da situação que vierem a enfrentar. No entanto, eu pergunto o seguinte: “A quem nós estamos sendo fiéis: a Deus ou ao homem?” Para respondermos esta indagação, analisemos os três pontos que serão citados abaixo.
Quando o líder da sua igreja (presbítero, pastor, bispo, apóstolo, reverendo) fala alguma heresia, que seja contrária as Escrituras Sagradas, o que você faz? Você faz de conta que nada aconteceu ou questiona o falso ensino? Se você age como se nada tivesse acontecido, então, você está sendo mais fiel ao homem do que a Deus. Não devemos aceitar falsas doutrinas, como podemos ver em Gálatas 1:8,9 e em 2 João 9,10.

Atualmente, estamos vivendo uma verdadeira avalanche de “objetos ungidos” dentro das igrejas evangélicas, como se estes objetos fossem capazes de resolver todos os problemas, da mesma forma como Deus é capaz de fazer. E o pior é que estes “objetos ungidos” custam e custam caro. Quando o líder de sua igreja ensina que os “objetos ungidos” são capazes de trazer a solução de seus problemas, o que você faz? Você questiona o seu líder, mostrando que quem resolve os problemas é Deus e não o “objeto ungido”?

Ou você aceita esta macumbaria evangélica, sem se incomodar com isso? Se você aceita tudo de bom grado, então você está sendo mais fiel ao homem do que a Deus. A Bíblia diz que Deus é Todo-Poderoso e somente Ele. Somente Deus pode trazer a solução para os seus problemas. Objeto ungido não é Deus para trazer solução para sua vida. Então, permitir que estes “objetos ungidos” tomem o lugar de Deus em sua vida é pecado e é um pecado dos grandes. Somente Deus deve ser o Senhor da sua vida e ninguém mais.

Quando o líder de sua igreja faz algo ilícito, como, por exemplo, usar o dinheiro dos dízimos e das ofertas de uma forma inapropriada, o que você faz? Você não liga para isto ou exige uma retratação por parte do seu líder? Se você não liga, então você está sendo mais fiel ao homem do que a Deus, pois, a Bíblia diz que não podemos compactuar com as obras infrutíferas das trevas e desvio de dízimos e ofertas é uma obra das trevas, que entristece o coração do nosso Deus. Uso ilícito do dinheiro da igreja é um grande pecado e infelizmente, isto tem acontecido com certa frequência no meio evangélico.

Irmãos, quem verdadeiramente é fiel a Deus, não aceita heresias, não substitui a presença de Deus pelos “objetos ungidos”, nem admite o uso indevido das ofertas e dízimos da igreja. Quem é de Cristo se indigna com o pecado e com a corrupção. Os profetas de antigamente denunciavam o pecado e não tinham medo disto.

E você? Você se indigna contra o erro e o pecado ou aceita a ambos, de bom grado. Pense nisso, e veja a quem você é fiel? A Deus ou ao homem? Espero que tenham gostado desta breve reflexão e até a próxima oportunidade, se Deus assim quiser.

Gospel+

Quando Deus diz não

                                                          2 Samuel 7. 12 – 13
Quando a sua
vida chegar ao fim e você descansar com os seus antepassados, escolherei um dos seus filhos para sucedê-lo, um fruto do seu próprio corpo, e eu estabelecerei o reino dele. Será ele quem construirá um templo em honra do meu nome, e eu firmarei o trono dele para sempre.

Num determinado dia o rei Davi disse ao profeta Natã que estava morando em uma casa feita de madeira de cedro, enquanto a arca da aliança estava sendo guardada em uma barraca, o profeta lhe disse que fizesse de acordo com o seu querer, na medida em que Deus estava com ele.

Entretanto, o Senhor, naquela mesma noite, determinou a Natã que dissesse a Davi que não seria ele que construiria um templo para Ele e fala que desde o dia em que tirou o povo de Israel do terra do Egito, não tinha se fixado em templo algum e mais, que nunca tinha questionado a nenhum daqueles que tinha escolhido para governar, o motivo pelo qual nenhum deles tinha tido a preocupação de construir um templo de cedro para Ele.

Então lembra a Davi que o tinha tirado da função de pastor de ovelhas com a finalidade de governar o Seu povo e, por isso, sempre tinha estado com ele, defendendo-o contra todos os seus inimigos e que o transformaria em um rei conhecido em toda a terra e promete a Davi que sempre estaria com ele, protegendo-o de seus adversários e, além disso, quando ele morresse um de seus filhos seria o rei e que o seu reino seria muito forte, arremata dizendo que seria esse filho que construiria um templo para Ele e complementa falando que faria com que seus descendentes governassem para sempre.

O que estamos vendo nesse texto é a intenção de um homem de construir um templo para Deus, em sinal de reverência, de gratidão, de reconhecimento de que o Senhor merecia tudo e ele nada, por isso diz que como poderia ele estar morando em uma casa de madeira e Deus não ter um templo, ou seja, estamos vendo uma pessoa reconhecida com um ótimo objetivo em mente. Entretanto, Deus disse não as suas boas intenções.

O senhor não o recusou, porém o templo não era o que Deus tinha em mente. Deus tinha planos muito maiores para a vida de Davi, e neles, não estava incluída a idéia de construção de um templo, pelo menos naquele momento.

E é isso que muitas vezes não conseguimos entender. Davi não estava de modo algum fazendo algo errado, pelo contrário, as suas intenções eram as melhores possíveis, porém Deus tinha planos maiores para a sua vida. Muito embora o Senhor não estivesse descartando a idéia da construção, fato mostrado na sua intenção de que aquela obra seria feita pelo filho de Davi, quando fosse rei, naquele momento os planos de Deus eram outros e estavam voltados para a vida de Davi e o Senhor mostra isso quando diz que, até aquele momento nunca tinha cobrado de nenhum de seus eleitos uma construção como essa, por isso poderia ficar para mais tarde, já que agora a prioridade era outra, ou seja, o rei deveria estar voltado para as coisas que se encaixassem dentro do Seu plano, o templo poderia esperar.

Então, a pergunta que precisa ser feita é a seguinte: “Como reagimos quando Deus diz não às nossas intenções”? A resposta é que na maioria das vezes muito mal, porém esse texto nos mostra que quando Deus não está concordando com os nossos planos, não significa que Ele está nos rejeitando, muito pelo contrário, Ele pode estar preparando algo muito mais grandioso para nossas vidas, coisas que nem fazemos idéia.

Por isso, se por acaso você que está lendo esse texto, teve alguma de suas intenções bloqueadas por Deus, não desanime, não perca a esperança, pois não temos a menor idéia do que o Senhor está preparando. Ele pode estar preparando o mesmo desfecho que deu ao rei Davi para as nossas vidas.

Gospel +

‘Igrejas deixem as diferenças de lado’, clama autor cristão que propõe 'Nova Reforma Protestante'

“Eu quero uma Igreja – Uma Nova Reforma Protestante” - Parte 2

O autor de “Eu quero uma igreja – Uma Nova Reforma Protestante” clama aos cristãos que deixem as diferenças entre eles e entre denominações de lado. Em seu livro ele fala de um modelo de igreja interdenominacional, alegando que Jesus viveu as diferenças quando entrou e pregou nas sinagogas dos fariseus.

“Jesus também superou com amor os samaritanos que odiavam os judeus”.

Ádryan Krysnamurt Edin da Luz, líder do movimento Eu quero uma Igreja que reúne cristãos de várias denominações e lugares do mundo a cultuar em unidade online, explica isso na ótica do amor e da comunhão.

“A ideia de que vamos partilhar de um mesmo céu e de um só Deus por toda eternidade, deixa claro que, questões como: ‘Eu não vou lá, porque sou isso ou aquilo!’, e, ‘só minha igreja está certa’, ora, a grande maioria se diz certa, então caro leitor, você deve convir comigo que alguém tá certo e alguém tá errado!”

Mas, o mais importante é “devemos obedecer a Palavra de Deus e respeitar nossos irmãos, nossas diferenças, sabendo que só há um Justo Juiz.”

O autor observa, entretanto que, a unidade de que ele fala se trata dos que “obedecem a Palavra de Deus e foram convertidos”, e não da unificação de todas as religiões, pois isso é, segundo ele, “para o Anticristo e sua falsa
paz”.
“Falo na paz que só Jesus traz à sua igreja. Existem duas unidades, uma falsa, que é o ecumenismo, e uma verdadeira, quando Jesus rogou ao Pai, para que fossemos um como Eles são Um”.

Segundo Ádryan acredita, o sonho dado por Deus para este movimento, foi da mesma maneira que Deus levantou homens para pregar o Evangelho com liberdade fora do sistema religioso.

Como exemplos desses homens, ele cita alguns, iniciando pelos próprios discípulos de Jesus, passando por Paulo, e indo para uma direção progressiva para o tempo atual, ele cita, Policarpo, Agostinho, Constantino, Martinho Lutero, Calvino, o reverendo Moody, Billy Graham, entre outros. No Brasil ele cita os polêmicos Valdemiro Santiago e Edir Macedo, além de Pastor Silas Malafaia que, segundo ele, está se expandindo mais como um líder interdenominacional, bem como o seu amigo Pastor Jabes de Alencar.

“Deus sempre levanta homens pra pregação do evangelho; certos em muitas coisas, errados em algumas.”

“Pois onde há homem, há falha, há sistema humano, há convenções, há problemas gravíssimos, e o velho farisaísmo que insiste em penetrar nossas liturgias, e até dogmas, doutrinas e tudo mais; mas, como eu disse anteriormente, Deus sempre tem os seus escolhidos para iluminarem em tempos de trevas, e pregarem o genuíno evangelho.”

O problema, ele ressalta, é que, em meio a tantas nomenclaturas, grupos, células, igrejas, denominações, divisões pacíficas ou oriundas de dissensões, falta uma igreja pra muitos congregarem e concordarem.

