Igrejas no país da Copa, um toque mais humano

Igrejas e missionários tem contribuído para a humanização de um povo que já sofreu bastante
O diretor do Centro de Pesquisa da Universidade da África do Sul e presidente do Conselho de Igrejas da África (Unisa), professor Tinyiko Maluleke, circulou, pela Conferência de Edimburgo, vestindo uma camiseta da seleção do seu país e levando debaixo do braço uma corneta (vuvuzela), que torcedores usam nos estádios de futebol.
Frequentemente encarado de forma negativa, a África recebe uma injeção de moral com a Copa do Mundo de Futebol, disse.
“Vesti a camiseta e trouxe a ‘vuvuzela’ porque a África continua sendo vista e ouvida de uma forma que não nos agrada. Assim, vejo a ‘vuvuzela’ como uma tentativa desesperada do continente ser ouvido”, explicou, agregando: “Ali tem um continente que não cessa de clamar por reconhecimento, por dignidade”.
Ele fez uma conexão entre esse o desejo e a Conferência, que se celebra agora num momento em que o Sul Global - África, Ásia, América Latina - passa a ser o lugar onde a Igreja está registrando o crescimento mais rápido, com uma missão cristã vibrante.
Missionários brasileiros saíram do país nesses últimos dias rumo à África do Sul para levar o Evangelho de Cristo. Eles se juntam aos cristãos africanos e missionários de outros países.

Confira a entrevista de Tinyko Maluleke:

Por que crê você que a Igreja está crescendo mais rápido no Sul Global do que em Ocidente?

É difícil de responder. Penso que é porque nessa parte do mundo a gente não tem a longa história de presença cristã com todos os problemas que chegaram com ela. Sejamos realistas, a história do cristianismo é uma história de altos e baixos. Ela inclui as Cruzadas e as guerras contra o Islã na Idade Média. Inclui as duas Guerras Mundiais que vimos nos últimos 100 anos, guerras que foram desatadas e mantidas desde nações cristãs. Isto inclui toda a história do “apartheid” na África do Sul. O “apartheid” era uma doutrina ‘cristã’, e é parte da história.
Creio que no Sul a gente não tem uma história do cristianismo tão acidentada como no Norte, e é por isso que ainda há espaço para uma afirmação positiva e apropriada do cristianismo. Creio que as pessoas se sentem mais livres para ser cristãs, sem a vergonha que agora se dá na Europa e outros lugares. Assim mesmo, a noção de progresso e desenvolvimento que tende a relegar a religião ao âmbito privado é algo que não creio que tenha possibilidades de penetrar com sucesso no pensamento da gente no Sul.
Você escreveu em seu blog, “recentemente” que lhe agradaria "pospor a Copa do Mundo". Pode explicar-nos que quer dizer com isto?
A Copa do Mundo, como os Jogos Olímpicos e outros grandes eventos, sempre provoca nos países onde se celebram esta pergunta: "E depois, o quê?" Preocupa-me o que vá suceder depois, porque não temos nada tão grande que esperar como este projeto. Eu não me queixo da Copa do Mundo, creio que é uma excelente oportunidade. Mas uma oportunidade que me agradaria que se pudesse ser estendida e prolongada o maior tempo possível.

Como vê o papel da igreja na Copa do Mundo? E que papel a igreja pode desempenhar no desenvolvimento do futuro da África do Sul?

Creio que há muita margem para as igrejas trabalharem com a Copa do Mundo. Em primeiro lugar, a Copa do Mundo significa hospitalidade, ao menos de um ponto de vista africano. Assim que a hospitalidade vai ser um tema muito importante, e é ai que as igrejas podem ajudar ao mundo secular, mais orientado a uma mentalidade empresarial.
A Copa do Mundo atrai os ricos de todo o mundo, mas também traz pobres. Marginalizados, pessoas vulneráveis, prostitutas, vendedores ambulantes de todo o mundo chegam dispostos a vender o que possam ganhar um dinheiro. Creio que a igreja deve cuidar daqueles que não podem cuidar de si mesmos durante este tempo.
Inteirei-me de que várias igrejas, entre elas o Conselho de Igrejas, desenvolveram projetos para ajudar crianças vítimas de gangues, prostitutas, para trabalhar com elas durante este tempo, tratando de ser úteis a elas, de maneira que não seja só uma Copa do Mundo por e para os ricos.

Você acredita que o futebol é a religião moderna?

O futebol é uma forma de religião. Creio que é uma forma pobre de religião frente ao cristianismo, que para mim é uma religião real. Sem dúvida, o futebol move massas de uma maneira particular e toma emprestado, mais e mais, formas da religião em termos do canto e inclusive o abandono com do que a gente se acerca ao futebol.
No futebol há emoções muito poderosas, como o nacionalismo ou o culto ao herói, que são elementos da religião. Trata-se de uma quase-religião em muitos sentidos. Creio que é importante para nós, como igrejas, lembrar uns aos outros que se trata de um jogo. Mas para o garoto pobre em algum lugar da África do Sul é realmente um jogo que o inspira a se esforçar para dar o melhor de si.
É importante que coloquemos as coisas em seu devido lugar, que dessacralizemos o futebol. Não o façamos tão sagrado como os meios de comunicação o tornam, porque, depois de tudo, é uma coisa muito humana.


Por Rodrigo Ribeiro Rodrigues
Com informações de ALC/ OGalileO

7 comentários:

  1. Graça e Paz do Nosso Senhor Jesus, irmão Josiel!

    Venho agradecer a presença nos blogs que Deus me deu, e por seguir um bem recente que ainda está em construção! Agradeço, por que mesmo não sendo um blog direcionado ao povo de Deus, creio que abençoará as vidas. Deus usa de maneiras que não entendemos, não é verdade?

    Deus abençõe e enriqueça a sua vida, das visões mais sublimes vindas do Altíssimo.

    Grande Abraço!

    Renata

    ResponderExcluir
  2. Olá, eu li o seu blog e achei uma excelente! Sou sua seguidora agora. Visite também o meu blog: overdadeirovencedor.blogspot.com
    Torne-se um seguidor e vamos despertar a nossa fé!
    Ana

    ResponderExcluir
  3. Oi, Josiel.
    Parabéns pelo seu blogue e obrigada por me seguir. Estou também tentando te seguir, mas estou com problema na minha senha.

    Abraços.

    Observação. Como que você conseguiu ajeitar a data nas suas postagens?

    ResponderExcluir
  4. Olá querido irmão!
    Vim retribuir sua visita e observei que moramos na mesma cidade. Moro em Alcantara.
    Conte com as minhas visitas e amizade.
    Shalom1

    ResponderExcluir
  5. Boa tarde irmão Josiel.
    Estou retribuindo seu carinho e seguindo seu blog.
    Que Deus o abençoe ricamente.Paz!

    ResponderExcluir
  6. Josiel, a paz do Senhor!

    Obrigado pela visita e pelo comentário. Parabéns por este Blog edificante. Também estou te seguindo.

    Forte abraço.

    Cleosmar Berto Machado
    http://vidacristavitoriosa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. kkkk's
    Futebol já virou religiaõ mesmo !!!
    ... muito bom o blog ,
    que Deus lhe abençoe ...

    Manias de Internet -

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...