Igrejas são pichadas em município do Ceará por vândalos ateus


Segundo o pastor, um BO já foi realizado e eles aguardam os procedimentos. (Foto: Tribuna do Ceará).



Para uma maior segurança da comunidade, câmeras deverão ser instaladas com o objetivo de evitar novos acontecimentos. Além disso, o pastor informou que as pichações serão apagadas em breve.

Em Crateús, município do Ceará que fica a 354 quilômetros de Fortaleza, uma igreja evangélica e uma arquidiocese foram pichadas por vândalos ateus. Mensagens de conteúdo imoral e de intolerância religiosa foram escritas nas paredes das estruturas.

Em um intervalo de 24 horas, dois casos aconteceram. Um na igreja evangélica ministério internacional Vinho Novo e outro na paróquia Senhor do Bonfim. De acordo com um dos pastores que cuidam do templo, os responsáveis pelas pichações são membros de um grupo de vândalos e ateus denominado “Alasca”. O pastor preferiu não se identificar para prevenir futuros ataques do grupo.

As informações são do site Tribuna do Ceará que tentou entrar em contato com o grupo de vandalismo, mas não foi possível.

A arquidiocese de Crateús também foi pichada pelos vândalos. (Foto: Tribuna do Ceará).
Segundo o pastor, um BO já foi realizado e eles aguardam os procedimentos. “Nós fomos pegos de surpresa e compreendemos isso como um ato de vandalismo. Pessoas sem respeito com o patrimônio público e com os fiéis. Já fizemos um BO e estamos aguardando os procedimentos”, informou.

Para uma maior segurança da comunidade, câmeras deverão ser instaladas com o objetivo de evitar novos acontecimentos. Além disso, o pastor informou que as pichações serão apagadas em breve. “Nós já estamos providenciando a pintura das paredes. Até porque o que tem escrito é um conteúdo imoral que não pode ficar exposto”, ressaltou.

Outro caso semelhante aconteceu em fevereiro de 2015 em Viçosa do Ceará, na Serra da Ibiapaba, onde a igreja matriz foi alvo de vandalismo. Além de pixações, três imagens foram destruídas. O local é considerado um ponto turístico, construído entre o século XVII e XVIII.

Guiame

Cada vez mais muçulmanos se convertem ao Evangelho na Arábia Saudita, apesar da perseguição


A Arábia Saudita é atualmente o 14º país com maior índice de perseguição religiosa do mundo. (Foto: Reuters)



Atualmente, cerca de 1,4 milhão de cristãos vivem na Arábia Saudita. A maioria destes cristãos são estrangeiros ou trabalhadores migrantes, mas de acordo com a Missão Portas Abertas, os nativos sauditas também estão se voltando para o cristianismo.

Forçados a viverem em segredo, os cristãos na Arábia Saudita estão sendo apoiados em sua fé, por ministérios cristãos, que também operam online.

O islamismo é a religião estatal da Arábia Saudita, onde o sistema legal é baseado na lei Sharia. Tribunais impõem regularmente punições físicas severas, incluindo a pena de morte, por apostasia, e os locais de culto não-muçulmanos são proibidos no país.

De acordo com a Comissão dos Estados Unidos sobre Liberdade Religiosa Internacional (USCIRF), a Arábia Saudita "permanece exclusivamente repressiva na medida em que restringe a expressão pública de qualquer outra religião que não seja o islamismo".

O governo persegue, aprisiona e até mesmo pune fisicamente (açoites, chibatadas) indivíduos acusados de dissidência, apostasia, blasfêmia e feitiçaria, além praticar "violações sistemáticas, contínuas e flagrantes da liberdade religiosa".

Não são apenas pessoas religiosas, que são marcadas como alvos. Uma lei promulgada no país em 2014 também iguala o ateísmo ao terrorismo. A legislação proíbe "a divulgação do pensamento ateu, sob qualquer forma, ou o questionamento dos fundamentos da religião islâmica".

Há, no entanto, quase 1,4 milhão de cristãos que vivem no país. De acordo com um estudo realizado no início deste ano, 4,4% da população da Arábia Saudita identifica como cristã - enquanto menos de 0,1% (50 pessoas) se declaravam cristãs pouco mais de 100 anos atrás, em 1910.

A maioria destes cristãos são estrangeiros ou trabalhadores migrantes, mas de acordo com a Missão Portas Abertas, os nativos sauditas também estão se voltando para o cristianismo.

Testemunho
A Missão está apoiando Mohammed (nome fictício), um cristão que tem mantido sua identidade em segredo, desde que se converteu depois de aprender sobre o cristianismo através de um curso de discipulado online. Ele fez contato com os cristãos em outro país do Oriente Médio e depois passou uma semana por lá - onde foi à igreja pela primeira vez e participou de estudos bíblicos presenciais.

Depois de alguns dias, perguntaram a ele 'quem é Jesus?'. "Ele é meu Salvador, meu Deus", respondeu Mohammed, e ele foi batizado, retornando para a Arábia Saudita com uma Bíblia.

Ele não conhece os outros cristãos em seu país de origem, mas tem recebido apoio online contínuo da Missão.

A Arábia Saudita ocupa o 14º lugar na lista elaborada pela Portas Abertas, sobre países onde os cristãos são mais perseguidos. De acordo com a USCIRF, o governo saudita tem feito "melhorias nas políticas e práticas relacionadas com a liberdade de religião ou crença", mas "ele persiste em restringir a maioria das formas de expressão religiosa pública que sejam incompatíveis com a sua interpretação particular do islamismo sunita".

Grupos de direitos humanos têm criticado fortemente a relação que tanto os Estados Unidos, quanto o Reino Unido mantém com a Arábia Saudita. A Anistia Internacional na semana passada pediu uma investigação depois que surgiram evidências de que bombas fabricadas com materiais britânicos sido usadas ​​no Iêmen por uma coalizão liderada pela Arábia Saudita e os Emirados Árabes Unidos.

Guiame

Filhos, honrem seus pais


Duas palavras resumem o dever dos filhos para com os pais: Obediência e honra. (Foto: ISD)




“Filhos, obedecei a vossos pais no Senhor, pois isto é justo. Honra a teu pai e a tua mãe (que é o primeiro mandamento com promessa), para que te vá bem, e sejas de longa vida sobre a terra” (Ef 6.1-4).

O quinto mandamento da lei de Deus trata da relação dos filhos com os pais. Duas palavras resumem o dever dos filhos para com os pais: Obediência e honra. Quando Paulo escreveu esta carta aos efésios estava em vigência no Império Romano o regime do pater postestas. O pai tinha o direito absoluto sobre o filho: podia casá-lo, divorciá-lo, escravizá-lo, vendê-lo, rejeitá-lo, prendê-lo, e até matá-lo.

Hoje estamos vivendo o outro extremo. Na década de 60 irrompeu com os hippies uma contracultura. Os jovens se revoltaram contra a autoridade dos pais e se rebelaram contra toda sorte de autoridade institucional.

O apóstolo menciona três motivos que devem levar os filhos a honrarem e serem obedientes aos pais: a natureza, a lei e o evangelho.

Em primeiro lugar, a natureza (Ef 6.1). “Filhos obedecei a vossos pais no Senhor, pois isto é justo”. A obediência dos filhos aos pais é uma lei da própria natureza, é o comportamento padrão de toda a sociedade. Os moralistas pagãos, os filósofos estóicos, a cultura oriental (chineses, japoneses e coreanos), as grandes religiões como Confucionismo, Budismo e Islamismo defendem também essa bandeira. É antinatural os filhos desobedecerem aos pais. A desobediência aos pais é um sinal de decadência moral da sociedade e um sinal do fim dos tempos ( Rm 1.28-30; 2Tm 3.1-3).

Em segundo lugar, a lei (Ef 6.2-3). “Honra a teu pai e a tua mãe (que é o primeiro mandamento com promessa), para que te vá bem, e sejas de longa vida sobre a terra”. Honrar os pais é mais do que obedecê-los. Os filhos devem prestar não apenas obediência aos pais, mas, também devotar a eles amor, respeito e cuidado. É possível obedecer sem honrar. Na imortal parábola que Jesus contou, o irmão do filho pródigo obedecia ao pai, mas não o honrava. 

