“Jesus está no Alcorão, mas muçulmanos não sabem quem realmente ele é”, dizem missionários


Oito em cada dez muçulmanos nunca conheceram um verdadeiro cristão, apontou o site Mission Network News. (Foto: Divulgação)


Oito em cada dez muçulmanos nunca conheceram um verdadeiro cristão, apontou o site Mission Network News, e apenas uma pequena parcela de muçulmanos no Oriente Médio estão familiarizados com o cristianismo.

Jesus Cristo não é uma figura completamente desconhecida aos muçulmanos. Isa (nome árabe de Jesus), considerado um profeta do islamismo, é citado em 15 capítulos e 93 versos do Alcorão.

Os muçulmanos não acreditam que Jesus tenha morrido na cruz, mas sim, que Deus o levou ao céu para que ele seja uma testemunha contra os judeus. Para a tradição islâmica, o homem que morreu no seu lugar foi Judas ou Simão de Cirene.

Enquanto essa crença vem perdurando há milhares de anos, a organização missionária “Frontiers USA” (“Fronteiras”, em tradução) está reunindo esforços para levar o real amor de Jesus Cristo aos muçulmanos e ajudar outros cristãos a fazerem o mesmo.

"Jesus falou mais de 90 vezes no Alcorão, mas esse não é o quadro completo de quem Ele é. Eles [muçulmanos] só precisam conhecer os reais seguidores de Jesus, que podem explicar quem é Ele e apresentá-los à Bíblia. Queremos apresentar Jesus aos muçulmanos, para que eles possam experimentar a alegria que temos Nele", disse Perry LaHaie, da Frontiers USA, ao site Mission Network News.

Embora o islamismo seja a segunda maior religião depois do cristianismo, e os muçulmanos sejam o grupo religioso que mais cresce no mundo, Perry observa que poucos tiveram a oportunidade de conversar com um cristão.

Oito em cada dez muçulmanos nunca conheceram um verdadeiro cristão, apontou o site Mission Network News. Apenas uma pequena parcela de muçulmanos no Oriente Médio estão familiarizados com o cristianismo, de acordo com a CBN News.

De acordo com Perry, é importante desenvolver amizades com a comunidade muçulmana para construir uma confiança que vá permitir que os cristãos compartilhem o Evangelho.

Através da Frontiers, as igrejas enviaram mais de 2 mil missionários e plantaram igrejas em comunidades muçulmanas do exterior. "Nós vamos porque Jesus nos transformou. Nós fomos atraídos pela graça de Deus, e queremos compartilhar essa graça".

Guiame

Salvos por um fio

Não existe salvação se nós não reconhecermos Deus como o nosso Salvador, Libertador.
“Seja como vocês disseram, respondeu Raabe. Assim ela os despediu, e eles partiram. Depois ela amarrou o cordão vermelho na janela”. Josué 2:21

O exército de Israel estava traçando estratégia para invasão e destruição da cidade de Jericó, mas antes Josué envia dois espias para ver como era a segurança da cidade e analisar a forma de invasão. Como faria os espias para não serem notados pelo exército inimigo? Onde eles poderiam se esconder? Nesse momento da história entra em cena uma mulher por nome Raabe.

A Bíblia não diz, mas eu posso imaginar o porquê daqueles espias ter ido justo para a casa de Raabe, eu penso que pelo menos dois motivos; primeiro por ela ser prostituta, e se alguém visse eles entrando na casa dela não levantaria tanta suspeita. Segundo a posição da casa de Raabe que ficava por cima da muralha, facilitando uma possível fuga repentina caso fossem descobertos. Mas eu gostaria apenas de falar das atitudes de Raabe.

