“Pastor Michael Jackson” faz sucesso em igrejas cantando e dançando

Silvio Maia ficou conhecido pela coreografia do vídeo “Dia de Alegria” 
O cantou Michael Jackson, falecido em junho de 2009 é uma das inspirações do pastor Silvio Maia, que lidera em uma igreja em Campo Grande, na zona oeste do Rio de Janeiro. Após ter investido todas as economias na gravação do seu primeiro CD, passava por momentos difíceis.

O disco não obteve o sucesso esperado no concorrido mercado gospel. Mas tudo mudou após um vídeo com uma de suas apresentações fazer sucesso no YouTube. Enquanto cantava e dançava, o pastor acabou deixando o sapato escapar. A apresentação, que aconteceu três dias antes da morte de Michael, viralizou rapidamente.

“Ninguém me chamava de Pastor Michael Jackson. Durante uma apresentação em uma igreja, entrei no palco para cantar uma música que compus, “Dia de alegria”, fui fazer um passo e o sapato voou. Três dias depois, Michael morreu. Alguém gravou e postou o vídeo assim: ‘Michael não morreu, virou crente’ “, explica.

Maia se declara fã do cantor americano e em sua casa coleciona objetos com o rosto do astro. Ele admite que nem todos entendem seu “estilo”. Para muitos evangélicos, afinal, dança e religião não se misturam.

“Deus é alegria. E Ele fez essa maravilha na minha vida, no momento em que mais precisava. Só tenho a agradecer ao sapato que saiu, aos passos do Michael e a essa alegria que é Jesus”, assevera.

O pastor faz várias apresentações pelo Brasil desde a morte de Michael Jackson, unindo a pregação do Evangelho com os passos do cantor (incluindo o famoso moonwalk).

Hoje conhecido como “Pastor Michael Jackson”, ele lembra que tudo começou com uma brincadeira. “Já era fã do Michael, e sempre achei que Jesus era fonte de alegria. Por que não juntar as duas coisas? Uma vez, dançando em casa, usei passos do Michael em uma música que tinha composto, “Dia de alegria”, e o famoso gritinho, “Au!”. Meu filho adorou, e eu percebi que poderia dar certo”.

O sucesso na web rendeu a ele convites para cantar em várias igrejas pelo Brasil. “Um dia recebi um telefonema perguntando se eu era o Pastor Michael Jackson. Acabei convidado para cantar em mais de 40 igrejas. Consegui reformar minha casa e comprar um carro para a minha esposa”.

Em entrevista ao programa “Fique Ligado” , ele admite: “Sou muito criticado. A verdade é que Jesus também foi criticado e eu não vou ser diferente… A Bíblia diz que o homem segundo o coração de Deus também era um dançarino”. 

Assista:



Com informações de Extra

Claudio Duarte pede perdão a católicos por tê-los “ofendido”

“Temos posicionamentos diferentes, mas isso não nos impede de caminhar próximos”, garantiu.
O pastor Claudio Duarte foi alvo de uma campanha de católicos na internet contra ele. Muitos deles acham que o líder evangélico estimulou o “falso ecumenismo” ao pregar “contra Maria” dentro da Paróquia Nossa Senhora Rainha, de Belo Horizonte.

Diferentes páginas católicas nas redes sociais reproduziram o vídeo e pedem que o pastor não seja mais convidado para falar em igrejas católicas, por “respeito a Maria”.

O site Fides Press reclama que “Existe uma profunda desorientação na Igreja. Os nossos pastores (padres e bispos) resolveram por fogo na sacristia e os fiéis? Ahh, esses que inalem as fumaças da confusão de Satanás enquanto riem das baboseiras dos “Omoristas” do evangelho.”

Devido à repercussão negativa, o pastor Cláudio decidiu gravar um vídeo pedindo desculpas aos católicos. No material, que tem cerca de um minuto, ele afirma ter feito “uma brincadeira que não devia” e ter criado “uma situação desagradável para a fé de pessoas que me respeitam”.

