Hoje é Dia da Reforma Protestante!

Em 31 de outubro de 1517, Martinho Lutero deu início ao movimento protestante
Dia 31 de outubro de 1517 foi a data escolhida por Martinho Lutero para divulgar suas 95 teses contra o papa e a Igreja Católica. Era o início da Reforma Protestante, que gerou o movimento evangélico. Já leu as teses? Leia aqui.

Pregadas na porta da Catedral da cidade Wittenberg, Alemanha, os argumentos do ex-monge Lutero não pediam que a Igreja se dividisse, mas que passasse por uma reforma teológica, abandonando práticas que contrariavam as Escrituras Sagradas. Rejeitadas pelo Vaticano, foram o início do que seria mais tarde a Igreja Luterana.

Entre as propostas de Lutero estava a de traduzir a Bíblia para que todos pudessem conhecer a Palavra de Deus. Até então isso era privilégio do clero. Foi uma verdadeira revolução no cristianismo. Lutero baseava-se em “5 pilares” que são usados até hoje para definir a fé protestante: “Somente a Escritura, somente a Fé, somente a Graça, somente Cristo e Glória somente a Deus”.

Os ideais se espalharam pela Europa e encontraram eco em vários movimentos similares. Essa é a raiz das igrejas evangélicas que se espalham por todo o mundo até hoje. Embora pouco divulgada pelas igrejas no Brasil, o fato é que a Reforma ajudou a mudar a história.

Prestes a completar cinco séculos, a Reforma continua inspirando milhares de cristãos no mundo inteiro. Em 2012, foi lançada pelo evangélico Orley José da Silva a campanha “500 anos de Reforma, 100 milhões de evangélicos no Brasil”.

Segundo Orley, o número de evangélicos no Brasil hoje gira em torno de 50 milhões. Sua proposta é que cada crente do país se esforce para “evangelizar uma pessoa não cristã, levá-la a decidir-se por Cristo e a discipular” até 31 de outubro de 2017. Assim, no aniversário de 500 anos da Reforma teremos 100 milhões de evangélicos no Brasil. “É claro que somente isto não basta, precisamos urgentemente de um reavivamento bíblico, que reflita profundamente na espiritualidade, na moral e na ética, primeiro da igreja e depois da sociedade”, esclarece.

GospelPrime

Warner Bros fará filme sobre o rei Davi

Produção está em fase inicial e tem como base o livro do rabino David Wolpe
A história do Rei Davi será contada em um filme da Warner Bros, uma produção baseada no livro “David: The Divided Heart” de autoria do rabino David Wolpe.

Segundo o site Variety, o roteiro do longa será assinado por Nick Shoenfeld que está adaptando a obra de Wolpe para as telonas. O filme vai se chamar “King David”, mas apesar de adiantar os detalhes a produtora não definiu o cronograma de filmagem e nem a data de estreia.

O autor do livro que servirá de inspiração para a obra está feliz com o contrato de adaptação de sua obra e diz que “Davi é o herói e o anti-herói mais complexo da Bíblia”.

Para Wolpe o rei judeu “foi um guerreiro, um prodígio, um poeta, um rei que uniu uma nação e um pecador que se aproximou de Deus”, por isso ele não consegue imaginar um personagem bíblico mais cinematográfico que Davi.

A história do filho de Jessé que de pastor de ovelhas se tornou rei também será contada em outro filme, dessa vez um projeto do cineasta Ridley Scott que está prestes a lançar o filme “Êxodo: Deuses e Reis” que fala sobre Moisés. O filme de Scott sobre Davi ainda não tem data de lançamento.

CpadNews

De quem é a culpa de falta d’água em São Paulo?

Opção1: São Pedro; opção 2: População; opção 3: do Governo Estadual; opção 4: do Governo Federal?
São Paulo vive um dos piores momentos de abastecimento de água. Quem poderia imaginar a maior Capital financeira do País padecendo por falta d’água. Todos os discursos que ouvimos e vemos pela mídia termina em acusações, jogo político e de desculpas tão poucas convincentes. São Pedro tem sido o principal culpado nessa falta d’água. O negócio está tão feio que o tema de falta de água em São Paulo foi uma das críticas feita pelo PT à campanha do presidenciável Aécio Neves, que a culpa da falta d’água em São Paulo era do PSDB.

Como pode uma coisa “tão séria virar piada nas redes sociais”? Triste essa nossa situação, depender de nossos políticos para um assunto que já deveria ter sido pensado bem antes. Quem sabe deva ter pensado: Falta d’água é só no nordeste. Parece piada, mas hoje os paulistanos sentem na pele o que é conviver com o medo da seca.