Essa mulher esconde tais espias e reconhece a soberania do Deus de Israel e por isso, não só ela, mas todos de sua casa foram salvos da destruição de Jericó. A Fé e a atitude de Raabe fez toda a diferença. Mediante isso o Apostolo Paulo coloca Raabe entre os heróis da FÉ. (Hebreus 11:31)

O que podemos aprender com Raabe? Pelo menos quatro atitudes dela nos ensina uma lição. Vejamos:

1ª Atitude: Reconhecer o Deus de Israel.
“Quando soubemos disso, o povo desanimou-se completamente, e por causa de vocês todos perderam a coragem, pois o Senhor, o seu Deus, é Deus em cima nos céus e embaixo na terra” (Josué 2:11). Não existe salvação se nós não reconhecermos Deus como o nosso Salvador, Libertador.

2ª Atitude: Aceitar imediatamente a salvação proposta por um acordo.
Os espias fizeram um acordo com Raabe e deram-lhe uma marca, um sinal, era um tipo de segredo entre o exército de Israel e a casa de Raabe. Um cordão vermelho (Fio de escarlate) deveria estar pendurado pelo lado de fora fazendo distinção entre a casa de Raabe e as demais casas de Jericó.

Assim que os espias foram embora, ela imediatamente colocou por fora de sua casa a marca, o sinal da salvação, o “ Fio de escarlate”. Raabe poderia deixar para colocar essa marca na última hora, quem sabe quando o exército de Israel tivesse chegando para sitiar Jericó, mas Raabe não deixou para depois. Os espias não disseram o dia, nem tampouco a hora que Jericó seria destruída, por isso ela garantiu a salvação imediatamente.

3ª Atitude: Interceder e buscar a salvação de seus familiares.
“Jurem-me pelo Senhor que, assim como eu fui bondosa com vocês, vocês também serão bondosos com a minha família. Deem-me um sinal seguro de que pouparão a vida de meu pai e de minha mãe, de meus irmãos e de minhas irmãs, e de tudo o que lhes pertence. Livrem-nos da morte” (Josué 2:12-13).

Raabe coloca todos os seus parentes dentro de sua casa e fecha a porta… Todos deveriam estar dentro da casa de Raabe. Os espias fizeram uma advertência: Todos que saírem para fora desta porta, não nos responsabilizaremos, ou seja, a salvação de Raabe e deu seus familiares estava condicionado a estar dentro da casa, dentro daquela porta (Josué 6:17-18-19).

4ª Atitude: Levar a mensagem do Reino a todos da família.
Estas atitudes de Raabe salvou não só ela, mas todos os seus familiares que aceitaram sua mensagem, ACEITARAM A MARCA e permaneceram dentro da casa, dentro da porta.

Antes da destruição de Jericó, Raabe e seus familiares foram retirados sãos e salvos, pois os mesmos se mantiveram firmes dentro da casa. Foram salvos pelo fio de escarlate.

Conjecturando o Texto

Hoje a casa de Raabe é o Evangelho, o cordão de escarlate é o sangue de Cristo, todos que tem essa marca, serão salvos da destruição e do castigo eterno. A porta é Jesus, pois Ele mesmo disse: “ Eu sou a porta; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens (João 10:9).
Não há salvação fora do Evangelho de Cristo. Não há salvação fora da porta chamada JESUS.
Hoje os espias são os profetas, evangelistas, mensageiros que pregam em tempo e fora de tempo, anunciando a salvação a todos. Podemos comparar esse mundo como Jericó que está prestes a ser destruído.

O que fazer para se salvar???

1º Acreditar no Deus de Israel, reconhecer Suas maravilhas, reconhecer Seu poder. Reconhecer que não há outro deus além do Deus de Israel.
2º Aceitar imediatamente a Salvação, não deixar para última hora, colocar sobre nós a marca “cordão de escarlate (Sangue de Jesus) ”, que nos purifica de todos os pecados.
3º Interceder pelos familiares. Assim como Raabe intercedeu pelos seus familiares, devemos também interceder a Deus para que todos sejam alcançados
4º Falar desse reino e salvação para os nossos familiares. Ser evangelista deles, pois, a promessa de salvação é para todos os nossos familiares. “Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa”. (Atos 16:31)

Um dia, esta Jericó (este mundo) será destruída, mas aqueles que entraram pela porta e tem a marca de Cristo e estão dentro da casa (Evangelho) serão arrebatados, levados por Jesus e participarão de um Reino onde haverá Justiça e Paz.