Há filhos que desamparam os pais na velhice. Há outros que trazem flores para o funeral dos pais, mas jamais lhes presentearam com um botão de rosas, enquanto estavam vivos. Honrar pai e mãe é honrar a Deus (Lv 19.1-3). Porém, resistir a autoridade dos pais é insurgir-se contra a autoridade do próprio Deus. Honrar pai e mãe traz preciosos benefícios (Ef 6.2,3). A promessa consiste em prosperidade e longevidade. 

No Velho Testamento as bênçãos eram terrenas e temporais, como a posse da terra. No Novo Testamento nós somos abençoados com toda sorte de bênçãos espirituais em Cristo (Ef 1.3). Um filho obediente livra-se de grandes desgostos. Quantos desastres seriam evitados se os filhos ouvissem o conselho dos pais! Quantos casamentos desastrosos jamais aconteceriam se os filhos ouvissem a orientação dos pais! Quantas companhias nocivas, que levam para o abismo, seriam evitadas se os filhos ouvissem os pais! Quantos namoros turbulentos jamais começariam se os filhos atendessem à orientação dos pais! Obedecer pai e mãe é um antídoto contra grandes desastres na vida!

Em terceiro lugar, o evangelho (Ef 6.1): “Filhos, obedecei a vossos pais no Senhor…”. O apóstolo Paulo em Colossenses 3.20 fala que os filhos devem obedecer aos pais em tudo, já Efésios 6.1 equilibra dizendo que devem obedecer no Senhor. O que Paulo está ensinando? Os filhos devem obedecer aos pais porque eles mesmos são servos de Cristo. Eles devem obedecer aos pais por causa do relacionamento que têm com Cristo. Em Cristo a família é resgatada à plenitude do seu propósito original. 

Nossos relacionamentos familiares são restaurados porque estamos no Senhor. Porque estamos em Cristo, nossos relacionamentos são governados por ele. Quanto mais servos de Cristo somos, mais harmoniosa será a relação entre filhos e pais. Porque os filhos vivem para a glória de Deus e têm deleite em fazer sua vontade, eles aprendem a obedecer aos pais porque isto é agradável ao Senhor (Cl 3.20).

Pr Ernandes Dias Lopes/Guiame

Deputado rabino lutará pela construção do Terceiro Templo

Deputado rabino lutará pela construção do Terceiro TemploDeputado rabino lutará pela construção do Terceiro Templo
Yehuda Glick é aliado de muçulmanos que creem em Jesus
Embora tenha nascido nos Estados Unidos, Yehuda Glick é um dos rabinos com maior visibilidade em Israel nos últimos anos. Diretor-executivo do Instituto do Templo, há anos ele faz campanha para expandir o acesso judaico ao Monte do Templo. Defende ainda a construção imediata do terceiro templo.

Ao assumir como o mais novo deputado do Parlamento de Israel (Knesset), ele precisou renunciar a sua cidadania americana e precisa submeter-se à proibição de, como todos os outros parlamentares, subir ao monte do Templo.

Pertencente ao Likud, partido do premiê Benjamin Netanyahu, ele substitui o ex-ministro da Defesa, Moshe Yaalon. O novo ocupante da pasta é Avigdor Lieberman. Com ele e Glick, o cenário político israelense assume uma configuração mais identificada com o ultranacionalismo.

Isso significa menos diálogo com os palestinos sobre uma divisão do território israelense, na chamada “solução dos dois estados”.

O rabino Glick ficou muito conhecido após ter sobrevivido a uma tentativa de assassinato dois anos atrás, quando um palestino disparou à queima-roupa quatro tiros no seu peito. O fato de ele ser agora um congressista e com força política, gerou expectativa sobre como será sua luta pela reconstrução do Templo, assunto evitado pelo governo. Afinal, ele continua ligado ao Instituto do Templo.

Em seu primeiro pronunciamento, deputado Yehuda avisou: “Enquanto eu estiver aqui, farei tudo o que estiver em meu alcance para acabar com a injustiça que acontece todos os dias no local mais sagrado do mundo”.
Aliança com muçulmanos que creem em Jesus

A atuação do rabino Yehuda Glick é marcada por diferentes questões proféticas. Afinal, ele é um dos grandes incentivadores da retomada dos sacrifícios no que será o Terceiro Templo. Contudo, ano passado ele fez uma visita à Turquia e participou de um encontro com líderes religiosos muçulmanos, sendo recebido como convidado de honra.

Ele afirmou na ocasião que estava lá para “a promoção do diálogo entre os crentes em um Deus Único. Quando falo sobre a liberdade de culto, direitos humanos, respeito a todas as outras pessoas, é isso que eu quero dizer isso. Minha missão está profundamente ligada à visão dos profetas que tornaram o Monte do Templo uma casa de oração para todas as nações”.

Um dos líderes muçulmanos aliados de Glick é Adnan Oktar, apresentador de um programa de TV exibido em todo Oriente Médio. Ele defende uma aliança entre judeus e muçulmanos. Além disso, fala abertamente sobre a chegada de um messias muçulmano [Mahdi], que em breve se revelará ao mundo. Porém, avisa que antes disso, ocorrerá o retorno de Jesus, que os muçulmanos chamam de “profeta Isa”.

Jesus teria como função ajudar o Mahdi em sua missão de converter o mundo todo ao Islã. Sua aparição seria para revelar que ele não é o filho de Deus, tampouco foi crucificado ou ressuscitou dos mortos. Ele contaria que, na verdade, é um seguidor do islamismo. Para provar sua condição, fará muitos milagres.

Oktar apoia a reconstrução de um Templo no alto do Monte, mas ao lado das Mesquitas. Afirmou que busca influenciar outros líderes islâmicos para apoiarem a construção desse Templo. Contudo, a afirmação mais surpreendente foi: “vamos ver o Messias, vamos ver o Templo de Salomão, vamos todos juntos orar lá, se Deus quiser”. 

Com informações de Israel National News, JTA e Jewish Press

Quando a barbárie é legitimada


Até quando elas seguirão o princípio do caos? Até quando serão póstumas em vez de preventivas?

As políticas de proteção às mulheres não recebem o grau de importância que merecem. Até quando elas seguirão o princípio do caos? Até quando serão póstumas em vez de preventivas?

Essa barbárie da menina violentada no Rio de Janeiro, exige de nós muito mais do que qualquer nota de repúdio ou de agravo. Concordem ou não, a violência contra a mulher já está institucionalizada em nossa sociedade. Seja nas ruas, nos lares ou nos transportes públicos, sempre há um grito reprimido de uma mulher. A sensação é de que quando há uma mulher por perto, sempre deve existir alguém prestes a so(correr).

O xis da questão está no fato de vivermos numa sociedade fundamentada em princípios de violência simbólica contra a mulher. Enquanto o gênero feminino for visto como um mero instrumento à serviço do homem, um objeto de prazer sexual ou um indivíduo não equiparado em oportunidades e direitos, a violência contra a mulher continuará instituída. Violência simbólica legitima violência física!

Alegar que a jovem de 16 anos, que foi violentada, era usuária de drogas, serve unicamente como argumento para aqueles procuraram justificativas para comportamentos criminosos. Ainda que essa menina, vítima do estupro coletivo saísse às ruas nua, ninguém teria o direito de tocar em seu corpo. Ninguém!

Contudo, tais práticas encontram respaldo num país em que tudo pode e tudo fica impune. Esses criminosos patológicos usaram as redes como um troféu, e não tiveram receio em mostrar seus rostos no vídeo. Desde quando violentar alguém é prêmio? Tudo está fora do lugar!

As políticas de proteção às mulheres não recebem o grau de importância que merecem. Até quando elas seguirão o princípio do caos? Até quando serão póstumas em vez de preventivas? Por que leis como a Maria da Penha, ou o Dia Nacional Contra a Exploração Sexual Infantil só foram criadas após tragédias? Quantas Aracelis ainda precisarão morrer para algo mudar? Quantos casos não são divulgados na mídia?

Precisamos de políticas eficientes que se antecipem a essas práticas nefastas. Devemos decretar tolerância zero contra todo o tipo de violência contra a mulher. Um simples elogio de um desconhecido, dependendo da forma, pode ser violento. Já passou da hora de reformar e fortalecer as redes de proteção à mulher, priorizando a humanização e a não revitimização.

