Achado arqueológico confirma existência do Rei Davi

Especialistas questionavam a falta de “evidências arqueológicas”; agora isso mudou
Uma rocha encontrada em Israel e que está em exposição no Metropolitan Museum of Art de Nova York, oferece novas evidências sobre a descrição bíblica sobre o reinado de Davi, afirmam especialistas em arqueologia. A peça mede 13 por 16 centímetros e tem 13 linhas de texto que ainda podem ser lidas.

Eles acreditam que o texto mencionando o rei Davi descreveu a dinastia davídica como “extraordinária”, sendo uma das raras peças que substanciam uma das narrativas bíblicas mais questionadas justamente pela falta de registro fora das Escrituras. Estima-se que ela foi talhada cerca perto de 830 a.C., uns 150 anos depois do período em que reinou Davi.

A inscrição vem de Tel Dan, região norte de Israel e comemora as conquistas de Hazael, rei da Síria, inimigo dos antigos reinos de Israel e Judá. Hazael afirma ter matado Jorão, rei de Israel, e Ahaziahu, rei da “Casa de Davi” (ou Judá). O fato de Judá ser reconhecida por uma fonte não judaica como “Casa de Davi” é importante porque seria a única evidência arqueológica do gênero, acabando com uma disputa que dura séculos sobre a existência de um rei chamado Davi.

A Agência Telegráfica Judaica (JTA) informou que a rocha é “a mais antiga referência extra bíblica” ao rei Davi. “Não há dúvidas que a inscrição é um dos artefatos mais importantes já encontrados em relação à Bíblia”, asseverou Eran Arie, curador no Museu de Israel.

No catálogo do museu para a exposição, Arie escreveu que a inscrição com o nome de David é uma “indicação clara de que a” Casa de Davi “era conhecido em toda a região e que a reputação do rei não foi uma invenção literária de um período muito mais tarde.”

As fissuras na pedra não obstruíram a clara menção, que continua “intacta e clara”, disse Ira Spar, professor de história e estudos antigos em Ramapo College, em New Jersey, um especialista em pesquisa sobre a Assíria.

Steven Fine, professor de história judaica na Universidade de Yeshiva e diretor do Centro de Estudos de Israel, acredita que a exposição irá gerar grande interesse de estudiosos e no público em geral.

O ano de 2014 termina oferecendo grandes contribuições para a arqueologia bíblica, oferecendo evidências que suprem uma grande lacuna e objeto de disputa entre estudiosos. Tanto descobertas que confirmam o reinado de Salomão, seu templo e que reforçam descobertas de situações parecidas em 2013.

Os reinados de Davi e Salomão, que são de grande importância para o Antigo Testamento, não tinham até recentemente comprovação arqueológica que realmente existiram. Tudo que se sabe deles vem da Bíblia. Pelo menos até agora. O argumento era a inexistência de monumentos que detalhem as realizações do rei, como era costume na época. Teoria agora que parece definitivamente superada.

Com informações The Blaze

O que algumas religiões dizem sobre o destino dos animais após a morte?

Antes de tudo, devemos informar nesse artigo que a notícia de que o Papa Francisco teria consolado um garotinho que havia acabado de perder seu cão, dizendo que todos os animais vão para o céu, é falsa.

O que correu o mundo foi que ele teria dito “O paraíso está aberto a todas as criaturas de Deus”. Mas ele não disse nada disso.Grandes e sérios sites de notícias do mundo inteiro repassaram a informação sem se certificar se ela era mesmo verdadeira. O The New York Times, por exemplo, publicou a matéria com o dado falso, mas no dia seguinte atualizou a notícia reconhecendo o erro.

Na realidade, foi tudo um mal entendido, pois existe sim uma versão dessa citação que foi proferida por um Papa. Porém, isso aconteceu há décadas atrás, sendo dito por Paulo VI (que morreu em 1978) a um menino durante o seu papado. Não há nenhuma evidência de que Francisco repetiu as palavras durante a audiência pública em 26 de novembro, como tem sido amplamente relatado, nem mesmo estava lá um menino de luto por seu cãozinho morto. O que levou aos boatos foi que o tema da audiência naquele dia se centrava no Fim dos Tempos e na transformação de toda a criação em um novo céu e uma nova Terra.

Segundo o site Crux, o Papa Francisco citou São Paulo, do Novo Testamento, dizendo que não é “a aniquilação do cosmos e de tudo o que nos rodeia, mas a propositura de todas as coisas para a plenitude do ser".

O tema desencadeou uma extensão do assunto proposta pelo periódico italiano Quotidiano, supondo se uma criação renovada leva a questão de saber se os animais também vão para o céu.

