E depois?????

Um determinado professor cristão gostaria muito de ensinar algo aos seus alunos sobre vida eterna. Mas quase sempre faltava oportunidade, até que um dia próximo do final de sua aula ele colocou em prática o seu plano. Teve uma estratégia de fazer algumas perguntas apenas a um aluno, pois sendo assim os demais ouviriam também o diálogo. Dirigiu-se a Pedro, o mais extrovertido e alegre entre os seus coleguinhas, e fez a seguinte pergunta:

___Pedro o que você vai fazer quando for adulto?
Pedro logo empolgado responde ao professor:
___Vou terminar os meus estudos!
E o professor querendo atingir o seu alvo, pergunta novamente:
___E depois?
Pedro todo alegre diz: Terminarei a faculdade!
O professor mais uma vez, provocando-o, continua:
___E depois?
A criança logo responde:___Farei pós-graduação, sei lá alguns cursos.
O professor continua:
___E depois?
___Ah! Farei talvez um concurso público federal. Responde Pedro
___E depois! Insistia o professor.
___Casarei e terei filhos, uma família talvez.
___Sim e depois? Pergunta o professor!

Pedro sem saber aonde o professor queria chegar, arregala os olhos e responde: Ficarei velho, me aposentarei e viverei cuidando de meus netos.
Toda classe escutava atenta o diálogo entre o professor e Pedrinho.
Sem desistir, mais uma vez o professor pergunta:
___E depois Pedro o que vai fazer?
Pedro sem jeito e voz baixa, responde:
___Entrarei no Guines Book por ser o homem mais velho. Serei muito velho, com uns cento e trinta anos mais ou menos...
Neste momento, todos os seus coleguinhas caem na gargalhada, todos se divertem com o diálogo do professor e Pedrinho. Até o professor quase não agüenta de tanto rir. O professor faz um sinal para que a turma faça silêncio e pergunta mais uma vez:
___E depois Pedro, o que vais fazer?
Pedro abaixa a cabeça e com voz bem baixa responde:
___Não tem jeito mesmo, não é?  Mesmo no Guines e vivendo bastante, um dia terei que morrer.
E o professor com um sorriso nos lábios faz a sua ultima pergunta:
___Sim Pedro e depois?
Pedro faz um gesto com suas mãos e responde: Não sei...

O professor então aproveita e mostra para Pedrinho que a historia não acabava ali. E que nós seres humanos devemos também nos preocupar com a eternidade. Foi apresentado ali naquele final de aula o Dono da vida Eterna, não só Pedrinho, mas os demais colegas aprenderam sobre eternidade e sobre  salvação. 

Quantas pessoas que pensam e vivem como esta criança chamada Pedro.
Muitos não sabem “O depois”. Alguns pensam que a nossa vida se resume a este mundo. Alguns pensam que não existe vida após a morte. Belo engano, as escrituras nos mostra que existe uma eternidade pela frente.

Ou estaremos com Cristo na vida eterna, ou separados Dele para sempre. Imagine você, meu amigo, viver neste mundo, até conseguir alguma coisa por seu trabalho, mais um dia você terá que partir e o que ajuntaste para nada lhe servirão. O melhor investimento hoje, enquanto estamos aqui, ainda é garantir a vida Eterna com o Senhor Jesus. 
Pois Ele mesmo garantiu que um dia voltará para nos levar para onde Ele estiver para que estejamos juntos Dele. Glória a Deus por esta verdade. 

"Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, credes também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito; vou preparar-vos lugar. E, se eu for e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos tomarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também". (João 14:1-3)
A nossa história não acaba em um túmulo, somos espirituais, quer você queira ou não, quer creia ou deixe de crer. Existe toda uma eternidade pela frente, qual o lado que vais escolher? Com Cristo é garantia de vida eterna. Sem Cristo é perdição e separação por toda eternidade. Reflita, pense e aceite este passaporte, pois é gratuito.  

O Passaporte chama-se Jesus Cristo o Messias. Ele é a verdade, Ele é o caminho, Ele é a vida. 

Deus te abençoe ricamente.

Por Josiel Dias

Ah se não fosse aquela cruz,

Ah se não fosse aquela cruz, estaria perdido em rumo ao abismo nas trevas sem luz. Ah se não fosse aquela cruz, nas trevas andaria agonizando com o peso nas costas duas vezes morreria. 

Ah se não fosse aquela cruz, minhas dores, minhas magoas, seria minha companhia. Ah se não fosse aquela cruz, passos largos do céu, gosto amargo em vez de mel. Ah se não fosse aquela cruz, tristeza e melancolia em vez de canto de alegria.