Mesmo deixando claro que tem os “seus valores” dos quais não abriria mão, eles não faziam dele “alguém mal-educado”. Reiterou que não devia “ter falado da maneira como falei”.

Lamentando o ocorrido, assegurou que foi “tolo” e que fez uma brincadeira que não devia. Reiterou seu respeito à comunidade católica. “Temos posicionamentos diferentes, mas isso não nos impedem de caminhar próximos”, garantiu. Encerrou pedindo perdão aos católicos.

Assista:


GospelPrime

Convertida, Suzane Richthofen quer ser missionária (e não é boato)

“O perdão vem de Deus”, afirma pastor da Quadrangular que a discípula
O caso de Suzane von Richthofen é um dos mais conhecidos do Brasil. Em 2002, a jovem foi parar atrás das grades por ter planejado o assassinato dos pais e ajudado na execução. Atualmente com 33 anos, ela está no presídio feminino de Tremembé, interior de São Paulo.

Seu noivo, o empresário Rogério Olberg, 38, e ela, pertencem à Igreja do Evangelho Quadrangular em Itapetininga. Os dois desejam casar até o fim do ano e estão sendo discipulados pelo pastor Euclides Vieira. Também revelarem recentemente o interesse em virarem missionários.

O projeto inclui pregar o Evangelho a pessoas como moradores de rua e usuários de drogas. “Perguntei a Suzane se ela está preparada para a possibilidade de as pessoas se levantarem e irem embora da igreja, para andar na rua e ouvir xingamentos”, relatou Vieira à reportagem de Veja São Paulo.

O líder religioso disse também: “Ela olhou firme nos meus olhos, afirmou que faria aquilo por Deus e enfrentaria o que viesse. Senti bastante firmeza.”

A primeira pregação pública de Suzane será em agosto, quando ela terá direito a saída provisória do Dia dos Pais. Se a Justiça lhe der o aval, ela contará seu testemunho aos dependentes químicos na Casa de Recuperação Jeová Rafá, mantida pelo pastor Vieira em São Miguel Arcanjo, também no interior paulista.

Naquela local Olberg fez sua primeira pregação no último dia 2. Aos usuários em reabilitação, admitiu que sua futura esposa “é a mais odiada do Brasil”. Ele possui uma pequena empresa de serviços de transporte, mas ficou sem trabalho desde que o romance com Suzane foi revelado.

Condenada a 39 anos de reclusão, dos quais já cumpriu 15, ela apresenta boa conduta e trabalha, tentando conseguir a transferência para o regime aberto até 2020, na hipótese mais otimista. O pastor conta que ela estuda a Bíblia e frequenta os cultos semanalmente. Para se tornar missionária, Suzane precisa fazer um curso básico no Instituto Teológico Quadrangular, com a duração de um ano.

Vieira sugeriu que ela fizesse por correspondência. As apostilas seriam encaminhadas à penitenciária. A aprovação dependeria de uma entrevista com uma liderança da igreja, onde mostraria sua capacitação.

“Nessa etapa, sentimos a espiritualidade e a verdade do candidato, então nenhum ator consegue nos enganar”, revela o pastor Davi Rodrigues, membro do Conselho Nacional de Diretores da Quadrangular. “Toda pessoa tem direito a uma segunda chance, se estiver mesmo arrependida”, insiste, numa referência a Suzane.
O perdão vem de Deus

O noivo dela, que frequenta a Quadrangular desde jovem, foi quem a evangelizou. Olberg pregava o Evangelho por meio de cartas enviadas à Suzane, que conheceu por intermédio da irmã Luciana, também presidiária de Tremembé. Vieira pastoreia o rapaz desde 2005.

À Veja, o pastor Vieira tem uma história pessoal de superação. Ele venceu o vício em cocaína que durou dezesseis anos. Com a abertura da casa de recuperação, já ajudou dezenas de famílias.

No início do namoro do casal, Vieira disse a Olberg: “Falei: ‘Se é amor verdadeiro, assuma a bronca e bola pra frente’ ”, lembra. “Alguns conhecidos comentaram ser inadmissível eu estar ao lado de Suzane, mas tenho exemplos de criminosos recuperados. O perdão vem de Deus”, finaliza.

