Pastor viciado em pornografia por 12 anos relata libertação: "Quebrei meu orgulho"


Tim declarou que o orgulho foi seu maior obstáculo. (Foto: Reprodução).


Lentamente, o pastor Tim foi quebrando os laços com seu pecado. Mas, isso só aconteceu quando ele admitiu que não podia lutar sozinho.

Por mais difícil que se possa acreditar, pastores e líderes da igreja também lutam com a tentação e podem cair no vício da pornografia. Tim Swanson da Igreja XXX, um ministério on-line dedicado a ajudar as pessoas com pornografia e vícios do sexo, é um desses exemplos.

"Eu posso me lembrar claramente do peso esmagador de carregar minha dependência secreta em filmes pornôs, mesmo estando no púlpito da igreja toda semana", escreveu ele no site do ministério. "Parecia um milhão de coisas no meu peito, às vezes me perguntava se uma pessoa poderia morrer de estresse e se sim, certamente eu seria o próximo".

Tim fez tudo o que pôde para se livrar de seu vício. Ele procurou a ajuda da Igreja XXX. Ele orou e suplicou a Deus para salvá-lo de si mesmo. No entanto, o pastor disse que seu problema só piorou ao longo do tempo.

Ele carregou sua culpa secreta por 12 anos, até que encontrou um grupo de apoio. Lentamente, Tim quebrou os laços com seu vício. Ele agora está compartilhando as coisas que o impediram de se livrar de seus padrões destrutivos na esperança de ajudar os outros que agora estão passando pelo mesmo problema.

Resolvendo o problema
Primeiro, Tim declarou que o orgulho foi seu maior obstáculo. "Foi o orgulho que me levou a dizer coisas como, 'Se eu pudesse ...' ou 'Tudo o que eu preciso fazer é ...' Por isso, eu quebrei meu orgulho, pois a verdade é que eu era impotente para controlar o meu pecado e sempre fazia a coisa errada", ele disse. "Minha vida havia se tornado incontrolável", confessou.

Tim disse que as pessoas precisam admitir que são impotentes contra seus vícios, e quanto mais cedo aceitarem isso, mais cedo poderão ser livres de suas deficiências. Outra coisa que impediu o pastor de se recuperar foi uma visão distorcida de Deus. "Meu problema era que eu não acreditava que Deus queria me ajudar. Eu orei fervorosamente para que ele removesse a minha aflição. Quando Ele não parecia estar fazendo isso, eu acreditei que Ele não se importava comigo" admitiu.

A vergonha não é uma emoção fácil de lidar, mas Tim garante que isso pode ser feito se as pessoas lerem os versículos bíblicos: 2 Coríntios 5:21, Romanos 5: 8 e Romanos 8: 37-39.

Ele ainda disse que muitos cristãos estão tão aterrorizados com o pecado que ficam estressados ​​por não se tornarem um fracasso moral. No processo, eles não conseguem aproveitar a vida e caem sob o feitiço da pornografia. Quanto mais eles tentam estar no controle de seus pecados, mais difícil se torna para eles serem libertados.

“A verdadeira liberdade para um crente em Jesus significa que não somos mais controlados por viver de acordo com certos padrões estabelecidos para nós. Se realmente pensamos sobre isso, não temos padrões para alcançar mais, porque não há nada que podemos fazer para ser aceito", ele explicou. "Você pode estragar todos os dias do resto de sua vida ou nunca estragar novamente. Deus lhe dá as boas-vindas”, finalizou.

Guiame

Rabinos estão separando sacerdotes que irão servir no Terceiro Templo


Judeu com um xaile de oração diante do Muro das Lamentações, em Jerusalém. (Foto: Yonatan Sindel/Flash90)


Os sacerdotes que poderão servir no Terceiro Templo são judeus que provêm da descendência de Arão, o primeiro sumo sacerdote de Israel.

Rabinos de Israel têm contado com a genética para restabelecer os sacerdotes que irão atuar no futuro Terceiro Templo.

Segundo o rabino Yaakov Kleiman, os sacerdotes que poderão servir no Terceiro Templo são Cohen, ou seja, homens judeus que provêm da descendência de Arão, o primeiro sumo sacerdote de Israel. Para reunir e treinar essas pessoas, ele inaugurou há nove anos o Centro Cohen, em Jerusalém.

Para intensificar seu trabalho de seleção, Kleiman se voltou para a genética através de estudos realizados por pesquisadores israelenses, que descobriram um cromossomo que indica uma ascendência comum entre homens judeus descendentes da classe sacerdotal.