“Pois como participaremos de uma ceia, como cultuaremos em comunhão, se não comungamos das mesmas interpretações, ou gostos como está bem explicado pelo apóstolo Paulo em Romanos quatorze?”

“Este clamor, eu quero uma igreja, nasceu através do Espírito Santo no meu coração, e no coração de milhões e milhões de cristãos espalhados no mundo, em busca do que o salmista Davi falou tão diretamente: ‘Pastos verdejantes e águas tranquilas!’”

Assim, a igreja pode ser também “quando nos reunimos em dois ou três na casa de alguém, na praça, ou em qualquer lugar, como na internet, por exemplo; é uma igreja naquele momento.”

Informações CP

Carta aberta aos ateus de plantão.

Se for para vir nas colunas e ofender pessoas, se for para falar de hipocrisia (Já que a grande maioria de vocês são os maiores hipócritas na sociedade porque não movem uma palha a favor de nada que não seja encher a cabeça dos outros de asneiras), se for para contribuir com perfis fakes e esconder a cara quando querem opinar, é melhor que fiquem quietinhos e voltem pro buraco de onde vocês saíram.
Mas se for para contribuir com críticas construtivas, refutar com inteligência e bom senso os posts (coisa que alguns tem feito e contribuído muito), se for para abrir o diálogo, se for para participar de alguma forma que não humilhe ou agrida pessoas, se for para atacar ideias ao invés de pessoas, serão sempre bem vindos! Jesus abriria o diálogo, mas jamais se rebaixaria a bater boca com um arremedo de intelectual.

Considero também que a grande maioria dos que atacam por aqui e se dizem ateus, desconhecem até o sentido da palavra e são ateus “graças a Deus” ou rebeldes sem causa que querem uma bandeira para hastear, ainda que essa bandeira seja a da discórdia. São teóricos e vivem disfarçados e escondidos dentro de seus frágeis “bunkers” ideológicos. Não sabem debater e então apelam para xingamentos e agressões gratuitas.

Quero aqui não cometer o mesmo erro que vocês cometem generalizando tudo, já que toda generalização é burra. Existem pessoas que assumem claramente sua posição enquanto ateu, visitam com frequencia a coluna e são respeitosos apesar de não pensarem sequer parecido comigo. A esses todo respeito e solidariedade. Entenderam que a discussão ideológica não faz de nós inimigos, mas debatedores! Aos esboços de ateus, meu desprezo e indignação, porque são tão ignorantes e preconceituosos quanto os crentes que condenam.

Desculpem os meus amigos e leitores ateus respeitosos, essa mensagem não é para vocês, mas para a banda podre de críticos do cotidiano que fala pelo simples prazer de ofender pessoas e não de acrescentar ideias. No fim deve vencer o direito a liberdade do outro. Eu tenho direito de ser cristão e você tem direito de ser ateu. E isso não deve ser motivo para intolerância.

E no mais, tudo na mais santa paz!

Gospel +

Desenho animado que mostrará um “segundo Filho de Deus” é condenado por cristãos

Nos Estados Unidos, foi noticiado que o ator Ryan Reynolds fará numa participação no especial de Natal do seriado de animação “Uma Família da Pesada”, da Fox. Ele irá interpretar “o outro filho de Deus”, do qual nunca ouvimos falar, uma espécie de precursor de Jesus.

O produtor-executivo da série de animação, Mark Hentemann, explicou que seria “uma tentativa anterior de Deus fazer uma concepção imaculada. Seu primeiro filho, que não deu muito certo”.

Ryan Reynolds já apareceu interpretando ele mesmo na temporada passada do seriado escrito e dirigido por Seth MacFarlane. Desta vez ele apenas dublará o personagem divino que não teve seu nome divulgado.
 
O seriado Family Guy está em sua 11ª temporada e já causou polêmicas com a aparição de Jesus em alguns episódios, sendo representado num deles como um homem negro. Por causa de seu humor ácido e sempre criticando a religião, gerou inúmeras críticas. No ano passado, o programa foi acusado de fazer uso insensível de violência doméstica.

O movimento cristão Conselho de Pais pela Televisão já advertiu que praticamente todos os episódios são “inundados de referências sexuais obscenas ou temas considerados tabus, como a bestialidade, incesto e pedofilia. Ele também usa linguagem profana e conteúdo ofensivo”.

No início deste ano, um episódio chamou os adventistas de loucos, gerando críticas dessa denominação.

A série mostra um pai carinhosamente ignorante, Peter Griffin (Seth MacFarlane), e sua família de classe média. Lois (Alex Borstein) é esposa de Peter, uma dona de casa sem paciência para lidar com a família. Eles tem 3 filhos: a adolescente Meg (Mila Kunis) de 17 anos, Chris (Seth Green) de 13 anos e Stewie (MacFarlane) um bebê inteligente e maligno. A família também conta com Brian (MacFarlane), um cão falante. A estreia da nova temporada vai ao ar 30 de setembro.

Assista:


Com informações NY Daily News, Christian Post e Asabbath blog
Gospel Prime

Julgamento de Yousef Nadarkhani está marcado para 8 de setembro

Há quase três anos o pastor iraniano está preso sob acusação de apostasia por ter deixado o Islã para se tornar cristão

O tribunal iraniano convocou
Yousef Nadarkhani para um julgamento marcado para o dia 8 de setembro, nesta data a corte vai decidir a situação do pastor preso desde 2009 sob a acusação de apostasia, por ter deixado o Islã e se convertido ao cristianismo.

Com a pressão internacional, o governo do Irã começou a transmitir a informação de que na verdade Nadarkhani está preso por outros crimes, tentando assim tentar mudar a opinião pública que pede pela libertação do pastor.

É por essas novas acusações que o executivo do American Center for Law and Justice (ACLJ), Jordan Sekulow, se mostra preocupado com o futuro do iraniano. “O Irã tem tentado repetidamente confundir a comunidade internacional, alegando que o pastor Yousef é nada mais do que um criminoso comum. O que acontece é que se o Irã tiver sucesso mascarando o caso de Yousef, o mundo vai parar de gritar por sua libertação”, disse em entrevista ao The Christian Post.

Yousef Nadarkhani está preso há quase três anos, sendo condenado a morte por outros tribunais regionais, prisão contestada pelo conselheiro da ACLJ. “As próprias leis do Irã exigem que o Judiciário emita sua decisão por escrito no prazo de dez dias após a audiência, realizada em setembro de 2011. Sua incapacidade de fazê-lo significa o seu total desrespeito ao Estado de Direito”, explica.

Assista reportagem do Jornal Nacional:


Com informações Portas Abertas
Gospel Prime

Renato Aragão esclarece polêmica sobre seu próximo filme e a falsa demissão de um funcionário

O comediante Renato Aragão veio oficialmente a público, através de seu blog, para esclarecer a polêmica que se formou a respeito de seu suposto próximo filme “O Segundo Filho de Deus” e também sobre a falsa demissão de um funcionário seu. Leia o texto na íntegra.

Queridos Amigos,
Antes de qualquer coisa, gostaria de agradecer o carinho, apoio e envolvimento do povo brasileiro na Campanha Criança Esperança 2012 - uma parceria da TV Globo e UNESCO. Nestes 27 anos, o engajamento do público que assiste ao programa tem provado que somos um povo sensível às carências e necessidades dos nossos semelhantes.
Infelizmente, meu coração tem se entristecido ao ler e ouvir tantas mentiras que estão circulando na mídia com respeito a minha pessoa e minha família. Só posso creditar este comportamento à inveja. Fico triste, pois minha família é uma família de bem, com defeitos sim, como qualquer família, mas que veste a camisa em prol de uma causa na qual acreditamos - o programa Criança Esperança.
Em minha casa e minha empresa, meus funcionários são tratados com respeito e os direitos humanos e trabalhistas de todos são garantidos. Embora não precise expor isto, a maioria dos meus funcionários tem mais de 10 anos de convivência conosco.
Jamais demiti, demitiria qualquer motorista ou funcionário por ter me chamado de Did. Absurdo tão grande, uma vez que nem eu mesmo consigo mais separar o Didi do Renato Aragão. Afinal, já são 50 anos de convivência entre os dois... Isto e as demais notas, boatos e afirmações, não passam de lendas urbanas que sempre são trazidas à tona na época do Criança Esperança, o que realmente me faz crer que são apenas frutos da inveja.
Minha empresa já produziu mais de 45 filmes, todos voltados para o entretenimento da família brasileira, respeitando nossos valores e nossa cultura. Sou católico e temente a Deus. Jamais abriria mão de minha fé incondicional em Jesus, o Filho Único de Deus. Gostaria, entretanto de relembrar que fé e ficção são áreas completamente distintas, mas que sempre despertaram polêmicas, desde Milton, em "Paraíso Perdido" até José Saramago em seu "Evangelho Segundo Jesus Cristo".
 
Mesmo estes gênios literários e suas polêmicas obras não foram capazes de rebaixar a Bíblia e as histórias de vida ali contidas a meros personagens de obras literárias ou de ficção. Por que digo isto, porque realmente escrevi um roteiro provisoriamente intitulado "O Segundo Filho de Deus", obra de ficção com registro público na Biblioteca Nacional, a qual vem sendo deturpada, dizendo inclusive que eu teria a pretensão de ser o "novo" Jesus!, ABSURDO.
 
