'Coisas espantosas' Homem é salvo da morte após "larvas entrarem em seu cérebro e comeram tecido morto dentro do crânio"

Um homem que se queixava de dores de cabeça descobriu que elas eram causadas por uma infestação de vermes que, inesperadamente, o salvaram depois de comerem um tecido infectado que poderia tê-lo matado.

O vietnamita Pham Quang Lanh, de 28 anos, teve uma placa de metal inserida sobre seu crânio depois de ser atingido por uma barra de ferro em um canteiro de obras.

Mas a operação, realizada cerca de um ano antes, foi mal sucedida, causando-lhe um inchaço potencialmente mortal, o que, até então, ele não sabia.

Pham Quang Lanh, um vietnamita de 28 anos, foi salvo devido a uma infestação de larvas em seu crânio depois de uma cirurgia mal sucedida. Elas comeram tecido infectado.

Temendo que não pudesse pagar por qualquer outro tratamento médico, Pham torcia para que suas dores parassem. Mas como não cessaram, ele pediu a membros de sua família para verificarem os pontos em sua cabeça.

Surpreendentemente eles notaram várias larvas rastejando sob a pele e ele voltou ao hospital onde descobriu que elas o salvaram.

Isso porque, ao serem removidas depois de uma cirurgia, descobriu-se que havia um tecido morto poderia tê-lo matado se as larvas não o tivessem comido.

Dr. Nguyen Duc Anh, um neurocirurgião no hospital, disse: “Este tipo de infestação de moscas é extremamente raro, especialmente no crânio. Eu encontrei oito referências a ele na literatura médica mundial e em cada caso os outros pacientes morreram.”

No caso de Pham, no entanto, as larvas não tinham comido qualquer parte de seu cérebro devido à placa de metal.

Três anos depois, Pham ainda paga a conta da última operação, mas ao menos ainda está vivo.

Fonte: Daily Mail/Gadoo

Os judeus se tornarão gentios?

Distinções entre judeus e gentios já não são tão intensas como em gerações anteriores, pelo menos do ponto de vista sociológico, de acordo com o demógrafo da Universidade Hebraica Prof. Sergio Della-Pergola.

Embora a diferença entre os dois grupos possa permanecer forte a partir da perspectiva da comunidade ortodoxa, essas distinções estão se tornando cada vez menos claras sob uma perspectiva não-religiosa, Della-Pergola, que detém a cadeira Argov Shlomo em Relações da Diáspora Israelense, disse ao jornal The Jerusalem Post.

Este desenvolvimento pode ser visto claramente através de um fenômeno novo, as "centenas de milhares de pessoas ao redor do mundo que se unem ao povo judeu sem conversão ", disse o professor.

Della-Pergola disse que a rápida evolução da identidade judaica provocou um debate entre aqueles que afirmam que um judeu é "alguém que faz algo judaico" e aqueles que "diriam que um judeu é alguém que fala: Eu sou judeu."

Identidade judaica pode ser considerada "um contínuo" que é "muito fluido e muito flexível, e pode-se achar que alguém está dentro em uma quinta-feira e está fora na quarta-feira seguinte," Della-Pergola asseverou. "Isto é particularmente [o caso] na América do Norte e nos Estados Unidos ." — The Jerusalem Post, 03 de novembro de 2014

Quem é judeu, e quem não é, é um debate milenar entre os judeus. No passado, eles mantiveram a sua identidade, principalmente, devido à perseguição e discriminação. A crise de identificação mais horrível, forçada sobre os judeus na Europa, teve lugar sob o regime de Hitler, quando mais de seis milhões pereceram.

Quem é judeu? Deus sabe. Ele faz esta promessa através do profeta Amós: "E trarei do cativeiro meu povo Israel, e eles reedificarão as cidades assoladas, e nelas habitarão, e plantarão vinhas, e beberão o seu vinho, e farão pomares, e lhes comerão o fruto. E plantá-los-ei na sua terra, e não serão mais arrancados da sua terra que lhes dei, diz o Senhor teu Deus." (Amós 9: 14-15).

— Arno Froese -
Beth-Shalom.com.br

O Estado Islâmico pode causar a Terceira Guerra Mundial?

O rei da Jordânia, Abdullah II descreveu a luta contra o Estado Islâmico como semelhante a uma terceira guerra mundial.

"Nós temos que nos levantar e dizer: 'Esta é a linha que é desenhada na areia'", disse o rei em uma entrevista que foi ao ar na CBS. "É claramente uma luta entre o bem e o mal."

