Filhos de cristãos são sequestrados, torturados e decapitados, denuncia líder cristã síria

Madre Agnes Mariam el-Salib denuncia situação à Comissão de Direitos Humanos da ONU 
Em março de 2012, a guerra na Síria completava um ano e ainda não tinha muito espaço na mídia mundial. Mesmo quando o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) fez uma denúncia grave: corpos decapitados foram encontrados na cidade de Homs, oeste da Síria.

É inevitável que civis morram durante uma guerra, mas a Rádio da ONU afirmava: “cadáveres de crianças pequenas foram encontrados entre as vítimas no bairro de Karm el-Zeytoun. Alguns tinham marcas de tortura, outros estavam decapitados”. Mesmo assim, a notícia teve pouca repercussão.

Cerca de 18 meses depois, o assunto volta a chamar atenção da imprensa internacional. Desta vez através de uma líder da comunidade cristã local. Em entrevista recente ao Russia Today, Agnes Mariam el-Salib, madre superiora do Mosteiro de St. James em Qara, Síria, disse que está encaminhando um dossiê à Comissão de Direitos Humanos da ONU.

Nele, afirma que a filmagem do suposto ataque químico na Síria é uma armação. Divulgado pelo mundo todo e usado pelos Estados Unidos como justificativa para uma invasão, trata-se de uma tentativa de rebeldes patrocinados pela Al Qaeda justificarem muitas de suas ações terroristas.

Madre Agnes vive na Síria há 20 anos e tem vivido os horrores da guerra desde seu início. Ela reforça o que tem sido amplamente noticiado: os cristãos são os primeiros a morrer quando as tropas rebeldes invadem cidades. Casas queimadas e igrejas queimadas e destruídas, ameaças de que todos que não se converterem morrerão e requintes de crueldade nas execuções.

Em sua recente entrevista a um dos principais sites da Rússia, ela conseguiu expos alguns dos aspectos que, por contrariarem interesses americanos, são ignorados pela mídia ocidental. O Ministério das Relações Exteriores da Rússia pediu que a comunidade internacional preste atenção às revelações feitas por Agnes Mariam el-Salib.

Segundo ela, os corpos das crianças e adolescentes mostrados nas imagens não poderiam ser vítimas de um mesmo ataque. Um dos motivos para isso é que seus pais e principalmente mães não estão caídos ao lado deles.

Ao mesmo tempo, a comunidade internacional ignorou a matança brutal em Latakia dia 5 de agosto. “O ataque afetou mais de 500 pessoas, incluindo crianças, mulheres e idosos. Foram todos mortos no mesmo ataque rebelde. As atrocidades cometidas ultrapassam todos os limites”, denuncia. Além disso, muitas crianças foram sequestradas para nunca mais serem vistas;

O vídeo mostrando as vítimas do ataque com armas químicas no vilarejo de Gutha em 20 de agosto tem detalhes que passam despercebidos para quem não conhece a realidade síria. Foram cerca de 490 corpos, mas como foi mostrado por vários sites independentes, como o Before It’s News, as crianças não viviam em Gutha, mas são as mesmas sequestradas em Latakia duas semanas antes. Cerca de um mês depois do ocorrido, muitos dos pais que sobreviveram ao massacre as reconheceram no vídeo que rodou o mundo.

De fato, apenas alguns breves artigos no jornal “The Independent” mencionaram o assunto, com pouca repercussão. No Brasil, apenas a revista Carta Capital deu atenção ao fato. Por outro lado, o vídeo divulgado pela Reuters sobre o suposto ataque químico foi manchete de todos os principais órgãos de imprensa do mundo. O ponto principal é que grande parte dos mortos não eram filhos de muçulmanos, mas de cristãos e foram usados para atrair a atenção do mundo para um falso argumento.