O Didi é um grande atrapalhado, e em todos os filmes essa será sempre sua característica. Só para esclarecer, este roteiro inclusive já teve o título alterado para "O Segredo da Luz" e não há previsão para sua realização. Acredito que estas pessoas, que nem sequer tiveram acesso à obra, querem apenas incitar os incautos a juntarem-se a eles nesta invejosa empreitada de denegrir meu nome e desacreditar uma campanha séria que já comprovou sua atuação e eficácia em 27 anos de resultados positivos. Registro que nestes 27 anos isso sempre acontece... infelizmente.
Amigos, desculpem-me pelo desabafo. Mas há horas em que precisamos alçar a voz e proclamar a verdade, principalmente quando o alvo das mentiras passa a ser aquilo que mais prezamos: nossa família e nossa fé.
Mais uma vez, obrigado pelo apoio.
Renato (Didi) Aragão
Blog Os trapalhões

Pastor Yousef Nadarkhani recebe nova convocação ao tribunal


Em menos de duas semanas, o cristão Yousef Nadarkhani enfrentará novo julgamento no Irã. Marcado para o dia 8 de setembro, a corte deve recebê-lo após mais de 1.060 dias em que ele esteve na prisão por nenhuma outra razão se não sua fé em Jesus Cristo – uma prisão que viola a própria Constituição iraniana    
Em sua convocação mais recente aos tribunais iranianos, o pastor Yousef Nadarkhani, de 35 anos, foi intimado a comparecer à corte para enfrentar as "acusações feitas contra ele."
 
A referência evasiva à acusação de apostasia de Nadarkhani, questionada internacionalmente, é recebida como "surpresa nenhuma " por Jordan Sekulow, conselheiro executivo do American Center for Law and Justice, ACLJ, que acompanha o caso desde o início.
 
"O Irã tem tentado repetidamente confundir a comunidade internacional, alegando que o pastor Yousef não é nada mais do que um criminoso comum. O que acontece é que se o Irã tiver sucesso mascarando o caso de Yousef, o mundo vai parar de gritar por sua libertação", disse Sekulow ao The Christian Post via e-mail datado de 16 de agosto.
 
"Depois que conseguimos tornar público o veredito de tribunais tradicionalmente secretos, no qual o pastor Yousef foi julgado e condenado apenas por ter se convertido ao cristianismo, o Irã teve de voltar atrás em suas mentiras", acrescentou.
 
Na intimação judicial, Nadarkhani é convocado a comparecer à audiência de 8 de setembro, às 9h, horário local.
 
O pastor que, inicialmente recebeu uma sentença de execução sob a acusação de apostasia, permaneceu na prisão por 1.060 dias, situação que, de acordo com o ACLJ, viola a própria Constituição iraniana.
 
"A detenção indefinida e arbitrária do pastor Yousef, por quase três anos, viola o artigo 9º do Pacto Internacional sobre Direitos Civis e Políticos, do qual o Irã é obrigado a seguir", disse Sekulow ao CP.
 
"As próprias leis do Irã exigem que o Judiciário emita sua decisão por escrito no prazo de dez dias após a audiência, realizada em setembro de 2011. Sua incapacidade de fazê-lo significa o seu total desrespeito ao Estado de Direito", continuou Sekulow.
 
"O Irã também parece ignorar que o caso de Yousef tenha causado grande dano à reputação do Islã e às relações entre as nações e pessoas de fé em todo o mundo", concluiu.
 
Como tudo aconteceu
Yousef Nadarkhani foi preso em outubro de 2009, acusado de apostasia e propagação do evangelho a muçulmanos.
Em setembro de 2011, a agência iraniana de notícias semi-oficial, Fars News, informou que Nadarkhani foi a julgamento por acusações de estupro, extorsão e sionismo.
 
Documentos do tribunal que vazaram dias depois esclareceram que Nadarkhani foi, de fato, julgado por apostasia; críticos suspeitam que o relatório falho da Fars News não passa de uma tentativa de aliviar a pressão internacional sobre as acusações baseadas na fé e religião de Nadarkhani.
 
Países, incluindo Grã-Bretanha, Estados Unidos e Brasil, têm se pronunciado a favor da libertação de Nadarkhani.
 
Embora a intimação judicial mais recente implique na possibilidade de a acusação contra Nadarkhani sobre apostasia ser descartada, Sekulow disse ao CP que não conta com isso.
 
"Nós não temos nenhuma informação de que o governo absolveu o pastor Yousef da acusação de apostasia, para a qual ele foi condenado à morte. O regime iraniano tem sido repetidamente desonesto no passado. Até vermos Yousef andando livremente, não podemos confiar em nada do que dizem", ressaltou.
 
Nadarkhani continua na prisão, aguardando a data decidida pela corte; enquanto sua esposa, Fatema Pasindedih, e seus dois filhos, esperam por melhores notícias.

Fonte: Portas Abertas

Filme cristão 'Nova Chance': poderosa ferramenta para evangelização (Vídeo)

"Uma nova chance em sua vida vai
durar por toda a eternidade".
Nova Chance nasceu há mais ou menos um ano atrás, no momento em que o filmmaker Vlad ouvia a canção “Última Chance” do Ministério Ipiranga, que o remeteu a uma história. Ele tinha todo o roteiro pronto e Deus o incomodava para que ele registrasse a ideia ate o final de 2011, fato que acabou não acontecendo.

Em abril de 2012, ao ouvir a canção “Muda minha vida”, da dupla Alex e Alex, Vlad se lembrou da música e do filme que Deus o havia revelado e, sem perder mais tempo, sentou e escreveu o filme durante a madrugada


 
Outra curiosidade é que, ao acabar de escrever o texto, ele orava e perguntava a Deus sobre quem iria interpretar e, no mesmo momento, vieram os nomes que são praticamente todos os que participaram, com exceções de Bruno Jovita, vocalista do Promisses, que não pode estar presente na gravação por motivo de saúde do pai, Emerson (ex baixista do Pique Novo) e Danielle Cristina.
 
Vlad frisa que enviou o roteiro para os cantores terem uma noção do projeto e que todos os que participaram estiveram ali de boa vontade, abriram mão de seus caches e não cobraram nada. O roteiro foi enviado também para o compositor Tony Ricardo que compôs a canção tema do filme, que é interpretado por Allan Ramalho e também para o rapper Cela, do ministério Éfeso, que também escreveu um tema para o curta e veio ao Rio para participar da gravação.

 
Todos participaram com muito amor a obra de Deus e creio que este filme vai impactar muitas vidas. Não é um filme comercial, é um filme que todos poderão ver. Estará disponível no youtube, no vimeo, em todas as redes sociais e etc...Se alguma igreja precisar para evangelizar é só fazer contato que envio o DVD. A ideia é essa.
 
A ideia não é comercializar, a ideia é dar esse filme para as pessoas. Esta é forma que eu sei para pregar o evangelho, fazendo filmes, por isso o nome filmmaker que é “construtor do filmes”, em português”, explica Vlad.

Conversamos com Tony Ricardo que falou sobre a composição da música tema do filme. “Quando recebi o roteiro do Vlad, peguei o texto, parei tudo que estava fazendo, orei e recebi a letra e melodia. No dia seguinte chamei um amigo e entoamos a canção no formato violão e voz. A hino segue três direções. Primeiro ouvimos Eliseu (nome do personagem) contando sua história.
 
A seguir ouvimos a música em primeira pessoa, com Jesus se revelando para ele com sua graça e misericórdia. Na sequencia, Eliseu, após ter aceito a salvação, cita a oração de sua mãe (que é uma das cenas do filme) e agradece a Deus pelo livramento”.
O Supergospel esteve presente na gravação, realizado no dia 30 de julho, na Igreja Batista de Higienópolis - RJ e pode conferir parte do set e das filmagens. Os preparativos para a gravina começou as 9 horas da manhã e acabou as 8 horas da noite. Vários locais da igreja foram usados como locação, como por exemplo, a biblioteca que virou delegacia.

"A idéia foi criada em 3 minutos,
1 ano para ser realizada,
O roteiro foi escrito em 2 horas,
O filme foi gravado em 10 horas,
Os atores escolhidos durante uma oração."

Ficha técnica:
Direção: Vlad Aguiar
Iluminação: Emerson Freitas
Direção de artes e produção: Marcus Guidal
Produção: Renato Pimentel
Make up: Debora Aguiar

Atores:
Cela Éfeso, Marquinos Menezes, Igor, L-Ton, Alex e Alex, Francisco Jeici, Geraldo Guimarães, Allan Ramalho, Pastor Márcio, Jossana Glessa, Cassio Rodrigues, Kaio Galvão, Igor jardim, Wedson Junior, Dayanne Ramos.

Confira o Teaser:

Christian Post

Filme `Eu sou Gabriel`, disponível em DVD, traz mensagem de esperança

O filme baseado em fé “Eu sou Gabriel”, escrito e dirigido por Mike Noriss, de 96 minutos, já está disponível em DVD desde esta semana.

O filme conta a história de um garoto que foi encontrado em uma estrada de uma pequena cidade, Promessa, no Texas, por um casal que o leva para ajudá-lo. Joe Murphy e Elle, que haviam recentemente perdido o seu filho durante o nascimento, encontram no garoto o que eles precisam. Gabriel é, quem, na verdade vai ajudar o casal e os outros residentes do local, trazendo-lhes esperança.

Segundo a synopsis do filme, alguns dizem que a cidade é amaldiçoada e o menino aparece no tempo em que as piores coisas acontecem. A filha de um pastor local, Cameron, toma uma overdosa de pílulas e está prestes a ser declarada morta, quando Gabriel chega próximo a ela e ela milagrosamente se recupera.

Gabriel tem a mensagem para as pessoas de Promessa: “Não há esperança sem Cristo” e a cidade só pode ser restaurada com a união com o Pai. Mas elas estão cegas e devagar para ouvir. No final, o garoto é pressionado a revelar a sua verdadeira identidade.

De acordo com a avaliação da Fundação Dove, o filme é inspirador e traz esperança para aqueles que estão sofrendo com uma série de problemas da vida atualmente. Ele é aprovado pela fundação, que o classifica como de boa qualidade, segundo o site Christian Cinema. Dove ainda recomenda que os pais assistam o filme com seus filhos.