“De acordo com a profecia, haverá um Terceiro Templo. Quando ele existir, teremos que identificar os sacerdotes”, Kleiman explicou ao site Breaking Israel News. “Os Cohen são a mão de obra do Templo. Sem eles, o local se tornará um prédio vazio”.

Sendo também um Cohen, Kleiman observa que esse fenômeno genético representa uma evidência da aliança sacerdotal descrita na Bíblia. “Esta prova científica é uma confirmação de que a aliança sacerdotal seria eterna”, disse o rabino, citando Números 25:13.

Embora os sacerdotes sejam um subconjunto da tribo de Levi, esta ferramenta genética se provou ineficaz na identificação dos levitas. Além disso, a genética não conseguiu encontrar marcadores para as tribos individuais de Israel.

Embora esteja contando com o apoio da ciência, Kleiman observa que a genética não terá a palavra final. Segundo a tradição judaica, o profeta Elias irá surgir antes do retorno do Messias para esclarecer quem é sacerdote ou não e em quais tribos cada judeu pertence.

“Eis que eu vos enviarei o profeta Elias, antes que venha o grande e terrível dia do Senhor; E ele converterá o coração dos pais aos filhos, e o coração dos filhos a seus pais; para que eu não venha, e fira a terra com maldição. (Malaquias 4:5-6)”

No entanto, o rabino acredita que seu trabalho não terá sido inútil quando este tempo chegar. Ele espera que os sacerdotes geneticamente verificados já estejam atuando no Terceiro Templo quando o profeta Elias for enviado.

“Quando Elias chegar, se ele quer as informações do DNA, teremos o maior prazer de dar a ele”, brincou o rabino Kleiman. “Mas ele provavelmente fará suas determinações baseado numa fonte maior”.

Guiame

The Noite: Valdemiro diz que autor de facada foi “mandado” pelo diabo

Apóstolo foi entrevistado por Danilo Gentilli
O programa The Noite, que vai ao ar pelo SBT, entrevistou nesta quarta-feira (24), o apóstolo Valdemiro Santiago, líder da Igreja Mundial do Poder de Deus (IMPD). O apresentador Danilo Gentili, que na juventude foi evangélico, fez diversos questionamentos sobre o trabalho da igreja.

Valdemiro afirmou que hoje a IMPD tem cerca de 9 milhões de fiéis somente no Brasil e possui igrejas em 150 países. Isso faria da Mundial a segunda maior denominação do país, uma vez que o CENSO de 2010 aponta a Assembleia de Deus, como a maior, totalizando 12 milhões.

O líder religioso comentou também sobre o atentado à sua vida, no início do ano e mostrou a cicatriz do golpe de facão que recebeu no pescoço. Danilo questionou se o apóstolo sabia quem teria encomendado a sua morte, Valdemiro afirmou não saber até hoje. Explicou que não reforçou a segurança do templo por que não deseja impedir as pessoas que desejam oração de se aproximar dele.

Falou também sobre a afirmação da Forbes, a qual lhe atribuiu uma fortuna de 220 milhões de reais. O pastor nega que esteja com tal quantidade de dinheiro e, ainda, diz que fica em dúvidas se deve respeitar um veículo como este.

“Se eu quiser entrar com um processo e pedir para eles provarem”, questiona o religioso, que certifica que a renda da igreja é revertida para uso da instituição.

“Esse preconceito existe contra pastores. Ninguém pergunta isso para o Papa, ou bispos da igreja católica”, contesta. No bate-papo, o fundador da Igreja Mundial do Poder de Deus relembrou o atentado que sofreu recentemente, quando um homem o atacou com uma faca, no meio de um culto.

“Eu descobri que ele era drogado. Não acho que ele tenha feito por ele, ele foi usado. O Diabo é um dos que usam” e completou: “Ele (Deus) permitiu para verem que ele livra quando ele quer. O médico olhou e disse que era para eu estar morto”.

Assista:

GospelPrime

Franklin Graham: “Jihadistas, o que espera vocês é o inferno, não 70 Virgens”

Pastor fez duras críticas ao recente atentado no Reino Unido
O pastor Franklin Graham já foi muito criticado no passado por sua maneira dura de falar sobre o islamismo, sendo acusado de promover intolerância e de islamofobia. Após os ataques desta semana em Manchester, que tinham como alvo preferencial crianças, ele fez duras críticas.

“Os islâmicos parecem estar orgulhosos deste ato desprezível e covarde”, escreveu Graham em uma mensagem publicada nas redes sociais.