Agnes não nega que armas químicas possam ter sido usadas, mas ela questiona por que existem dois pesos e duas medidas na imprensa. Ao total, doze aldeias alauítas foram submetidas a ataques sangrentos dos jihadistas. “Era um verdadeiro matadouro. Pessoas eram mutiladas e decapitadas. Existe um vídeo que mostra uma menina com sua cabeça decepada. Eles a cortaram com ela ainda viva. Viva!”, dispara.

Se quiser assistir ao vídeo
clique aqui. O Gospel Prime alerta que são cenas chocantes.

A madre conta que há caso de líderes religiosos muçulmanos mortos e decapitados pelos soldados da Al Qaeda, mas nem se compara ao número de cristãos (drusos e católicos) dizimados recentemente, os mesmos que viveram em paz com os muçulmanos durante séculos.

Questionada por que demorou para fazer essas denúncias, ela afirma que a maioria dos repórteres americanos e europeus não estavam interessados em ouvi-la. “Qualquer cristão deve em primeiro lugar confiar em sua consciência e crer em Deus. Isso vai ajudá-los a salvar vidas inocentes. Eu não me importo mais com minha própria vida… Este é possivelmente o maior crime já cometido na história”, desabafa.

Ao falar sobre o apoio que espera do Vaticano, foi direta: “O Papa diz não tem planos, não tem bombas nem forças armadas… Ele pediu: Vamos parar de lutar”. Para ela, isso tem um grande significado. “A opinião pública mundial se voltou contra os EUA. É a primeira vez na história que a América está sozinha. Eles dizem ter o apoio de dez países. Mas eu insisto que não tem”, esclarece Agnes.

Para ela as pessoas desses países não concordam com seus governos e muitos, como a Inglaterra, passaram a ser mais cautelosos. Até mesmo o presidente Obama recuou em seus planos quando percebeu que não teria apoio irrestrito na ONU.

Neste sábado, a Human Rights Watch, organização de defesa dos direitos humanos criticou a resolução da ONU em apenas destruir o arsenal químico da Síria. Philippe Bolopion, representante da organização junto à ONU, se mostrou indignado: “A resolução não conseguirá trazer justiça para as centenas de crianças que morreram intoxicadas por gás ou por muitos outros crimes graves”.

Com informações de Carta Capital,
RT, Un Multimedia, Before Its News e G1

Quando substitui “Família e Cristo” pelo trabalho na igreja. Parte 5

.......Minha esposa com um sorriso de canto a canto respondeu: Eu sabia, pois Deus nos falou nesta madrugada que ia acontecer exatamente o que eu vejo e ouço agora. Abraçamos, oramos e foi o melhor café da manhã que já tomei em toda minha vida. 

Aproveitei e passei o dia com minha sogra e sogro, fazia tempo que eu não os via, conversava apenas por telefone ou quando viajavam para nossa casa. O dia 14 de Abril de 1985 marcou o início de uma nova história em meu ministério e em minha casa.


Voltamos literalmente naquele dia. Enquanto dirigia de volta a minha cidade, ouvíamos louvores, alegres pelo reencontro que eu tive comigo mesmo neste dia. Mudei radicalmente minha postura em relação ao trabalho eclesiástico. 

Hoje dedico um dia na semana inteiramente para a minha esposa, filha e aos meus familiares. Neste dia desligo meu telefone, desligo-me do mundo exterior e ficamos o dia todo grudados. Faço questão de não marcar nada para este dia dedicado aos meus. 

Buscamos a cada semana lugares novos a visitar e nos programamos antecipadamente nosso passeio. Tento a cada momento conciliar minhas tarefas aos meus familiares. 


Um recado aos Pastores, Seminaristas, Missionários, Evangelistas e Conferencistas.

.........Quero aproveitar esse testemunho para mandar um recadinho a todos os ministros e pastores que estão lendo essa reflexão: Eu quero dizer algo da parte de Deus... Não substitua sua família pelo serviço na igreja. Talvez vocês, colegas pastores estão enfrentando problemas em vosso relacionamento conforme eu enfrentei. 