Ouçam os espias, “ Evangelistas, pregadores do Evangelho”; aceitem a Marca do sangue de Cristo, pois essa é a garantia de purificação de todos os nossos pecados. Não deixe para depois a oportunidade da Salvação. Amanhã poderá ser muito tarde!

Pb Josiel Dias

Grupo pró-aborto picha porta da Basílica de Campinas

O caso é semelhante ao ocorrido no final do ano passado na Catedral da Sé
Fiéis da Basílica Nossa Senhora do Carmo, em Campinas (SP), que chegaram para a missa do domingo (26) pela manhã ficaram chocados ao verem que o templo foi atacado por vândalos.

Na porta principal da igreja foi pichado “aborto livre”, uma crítica à reprovação da Igreja em descriminalizar a interrupção da gravidez.

Uma das frequentadoras da igreja, a dona de casa Ana de Oliveira, afirmou ao G1 que ficou bastante triste com a cena que viu.

“Uma judiação o que fizeram. Ninguém sabe quem foi, pois foi pichada durante a madrugada. Eu frequento a missa todo domingo às 10h e ficou um ar de tristeza e falta de respeito com a casa de Deus. É um absurdo. Tem que ter respeito, né, com qualquer religião”, disse ela.

A catedral é tombada pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Campinas (Condepacc) e atualmente passa por uma reforma. O estilo da igreja localizada no Centro da cidade é neogótico, uma construção datada do século XIX e que já passou por restauração.

Nenhum responsável pela igreja foi encontrado para comentar o ato de vandalismo.

O crime em Campinas é semelhante a outros de igrejas que foram vandalizadas por grupos que se posicionam contra os ensinamentos cristãos.

Em novembro do ano passado a Catedral da Sé, no Centro de São Paulo, foi pichada por grupos pró-aborto. Os vândalos escreveram as frases: “útero livre”, “tire seus rosários de meus ovários”, “ventre livre”, “Cunha não” e outras.

Nesse caso em específico, a pichação servia para protestar contra o projeto de lei 5069 que “tipifica como crime contra a vida o anúncio de meio abortivo e prevê penas específicas para quem induz a gestante à prática de aborto”.

Guiame

Uma história antiga contada de uma nova forma

Ressurreição transforma o olhar sobre a história bíblica e agrada ao público religioso
Dirigido por Kevin Reynolds (O Conde de Monte Cristo e Robin Hood: O Príncipe dos Ladrões), Ressurreição foi rodado nas belíssimas paisagens da Almería na Espanha e da Ilha de Malta, que remontam aos cenários narrados nos textos bíblicos da época de Cristo.

De forma inédita, um incrédulo, Clavius, interpretado por Joseph Fiennes, ilustra o conflito do homem ao se deparar com algo inexplicável, a Ressurreição de Jesus. Segundo Mickey Liddell, produtor do filme, “a abordagem de Kevin dá a oportunidade de você se colocar no lugar de Clavius, cético soldado romano que estava muito confuso sobre todas essas coisas loucas que aconteciam na Judéia. Ele não está procurando o corpo de Cristo para seguir sua agenda política ou religiosa. Ele está só seguindo ordens”.

Outros blockbusters, como Rei dos Reis de Cecil B. DeMille e Paixão de Cristo de Mel Gibson, já abordaram a crucificação e ressurreição de Cristo, mas nenhum sob o ponto de vista romano. Segundo Reynolds, “queríamos fazer algo completamente diferente das produções anteriores, então eu tive a ideia de que Ressurreição deveria ser contada como uma série de investigação, com um detetive que busca respostas para o inexplicável”.