O Governo Estadual afirma que o que poderia ter sido feito, foi feito e que foge de seu controle provocar chuva, fazer chover… No certo ponto concordo com o Governo de São Paulo, realmente nenhum mortal pode fazer chover se não for por uma intervenção divina ou milagre. Em quanto as autoridades discutem de quem é a culpa, o povo geme, tendo que ficar com esse pesadelo. Em matéria da FOLHA DE SÃO PAULO de 29/10 mostra que a situação só tem piorado a cada dia.

O Sistema Cantareira, principal reservatório da região metropolitana de São Paulo, responsável pelo abastecimento de 6,5 milhões de habitantes, alcançou o mínimo histórico de 4,5%. A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) reconheceu que esta é “a seca mais grave da história” do Estado. A previsão é que a situação poderá mudar somente em Novembro.


“Aqui entra o sobrenatural de Deus o único que pode resolver essa questão.”.
Alguém grita: Peçam chuva pra São Pedro, quem sabe ele manda! São Pedro nunca teve nem terá controle de chuvas. Essa é uma das crenças católicas romanas antibíblica, pois em nenhum momento vemos na Bíblia São Pedro mandando chuva. Mas se o povo clamar a Deus e se arrepender de suas maldades, Deus vai mandar chuva com abundância não só para São Paulo, mas para o Brasil.

Se eu fechar os céus, e não houver chuva; ou se ordenar aos gafanhotos que consumam a terra; ou se enviar a peste entre o meu povo; E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra. 2 Crônicas 7:13-14

Essa nação precisa desesperadamente lembrar-se de DEUS. Essa Nação precisa se lembrar que existe um DEUS no céu que perdoa, que sara, e que manda chuva. Conclamamos a todos os homens e mulheres servos do Deus altíssimo a orarem por essa situação e que todos vejam que DEUS é o Senhor, Único que pode intervir nessa falta d’água. Ele é misericordioso, basta clamar.

“Para que vocês venham a ser filhos de seu Pai que está nos céus. Porque ele faz raiar o seu sol sobre maus e bons e derrama chuva sobre justos e injustos”. Mateus 5:45

Paulistanos! DEUS é o único que pode mandar chuvas com abundancia para que as margens desse reservatório Cantareira sejam ampliadas. Clame com fé Ele mandará chuvas.


Fiquem na PAZ

Pb Josiel Dias

Consciência Cristã se consolida na agenda evangélica brasileira

O evento contará com um total de 111 preleções, realizadas durante os 16 eventos paralelos e 10 plenárias.
A cidade de Campina Grande, Paraíba, desde 1999, realiza um dos maiores eventos cristãos na América Latina, o Encontro para a Consciência Cristã. Em 2015, ocorrerá a 17ª edição do evento, nos dias 12 a 17 de fevereiro do próximo ano, no Parque do Povo, ponto central da cidade de Campina Grande.

Organizado pela Visão Nacional para a Consciência Cristã (VINACC), o encontro trata, de forma gratuita, temas importantes para edificação da Igreja de Cristo, sempre com uma Visão Cristôcentrica, fundamentada nas Escrituras Sagradas.

O evento acontece há 16 anos no interior da Paraíba e, na sua primeira edição, o evento teve a duração de apenas quatro dias e contava com apenas dois preletores: Joaquim de Andrade (CREIA/SP) e Jorge Noda (ILEST/PB). O primeiro Encontro para a Consciência Cristã aconteceu no Museu Vivo da Ciência e Tecnologia. Hoje, o evento ocorre no Parque do Povo, maior praça de eventos da cidade e que também abriga o chamado “Maior São João do Mundo”, durante o mês de junho.

Nos seus primeiros anos, o Encontro para a Consciência Cristã não contava com uma representação legal para a sua realização, só em 2001, foi criada a VINACC – Visão Nacional para a Consciência Cristã, que, a partir de então, tem sido a responsável pela realização do encontro até hoje.

Ao longo desses 16 anos de história, completados em fevereiro de 2014, a Consciência Cristã tem sido um modelo para a igreja evangélica brasileira, no qual muitas pessoas são alcançadas pela Palavra de Deus e, através das inúmeras palestras e seminários oferecidos gratuitamente no evento, têm acesso a uma gama de conhecimentos importantes para o crescimento e fortalecimento espiritual do Corpo de Cristo.