GospelPrime

“Mataram meu pai só por que ele disse que era cristão”

O egípcio Mina Habib, de apenas 10 anos, raramente sai de casa nestes dias. Ele ainda está se recuperando após ter visto seu pai Adel ser assassinado por jihadistas do Estado Islâmico, em Minya. Em meados de maio, 29 cristãos coptas estavam indo para uma reunião de oração em um mosteiro quando foram atacados pelos extremistas muçulmanos.

Em entrevista à agencia Reuters, Habib contou que estava no ônibus que foi atacado e que seu pai foi obrigado a descer, junto com vários outros. Os homens mascarados perguntaram se eles queriam negar a Jesus e se converter ao Islã. Diante da negativa, começaram a executar um a um com tiros na cabeça.

“Nós vimos pessoas sendo mortas, simplesmente jogadas ao chão”, relata o menino, que hoje recebe apoio psicológico de uma igreja copta local. Seu irmão mais velho, Marco, conseguiu escapar com vida e visita regularmente o monastério para ler a Bíblia como forma de terapia.

“Eles pediram que meu pai se identificasse. Depois, mandaram que ele recitasse a profissão de fé muçulmana. Ele se recusou, dizendo que era cristão. Eles atiraram nele e em todos os outros que estavam no veículo”, relata Habib sobre os últimos minutos de vida de Adel.

Ainda segundo o jovem, eram 15 homens armados e mascarados, que mataram várias crianças, sempre perguntando antes da execução se elas eram cristãs. Acrescentou que toda vez que os jihadistas atiravam em alguém, gritavam “Allah é grande” e comemoravam.

Hanaa Youssef, a mãe de Mina e Marco, conta que tem orgulho de seus filhos, mas diz que ela e os demais coptas da região sentem-se indefesos diante de tanta violência. Ressalta que o governo egípcio não tem tomado providencias para protegê-los e por isso temem novos ataques. “Meu marido visitava regularmente o monastério há mais de 25 anos e esse tipo de coisa nunca tinha acontecido por aqui”, relata.

O Estado Islâmico vem promovendo uma guerra contra os coptas egípcios, que são cerca de 10% da população.

Desde o final do ano passado, promoveram numerosos atentados nos últimos meses, tanto contra grupos quanto contra indivíduos, tendo deixado claro em vídeo divulgado na internet que seu objetivo é exterminar o cristianismo do país.

GospelPrime

Diante do Trono grava novo CD e DVD, na Jordânia


O projeto visual têm direção e produção de Alex Passos, conhecido por assinar os projetos do DT desde o DVD Creio . (Foto: Reprodução).


O novo projeto do grupo segue os passos de seu antecessor, o "Tetelestai", que por sua vez foi gravado em Israel.

O Ministério de Louvor e Adoração Diante do Trono encerrou as gravações do mais novo projeto musical do grupo. Seguindo os passos de Tetelestai, o primeiro a ser gravado fora do Brasil (Israel), a nova produção foi registrada na Jordânia. O DT18 promete canções inéditas e um visual encantador. Algumas imagens estão sendo publicadas pela vocalista do grupo, Ana Paula Valadão.

Para o registro do DVD, foram escolhidos alguns dos mais importantes locais do país, como as ruínas de Amman e Petra, além do deserto de Wadi. Tais lugares estão registrados nas Escrituras como espaço de grandes acontecimentos históricos.

Para abrilhantar ainda mais o projeto, Ana Paula convidou participações especiais. Um nome especial é Asaph Borba (Alto Preço e Jesus, em Tua Presença), ícone da adoração congregacional no Brasil que inclusive participou anteriormente do DVD “Sol da Justiça”, gravado em Natal (Rio Grande do Norte) cantando a música “Um” e sendo homenageado com um medley.

