A ruptura da União Europeia e as profecias de Daniel




Veja a sequência do erguimento e queda dos dominadores deste mundo expressa no sonho onde Nabucodonosor viu uma estátua, cujo significado foi interpretado por Daniel.

Já faz muito tempo, que uma boa parcela dos estudantes de escatologia entende, a visão de Daniel desta estátua, como uma versão profética dos reinos de alcance mundial. O lugar onde ocorreu esta visão foi Babilônia, menção importante, porque foi o primeiro destes reinos.

Veja a sequência do erguimento e queda dos dominadores deste mundo expressa no sonho onde Nabucodonosor viu uma estátua, cujo significado foi interpretado por Daniel.

Os pés desta estátua parecem apontar para o último destes impérios. Um poderio bélico capaz de ser entendido como o equivalente, tanto em força quanto em abrangência, ao auge do Império Romano. A profecia aponta, também, para uma possível ressurreição daquele império para assumir uma versão mais moderna, e sob nova direção. Sua gestão será dada ao anticristo. Era composto por dez nações e seu epicentro era o mesmo território ocupado hoje pela Europa. O Império Romano, foi o maior de todos os impérios mundiais, existentes até aquele momento.

“A cabeça da estátua era feita de ouro puro; o peito e o braço eram de prata; o ventre e os quadris eram de bronze; as pernas eram de ferro; e os pés eram em parte de ferro e em parte de barro.”
(Daniel 2:32-33).

Esta escola teológica entende que estes pés e os seus dez dedos representariam os dez reinos que compunham o antigo Império Romano.

Na construção desta parte da estátua foi usada uma liga instável composta por ferro e barro. Sabemos que, estes dois materiais não se fundem entre si, ou seja, não dão liga. Provavelmente uma alusão à instabilidade desta aliança. Provavelmente o desligamento da Inglaterra deste grupo deixe claro o quão instável é esta aliança. É possível, que a decisão inglesa provoque um efeito cascata, e incentive a debandada de outras nações. Talvez isto reduza o número de participantes desta aliança, fazendo com que o Reino do Anticristo se detenha ao território, que formava o antigo Império Romano. Hoje o Mercado Comum Europeu reúne bem mais do que dez nações sob um único controle.

Não creio que, no momento, haja muita coisa a ser acrescentada a esta passagem, a não ser que queiramos aprofundar as conjecturas. Vamos caminhar com prudência e esperar que, o andar desta carruagem nos revele o que acontecerá daqui para a frente.

Até agora, nada aconteceu, que me faça mudar o que entendo desta profecia, sou adepto da interpretação mencionada neste arquivo. Quero apenas lhe recomendar, que leia, ouça e veja as últimas notícias com a Bíblia aberta no livro de Daniel. Este material, uma vez reunido, poderá fazer com que cheguemos muito perto da interpretação correta das Escrituras. Estamos muito próximos destas ocorrências, bem mais próximos do que podemos imaginar e mais distantes do que uma alma precipitada e soberba pode chegar. Há muitas fontes capazes de fornecerem conhecimento certo e/ou errado, mas o conhecimento total só pode ser encontrado nas Escrituras.

“Aqueles que são sábios reluzirão como o fulgor do céu, e aqueles que conduzem muitos à justiça serão como as estrelas, para todo o sempre. Mas você, Daniel, feche com um selo as palavras do livro até o tempo do fim. Muitos irão por todo lado em busca de maior conhecimento”.”
Daniel 12:3-4

Guiame

Polícia ameaça multar cristãos que insistem em adorar a Jesus publicamente, na Índia


Manifestantes realizam protesto pela liberdade religiosa na Índia. (Foto: Reuters)


A decisão da polícia surgiu após um caso chocante no qual 25 cristãos foram ameaçados de morte por extremistas hindus e seis deles ficaram gravemente feridos, após uma sequência de espancamentos.

Um mês depois de uma multidão de hindus da vila no estado de Jharkhand, Índia ter reunido 25 cristãos, amarrado seis deles e tê-los agredidos com pedaços de pau, alguns desses extremistas procuraram um dos cristãos e perguntaram se ele ainda estava adorando a Jesus Cristo.

Os extremistas hindus da vila Hunter, no Distrito de Palamu confrontaram o cristão Gunni Bhuiya no dia 14 de junho próximo a uma estrada. Bhuiya lhes disse que ainda acreditava e adorava a Jesus Cristo, então os extremistas hindus voltaram a maltratá-lo e o ameaçaram de morte, segundo relatos de líderes cristãos da região.

"Eles disseram a Bhuiya que, como os cristãos ainda estão adorando a Cristo, mesmo depois de terem sido espancados, agora poderiam ser mortos", disse o pastor Sanjay Kumar Ravi à agência internacional de notícias sobre a igreja perseguida, 'Morning Star News'.

Os cristãos da área estão vivendo com medo, enquanto os extremistas hindus os proíbem de adorar a Jesus, os boicotam economicamente e ameaçam matá-los. Como se não bastasse isso, a polícia ameaçou multar os cristãos se eles continuaram adorando publicamente a Jesus.

Crianças seguram cartazes durante manifestação em favor da liberdade religiosa na Índia. (Foto: Reuters)

Agressão
No dia 8 de maio, extremistas hindus liderados por Dilip Chandra, Ram Chandra Vanshi e Dil Narayan Yadav convocaram 25 cristãos de seis famílias para uma "reunião pública", forçando-os a entrarem em veículos e levando-os para uma escola, nos arredores da aldeia.

"Cerca de 100 pessoas de três aldeias vizinhas estavam à espera, quando chegamos ao local. Então começaram a nos dizer que estamos errando se continuarmos a orar a Jesus, que devemos seguir o hinduísmo e realizar a puja (rituais hindus) apenas aos ídolos", disse o Pastor Ravi.

Os cristãos se recusaram a aceitar a imposição dos extremistas hindus. Em vez disso, o pastor Ravi começou a compartilhar seu testemunho com a multidão, dizendo que Cristo o tinha curado de uma doença em 2007 e que ele tornou-se um seguidor de Jesus desde então.

"O testemunho do pastor enfureceu o público ainda mais", disse o Rev. Akash Nandi ao Morning Star News. "Então os extremistas começaram a espancar o pastor Ravi e outros cinco homens cristãos, enquanto gritavam que eles deveriam renunciar a Cristo ou então seriam mortos".

Quando os cristãos se recusaram a renunciar sua fé, os extremistas hindus furiosos ameaçou matar e enterrá-los.

"Eles gritavam uns com os outros para trazer querosene para que eles pudessem nos queimar", disse Pastor Ravi.

Nandi disse que os cristãos insistiam: "Façam o que quiser, não vamos deixar Cristo por nada".

Os extremistas, em seguida, amarraram as mãos e as pernas de seis homens cristãos e chutaram, bateram e os espancaram com pedaços de paus, disseram os líderes. Os agressores então os penduraram de cabeça para baixo e continuaram a espancá-los.

Como o abuso continuou por cerca de meia hora, o pequeno Eraj Ram, de 5 anos de idade, pediu aos agressores que parassem de bater em seu pai, Naresh Ram.

"Ele cruzou as mãos e pediu-lhes para parar de bater seu pai, no entanto, os extremistas o pegaram pelo colarinho e o jogaram de lado", disse o pastor Ravi.

Gritando que eles não devem adorar a Cristo mais, os extremistas, em seguida, derrubaram os homens cristãos no chão e os pisotearam, segundo relatos dos pastores.

Todos os homens agredidos estavam sangrando pela boca, as mãos de Naresh Ram foram quebradas e o pastor Ravi sofreu uma lesão interna que o deixou com dor intensa no peito, juntamente com cortes nas mãos e escoriações em grande parte do seu corpo.

Os agressores ordenaram aos cristãos que deixassem a vila ou então seriam queimados vivos e teriam suas casas destruídas.

Os cristãos conseguiram voltar para suas casas e deixaram a aldeia na madrugada do dia seguinte. Na aldeia de Ramgarh, tiveram suas feridas tratadas por um médico local.

Polícia
Mais tarde naquela manhã, os cristãos foram para delegacia de Ramgarh, relatar o ataque à polícia, mas os policiais se recusaram a registrar o caso e somente no dia 10 de junho chamaram os agressores à delegacia.

Cerca de 50 dos hindus apareceram para se encontrar com três líderes cristãos da área. A polícia forçou os cristãos a assinarem uma declaração de que eles iriam adorar a Jesus somente em suas casas, ou então serão multados em 10.000 rúpias (150 dólares), juntamente com outras punições possíveis.

"Fomos forçados a assinar o vínculo, não temos outra escolha, pois já não outro lugar para ficarmos, exceto nessa aldeia", disse Pastor Ravi.