Já em termos de produção do filme, Eu sou Gabriel foi considerado por alguns “pesado”, com uma qualidade que deixou a desejar por outros.

O site da Examiner considerou que o diálogo do filme não soa natural e a performance dos atores é robótica. “O pior de tudo é que o filme força a sua mensagem aos leitores ao invés de deixar que ela chegue naturalmente”.

Já em uma outra revisão do filme no Evangelical Outpost, o tratamento do anjo não soa verdadeiro em termos de interações bíblicas – que são normalmente caracterizadas por temor. Segundo a crítica, Jesus foi mencionado uma vez na trama e não fica claro quem é o núcleo da mensagem.

Christian Post

Filme de Renato Aragão sobre o “segundo filho de Deus” gera polêmica nas redes sociais

Evangélicos protestam contra enredo
do novo filme de Didi.
Nos últimos dias, as redes sociais, em especial o Facebook, mostraram um movimento dos evangélicos contra a nova produção de Renato Aragão. O enredo do 49º filme de sua carreira contará a história de um “segundo filho de Deus” enviado a Terra para concluir a missão que Jesus não terminou.

Orçado em 8,1 milhões de reais, o longa será dirigido por Paulo Aragão, seu filho. Embora se considere católico, Renato já disse acreditar em reencarnação e seu primeiro romance, “Amizade Sem Fim”, tinha temática espírita. Ele conta a história de um jovem milionário que fez voto de pobreza e durante uma regressão hipnótica ele descobre que em uma de suas vidas passadas, teve uma conexão de amizade com Jesus Cristo.

Milhares de posts tem pedido um boicote ao filme, que ainda nem começou a ser filmado. Pede também que os cristãos, em especial os evangélicos, defendam sua fé.

Várias imagens de Renato Aragão, o Didi, foram acompanhadas de pedidos como “Parem esse homem” e “chega de desrespeito aos cristãos”. A campanha que teve mais repercussão até o momento foi a do perfil
Na_igreja que escreveu: “O Didi não tem mais graça, agora quer usar a Graça de Deus para fazer graça… Eu sou totalmente contra essa palhaçada, e caso você também seja, COMPARTILHE”.

Confira as imagens:
 
Gospel Prime

Surdez espiritual

“Quanto a ti, ó filho do homem, os filhos do teu povo falam de ti junto às paredes e nas portas das casas; e fala um com o outro, cada um a seu irmão, dizendo: Vinde, peço-vos, e ouvi qual seja a palavra que procede do SENHOR.

E eles vêm a ti, como o povo costumava vir, e se assentam diante de ti, como meu povo, e ouvem as tuas palavras, mas não as põem por obra; pois lisonjeiam com a sua boca, mas o seu coração segue a sua avareza.

E eis que tu és para eles como uma canção de amores, de quem tem voz suave, e que bem tange; porque ouvem as tuas palavras, mas não as põem por obra” (Ez 33. 30-32).

Desde a antiguidade Deus deseja que o homem tenha plena comunhão com Ele, e saiba sobre a Sua vontade e aquilo que vai dentro do Seu coração. Para isso, na Antiga Aliança, Ele usou como instrumento vários profetas para falar ao Seu povo, visto que apenas alguns grupos de pessoas possuíam o Espírito Santo sobre eles, tais como: os reis, os profetas e sacerdotes. A Bíblia nos relata sobre a forma como Deus comunicava Sua vontade ao homem em Hebreus 1.1:

“Havendo Deus, antigamente, falado muitas vezes e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos, nestes últimos dias, pelo Filho”.

Hoje, como nos afirma o texto supracitado, o Pai Celeste nos fala por meio do Filho, “o verbo que se fez carne e habitou entre nós” (Jo 1. 14), ou seja, Sua própria Palavra. Daí a enorme importância de conhecermos intimamente a Palavra de Deus, não apenas como um livro religioso ou teológico, mas como a “Palavra Viva e eficaz” (Hb 4. 12).

Na Nova Aliança, através do sangue de Jesus, o salvo tem o Espírito Santo habitando dentro do seu espírito, que o capacita a compreender a revelação da Palavra, pois “a letra mata, mas o Espírito vivifica” (2 Co 3.6b).

O profeta Ezequiel, durante seu ministério, encontrou dificuldades em transmitir a vontade de Deus ao Seu povo. Aparentemente se mostravam muito interessados em ouvir o recado Dele; assentavam diante do profeta, comportando-se como “povo de Deus”, ouviam as palavras, mas, não as punham por obra; ou seja, as palavras entravam por um ouvido e saíam por outro. E essa atitude displicente do povo deixava o Senhor muito decepcionado.

A princípio devemos diferenciar os termos escutar e ouvir. Escutar implica em possuir o sentido da audição preservado, saudável, e captar com nitidez os sons do ambiente através dos ouvidos. Ouvir vai um pouco mais além; implica em escutar com os ouvidos e dar atenção com o coração.

Muitos escutam muitas coisas, adquirem muitas informações, mas precisam transformar em suas mentes e corações essas mesmas informações em conhecimento. Conhecimento é empírico, passa pelo experimento; por isso Deus diz a Ezequiel que o povo escuta as palavras, mas não as põe por obra (Ez 33.32).

Infelizmente hoje não é muito diferente. Muitos têm tido oportunidade de ano após ano escutar pregações ou ler suas próprias Bíblias, mas a quantidade de audição ou leitura da Palavra não tem sido capaz de promover crescimento espiritual. Mas qual será a razão? O problema está na Palavra ou no homem? Logicamente que no homem.

Muitos ministérios têm se ocupado em ensinar as Escrituras, seja em suas Escolas Bíblicas ou sermões do púlpito, mas não têm estimulado suas ovelhas a pô-LA em ação de fato. A mensagem parece distante, histórica, pouco prático para o dia-a-dia.

Nota-se que muitos pastores têm profundo conhecimento teológico ou humano, mas, por vivenciarem pouco as questões espirituais não as conseguem transmitir com verdade às ovelhas. Nisso percebemos a importância da pregação na unção do Espírito Santo, caso contrário, será apenas exposição de letra morta, que não promoverá transformação de vida.

A bíblia é um livro vivo, espiritual. Ela própria declara que “a exposição às tuas palavras dá luz e entendimento aos simples” (Sl 119. 130). O Senhor Jesus afirmou para o diabo, citando Deuteronômio 8. 3, que “nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus” (Mt 4. 4). Assim como o pão material é o alimento para o corpo, a Palavra de Deus é o alimento para o espírito. Através dEla Deus fala ao espírito do homem.

Hoje encontramos muitos crentes “raquíticos” espirituais. O crescimento espiritual parou, estagnou-se. Consequentemente tornaram-se infrutíferos para o Reino de Deus. Vivem pedindo oração aos outros. Não conseguem extrair da Palavra aquilo que as fará operantes e vencedoras. Jesus ensinou: “Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim também fará as obras que eu faço e as fará maiores do que estas, porque eu vou para o meu pai” (Jo 14. 12). Infelizmente alguns simplesmente ignoram essa declaração do Senhor, como se Ele tivesse usando figura de retórica.

A única condição para realizar as mesmas obras que Jesus fazia é CRER. Ele deixou muito claro. Quem escuta as palavras Dele, mas não as pratica, ou seja, as ouve, é como “surdo espiritual”.

O escritor Tiago chama A Palavra de Deus de “a lei perfeita da liberdade”. Que coisa linda! A Palavra de Deus é perfeita, e aqueles que vivem

por Ela são livres do mal e do pecado. Mas é preciso pô-LA em prática: “Aquele, porém, que atenta bem para a lei perfeita da liberdade e nisso persevera, não sendo ouvinte esquecido, mas fazedor da obra, esse tal será bem-aventurado no seu feito” (Tg 1. 25).

Precisamos nos apaixonar pela Palavra do Pai e vive-la. Temos de ser praticantes da Palavra, não somente ouvintes esquecidos. Por Ela somos fortalecidos, adquirimos sabedoria espiritual para enfrentarmos as adversidades da vida e sairmos vencedores. Ela ilumina o nosso caminho, nos livrando de desviarmos para algum caminho de trevas. Por Ela somos orientados por Deus para sermos verdadeiros discípulos de Jesus.

Muito se tem falado em discipulado nas igrejas. Mas será que todos realmente têm sido discípulos do Mestre ou se trata de modismo passageiro? O discípulo aprende com seu mestre e o imita. O apóstolo João em sua primeira carta escreve como deve ser a atitude daqueles que dizem estar em Jesus: “Aquele que diz que está Nele também deve andar como ele andou” (1 Jo 2. 6).

E como sabermos como Jesus Cristo andou, para que possamos imitá-LO? “Como Deus ungiu a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e com virtude; o qual andou fazendo o bem e curando a todos os oprimidos do diabo, porque Deus era com Ele” (At 10. 38).

Temos feito o bem, ou seja, contado “as Boas Novas” do Reino de Deus, e que Jesus já providenciou tudo que precisávamos para sermos livres das ações do diabo? Temos testemunhado com a nossa vida, ou temos apenas pregado por palavras? Temos orado com fé pelos enfermos, crendo realmente que Jesus já providenciou a cura para todas as enfermidades através de Suas feridas (Is 53. 4, 5 e 1 Pd 2. 24)? Temos libertado os oprimidos do diabo, em Nome de Jesus (Mc 16. 17)? Se temos preferido relegar a outros essa incumbência dada pelo Mestre Jesus, então não podemos afirmar que somos seus discípulos.

Se desejarmos ser vistos pelo Pai como “obreiros aprovados” (2 Tm 2. 15), ou seja, aqueles que põem por obra Sua Palavra, então devemos fazer uma análise sobre como tem sido nossa atitude frente à Palavra de Deus. Se temos sido ouvinte esquecidos estaremos em desvantagem na luta contra o império das trevas. A Palavra é arma de ataque nessa guerra. Ela é chamada “a espada do Espírito” (Ef 6. 17). Ela no coração e com fé em nossos lábios desfaz todo engenho do diabo.