Em uma longa entrevista com Charlie Rose, Abdullah mencionou que a um recruta do Estado Islâmico é oferecido cerca de US$ 1000 por mês, que é similar ao pagamento de um coronel do exército jordaniano.

Obama e Abdullah fizeram uma demonstração de solidariedade contra o Estado Islâmico, mantendo conversações no Salão Oval que cobriram desde o programa nuclear do Irã até tensões entre Israel e os palestinos.

Abdullah absorveu em seu país cerca de 1,5 milhões de refugiados da guerra civil na Síria. Para continuar a lidar com o desafio, Obama prometeu US$ 1 bilhão em ajuda e uma nova garantia de empréstimo para ajudar a Jordânia. The Jerusalem Post, 08 de dezembro de 2014

O potencial para uma terceira guerra mundial não é impossível, mas muito improvável. O mundo mudou em praticamente todos os níveis da sociedade, sendo a globalização a causa principal. A maioria das nações do mundo estão interligadas, de tal forma que qualquer quebra poderia causar uma catástrofe sem precedentes a cada país participante.

Interessante é que o ISIS tem a capacidade de pagar grandes quantias para seus soldados. Essa escala de pagamento é um grande atrativo para aqueles que não vêem nenhuma maneira de sair da pobreza. Mas isso não se aplica a outros grupos provenientes das relativamente abastadas nações europeias.

Sem dúvida, no final, o ISIS irá e deve sucumbir. A razão parece óbvia: nenhuma nação reconhecida está por trás do ISIS.

Enquanto isso, um número cada vez maior de grupos muçulmanos estão abertamente distanciando-se da filosofia do ISIS para estabelecer um Estado islâmico no mundo árabe.

Como secar recursos financeiros, não só para ISIS, mas também para outros grupos terroristas, é a tarefa para a comunidade internacional. Isso também será resolvido no final, porque o maior poder ainda é o dinheiro. Apoio ao ISIS é apenas uma gota no balde quando comparado com a economia do mundo, com aproximadamente 70.000 bilhões de dólares.

— Arno Froese -
Beth-Shalom.com.br

Liga Árabe diz: "terminem a ocupação israelense"

A Liga Árabe propôs uma nova resolução pedindo que se ponha um fim à "ocupação Israelense dos territórios palestinos", informou a agência de notícias turca Anadolu.

A Liga Árabe disse que pretende apresentar a resolução ao Conselho de Segurança das Nações Unidas mais tarde, de acordo com o relatório.

Acrescentou que a paz não será alcançada sem a retirada israelense completa de todos os "territórios palestinos e árabes ocupados", incluindo as Colinas de Golan, de acordo com a Anadolu.

No final de dezembro, a Autoridade Palestina (AP) tentou aprovar uma resolução, apoiada pela Liga Árabe, exortando Israel a se retirar da Judéia e Samaria até 2017. A resolução foi submetida a votação no Conselho de Segurança das Nações Unidas, mas não conseguiu garantir votos favoráveis suficientes para passar.

Na votação de dezembro, na ONU, a resolução do PA recebeu oito votos a favor, um a menos que o número necessário para passá-la.

Foi relatado que a Nigéria fez a diferença para a resolução não seja aprovada, uma vez que se esperava que votasse a favor, mas decidiu abster-se. A AP respondeu ao movimento da Nigéria com raiva e chamou a sua abstenção de uma "grande decepção". - www.virtualjerusalem.com, 09 março de 2015

A Liga Árabe foi fundada em 1945. Hoje, sua filiação conta com 22 nações. Esta liga gigantesca ocupa uma área maior do que a dos Estados Unidos, com uma população total de 357 milhões. Sessenta por cento do petróleo do mundo, está localizado dentro das fronteiras das nações da Liga Árabe, que vai desde o Oceano Índico ao Pacífico.

Olhando para um mapa, Israel é praticamente um minúsculo ponto invisível no meio das nações árabes. No entanto, é com Israel que os árabes estão mais preocupados. Eles ignoram o divisionismo extremo, destruição e derramamento de sangue dentro de suas próprias nações, como a Líbia, Egito, Síria e Líbano, para citar alguns.

Então, o que é isso tudo? Os assim chamados "territórios palestinos ocupados" - de uma perspectiva bíblica, simplesmente a Terra Prometida. Corretamente falando, grandes partes do Egito, Jordânia, Síria e Líbano são território israelense ocupado pelos árabes.