"Nós só podemos orar em nossas casas, com nossas respectivas famílias, os nossos movimentos são acompanhados de perto e os extremistas nos disseram para abandonar a Cristo, ameaçando nos espancar em todas as oportunidades que tivessem", disse o pastor Ravi.

Guiame

Israel prepara soldados para o maior ataque “visto em sua história”


Foguetes disparados a partir de Gaza contra Israel, em julho de 2014. (Foto: Jack Guez/AFP)


De acordo com o comandante da Força Aérea Israelense, o Irã se uniu às organizações terroristas Hezbollah e Hamas para desenvolver um conjunto de foguetes com alto potencial de destruição.

Em guerras futuras, Israel será atingido com a maior salva de foguetes vista em sua história. A advertência foi emitida nesta segunda-feira (27) pelo General Zvika Haimovich, comandante da Força Aérea Israelense.

De acordo com o general, o Irã, junto às organizações terroristas Hezbollah e Hamas, está realizando o desenvolvimento conjunto de foguetes. "Nós podemos ver muitos testes ao vivo em Gaza com oHamas, Irã e Hezbollah [no Líbano]. Eles reuniram grandes esforços para aumentar e melhorar suas habilidades", anunciou Haimovich durante a Conferência da Defesa Míssil ar-ar de Israel.

Os grupos hostis procurarão dominar as defesas aéreas com fortes rajadas, segundo Haimovich. “No futuro, vamos nos reunir e envolver uma salva [de foguetes] muito maior", disse ele, acrescentando que os inimigos virão de várias direções, e uma "guerra regional" poderá eclodir.

Haimovich acrescentou, ainda, que o Hezbollah pode cobrir mais de 75% do território de Israel com seus foguetes e mísseis. "Se nós estamos falando sobre uma ameaça multi-direcional, isso é muito mais complicado do que enfrentamos de cinco a 10 anos atrás. Nós vamos lidar com números muito grandes de salvas, de 50 a 100 [projéteis]. Não importa se são do Hezbollah ou do Hamas. Nós vamos encontrar novas surpresas no campo de batalha, isso é certo", disse o chefe de defesa aérea.

Além disso, na próxima guerra os inimigos irão disparar mísseis de cruzeiro contra Israel, advertiu o militar. “Não é um pesadelo. É um cenário muito realista. Esta é a nossa forma de preparar e treinar nossos comandos e unidades, para estarmos pronto para a próxima batalha.”

Haimovich admitiu que faltam recursos militares para Israel, e que não há interceptores suficientes na defesa. "Isso significa que temos de maximizar nossos interceptores. Isso [também] significa que os foguetes e mísseis atingirão o Estado de Israel na próxima escalada", disse ele.

Guiame

Cientista mostra que Deus é um 'designer inteligente': "Ele projetou tudo, desde o início"


De acordo com o professor Marcos, a química e a bioquímica chegaram e recolocaram a ciência no bom caminho. (Foto: Reprodução).


Para palestrar sobre ciência e fé, foram convidados os professores Marcos Eberlin (Unicamp) e Glauco Magalhães (UFC). O evento foi realizado pelo Movimento Estudantil Hora Extra, Escola das Nações e a Juventude CN.

No último sábado (25) aconteceu em Fortaleza o primeiro Seminário Ciência e Fé, realizado peloMovimento Estudantil Hora Extra, Escola das Nações e a Juventude CN. O objetivo do evento é de equilibrar o assédio ideológico praticado nas escolas e universidades, com palestras sobre ciência, fé e cristianismo, “proporcionando entendimento e conciliação das duas linhas de pensamento”.

Para a explanação dos assuntos, foram convidados os professores Marcos Eberlin (Instituto de Química da Universidade Estadual de Campinas) e Glauco Magalhães (Universidade Federal de Fortaleza).

Em entrevista exclusiva para o Portal Guiame, Marcos afirma que a verdadeira ciência sempre foi amiga e esteve ao lado dos relatos bíblicos. “O fundamento primeiro, o grande alicerce da ciência é exatamente o tema central da bíblia: Deus. Foi o pressuposto de que há um Deus, um único Deus, que governava seu Universo com leis imutáveis, e coerentes e consistentes, mais ainda, que havíamos sido feitos a sua imagem e semelhança e assim teríamos uma mente confiável para entender o como Ele fez e mantinha em pleno funcionamento sua criação, que impeliu os homens a fazerem a ciência que praticamos hoje”, disse.

Para o professor, os pais da ciência enxergavam a clara evidência de um criador. “Os grandes pais da ciência como Boyle, Pascal, e Newton, eram em sua imensa maioria homens que ao observarem o universo e a vida, à luz da ciência, enxergavam em seu dados evidencias claras de um criador. Mas o iluminismo, e mais Darwin, Freud, Max, Sagan, e seus discípulos, desviaram a ciência de seu bom caminho, e levaram muitos cientistas a falsa crença - uma fé naturalista- de que só havia matéria energia e espaço nesse universo”, conta.

Abordando o mesmo assunto, para o professor Glauco Magalhães, é possível provar a veracidade das escrituras para um não crente, “fazendo evidente que a compreensão da natureza, do homem e da história contida nas Escrituras condiz com a realidade, bem como fazendo evidente a excelência de Jesus Cristo, que não pode resultar de mera habilidade literária”.

Para o professor Glauco, é possível provar a veracidade das escrituras para um não crente. (Foto: Assessoria).

Química e Bioquímica refletem o criador

De acordo com o professor Marcos, a química e a bioquímica chegaram e recolocaram a ciência no bom caminho. “Ao examinarem o universo e a vida ao nível atômico e molecular, tem nos revelado assinaturas indesculpáveis de uma ação inteligentíssima na construção, através de átomos e moléculas, de tudo que vemos ao nosso redor. 

Desde o núcleo dos átomos, passando pelas estrelas, galáxias e cometas, até o planeta terra, a água, as moléculas da Vida, e suas máquinas nano moleculares, e ao software de extrema sofisticação e eficiência que tudo governa, o DNA, vemos evidencias científicas que não deixam duvidas de que há um Deus, um único, e que este Deus é do jeitinho que a Bíblia o descreve: eterno, imaterial, detentor de toda a informação, todo-poderoso e incrivelmente sábio e inteligente”, afirma.

Criacionismo e Fé

Um outro tema abordado no seminário foi a questão do criacionismo como linha de pensamento científico. Marcos declara que o grande desafio é “mostrar primeiro que a ciência nos é amiga, um casamento perfeito, e que os dados científicos, contrários ao boatos, são de fato de longe favoráveis aos pressupostos de nossa fé, e a descrição literal desse universo como o faz a Palavra”, disse. Para ele, existe ainda um outro grande desafio, o de não sucumbir as falsas teorias naturalistas “que os homens criaram na esperança de explicar tudo só com matéria, energia e espaço”.

“Não sucumbir à tentação do Big Bang e da evolução química e bioquímica, para assim ‘ficar de boa’ com a ciência naturalista, forçando o nosso Deus a ‘colaborar’ com elas fazendo obrigatoriamente os seus milagres, como o fazem hoje os evolucionistas teístas ou os que defendem um criacionismo progressivo”, ressaltou.

Para o professor Glauco, a Bíblia apresenta fatos sobre a natureza que refletem a Deus. “A Bíblia mostra fatos sobre a natureza e o homem que revelam um criador inteligente. Os saltos da matéria inorgânica para a matéria orgânica, da inconsciência para a consciência não poderiam acontecer sem um Criador. A ressurreição de Jesus pode, a partir das testemunhas e dos indícios, ser submetida ao modelo de comprovação que existe nos meios jurídicos”, pontuou.

O professor da UFC ainda afirma que é possível usar a cosmovisão cristã para discutir assuntos políticos e científicos. “Fazendo evidente que a sua pressuposição potencializa o nosso poder de explicar a realidade e oferece resultados mais desejáveis à condição humana”, disse.

Teoria do Design Inteligente

Por fim, um outro assunto abordado no seminário foi a Teoria do Design Inteligente que de acordo com Marcos, trabalha no estabelecimento de “critérios científicos para este escolha”. “Um Designer inteligente projetou tudo, desde o inicio, e deu a partida”, afirma o professor da Unicamp.

“Temos então a complexidade irredutível, a informação abstrata e a antevidência como parâmetros de decisão entre forcas naturais ou ação inteligente como causas dos efeitos vida e universo. E quando avaliamos o nível de complexidade irredutível das maquinarias que operam na vida, sincronizadamente, e quando vemos tantas soluções de problemas mortais à vida que foram resolvidos de antemão para que a vida pudesse dar a partida e funcionar, e quando além de tudo isso vemos o exagero de arte e beleza, como o sorriso humano - pura decoração - não nos resta saída senão concluirmos que o coeficiente de inteligência (QI) do Universo e da Vida são altíssimos, quase infinitos. E esse QI atesta a ação inteligente como de longe a melhor opção da causa primeira de estarmos aqui”, finalizou.