Que o Espírito Santo transforme as informações aqui contidas em conhecimento de vida eterna. Amém!

Por Mônica Valentim
Guiame

Meia bênção?

LEITURA BÍBLICA
Isaías 59.1-2
Eu sou o Senhor, o seu Deus, que lhe ensina o que é melhor para você, que o dirige no caminho em que você deve ir (Is 48.17).

Já ouvi pessoas dizerem que Deus lhes deu um sinal para agirem de certo modo. Eu mesma já achei que uma resposta incerta sobre um negócio seria de Deus. Obviamente, não deu certo.

Embora não nos mostre sempre tudo logo e requeira nossa fé, Deus não concorda pela metade, sua resposta será “sim” ou “não” - ou ele abre ou fecha portas.

Todo ser humano com um pouco de criatividade quer às vezes dar um jeitinho nas respostas de Deus. Distorcemos o que está claro para que a resposta se enquadre em nossos anseios. E o resultado não pode ser outro: ficamos decepcionados, frustrados, magoados, porque nada deu certo.

Deus não erra e sempre sabe tudo melhor - então não fique aborrecido porque as coisas não funcionaram: elas ficariam ainda piores. Deus, na sua imensa sabedoria, já o livrou com antecedência.

Apesar de sabermos disso com a razão, emocionalmente não é tão fácil assim, pois são nossos sonhos, nossos planos, nossos anseios, nosso trabalho, nosso esforço, toda a nossa energia, e de repente o resultado é nada.

Acalmar todo esse turbilhão de frustrações requer muita força, muito relacionamento com Deus. Relacionamento aberto e sincero, no qual temos de expor a nossa fragilidade e deficiência para aceitar que Deus é que tem todo o controle, compreender que ele é que tem todo o poder e que é ele quem faz e desfaz. Não cabe a nós produzir o resultado final.

Reconhecer uma derrota custa o nosso orgulho e pode roubar nossa alegria e paz. Porém, quando encontramos em Deus nosso fiel amigo e conselheiro, aceitamos a sua verdade para nossa vida e experimentamos que ele cuida dos seus filhos, descobriremos que seus braços não são curtos a ponto de não poderem nos alcançar e que seus ouvidos estão sempre atentos para nos ouvir. Conte com ele, pois ele não falhará. - APS

Aguardar e buscar conselho é sabedoria na hora da dúvida.

Guiame

Onde está Jesus?

Um dia desses, há poucos meses atrás, entendi em meu espírito que deveria mudar, sair, levantar, sacudir a poeira, encarar novas possibilidades. Sempre soube que a maioria vive de bravatas e que o ato dinâmico de seguir em frente e pagar o preço da mudança era pra poucos. Tive que renovar minha fé e acreditar que aquilo que eu sempre pregava, serviria também pra mim!

Aprendi na pele de reparador que repaginar, reinventar, refletir e ressurgir são coisas ligadas ao ato de reparar!
Percebi: é tempo de reconstruir, mas o que vou reconstruir?
Cheguei a Minas e os crentes me perguntaram: o que você está fazendo aqui?
Vai iniciar um movimento, vai abrir uma nova igreja, vai pregar nas esquinas, vai fazer um programa de rádio?
Pensei e respondi: já comecei minha revolução, em silêncio! Quando me sento à mesa das pessoas nos bares e converso com elas, quando me coloco à disposição do necessitado, buscando me tornar seu amigo (não um boneco travestido com panfletos na mão e versículos decorados, mas alguém que deseja compartilhar sinceramente o que de Deus recebeu), quando canto uma canção que toca um coração e o faz emocionar-se, quando a voz e o dom alcançam a intimidade do transeunte que passava desatento, tal como peixe atraído pela isca, fisgando pessoas… Me vejo vivendo a verdadeira promessa do Mestre: farei-te pescador de homens!
Não quero mais fazer festa pra crente apóstata, bater palma pra louco dançar, pois a igreja se perdeu e pior, se perdeu do seu Senhor.
“Onde está Jesus?” – Maria perguntou diante do túmulo vazio – e o anjo respondeu: “Por que vocês estão procurando entre os mortos aquele que vive?” (Lucas 24:5).
Que resposta é esta? Onde estava Jesus, afinal?
Ora, Ele esta vivo, simples assim. O fato do Senhor não estar morto já explica porque não se deve procurá-lo em uma sepultura, óbvio.
Crente, pare de procurar aquele que vive entre os mortos, pois Jesus ressuscitou e não está mais no sepulcro.

Se formos ao cemitério encontraremos túmulos ornamentados com cruzes, anjos e diversos outros símbolos cristãos, mas sabemos em nossa consciência que lá dentro não há nada além de ossos e restos mortais, pois a vida já se foi.

A igreja se transformou num sepulcro quando passou a se misturar com o sistema do mundo, quando enxergou as possibilidades de ganho na política dos homens, quando permitiu que a corrupção tomasse seu lugar nos bancos em cima dos púlpitos, quando passou a violentar e estuprar a Noiva de Cristo, sugando a vida e a esperança dos pequeninos, ferindo-lhes a consciência, golpeando seus corações sinceros e cheios de boa fé.

Jesus não está mais ali, tudo o que restou foi um véu cobrindo a ausência de uma glória antiga que já se foi, mas que continua a manipular os que, com preguiça de reinventar-se e agir, se acomodaram aos ritos mortos, trocando uma relação viva pela conformação com o sistema que opera a morte.
Onde está Jesus?

Eis a resposta: “No caminho, conversavam a respeito de tudo o que havia acontecido. Enquanto conversavam e discutiam, o próprio Jesus se aproximou e começou a caminhar com eles” Lucas 24:14-15

Jesus está no Caminho, andando com as pessoas, conversando com elas, fora do Arraial, fora da religião, fora dos sistemas pré estabelecidos que coordenam a fé alheia, Jesus está plantando a semente no coração dos ímpios, dos gentios, dos pagãos, dos pecadores.

Meu último apelo nesta última carta que vos escrevo é este: saiam das igrejas e voltem a andar com Ele; abandonem essa cripta, pois Jesus está no bar, na rua, na praça, tocando violão com os grupos de meninos e meninas, está em meio aos que bebem, que fumam, que se drogam por não ter outra perspectiva que lhes de satisfação, Jesus está pastoreando suas ovelhas e resgatando-as do mesmo lugar onde eu e você fomos resgatados.

Havia me esquecido onde era, mas agora lembro e voltei pra lá, vivo entre eles, mas não como um deles e sim como um de Deus.

Abraço a todos,

Rafael
Gospel +

“Chuva de Bíblias” no céu da Coreia do Norte

Projeto missionário utiliza estratégia
pouco convencional
No dia 19 de julho, uma equipe de missionários se reuniu perto de Paju, Coreia do Sul, para lançar 30 balões de gás carregados de Novos Testamentos, folhetos com versículos bíblicos e outras mensagens cristãs para a Coreia do Norte. Tendo analisado as condições favoráveis do clima e um vento que soprava forte na direção desejada, os balões foram diretamente para o norte alcançando aquele país isolado.

“O evangelho é a boa notícia que irá salvar os galhos secos na Coreia do Norte, como uma chuva de boas-vindas”, exclamou um dos missionários durante uma oração feita antes do lançamento. A equipe responsável pelo envio era composta de missionários, voluntários, estudantes universitários e cristãos que têm parentes vivendo na Coreia do Norte.

Soldados sul-coreanos visitaram o local de lançamento, como de costume, mas em menor número do que no ano passado. Apesar do clima favorável, desta vez apenas 10 dos 30 balões preparados alçaram voo. O motivo foram problemas com o combustível a base de hidrogênio. Mesmo assim, a equipe orou antes do lançamento agradecendo por que foram enviadas 1.000 Bíblias e 90.000 folhetos.

“Estes homens e mulheres mostram uma paixão pelo lançamento de balões, pois sabem que a Palavra de Deus é enviada nesses balões por suas mãos”, escreveu um membro da Missão A Voz dos Mártires. ”Embora eles não possam entrar na Coreia do Norte, estes panfletos podem.”

Mais de 7.900 Novos Testamentos já foram enviados à Coreia do Norte em 2012.

A Seoul EUA é uma ONG coreano-americana que lança material evangélico desta maneira de 70 a 80 vezes por ano. Mas para os que duvidam da eficácia de seus métodos, eles agora tem provas de que seus balões estão atingindo o alvo.

O uso de dispositivos de rastreamento GPS acoplados aos balões confirma a localização precisa de vários de seus lançamentos este ano e as imagens fotográficas podem ser acompanhadas em seu
site.

“Há muitos anos sabemos que os lançamentos de nossos balões têm atingido as áreas que planejamos por causa da resposta irada do governo norte-coreano”, disse o Presidente da ONG, o pastor Eric Foley. ”Mas os dispositivos de GPS nos fornecem dados precisos que nos ajudarão a aumentar ainda mais a precisão dos lançamentos futuros.”

A Coreia do Norte é o pais mais fechado do mundo para o Evangelho, lembra Foley. “Quando o governo sul-coreano tentou acalmar a tensão politica com a Coreia do Norte na década de 1990″, continua Foley, “eles perguntaram aos norte-coreanos, ‘Como podemos deixar vocês felizes?” ”Parem de mandar balões e parem de fazer transmissões cristãs de rádio” foi a resposta. Embora o governo norte-coreano tente de tudo para impedir as transmissões de rádio e os balões, a mensagem de Deus continua chegando pelos céus.

Estima-se que o regime norte-coreano ainda
tenha mais de 70.000 cristãos aprisionados em campos de concentração.Uma pessoa pode ir para a prisão por toda a vida apenas pelo “crime” de possuir uma Bíblia.