Como mulher, não posso deixar de me indignar. Como parlamentar, militante da causa das mulheres, não posso deixar de enxergar o atraso nas políticas públicas direcionadas a nós. E, como cristã, não posso aceitar que minha próxima seja massacrada, por ser considerada menos importante para a sociedade, pelo simples fato de seu gênero ser diferente do dominante, apesar de sermos mais da metade da população brasileira.

Jesus foi o primeiro a se levantar pelo direito da mulher e contra toda essa cultura da violência simbólica - que, infelizmente, criou a cultura do estupro. Como seguidora desse mestre, não posso ficar alheia a isso. Manifeste-se. Ore. A cada 11 minutos em que nada é feito, uma mulher é estuprada no Brasil. Lamentável. 
Vamos frear essa brutalidade! Vamos denunciar!

*Patricia Bezerra, 44, psicóloga, pastora e vereadora de São Paulo.

Guiame

Forbes: Aline Barros é a artista mais popular do gospel

A cantora é a única representante da música evangélica a aparecer em lista promovida pela revista
Com mais de 20 anos de carreira, seis Grammys Latinos e muitos discos de ouro, platina e diamante, a cantora Aline Barros foi citada pela revista Forbes como a cantora gospel mais famosa do Brasil.

A publicação americana listou 30 celebridades com maior número de seguidores nas redes sociais Twitter, Instagram, Facebook e YouTube.

Aline Barros é a única representante do gospel a aparecer na lista da Forbes e não é para menos, seus números nas redes sociais são impressionantes: 4,25 milhões no Twitter, 2,15 milhões no Instagram, 16 milhões no Facebook e 83.400 no Youtube.

Aline ocupa o 22º lugar do ranking, uma lista repleta de personalidades como jogadores de futebol, atores, apresentadores, e muitos ícones da música brasileira.

Ao saber que estava na lista, Aline Barros postou em suas redes: “Glória a Deus por essa notícia muito especial!”

Confira a ordem da lista: Neymar, Kaká, seguidos por outros nomes como Ronaldinho Gaúcho, David Luiz, Paulo Coelho, Ivete Sangalo, Luciano Huck, Luan Santana, Claudia Leitte, Marcelo (jogador), Anitta, Danilo Gentili, Lucas Lucco, Jorge & Mateus, Bruna Marquezine, Sabrina Sato, Caio Castro, Marcos Mion, Gusttavo Lima, Daniel Alves, Kéfera, Aline Barros, Paula Fernandes, Tatá Werneck, Gisele Bündchen, Angélica, Rafinha Bastos, Michel Teló, MC Gui e Adriana Lima.

GospelPrime

“Sr. Barriga” dá testemunho em campanha evangelística

Edgar Vivar falou como Deus o ajudou a superar os problemas na adolescência
O portal Mundo Cristiano noticiou que o ator mexicano Edgar Vivar deu testemunho em um evento evangelístico no Paraguai. O comediante ficou conhecido na América Latina pelos personagens Senhor Barriga e Nhono no programa “Chaves”.

Vivar foi o convidado especial do projeto “Salvar uma vida” promovido pelo evangelista Juan Cruz Cellammare. Além de uma série de palestras em escolas do Paraguai, o ator mexicano estava no ginásio onde foi realizado o grande culto de encerramento.

Além do testemunho do “Sr. Barriga”, ocorreram apresentações de cantores evangélicos, incluindo o brasileiro Thalles Roberto, encerrando com a pregação de Cellammare. Após o apelo para receber a Jesus, centenas de pessoas entregaram suas vidas.

“Se Deus quer, então eu posso” foram as palavras de Vivar em suas apresentações, onde destacou sua luta contra o bullying desde criança por causa do seu sobrepeso. Ele ressaltou acreditar que não estaria vivo se não fosse pela ajuda de Deus em todos os momentos.

Obrigado a lidar com graves problemas de saúde por causa da obesidade, ele passou por um procedimento cirúrgico delicado em 1992. A recuperação foi difícil, ele precisou perder mais de 40 quilos e mudar radicalmente seu estilo de vida.

Além de falar sobre a salvação da alma, o projeto voltado para os jovens luta pelo fim do suicídio, da discriminação, do aborto, da dependência de drogas e do bullying. No ano passado, tiveram aparticipação da atriz María Antonieta de las Nieves, que vivia a “Chiquinha” no programa do Chaves.


Com informações de Mundo Cristiano

Sete dados centrais no debate sobre a 'cultura de estupro' no Brasil

Os dois casos de estupro coletivo reportados neste mês, o do Rio de Janeiro e o do Piauí, reabriram o debate sobre a existência da chamada 'cultura do estupro' no Brasil. Esse debate é travado com base em uma série de elementos culturais e também dados estatísticos. A BBC Brasil reúne abaixo alguns deles.

- De acordo com os dados mais recentes, em 2014 o Brasil tinha um caso de estupro notificado a cada 11 minutos. Os números são do 9º Anuário Brasileiro da Segurança Pública, do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Apesar da pequena queda ante 2013, 47,6 mil pessoas foram estupradas naquele ano. Como apenas de 30% a 35% dos casos são registrados, é possível que a relação seja de um estupro a cada minuto.

- De acordo com pesquisa realizada no ano passado pelo Datafolha, a pedido do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, em 84 municípios brasileiros com mais de 100 mil pessoas, 67% da população tem medo de ser vítima de agressão sexual. O percentual sobe para 90% entre mulheres. Entre homens, 42% temem ser estuprados.

- 26% dos entrevistados pelo Ipea em pesquisa feita em 2013 e divulgada em 2014 concordam total ou parcialmente com a afirmação de que "mulheres que usam roupas que mostram o corpo merecem ser atacadas". No entanto, 58,5% concordam total ou parcialmente com a afirmação que "Se as mulheres soubessem como se comportar, haveria menos estupros".

- Outra pesquisa do Ipea, a partir de dados de 2011 do Sistema de Informações de Agravo de Notificação do Ministério da Saúde (Sinan), estima que no mínimo 527 mil pessoas são estupradas por ano no Brasil e que, destes casos, apenas 10% chegam ao conhecimento da polícia. Os registros do Sinan demonstram que 89% das vítimas são do sexo feminino e possuem, em geral, baixa escolaridade. Do total, 70% são crianças e adolescentes.

- Dados do Sinan mostram que 24,1% dos agressores das crianças são os próprios pais ou padrastos, e 32,2% são amigos ou conhecidos da vítima. O indivíduo desconhecido passa a configurar paulatinamente como principal autor do estupro à medida que a idade da vítima aumenta. Na fase adulta, este responde por 60,5% dos casos.

- Em geral, 70% dos estupros são cometidos por parentes, namorados ou amigos/conhecidos da vítima, o que indica que o principal inimigo está dentro de casa e que a violência nasce dentro dos lares.

- O mesmo levantamento, feito com base nos dados do Sinan, mostra que 70% das vítimas são crianças e adolescentes. "As consequências, em termos psicológicos, para esses garotos e garotas são devastadoras, uma vez que o processo de formação da autoestima - que se dá exatamente nessa fase - estará comprometido, ocasionando inúmeras vicissitudes nos relacionamentos sociais desses indivíduos", aponta a pesquisa. Em metade das ocorrências envolvendo menores, há um histórico de estupros anteriores.

Muçulmanos incendeiam sete casas de cristãos e deixam idosa nua no Egito


Os cristãos coptas ortodoxos representam cerca de 10% dos 90 milhões de habitantes do Egito. (Foto: Reuters)


O ataque aconteceu após rumores sobre o caso de um cristão com uma mulher muçulmana rondarem pela região.

Um grupo de muçulmanos incendiaram sete casas pertencentes a cristãos e deixaram uma idosa nua em público no sul do Egito, após rumores sobre o caso de seu filho cristão com uma mulher muçulmana rondarem pela região.

O ataque aconteceu no dia 20 de maio, na província de Minya, relatou a Igreja Copta Ortodoxa em um comunicado.

Um homem cristão fugiu com sua esposa e seus filhos no dia 19 de maio, temendo por ataques diante dos rumores. No dia seguinte, um grupo de 300 homens muçulmanos incendiaram e saquearam sua casa, e arrancaram as roupas de sua mãe na via pública. O grupo ainda incendiou e saqueou outras seis outras casas, disseram testemunhas ao Reuters.