A disseminação do boato
Então o periódico afirmou que o Papa teria falado “um dia vamos ver nossos animais de estimação na eternidade de Cristo", citando como frase de Paulo VI quando consolou um menino anos atrás e não de Francisco. O problema é que o título só constava como “Paraíso para os animais? O Papa não descarta isso”, sem especificar qual Papa era.

E daí para a história que o Papa Francisco teria dito sobre os animais no céu foi um pulo. No dia seguinte, 27 de novembro, o Corriere della Sera deu a manchete: “O Papa e os animais de estimação: ‘o paraíso está aberto a todas as criaturas’”. E então, a notícia se espalhou pelo mundo como se Papa Francisco tivesse falado sobre os animais no céu.

Na correção, o New York Times explica que o Papa apenas teria dito: “a Sagrada Escritura nos ensina que a realização deste projeto maravilhoso também afeta tudo ao nosso redor”. Por outro lado, em 1990, o Papa João Paulo II disse que os animais têm alma. Como se vê, não existe um acordo sobre essa questão na Igreja Católica. E como isso é tratado nas outras religiões?

O céu e os animais em outras crenças
De acordo com um artigo de Adam Epstein, do Quartz, os mórmons, por exemplo, têm uma posição esclarecida sobre o assunto, declarando que obviamente os animais podem ir para o céu. Já o islamismo não tem nenhuma resposta muito clara sobre o tema. Segundo o Islã, todas as almas são eternas, o que pode se incluir aí as dos animais.

A questão é que, para chegar ao paraíso (Jannah), todos os seres devem ser julgados por Deus (Allah) no dia do juízo final e alguns estudiosos muçulmanos dizem que os animais não são julgados da mesma forma como os seres humanos. Já outros dizem que eles são julgados, mas não há um conceito sobre o que exatamente acontece com eles depois.

E como será que é na religião de Buda? Bem, o budismo diz que entre os reinos um ser pode renascer, sendo que existem vários "céus", embora eles não sejam lugares permanentes. Eventualmente, o ciclo começa novamente e se renasce em outro lugar e isso continua até o Nirvana.

A religião budista também vê os animais como sencientes assim como os seres humanos, ou seja, são capazes de sofrer ou sentir prazer e felicidade. Dessa forma, o budismo diz que os seres humanos podem ainda renascer como animais e os bichos também podem renascer como humanos. Portanto, para eles, a questão se os animais vão ou não para o céu não se aplica, pois os bichos e os seres humanos já estão todos interligados de certa forma.

Hinduísmo e judaísmo
Ainda segundo o artigo do Quartz, o hinduísmo também descreve um tipo de reencarnação, em que a alma eterna de um ser renasce em um plano diferente após a morte, continuando esse processo até que a alma seja libertada. Para os hindus, os animais têm alma, mas a maioria dos estudiosos diz que elas evoluem para o plano humano durante o processo de reencarnação.

Então, assim como na religião budista, no hinduísmo os animais são uma parte do mesmo ciclo de “vida-morte-renascimento” que os seres humanos, mas em algum momento eles deixam de ser animais e suas almas entram em corpos humanos para que possam estar mais perto de Deus.

No judaísmo, não há um conceito claro sobre se o céu ou o inferno existem. Há vários lugares mencionados nos textos judaicos que parecem ter semelhança com eles, mas são difíceis de analisar. Por essa mesma razão, não há uma visão clara do judaísmo sobre se os animais vão ou não para alguns desses lugares. Alguns rabinos dizem que sim, outros dizem que não.

No entanto, o curioso é que o judaísmo afirma claramente que os animais têm alma. Os judeus mantêm a sua forma de alimentação chamada kosher, em que certos tipos de bichos não são autorizados para consumo como porco, coelho, caranguejo, camarão e também sangue de nenhum tipo, nem em carnes mal passadas. Eles acreditam que o sangue representa a essência do ser.

Por isso, nos animais que são permitidos, é necessário um ritual específico de abate para que ele possa ser consumido pelos judeus. No entanto, não há um consenso sobre o que é uma "alma" animal e se é tão importante ou tão divina quanto uma alma humana.

Fonte(s) Adam Epstein/Quartz/Crux/MEGACURIOSO

Bombeiros penduram placa “Feliz aniversário Jesus” em frente à organização e geram polêmica

Após o ato de expressão do amor de Cristo feito pelo Corpo de Bombeiros, o grupo de ateus argumentou que órgãos do governo não deveriam tomar partido sobre a religião.

O Departamento do Corpo de Bombeiros de Utica, uma cidade de Nova Iorque, Estados Unidos, colocou uma placa em frente à unidade com as palavras: “FELIZ ANIVERSÁRIO JESUS! NÓS TE AMAMOS!”, expressando sua comemoração ao natal. A mensagem gerou a ira de ateus, e a Fundação de Liberdade para Religião está exigindo que a placa seja imediatamente retirado, de acordo com um comunicado de imprensa da organização ateísta.