Traduzido e adaptado de Charisma News
Gospel Prime

A proteção de Deus é a garantia para permanecermos firmes

LEITURA BÍBLICA
Jeremias 1.1-10
Não tenha medo deles, pois eu estou com você para protegê-lo, diz o SENHOR (Jr 1.8).

Sem dúvida alguma, essa convocação de Jeremias foi uma das mais impactantes que alguém possa ter recebido. Aparentemente ele era quase uma criança, e a sua escolha havia sido feita antes mesmo de ele nascer.

Saiba você também que Deus já tinha um propósito para a sua vida antes de você ter nascido neste mundo.

Contudo, no ambiente em que Jeremias vivia, alguém que fosse chamado para ser profeta precisava estar disposto até a ser perseguido e morto, dependendo das circunstâncias. Foi por isso que o jovem Jeremias se sentiu muito temeroso e tentou livrar-se da responsabilidade alegando que não tinha idade suficiente.

Continuando com a leitura bíblica, observamos que a incumbência dada por Deus a Jeremias foi extraordinariamente grande: ele não só deveria falar em nome do próprio Deus, como estaria investido de ampla autoridade tanto para destruir como para construir e restaurar.

Como será que nós reagiríamos se Deus nos impusesse um encargo como esse de Jeremias? Imagino que não seria muito diferente daquela do profeta, e com boas razões – o próprio Jeremias, tal como muitos outros servos de Deus, passou por situações bem críticas. No entanto, seja qual for o chamado e a tarefa a cumprir, a mesma promessa dada por Deus a Jeremias também vale para nós: Deus não abandona quem ele chama, mas o acompanha onde quer que estiver.

Talvez a sua situação nem seja tão difícil como a do profeta Jeremias, mas seja qual for, a dependência do Senhor sempre será necessária e ele assegura que conduzirá você através de toda e qualquer situação, dizendo: “não tenha medo!” Portanto, confie em Deu e vá pelo caminho que ele indicar! - MM

A proteção de Deus é a garantia para permanecermos firmes no seu propósito.

Guiame

Quem tem medo do movimento gay?

Quem? A igreja católica? No way! Ela tem muito com o que se preocupar em época de eleição e tentando recuperar os fiéis que rumam aos borbotões para as igrejas evangélicas. A CNBB sabe que com um leve movimento os gays calam a boca e desistem dessa ideia de formar “família”.
A Comunidade judaica? Piada né! São fechados e tem seus afazeres mantendo a ordem em seus círculos internos. Se houvesse um levante gay dentro da comunidade, seria certamente desmantelado em questão de dias pelos líderes da comunidade rabínica.

Só quem se preocupa com um possível motim gay e acha que isso levará a sociedade a uma ditadura gay é uma parcela neurótica dos evangélicos. Esses acreditam em tudo, teoria da conspiração, girar disco ao contrário, capeta escondido em roupa com símbolos estranhos e etc…

Quem tem um pouco de bom senso sabe que essa é uma luta solitária e que busca projeção ao invés de direitos. Se buscassem direitos, não faziam de sua marcha uma orgia. A não ser que essa seja a forma de protesto mais eficaz desse grupo. São desorganizados, divididos e desarticulados. Tem dois líderes que estão mais preocupados com carreira política e sair bem na foto do que reivindicar direitos.

Já fui ameaçado de diversas formas pela militância gay, que se diz tão preocupada com a homofobia mas não atenta para o ódio e violência geradas por ela. Não foram uma ou duas pessoas, foram dezenas. Não tenho medo! Sou contra a homofobia, porque isso sai do campo das ideias e parte pra ignorância e irracionalidade. Mas sou inteiramente contra a prática homossexual, por convicções religiosas e por motivos naturais.

Não acredito em nada disso que dizem por aí sobre emancipação gay, sobre direitos que subjugam a constituição brasileira. Pra mim, esses caras que se acham os protetores do heterossexualismo são tão desregulados quanto os que defendem o homossexualismo. Fanático é fanático seja lá qual for a causa.

E no mais, tudo na mais santa paz!

Informações Gospel +

Amizade segundo o coração de Deus

Disse, porém, Rute: Não me instes para que te deixe e me afaste de ti; porque aonde quer que fores, irei eu e onde quer que pousares à noite, ali pousarei eu; o teu povo é o meu povo, o teu Deus é o meu Deus. Onde quer que morreres, morrerei eu e ali serei sepultada; me faça assim o Senhor e outro tanto se outra coisa que não seja a morte me separar de ti.” (Rute 1:16-17)

A história do livro de Rute revela-nos grandes lições. Poderíamos desenvolver, caso fosse o objetivo, assuntos relacionados a variados temas presentes na história do livro, bem como a soberania de Deus, a sua misericórdia, o seu infinito amor e até mesmo relatar o registro histórico da genealogia davídica, fundamento para a linhagem familiar do Messias. Mas esses, sem dúvida, não são os aspectos que pretendo expor nessa empreitada rumo a um nobre sentimento.

Tomando como base o relacionamento entre Rute e Noemi, pretendo desenvolver algumas características concernentes à amizade presente na narrativa bíblica. Segundo nos define o dicionário da Língua Portuguesa Aurélio, amizade é um sentimento fiel de afeição, estima ou ternura entre pessoas que em geral não são parentes nem amantes. Com isso, arrisco-me a descrever peculiaridades sobre o assunto acima proposto.

Uma amizade segundo o coração de Deus manifesta-se:

1. Quando em meio às dificuldades, o sentimento prevalece;
2. Quando a companhia faz diferença;
3. Quando alvos espirituais são estabelecidos e almejados por ambas as partes;
4. Quando a fidelidade permanece firme até o fim.

Vejamos…1) Quando, em meio às dificuldades, o sentimento prevalece.

“Porém, Noemi disse: Tornai, minhas filhas, por que iríeis comigo? Tenho eu ainda no meu ventre mais filhos, para que vos fossem por maridos?” (1:11)

Naquele momento, Noemi reconheceu que não tinha mais nada a oferecer às suas noras. Ela não mais poderia gerar filhos para que se tornassem maridos de Rute e Órfã. E mesmo que os gerasse, elas não poderiam esperar até tornarem-se adultos. De fato, a situação havia complicado. As circunstâncias apontavam para o fim de um relacionamento.

Mas foi exatamente nesse momento que a força do sentimento prevaleceu. Rute não acompanhava Noemi por aquilo que ela poderia lhe oferecer. Essa não era a sua motivação. A amizade verdadeira vai muito além das dificuldades e diferenças que a relação possa enfrentar. Não importa qual seja a circunstância, um amigo verdadeiro está sempre presente para estender a mão, mesmo sabendo que não haverá retribuição. Rute sabia que Noemi não poderia lhe conceder a felicidade de reconstruir uma família, mas apesar disso, continuou ao seu lado, porque um amigo verdadeiro abre mão de seus sonhos apenas para ver um sorriso no rosto de alguém especial.

Quem nunca se sentiu indigno de uma determinada amizade? Quem nunca se sentiu desprezível por ter um amigo tão especial ao lado, alguém tão fiel e companheiro, quando nem sequer tinha uma palavra para corresponder a um gesto de carinho e amor? Ou, então, quem nunca pensou em desistir de uma amizade pelo simples fato de se considerar vazio? Mas a amizade se prova nos momentos de solidão e deserto. Nos momentos em que um dos lados, mais fragilizado pelas dificuldades da vida, tem o privilégio de contar com o apoio daquele que tem condições de estender a mão. Na Biologia, a associação interespecífica harmônica em que duas espécies são beneficiadas chama-se mutualismo; mas, nas relações humanas, nós chamamos isso de amizade.

Rute nos ensina que o valor de uma amizade está naquilo que o indivíduo é, e não naquilo que ele tem a oferecer. Amigos são importantes porque, antes de serem intitulados amigos, eles foram conquistando inexplicavelmente um espaço no coração.

“Em todo o tempo ama o amigo, mas na angústia nasce um irmão”. (Provérbios 17:17)

2) Quando a companhia faz diferença.

“Disse, porém, Rute: Não me instes para que te deixe e me afaste de ti; porque aonde quer que fores, irei eu e onde quer que pousares à noite, ali pousarei eu…” (1:16)

A amizade e a companhia de Noemi fizeram tamanha diferença na vida de Rute que ela decidiu segui-la aonde quer que fosse. Rute não poderia conceber a ideia de abrir mão da companhia de Noemi. Ela persistiu. Não desistiu. E suas palavras comprovam tal afirmação: “Não me instes para que te deixes…” A situação poderia estar difícil, mas Rute não poderia desistir de amar e acompanhar sua amiga por onde quer que ela fosse.

Quantas vezes fazemos ou deixamos de fazer algo por causa de um conselho amigo? Quantas palavras e atitudes foram transformadas por causa do caráter de um amigo que nos influenciou? A convivência gera mudanças. E tais mudanças podem ser tanto positivas quanto negativas. Perfeitamente se encaixa nessa situação o tão conhecido ditado popular “Quem se mistura com porcos, farelo come.” Não somente o povo, mas o apóstolo Paulo afirma algo parecido quando ensina a igreja de Corinto que “as más companhias corrompem os bons costumes.” (1 Coríntios 15:33) E você acha que a reputação de Rute seria corrompida por andar com Noemi? Sabemos que não. Pelo contrário. Rute teve créditos com Boaz.

“Agora, pois, minha filha, não temas; tudo quanto disseste te farei, pois toda a cidade do meu povo sabe que és mulher virtuosa”. (3:11) Caso a moabita andasse mal acompanhada, sem dúvida alguma, ela não teria credibilidade diante do povo da cidade.

Inúmeros eram os motivos pelos quais Rute se sentiu impulsionada a não abandonar Noemi. Ela era sua amiga. A sua companhia lhe fazia bem pelo fato de Noemi ser simplesmente Noemi. Não importava o momento de dificuldade e escassez que ambas viviam. A cumplicidade de Rute era sincera, pura e sem interesses.