"Eles queimaram a casa, entraram e me arrastaram para fora. Eles me jogaram para a frente da casa e rasgaram minhas roupas. Eu fui deixada ali da forma como vim ao mundo, em meio a lágrimas e gritos", disse a mulher, que preferiu não ser identificada.

Três homens foram acusados pela mulher de 70 anos de idade por a terem despido, de acordo com seu advogado, Ehab Ramzi. O Ministério Público ordenou também a prisão de cinco homens suspeitos. Outros 18 também foram detidos por ordem da promotoria.

Os cristãos coptas ortodoxos, que representam cerca de 10% dos 90 milhões de habitantes do Egito e representam a maior comunidade cristã do Oriente Médio, têm se queixado de uma crescente discriminação por parte de líderes egípcios.

Guiame

Documento permite que famílias processem escolas por ensino da ideologia de gênero


De acordo com o parlamentar, é preciso que se prove a ação do ensino da ideologia de gênero. (Foto: Reprodução).


Por meio dessa "notificação extrajudicial", escolas e professores poderão ser notificados pelas famílias em caso de processo por danos morais se eles ensinarem a ideologia de gênero aos alunos.

O deputado Marcelo Aguiar (DEM - SP) apresentou um modelo de “notificação extrajudicial” desenvolvido pelo Procurador da República Guilherme Schelb para que pais ou responsáveis protejam os filhos contra o ensino da Ideologia de Gênero pelas escolas. Por meio desse documento, escolas e professores poderão ser notificados pelas famílias em caso de processo por danos morais se eles ensinarem a ideologia aos alunos.

Segundo informações do site oficial do parlamentar, existem duas atitudes que os pais podem tomar para validar o documento. “Caso professores e escolas se recusem a assinar o documento, há duas atitudes que os pais ou responsáveis poderão tomar para que o documento tenha validade jurídica. A primeira é se dirigir ao Cartório de Registro de Títulos e Documentos com o nome e endereço da escola, para que ela seja comunicada via cartório. A segunda é encaminhar a notificação em carta registrada com AR (aviso de recebimento) via Correios”, explicou.

“Esta notificação pode ser feita em 3 vias (a família guarda uma via e as outras são dadas à direção da escola e professores) por um familiar isoladamente ou por um grupo de pais”, pontuou.

O parlamentar ainda explica que não somente os evangélicos, mas também os católicos estão juntos nesta causa. “Em todo o país, igrejas evangélicas e católicas têm distribuído cópias dessa notificação aos fiéis. Nessas igrejas, sacerdotes incentivam a formação de grupos de pais com filhos nas mesmas escolas para a entrega conjunta das notificações”, ressalta. “Para todo esse procedimento, não é necessária a presença de advogado”.

Provas
De acordo com o parlamentar, é preciso que se prove a ação do ensino da ideologia de gênero. “Para que o pedido de indenização por danos morais seja efetivado, é preciso comprovar que a escola ou professor desobedeceram à notificação da família. Vale como prova filmagem, material didático trabalhado em sala de aula, confecção de cartazes, passeatas, filmes, apresentações teatrais, palestras ou tarefas ou exercícios pedidos aos alunos”, explanou.

“É muito importante que os pais e responsáveis, pelas crianças e adolescentes, estejam atentos aos assuntos que seus filhos tem visto nas escolas. A presença dos pais na vida escolar também é importante para o bom desenvolvimento da criança e para o bom desenvolvimento das famílias”, finalizou o deputado.

"Uma armadilha"
O procurador geral Guilherme Schelb tem se pronunciado sobre o assunto. Em entrevista para o programa "Vitória em Cristo" ele explicou. "Tudo isso que acabamos de ver", iniciou Guilherem, referindo-se ao que foi abordado na matéria, "é ilegal, inconstitucional. Não apenas, uma violação dos direitos desses alunos - crianças em desenvolvimento sendo expostas a temas complexos e abusivos ao seu entendimento - como também uma violação ao direito da família. 

Os pais desses alunos não estão sabendo que isso está sendo ministrado em sala de aula. E mais: isso também é uma violação aos direitos do professor, porque ele está sendo desviado da sua função de educador, para ser levado a ministrar temas morais e sexuais, que a lei não autoriza a escola a fazer".

Guiame

"A masculinidade está em crise", diz pastor sobre caso de garota em estupro coletivo


As imagens (fotos e vídeos) da menina foram compartilhadas nas mídias sociais, após a série de abusos que ela sofreu. (Foto: Pragmatismo Político)


Após a notícia chocante de que 33 homens estupraram uma adolescente no Rio de Janeiro, as mídias sociais foram inundadas por mensagens de repúdio ao abuso sexual. Entre elas, a mensagem do pastor Jackson Jacques trouxe um alerta.

A notícia da adolescente que sofreu um estupro coletivo na Zona Oeste do Rio de Janeiro chocou o Brasil e chegou a repercutir na mídia internacional na última quinta-feira (26).

As imagens (vídeos e fotos) da vítima chegaram a ser publicadas pelos abusadores na internet, com mensagens que ironizavam o estupro da jovem. Apesar da violência e do constrangimento que a jovem sofreu ao também ser exposta nas mídias sociais pelos estupradores, ela também ganhou grande apoio dos usuários das redes.

Uma torrente de mensagens de repúdio à violência sexual foram postadas por usuários das mídias sociais, mensagens de apoio foram enviadas à menina e líderes cristãos também se pronunciaram com relação ao caso.

"Fui ler as notícias do dia com um enorme pesar no coração. Que Deus abrace essa garota de uma forma muito especial!", postou um usuário do Facebook.

"Assusta-nos, nos entristece, nos enoja, mas não deveria nos surpreender. 'Sabe, porém, isto: nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis, pois os homens serão egoístas, avarentos, jactanciosos, arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes, desafeiçoados, implacáveis, caluniadores, sem domínio de si, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, enfatuados, mais amigos dos prazeres que amigos de Deus', (2 Tm. 3.1-4)", publicou outra usuária.

Já outros acusaram a 'sociedade patriarcal machista' como uma das causas de fatos como esse.

"Mães que se preocupam em criar "filhos machos - héteros" e não seres humanos tem a sua parcela de culpa nisso. Ninguém nasce machista, eles se tornam. Nem todo machista é estuprador de fato, são estupradores morais, agora todo estuprador de fato é sem exceção machista. Se a base das soluções estão na raiz dos problemas que tal avaliar como você anda criando o seu filho?", publicou a página 'Hype Ideas'.

Após as milhões de mensagens que foram postadas contra o abuso sexual, devido ao seu caso, a jovem agradeceu pelo apoio dos usuários das mídias sociais.

“Venho comunicar que roubaram meu telefone e obrigada pelo apoio de todos. Realmente pensei que seria julgada mal”, escreveu a jovem.

Pastor Jackson Jacques é líder da Igreja Vintage 180, no Rio Grande do Sul (Imagem: Youtube)

Masculinidade em crise
Segundo o pastor gaúcho Jackson Jacques, não há razão que justifique a violência contra a mulher e a notícia da adolescente que foi violentada pelos 33 homens é um forte sinal de que "a masculinidade está em crise".

"Trinta e três homens, e nenhum homem querendo defender a jovem que estava sendo estuprada. Todos querendo apenas se aproveitar dela. Essa é a realidade da masculinidade no nosso país. A maioria dos homens olham as mulheres somente como pessoas para lhe darem prazer. A masculinidade está em crise. E isso é uma das raízes de todos os nossos males", disse.

"Nada justifica um homem bater, estuprar, violentar uma mulher. Quem relativiza isso é filho do diabo e nunca conheceu a Deus".

Machismo?
Filósofo cristão e professor da PUC-SP, Francisco Razzo também destacou que culpar o "machismo" como causa do estupro da adolescente não tem eficiência alguma nesse caso.

"Uma garota de 16 anos foi estuprada por mais de 30 seres humanos perdidos em seus próprios tormentos. Não foi culpa do machismo, da sociedade patriarcal, da humanidade, não foi culpa de nenhuma abstração. Os únicos responsáveis foram os mais de 30 seres humanos perdidos em seus tormentos", afirmou.