Guiame

Pornografia, como se livrar desse vício? – Pastor Will







70 mil cristãos se reúnem para louvar dentro de caverna

No Egito, cerca de 90% da população é muçulmana e a maioria dos cristãos são coptas. Mais de 70 mil cristãos árabes vivem em assentamentos conhecidos como Zabbaleen (nome derivado do termo árabe para “povo do lixo”). Essa região, na periferia da capital Cairo, é literalmente o depósito de lixo dos cerca de oito milhões que vivem na metrópole.

Sendo assim, a população que vive ao redor das montanhas de Mokattam, é formada majoritariamente por catadores de lixo. Essa situação que já dura pelo menos 4 décadas tem a ver com o fato de os cristãos sempre terem sido uma minoria perseguida no Egito.

Desde 1976, quando um incêndio devastou a região, os cristãos passaram a reunir-se nas cavernas existentes ali. Há várias existentes ali e a opção deve-se, sobretudo a fatores econômicos, já que não precisam pagar aluguel. A maior delas leva o nome de Mosteiro de São Simão, nome que homenageia o sapateiro que liderava grupos de oração nas cavernas durante o século X.

Trata-se da maior igreja cristã de todo o Oriente Médio e hoje tem capacidade para abrigar pelo menos 20 mil pessoas confortavelmente por culto. Nas cavernas próximas foram construídos outros locais de uso da igreja. Como todas elas são interligadas, formam um enorme complexo cristão subterrâneo.

Detalhes da entrada

Nessa “Igrejas das cavernas”, cerca de 70.000 cristãos se reúnem todas as semanas para adorar e louvar o nome de Jesus. Para eles é um forte testemunho poder se reunir com liberdade numa região cercada de países Islâmicos, que não proporcionam liberdade religiosa.

Markos Ayoub, um dos líderes cristãos locais, resume: “Não é fácil ser um cristão copta no Oriente Médio nos dias de hoje”. Por causa da turbulência política e problemas econômicos enfrentados pelo Egito nos últimos anos, muitos cristãos temem pelo futuro do cristianismo.

Os mais jovens, de modo especial, têm saído do país para recomeçar a vida fora do Oriente Médio. Apesar de todas as dificuldades, aqueles que ficaram continuam dando testemunho de fé e perseverança. Com informações de Christians Voice

Assista um trecho do “culto na caverna”:


GospelPrime

Papa afirma que Lutero não estava errado ao propor a reforma

Durante sua viagem de volta para Roma, o Papa Francisco concedeu uma coletiva onde foi questionado a respeito da Reforma Protestante, dizendo que para a Igreja da época, Lutero não estava errado.

“Acredito que as intenções de Lutero não tenham sido erradas, era um reformador, talvez alguns métodos não foram corretos, mas naquele tempo, se lemos a história do Pastor – um alemão luterano que se converteu e se fez católico – vemos que a Igreja não era precisamente um modelo a imitar: havia corrupção, mundanismo, apego à riqueza e ao poder”, declarou o líder católico que voltava da Armênia.

Francisco afirmou que Lutero era “inteligente” e “deu um passo adiante” dizendo os motivos que o levaram a tomar tais passos. “Hoje protestantes e católicos estamos de acordo na doutrina da justificação: neste ponto tão importante não havia errado. Ele fez um remédio para a Igreja, depois esse remédio se consolidou em um estado de coisas”.

O líder católico, porém, criticou as divisões entre as igrejas propondo uma aproximação. “A diversidade é o que talvez nos fez tanto mal a todos e hoje procuramos o caminho para encontrar-nos depois de 500 anos. Eu acho que o primeiro que devemos fazer é rezar juntos. Depois devemos trabalhar pelos pobres, os refugiados, tantas pessoas sofrendo, e, por fim, que os teólogos estudem juntos procurando… Este é um caminho longo.”

Contudo, o Papa entende que só haverá uma unidade plena depois da volta de Cristo. “Certa vez disse brincando: ‘eu sei quando será o dia da unidade plena, o dia depois da vinda do Senhor’. Não sabemos quando o Espírito Santo fará esta graça. Mas, enquanto isso, devemos trabalhar juntos pela paz”.

GospelPrime

“Jesus está no Alcorão, mas muçulmanos não sabem quem realmente ele é”, dizem missionários


Oito em cada dez muçulmanos nunca conheceram um verdadeiro cristão, apontou o site Mission Network News. (Foto: Divulgação)


Oito em cada dez muçulmanos nunca conheceram um verdadeiro cristão, apontou o site Mission Network News, e apenas uma pequena parcela de muçulmanos no Oriente Médio estão familiarizados com o cristianismo.

Jesus Cristo não é uma figura completamente desconhecida aos muçulmanos. Isa (nome árabe de Jesus), considerado um profeta do islamismo, é citado em 15 capítulos e 93 versos do Alcorão.

Os muçulmanos não acreditam que Jesus tenha morrido na cruz, mas sim, que Deus o levou ao céu para que ele seja uma testemunha contra os judeus. Para a tradição islâmica, o homem que morreu no seu lugar foi Judas ou Simão de Cirene.

Enquanto essa crença vem perdurando há milhares de anos, a organização missionária “Frontiers USA” (“Fronteiras”, em tradução) está reunindo esforços para levar o real amor de Jesus Cristo aos muçulmanos e ajudar outros cristãos a fazerem o mesmo.

"Jesus falou mais de 90 vezes no Alcorão, mas esse não é o quadro completo de quem Ele é. Eles [muçulmanos] só precisam conhecer os reais seguidores de Jesus, que podem explicar quem é Ele e apresentá-los à Bíblia. Queremos apresentar Jesus aos muçulmanos, para que eles possam experimentar a alegria que temos Nele", disse Perry LaHaie, da Frontiers USA, ao site Mission Network News.

Embora o islamismo seja a segunda maior religião depois do cristianismo, e os muçulmanos sejam o grupo religioso que mais cresce no mundo, Perry observa que poucos tiveram a oportunidade de conversar com um cristão.

Oito em cada dez muçulmanos nunca conheceram um verdadeiro cristão, apontou o site Mission Network News. Apenas uma pequena parcela de muçulmanos no Oriente Médio estão familiarizados com o cristianismo, de acordo com a CBN News.

De acordo com Perry, é importante desenvolver amizades com a comunidade muçulmana para construir uma confiança que vá permitir que os cristãos compartilhem o Evangelho.

Através da Frontiers, as igrejas enviaram mais de 2 mil missionários e plantaram igrejas em comunidades muçulmanas do exterior. "Nós vamos porque Jesus nos transformou. Nós fomos atraídos pela graça de Deus, e queremos compartilhar essa graça".

Guiame

Salvos por um fio

Não existe salvação se nós não reconhecermos Deus como o nosso Salvador, Libertador.
“Seja como vocês disseram, respondeu Raabe. Assim ela os despediu, e eles partiram. Depois ela amarrou o cordão vermelho na janela”. Josué 2:21

O exército de Israel estava traçando estratégia para invasão e destruição da cidade de Jericó, mas antes Josué envia dois espias para ver como era a segurança da cidade e analisar a forma de invasão. Como faria os espias para não serem notados pelo exército inimigo? Onde eles poderiam se esconder? Nesse momento da história entra em cena uma mulher por nome Raabe.

A Bíblia não diz, mas eu posso imaginar o porquê daqueles espias ter ido justo para a casa de Raabe, eu penso que pelo menos dois motivos; primeiro por ela ser prostituta, e se alguém visse eles entrando na casa dela não levantaria tanta suspeita. Segundo a posição da casa de Raabe que ficava por cima da muralha, facilitando uma possível fuga repentina caso fossem descobertos. Mas eu gostaria apenas de falar das atitudes de Raabe.

Essa mulher esconde tais espias e reconhece a soberania do Deus de Israel e por isso, não só ela, mas todos de sua casa foram salvos da destruição de Jericó. A Fé e a atitude de Raabe fez toda a diferença. Mediante isso o Apostolo Paulo coloca Raabe entre os heróis da FÉ. (Hebreus 11:31)

O que podemos aprender com Raabe? Pelo menos quatro atitudes dela nos ensina uma lição. Vejamos:

1ª Atitude: Reconhecer o Deus de Israel.
“Quando soubemos disso, o povo desanimou-se completamente, e por causa de vocês todos perderam a coragem, pois o Senhor, o seu Deus, é Deus em cima nos céus e embaixo na terra” (Josué 2:11). Não existe salvação se nós não reconhecermos Deus como o nosso Salvador, Libertador.

