Grande tribulação começa daqui a um ano, afirma teólogo

Pastor Mark Biltz afirma que luas de sangue coincidem com início de ciclo do Shemitá

Estudioso de profecias, o teólogo e pastor Mark Biltz acredita que existem sinais claros nos céus e na terra que a “grande tribulação” poderá começar em 2015. Para ele, a aparição da “primeira lua de sangue” na Páscoa de 2014, marcou o início do processo.

Desde 2008 ele vem fazendo o que chama de “alerta para a igreja”através das quatro luas de sangue em datas proféticas entre 2014 e 2015. Descendente de judeus, passou anos estudando as profecias sobre o Sol e a Lua desde Gênesis, onde a Bíblia afirma que os luzeiros no céu serviriam “para sinais e para as estações do ano”.

“O termo em hebraico implica que não é apenas um sinal, mas um sinal da Sua vinda”, esclarece. Biltz diz ainda que a palavra traduzida como “estações” tem o sentido de “tempo determinado”, implicando na comemoração das festas estabelecidas por Deus no Antigo Testamento e que seguem o calendário lunar adotado pelos judeus.

“Os eventos estão agora acontecendo fora do controle”, afirmou ele em um artigo para o site WND. A lista com esses “eventos” inclui ataques contra os cristãos por muçulmanos radicais como Estado Islâmico e Boko Haram. Também, menciona o surto de Ebola na África, que afeta pelo menos cinco países e ameaça se tornar uma epidemia continental.

Embora com menos espaço na mídia, os ataques terroristas em Jerusalém têm crescido exponencialmente ao longo dos últimos meses, segundo a Shabak (Serviço de Segurança de Israel). Apresentando um estudo sobre terremotos, comprova o aumento dos tremores que atingem mais de 6 pontos na escala Richter. Foram 116 terremotos desse tipo este ano, com 70 deles desde a primeira lua de sangue. Ou seja, 2014 terá mais de quatro vezes o número médio de grandes terremotos da última década.

Biltz não tem dúvidas que são “as dores de parto da vinda do Messias”. Para o estudioso, o relógio profético e o calendário profético dos dias em que estamos vivendo. Além das chamadas “Luas de Sangue”, ele acredita que durante o Rosh Hashaná (ano novo judaico em 25/9) iniciará em Israel um novo “shemitá”.

O Shemitá é o sétimo ano do ciclo de sete anos quando a terra de Israel tinha para descansar, sendo um ano de reposição econômica para o sistema financeiro judaico. Desde Gênesis, Deus opera em ciclos relacionados com os sete dias da criação. Existe a semana de sete dias, com o sábado para descanso. O ciclo de sete anos conhecido como shemitá e o ciclo de sete Shemitás, totalizando 49 anos, que terminam no ano do Jubileu.

Embora contestado por muitos, os estudos de Biltz comprovam que não é coincidência que no Rosh Hashaná nos anos de 2001 e 2008, a bolsa americana teve quedas drásticas. Isso gerou crises financeiras de alcance mundial.

Mark Biltz lembra que a maioria dos teólogos concordam que a “grande tribulação” durará sete anos. Ele acredita que existe um ciclo profético de shemitá, que perdura ao longo de séculos. Portanto, a tribulação será um desses ciclos de sete anos. Segundo suas contas, o próximo Rosh Hashaná tem “enormes implicações proféticas”, pois fecha um desses ciclos. Embora admita que é impossível afirmar que a tribulação profetizada na Bíblia começará em 2015, entende que o relógio ordenado de Deus pode ser visto a partir dos sinais na terra e no céu.

Portanto, o fato de a chamada “superlua de sangue” ocorrer pela primeira vez na história sobre Jerusalém, no sétimo mês do calendário bíblico, e ainda no final do sétimo ano de um ciclo não poder ser apenas uma “coincidência”. No livro que escreveu sobre o assunto, ele faz uma lista desses sinais:

Data profética principal: Dia dos 70 anos da Independência de Israel (14 de maio de 2018), marcando o renascimento da nação. Jesus, o Messias judeu, afirmou não iria passar de uma geração (70 anos) o cumprimento das profecias para a sua volta (Lucas 21:30 a 32);

Assista:


GospelPrime

Três cristãos assírios morrem de fome no Iraque

Nos últimos meses, cristãos têm sido forçados a abandonar suas casas
A Agência Internacional de Notícias Assíria (AINA) relata que os corpos de George David e seu filho David Saad foram encontrados por seu vizinho muçulmano na casa onde viviam em Bashiqa.