Assim como o significado compartilhado pela data comemorativa de maior relevância da igreja cristã, a páscoa, o filme apresenta exatamente o processo de conversão do homem por meio de Clavius, como afirma Fiennes “no início do filme, ele é um militar rigoroso e ambicioso, que passou vinte e cinco anos servindo ao exército romano, então ele está realmente enraizado em uma forma de pensar. E, através dessa série de aventuras, Clavius chega a um dilema, onde percebe que deve haver uma vida além de tudo que ele conhecia antes, algo além de sua condição anterior. Tendo acabado com o suposto Messias, Clavius se vê novamente diante de Jesus no final do filme, quando ele ressuscita, e essa é uma grande virada”.

A produção tem um visual espetacular, cenas de ação viscerais e abordagem de mistério de série de investigação policial, que pretende ressoar entre os espectadores cristãos e incrédulos de uma forma impactante. Enquanto se mantém fiel aos ensinamentos do Novo Testamento, Ressurreição conserva um tom atual e, ao mesmo tempo, a sensibilidade para mostrar os conflitos de um homem incrédulo ao se deparar com o inexplicável.

Liddel acrescenta que “sempre quis contar uma história como essa, que parece um grande filme de Hollywood, mas quero que os cristãos que irão assistir ao filme se sintam representados de forma correta”.

Distribuído pela Sony Pictures, Ressurreição teve uma ótima aceitação no meio religioso, com reviews muito positivos.

“Ressurreição conta uma história verídica ontem e hoje que vai impactar muitas vidas, com certeza!”, afirma o Pr. Russell Sheed, doutor em teologia com pós-doutorado em Novo Testamento.

Confirmando que o longa representa de forma fiel a narrativa bíblica, Tarcísio Marques – Bispo Auxiliar da Região Episcopal Belém, diz que “O filme conseguiu abordar de forma muito humanizada um dos temas mais importantes do Cristianismo a Ressurreição, com uma história apaixonante. Para nós que somos católicos é uma verdadeira catequese bíblica que vale a pena ser seguida”.


Para adquirir seu DVD de Ressurreição, clique aqui.

*Isto é um informe publicitário

GospelPrime

Feliciano desafia Porta dos Fundos: “Por que não faz piada com o Islã?”

Deputado e Gregório Duvivier se enfrentam durante “Pânico no Rádio”
O programa Pânico no Rádio, transmitido diariamente pela Jovem Pan tinha como convidados desta terça (28) os humoristas Gregório Duvivier, Gabriel Totoro e Rafael Portugal. Integrantes do Porta dos Fundos, eles estavam divulgando o filme “Contrato Vitalício”.

Após Duvivier fazer comentário sobre os três processos movidos pelo deputado Marco Feliciano (PSC/SP) contra o canal do Porta dos Fundos, o pastor ligou para a rádio. Durante cerca de 10 minutos, Feliciano indagou Duvivier sobre uma série de questões, mas não obteve respostas, apenas mais provocações e ofensas.

Notório defensor do Partido dos Trabalhadores, o humorista afirmou que fazia provocações à Bancada Evangélica propositalmente, pois acredita que ela “impede toda lei progressista de passar no Brasil”. O parlamentar desafiou o PDF: “Por que não faz um humor com o Islã? Com Maomé? Com o Estado Islâmico?”.

O argumento de Feliciano é que “o politicamente correto destruiu o nosso país” e que humoristas como Duvivier não têm respeito algum pelo cristianismo, profissão de fé da maioria dos brasileiros. Classificando como “ofensa gratuita”, o líder do PSC na Câmara, asseverou: “Vocês falam de cristãos porque eles não brigam, só fazem debate”. Para o parlamentar, as piadas de gosto duvidoso do grupo “tocam na fé de milhões de pessoas”.

Conhecido por defender causas como o aborto e a liberação das drogas, o líder do PDF não gostou de ser chamado de “petista” e “mais vermelho que Fidel”. A certa altura, Duvivier decidiu revidar.

“O que o senhor faz é criminoso”, insistiu, negando que tenha pedido voto para Dilma. Em seguida, insinuou: “Desviar dinheiro público que é crime e o senhor sabe muito bem”, embora não tenha deixado claro se referia-se a Feliciano ou aos petistas presos pela Operação Lava Jato da Polícia Federal.