2ª Atitude: Aceitar imediatamente a salvação proposta por um acordo.
Os espias fizeram um acordo com Raabe e deram-lhe uma marca, um sinal, era um tipo de segredo entre o exército de Israel e a casa de Raabe. Um cordão vermelho (Fio de escarlate) deveria estar pendurado pelo lado de fora fazendo distinção entre a casa de Raabe e as demais casas de Jericó.

Assim que os espias foram embora, ela imediatamente colocou por fora de sua casa a marca, o sinal da salvação, o “ Fio de escarlate”. Raabe poderia deixar para colocar essa marca na última hora, quem sabe quando o exército de Israel tivesse chegando para sitiar Jericó, mas Raabe não deixou para depois. Os espias não disseram o dia, nem tampouco a hora que Jericó seria destruída, por isso ela garantiu a salvação imediatamente.

3ª Atitude: Interceder e buscar a salvação de seus familiares.
“Jurem-me pelo Senhor que, assim como eu fui bondosa com vocês, vocês também serão bondosos com a minha família. Deem-me um sinal seguro de que pouparão a vida de meu pai e de minha mãe, de meus irmãos e de minhas irmãs, e de tudo o que lhes pertence. Livrem-nos da morte” (Josué 2:12-13).

Raabe coloca todos os seus parentes dentro de sua casa e fecha a porta… Todos deveriam estar dentro da casa de Raabe. Os espias fizeram uma advertência: Todos que saírem para fora desta porta, não nos responsabilizaremos, ou seja, a salvação de Raabe e deu seus familiares estava condicionado a estar dentro da casa, dentro daquela porta (Josué 6:17-18-19).

4ª Atitude: Levar a mensagem do Reino a todos da família.
Estas atitudes de Raabe salvou não só ela, mas todos os seus familiares que aceitaram sua mensagem, ACEITARAM A MARCA e permaneceram dentro da casa, dentro da porta.

Antes da destruição de Jericó, Raabe e seus familiares foram retirados sãos e salvos, pois os mesmos se mantiveram firmes dentro da casa. Foram salvos pelo fio de escarlate.

Conjecturando o Texto

Hoje a casa de Raabe é o Evangelho, o cordão de escarlate é o sangue de Cristo, todos que tem essa marca, serão salvos da destruição e do castigo eterno. A porta é Jesus, pois Ele mesmo disse: “ Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens (João 10:9).
Não há salvação fora do Evangelho de Cristo. Não há salvação fora da porta chamada JESUS.
Hoje os espias são os profetas, evangelistas, mensageiros que pregam em tempo e fora de tempo, anunciando a salvação a todos. Podemos comparar esse mundo como Jericó que está prestes a ser destruído.

O que fazer para se salvar???

1º Acreditar no Deus de Israel, reconhecer Suas maravilhas, reconhecer Seu poder. Reconhecer que não há outro deus além do Deus de Israel.
2º Aceitar imediatamente a Salvação, não deixar para última hora, colocar sobre nós a marca “cordão de escarlate (Sangue de Jesus) ”, que nos purifica de todos os pecados.
3º Interceder pelos familiares. Assim como Raabe intercedeu pelos seus familiares, devemos também interceder a Deus para que todos sejam alcançados
4º Falar desse reino e salvação para os nossos familiares. Ser evangelista deles, pois, a promessa de salvação é para todos os nossos familiares. “Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa”. (Atos 16:31)

Um dia, esta Jericó (este mundo) será destruída, mas aqueles que entraram pela porta e tem a marca de Cristo e estão dentro da casa (Evangelho) serão arrebatados, levados por Jesus e participarão de um Reino onde haverá Justiça e Paz.

Ouçam os espias, “ Evangelistas, pregadores do Evangelho”; aceitem a Marca do sangue de Cristo, pois essa é a garantia de purificação de todos os nossos pecados. Não deixe para depois a oportunidade da Salvação. Amanhã poderá ser muito tarde!

Pb Josiel Dias

Grupo pró-aborto picha porta da Basílica de Campinas

O caso é semelhante ao ocorrido no final do ano passado na Catedral da Sé
Fiéis da Basílica Nossa Senhora do Carmo, em Campinas (SP), que chegaram para a missa do domingo (26) pela manhã ficaram chocados ao verem que o templo foi atacado por vândalos.

Na porta principal da igreja foi pichado “aborto livre”, uma crítica à reprovação da Igreja em descriminalizar a interrupção da gravidez.

Uma das frequentadoras da igreja, a dona de casa Ana de Oliveira, afirmou ao G1 que ficou bastante triste com a cena que viu.

“Uma judiação o que fizeram. Ninguém sabe quem foi, pois foi pichada durante a madrugada. Eu frequento a missa todo domingo às 10h e ficou um ar de tristeza e falta de respeito com a casa de Deus. É um absurdo. Tem que ter respeito, né, com qualquer religião”, disse ela.

A catedral é tombada pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Campinas (Condepacc) e atualmente passa por uma reforma. O estilo da igreja localizada no Centro da cidade é neogótico, uma construção datada do século XIX e que já passou por restauração.

Nenhum responsável pela igreja foi encontrado para comentar o ato de vandalismo.

O crime em Campinas é semelhante a outros de igrejas que foram vandalizadas por grupos que se posicionam contra os ensinamentos cristãos.

Em novembro do ano passado a Catedral da Sé, no Centro de São Paulo, foi pichada por grupos pró-aborto. Os vândalos escreveram as frases: “útero livre”, “tire seus rosários de meus ovários”, “ventre livre”, “Cunha não” e outras.

Nesse caso em específico, a pichação servia para protestar contra o projeto de lei 5069 que “tipifica como crime contra a vida o anúncio de meio abortivo e prevê penas específicas para quem induz a gestante à prática de aborto”.

Guiame

Uma história antiga contada de uma nova forma

Ressurreição transforma o olhar sobre a história bíblica e agrada ao público religioso
Dirigido por Kevin Reynolds (O Conde de Monte Cristo e Robin Hood: O Príncipe dos Ladrões), Ressurreição foi rodado nas belíssimas paisagens da Almería na Espanha e da Ilha de Malta, que remontam aos cenários narrados nos textos bíblicos da época de Cristo.

De forma inédita, um incrédulo, Clavius, interpretado por Joseph Fiennes, ilustra o conflito do homem ao se deparar com algo inexplicável, a Ressurreição de Jesus. Segundo Mickey Liddell, produtor do filme, “a abordagem de Kevin dá a oportunidade de você se colocar no lugar de Clavius, cético soldado romano que estava muito confuso sobre todas essas coisas loucas que aconteciam na Judéia. Ele não está procurando o corpo de Cristo para seguir sua agenda política ou religiosa. Ele está só seguindo ordens”.

Outros blockbusters, como Rei dos Reis de Cecil B. DeMille e Paixão de Cristo de Mel Gibson, já abordaram a crucificação e ressurreição de Cristo, mas nenhum sob o ponto de vista romano. Segundo Reynolds, “queríamos fazer algo completamente diferente das produções anteriores, então eu tive a ideia de que Ressurreição deveria ser contada como uma série de investigação, com um detetive que busca respostas para o inexplicável”.

Assim como o significado compartilhado pela data comemorativa de maior relevância da igreja cristã, a páscoa, o filme apresenta exatamente o processo de conversão do homem por meio de Clavius, como afirma Fiennes “no início do filme, ele é um militar rigoroso e ambicioso, que passou vinte e cinco anos servindo ao exército romano, então ele está realmente enraizado em uma forma de pensar. E, através dessa série de aventuras, Clavius chega a um dilema, onde percebe que deve haver uma vida além de tudo que ele conhecia antes, algo além de sua condição anterior. Tendo acabado com o suposto Messias, Clavius se vê novamente diante de Jesus no final do filme, quando ele ressuscita, e essa é uma grande virada”.

A produção tem um visual espetacular, cenas de ação viscerais e abordagem de mistério de série de investigação policial, que pretende ressoar entre os espectadores cristãos e incrédulos de uma forma impactante. Enquanto se mantém fiel aos ensinamentos do Novo Testamento, Ressurreição conserva um tom atual e, ao mesmo tempo, a sensibilidade para mostrar os conflitos de um homem incrédulo ao se deparar com o inexplicável.

Liddel acrescenta que “sempre quis contar uma história como essa, que parece um grande filme de Hollywood, mas quero que os cristãos que irão assistir ao filme se sintam representados de forma correta”.