Como tudo vai acabar? Assim como está escrito nas Escrituras Sagradas "Naquele tempo vos farei voltar, naquele tempo vos recolherei; certamente farei de vós um nome e um louvor entre todos os povos da terra, quando fizer voltar os vossos cativos diante dos vossos olhos, diz o Senhor." (Sofonias 3:20). — Arno Froese 

informação- Beth-Shalom.com.br

"Burger King" Homem chamado "Burger e mulher chamada King" ficam noivos e ganham casamento de presente da rede de fast-food

Um homem e uma mulher, cujos sobrenomes são, respectivamente, Burger e King, terão as despesas de seu casamento pagas pela empresa “Burger King” depois que anunciaram sua união, que faz uma alusão à famosa rede de fast-food.

O casal Ashley King e Joel Burger anunciou seu casamento nas redes sociais fazendo uma piada e, inevitavelmente, uma alusão ao Burger King – uma famosa rede de Fast-Foods mundo afora – quando puseram a logo da empresa ao lado de sua foto e enviaram a amigos.

Normalmente o nome da mulher iria primeiro, mas o bem-humorado convite logo se espalhou, e Joel e Ashley, que são namorados desde a infância e vivem em Illinois, nos EUA, não imaginavam o que aconteceria depois.

Ashley King e Joel Burger, de Illinois, nos EUA, terão seu casamento pago pelo Burger King depois que anunciaram aos amigos o casamento através das redes sociais.

O convite chegou ao conhecimento da empresa que, depois de uma chamada em vídeo através do Skype, anunciou ao casal que custeará todas as despesas do casamento.
O casamento de Burger-King acontecerá no dia 17 de julho deste ano.

Fonte: Gadoo/ Mirror


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Tags

(627) Cristãos (470) Bíblia (443) Cristãos Perseguidos (396) Intolerância Religiosa (303) Evangélicos (282) Israel (256) igreja (241) Reflexão (210) Homosexualismo (177) catolicismo (150) homofobia (140) oração (140) apocalipse (132) escatologia (129) Evento Gospel (126) Missões (121) Irã (118) islan (109) Política (104) pecado (101) Religião (99) Silas Malafaia (96) Ahmadinejad (91) ateus (91) esporte (91) Milagres (90) Natal (88) judeus (88) Rede Record (84) Criança (78) Aborto (75) globo (71) Salvação (65) guerra (62) pastores (61) PL122 (55) Yousef Nadarkhani (55) Morte (53) Religiosidade (53) Perdão (52) Aline Barros (51) adoração (48) heresia (43) festival promessas (41) Amor (39) Judaísmo (39) Drogas (37) Prosperidade (37) Testemunho (35) campina grande (35) mulçumanos (33) Estados Unidos (32) Família (32) Thalles Roberto (32) Idolatria (29) Apostasia (28) Shows (28) adoradores (28) carnaval (28) Catástrofes (26) Maconha (25) Hipocrisia (24) Pornografia (23) esperança (21) Confiança (19) Mentira (18) Alegria (17) DIP (16) Páscoa (16) adversidade (16) BAND (14) Conforto (14) Paz (14) Promessa (14) consciência cristã (14) Sofrimento (13) obediência (13) BBB (12) Graça (12) Rei David (12) Desobediência (11) Pena de Morte (11) Suicídio (11) benção (11) impureza (11) Ansiedade (10) Nasa (10) Rio +20 (10) Tatuagem (10) dia das mães (10) Oriente Médio (9) masturbação (9) Pedro Leonardo (8) Perlla (8) Whitiney Houston (8) filho de crente (8) livro (8) sony music (8) Catástrofe (7) Darwin (7) Filho pródigo (7) Senadores (7) União (7) livre arbítrio (7) presença de Deus (7) Hackers (6) Jotta A (6) Perigo (6) cura pela palavra (6) Eutanásia (5) Justin Bieber (5) Perfeição (5) lei da palmada (5) Aline Barros mostra sua filha (4) Cegueira Espiritual (4) Kaka (4) Purgatório (4) escolhas (4) texto e contexto (4) torá (4) vigilância (4) Gratidão (3) Ressentimento (3) Semeadura (3) Sodomia (3) alienígenas (3) o Caminho (3) servos (3) Cristo Redentor 80º aniversário (2) Guinnes Wolrd Records (2) Harold Camping (2) Impossiveis (2) Pressa (2) Segurança (2) mundial da juventude (2) vasco (2) Flórida (1) Galardão (1) Michel Teló (1) Redenção (1) Sonho de infância (1) impios (1) recall (1) vingadores (1)