A cidade, historicamente uma aldeia cristã assíria na planície de Nínive, está agora ocupada pelo grupo radical Estado Islâmico (EI). 

O vizinho conta que sentiu um cheiro estranho. Ele então entrou na casa, onde encontrou os corpos, e depois os enterrou em uma igreja. De acordo com a AINA, o vizinho suspeita de que eles não tenham conseguido abandonar a cidade depois da chegada do EI, uma vez que tanto o pai como o filho eram surdos e mudos.

Ainda em Bashiqa, o corpo de um homem cristão assírio de 70 anos foi encontrado em sua casa. De acordo com a AINA, acredita-se que os três morreram de fome.

Mantenha a Igreja viva no Iraque!
Nos últimos meses, a maioria dos cristãos fugiu do Iraque. Milhares deles têm sido forçados a abandonar suas casas somente com a roupa do corpo, deixando tudo para trás. O grupo extremista Estado Islâmico, em decorrência da guerra, tem como uma de suas missões exterminar o cristianismo e acabar com a Igreja no país.

CpadNews

Refugiados cristãos marcam tendas com a letra `N´, de nazarenos

Testemunho de cristãos iraquianos perseguidos surpreende
Com a constante perseguição e o reino de terror imposto pelo Estado Islâmico na região fronteiriça entre Iraque e Síria, muitos refugiados buscam um local seguro para escapar do conflito que tomou conta de sua terra.

Nos arredores de Erbil, capital do Curdistão, no norte iraquiano, existem vários campos de refugiados. Eles foram criados pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) e abrigam milhares de pessoas.

O Curdistão Iraquiano tem seu próprio governo, pois é considerado uma região autônoma e até o momento tem conseguido resistir às investidas do EI graças à milícia “peshmerga”, que têm apoio dos EUA. Estima-se que o número de refugiados no Curdistão Iraquiano já passa de 200 mil.

Entre as milhares de tendas beges fornecidas pelo ONU, a maioria abriga cristãos, que foram os maiores alvos do EI. Quando os terroristas invadem uma aldeia, dão a opção dos cristãos se converterem ao islamismo. Caso contrário, morrerão. A maioria se recusa e acaba sendo executada. Os poucos que conseguem escapar têm dado testemunho de sua fé.

Embora tenha graves problemas relacionados à saúde e saneamento básico, pode-se ver nas imagens das tendas que os cristãos continuam firmes. A maioria usou tinta spray para desenhar o mesmo “n” - que marca propriedade dos Nasrani (Nazarenos, em árabe - que os milicianos do EI pintam na casa de cristãos.

A imagem de um dos acampamentos de Erbil vem sendo compartilhada milhares de vezes, acompanhadas por diferentes textos. Todos eles destacam o testemunho e a perseverança daqueles cristãos que perderam tudo por causa da sua fé. Destaque para a tenda número 68, que trás em árabe e inglês a frase “Jesus Cristo é a luz do mundo”.

CpadNews

McDonald's organiza turnê gospel beneficente

Programa arrecadou US$108 mil para cuidar de crianças doentes
A mundialmente conhecida rede de fast food McDonald's organizou uma mega turnê com artistas gospel para arrecadar fundos a serem destinados para crianças doentes.

A campanha “McDonald’s Inspiration Celebration Gospel Tour” arrecadou mais de 108 mil dólares reunindo cantores conhecidos nos Estados Unidos, como Erica Campbell, Anthony Brown, Kurt Carr, Moisés Tyson Jr., Uncle Reece, e outros.

Percorrendo 1 cidades americanas, a turnê está em sua segunda edição e seus organizadores pretendem envolver mais as igrejas para que mais crianças sejam alcançadas pelo benefício.