Em uma carta enviada ao prefeito da cidade de Utica, Robert Palmieri, o grupo argumentou que a mensagem representa uma violação constitucional de "endosso religioso".

"Fui aconselhado pela Thomas Centro de Leis que estávamos bem dentro de nossas calças para mostrar a nossa manifestação de Natal", escreveu Russell Brooks, chefe dos bombeiros, em resposta à Fundação de Liberdade para Religião. "Além disso, eles iriam nos apoiar em todos os esforços de algumas organizações que nos impedem de fazer isso".

"Cerca de 20% dos cidadãos de Utica não são religiosos, e outros seguem religiões não-cristãs – e isso inclui os bombeiros de Utica. O Corpo de Bombeiros de Utica não deve apresentar esta mensagem excludente e alienante", disse Annie Laurie Gaylor, co-presidente da Fundação de Liberdade para Religião, em um comunicado. 

 "Como Brooks se sentiria se seu governo local colocasse uma placa dizendo ‘Feliz Aniversário, Maomé! Nós te amamos! ’? Esta expressão é igualmente inadequada, porque órgãos do governo não devem tomar partido sobre a religião".

Por enquanto, a batalha sobre o a placa de natal expressando o amor a Jesus continua.

Com informações de The Blaze

Contrabando de Bíblias terá sentença de morte como punição na Arábia Saudita

"Se os muçulmanos fossem verdadeiramente confiantes de que sua religião é verdadeira, eles não teriam medo de pessoas que leem a Bíblia", disse Joel Richardson, autor americano.

A perseguição religiosa na Arábia Saudita está entrando em nível mais intenso. O governo do país anunciou que a punição para o contrabando de Bíblias será a sentença de morte.

A informação foi divulgada por um relatório da Sociedade Missionária Clamor do Coração (em tradução livre), afirmando que a lei se estende para a importação de todas as drogas ilegais e "todas as publicações de quaisquer outras crenças religiosas que tragam prejuízo e não sejam Islâmicas."

A Arábia Saudita é o 6º país mais repressivo do mundo para os cristãos, de acordo com a classificação da perseguição religiosa desenvolvida pelo Ministério Portas Abertas, em 2014. Dos 14 países mais repressivos do mundo, 13 deles estão sob regime islâmico ou tem grande parte de seus territórios controlados por rebeldes muçulmanos. A Coréia do Norte é a única exceção, com sua ditadura comunista.

A prática de qualquer outra religião que não seja o Islã é proibida na Arábia Saudita, e a conversão a outra fé é punível com a morte. Crentes muçulmanos correm o risco de morte por honra, se sua fé é descoberta. No entanto, um pequeno, mas um crescente número de muçulmanos estão vindo a Cristo e compartilhando sua fé através da internet ou televisão via satélite.

Joel Richardson, autor americano que têm explorado sobre o assunto, disse que o decreto é a prova de que o governo saudita tem medo do impacto do cristianismo. "Se os muçulmanos fossem verdadeiramente confiantes de que sua religião é verdadeira, eles não teriam medo de pessoas que leem a Bíblia", disse Richardson.

Em seu novo documentário, “End Times Eyewitness”, Richardson explora os recentes relatos de avivamento em vários países muçulmanos do Oriente Médio. "Nos últimos 10 anos, temos visto um dos movimentos cristãos que mais crescem no mundo acontecendo em países como o Irã, Egito e norte do Iraque”, disse.

"Se eles estão executando pessoas por causa do contrabando de Bíblias, então aí está o cumprimento de Apocalipse 6:9", disse Richardson.

“Quando ele abriu o quinto selo, vi debaixo do altar as almas daqueles que haviam sido mortos por causa da palavra de Deus e do testemunho que deram.”

Com informações de WND/Guiame

Igreja Anglicana anuncia primeira mulher que ocupará o cargo de bispo

Pastora Libby Lane foi nomeada para liderar a diocese de Stockport. 
Instituição religiosa tem 80 milhões de fiéis em 165 países.
A pastora Libby Lane se tornou nesta quarta-feira (17) a primeira mulher nomeada para o cargo de bispo da Igreja da Inglaterra, Anglicana, ao ser nomeada para liderar a diocese de Stockport, no centro da Inglaterra.

"É uma alegria inesperada estar aqui. É um dia marcante para mim e um dia histórico para a Igreja", disse Lane, de 48 anos, após o anúncio. Antes de pronunciar as primeiras palavras com a nova função, Lane pediu um minuto de silêncio pelas 141 vítimas do ataque dos talibãs contra uma escola do Paquistão na terça-feira (16).