Em outra postagem de sua página do Facebook, Razzo também destacou que não somente o homem é um estuprador em potencial, mas a humanidade de forma geral é cruel.

"A antropologia cristã, nesse sentido, foi muito mais radical. Todo ser humano traz a maldade em potencial. Não esta ou aquela maldade específica, arbitrariamente selecionada. A possibilidade, ou potencialidade, de inserir o mal no mundo, em suas inúmeras faces e formas, configura uma característica intrínseca da própria condição humana", destacou.

"O ser humano não é só um estuprador em potencial, o ser humano é também um genocida em potencial. Todo ser humano guarda dentro de si uma miniatura macabra de si. A crueldade vive em estado se crisálida em cada um de nós. E as feministas, convenhamos, com o perdão da analogia, estão "brincando de casinha" ao tentar sondar as trevas do coração humano", finalizou.

Guiame

Ato profético ocorre em Brasília dia 1° de junho

Concentração reunirá milhares de fiéis para orar em favor do país
Uma grande mobilização de evangélicos ocorrerá dia 1° de junho em frente a Esplanada dos Ministérios em Brasília, a partir das 17 horas. Representantes de diversas denominações estarão reunidos para realizar um grande “ato profético em favor do Brasil”.

Promovido pelo pastor Silas Malafaia, o evento tem o apoio do CIMEB (Conselho Interdenominacional de Ministros Evangélicos do Brasil) e contará com a presença de líderes conhecidos, como Abner Ferreira, Apóstolo Renê Terra Nova, Apóstolo César Augusto.

As apresentações musicais ficarão a cargo de Delino Marçal, Fernanda Brum, Eyshila, Fernandinho, Cassiane e Nani Azevedo. O portal Gospel Prime estará no local fazendo cobertura do evento.

Os organizadores anunciaram que esperam receber caravanas de diversos estados do Brasil. O objetivo é clamar a Deus pelo país, que ainda vive um conturbado cenário político com denúncias de corrupção frequentemente sendo divulgadas.

Quando começou a divulgar o evento, Malafaia explicou que a concentração de fiéis será não seria um ato político. “Vamos trazer líderes evangélicos para podermos orar para livrar o Brasil do caos, da desgraça social, desmascarar essa corrupção toda e termos dias de paz e prosperidade”, enfatizou. Esclareceu ainda que “não é para ser a favor ou contra o governo”.

Questionado sobre o sentido de fazer um “ato profético”, ele afirma que isso significa “fazer declarações sobre o futuro de um país… Nós vamos declarar que o Brasil vai ser próspero, vai ter paz e vai ficar livre da corrupção, da crise econômica”.

Resgatando a narrativa bíblica, lembra que: “em épocas em que Israel vivia períodos de crise e fome, levantava um profeta que dizia que viria um tempo de paz e prosperidade. E aquilo tudo mudava. Então nós conhecemos esta prática”.

O ministério de Malafaia organizou uma manifestação semelhante em junho de 2013, com apoio de diversas igrejas na qual compareceram mais de 70 mil pessoas. Na ocasião, religiosos e parlamentares defenderam valores morais e criticaram os projetos em debates no Congresso que apoiavam o aborto e a união entre pessoas do mesmo sexo.

GospelPrime

Dia dos Namorados - Como Encontrar o Perfume Certo

Dia dos Namorados está chegando é dia 12 de Junho, para não passar em branco essa data tão romântica preparei algumas dicas para escolher o perfume ideal e curtir esse dia perfeito.

Dia dos namorados é 12 junho uma data que lembra o amor e paixão. Para curtir esse dia escolha o perfume ideal, para não errar veja as dicas.

Encontrar um perfume que é mais adequado para você, isso é uma tarefa difícil. Dados os milhares de fragrâncias no mercado, pode até parecer mais fácil ficar com o que você é acostumado.

Sabemos que o perfume que você usa é uma escolha pessoal, não é como as roupas que você pede opinião para a sua melhor amiga.

A fragrância que sua melhor amiga usa pode não funcionar para você da mesma forma. Além disso, a fragrância é uma escolha muito pessoal. As pessoas vão se lembrar de você por isso. 

As fragrâncias são categorizadas de acordo com notas, acordos ou outras características que definem suas semelhanças globais. Mais frequentemente tendem a inclinar-se para uma determinada família de fragrâncias que vamos ver a seguir.

Fragrâncias famílias frescas
Fragrâncias categorizadas como “frescas” muitas vezes incluem notas "verdes", como a grama recém-cortada, o cheiro da primavera no ar, citrinos luminosos e arejados. Se você tem uma personalidade ao ar livre, uma fragrância com notas frescas poderia ser melhor para você.

Floral
Provavelmente a mais popular de todas as categorias de fragrâncias, aromas florais abrangem uma ampla gama de flores, de uma única pétala de rosa para um incrível buquê de flores. Aromas florais podem incluir notas de jasmim, cravo, gardênia, flor de laranjeira, rosa, lírio do vale e tuberosa.

Aromas florais podem ser adocicadas dependendo de suas combinações. Se você apreciar o perfume de uma flor, talvez você deva tentar fragrâncias desse estilo.

Oriental
Normalmente mais doce, assim como o próprio nome sugere o grupo fragrância Oriental é composto de notas que são ricas e exóticas. Notas como âmbar e baunilha estão muitas vezes presentes no grupo oriental.

Fragrância oriental inclina-se para o lado "mais pesado" e são fragrâncias mais sensuais, ideal para usar a noite ou ocasiões românticas.

Floresta
Este grupo de fragrância é composto de sua madeira aromática e notas de musgo - sândalo, cedro, carvalho, patchouli (espécie de planta) às vezes está presente, como vetiver e pinho. Muitas fragrâncias masculinas se enquadram nesta categoria, dada à riqueza de aromas lenhosa.

Personalidade
Sua personalidade pode dizer muito sobre: qual perfume usar? Se sua ideia de diversão de fim de semana for acampar ao ar livre, você pode preferir um tipo: fresco, fragrância cítrica.

Fragrâncias cítricas são revigorantes, ao contrário das orientais que tendem a marcar presença.

Se seu tipo de personalidade não quer que a fragrância se destaque e sim que complemente a sua personalidade? Você pode inclinar-se para unissex, verdes e fragrâncias topiárias também.

Exemplos: Guerlain Eau de Guerlain, Chanel Cristalle, Eau de Cartier, Jo Malone Toranja, Dior Eau Savage, Yves Saint Laurent Y elegante.

Talvez seus fins de semana estejam alinhados com jantares. Fragrâncias orientais tendem ser a melhor opção para você. Ricas e opulentas, essas fragrâncias se destacam e permanecem por horas.

Você pode querer um oriental como: (flor de laranja, baunilha) floral ou um amadeirado oriental (sândalo, patchouli e especiarias).
Exemplos: Kenzo Flower, Guerlain L'Instant de Guerlain , Armani Code Pour Femme, Dolce & Gabbana the One, Yves Saint Laurent ópio , Shalimar por Guerlain , Calvin Klein Obsession menina-next-door.

Se você é mais tímido use fragrâncias frescas, aromas limpos são ideais como florais lenhosas. Este último pode parecer um pouco mais masculino, mas notas amadeiradas podem realmente ascentuar o apelo sexual de uma menina tímida.
Exemplos: de Christian Dior J'adore, Estee Lauder Pure White Linen, Victoria Secret muito sexy, Tom Ford Black Orchid, Calvin Klein Secret Obsession e todos Guy.

Se você é atlético, bonito e brincalhão. Sua fragrância deve ser capaz de estar à altura do desafio.

Frescos, aromas de água são ótimas opções, assim como madeiras claras.
Exemplos: Bvlgari do Aqua, Lacoste Desafio, Davidoff Cool Water, Toque para homens por Burberry, L'Eau d'Issey Pour Homme, Homens limpos por Dlish.

Se você é sofisticado, o homem moderno. Um toque de clássico vai ser a melhor opção. Os frescos e fragrâncias nítidas são perfeitas para você.

Exemplos: Acqua Di Gio Pour Homme por Giorgio Armani , Sean John Unforgivable , HM por Hanae Mori e Banana Republic Republic of Men.