Distribuído pela Sony Pictures, Ressurreição teve uma ótima aceitação no meio religioso, com reviews muito positivos.

“Ressurreição conta uma história verídica ontem e hoje que vai impactar muitas vidas, com certeza!”, afirma o Pr. Russell Sheed, doutor em teologia com pós-doutorado em Novo Testamento.

Confirmando que o longa representa de forma fiel a narrativa bíblica, Tarcísio Marques – Bispo Auxiliar da Região Episcopal Belém, diz que “O filme conseguiu abordar de forma muito humanizada um dos temas mais importantes do Cristianismo a Ressurreição, com uma história apaixonante. Para nós que somos católicos é uma verdadeira catequese bíblica que vale a pena ser seguida”.


Para adquirir seu DVD de Ressurreição, clique aqui.

*Isto é um informe publicitário

GospelPrime

Feliciano desafia Porta dos Fundos: “Por que não faz piada com o Islã?”

Deputado e Gregório Duvivier se enfrentam durante “Pânico no Rádio”
O programa Pânico no Rádio, transmitido diariamente pela Jovem Pan tinha como convidados desta terça (28) os humoristas Gregório Duvivier, Gabriel Totoro e Rafael Portugal. Integrantes do Porta dos Fundos, eles estavam divulgando o filme “Contrato Vitalício”.

Após Duvivier fazer comentário sobre os três processos movidos pelo deputado Marco Feliciano (PSC/SP) contra o canal do Porta dos Fundos, o pastor ligou para a rádio. Durante cerca de 10 minutos, Feliciano indagou Duvivier sobre uma série de questões, mas não obteve respostas, apenas mais provocações e ofensas.

Notório defensor do Partido dos Trabalhadores, o humorista afirmou que fazia provocações à Bancada Evangélica propositalmente, pois acredita que ela “impede toda lei progressista de passar no Brasil”. O parlamentar desafiou o PDF: “Por que não faz um humor com o Islã? Com Maomé? Com o Estado Islâmico?”.

O argumento de Feliciano é que “o politicamente correto destruiu o nosso país” e que humoristas como Duvivier não têm respeito algum pelo cristianismo, profissão de fé da maioria dos brasileiros. Classificando como “ofensa gratuita”, o líder do PSC na Câmara, asseverou: “Vocês falam de cristãos porque eles não brigam, só fazem debate”. Para o parlamentar, as piadas de gosto duvidoso do grupo “tocam na fé de milhões de pessoas”.

Conhecido por defender causas como o aborto e a liberação das drogas, o líder do PDF não gostou de ser chamado de “petista” e “mais vermelho que Fidel”. A certa altura, Duvivier decidiu revidar.

“O que o senhor faz é criminoso”, insistiu, negando que tenha pedido voto para Dilma. Em seguida, insinuou: “Desviar dinheiro público que é crime e o senhor sabe muito bem”, embora não tenha deixado claro se referia-se a Feliciano ou aos petistas presos pela Operação Lava Jato da Polícia Federal.

As acusações do humorista foram baseadas em vídeo populares na internet, onde Feliciano ofendia católicos e pedia a senha do cartão de crédito dado por um fiel durante um culto. O deputado reconheceu o erro de ter feito acusações a mulheres católicas e explicou que o pedido de senha era “uma brincadeira”, durante o levantamento de uma oferta para um trabalho da igreja que ajudaria cerca de 60 mil crianças do Haiti.

O debate ficou acalorado. Enquanto os outros membros do grupo permaneciam calados, Gregório chamou o deputado de “mentiroso”, “vergonha para os evangélicos” e sentenciou: “O Senhor não segue os preceitos de Cristo”.

Por sua vez, o pastor Marco explicou que decidiu processar o grupo para “chamar atenção para a causa cristã”. Finalizou dizendo que deseja “ser amigo” de Duvivier, convidando o humorista para um debate. Contudo, teve o pedido negado.

Assista:


GospelPrime

Ana Paula Valadão comunica que irá deixar as redes sociais


A decisão veio após ela ter recebido duras críticas de diversos usuários das mídias, principalmente por causa de duas postagens recentes. (Imagem: Instagram)



A decisão veio após ela ter recebido duras críticas de diversos usuários das mídias, principalmente por causa de duas postagens recentes.

Ao final da tarde da última sexta-feira, a líder de louvor Ana Paula Valadão anunciou que não usará mais suas páginas e perfis pessoais nas mídias sociais (Facebook e Instagram).

"Meus posts pessoais eram um modo de compartilhar meu coração com vocês. Obrigada aos que sempre leram com carinho. Porém, a partir de agora para notícias de nosso ministério acompanhe os perfis do DToficial", diz o comunicado divulgado em suas mídias sociais.

A decisão veio após ela ter recebido duras críticas de diversos usuários das mídias, principalmente por causa de duas postagens recentes.

Há cerca de um mês, a cantora ganhou as manchetes de sites dos meios gospel e secular, apóspropor um boicote à rede de lojas C&A, que lançou uma campanha promovendo a "diversidade de gêneros".

"Hoje decidi manifestar minha ‪#‎SantaIndignação‬ porque acredito que estão provocando para ver até onde a sociedade aceita passivamente a imposição da ideologia de gênero", disse a cantora na ocasião.

"Que absurdo! Nós que conhecemos a Verdade imutável da Palavra de Deus não podemos ficar calados. Temos que ‪#‎boicotar‬ essa loja e mostrar nosso repúdio".

A publicação gerou muitas críticas e também mensagens de apoio à cantora.

Já na última quint-feira (23), Ana Paula voltou a ser duramente criticada, após publicar em suas mídias sociais, uma foto do velório de sua avó.

A publicação chegou a ter mensagens de apoio e solidariedade à cantora, mas também também gerou diversos comentários negativos por ser uma imagem da avó no caixão.

Ana Paula decidiu apagar a postagem recente e comunicar que irá deixar de usar suas páginas e perfis pessoais.

Guiame

O que precisamos saber sobre festas juninas?


Quando a festa foi trazida ao Brasil por intermédio dos imigrantes portugueses, algumas mudanças aconteceram. A primeira delas e, talvez a mais importante, foi a absorção plena da festa junina pela população rural. (Foto: Superbrinquedos)


Tudo começou quando a Igreja cristã canonizou João Batista, a partir daí foram-lhe conferidas duas honrarias: o título de santo, “São João”, e uma festa, a festa de São João. Mas o que se celebra nessa festa?

Vamos começar falando sobre as origens da festa. Existem, pelo menos, duas teorias para a origem da expressão “festa junina”. A primeira que pode vir de São João, através do título “joanina” e outra referente ao mês de sua celebração, junho, portanto, “junina”. Embora não saibamos ao certo a origem dos termos, fato é que há um personagem principal em todo esse período, o mártir cristão João Batista, filho de Isabel e Zacarias.

Tudo começou quando a Igreja cristã canonizou João Batista, a partir daí foram-lhe conferidas duas honrarias: o título de santo, “São João”, e uma festa, a festa de São João. Mas o que se celebra nessa festa? Com base no Evangelho de Lucas 1.26,36, João Batista nasceu seis meses antes de Jesus. Portanto, se o nascimento de Jesus — o Natal — é celebrado em 25 de dezembro, logo o de João Batista deveria ser celebrado seis meses antes, em 24 de junho. Em outras palavras, a festa de São João, ou a festa junina, é o Natal de João Batista — é claro que estas datas são simbólicas, pois não sabemos ao certo a data do nascimento de Jesus, nem do Batista.

Por outro lado, a velha Europa que recebeu o cristianismo já tinha sua própria cultura. Uma das tradições mais conhecidas era o “midsommar”, o costume de acender grandes fogueiras no solstício de verão (21 a 23 de Junho), a época do ano em que o Sol incide com maior intensidade no hemisfério norte. Há registros de que os Druidas e Vikings acendiam fogueiras em seus cultos de adoração e também para espantar maus espíritos. No período de evangelização de tais povos, infelizmente, a Igreja Católica inventou a história que Isabel acendeu uma fogueira para avisar Maria que João tinha nascido. Assim, pouco a pouco as fogueiras se tornaram também um elemento cultural da festa de São João Batista. Ainda hoje, a fogueira de São João é o traço comum que une todas as Festas de São João Europeias (da Estônia a Portugal, da Finlândia à França).

Quando a festa foi trazida ao Brasil por intermédio dos imigrantes portugueses, algumas mudanças aconteceram. A primeira delas e, talvez a mais importante, foi a absorção plena da festa junina pela população rural. Por causa da grande safra agrícola de Junho, as comidas à base de milho se tornaram indispensáveis para a celebração, sem falar das roupas, músicas e instrumentos caipiras, as danças de roda, quadrilha (de origem francesa) e as balas de Cosme e Damião, que no imaginário popular da maioria, não passam de um patrimônio folclórico de seus ancestrais.

