2021 Tempo de mudança...

 


2021 Tempo de mudança..
.

“Irmãos, não penso que eu mesmo já o tenha alcançado, mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que ficaram para trás e avançando para as que estão adiante, prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus.” Filipenses 3:13-14

Estamos iniciando o ano de 2021. O Senhor está nos dando mais trezentos e sessenta e cinco dias de oportunidades. Oportunidade de crescimento, oportunidade de recomeço, oportunidade de mudança, oportunidade de fazer a diferença nesse novo ano que se inicia.  A ordem é: marchar, prosseguir para o alvo, mudar! Isso mesmo que você acabou de ler: “Mudança”. Talvez você tenha deixado para trás seus projetos, suas frustações, por não realizar o que prometeu no início de 2020. 

Não deposite sua confiança apenas por ser um ano novo, e assim as coisas serão mudadas, mas seja você a mudança, seja você a esperança, seja você o agente direto da mudança que quer neste mundo.  O ano só será extraordinariamente maravilhoso se você decidir mudar, se você agir diferente do que agiu em 2020. Não adianta querer coisas novas, se continuar agindo nas velhas práticas. Limpe, jogue fora o que não presta, não guarde lixo em sua alma. 

Não tenha medo de mudar, não tenha medo do desconhecido. Jesus prometeu estar conosco, não só um período, mas todos os dias. Ou seja, a promessa Dele é que estaria conosco até a consumação dos séculos. 

“Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém.” Mateus 28:20

Algo aconteceu quando fiz uma mudança

Por esses dias fiz uma mudança literalmente. Saí de um lugar de acomodação pelo qual eu vivi por quase trinta anos. Confesso não foi nada fácil colocar em prática essa mudança. Primeiramente eu e minha esposa oramos e fizemos provas com Deus, para que tudo fosse feito conforme a vontade Dele. Cada prova que fazíamos Deus nos dava a resposta de que ELE estava no controle e que bastava nos levantar, nos colocar de pé, ter coragem de sair, erguer a cabeça, olhar pra frente, seguir para o alvo e “mudar”.

Nessa mudança que fizemos percebemos quantas coisas nós guardávamos que não servia mais. Quantos lixos, quantos trecos velhos que acumulávamos e nem sabíamos o porquê.  Às vezes ficamos olhando para essas coisas e dizemos: “Porque guardei isso?” O desapego as tralhas, as coisas, o jogar fora faz parte da mudança. Quando lançamos o que não presta fora, abrimos espaços para o novo.  

Quantas pessoas carregam consigo conflitos, ódios, mágoas, falta de perdão por meses, anos, décadas. Vivem no sofrimento carregando o peso do passado com trecos, lixos que só fazem ocupar espaço em seus corações. Ficam doentes de sua alma e de seus corpos físicos. Tornam-se literalmente escravos desse passado. 

Guarde apenas em sua memória coisas boas. Milagres, histórias que te façam rir novamente. Do passado traga em sua mente aquilo que possa te dar esperança.

“Quero trazer à memória o que me pode dar esperança”. Lamentações 3:21ª. 

Aproveite e desapegue, jogue fora os lixos guardados em sua alma. Filipenses 3:13

Creio que 2020 foi o ano que marcou nossa geração, de alguma forma. Não teve ninguém nesse planeta que não tenha passado por adversidade ou não tenha alguém próximo da família que foi tristemente atingido por essa epidemia. Todos nós saímos feridos, marcados, doentes, fisicamente ou em nossa alma.  O certo é que você, assim como eu, sobrevivemos a tudo isso. 

Nesse exato momento você está lendo essa reflexão e, talvez não tenha percebido, mas você está vivo! Deus te preservou, teve misericórdia de você! Esteve contigo até o último dia do ano. Isso é maravilhoso demais. Então não temas! Não fique preocupado se 2021 vai dar certo. Viva um dia por vez, e você vai perceber que Deus cuida de você hoje, e amanhã também cuidará ... 

“Não andeis, pois, ansiosos pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã a si mesmo trará seu cuidado; ao dia bastam os seus próprios males.” Mateus 6:34

Você sabia que a palavra “Não Temas” aparece na Bíblia exatamente 365 vezes? Uma vez pra cada dia desse ano. Deus está dizendo pra você: hoje, amanhã e até o final de 2021: Não temas meu filho, não temas minha filha, estou com você até o final...

Fique com essa palavra, não tenha medo da mudança. Ela é necessária para que o novo de Deus aconteça em sua vida. Lembre-se: Ele estará contigo até o final. Não temas!!!  Mateus 28:20

Josiel Dias

IEC Alcântara


Um intruso em seu aniversário


Imagine no dia de seu aniversário, alguém que nunca existiu tomar teu lugar? Triste não?