Ah se não fosse aquela cruz, hoje eu não entenderia a palavra amor, o que significaria. Ah se não fosse aquela cruz, maldito eu seria, sacrifício não adiantaria apenas em vão me esforçaria. Ah se não fosse aquela cruz, onde estaria o ladrão que na hora final ganhou o perdão o paraíso e também a redenção. Ah se não fosse aquela cruz, à distância do homem para com Deus, só aumentaria, barreiras e um véu os impediria de chegarmos a sua luz.

Ah se não fosse aquela cruz, que matou o filho de Deus trazendo ao mundo o perdão, nos dando liberdade fazendo de Deus ao homem a comunhão.
Ah como amo a mensagem daquela cruz, pois foi nela que Jesus nos trouxe o perdão. Aquela cruz, instrumento de maldição, mas foi por ela e pra ela que fez descer do céu, o Deus encarnado trazendo o homem à reconciliação.

O paraíso será restabelecido, devido aquele sacrifício que nela foi debitado o justo no lugar dos perdidos.

Deixando Jesus o céu de gloria, encarou a dura sorte de terminar sua missão, pendurado nela. O que seria do evangelho sem aquela cruz? Simplesmente não existiria graça. Para muitos, o que representa a cruz? Instrumento apenas de maldição? Para mim representa a minha sorte, pois quem deveria ter morrido nela era eu. Olhando pra cruz, eu sei o que significa amor de pai e por mim foi debitado todas as minhas culpas.

Há se não fosse aquela cruz, há se não fosse aquele madeiro, eu não conheceria meu Jesus. Pois a mensagem da cruz é loucura para os que estão perecendo, mas para nós, que estamos sendo salvos, é o poder de Deus”
I Cor 1:18.

Medite nesta letra muito conhecida:

Rude cruz se ergueu! Dela o dia fugiu,
Como emblema de vergonha e dor!
Mas contemplo esta cruz, porque nela Jesus
Deu a vida por mim pecador.

Sim, eu amo a mensagem da cruz
Té morrer eu a vou proclamar.
Levarei eu também minha cruz
Té por uma coroa trocar.

Desde a glória dos céus, o Cordeiro de Deus
Ao Calvário humilhante baixou;
Essa cruz tem para mim, atrativos sem fim
Porque nela Jesus me salvou.

Nesta cruz padeceu e por mim já morreu,
Meu Jesus, para dar-me o perdão.
E eu me alegro na cruz ,dela vem graça e luz
Para minha santificação.

Eu aqui com Jesus, a vergonha da cruz
Quero sempre levar e sofrer;
Cristo vem me buscar e com Ele, no lar
Uma parte da glória hei de ter.

Por Josiel Dias

A Terra Continua Gemendo com dores de parto.

Por isso a terra se lamenta, e todo o que nela mora desfalece,
juntamente com os animais do campo e com as aves do céu; e até os peixes do mar perecem.
Porque sabemos que toda a criação, conjuntamente,
 geme e está com dores de parto até agora;
 Romanos 8:22, Oseias 4:3
O que está acontecendo? Catástrofes e mais catástrofes, eventos climáticos até então desconhecidos, a terra não é mais como a, pelo menos, vinte anos atrás. Tudo mudado, a natureza denuncia a inercia humana, todos sofrem todos gemem. Conforme os textos do profeta Oseias e de Paulo aos Romanos acima, vemos a natureza respondendo a ação do homem. Segundo as escrituras sagradas, não era assim o “nosso planeta” no princípio quando foi criado por Deus. Gênesis 1:31.

Tudo funcionava perfeitamente, mais infelizmente o homem prevaricou diante de Deus e foi lançado fora de sua presença. As consequências foram terríveis afetando a terra, plantas e animais. Hoje a natureza geme, o sol geme, o mar geme, as plantas gemem, juntamente gememos solidários ao nosso planeta.
Hoje são poucos acertos meteorológico do clima, pois às vezes eles apontam para dia ensolarado e simplesmente chove. A meteorologia diz que vai chover e faz um dia quente de sol.

“Eu enlouqueço a ciência deles”. Lembra-se desta frase?
 Isaías 44:26-26.
Para os cientistas a culpa é totalmente do homem, e o que estamos vendo é a resposta da natureza ao homem, seria a famosa lei da física, para cada “ação nossa, existe uma reação” da terra.

Infelizmente tenho que concordar com os cientistas, pois o que estamos vendo é resultado do que foi plantado pelo homem. 

A terra fede diante de Deus, os homens deixaram a glória de Deus e se prostituíram com a idolatria a impureza, a lascívia, a violência uns com os outros. Amam mais as “cousas” os objetos do que o próprio ser humano, não se entendem, falam de paz e rejeitam o Autor da Paz. 