Ainda que haja aspectos religiosos na festa de São João, como o de fazer pedidos ao santo ou oferecer comidas a ele, na maioria dos lugares, as festas juninas já perderam o caráter de festa religiosa. A festa de São João (24/Jun) nada mais é do que comer milho e dançar com família e amigos; a festa de Santo Antônio (13/Jun), mais conhecida como o Dia dos Namorados, é um dia para dar presentes para o cônjuge ou levá-lo(a) para jantar; já a festa de São Pedro e Paulo (29/Jun), ninguém mais se lembra do que se trata.

Em meio a toda essa história, levanta-se a seguinte questão: um cristão protestante deve participar de festas juninas? Baseado no que já falamos até aqui, podemos tirar três princípios práticos para a nossa vida. Primeiro, entendo que os cristãos protestantes não devem ir às igrejas católicas ou a qualquer outro lugar onde haverá oração, rezas, missas e invocação de São João, pois isso implicaria em culto idólatra e falso. Segundo, se você for convidado para ir à casa de um amigo católico neste dia para comer milho etc., fique à vontade para aceitar, desde que não haja atos religiosos ali presentes. Terceiro, entendo que não há pecado nenhum em comer milho, pamonha, curau, dançar quadrilha, ouvir música caipira e vestir xadrez, desde que tudo isso esteja livre de vínculos religiosos. Acho que ser contra qualquer tipo de festividade que tenha origem no catolicismo é uma posição complicada. Quem sustenta tal posição deveria abster-se de celebrar também o dia dos namorados.

Finalmente, livremo-nos de escândalos, confusões ou estresses desnecessários. Se algum irmão que você conhece é contra festa junina, em todos os níveis, não o convide para celebrar algo do tipo, preserve a paz. Oro para que tais festividades nos ajudem a compreender melhor nossa relação com a cultura em que estamos inseridos. Não somos do mundo, mas vivemos nele. Nossa tarefa é rejeitar aquilo que não combina com os princípios da Palavra e desfrutarmos das coisas boas da vida com a consciência tranquila.

Guiame

Papa diz que cristãos devem pedir perdão a gays

Declaração reforça o que pontífice disse em 2013
O papa Francisco fez mais uma declaração de impacto neste domingo (26). Para ele, a Igreja Católica Romana e os cristãos em geral devem pedir o perdão de homossexuais pela forma como os trataram no passado.

Falando a jornalistas, asseverou que o pedido de perdão da Igreja devia ser feito “aos pobres, bem como às mulheres que foram exploradas, às crianças que foram exploradas por trabalho (forçado). Deve pedir desculpas por ter abençoado tantas armas”.

A bordo de um avião, retornando a Roma após visita histórica à Armênia, Francisco foi questionado durante uma hora sobre diversos assuntos. Perguntado se concordava com os comentários de um cardeal alemão sobre a Igreja pedir desculpas aos gays, ele assegurou que sim.

Ao ser lembrando da morte de 49 pessoas em uma boate gay em Orlando, na Flórida, neste mês, o pontífice lembrou os ensinamentos da Igreja em que os homossexuais “não devem ser discriminados. Eles devem ser respeitados, acompanhados pastoralmente.”
Tema recorrente

Em 2013, ela já havia dito que não se pode julgar as pessoas por sua orientação sexual nem deseja ver a perseguição dos gays dentro da Igreja Católica.

Meses depois, após o encerramento da Jornada Mundial da Juventude, no Brasil, Francisco questionou: “Se um gay busca Deus, quem sou eu para julgar? ‘Quando Deus olha para um gay, ele confirma a existência dessa pessoa com amor, ou rejeita e condena esta pessoa?’ Nós devemos sempre considerar esta pessoa. Aqui entramos no mistério da humanidade”. 

Com informações de MSN

Monges budistas se convertem e 200 mil pessoas seguem Jesus no Tibete

Avivamento no país começou com o testemunho de um homem
O relatório do ano passado da missão Asian Access, que divulga a Palavra de Deus no sul da Ásia, mostrou que um monge budista tibetano se converteu a Jesus Cristo. Ele ouviu as boas novas de uma equipe de missionários, que ofereceram ajuda humanitária para as pessoas do Tibete, após um grande terremoto que atingiu a região.

Joe Handley, presidente da Asian Access explica que esse ex-monge era muito influente, tendo vivido 30 anos como guia espiritual dos praticantes do budismo tibetano, tornando-se um lama.

Mesmo perseguido por ter abandonado a antiga fé ele perseverou e recebeu treinamento, sendo consagrado pastor depois de um tempo. Por causa do seu testemunho, 62 monges também abandonaram Buda por Cristo.

A Asian Acces explica que nos últimos 12 meses, mais de 200.000 pessoas entregaram as vidas a Cristo no Tibete.

Com cerca de 3 milhões de habitantes, o país ficou fechado ao cristianismo durante séculos, por conta de leis que proibiam que estrangeiros pregassem qualquer outra religião que não fosse o budismo tibetano. O líder de facto do país era o Dalai Lama, até que na década de 1950, foi invadida e passou parte da China.

Para Handley, esse avivamento ocorre em parte por cauda do trabalho dos missionários cristãos que chegaram ao Tibete após o terremoto devastador do ano passado.

“Eles não viram budistas, hindus ou outros grupos religiosos ajudando no meio dos escombros. Mas semana após semana, estavam ali seguidores de Jesus que dedicaram seu tempo e arriscaram suas próprias vidas para servir, dispondo-se a ser as mãos e os pés de Jesus”, assegura.

O desafio da missão agora é ajudar a plantar novas igrejas no país que é 90% budista e possui um outro grande empecilho: sua geografia. O Tibete fica no alto da cordilheira do Himalaia, lar das montanhas mais altas do planeta como o Monte Everest (8 848 m) e o K2 (8 611 m). A temperatura média anual é sempre abaixo de zero e o acesso as aldeias é extremamente difícil. 

Com informações de Christian Today

Menino curado do câncer ‘prega’ em escola e mais de 150 estudantes aceitam Jesus


Mais de 150 estudantes foram salvos em apenas uma escola. (Foto: Meghan Hayman/The Campus)


Segundo relatos do casal Ralph e Elizabeth Pyszkowski, o avivamento na Virgínia Ocidental (EUA) tem refletido uma intensa mudança nas pessoas, principalmente entre os jovens.

As pequenas cidades que rodeiam a região montanhosa da Virgínia Ocidental, nos Estados Unidos, tem experimentado um avivamento que trouxe cerca de 4 mil pessoas para Jesus Cristo dentro de oito semanas.

Segundo o casal Ralph e Elizabeth Pyszkowski, atuantes na Regional Church of God em Williamson, o mover de Deus tem refletido uma intensa mudança nas pessoas, principalmente entre os jovens.

"No colégio Logan County Schools, um jovem sobrevivente do câncer foi conduzido pelo Espírito Santo a pregar aos colegas no corredor do prédio. O corredor ficou lotado de estudantes que ouviram a mensagem, e alguns até mesmo tomaram a decisão de seguir a Cristo", relataram ao jornal Williamson Daily News.

"Mais de 150 estudantes foram salvos em apenas uma escola. Parece haver um movimento generalizado no sul da Virgínia Ocidental, e até mesmo em algumas escolas de Kentucky. Isso só pode significar que Deus ainda responde às orações e tem um plano para a nossa região", disseram.

O casal relaciona a atuação de Deus ao trecho de 2 Crônicas 7:14, que diz: “se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar e orar, buscar a minha face e se afastar dos seus maus caminhos, dos céus o ouvirei, perdoarei o seu pecado e curarei a sua terra.”

"O verdadeiro avivamento acontece quando viciados jogam fora suas parafernálias. É quando as igrejas param de competir e começam a trabalhar juntas para construir o Reino do Céu. Mais importante ainda, é quando uma alma perdida encontra sua finalidade em um Deus onipotente e amoroso. Se você quiser ver o mover de Deus em sua vida e em vizinhança, siga as etapas de 2 Crônicas”, disseram.

"O maior milagre que uma pessoa pode receber é o de entregar seu coração a Jesus Cristo. Não importa se o movimento vem através dos presbiterianos, batistas, ou dos pentecostais, todos concordamos que precisamos de Deus em nossa região”, afirmou o casal Pyszkowski.

Avivamento na Virgínia Ocidental

Segundo o mineiro de carvão Bo Copley, o número de pessoas salvas excede a população das duas pequenas cidades que estão no epicentro do avivamento. "A população de Delbarton é formada por cerca de 500 habitantes e Williamson tem cerca de 3 mil, de modo que em oito semanas, os dois locais viram mais pessoas salvas do que formando a população das duas cidades", disse ele.