Pois bem, é exatamente isto que acontece nos dias de hoje o tal velhinho que todos conhecem como Noel, tem sido o protagonista principal de uma festa que nunca lhe pertenceu. Cada vez mais o aniversariante JESUS tem sido deixado de lado, nem mesmo no dia que comemoramos o seu nascimento, não recebe as honras que deveria.

Outro dia entrei em um “Shopping bem famoso na Zona Norte do Rio”, e me deparei com um presépio que a administração daquele Shopping chamava de natalino. Na verdade aquele presépio todo enfeitado de luzes coloridas e neve não tinha nada a ver com o aniversário nem tão pouco com o aniversariante que mudou a história de nossa humanidade.

Uma determinada marca de refrigerante de cola era a principal patrocinadora disso que a mídia chama de “natal”. Encontrei de tudo neste presépio, tinha: Renas, Vacas, fogão a lenha, anões e outras bugigangas a mais. 

Me dirigi a moça que era como um tipo de guia turístico e perguntei pra ela: O que representa tudo isso? Ela espantada olhou pra mim e respondeu: Natal! Bam! Eu mais uma vez retruquei: Como Natal? Cadê JESUS? Cadê pelo menos os Magos? Cadê Maria, o jumentinho onde foi parar José?

Ela respondeu: Senhor! A empresa patrocinadora deste grande evento não permite nem uma manifestação de crença, ou fé ou religião, pois são muitos turistas que vem assistir nossa apresentação que não são da FÉ cristã. Eu como cristão e com cara de espanto respondi:

– Não querendo ser chato, mas já sendo, a senhora não acha uma injustiça ou mesmo uma hipocrisia dizer que isso é Natal? Pois não podemos se quer citar o nome do aniversariante ou ver, ou ler algo sobre seu nascimento?

– Ela então respondeu bem baixinho... É senhor entendo, estou trabalhando e sou paga pra isto, mas eu gostaria de manifestar também minha indignação. Sou cristã e não posso aqui falar de JESUS.

Meus queridos amigos e irmãos, em Cristo não me conformo com toda essa festa que a chamam de “NATAL” mas vemos apenas puro meio oportunista comercial.

Natal é nascimento, Natal é alegria, Natal é Boas Novas, Natal é Salvação, Natal é Luz, pois quando JESUS nasceu aqueles que estavam na escuridão viu de fato a verdadeira LUZ: JESUS. 

Para alguns seguimentos ou “denominações” cristã protestante, é até preferível ficar de fora dessa comemoração do dia 25 de Dezembro, por dois motivos: 1º Por não ter sido em Dezembro o nascimento de JESUS. 2º Porque esta festa comemorada não é uma festa cristã e sim pagã. 

Em certo ponto, concordo que JESUS não nasceu em 25 de Dezembro, também que essa manifestação está deturpada, mesclada de paganismo. Mas como cristão maduro e sensato vejo uma grande oportunidade de evangelismo, vejo que podemos também manifestar diante de todos, já que o mundo se volta a esta data, de demonstrarmos gratidão para com o nosso DEUS por ter enviado seu único filho a este mundo. João 3:15.

Não vejo problema algum comemorar o nascimento de nosso Salvador, contanto que use esse momento de tanta generosidade de alguns para explicar de fato o verdadeiro sentido do NATAL. Nunca foi nem será pecado separarmos um dia, seja 25 de Dezembro ou outra data que de fato fosse o aniversário de alguém que veio ao mundo para nos resgatar das trevas para sua maravilhosa LUZ.

Lembre-se sempre, NATAL SEMPRE DE JESUS. Ele é o centro de tudo, toda honra, toda GLÓRIA seja tributada ao Senhor, o nosso Messias, o enviado de DEUS.

GLÓRIAS A DEUS NAS ALTURAS, PAZ NA TERRA AOS HOMENS DE BOA VONTADE.

Que o Senhor JESUS, nasça todos os dias em nossas vidas, FELIZ RENASCIMENTO.

Pb. Josiel Dias

Os efeitos do isolamento social na vida do Salmista


Os efeitos do isolamento na vida do Salmista
Assim como o cervo brama pelas correntes das águas, assim suspira a minha alma por ti, ó Deus! Salmos 42:1

Estamos enfrentando uma fase muito complicada. Momentos de confinamento, isolamento social; podemos até dar o nome de prisão domiciliar ou quem sabe um exílio dentro de nossa própria casa. Isso, de certa forma, tem causado transtorno em muitas pessoas, por elas não poderem mais se relacionar com seus entes queridos e não poderem mais exercer o direito de ir e vir. 