Neste ano, na 16ª edição, o evento teve a importante presença de Paul Washer, um dos maiores pregadores cristãos da atualidade. Além de Washer, outros grandes nomes do estudo da fé cristã já participaram da Consciência Cristã. Nomes como Russell Shedd, Norman Geisler, Augustus Nicodemus, Hernandes Dias Lopes, Ronaldo Lidório, Heber Campos Jr., Jonas Madureira, Solano Portela, Franklin Ferreira, Mauro Meister, Adauto Lourenço, Paulo Cezar – líder do Grupo Logos-, Aurivan Marinho, entre outros.

A cada ano o evento tenta melhorar cada vez mais, seja na sua estrutura ou na escolha dos preletores. Para o próximo evento, 26 preletores estarão presentes na Consciência Cristã 2015, dentre os quais algumas novidades que nunca estiveram no encontro como: Josh McDowell, Justin Peters, Paulo Junior, Elias Medeiros, Messias Anacleto, Simone Quaresma, Orebe Quaresma, Fábio Veodato, Daniel Nunes e Calvino Rocha.

Serão preletores nacionais e internacionais, com uma grande bagagem de conteúdo, que farão preleções em plenárias noturnas e matutinas e em dezenas de eventos paralelos. A parte musical ficará a cargo do Grupo Logos, capitaneado pelo pastor Paulo Cezar.

No quesito estrutura, a 17ª Consciência Cristã terá a 3ª Feira do Livro da Consciência Cristã, a FELICC, que mais uma vez contará com algumas das maiores editoras evangélicas do país; e o Restaurante Maná, que será montado, pelo segundo ano seguido, na parte inferior do Parque do Povo.

A participação na 17ª Consciência Cristã é gratuita, mas depende de inscrição prévia, que pode ser realizada no site oficial do evento www.conscienciacrista.org.br).


GospelPrime

Como Jean Wyllys pode representar a juventude brasileira?

Jamais devemos deixar de defender os valores morais em nossa sociedade
A presidente do Brasil nomeou Jean Wyllys, ex-bbb e deputado federal pelo Rio de Janeiro, como representante da juventude brasileira.

Quem é Jean Wyllys? É hoje o maior opositor dos valores morais que devem governar a família como Deus a instituiu e como a Constituição Federal a garante.

É talvez o mais ferrenho opositor da igreja cristã no Brasil, comparando os cristãos com o fundamentalismo terrorista.

Ele já tem no gatilho Projeto de lei para profissionalização da prostituição, liberação das drogas, cirurgia de mudança de sexo para pré-adolescentes realizada pelo SUS e discriminalização do aborto. É árduo defensor da distribuição do "Kit gay" nas escolas.

Como esse cidadão pode representar a juventude brasileira? Qual é o futuro que queremos para a juventude brasileira?

Numa pesquisa encontrada no google, 91% dos entrevistados não se sentem representados por ele. Jamais devemos deixar de defender os valores morais em nossa sociedade. Jamais deveremos deixar defender a família brasileira!


Por- Hernandes Dias Lopes

“Ouvido de mercador”

E disse-lhes: Quem tem ouvidos para ouvir, ouça. Marcos 4:9

Quem nunca ouviu a expressão: “Fez ouvido de mercador”.  Esta expressão é bastante popular e antiga, acredita-se que venha dos contos orientais. Mercadores eram os homens que vendiam tapetes, bugigangas, etc. Você talvez esteja pensando: E o que mercador tem a ver com isso?
Daí vem o sentido da coisa, acredita-se que esses mercadores orientais, fingissem não ouvir reclamações dos compradores, ou pedidos de descontos, eles fingiam que não estavam entendendo. Fazendo uma tradução bem simples de “Fazer ouvidos de mercadores” podemos definir como: “não dar ouvidos”, “fingir que não ouviu as palavras”, “entram em um ouvido e saem no outro”.
A redundância DO TEXTO Bíblico
“Quem tem ouvidos para ouvir, ouça”. A redundância explicita nessa frase é justamente ao meu ver proposital, para despertar em nós a curiosidade ao lermos tal afirmação. Estranho pensar que os nossos ouvidos sejam para outra cousa, a não ser ouvir, mas para muitas pessoas elas escutam apenas o que lhes convém ou nem dão ouvidos.