Talvez suas esposas já não aguentam mais o que vocês estão vivendo. Não negligencie o que temos de mais importante abaixo de Deus que é a nossa família. Ame a casa de Deus sim, mas não esqueça que sua esposa e filhos é projeto de Deus, pois eles são família e, acima de tudo, são suas ovelhas.

Deus quer que pastoreemos os de casa primeiramente.

Pois, se alguém não sabe governar sua própria família, como poderá cuidar da igreja de Deus? 1 Timóteo 3:5

Pense nisto E REFLITA: Como vai teu ministério? O que sua esposa e filhos pensam de seu cuidado?


Tens separado um tempo para pastorear os seus?

Mensagem Edificante Para Alma ®
 

Quando substitui “Família e Cristo” pelo trabalho na igreja. Parte 4

Aquele que não cuida de seus familiares negou a fé e é pior que o ímpio.
...........Como eu pude ser tão displicente com minha esposa e filha, pensei eu naquele momento. Eu teria que fazer algo urgente, pois como manter meu ministério, pastoreio sem minha auxiliadora? Ficar longe delas seria o fim de meu ministério. 

Entendi o verdadeiro sentido do termo escrito naquele bilhete pela minha esposa que dizia: “quando você voltar ... voltaremos”. Epa! Tem solução para meu problema, me arrumei todo, agradeci a Deus pela palavra, e me dirigi até a capital, foram os 400 quilômetros mais longo de toda minha vida. Cheguei ainda a tempo do café da manhã, minha sogra, como uma boa assembleiana foi logo dizendo: Jeová respondeu minha oração! E saiu gritando: Ele voltou, ele voltou...

Minha filhinha Sophia correu ao meu encontro e disse: papai chegou mamãe. Quando olhei estava ela toda arrumada, aquela ora da manhã como já soubesse que eu estaria lá exatamente as 07:00h para buscá-las. Realmente elas sabiam, pois Deus havia falado com minha esposa durante a noite enquanto ela orava constantemente. 

Deus ainda falou mais pra ela: Ele voltará, ele mudará, ele virá ainda pela manhã, te buscará, então esteja pronta mulher e volta com o teu marido. Naquele momento eu olhei para todos e sem saber o que Deus havia falado para minha esposa disse: Eu voltei, eu mudei e estou aqui para levá-las de volta ao nosso lar. 

Minha esposa com um sorriso de canto a canto respondeu: Eu sabia, pois Deus nos falou nesta madrugada que ia acontecer exatamente o que eu vejo e ouço agora. Abraçamos, oramos e foi o melhor café da manhã que já tomei em toda minha vida. 

Aproveitei e passei o dia com minha sogra e sogro, fazia tempo que eu não os via, conversava apenas por telefone ou quando viajavam para nossa casa. O dia 14 de Abril de 1985 marcou o início de uma nova história em meu ministério e em minha casa. 

Voltamos literalmente naquele dia. Enquanto dirigia de volta a minha cidade, ouvíamos louvores, alegres pelo reencontro que eu tive comigo mesmo neste dia. Mudei radicalmente minha postura em relação ao trabalho eclesiástico. 

Hoje dedico um dia na semana inteiramente para a minha esposa, filha e aos meus familiares. Neste dia desligo meu telefone, desligo-me do mundo exterior e ficamos o dia todo grudados. Faço questão de não marcar nada para este dia dedicado aos meus.

Buscamos a cada semana lugares novos a visitar e nos programamos antecipadamente nosso passeio. Tento a cada momento conciliar minhas tarefas aos meus familiares.

Continua............