Amigos verdadeiros podem até se afastar fisicamente
Mas o coração sempre carregará o sentimento,
a lembrança e as profundas marcas
que ficam guardadas dentro do peito.
A distância não consegue extinguir algo tão lindo como a amizade. Palavras não conseguem expressar a falta que um amigo faz.
É como um grito sem som…
Uma dor sem origem…
Um coração sem batimento…
Uma lágrima sem sentimento…

A vida de Noemi se tornou um exemplo de vida espiritual para Rute. Por isso a considero uma amiga “segundo o coração de Deus”. A influência da companhia de sua sogra fez com que a moabita aderisse aos princípios do povo de Deus. A confiança na amiga Noemi influenciou Rute de tal forma que ela desejou servir o mesmo Senhor de sua sogra.

3) Quando alvos espirituais são estabelecidos e almejados por ambas as partes.

“O teu povo é o meu povo, o teu Deus é o meu Deus..” (1:16)

A amizade segundo o coração de Deus manifesta-se quando um amigo tem a capacidade de apontar Deus a todo o instante para aquele que o acompanha. Ser amigo nem sempre é ter uma palavra humana a oferecer, como aquelas do tipo “Você vai conseguir”, “Você pode”, “Você é capaz” ou “Você é forte”, mas com certeza, é ter uma palavra de bênção e uma palavra de fé vinda do coração de Deus para profetizar que, por meio de Jesus, somos mais que vencedores. E ainda que mil caiam ao nosso lado e dez mil à nossa direita, nós não seremos atingidos. Porque tudo podemos naquele que nos fortalece. E se podemos tudo naquele que nos fortalece, nenhuma arma forjada prevalecerá contra nós.

O estilo de vida de um verdadeiro amigo estimula a correr a carreira espiritual. Ambos crescem no conhecimento e na graça de Cristo Jesus. Amigos compartilham experiências… Ensinam… Corrigem… Amigos buscam viver em santidade. E por mais que alguns enxerguem a santidade como um alvo inatingível, inalcançável, os verdadeiros amigos sempre ensinam, através de seus próprios testemunhos, como buscar uma vida santa. Uma amizade autêntica exige corações ensináveis, porque em se tratando de vida espiritual, sempre existirá algo novo e edificante para aprender. Um amigo segundo o coração de Deus não se torna pedra de tropeço na vida de outro alguém, porque a sua motivação é levar Deus ao conhecimento de outras vidas.

4) Quando a fidelidade permanece firme até o fim.

“…me faça assim o Senhor e outro tanto se outra coisa que não seja a morte me separar de ti.” (1:17)

Fortes as palavras de Rute! Somente a morte poderia separar a moabita de sua sogra. Nenhuma perda, nenhuma adversidade poderia destruir um sentimento tão lindo que nasceu no coração de Deus. Uma amizade que venceu o preconceito racial… Que venceu a diferença de idade… Que enfrentou períodos de escassez e períodos de fartura. Uma amizade que ultrapassou os limites da razão humana e demonstrou lealdade até o fim, porque Rute estava decidida a ser fiel a Noemi sob qualquer circunstância e até quando fosse necessário.

Com isso, podemos entender que o livro de Rute nos ensina uma grande lição. Dentre tantas outras lições, aprendemos que Deus coloca pessoas certas, no momento certo e da maneira certa em nosso caminho para nos ensinar e ajudar a trilhar o caminho da Sua vontade. Por essa razão, amigos são dádivas divinas.

A vida de Rute nos ensina que uma amizade segundo o coração de Deus, como vimos acima, manifesta-se quando, em meio às dificuldades o sentimento prevalece; quando a companhia faz diferença; quando alvos espirituais são estabelecidos e almejados por ambas as partes e quando a fidelidade permanece firme até o fim.

Amigo é aquele que estende a mão quando todos a encolhem;
É alguém que ouve quando todos querem falar mais alto;
É aquele que fala quando todos querem dar ouvidos ao erro;
Amigo é aquele que está presente quando todos dão as costas;
É aquele que chora com quem chora e se alegra com quem está alegre;
É aquele que nem sempre tem uma palavra pra dar, mas com certeza, tem um ombro a oferecer; É aquele com quem se pode desabafar, mesmo sabendo que a situação permanecerá a mesma;

Amigo é aquele que traz felicidade nos momentos infelizes da vida;

É aquele que facilmente consegue arrancar um sorriso de um rosto molhado por lágrimas;

É aquele que numa conversa rápida ao telefone consegue mudar por completo a visão da vida e dos problemas enfrentados;

É aquele que repreende no momento oportuno, que fala o que não se quer ouvir e chama a atenção quando necessário;

É aquele que não mede esforços para ver a felicidade estampada no rosto de alguém especial;

É aquele que se faz presente em todas as ocasiões. Nas conquistas, nas derrotas… Nas horas boas, nas difíceis…

Amigo é aquele que sempre tem um meio para abençoar;

É aquele que, mesmo passando por um deserto, tem água para oferecer, porque a fonte na qual ele sacia sua sede é inesgotável. A fonte é JESUS!

Fonte: Projeto Ungidos
Guiame

Psicóloga Marisa Lobo escreve carta aberta para pastora lésbica Lanna Holder

Recentemente a psicóloga Marisa Lobo participou do programa Superpop, junto com a pastora lésbica Lanna Holder. O tema principal do programa foi a “cura gay”, e foi abordado também, de forma totalmente parcial em favor da causa gay, os temas homofobia e intolerância.

Além da psicóloga, participaram do programa também diversos ativistas gays e a pastora Lanna Holder que fez vários questionamentos a Marisa Lobo sobre a tensão entre seguir a interpretação bíblica adotada pelos evangélicos e conciliar os desejos e vontades em relação a pessoas do mesmo sexo.

Lanna Holder questionou Marisa Lobo também sobre o porque continuaria sentindo atração por pessoas do mesmo sexo mesmo quando no “altar do Senhor”, se isso não fosse a vontade de Deus para sua vida, e confrontou a psicóloga usando os eunucos, citados na Bíblia, como exemplos de homossexuais aceitos por Deus.

Na carta, enviada por Marisa Lobo à redação do Gospel+, ela responde a essas perguntas feitas pela pastora e, dentre outras explicações e ilustrações acerca da visão bíblica para o homossexualismo, fala sobre a necessidade de todas as pessoas, independente de sua orientação sexual, abrir mão das próprias vontades para aceitar a vontade de Deus.

Marisa explica também que os eunucos, conforme relatos bíblicos, não são homossexuais mas sim pessoas desprovidas de sexualidade. Ela afirma no texto também que o fato de Lanna Holder estar sendo colocada como bandeira dos movimentos gays mostra que sua vida é incoerente com o evangelho pois, conforme afirma, um cristão verdadeiro jamais será aceito pelo “mundo”, por ser contra os padrões não-bíblicos defendidos pela sociedade.

Leia na íntegra o a carta:


Resposta de Marisa Lobo a Lanna Holder

Quero deixar claro que falo aqui como missionária e pregadora da palavra de DEUS, e não como psicóloga, para que não usem esta resposta como ferramenta para cassar meu registro.

Querida Lanna Holder desde quando estivemos juntas no programa Super Pop meu coração está apreensivo e tenho orado a Deus para me dar entendimento para tentar explicar e responder sua indagação: “Porque mesmo estando no altar do Senhor não consegui resistir aos desejos sexuais por pessoas do mesmo sexo?”. 
 
Me comovi e senti sua sinceridade em sua afirmação em ter estado nos púlpitos e realmente ter desejado servir a Deus sem sentir os desejos que ele desaprova. Conforme está escrito em sua palavra: “Por causa disso, os entregou Deus a paixões infames; porque até as mulheres mudaram o modo natural de suas relações íntimas por outro, contrário à natureza; semelhantemente, os homens também, deixando o contato natural da mulher, se inflamaram mutuamente em sua sensualidade, cometendo torpeza, homens com homens, e recebendo, em si mesmos, a merecida punição do seu erro” (Romanos 1:26-27).

Gostaria me solidarizar neste momento com você e com todos que sofrem com desejos que não podem realizar porem nem tudo que é “gostoso” e “desejável” faz bem para nossa alma e espírito. Nesse sentido digo que todos somos tentados por desejos de coisas que Deus proibiu (Tiago 1:14-15). Eva desejou o fruto proibido no Éden (Gênesis 3:6), algumas pessoas desejam ganho desonesto (Tito 1:7), alguns homens desejam as esposas de outros (Mateus 5:28), algumas pessoas desejam outras do mesmo sexo (Gênesis 19:4-5). Mas Deus declarou EU VENCI O MUNDO.

Me pergunto se somos realmente felizes quando colocamos nosso desejos a cima da vontade do Mestre para com nossa vida, porque eu não me sinto feliz quando faço isso, o Espirito Santo de Deus me cobra espiritualmente. Percebo, analisando a mim e não a você, que quando me acostumo como prazeres do mundo, percebo a tendência de nos adaptarmos e pervertermos a nossa realidade existencial, queremos por força da manipulação de nossos sentimentos acreditar que o que fazemos é correto. E isso é pura manipulação de sentimento, sensações prazeres que são gostosas nos realizam no momento, mas se Deus não aprova como princípio, gostoso ou não, devem ser mudados, transformados ou mesmo sublimado, deslocado para outros tantos prazeres e mesmo assim se, não resistirmos, então devam esses tais desejos serem renunciados em favor do evangelho, nos monitorarmos a partir dessa decisão e lutar pela dessensibilização de nossos desejos, estando mais e mais na presença do Pai.