A razão disso é a participação de pessoas de municípios vizinhos nos encontros das cidades. Alguns moradores da área estão adiantando suas férias para fazer parte do que Deus está fazendo.

O evangelista Matt Hartley, que foi o instrumento de Deus para o despertamento, está em pausa para descanso. "Ele estava exausto", disse Sonya Hackney, da Regional Church of God. "Ninguém imaginou que ao agendar ele por três dias, ele ficaria aqui por oito semanas."

Guiame

Globo exibirá 1ª cena de sexo gay na TV brasileira; o que a Bíblia diz sobre isso?


Escrita por Mario Teixeira, a cena foi liberada pela direção da Globo e deve ir ao ar pela novela "Liberdade, Liberdade". (Imagem: IG)


A divulgação da notícia tem gerado incômodo em muitos usuários das mídias sociais. Mas qual deveria ser a atitude do cristão diante disso: conformidade por saber que isto já estava previsto na Bíblia ou indignação?

Nos próximos dias, a rede Globo pretende exibir a primeira cena de sexo gay em novelas da TV brasileira. Escrita por Mario Teixeira, a cena foi liberada pela direção da Globo e deve ir ao ar pela novela "Liberdade, Liberdade".

A divulgação da notícia tem gerado incômodo em muitos usuários das mídias sociais, que tem expressado seu posicionamento em comentários, como no Facebook.

"Eu fico incomodada da mesma forma que me incomoda as cenas de sexo explícito de casais héteros já exibidas pelo canal. Mas enfim, assiste quem quer!!! (Pq eu já não assisto nada nesse canal há muito tempo mesmo...)", comentou uma usuária da mídia social.

"Obrigado meu Deus por me dar condições de poder pagar uma tv por assinatura e bloquear essa emissora de b**** na minha casa", comentou outro do Facebook.

Outro internauta argumentou que o problema não está somente na questão da cena entre homossexuais, mas sim de uma cena de sexo ser inapropriada por si só para a TV aberta.

"Nada contra sem preconceito mas acredito que cenas de sexo não deveriam existir em canal aberto seja entre homem mulher. Mulher com mulher. O homem com homem essa ea tv brasileira. Que vergonhoso", comentou.

Histórico
Essa já não é a primeira vez que a emissora tenta promover a homossexualidade em suas novelas. Em janeiro de 2014, a Globo chocou muitos espectadores e famílias brasileiras, ao exibir o primeiro beijo gay de sua história, em rede nacional.

A cena protagonizada pelos atores Thiago Fragoso e Mateus Solano no último capítulo da novela "Amor à Vida" gerou polêmica e muitos debates, entre o apoio da comunidade LGBT e os protestos de muitos defensores dos Direitos da Família.

A grande repercussão da cena parece ter estimulado outros diretores de novelas da Globo, o que levou duas veteranas como Fernanda Montenegro e Nathalia Timberg a protagonizarem o primeiro beijo lésbico da TV brasileira logo no início da trama "Babilônia".

Diferente do esperado, a cena gerou mais atos repúdio que de aprovação e a audiência da novela foi um dos maiores fracassos da rede Globo.

Alerta
O momento que não apenas a mídia, mas também a sociedade brasileira estão vivendo, diante da frequente promoção da homossexualidade e até mesmo da negação da heteronormatividade já foi registrado em outros contextos da história e pode ser visto e também interpretado a luz de textos bíblicos.

Como já é do conhecimento de muitos, um dois versos nos quais a homossexualidade é condenada como pecado pela Bíblia estão já no Antigo Testamento:

“Com varão te não deitarás, como se fosse mulher; abominação é” (Lv 18.22) e “Quando também um homem se deitar com outro homem, como com mulher, ambos fizeram abominação; certamente morrerão; o seu sangue é sobre eles”. (Lv 20.13)

Porém no capítulo 4 da carta de Paulo ao seu discípulo Timóteo, o apóstolo alerta sobre o contexto de distorção dos valores que só tenderia a crescer cada vez mais e encoraja o jovem a continuar com a pregação do Evangelho, ainda que esta não seja uma missão fácil.

"Pregue a palavra, esteja preparado a tempo e fora de tempo, repreenda, corrija, exorte com toda a paciência e doutrina". (2 Timóteo 4:2)

"Pois virá o tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, sentindo coceira nos ouvidos, segundo os seus próprios desejos juntarão mestres para si mesmos. Eles se recusarão a dar ouvidos à verdade, voltando-se para os mitos". (2 Timóteo 4:3,4)

Paulo ainda aconselha que a atitude do cristão - do pregador do evangelho - diante desta situação seja de serenidade e sobriedade.

"Você, porém, seja sóbrio em tudo, suporte os sofrimentos, faça a obra de um evangelista, cumpra plenamente o seu ministério" (2 Timóteo 4:5)

Guiame

"Eu tenho de fugir porque a minha carne é fraca", diz pastor sobre a tentação sexual


De acordo com o reverendo, nossa carne é fraca e por isso devemos fugir do pecado. (Foto: Reprodução / YouTube).


O Rev. Rogério Bernardes da Mota é auxiliar na Primeira Igreja Presbiteriana de Goiânia. Ele comentou no canal "Perguntar Não Ofende" que nossa carne é fraca e por isso temos de fugir.

O canal do YouTube “Perguntar Não Ofende” publicou um vídeo na última quinta-feira (23) onde o Rev. Rogério Bernardes da Mota, auxiliar na Primeira Igreja Presbiteriana de Goiânia, responde um questionamento curioso. "Devo fugir ou resistir a tentação sexual?"

“Bom, em última instância eu tenho que resistir a tentação sexual, sempre. Agora, isso não significa que eu não deva fugir da tentação sexual. Se eu não tiver como escapar e tiver de enfrentar, então eu devo resistir”, disse o líder.

“Então eu tenho de procurar fugir sim. Provérbios 22: 3 diz que o ‘prudente vê o mal e se esconde. O simples passa diante e sofre a pena’. Se eu tenho a oportunidade de fugir do mal e fugir daquilo que eu possa ser tentado ou pelo o que eu posso cair, eu tenho de fugir”, ressalta no vídeo.

De acordo com o reverendo, nossa carne é fraca e por isso devemos fugir do pecado. “Eu tenho de correr, de me esconder, porque a minha carne é fraca. O pecado ainda habita em nós, não podemos nos esquecer disso. E nós estamos constantemente em guerra, contra ele. O Espírito milita contra a carne. Ou seja, há uma guerra entre nós”, disse.

“Agora, se eu tiver aquela noção de que eu tenho de enfrentar, então eu vou estar sempre diante do pecado para vencê-lo. Com certeza mais cedo ou mais tarde eu vou cair. Então, ter que enfrentar e ficar cara a cara e resistir deve ser em último caso. Tendo a oportunidade, fuja. Seja prudente, não seja como o simples que passa por diante e sofre a pena. Seja como o prudente que vê o mal e se esconde”, finalizou.

Confira o vídeo na íntegra:

Guiame

Os Dez Mandamentos bate recorde ao mostrar a terra se abrindo

A novela bíblica retratou os textos de Números 16 e 17
O episódio de “Os Dez Mandamentos” da última terça-feira (21) bateu recorde de público, atingindo marcas ainda não ultrapassadas pela nova temporada da novela bíblica.

Com média diária que varia entre 15 e 16 pontos (cada ponto representa 64 mil domicílios na Grande São Paulo), o episódio que mostrou a abertura da terra fechou com 19,1 pontos de média, batendo recorde de audiência.

O capítulo que atraiu o público, mostrava a rebelião de Corá, Datã e Abirão contra Moisés. A terra se abriu e engoliu tudo que eles possuíam, conforme a palavra dada por Moisés.

O episódio também mostrava o direcionamento de Deus para com Josué e Calebe, que foram identificados por Moisés como os únicos que entrarão na Terra Prometida e que os outros peregrinarão por 40 anos no deserto.
Na quarta-feira (22) o ibope da novela continuou acima da média com 18.8 pontos na Grande São Paulo, mostrando que o público ficou curioso para acompanhar o desenrolar da história.

Os Dez Mandamentos Nova Temporada está em reta final, em 5 de julho estreia a novela “Terra Prometida” que irá mostrar a conquista de Canaã pelos hebreus.

GospelPrime

SCHUMACHER DEIXA O HOSPITAL APÓS SAIR DO COMA!!

A segunda-feira começa com uma ótima notícia! Em comunicado oficial, Sabine Kehm, assessora de Michael Schumacher, informa que o ex-piloto deixou o Hospital de Grenoble, na França, após sair do coma! #ForçaSchumacher

FELIZ COM A NOTÍCIA? ENTÃO, CURTE AÍ!