Libby Lane, que toca saxofone, é torcedora do Manchester United e é casada com um sacerdote, foi nomeada um mês depois do sínodo que mudou as regras para permitir a designação. O Parlamento britânico ratificou a mudança. A aprovação desta reforma pelo sínodo inglês não obriga as outras igrejas anglicanas a ordenar mulheres para o cargo de bispo, mas algumas já haviam se antecipado à Igreja matriz, a da Inglaterra.

A Igreja da Inglaterra, uma cisão da Igreja Católica, é a matriz da comunidade anglicana, que conta com 80 milhões de fiéis em 165 países. Na Inglaterra, as mulheres podem ser ordenadas sacerdotes desde 1992, mas Gales, Estados Unidos, Austrália, Canadá e Suazilândia se anteciparam na ordenação de mulheres como bispos.

Com informações G1

Oração produz intimidade com Deus

Meu pastor sempre dizia: - Se passo um dia sem orar, eu logo sinto a diferença, se passo dois dias sem orar, quem nota a diferença é minha esposa. Quando passo uma semana sem orar, a igreja toda nota a diferença! Jasiel Botelho

É pura verdade, quando li esta frase em uma busca na internet, fiquei imaginando o que farei eu sem orar? A oração abre os céus e nos faz mais resistentes aos ataques malignos. Quando mantemos uma vida de oração, todos logo sentem a diferença.

Quando oramos tornamo-nos íntimos de Deus, desfrutamos sua presença diariamente. Jesus nos ensinou a orar, nos deu exemplo, olha que nem precisava, pois era o próprio Deus encarnado. Mas porque o fez? Quem ora se desliga das circunstancias em sua volta. Quem ora coloca pra fora o que lhe pesa por dentro, quem ora vence. Só tem uma forma de mantermos em pé, é quando caminharmos de joelhos, “orando”.

Feliz é o cristão que aprender que oração produz comunhão na igreja, porque orando invocamos a Deus, "Pai Nosso" e, assim, destruímos todo e qualquer preconceito e divisão. Feliz é o cristão que aprender que a oração o capacita cumprir a missão de falar do amor de Jesus aos que caminham desnorteados como "ovelhas sem pastor".Feliz é o cristão que aprender que a oração o fortalece no momento do sofrimento, traz paz nos momentos de angústia, traz segurança nos momentos de dúvida, traz alegria nos momentos de dor...

Feliz é o cristão que aprender que a oração pelo seu pastor "coloca fogo no púlpito", traz avivamento para a Igreja e unção do Espírito sobre o culto.
Feliz é o cristão que aprender que a oração cura as feridas, restaura a vida, re-faz os sonhos perdidos, traz esperança, e quando não muda as circunstâncias, altera nossas intenções...Feliz é o cristão que ora! Por Rute.

“Há pensamentos que são orações. Há momentos nos quais, seja qual for a posição do corpo, a alma está de joelhos”. Victor Hugo

"Se você não acorda cedo, nunca conseguirá ver o sol nascendo. Se você não orar, embora Deus esteja sempre perto, você nunca conseguirá notar sua presença”. Paulo Coelho

“A oração torna nossos corações transparentes e só um coração transparente pode escutar a Deus!” Madre Teresa de Calcutá

Por Josiel Dias

Igreja Evangélica é demolida em Cartum

Cristãos foram presos e algumas mulheres 
ficaram feridas

Uma igreja em Bahri, no Sudão, foi demolida por autoridades sudanesas no dia 2 de dezembro, informou a Missão Portas Abertas.

A comunidade evangélica do subúrbio de Cartum formou uma corrente humana para impedir a demolição, mas um grupo de investidores insistiu para que o proprietário do imóvel não permitisse que o prédio permanecesse erguido.









Em meio à confusão, a polícia chegou e prendeu cerca de 40 pessoas e alguns integrantes da equipe de demolição. De acordo com um comunicado da Sociedade para os Povos Ameaçados, uma organização de direitos humanos, cinco líderes da igreja estavam entre os presos, pois foram acusados por descumprimento da ordem de despejo e resistência à autoridade policial.

Além dos cristãos presos, algumas mulheres ficaram feridas e precisaram de internação em hospital e um ancião da igreja foi duramente espancado.

Essa não foi a primeira vez, neste ano, que autoridades sudanesas demoliram construções onde cristãos se reúnem em culto a Deus. Em fevereiro e junho, igrejas foram destruídas em Omdurman e Cartum.

Shalil Abdullah, ministro do Sudão e defensor do islamismo, disse que as autoridades não permitiriam licenças para construção de novas igrejas.

Com informações de Portas Abertas


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...