Nada melhor que uma lista de perfume importado masculino mais vendido 2015 para ficar atualizado e com mais opções de escolha.

Nesse vídeo você vai descobrir Dicas para escolher o perfume ideal e o segredo para guardar e usar o perfume perfeitamente:


Prof #RosiFeliciano Oliveira

Aos 100 anos de idade, idosa quebra recorde mundial de corrida: "Jesus é meu treinador"


Ella Mae Colbert corre para quebrar o recorde dos 100 metros, no Alabama. (Imagem: WSPA News)


Ella Mae Colbert foi a primeira mulher a percorrer a distância de 100 metros com uma idade tão avançada no curto período de tempo de 46.79 segundos. Diariamente, a centenária pratica corridas de cerca de 4,8 quilômetros.

Uma senhora de 100 anos quebrou o recorde mundial em uma corrida, percorrendo a distância que corresponde à sua própria idade: 100 metros. A façanha foi realizada na Escola de Ensino Médio 'Chesnee', no estado do Alabama (EUA).

Ella Mae Colbert foi a primeira mulher a percorrer tal distância com uma idade tão avançada e em um curto período de tempo (46.79 segundos).

Maratonista desde sua juventude, a centenária ainda tem o costume de correr mais em um dia do que muitas outras pessoas percorrem em uma semana: cerca de 4,8 quilômetros - sem incluir o passeio habitual com seus netos.

"Eu decidi, acho que quando eu tinha 20 anos, que iria permanecer na pista por outra pessoa. Eu escolhi Jesus Cristo como o meu treinador e tenho corrido desde então", disse ela segundo a 'Fox5 NY'. "Ele melhor treinador que eu já tive".

"Eu não sei como isso pode ser possível, se não for pela bondade de Deus", reconheceu.

Rodeada por amigos e familias, após a corrida, Colbert ainda deu conselhos que seruam inspirados diretamente da passagem João 16:13.

"Você vai ter alguns percalços e algumas coisas que irão ficar no seu caminho, mas não deixe isso te derrubar", disse ela.

Guiame

"Deus criou dois e não três gêneros", diz pastor sobre caso dos banheiros transgêneros


O pastor falou claramente sobre o debate. (Foto: Reprodução/Facebook).






O pastor Robert Jeffress deixou claro seu ponto de vista sobre o debate do “banheiro transgênero” ao dar um recente sermão em sua igreja. O site “Charisma News” relatou que Jeffress, que é o pastor da Primeira Igreja Batista de Dallas, no Texas, falou claramente sobre o debate e como ele acredita que a Palavra de Deus se posiciona sobre isso.

“Isso não é uma confusão. A bíblia é clara em Mateus 19: 4. A palavra de Deus é aplicável e diz: ‘Ele, porém, respondendo, disse-lhes: Não tendes lido que aquele que os fez no princípio macho e fêmea os fez’”, disse o pastor.

“Não está escrito na bíblia ‘masculino, feminino e ponto de interrogação’. Deus determinou quantos os sexos existem e são apenas dois e não três", disse Jeffress.

"A confusão de identidade de gênero é um transtorno emocional, que deve ser tratado profissionalmente e compassivamente," ele continuou.

"Essa tal confusão em relação a identidade de gênero não deve ser explorada por ativistas sociais, como aqueles na administração do presidente Barack Obama que querem negar a distinção entre os sexos dada por Deus. Esta é uma rebelião contra o plano de Deus".

Outros líderes

Uma série de outros líderes cristãos e legisladores republicanos, incluindo Franklin Graham e o representante de Iowa, Steve King, se manifestaram contra a administração Obama sobre as escolas públicas acomodarem os alunos transexuais.

"Que vergonha pela prefeita de Charlotte, Jennifer Roberts e pelos membros do conselho da cidade", escreveu Graham após a votação que aprovou a medida. O texto do projeto de lei diz às empresas que não será permitido que, os clientes gays, lésbicas ou transexuais sejam 'discriminados' e a lei aplica-se a lugares usados pelo público, tais como bares, restaurantes e lojas.

"O governador da Carolina do Norte, Pat McCrory foi claro, ao apontar que esta é uma má política e disse que se a cidade passar a ação legislativa imediata, esta seria provavelmente tomada pelo Estado. Espero que eles tomem medidas rápidas para derrubar essa lei perigosa ou tragam-na a um referendo para que os eleitores decidam", acrescentou o pastor que é presidente da Associação Evangelística Billy Graham.

Confira o vídeo do pastor em inglês


Dia de Evangelização Global pretende alcançar 200 países no próximo sábado


O Global Outrreach Day pretende propagar o evangelho em até 200 países no próximo sábado. (Foto: Live Net)


"Deus está trabalhando na vida das pessoas ao nosso redor. Podemos confiar que, se cruzarmos com alguém que não conhece a Jesus, é porque Deus quer nos usar para apresentá-Lo a elas", diz o diretor de um dos institutos inscritos para a mobilização.

Enquanto o mundo se prepara para o Dia de Evangelização Global ("Global Outreach Day") no próximo sábado (21) - um movimento de mobilização massiva para compartilhar as boas novas - um ministério internacional diz que o aumento do número de descrentes na América do Norte e no mundo ocidental é uma oportunidade real para o evangelismo e conversas sinceras sobre salvação.

A visão do Dia de Evangelização Global é compartilhar o Evangelho para mais de 200 nações ao redor do mundo em um único dia, visando cumprir a Grande Comissão de Jesus Cristo para chegar a cada pessoa. Um grande número de organizações se inscreveram para participar do movimento, incluindo o 'Cru' (anteriormente conhecido como 'Campus Crusade for Christ'), que desde a sua fundação, em 1951, passou a ser representado em 191 países ao redor do mundo.

Matt Mikalatos, o diretor do Cru, que viaja para fazer divulgação do instituto e ministrar palestras em todo o mundo, disse ao 'Christian Post', em uma entrevista que o crescente número de descrentes na América do Norte não é uma dificuldade, mas sim "uma grande oportunidade" para que os cristãos se expressam abertamente sobre sua fé.

"Eu tenho amigos ateus que me enviam pedidos de oração. Temos de lembrar que o termo 'evangelho' significa 'boas novas' e todo mundo quer receber uma boa notícia. Não se esqueça, muitas pessoas que não conhecem Jesus não são antagônicas... elas estão apenas inconscientes. Eu compartilhei a mensagem de Cristo com um estudante universitário há alguns anos e ele me disse: 'Toda noite eu tenho orado a Deus dessa forma: Se você é real por favor, revele-se a mim, mas Ele ainda não havia me respondido. Acho ele te enviou como uma resposta às minhas orações", disse Mikalatos, citando a fala do jovem.

"Deus está trabalhando na vida das pessoas ao nosso redor. Podemos confiar que, se cruzarmos com alguém que não conhece a Jesus, é porque Deus quer nos usar para apresentá-Lo a elas. O número crescente de incrédulos na sociedade não é a única evidência de que Jesus nos trouxe a este lugar para sermos luz e embaixadores do Seu amor.Isso é um grande privilégio", acrescentou.

Quanto à ideia por trás do Dia de Evangelização Global, Mikalatos refletiu que Jesus ensinou que a construção de um reino pode começar com algo tão modesto como plantar uma semente na vida de alguém.

"A maior esperança e potencial por trás Dia de Evangelização Global é que muitas pessoas quiseram ouvir as boas novas sobre Jesus e começar um relacionamento com Ele", disse ele.

Para saber mais sobre este projeto, acesse globaloutreachday.com/pt-br 

Guiame

Ana Paula Valadão diz que está “orando” por quem a criticou sobre o caso C&A


A cantora ainda agradeceu a classe cristã por acreditar na imutável palavra de Deus. (Foto: Reprodução / Facebook).


No vídeo, a pastora relata que os comentários tem sido agressivos, mas que ela está em oração por quem a persegue.

A cantora Ana Paula Valadão publicou um vídeo em sua Fanpage oficial, na manhã dessa segunda-feira (23) comentando sobre a polêmica que envolve a loja C&A. Em uma publicação na última sexta-feira (20), Ana se posicionou contra um comercial da loja que faz apologia a ideologia de gênero.