Mensagem Edificante para Alma ®

Ex-gay Saulo Navarro afirma que é preciso ‘agir urgentemente para combater este imperialismo gay’

Em entrevista, ex-homossexual fala sobre as novas gerações, o Conselho de Psicologia e a importância da Igreja

O ex-gay Saulo Navarro, autor do livro Homossexualidade – Um Engano Em Minha Vida, concedeu entrevista a Julio Severo, que a publicou em seu blog no dia 20 de setembro. Ele fala da necessidade de “agir urgentemente, ir para a prática e criar ferramentas que possam combater este imperialismo gay”.

Saulo analisa que o Conselho Federal de Psicologia (CFP) se dobrou ao movimento LGBT. Segundo ele, alguns profissionais sofrem censura da insituição “ao demonstrar que podem ajudar a resignificar a sexualidade de uma pessoa que esteja insatisfeita com a atração que sente pelo mesmo sexo”.

“Pessoas merecem ter esta ajuda sem que tenham que perambular pelas vielas das clínicas para achar alguém que possa atendê-los sem receio e medo de ser punido pelo CFP. Pessoas que deixaram a prática homossexual fazem parte de uma diversidade que é rejeitada e odiada pelo movimento gay e agora pelo CFP”, afirma Saulo. E completa: “as faculdades de psicologia de nosso país estão formando psicólogos totalmente favoráveis ao movimento [LGBT]”.

O ex-gay observa a importância da religião neste processo de reorientação sexual, a partir da sua própria experiência: “Deus é soberano. A psicologia é uma ciência e Deus excede a toda ciência. 

[...] Aceitei Jesus como meu único Senhor e Salvador e passei a seguí-lo aceitando todo conteúdo bíblico como verdade para minha vida, inclusive as passagens que tratam da homossexualidade como pecado e comportamento fora da vontade de Deus para o ser humano. 

[...] Durante quatro anos, caminhei dentro da Igreja sentindo atração pelo mesmo sexo. Ficou claro para mim que deixar de sentir atração pelo mesmo sexo levaria tempo, não se mudaria de um dia para o outro. [...] Pessoas foram usadas por Deus para me levar ao crescimento e amadurecimento”.

Sobre as novas gerações, Saulo acredita que houve um estímulo para a homossexualidade e a bissexualidade. “A propaganda gay e a mídia têm estimulado uma geração inteira para que pratiquem não só a homossexualidade como a bissexualidade também. 

[...] Estes jovens se declaram livres, parte de uma geração tolerância, que se acham donos do próprio nariz. [...] Para estes jovens eu digo, cuidado – você que se acha livre, que faz o que quer, você está mais preso do que possa imaginar. Esta geração que se assume homossexual está apenas agindo como os ideólogos gays, feministas e de gênero querem. 

Estes jovens são usados e manipulados por ideologias que têm o único interesse de destruir a família tradicional, projetada por Deus. Enquanto se dizem livres, na verdade são bonecos de fantoche nas mãos destes movimentos”, conclui ele.

Em seguida, o entrevistado explana sobre assuntos legais e políticos desse fenômeno LGBT: “A imoralidade está aprovada e amparada por lei [...] A militância gay é cruel e sem escrúpulos. A Igreja não deve ser ingênua a ponto de desconsiderar este fato. A Igreja deve ser firme em seu posicionamento e estar sempre contrária a esta agenda gay e se preciso for se defender juridicamente dos ataques da militância gay”.


Saulo comenta ainda sobre a necessidade das Igrejas estarem preparadas para receber os arrependidos: “Se a Igreja entender que a homossexualidade na vida de uma pessoa não é o foco e sim o que sustenta esta pessoa na homossexualidade, então alguns passos já foram dados. A omissão da Igreja foi grande e agora é apagar incêndio. 

A Igreja tem de sair da omissão e partir para a compaixão, para a ação. É preciso compreender os infinitos fatores que podem levar um indivíduo à prática da homossexualidade. O meio homossexual é instável e haverá um tempo em que esta pessoa poderá ir até uma Igreja em busca de apoio. As Igrejas podem oferecer um local seguro e confiável, oferecer um ambiente caloroso que mostre a diferença de uma vida de pecado e uma vida em Cristo”.