As acusações do humorista foram baseadas em vídeo populares na internet, onde Feliciano ofendia católicos e pedia a senha do cartão de crédito dado por um fiel durante um culto. O deputado reconheceu o erro de ter feito acusações a mulheres católicas e explicou que o pedido de senha era “uma brincadeira”, durante o levantamento de uma oferta para um trabalho da igreja que ajudaria cerca de 60 mil crianças do Haiti.

O debate ficou acalorado. Enquanto os outros membros do grupo permaneciam calados, Gregório chamou o deputado de “mentiroso”, “vergonha para os evangélicos” e sentenciou: “O Senhor não segue os preceitos de Cristo”.

Por sua vez, o pastor Marco explicou que decidiu processar o grupo para “chamar atenção para a causa cristã”. Finalizou dizendo que deseja “ser amigo” de Duvivier, convidando o humorista para um debate. Contudo, teve o pedido negado.

Assista:


GospelPrime


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Tags

(689) Cristãos (500) Bíblia (469) Cristãos Perseguidos (465) Intolerância Religiosa (326) Israel (305) Evangélicos (301) Reflexão (246) igreja (246) Homosexualismo (177) apocalipse (169) oração (166) catolicismo (151) homofobia (142) Rede Record (134) Irã (132) escatologia (132) Evento Gospel (128) Missões (122) islan (109) pecado (109) Política (105) Silas Malafaia (105) ateus (104) Religião (102) Natal (101) judeus (101) Milagres (99) Aborto (93) Ahmadinejad (91) esporte (91) Criança (86) globo (71) guerra (66) Salvação (65) pastores (63) Perdão (60) Morte (58) Aline Barros (57) Religiosidade (56) PL122 (55) Yousef Nadarkhani (55) Amor (51) adoração (48) heresia (45) Drogas (41) festival promessas (41) Judaísmo (39) campina grande (39) Prosperidade (38) Testemunho (38) Thalles Roberto (37) Estados Unidos (33) Família (33) mulçumanos (33) Apostasia (32) Idolatria (31) Maconha (31) carnaval (30) adoradores (29) Shows (28) Catástrofes (26) Hipocrisia (25) esperança (21) Confiança (19) Mentira (19) Alegria (18) Páscoa (17) DIP (16) adversidade (16) consciência cristã (16) Conforto (15) Nasa (15) Paz (15) Pena de Morte (15) Rei David (15) BAND (14) Oriente Médio (14) Promessa (14) Sofrimento (13) BBB (12) Graça (12) obediência (12) Suicídio (11) Tatuagem (11) benção (11) dia das mães (11) impureza (11) Ansiedade (10) Rio +20 (10) Desobediência (9) Filho pródigo (9) Perlla (9) Pornografia (9) masturbação (9) Catástrofe (8) Justin Bieber (8) Pedro Leonardo (8) Whitiney Houston (8) filho de crente (8) livro (8) sony music (8) Darwin (7) Hackers (7) Jotta A (7) Senadores (7) União (7) livre arbítrio (7) presença de Deus (7) Eutanásia (6) Perigo (6) cura pela palavra (6) Perfeição (5) lei da palmada (5) Aline Barros mostra sua filha (4) Cegueira Espiritual (4) Kaka (4) Purgatório (4) alienígenas (4) escolhas (4) texto e contexto (4) torá (4) vasco (4) vigilância (4) Gratidão (3) Ressentimento (3) Semeadura (3) Sodomia (3) o Caminho (3) servos (3) Cristo Redentor 80º aniversário (2) Guinnes Wolrd Records (2) Harold Camping (2) Impossiveis (2) Pressa (2) Segurança (2) mundial da juventude (2) Flórida (1) Galardão (1) Michel Teló (1) Redenção (1) Sonho de infância (1) impios (1) recall (1) vingadores (1)