#FéEmJesus

Criada por casal gay defende família tradicional

Ela quer proteger o verdadeiro matrimônio
A canadense Dawn Stefanowicz se dedica a auxiliar pessoas que passaram pelas mesmas situações que ela: Dawn foi criada por homossexuais e por essa experiência pede ao mundo que proteja o verdadeiro matrimônio, entre homem e mulher.

Stefanowicz vive em Ontario, Canadá, com seu marido e seus filhos e atualmente prepara sua autobiografia. Ela possui um site onde aconselha pessoas que vivem como ela viveu.

No site, a mulher conta como foi difícil estar exposta, logo na infância, a intercâmbios entre casais gays, jogos nudistas, e preconceito contra a sua feminilidade. Com todas as feridas e marcas que obteve ao longo da vida, a Dawn não deseja isso a mais ninguém e empenha-se na luta contra a legalização do casamento homossexual.

Em seu relato, Stefanowicz explica que devido a uma enfermidade grave de sua mãe teve de ser criada por seu pai homossexual quando ainda era uma criança. “Estive exposta um alto risco de enfermidades de transmissão sexual devido ao abuso sexual, aos comportamentos de alto risco de meu pai e aos numerosos namorados que ele teve.

“As experiências pessoais, profissionais e sociais com meu pai não me ensinaram o respeito pela moralidade, pela autoridade, pelo matrimônio e pelo amor paterno. Me sentia temerosamente silenciada porque meu pai não me permitia falar dele, de seus companheiros de casa, seu estilo de vida e seus encontros nessa subcultura. Enquanto vivi em casa, tive que viver segundo suas regras. Mas isso nunca me impediu de amá-lo. Sim, amava meu pai. Mas me sentia abandonada e desprezada”

“Mais de duas décadas de exposição direta a estas experiências estressantes me causaram insegurança, depressão, pensamentos suicidas, medo, ansiedade, baixa autoestima, insônia e confusão sexual. Minha consciência e minha inocência foram seriamente danificadas. Fui testemunha de que todos os outros membros da família também sofriam”, sustenta Stefanowicz.

Ela assegura que só depois de ter tomado as decisões mais importantes de sua vida, começou a dar-se conta de como a tinha afetado crescer neste ambiente, por isso, quer ajudar a todos que sofreram o mesmo.

Fonte: CBN

#FéEmJesus

A imagem de um Êxodo de Cristãos e Yazidis no Iraque é de cortar o coração.

Os cristãos Iraquianos e sua FÉ inabalável em JESUS
A imagem de um Êxodo de cristãos e yazidis no Iraque é de cortar o coração. Crianças, idosos, jovens, deficientes foram forçados a conversão ao islamismo e expulsos de suas casas pelos radicais do ISIS saindo para árida Montanha Sinjar 

Muitas dessas famílias saíram sem levar quase nada para essa peregrinação, entre esses refugiados no monte Sinjar grande maioria são de cristãos. A ONU estima que são cerca de 40 mil pessoas que estão em condições deploráveis.

As redes sociais estão recheadas de fotos e vídeos de centenas de cristãos sendo decapitados, degolados, fuzilados, enforcados pelo simples fato de serem “seguidores de Jesus” 

A situação é pior do que imaginamos. Segundo informações passadas via e-mail do Sr, Seam Malone, o Líder do (CRI) Crisis Relief International, está acontecendo um verdadeiro genocídio no Iraque. Leia parte do e-mail de Seam Malone: “Perdemos a cidade de Queragosh (Qaragosh) Essa cidade caiu ao ISIS e estão decapitando as crianças de forma sistemática. Qaragosh é a cidade que temos vindo contrabandear comida. 

O ISIS tem empurrado para trás a (Peshmerga) ‘forças curdas’ e está há dez minutos de onde a nossa equipe (CRI) está trabalhando. Milhares de civis fugiram ontem à noite para a cidade de ‘Erbil’. A ONU por precaução evacuou toda sua equipe de Erbil. Nossa equipe está indiferente ao ISIS e não pretende sair de Erbil. Pedimos para que todos que estão lendo esse e-mail nos cubram com suas orações e intercessões.” Concluiu o Sr, Seam. 