Falam em preservação da natureza e devoram-se uns aos outros. Valores invertidos, famílias aniquiladas, corrompidas, e os que têm poder para julgar ou criar leis, criam ao seu próprio favor favorecendo os ímpios e humilhando e massacrando os humildes e justos. Miqueias 7:1-15.

O certo passou ter o conceito de errado, contudo, todavia o errado é o certo. Romanos 1:23-32. Teria como a nossa terra ser sarada?
Estão criando leis, contra a família e favorecendo outros, onde estes outros são tratados como uma nova raça cheia de privilégios que não existem em nenhuma outra etnia ou grupo ou raça.

Como você acha que Deus vê tudo isso? Sabemos que Deus é amor, sabemos que Ele estará sempre de braços abertos a perdoar. Mas é preciso entender que para isso o homem precisa arrepender-se de sua prevaricação, então está confirmado pela palavra, que Deus não só perdoaria como também sararia a sua terra. II Crônicas 7:14.

Estamos vivendo dias conforme Sodoma e Gomorra, tudo isto fede diante de Deus. Deus ama ao pecador, mas abomina a prática do pecado.
Em uma só voz, gemendo, gritamos! Meus Deus, até quando não julgarás a nossa causa? Até quando o justo será pisado? Até quando os pobres serão exterminados enquanto os ímpios e soberbos prevalecerão?
Purifica-nos Senhor, sara-nos, socorre-nos, nos salva, transforma-nos. Retira de nós o opróbrio. Por favor, Deus, precisamos do Senhor. Maranata!

Josiel Dias

Minha Curiosidade, me Derrubou....

“... o pecado jaz à porta, e sobre ti será o seu desejo; mas sobre ele tu deves dominar.”
Gênesis 4:7b
Desde o Edem o homem é curioso, olhou o que não devia, mexeu no que não podia e pagou por sua curiosidade e rebeldia. A curiosidade junto a natureza humana provoca em nós todos os dias uma intensa batalha: homem natural versos homem espiritual. Quem ganhará esta guerra?

Vence a guerra aquele que está bem alimentado, seja o meu homem espiritual seja o meu homem natural ou carnal. Para o homem natural, ler frases como por exemplo: Não Mexa, Não Faça, Não pode, Não siga, pode ser traduzido ou interpretado como: Não há nada de errado em mexer, Porque não fazer? Não é bem assim, tudo o homem pode.

Isto só alimenta o desejo de Mexer, Fazer, Poder e Seguir. Isto é tão natural, que podemos ver isso ainda na criança, quando falamos não mexa ali, mas temos certeza que a criança vai lá por sua curiosidade e acaba fazendo totalmente o que nós pedimos para não fazer.

Desde o princípio o homem pagou caro por sua curiosidade e desobediência. Lembra da curiosidade de Eva e o que a Serpente falou para Ela? - Não é bem assim que Deus disse: Claro que vocês não vão morrer, não foi isto que Deus quis dizer. (Gênesis 3:4-5).

A intenção da Serpente realmente é mostrar para o ser humano que não há nada de errado, em ver, e mexer. A Serpente ainda completa: Não há nada de errado, pois porque colocaria Deus esta situação a sua frente sabendo que és fraco? Quem nunca fez? Deixa de ser bobo.

Mas o contexto é bem diferente Deus mais a frente diz para Caim: O pecado jaz em tua porta, basta, ou resta, você dominá-lo. Não é a toa que o Senhor nos concede, através do Espirito Santo, o fruto do Espirito “Domínio Próprio”

Quando temos o domínio próprio, não mexemos, não fazemos, não seguimos na contramão, pois sabemos que isto é coisa de Adão, coisa do velho homem.
Veja abaixo uma confissão de um Pastor que caiu, por pensar que era forte suficiente.
Após sua inevitável queda, o Pastor; “Barbosa” Nome fictício redigiu a seguinte carta ao ministério e convenção de sua denominação:

Graça e Paz, não minha mas do Senhor Jesus seja com todos.

Quero trazer a publico o que ocorreu comigo nestes últimos dias. Sempre fui invejado por outros pastores devido a minha espiritualidade e sabedoria na palavra. Meus sermões eram copiados e repassados em vários púlpitos. Pensei que eu era imbatível, jamais pensei que cairia, mais a bíblia tinha razão, pois enganoso é o coração do homem.

Tantas vezes critiquei “Adão”, mas assim como Eva fui curioso demais. Ouvi o que não devia. Olhei para onde não podia. Mexi onde nunca deveria ter mexido. Alimentei a minha natureza e meu velho homem e também agi como uma criança teimosa e arteira.