No vídeo, a pastora ressalta que os comentários tem sido agressivos, mas que ela está em oração por quem a persegue. “Os últimos dias tem sido bastante interessantes desde que eu me posicionei a favor da família tradicional e contra a imposição da ideologia do gênero”, inicia.

“Eu quero dizer para você que tem respondido com palavras tão agressivas nas minhas redes sociais que eu aprendi com o Senhor Jesus a amar os meus inimigos e a orar pelos os que me maldizem, pelos que me perseguem”, comenta no vídeo que em menos de uma hora atingiu mais de 200 mil visualizações.

“E eu quero dizer que eu tenho orado por você. Tenho abençoado você”, pontuou a líder do Ministério Diante do Trono.

A cantora ainda agradeceu a classe cristã por acreditar na imutável palavra de Deus. “E eu quero agradecer aos cristãos que continuam como eu acreditando que a palavra de Deus é imutável. Não importa a geração, a sociedade, os tempos, as épocas. Os princípios e os valores da palavra são eternos”, ressaltou.

“O Senhor Jesus veio ao mundo e o evangelho de João diz que Ele veio com amor e verdade. Vamos continuar falando a verdade em amor”, finalizou.

Ditadura e censura

Ricardo Marques é professor, neurobiólogo, psicoterapeuta. Ele teceu um comentário sobre o caso, afirmando que o Brasil vive um tempo de ditadura ideológica. “Vivemos, hoje, num país sob a ditadura da censura ideológica, do controle da opinião e do ataque à liberdade de crença e de expressão. Pensou diferente da propaganda do radicalismo político-ideológico de certos movimentos? Prepare-se: irão cuspir e vomitar em você. Virtual ou fisicamente”, comentou em seu Facebook.

O professor ainda comentou sobre a ideologia de gênero. “A Ideologia de Gênero morreu nos países que foram pioneiros em sua promoção e sustentação, e que a tornaram uma política pública. Enquanto isso, no Brasil, induzida como gado por movimentos ativistas manipuladores, tem gente querendo que essa ideologia vire política pública e seja imposta à sociedade, indo na contramão dos fatos. Pura ignorância”, ressaltou. 

Ex-lésbica fala sobre superações por meio da fé: "Você não pode desistir de Jesus"


Depois de viver quase 25 anos como lésbica, Michelle finalmente encontrou o amor inegável e indescritível de Jesus. (Foto: Pexels)


Depois de viver quase 25 anos como lésbica e feminista orgulhosa, que vagava por diversos tipos de crenças, Michelle finalmente encontrou o amor inegável e indescritível de Jesus.

Depois de sete anos fora de casa, Michelle D. Smith retornou para visitar seus pais com mais duas acompanhantes: sua namorada, Ann, e a filha dela. Sua mãe recebeu as três de forma calorosa e acolhedora, mas deu um aviso à filha:

"Michelle, eu te amo e todas vocês são bem-vindas para ficar aqui esta noite. Mas vocês vão ter que dormir em quartos separados", disse ela depois de ter chamado a filha de canto.

Michelle ficou furiosa, mas entendeu o aviso prévio e foi com sua namorada para um hotel. Depois disso, sua mãe continuou demonstrando amor através do envio de cartas e dinheiro para presentear nos aniversários.

A jovem passou a ter uma vida mais estável e tranquila, e começou a pensar na possibilidade de buscar uma identidade religiosa para si. “Eu ainda estava buscando a Deus. Eu sabia que não poderia retornar ao cristianismo — só de pensar nisso já me dava calafrios —, mas eu tinha um profundo desejo que eu não poderia satisfazer. Eu ainda escrevia, lia e assistia pornografia”, relatou Michelle.

Então, a jovem passou a estudar a cabala e o zohar (que fazem parte do misticismo judaico) e decidiu procurar um rabino para aprender mais sobre os aspectos fundamentais do judaísmo. “Me encontrei com um rabino de tradição reformada, que me assegurou que não havia problemas se eu continuasse minha vida como lésbica”, relatou Michelle.

Embora o pensamento de entrar em uma igreja cristã ou falar antigos mentores e amigos cristãos fosse refutado por Michelle, ela estava em contato com a Bíblia por causa da busca pelo conhecimento judaico.

Me mantive presa ao Antigo Testamento, que me manteve longe dos escritos desagradáveis e perturbadores de Paulo. Eu não poderia mais lidar com Jesus, mas para mim não havia problemas. Ele parecia estar abrigado em segurança no Novo Testamento”, lembra a jovem.

Durante um ano, Michelle passou a se encontrar com o rabino uma vez por semana, em um pequeno grupo. Ela raramente frequentava a sinagoga. Até que finalmente, o rabino disse a ela que era hora de escolher uma data para sua cerimônia oficial de conversão.

Mudança

No entanto, poucos dias antes da celebração, Michelle recebeu uma notícia devastadora. “A tia Jan, tão amada e apenas 11 anos mais velha do que eu, tinha morrido inesperadamente. Toda a minha família sentiu esta perda. Eu viajei com a minha namorada até Oklahoma para o funeral”, relembra.

Enquanto Michelle estava sentada na capela, ouvindo uma pregação feita por um amigo inexperiente de seu tio, ela ouviu uma voz que disse: "Você não pode desistir de Jesus". A jovem virou a cabeça para os lados, mas ninguém estava olhando para ela.

"Você não pode desistir de Jesus". Mais uma vez, Michelle olhou em volta e ninguém estava prestando atenção nela. Outra vez, ela ouviu a frase e passou a dizer para si mesma: "Eu não posso desistir de Jesus. Eu não posso desistir de Jesus".

“A voz do ministro tinha se desvanecido. Eu não estava ligada a mais nada, apenas àquela frase. Eu sabia que me converter ao judaísmo seria negar Jesus. Só que eu não estava preparada para fazer isso”, disse ela.

Apesar dessa profunda experiência, Michelle continuou buscando respostas em lugares errados. Ela pesquisou na internet algumas igrejas que aceitassem a prática homossexual, e ficou animada para conhecê-las. No entanto, em apenas uma visita, ela teve a certeza de que nunca mais voltaria a este tipo de denominação.

“Era como se houvesse uma nuvem pesada sobre cada uma delas. Era como uma sala gigante, iluminada apenas com algumas lâmpadas de 25 watts. Qualquer igreja que me aceitasse como lésbica, para mim não tinha credibilidade. Eu sabia que era errado, e ter alguém me dizendo que ‘estava certo’ me fazia perder todo o respeito por sua autoridade”, disse Michelle.

“Eu tinha experimentado um relacionamento com Deus quando eu era criança. Eu desejava ser profundamente amada e querida por Ele”, disse Michelle.

Depois de viver quase 25 anos como lésbica e feminista orgulhosa, que vagava por diversos tipos de crenças, Michelle finalmente encontrou o amor inegável e indescritível de Jesus. Hoje, ela não apenas leva o amor de Deus à comunidade LGBT, mas também à igreja, compartilhando uma mensagem de esperança e transformação.

Guiame

Ana Paula Valadão é alvo de “vomitaço” na internet

Postagem da pastora mostra que guerra ideológica da esquerda continua
Em pouco mais de 24 horas, a postagem da cantora e pastora Ana Paula Valadão pedindo o boicote à rede de lojas C&A teve quase 500 mil “reações” – opções ao botão curtir do Facebook.

Ela postou uma foto com uma expressão de contrariedade, acompanhada de um texto onde expressava sua #santaindignação com a imposição da ideologia de gênero na campanha das lojas para o dia dos namorados. Somente no Facebook ela possui mais de três milhões e meio de seguidores, número que ultrapassa o de atores da Globo e ídolos do esporte.

O assunto logo saiu das redes sociais. Foi matéria de vários órgãos de imprensa, incluindo Veja, eFolha de São Paulo. Em pouco tempo estava na capa da maioria dos portais do país.

Horas depois da publicação de Ana Paula, a C&A publicou uma nota de esclarecimento na seção de comentários de sua página no Facebook. “A C&A reforça que o respeito à diversidade, inclusive de opiniões, sempre foi um dos princípios da marca”, afirmou a rede de lojas.

Como é comum no Brasil, a seção de comentários na página oficial da pastora virou um fórum de debates. Não faltaram ofensas a ela e todos os líderes evangélicos. Alguns fãs da cantora decidiram argumentar e defendê-la. Foram mais de 368 mil comentários, possivelmente um novo recorde para a internet brasileira.