Desamparados? Jamais!
Como sobreviver encurralado na montanha de Sinjar? Estariam esses cristãos e yazidis desamparados? Elevo os meus olhos para os montes de onde me virá o socorro? O meu socorro vem do Senhor que fez os céus e a terra. Salmos 121:1-2 Quem sabe muitos desses cristãos lembraram desse Salmo de Davi; de repente eles se encontram no monte olhando uns para os outros dizendo: De onde virá o nosso socorro?

Ajuda humanitária e o socorro caindo dos céus
A ajuda está vindo literalmente dos céus iraquiano. Três aviões militares de carga - um C-17 e dois C-130 -, escoltados por dois caças F/A-18, lançaram refeições e água potável para os "milhares de cidadãos iraquianos ameaçados pelo Estado Islâmico (EI) no Monte Sinyar, no Iraque". Os aviões lançaram mantimentos para cerca de 40 mil pessoas.

A primeira missão do gênero foi realizada na quinta-feira. "Até à data, em coordenação com o governo do Iraque, os aviões dos EUA forneceram 36.224 refeições e 6.822 galões de água potável", informou o Pentágono em comunicado.

Deus jamais desampara os seus filhos. Às vezes pensamos; Porque Deus permite toda essa situação? A bíblia nos mostra que nos últimos dias aconteceria exatamente o que estamos assistindo. Todo esse quadro “caótico” está predito antes do glorioso retorno do “Messias Jesus”.

Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome. Mateus 24:9 Mas aquele que perseverar até ao fim, esse será salvo. Mateus 24:13

“Então, os que estiverem na Judéia, fujam para os montes;” Mateus 24:16

E odiados de todos sereis por causa do meu nome; mas aquele que perseverar até ao fim, esse será salvo. Quando pois vos perseguirem nesta cidade, fugi para outra; Mateus 10:23a, Mateus 10:22

Orações e intercessão pelo Iraque
Será que a igreja ocidental ficará de braços cruzados e indiferente a situação desses cristãos em minorias do Iraque? Estou certo que não fará isso, dobrarão seus joelhos e orarão em favor deles. Peço a todos que mobilizem suas igrejas, seus grupos de células e orem pela situação naquele País. Orem para que esses refugiados continuem firmes em sua Fé. Orem para que o amor de Deus invada os corações desses extremistas e eles tenham a oportunidade de conhecer melhor a JESUS.

Por Cristo Jesus nosso Senhor e Salvador Amém.

Pb Josiel Dias

“Gay também é gente”: jovem faz selfie com Malafaia e pastor ironiza

O religioso não se preocupou com as críticas e agradeceu ao movimento gay por promovê-lo
O pastor Silas Malafaia se tornou notícia nesta segunda-feira (8) por ser clicado dentro de um avião da Gol ao lado de sua esposa, a pastora Elizete.

Uma passageira que estava no voo escreveu em uma folha “Abra sua mente, gay também é gente” e tirou uma foto mostrando o pastor ao fundo para “protestar” contra a opinião do pastor a respeito do homossexualismo.

Murielle Faure escreveu no seu Instagram no dia 5 de setembro a seguinte mensagem: “Fui tirar um selfie e olha quem tava atrás, Ops! (Gente que quer poder casar)”.

Respondendo aos seus amigos, ela comentou que assim que viu o que estava escrito na placa o pastor a chamou de estúpida. “Ele falou que eu sou estúpida, que eu podia ter pedido para tirar foto com ele e ele tiraria de boa! Mas aí depois teve um longo diálogo. Aí eu falei ‘vamos tirar’ e eles ficaram ironizando e rindo de mim, falando ‘depois a gente é que é ignorante'”, contou.

Murielle relatou que a discussão com Malafaia foi grande e que ela respondeu dizendo que ignorante é quem tenta impedir a felicidade das pessoas. “Aí ele falou que não impedia a felicidade de ninguém, ele tinha uma posição. Aí ele ficou resmungando e ironizando, eu deixei pra lá.”

A foto de Murielle foi divulgada centenas de vezes, até mesmo militantes do PT resolveram divulgar a imagem para ironizar o pastor que não se intimou com a brincadeira de mau gosto, usou o Twitter para agradecer a promoção gratuita. “Mais uma vez: muito obrigado ao movimento gay por toda promoção que tem feito a meu respeito. Sinceramente não tenho como agradecer.”

GospelPrime 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...