O Evangelho que ninguém prega!

"Aguardo ansiosamente e espero que em nada serei envergonhado. Ao contrário, com toda a determinação de sempre, também agora Cristo será engrandecido através do meu corpo, quer pela minha vida, quer pela minha morte."

Filipenses 1.20


Por Idalécio

"O Estado Islâmico não roubou a nossa fé", diz estudante cristão que fugiu do Iraque


Família foge de vila no Iraque, temendo novos ataques do Estado Islâmico. (Foto: Reuters)


Falando em um encontro organizado no Reino Unido, pela Missão 'Ajuda à Igreja que Sofre', o jovem Sarmad Ozan, 20, contou a história de como sua família tinha sido forçado a fugir do Estado Islâmico, em Mosul.

Um estudante cristão que foi forçado a fugir dos domínios do Estado Islâmico no Iraque, disse que "a fé é tudo que lhe resta e que o EI não pode lhe tirar".

Falando em um encontro organizado no Reino Unido, pela Missão 'Ajuda à Igreja que Sofre', o jovem Sarmad Ozan, de 20 anos, contou a história de como sua família foi forçada a fugir dos domínios do Estado Islâmico, em Mosul (Iraque).

Ele está atualmente vivendo no Reino Unido e espera por um apelo, para ter seu novo pedido de asilo atendido, após seu primeiro requerimento ter sido rejeitado.

"O Estado Islâmico invadiu e tomou o poder sobre a nossa cidade, nossas igrejas, nossas casas. As mulheres de nossas vilas foram vendidas como escravas sexuais, como se fossem objetos", disse ele à multidão de mais de 1.100 jovens presentes no evento.

Quando o Estado Islâmico invadiu Mosul, em Junho de 2014, Ozan disse que sua família inicialmente ficou na cidade, pois "não tinha lugar para ir".

Mas eles foram finalmente forçados a sair da cidade, depois que militantes deram um ultimato de 24 horas aos cristãos: teriam que ser converter ao islamismo ou não poderiam mais ficar na cidade. Ele descreveu que no dia seguinte à ordem do grupo terrorista sua casa e as de outras famílias cristãs estavam marcadas com uma letra em árabe corresponte ao N do alfabeto ocidental, que fazia menção à palavra 'Nazareno'.

"Deixamos de ter uma boa refeição saudável à mesa em nossa casa a cada noite, para ter de pedir comida todos os dias", disse ele.

"A fé é tudo o que nos restou. O Estado Islâmico não roubou e nem poderia roubar a nossa fé".

Sua família foi forçados a caminhar por milhas no calor escaldante, sem comida, nem água, em direção a Erbil, onde ficaram em uma igreja superlotada.

"Muitos foram obrigados a dormir do lado de fora", disse ele.

Foi lá que Ozan descobriu que ele tinha sido aceito para cursar um mestrado em engenharia no Reino Unido.

Ele deixou sua família e se mudou para o Reino Unido, mas sua bolsa de estudos foi cancelada pelo governo iraquiano e agora ele está vivendo como refugiado no Reino Unido.

Ele não fala com sua família há mais de um ano.

"Eu sinto falta deles todos os dias. Sinto falta de tudo que lembra da minha antiga vida", disse ele.

"Sinto-me seguro no Reino Unido. Eu não posso voltar, eu não tenho mais uma casa ou qualquer lugar no Iraque. Minha família estava em Erbil quando saí, mas eu perdi o contato com eles. Eles não têm o que comer", disse ele ao jornal 'The National'.

Segundo o organizador, Michael Robinson, o evento foi organizado para promover um despertar entre os jovens para a crise dos refugiados, que se agrava a cada dia.

"Não deve haver divisão ao longo de linhas políticas ou religiosas. É nossa responsabilidade, como seres humanos, combater a perseguição e ajudar os refugiados no Mediterrâneo", disse.

Guiame

Jesus aparece a refugiados que cruzavam mar e acalma tempestade

Refugiados sobreviveram à perigosa e se converteram
O testemunho de Erick Schenkel, diretor-executivo do Projeto Filme Jesus tem surpreendido muitas pessoas na Europa. Ele conta que sua missão está trabalhando no discipulado de um grupo de refugiados que afirmam ter visto Jesus no mar Egeu.

Eles estavam em um barco como as dezenas que atravessam do norte da África para a Grécia todos os meses. O vento forte e as ondas altas ameaçavam virar a embarcação cheia de imigrantes fugindo do Médio Oriente. Todos sabiam que muitos outros nas mesmas condições morreram na travessia.

Os refugiados estavam com medo e a beira do desespero. “Mas as pessoas do barco começaram a clamar a Deus em voz alta. De repente, uma “figura divina brilhante” apareceu a eles”, relata Schenkel. “O barco inteiro sabia que era Jesus”, insiste, acrescentando que eles o ouviram dar um comando e as águas se acalmaram imediatamente, salvando suas vidas.

“A partir desse ponto, o mar ficou calmo e tranquilo, e eles chegaram em segurança em terra”, ressalta Schenkel. Semanas depois, os refugiados foram atendidos por cristãos que, ouvindo o relato, começaram a fazer grupos de discipulado e de estudo da Bíblia. O responsável pelas aulas é um ex-jihadista, que também teve uma forte experiência de conversão.

Para o líder do Projeto Filme Jesus, o relato surpreendente ecoa o episódio relato nos Evangelhos quando o Messias acalmou uma tempestade no Mar da Galileia (Mateus 4:37). Embora não tenha dado mais detalhes sobre quem eram esses refugiados, insiste que havia um propósito pois todos que estavam ali queriam se tornar seguidores daquele que tem todo o poder. 

Com informações de Christian Post

500 Anos


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Tags

(784) Cristãos Perseguidos (549) Cristãos (520) Bíblia (493) Intolerância Religiosa (365) Israel (346) Evangélicos (303) igreja (264) Reflexão (247) apocalipse (195) oração (190) Homosexualismo (177) catolicismo (153) Rede Record (148) homofobia (147) Irã (141) escatologia (132) Missões (131) Evento Gospel (128) Silas Malafaia (126) pecado (123) islan (114) Política (113) judeus (112) ateus (110) Aborto (106) Religião (105) Milagres (103) Natal (102) Criança (92) Ahmadinejad (91) esporte (91) Testemunho (86) globo (77) guerra (73) Perdão (72) Salvação (72) Morte (64) pastores (64) Aline Barros (59) Religiosidade (56) Yousef Nadarkhani (56) PL122 (55) Amor (54) adoração (48) heresia (47) Drogas (42) Prosperidade (42) festival promessas (41) Judaísmo (39) Thalles Roberto (39) campina grande (39) Apostasia (38) carnaval (36) Idolatria (35) mulçumanos (34) Estados Unidos (33) Família (33) Maconha (31) adoradores (29) Shows (28) Catástrofes (26) Hipocrisia (26) Páscoa (22) esperança (22) Mentira (20) Confiança (19) Alegria (18) Nasa (18) Pornografia (18) Oriente Médio (17) Suicídio (17) DIP (16) Paz (16) Rei David (16) adversidade (16) consciência cristã (16) BAND (15) Conforto (15) Pena de Morte (15) Promessa (15) Sofrimento (14) BBB (12) Graça (12) Tatuagem (12) benção (12) dia das mães (12) obediência (12) impureza (11) Ansiedade (10) Justin Bieber (10) Rio +20 (10) livro (10) masturbação (10) Catástrofe (9) Desobediência (9) Filho pródigo (9) Perlla (9) livre arbítrio (9) Jotta A (8) Pedro Leonardo (8) Whitiney Houston (8) filho de crente (8) sony music (8) Darwin (7) Eutanásia (7) Hackers (7) Perigo (7) Senadores (7) União (7) presença de Deus (7) Perfeição (6) cura pela palavra (6) Purgatório (5) alienígenas (5) lei da palmada (5) Aline Barros mostra sua filha (4) Cegueira Espiritual (4) Kaka (4) escolhas (4) texto e contexto (4) torá (4) vasco (4) vigilância (4) Gratidão (3) Ressentimento (3) Segurança (3) Semeadura (3) Sodomia (3) o Caminho (3) servos (3) Cristo Redentor 80º aniversário (2) Guinnes Wolrd Records (2) Harold Camping (2) Impossiveis (2) Pressa (2) Sonho de infância (2) mundial da juventude (2) Flórida (1) Galardão (1) Michel Teló (1) Redenção (1) impios (1) recall (1) vingadores (1)

Uma Reflexão sobre a Crise no Brasil