Enquanto comentava a notícia que o Reino Unido colocou em nível máximo a chance de novos atentados, o líder da conceituada Associação Evangelística Billy Graham disparou: “O Islã é uma ameaça ao nosso estilo de vida. Haverá mais ataques com facas, armas, mais bombas e mais assassinatos. Nossos políticos precisam despertar e perceber esse perigo”.

“Precisamos encontrar maneiras de tornar as nossas fronteiras mais seguras para que saibamos quem está entrando no país”, sublinhou, mostrando apoio ao desejo do presidente dos EUA, Donald Trump, de banir a entrada de pessoas que possam ter envolvimento com o terrorismo.

“A verdade é que eles são perdedores, neste mundo e no próximo”, afirmou Graham, repetindo partes de um discurso de Trump, insistiu: “Essa ideologia perversa deve ser eliminada”.

Ele lembrou ainda que os Jihadistas são ensinados continuamente a mentira que se eles matarem infiéis (seja cristão ou judeu) e morrerem fazendo isso, você vai para o paraíso onde 70 virgens os espera.

“Bem”, continuou Graham, “Eu tenho uma notícia para eles: O que lhes espera é o inferno, com chamas reais e fogo real. O inferno é um lugar real, como também é o céu, mas há apenas um caminho para lá. Jesus disse: Eu sou o caminho, a verdade e a vida, ninguém vai ao Pai, senão por Mim “(João 14: 6). Minha oração é que os muçulmanos de todo o mundo venham a conhecer a verdade e a crerem em Jesus Cristo”.

Embora tais afirmações pareçam óbvias, o pastor Franklin nega frontalmente o discurso da mídia e de muitos políticos, que continuamente recusam-se a fazer uma associação dos atentados terroristas com a conhecida motivação religiosa. 

Com informações Christian Post

Pai espanca filha por se recusar a negar Jesus, mas ela o perdoa: “Nunca vou deixá-lo”


Os hindus têm regras rígidas que punem aqueles que deixam a religião por outra. (Foto: Reuters).



Uma menina cega que mora em Lombok, Indonésia e que se converteu ao cristianismo graças ao testemunho de um missionário local se recusou a renunciar ao nome de Jesus Cristo, apesar de contínuos espancamentos e ameaças realizados por sua família hindu.

Andria têm 26 anos e perdeu a visão com 17 anos devido ao glaucoma. Ela chegou a entrar em profunda depressão. “Eu senti que Deus não estava sendo justo comigo”, disse a jovem ao site do Ministério Portas Abertas, explicando que seu diagnóstico a forçou a abandonar seu sonho de se tornar escritora.

"Eu era uma fiel hindu, meu pai era um sacerdote e eu ia para o templo mais do que qualquer outra pessoa. Eu fiz todos os rituais e passei a odiar todas as outras religiões. Foi por isso que fiquei tão zangada com Deus, por me deixar ficar cega".

Durante quatro anos, Andria viveu em desespero e chorava o tempo todo. No entanto, tudo isso mudou em 2008, quando ela conheceu um vendedor de vegetais que lhe disse que "alguém" a amava. Andria ficou surpresa com essas palavras, e ela perguntou sobre esse "alguém" que o vendedor mencionou. À tarde, ele veio com um missionário local que compartilhou o Evangelho com ela.

Transformação
Pela primeira vez em sua vida, Andria se sentiu amada, e pouco depois foi batizada. Após sua conversão, a jovem passou a se encontrar regularmente com o missionário local, leu a Bíblia e aprendeu sobre Jesus. À medida que aprendia mais sobre seu amor de Cristo, sua vida mudava.

"Jesus me ama, não importa o que aconteça comigo. Se Ele permitiu que eu ficasse cega, Ele tem um propósito para isso. Eu não orei para que Ele me curasse, porque Ele deve ter um grande plano por trás disso", disse Andria. Embora cheia de alegria, ela era incapaz de compartilhar sua fé recém-descoberta com sua família.

O Portas Abertas observou que que os hindus têm regras rígidas que punem aqueles que deixam a religião por outra. Os crentes acabam perdendo suas famílias, herança e seu lugar na aldeia por seguir a Jesus Cristo. "Eu não contei a ninguém sobre minha conversão", lembrou Andria. "Meu pai era um sacerdote hindu e meu tio também era, só meu irmãozinho sabia disso, e ele também se tornou cristão, antes de ir começar a trabalhar em outra ilha. Eu não contei a minha mãe, porque ela tinha se separado De meu pai", explicou.