Ele conta que, na adolescência, traumas, amigos e abusos sexuais o levaram a experimentar o homossexualidade. Ele realizou essa prática por 12 anos, apesar de o incomodar a infidelidade e a pornografia.

O depoimento de Navaro serviu de base para outros testemunhos: “durante minha adolescência eu fui muito assediado por homossexuais. Eles moravam próximos à escola, onde fazia a quinta série em Taguatinga (DF). Confesso que na adolescência cheguei a ter dúvida da minha masculinidade, mas percebi que tudo está ligado à orgia sexual”, diz um usuário nos comentários.

Informações Christian Post

Quatro milhões vão morrer de fome na Síria

A guerra civil da Síria está deixando mais de 4 milhões de pessoas sem acesso a alimentação e a itens básicos de sobrevivência. 

A Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura alertou que se o conflito continuar toda a produção alimentar para 2014 estará seriamente comprometida. Contudo, mesmo que as áreas agrícolas serão liberadas dos confrontos da guerra, é muito tarde para que a nação consiga restabelecer sua produção.


Milhares de plantações e fazendas foram abandonadas por estarem em áreas de conflito. Mas não é só isso. Centenas de Sírios que abandonaram suas cidades e casas e seguem a pé para os pontos de fronteira, estão passando fome. 


Nas últimas semanas, os confrontos se intensificaram nas regiões próximas aos postos da fronteira que por isso foram fechados, deixando centenas de famílias sob fogo cruzado e sem água ou comida. Este foi o caso da família da Raid e Abeer e seus 12 filhos. Fugindo a pé, ficaram 4 dias sem comer. Porém, após muita espera conseguiram atravessar a fronteira e entrar na Jordânia.

Os mais atingidos pela fome são crianças. Nunca se viu tantos casos de desnutrição e fome entre entre os pequenos. Tal visão nunca foi nem concebida antes da guerra

Gospel +

Na Turquia, cientistas encontram o que pode ser a Arca de Noé

De acordo com a imprensa turca, cientistas turcos e chineses encontraram a Arca de Noé no monte Ararat.

Segundo o pesquisador chinês Yang Ving Cing, eles encontraram em uma altitude de 4 mil m no monte que fica no leste da Turquia, na fronteira com o Irã.

"Não é 100% seguro que seja a arca, porém pensamos que é 99,9%", disse Cing à uma agência de notícias. Ele faz parte de uma organização internacional dedicada à busca pela arca.

Ele também pediu que o governo turco proteja a zona para poder iniciar as escavações o quanto antes. Além disso, ele afirmou que pediu à Unesco que coloque o local na sua lista de patrimônio da humanidade.



com informações do Terra/guiame

Quando substitui “Família e Cristo” pelo trabalho na igreja. Parte 3

.......Entrei em minha casa e parecia que estava na casa errada, não havia o cheirinho agradável do jantar; não fui recebido pela Sophia, como sempre ela fazia quando eu chegava. - Nossa! o que aconteceu? Pensei eu. “Teria Jesus arrebatado sua igreja e eu tinha sido deixado para trás”? Corri ao meu escritório e percebi um bilhete em cima de minha mesa que dizia a seguinte frase:

“Quando você voltar, voltaremos pra casa”. Estamos na casa de mamãe e Sophia está bem. Não se preocupe conosco, pois sei que você vai saber se virar sozinho juntamente com sua igreja. Eu não entendia, pois minha esposa sabia a hora que eu voltaria da reunião, porque ela não estava em casa? Liguei para casa de sua mãe ninguém atendia, liguei para todos os celulares, mas parecia que todos haviam combinado para que ninguém atendesse minha ligação.