Não podemos relativizar a vida cristã e achar com isso que Deus vai nos aprovar. E ao não conseguir lutar contra um desejo, simplesmente esquecer dos princípios que movem e norteiam nossa fé, e adaptar a Bíblia Sagrada aos nossos desejos. Somos nós que temos que entrar e viver conforme ela, essa é nossa confissão de Fé.

Somos todos pecadores, erramos muito e uma das coisas que eu, pessoalmente, aprendi e ensino em minha vida é reconhecer a minha impotência perante a minha dependência dos meus vícios e desejos, e declarar a minha dependência de Deus e, reconhecer sua magnitude e poder sobre todas as coisas e sobre minha vida meus desejos conscientes e até mesmo os inconscientes.
Dizer ser feliz não significa que Deus está feliz conosco, que Deus aprova, que realmente temos a felicidade eterna, mas apenas que nosso sistema cerebral de recompensa funciona bem. Esse sistema é dado por Deus, faz parte do cérebro e nos recompensa com alegria. Todas as vezes que fazemos algo esse sistema é ativado e os neurotransmissores como dopamina e serotonina, por exemplo, responsáveis pelo bem estar, ativam sensações corpóreas, que nos dão prazer. Foi projetado por Deus, para que isso ocorra, mas nem sempre o que gostamos é bom para saúde, e nem tudo que traz prazer ao corpo é bom para nossa alma. E nem mesmo o que pode ser bom para nossa alma será bom para o Espirito. Por isso temos o poder de escolha, e reconheço sim como é difícil desejar uma coisa e fazer outra, como vivemos a luta interior de Paulo a cada dia, conforme nos mostra claramente a carta de Paulo aos Romanos no capítulo 7, versículos 14 a 25, mas ele venceu por amor a Cristo.

A renúncia é o que nos aproxima do Mestre, a vitória sobre nossos desejos é o que nos torna heróis… Hoje pensei na resposta da pergunta que me fez no programa: “porque comigo não aconteceu”. Na hora fiquei em silêncio, porque não quis te constranger, mas a resposta, amada, é essa “Porque talvez seu ministério fosse a renuncia” .

Os eunucos que Jesus se referia não eram homossexuais

Quanto aos Eunucos que você usou para se explicar, Deus me deu esta resposta. Dentro do seu contexto particular perante sua afirmação dizendo que eunucos seriam gays, mesmo eu, sabendo que não eram, Deus me deu esta palavra se assim o fossem:
“Alguns são eunucos porque nasceram assim, outros foram feitos assim pelos homens, outros ainda se fizeram eunucos por causa do Reino dos céus. Quem puder aceitar isso, aceite”. (Mateus 19:12)

O que são eunucos? Como diz o versículo acima, existem aqueles que nasceram sem essa avidez sexual, em virtude de problemas congênitos, como o mau desenvolvimento dos testículos durante a gestação, por exemplo. Existem outros que foram feitos eunucos. Na antiguidade, era por via da castração, tirando os testículos. Por conta disso, muitas alterações hormonais ocorriam. Talvez essas pessoas até tivessem alguns desejos fantasiosos, mas o seu corpo não respondia a eles. Hoje em dia, uma pessoa é feita eunuco pela via do trauma, através da violentação.

“Porque assim diz o SENHOR a respeito dos eunucos, que guardam os meus sábados, e escolhem aquilo em que eu me agrado, e abraçam a minha aliança: Também lhes darei na minha casa e dentro dos meus muros um lugar e um nome, melhor do que o de filhos e filhas; um nome eterno darei a cada um deles, que nunca se apagará.” (Isaías 56:4-5)

Digamos que o que Deus quer te dizer é que, se os eunucos fossem gays como quis afirmar, ainda assim Deus falaria em renúncia.
Porém, amada, pela história e pela ciência uma pessoa literalmente castrada como eram os eunucos, por exemplo, da antiguidade, sentiam pouco ou nenhum prazer, portanto não eram objetos sexuais. Quando Jesus fala dos nascidos, está se referindo aos com problemas genéticos, portanto faltava-lhes desejo sexuais. Não eram de forma alguma sexuados, não poderiam ser homossexuais e/ou bissexuais em seu desejo, porque simplesmente não tinham desejo sexual, e seu prazer era servir nos palácios pois esse trabalho era honra para essas pessoas.

Fazendo uma analogia à palavra “eunuco” podemos dizem que existem entre nós “eunucos”, pessoas de total renuncia que abrem mão de sua sexualidade e prazer sexual mesmo não sendo mutilados fisicamente, para servir a Deus, por exemplo os padres.
Podemos dizer ainda dentro desse contexto que: Há os eunucos a serviço do Reino de Deus, como era Paulo de Tarso e tantos outros ao longo da história. Como era Madre Tereza de Calcutá, que ficou para sempre gravada na história da humanidade não por atributos físicos e/ou sensuais, mas por um amor pelos que sofrem que transcende todo e qualquer entendimento que não seja pelo espírito, era na acepção da palavra uma perfeita “eunuca” (se é que existe tal termo).

Não devemos manipular fatos históricos ou versículos Bíblicos com requintes falaciosos e perversos apenas para satisfazer nossos desejos. Me perdoe se de alguma forma te ofendo, não é essa minha intenção, apenas gostaria de deixar o meu apreço, meu carinho, e dizer que Jesus te ama e a vejo um dia voltando como um filho prodigo para os braços do pai, e juntamente como você, todos os que acreditam na sua versão do evangelho que, na opinião do cristianismo, é seita pois retira e manipula princípios que jamais, segundo Jesus Cristo que os criou a 2 mil anos e está no céu declarou, poderiam ser mudados.

Quando negamos a verdade de tal modo, nos entregamos conscientemente à mentira a ponto de acabar acreditando na mentira como verdade e recusamos até a evidência da verdade. Estamos repetindo o pecado dos fariseus que viam Cristo fazer milagres e os negavam, apesar de vê-los. Não havia então modo de convertê-los. Quando você diz em público que tentou de tudo, libertação, confissão, etc., e não funcionou, está negando a Cristo, tentando se justificar. Se está certa do que faz, não mais se justifique usando a palavra, pois está envergonhando o evangelho de Jesus perante o mundo. Você pode ser aceita, e está sendo, pelo mundo; essa é a maior prova do engano, pois o mundo jamais aceitará um cristão legítimo, porque ele não se adaptará ao mundo ferindo princípios. Pode este conviver e amar as pessoas do mundo, mas não se aliar a ele nos comportamentos que os sustenta, quando são contrários aos mandamentos.

Não nos cabe procurar desculpas para justificar o pecado. É nossa responsabilidade buscar o meio de vencer a tentação (1 Coríntios 10:13; Tiago 4:7-10).

“”Não vos enganeis: nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas. herdarão o reino de Deus”” (1 Coríntios 6:9-10).

Com a paz de Jesus Cristo me despeço em amor crendo no seu milagre, como clamo a cada dia pelo meu.

Marisa Lobo

Deixo para ti uma linda canção de Davi Sacer Toque no Altar ABRO MÃO, ainda não consigo cantar toda, pois temo ao senhor, mas a ouço todos os dias.

Redação Gospel+

500 Anos


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Tags

(784) Cristãos Perseguidos (549) Cristãos (520) Bíblia (493) Intolerância Religiosa (365) Israel (346) Evangélicos (303) igreja (264) Reflexão (247) apocalipse (195) oração (190) Homosexualismo (177) catolicismo (153) Rede Record (148) homofobia (147) Irã (141) escatologia (132) Missões (131) Evento Gospel (128) Silas Malafaia (126) pecado (123) islan (114) Política (113) judeus (112) ateus (110) Aborto (106) Religião (105) Milagres (103) Natal (102) Criança (92) Ahmadinejad (91) esporte (91) Testemunho (86) globo (77) guerra (73) Perdão (72) Salvação (72) Morte (64) pastores (64) Aline Barros (59) Religiosidade (56) Yousef Nadarkhani (56) PL122 (55) Amor (54) adoração (48) heresia (47) Drogas (42) Prosperidade (42) festival promessas (41) Judaísmo (39) Thalles Roberto (39) campina grande (39) Apostasia (38) carnaval (36) Idolatria (35) mulçumanos (34) Estados Unidos (33) Família (33) Maconha (31) adoradores (29) Shows (28) Catástrofes (26) Hipocrisia (26) Páscoa (22) esperança (22) Mentira (20) Confiança (19) Alegria (18) Nasa (18) Pornografia (18) Oriente Médio (17) Suicídio (17) DIP (16) Paz (16) Rei David (16) adversidade (16) consciência cristã (16) BAND (15) Conforto (15) Pena de Morte (15) Promessa (15) Sofrimento (14) BBB (12) Graça (12) Tatuagem (12) benção (12) dia das mães (12) obediência (12) impureza (11) Ansiedade (10) Justin Bieber (10) Rio +20 (10) livro (10) masturbação (10) Catástrofe (9) Desobediência (9) Filho pródigo (9) Perlla (9) livre arbítrio (9) Jotta A (8) Pedro Leonardo (8) Whitiney Houston (8) filho de crente (8) sony music (8) Darwin (7) Eutanásia (7) Hackers (7) Perigo (7) Senadores (7) União (7) presença de Deus (7) Perfeição (6) cura pela palavra (6) Purgatório (5) alienígenas (5) lei da palmada (5) Aline Barros mostra sua filha (4) Cegueira Espiritual (4) Kaka (4) escolhas (4) texto e contexto (4) torá (4) vasco (4) vigilância (4) Gratidão (3) Ressentimento (3) Segurança (3) Semeadura (3) Sodomia (3) o Caminho (3) servos (3) Cristo Redentor 80º aniversário (2) Guinnes Wolrd Records (2) Harold Camping (2) Impossiveis (2) Pressa (2) Sonho de infância (2) mundial da juventude (2) Flórida (1) Galardão (1) Michel Teló (1) Redenção (1) impios (1) recall (1) vingadores (1)

Uma Reflexão sobre a Crise no Brasil