Espancamento
Ficou claro que Andria tinha mudado, embora ela não falasse de sua conversão. Depois de descobrir que tinha feito amizade com cristãos e lido a Bíblia, sua família passou a espancá-la. "Meu pai me batia quando ele ficava estressado ou quando ele não tinha dinheiro", disse ela.

"Eu costumava gritar de raiva, mas agora eu mudei, mesmo que ele ainda me bata às vezes, eu posso mostrar meu respeito e amor como uma filha. Acho que ele também percebe a mudança em mim". Todos os dias, Andria ouvia um programa cristãos via rádio para ajudá-la a crescer espiritualmente. As visitas regulares do missionário também a ajudaram a aprender mais sobre a Bíblia.

Andria compartilhou que está determinada a compartilhar o Evangelho com os outros. Muitos de seus amigos começaram a abrir seus corações a Jesus depois que ouviram sobre seu testemunho. Ela também compartilha com seu pai sempre que pode, apesar dos riscos.

Ide
A jovem disse que ela deseja levar mais hindus para Jesus, e acima de tudo, ela sonha com seu pai se convertendo a Cristo um dia. "Eu amo meu pai mesmo que ele me bata", disse Andria em lágrimas. "Eu não posso deixá-lo sozinho, ele é velho agora e pode ficar doente. Quem vai cuidar dele? Eu nunca vou deixá-lo, não importa o quão difícil seja”, disse.

Os hindus representam apenas 1,7 % da população da Indonésia, onde 87,2 % das pessoas são muçulmanas e menos de 10 % são cristãs. O país ocupa o 46º lugar na lista de 50 países onde os crentes enfrentam mais perseguição.

Guiame

500 Anos


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Tags

(783) Cristãos Perseguidos (545) Cristãos (519) Bíblia (493) Intolerância Religiosa (365) Israel (344) Evangélicos (303) igreja (264) Reflexão (247) apocalipse (194) oração (190) Homosexualismo (177) catolicismo (153) Rede Record (148) homofobia (146) Irã (141) escatologia (132) Missões (131) Evento Gospel (128) Silas Malafaia (126) pecado (123) islan (114) Política (113) judeus (110) ateus (109) Aborto (106) Religião (105) Milagres (103) Natal (102) Criança (92) Ahmadinejad (91) esporte (91) Testemunho (86) globo (77) guerra (73) Perdão (72) Salvação (72) Morte (64) pastores (64) Aline Barros (59) Religiosidade (56) Yousef Nadarkhani (56) PL122 (55) Amor (54) adoração (48) heresia (47) Drogas (42) Prosperidade (42) festival promessas (41) Judaísmo (39) Thalles Roberto (39) campina grande (39) Apostasia (38) carnaval (36) Idolatria (35) mulçumanos (34) Estados Unidos (33) Família (33) Maconha (31) adoradores (29) Shows (28) Catástrofes (26) Hipocrisia (26) Páscoa (22) esperança (22) Mentira (20) Confiança (19) Alegria (18) Nasa (18) Pornografia (18) Oriente Médio (17) Suicídio (17) DIP (16) Paz (16) Rei David (16) adversidade (16) consciência cristã (16) BAND (15) Conforto (15) Pena de Morte (15) Promessa (15) Sofrimento (14) BBB (12) Graça (12) Tatuagem (12) benção (12) dia das mães (12) obediência (12) impureza (11) Ansiedade (10) Justin Bieber (10) Rio +20 (10) livro (10) masturbação (10) Catástrofe (9) Desobediência (9) Filho pródigo (9) Perlla (9) livre arbítrio (9) Jotta A (8) Pedro Leonardo (8) Whitiney Houston (8) filho de crente (8) sony music (8) Darwin (7) Eutanásia (7) Hackers (7) Perigo (7) Senadores (7) União (7) presença de Deus (7) Perfeição (6) cura pela palavra (6) Purgatório (5) alienígenas (5) lei da palmada (5) Aline Barros mostra sua filha (4) Cegueira Espiritual (4) Kaka (4) escolhas (4) texto e contexto (4) torá (4) vasco (4) vigilância (4) Gratidão (3) Ressentimento (3) Segurança (3) Semeadura (3) Sodomia (3) o Caminho (3) servos (3) Cristo Redentor 80º aniversário (2) Guinnes Wolrd Records (2) Harold Camping (2) Impossiveis (2) Pressa (2) Sonho de infância (2) mundial da juventude (2) Flórida (1) Galardão (1) Michel Teló (1) Redenção (1) impios (1) recall (1) vingadores (1)

Uma Reflexão sobre a Crise no Brasil