“Ouvir e escutar é a mesma coisa”?
Embora seja sinônimos e represente quase o mesmo sentido, há uma pequena diferença entre Ouvir e Escutar. Talvez seja essa a redundância do texto de Marcos 4:9. Vamos novamente apelar para o nosso dicionário. Vejamos: “Ouvir” - Entender, perceber, Atender os conselhos, as razões de. “Escutar” - Ouvir com atenção, Dar atenção a. /Andar indagando.
“Fazendo do evangelho ouvidos de mercadores”
Perceba que “ouvir” é bem mais do que escutar, Ouve-se quando “se entende, Ouve-se quando se percebe, Ouve-se quando se tender os conselhos”. Só terá sentido aquilo que entra nos nossos ouvidos se nós entendermos, percebermos e atendermos tais conselhos, caso contrário agimos como o tal mercador que escuta, mas finge não escutar.
Estranho pensar que existe pessoas que escuta o evangelho, mas de fato elas não dão ouvidos, não guardam em seus corações, ou seja, desprezam tais palavras. As palavras entram em um ouvido e saem no outro. É como se não escutasse, ou ouvir e fingir que não ouviu.  Nada adianta escutar o evangelho e não agir conforme, se assim acontece somos tolos.
“Mas ele disse: Antes bem-aventurados os que ouvem a palavra de Deus e a guardam”. Lucas 11:28

Jesus compara aqueles que ouvem e guardam sua palavra como prudentes, sábias, bem aventuradas, pessoas mais que felizes.
Quando ouvimos o Evangelho e praticamos somos Prudentes, Sábios.

Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras, e as pratica,
assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha; Mateus 7:24
Quando escutamos por escutar ou fazemos do evangelho ouvidos de mercador, somos considerados loucos, insensatos. Veja: “E aquele que ouve estas minhas palavras, e não as cumpre, compará-lo-ei ao homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia; Mateus 7:26

Indesculpáveis diante de Deus
Pessoas que fazem do evangelho ouvido de mercador não poderão se desculpar diante de Deus por nunca ter sido alertado sobre ouvir e guardar as palavras do evangelho e as praticar. 
Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo. Apocalipse 1:3

Dentro deste mesmo contexto, dentro desta mesma mensagem, neste mesmo sentido e propósito vemos em Apocalipse repetidamente a expressão: Quem tem ouvidos ouça o que o espírito diz as igrejas”. Entre o capítulo primeiro ao quarto, vemos por 8 vezes esta expressão.
Porque tanta ênfase a esta expressão? Porque repetidamente a mesma frase entre poucos capítulos? Ninguém naquele grande dia, poderá dizer que nunca, leu, nunca ouviu o que está escrito na palavra dessa profecia.
“Quem tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas”: 
Apocalipse 2:7, Apocalipse 2:11, Apocalipse 2:17, Apocalipse 2:29, Apocalipse 3:6, Apocalipse 3:13, Apocalipse 3:22.

Eis que presto venho: Bem-aventurado aquele que guarda as palavras da profecia deste livro. Apocalipse 22:7.

E o Espírito e a esposa dizem: Vem. E quem ouve, diga: Vem. E quem tem sede, venha; e quem quiser, tome de graça. Apocalipse 22:17

“…Portanto, como diz o Espírito Santo: Se ouvirdes hoje a sua voz,
Não endureçais os vossos corações...” Hebreus 3:7-8

Portanto, contudo todavia não faça do evangelho ouvido de mercador.

Fica na Paz


Pb. Josiel Dias

A minha missão e a transposição do Rio São Francisco

O sonho de todo nordestino está aos poucos se cumprindo, o que era uma utopia virou fato, virou realidade. Neste ultimo dia 15 as águas do Velho Chico começaram a correr no sertão Pernambucano, embora essa primeira fase seja de testes e estes testes apresentaram alguns problemas, em poucos dias a imagem daquela terra árida e seca será mudada, muitos verão a diferença que a água faz. Eu como nordestino estou ansioso para que toda essa obra de fato seja concluída e milhares de pessoas sejam alcançadas.