A resposta oficial de Valadão veio com uma nova postagem. A mesma imagem do dia anterior, mas sobreposta com a passagem bíblica de 2 Timóteo 4:3-5. Nova polêmica, com mais de 25 mil comentários. Uma verdadeira campanha de ódio surgiu contra a cantora, acusada de fundamentalismo por expor versículos bíblicos e se manifestar abertamente contra a homoafetividade.

Postagens antigas de Ana Paula começaram a ser vítimas de um “vomitaço”, uma tática virtual que visa demonstrar o descontentamento diante de determinado conteúdo. O que está acontecendo com Ana Paula é só mais uma demonstração que essa guerra ideológica nas mídias sócias não deve acabar e só tende a se acirrar no futuro.

Entenda o “vomitaço”

A figurinha do vômito, opção de comentário de todo usuário de Facebook passou a ser uma espécie de símbolo. Desde que assumiu a presidência, toda postagem do perfil de Michel Temer passou a ser alvo desses vomitaços virtuais. Trata-se de uma maneira de indicar protesto, característico de pessoas que não possuem argumentos. Em poucos dias, a tendência se espalhou para todo aquele que não está de acordo com o que é considerado “politicamente correto”.

Quem acompanha o cenário político do Brasil nos últimos anos certamente lembra que o surgimento da guerrilha virtual no país foi uma criação do PT ainda no primeiro mandato de Lula. Idealizado pelo jornalista Franklin Martins, então ministro da Comunicação, os Militantes de Ambiente Virtual (MAV) começaram a organizar uma série ataques aos inimigos políticos do petista, ao mesmo tempo em que teciam elogios aos aliados. Em pouco tempo, a coisa tomou volume acompanhando a popularidade crescente das redes sociais no país.

Na campanha de 2014 estima-se que eles eram mais de 100 mil. Embora seus organizadores fossem (bem) remunerados, multiplicou-se o número de pessoas que faziam isso por ideologia. Paralelo à ascensão dos MAVs, surgiram diversas páginas de Facebook e blogs que passaram, de certa forma, a influenciar a opinião e ditar o comportamento de milhões de usuários da internet no país.

Sua agenda era bem clara, todas as causas liberais eram “positivas” e sinais de “evolução da sociedade”. Sendo assim, popularizaram as bandeiras do feminismo e do movimento LGBT. Todo esse movimento virtual passou a ser impossível de dimensionar, pois passou a utilizar “bots” – softwares que replicavam opiniões e postagens, além de adicionar curtidas.

Com o início do processo de impeachment, além de reproduzir o discurso do “golpe”, as baterias se voltaram para os defensores do processo de afastamento. Estabeleceu-se então uma nova guerrilha, desta vez contra os conservadores. Os evangélicos, conservadores por natureza, passaram a ser muito mais atacados do que o de costume.

GospelPrime

E eu gostaria muito de descrevê-lo, mas Ele é Indescritível!

Deixe-me descrevê-lo,

Ele é simplesmente...

O Único Caminho;
A Chave do Conhecimento;
A Fonte da Sabedoria;
A Porta do Livramento;
O Caminho da Paz;
A Estrada da Justiça;
A Rodovia da Santidade;
O Portal da Glória;
Aquele que é absolutamente Forte;
Totalmente Sincero;
Eternamente Firme;
Maravilhosamente Gracioso;
Imperialmente Poderoso;
Imparcialmente Misericordioso;
O Único Qualificado;
O Único Disponível;
O Único Sacerdote;
O Único Intercessor;
O Único Mediador;
O Nome Sobre Todo Nome;
O Rei da Glória;
A Rocha Eterna;
O Leão de Judá;
O Cordeiro de Deus;
A Raiz de Davi;
O Guarda de Israel;
O Alfa;
O Ômega;
O Senhor do tempo;
O Rei das Épocas;
A Pedra Angular;
A Pedra de Esquina;
O Único Fundamento;
A Verdadeira Teologia;
A Peça Fundamental;
O Todo Suficiente;
O Inigualável;
O Incomparável;
O que Salva;
O que Fortalece;
O que Sustenta;
O que Defende;
O que Abençoa;
O que Serve;
O que Estima;
O que Humilha;
O que Exalta;
O que Julga;
O que Recompensa;
O que Cura;
O que Guarda;
O que Guia;
O Deus Infinito;
O Deus Imensurável;
O Deus Ilimitado;
O Deus Eterno;
O Deus Completo;
O Deus Justo;
O Deus Santo;
O Único Nome;
O Princípio;
O Fim;
O Caminho Estreito;
O Verdadeiro Amigo;
O Julgo Suave;
O Fardo Leve;
A Luz do Mundo;
O Sal da Terra;
O Pão da Vida;
A Rosa de Saron;
O Lírio dos Vales;
A Água da Vida;
A Candeia Acesa;
A Mão do Oleiro;
O Azeite da Botija;
O Maravilhoso;
O Conselheiro;
O Deus Forte;
O Pai da Eternidade;
O Príncipe da Paz;
O Noivo Prometido;
O que Vive e que Reina;
O Filho de Deus;
O Único que Tira o Pecado do Mundo;
...
Esse é JESUS...

E eu gostaria muito de descrevê-lo, mas Ele é Indescritível!

500 Anos


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Tags

(783) Cristãos Perseguidos (545) Cristãos (519) Bíblia (493) Intolerância Religiosa (365) Israel (344) Evangélicos (303) igreja (264) Reflexão (247) apocalipse (194) oração (190) Homosexualismo (177) catolicismo (153) Rede Record (148) homofobia (146) Irã (141) escatologia (132) Missões (131) Evento Gospel (128) Silas Malafaia (126) pecado (123) islan (114) Política (113) judeus (110) ateus (109) Aborto (106) Religião (105) Milagres (103) Natal (102) Criança (92) Ahmadinejad (91) esporte (91) Testemunho (86) globo (77) guerra (73) Perdão (72) Salvação (72) Morte (64) pastores (64) Aline Barros (59) Religiosidade (56) Yousef Nadarkhani (56) PL122 (55) Amor (54) adoração (48) heresia (47) Drogas (42) Prosperidade (42) festival promessas (41) Judaísmo (39) Thalles Roberto (39) campina grande (39) Apostasia (38) carnaval (36) Idolatria (35) mulçumanos (34) Estados Unidos (33) Família (33) Maconha (31) adoradores (29) Shows (28) Catástrofes (26) Hipocrisia (26) Páscoa (22) esperança (22) Mentira (20) Confiança (19) Alegria (18) Nasa (18) Pornografia (18) Oriente Médio (17) Suicídio (17) DIP (16) Paz (16) Rei David (16) adversidade (16) consciência cristã (16) BAND (15) Conforto (15) Pena de Morte (15) Promessa (15) Sofrimento (14) BBB (12) Graça (12) Tatuagem (12) benção (12) dia das mães (12) obediência (12) impureza (11) Ansiedade (10) Justin Bieber (10) Rio +20 (10) livro (10) masturbação (10) Catástrofe (9) Desobediência (9) Filho pródigo (9) Perlla (9) livre arbítrio (9) Jotta A (8) Pedro Leonardo (8) Whitiney Houston (8) filho de crente (8) sony music (8) Darwin (7) Eutanásia (7) Hackers (7) Perigo (7) Senadores (7) União (7) presença de Deus (7) Perfeição (6) cura pela palavra (6) Purgatório (5) alienígenas (5) lei da palmada (5) Aline Barros mostra sua filha (4) Cegueira Espiritual (4) Kaka (4) escolhas (4) texto e contexto (4) torá (4) vasco (4) vigilância (4) Gratidão (3) Ressentimento (3) Segurança (3) Semeadura (3) Sodomia (3) o Caminho (3) servos (3) Cristo Redentor 80º aniversário (2) Guinnes Wolrd Records (2) Harold Camping (2) Impossiveis (2) Pressa (2) Sonho de infância (2) mundial da juventude (2) Flórida (1) Galardão (1) Michel Teló (1) Redenção (1) impios (1) recall (1) vingadores (1)

Uma Reflexão sobre a Crise no Brasil