Assim fiz por minha curiosidade achando que estava preparado espiritualmente para sair ileso. Mas com o pecado e a serpente não se brinca, quando me vi, já estava laçado, envolvido e tarde demais para correr. Alimentei o meu homem carnal e matei o espiritual aos poucos entrei em declive até o chão.

Mexi no proibido, a minha curiosidade alimentada por minha natureza humana me derrubou.. Miserável homem que sou. Agora, no chão e sem forças, sem amigos, sem família, sem ministério, só me resta um milagre. Agora, morto espiritualmente, peço ajuda para aquele que até os mortos ressuscita. Deus tenha misericórdia de mim.
Assinado Pastor Barbosa

“Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, ... Porém, como a tentação, a nossa reação à provação depende em nós. ..... Deus nos promete um escape junto com a tentação para que possamos suporta-la (... antes com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar - I Co 10.13).

Por Josiel Dias

Rhuan e o silêncio ensurdecedor

Assusta demais constatar a seletividade da chamada grande mídia para esta tragédia.
9 anos de idade foi o limite da sua vida. Impensável, seu fim foi decretado por sua própria mãe com ajuda de sua companheira. Um ano antes de morrer esquartejado sem qualquer chance ou apelação, teve seu pênis cortado. Segundo confissão das assassinas e conclusão da investigação policial, a criança foi decapitada ainda viva e levou onze facadas enquanto dormia. Perguntada sobre a reação do menino, a resposta da mãe foi seca e fria: deu apenas um pequeno grito.

Os detalhes desta história macabra estão fartamente disponíveis na internet. Mas assusta demais constatar a seletividade da chamada grande mídia para esta tragédia. Com reportagens extremamente discretas e econômicas, o que se viu foi um “pequeno grito” de uma mídia que vai morrendo em sua credibilidade a cada dia.

Quem soube e acompanhou o caso teve as mesmas reações: indignação, nojo, revolta, medo. Menos a grande mídia, pois a pauta dela se baseia na ideologia de sua preferência, não naquilo que é notícia. É um silêncio que grita muito forte, pois a voz do menino Rhuan vai continuar incomodando corações e consciências em todos os cantos do país.

Tente imaginar se tal crime tivesse sido provocado por um casal hétero e cristão, imaginou? Teríamos notícias todos os dias, semanas, meses. Mas não, o crime inenarrável saiu de mãos que se escondem atrás de rótulos como “minorias”, portanto a condução da notícia recebeu a linha da discrição, da quase invisibilidade.

Rhuan não teve a chance de ser amado. Morreu sem saber por quê. Perplexos ficamos todos nós neste Brasil que não cansa de produzir tragédias. Sem oportunismos numa hora dessas, mentes monstruosas existem em todas as ideologias, em todos os lados, em todos os grupos. Mesmo assim, o silêncio seletivo da grande mídia é ensurdecedor.

Esta história me fez lembrar de Alan Kurdi, o menino morto numa praia da Turquia em 2015, que se tornou ícone do drama dos refugiados sírios graças a divulgação maciça por parte da mídia mundial, drama até hoje sem solução. Que a grande mídia brasileira acorde enquanto é tempo, senão ela perderá definitivamente o bonde da história. O menino Rhuan é tão ícone quanto o garoto sírio. Ambos precisam da mesma coisa: amor. E amor, no caso da mídia, passa por visibilidade, jamais por uma quase indiferença decepcionante.

Na Síria, no Brasil, como em qualquer lugar do mundo, falta cada vez mais Deus no coração do homem. Pesquise sobre as barbáries nos gulags, nos campos de concentração, na prisão de Abu Ghraib, você verá do que é capaz o homem quando Deus está fora da equação. Nos caso dos meninos Alan Kurdi e Rhuan, assim como milhares de crianças violentadas por todo o mundo, me consola saber que o Reino dos céus pertence a elas. Sendo assim, o Rei deste reino, Jesus, cuidará pessoalmente de cada uma, assim como julgará cada um dos culpados que tentaram fazer surda toda uma geração, que tentaram abafar pequenos gritos inocentes. Maranata!

Edmilson Ferreira Mendes é teólogo. Atua profissionalmente há mais de 20 anos na área de Propaganda e Marketing. Voluntariamente, exerce o pastorado há mais de dez anos. Além de conferencista e preletor em vários eventos, também é escritor, autor de quatro livros: '"Adolescência Virtual", "Por que esta geração não acorda?", "Caminhos" e "Aliança".

* O conteúdo do texto acima é uma colaboração voluntária, de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

Fonte Portal Guiame.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...