Além de Asaph, o cantor e compositor Fred Arrais (Meu Salvador e Eu Quero Mais) e sua esposa Flávia Arrais também fizeram parte do projeto. Fred já havia participado da gravação do disco “Imersão 2”, que ainda será lançado e foi gravado durante o Congresso de Louvor, Intercessão e Missão Diante do Trono 2017. Ele também é o autor da canção “Ele me Libertou”, regravada por Israel Salazar em seu disco de estreia, Jesus.


Ana Paula Valadão é registrada por Alex Passos e Felipe Barros, es vocalista do Ministério Fluir. (Foto: Reprodução)

Direção e nome do projeto
O projeto visual têm direção e produção de Alex Passos, conhecido por assinar os projetos do DT desde o DVD Creio (2012). Alex também já trabalhou com André Valadão, Fernandinho e Preto no Branco.

O novo CD e DVD do Diante do Trono ainda não tem nome, mas os seguidores podem ajudar a escolher. A líder Ana Paula Valadão deixou duas sugestões para votação. São elas “Águas Do Jordão” e “Deserto de Revelação”. Os internautas podem votar por meio das redes sociais usando as hashtags #ÁguasDoJordão ou #DesertoDeRevelação.

Guiame

500 Anos


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Tags

(799) Cristãos Perseguidos (564) Cristãos (522) Bíblia (493) Intolerância Religiosa (365) Israel (350) Evangélicos (304) igreja (264) Reflexão (247) apocalipse (196) oração (191) Homosexualismo (177) catolicismo (156) Rede Record (150) homofobia (147) Irã (141) escatologia (132) Missões (131) Evento Gospel (128) Silas Malafaia (126) pecado (124) islan (114) Política (113) judeus (113) ateus (111) Milagres (107) Aborto (106) Religião (105) Natal (102) Criança (92) Ahmadinejad (91) esporte (91) Testemunho (88) globo (77) guerra (73) Perdão (72) Salvação (72) Morte (64) pastores (64) Aline Barros (59) Religiosidade (56) Yousef Nadarkhani (56) PL122 (55) Amor (53) adoração (48) heresia (48) Drogas (43) Prosperidade (42) festival promessas (41) Apostasia (39) Judaísmo (39) Thalles Roberto (39) campina grande (39) Idolatria (38) carnaval (37) Estados Unidos (34) mulçumanos (34) Família (33) Maconha (31) adoradores (29) Shows (28) Catástrofes (26) Hipocrisia (26) Páscoa (22) esperança (22) Mentira (20) Pornografia (20) Confiança (19) Alegria (18) Nasa (18) DIP (17) Oriente Médio (17) Suicídio (17) Paz (16) Rei David (16) adversidade (16) consciência cristã (16) BAND (15) Conforto (15) Pena de Morte (15) Promessa (15) Sofrimento (14) BBB (12) Graça (12) Tatuagem (12) benção (12) dia das mães (12) obediência (12) Justin Bieber (11) impureza (11) Ansiedade (10) Rio +20 (10) livro (10) masturbação (10) Catástrofe (9) Desobediência (9) Filho pródigo (9) Perlla (9) livre arbítrio (9) Jotta A (8) Pedro Leonardo (8) Whitiney Houston (8) filho de crente (8) sony music (8) Darwin (7) Eutanásia (7) Hackers (7) Perigo (7) Senadores (7) União (7) presença de Deus (7) Perfeição (6) cura pela palavra (6) Purgatório (5) alienígenas (5) lei da palmada (5) Aline Barros mostra sua filha (4) Cegueira Espiritual (4) Kaka (4) escolhas (4) texto e contexto (4) torá (4) vasco (4) vigilância (4) Gratidão (3) Pressa (3) Ressentimento (3) Segurança (3) Semeadura (3) Sodomia (3) o Caminho (3) servos (3) Cristo Redentor 80º aniversário (2) Guinnes Wolrd Records (2) Harold Camping (2) Impossiveis (2) Sonho de infância (2) mundial da juventude (2) Flórida (1) Galardão (1) Michel Teló (1) Redenção (1) impios (1) recall (1) vingadores (1)

Uma Reflexão sobre a Crise no Brasil