Sentimos saudades do culto no templo, onde íamos juntos com os demais irmãos adorar ao Senhor. Sentimos a falta do aperto de mão, dos abraços, dos beijos nos idosos, nos bate papos mais achegados no pátio de nossa igreja, do momento da ceia onde trocávamos o cálice com os irmãos, ... A falta desses momentos nos deixa tristes, com uma dor no peito, chorosos, pois, foi tudo de repente. Não podemos mais fazer o que fazíamos. 

Parou a reunião nas famílias, os almoços de finais de semana, as brincadeiras, as comemorações de aniversários. Muitas pessoas estão passando por um momento de tremenda tristeza, ansiedade, e em muitos casos entram em depressão. Tenho convicção que podemos também adorar ao Senhor em nosso lar (individual), pois não dependemos de um lugar fixo ou determinado para sermos verdadeiros adoradores (João 4:20-24). Mas Deus não nos criou para ficarmos isolados, Deus nos criou para vivermos uma vida de comunhão, tanto com Ele como com os irmãos, amigos, familiares, ...

A Bíblia no Salmo 42 relata algo semelhante ao que estamos vivenciando. O salmista começa esse salmo demostrando a sede e o desejo de estar na casa do Senhor, diante da Água que dá Vida Eterna. Quando pesquisamos mais profundamente esse salmo vemos o salmista, desencorajado, porque havia sido exilado para longe de Jerusalém, e não podia mais, junto com a multidão, participar das festas, dos louvores. Não podia mais adorar no coletivo, no "templo".

Essas festas foram instituídas por Deus, então a nação deveria lembrar de tudo o que o Eterno Deus havia feito ao seu favor. Muitas dessas comemorações eram no coletivo. (podemos ler mais sobre isso em Levítico 23). 

O salmista estava angustiado, ele se encontrava em seu confinamento, em um quadro de profunda tristeza, as lágrimas eram sua companhia de dia e noite. Veja o que ele relatou no Salmo 42:3: “As minhas lágrimas servem-me de mantimento de dia e de noite, enquanto me dizem constantemente: Onde está o teu Deus?” 

Assim como o cervo bramia pelas correntes das águas (esse animal depende da água para sobreviver), o salmista compara a sua real situação, à sede de estar no templo, na presença de Deus, pois era isso seu real motivo para viver. O que mais angustiava o salmista é ter que ouvir frases como: " Onde está o teu DEUS?" Onde está o Deus dos hebreus que não te libera dessa prisão, desse confinamento? Onde está o teu Deus que não tira essa tua ansiedade?

Então, o salmista movido de esperança, confiança, declara: "Eu ainda O louvarei!" 

A confiança do salmista era tamanha em que Deus reverteria aquela situação, que com fé visualiza momentos novos que viriam.

“Por que estás abatida, ó minha alma, e por que te perturbas dentro de mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei, o qual é a salvação da minha face, e o meu Deus”. (Salmos 42:11)

O salmista sabia que aquele exilo, confinamento, era passageiro e que, mais à frente, voltaria com a multidão ao templo para prestar culto ao seu Deus.

Eu quero trazer ao contexto dessa reflexão o Salmo 126:1-6 onde retrata a alegria dos exilados quando voltaram para Jerusalém.

“Quando o SENHOR trouxe do cativeiro os que voltaram a Sião, estávamos como os que sonham.

Então a nossa boca se encheu de riso e a nossa língua de cântico; então se dizia entre os gentios: Grandes coisas fez o Senhor a estes. Grandes coisas fez o Senhor por nós, pelas quais estamos alegres. Traze-nos outra vez, ó Senhor, do cativeiro, como as correntes das águas no sul.
Os que semeiam em lágrimas segarão com alegria.
Aquele que leva a preciosa semente, andando e chorando, voltará, sem dúvida, com alegria, trazendo consigo os seus molhos.”

Quantos nesse momento estão amargurados, tristes? Quem sabe em um estado de depressão devido a essa pandemia? Estão com saudades de culto em suas igrejas, saudades de rever seus filhos, parentes, mas estão exilados e não podem regressar a sua rotina normal. Gostaria de dizer a vocês que tudo isso vai passar! Creia que Deus já está agindo ao nosso favor! Breve, muito em breve você vai cantar esse salmo 126: “Grandes coisas fez o Senhor por nós por isso estamos felizes...” 

Breve a nossa rotina vai voltar à normalidade. Breve você adorará ao Senhor em sua Igreja, junto com seus irmãos! Isso tudo tem um prazo de validade. Deus está no controle!


Deus abençoe ricamente a sua e a minha vida!

Pb. Josiel Dias
IEC Alcântara 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...