Este sonho de levar água ao sertão nordestino é muito antigo
A idéia da transposição, entretanto, não surgiu nesse período. Segundo estudiosos, podem-se destacar períodos históricos onde a transposição foi idealizada e sugerida e nada ou quase nada foi realizado. Em 1847, foi apresentada pelo engenheiro cearense Marcos de Macedo ao Imperador Dom Pedro II como solução para os problemas da seca que atingia o Nordeste, mas nada foi feito.
O Barão de Capanema (1856) e o engenheiro Tristão Franklin Alencar (1886) indicaram a abertura de um canal ligando o rio São Francisco ao Rio Jaguaribe, mas os projetos foram arquivados. O mesmo ocorreu no início do período republicano (1889 e 1919), nos governos de Getúlio Vargas (1930-1945, 1951-1954), do General João Baptista de Oliveira Figueiredo (1981), de Itamar Franco (1992-1995) e no de Fernando Henrique Cardoso (1995-2002). Os motivos eram diversos, mas pesaram fatores como falta de recursos, dificuldades técnicas, vontade política, além da resistência de parte da sociedade.
A diferença que as águas desta transposição fará no sertão nordestino será algo tremendo...
Que maravilha! Agora a terra árida, será impactada por essas águas. Lugares onde haviam mortes, serão transformados em celeiros vivos, darão frutos, gerarão recursos à população nordestina. Eu tive o privilégio de viajar margeando o São Francisco nos estados de Pernambuco e Bahia, e vi que cerca de dois quilômetros são de terras irrigadas tanto do lado da Bahia como em Pernambuco, vi também toda a diferença da parte que recebe a água da parte que ainda não chegou a irrigação. Devido essa irrigação desde a década de 80, frutas são exportadas para vários países da América do Sul e para a Europa. Que diferença faz a água, pena que ela não receba de nós o real valor que ela merece! “Só quem sabe a falta que a água faz é quem já viveu nesses lugares”.
Qual a nossa missão e que relação tem os discípulos de Cristo com a transposição de águas?
Mas quem beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede. Ao contrário, a água que eu lhe der se tornará nele uma fonte de água a jorrar para a vida eterna". João 4:14
Certa ocasião Jesus passando por Samaria já cansado de sua viagem, assentou-se a beira do poço, provavelmente com sede, como o escritor João nos relata, e então se aproxima, também do poço de Jacó uma mulher, que vinha em busca de água. Eu acho lindo esse momento e até chamo de “Encontro das águas”. Água da vida versos água perecível.
Jesus então aproveita a oportunidade para matar a Sede espiritual daquela mulher que estava vivendo momento de morte e sequidão. Que diferença fez a “água da vida” na vida da mulher Samaritana. Logo essa mulher se transforma em um canal de benção, ela imediatamente faz a transposição de água viva para sua cidade.
“Então, deixando o seu cântaro, a mulher voltou à cidade e disse ao povo: Venham ver um homem que me disse tudo o que tenho feito. Será que ele não é o Cristo?" João 4:28-29

Transposição da “água da vida” chegando à Samaria

Aquela mulher Samaritana literalmente leva “água da vida” para sua cidade, e o texto mostra claramente o resultado final dessa transposição, vejamos: A cidade de Samaria foi impactada por uma água diferente, uma água que não é perecível, uma água que gera vida eterna. 

A bíblia não relata a quantidade exata de pessoas que experimentaram dessa água viva, mas creio que centenas de pessoas foram impactadas pela fonte que jorrava daquela mulher. “E, por causa da sua palavra, muitos outros creram”. João 4: 41

“Muitos samaritanos, daquela cidade creram nele por causa do seguinte testemunho dado pela mulher: Ele me disse tudo o que tenho feito". João 4:39
Para que serve um canal de transposição se o objetivo não é levar água para os sedentos?
Quando bebemos da água da vida que é Jesus, logo somos transformados em canais de benção para alcançar outros que estão em terra árida, terra de morte para que também recebam da água que bebemos. Mas muitos discípulos não entendem sua missão. Querem ficar entulhados em suas igrejas e não saem para levar dessa água aos lugares mais áridos espirituais. Pergunto mais uma vez: Para que serve água na água? Logo a água será útil se a mesma gerar vida e frutos.
Jesus é a água que mata a sede humana, Jesus transforma o que estava morto em vida, Jesus faz toda diferença na vida daquele que O bebe, O recebe.

A água não faz nenhuma diferença no alagamento, mas quando essa água passa por lugares secos aí sim se gera vida, acontece transformação. Lembre-se você é essa transposição e Jesus vai te levar para lugares que talvez você não gostaria de estar, mas lembre-se é lá que é sua missão... Não se esqueça disso: você é um canal.

“Ora, no seu último dia, o grande dia da festa, Jesus pôs-se em pé e clamou, dizendo: Se alguém tem sede, venha a mim e beba. Quem crê em mim, como diz a Escritura, do seu interior correrão rios de água viva.” João 7:37-38

Faça sua parte, se disponibilize a matar a sede espiritual desses sedentos.


Deus abençoe ricamente

Pb Josiel Dias
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...