As lágrimas vieram em meu rosto e percebi quão distante estava da minha família. O que mais me marcou naquele bilhete foi o termo escrito por minha esposa: “Quando você voltar.. voltaremos”

Como assim? Voltar de onde?... Fui até o quarto e nenhuma roupa tanto de minha esposa como de minha filhinha tinha sido deixado em casa. Todas as roupas foram levadas. Percebi quão grave era a situação. 

Relutei comigo mesmo em viajar os 400 quilômetros até a capital para trazê-la de volta, mas algo me jogou no chão, parecia que estava aprendendo na dor a lembrar de orar.

Ajoelhei-me pela primeira vez com vontade; como se deve se ajoelhar na presença de Deus. Humilhado, cansado, impotente, eu apenas chorei. Não tive muito assunto, lembro-me que fiquei ali no chão algumas horas, até que o meu celular tocou. Corri desesperado e peguei na esperança que fosse minha esposa, mas era uma ligação de um Pastor que ficou de ligar para que eu pregasse em um congresso de sua igreja. 

Enfurecido arremessei o tal telefone pra longe e o mesmo silenciou, pois havia sido destruído totalmente com a violência pelo qual foi jogado. Peguei minha Bíblia em busca de uma palavra. Interessante como Deus faz as coisas, agora eu tinha tempo, tanto para leitura como para oração. 

Quando abri a Bíblia eu não acreditava no que estava diante de meus olhos: '1 Timóteo 5:8' Mas, se alguém não tem cuidado dos seus, e principalmente dos da sua família, negou a fé, e é pior do que o infiel.

Tive que enxugar meus olhos várias vezes, pois as lágrimas não deixava eu enxergar o texto... Nossa! Como Deus me respondeu de uma forma clara e objetiva, eu nunca tinha sentido nem percebido 'o dia que saí'. Mas esse texto me fez abrir os olhos sobre o pastoreio dos meus familiares. Eu tinha feito uma viagem espiritual pra longe, longe de Deus, longe da esposa, longe da minha filha, longe até mesmo da igreja.

Continua............

Mensagem Edificante para Alma ®

Quando substitui “Família e Cristo” pelo trabalho na igreja. Parte 2

............Meu sentimento na igreja e tudo que eu estava vivendo e fazendo era exatamente como a história quando aprendi a dirigir. Nem sabia o que estava fazendo, fazia tudo no automático. Lia a Bíblia, mas não tinha palavras para desenvolver o próprio texto. Por que desse texto? 
 
Por que refletir sobre isso? Eu estava de fato na igreja, mas minha mente fora dela, era como se eu tivesse em uma viagem, estava lá, mas distante tanto da família como da igreja. 

Essa era minha rotina, dia após dia, meses após meses, anos após anos, não tinha tempo se quer para mim muito menos para minha esposa e minha filhinha Maria Sophia. Estava sendo cobrado diariamente por minha esposa no sentido de dar-lhe a atenção merecida, e a alguns problemas de saúde da nossa filha, mas como sempre eu estava envolvido demais com a obra do “Senhor' e quase sempre elas ficavam para depois. 

Todas as noites eu perdia o sono pensando como melhorar minha atuação na igreja e como liderar muitos jovens salvos das drogas. O “Projeto Resgatando Jovens” ocupava todo meu tempo, minha mente, meus recursos, minha vida.

O relacionamento com minha esposa já estava sendo desgastado por tantas tarefas acumuladas em minhas costas. Eu vivia mais na igreja do que em minha própria casa, era um estranho no ninho.

Espiritualmente eu até parecia àquele corcunda de “Notre Dame”. Pesos, e mais pesos acumularam-se em minhas costas; fardos e mais fardos denominacionais; problemas e mais problemas, dos outros é claro. 

Tudo isso se empilhando um após um sobre meus ombros, sobre as minhas costas, formando um grande fardo que cada vez mais era difícil de carregar, restando-me, apenas curvar-me rumo ao chão, em uma descida sem precedente. 

Um dia tentando preparar o sermão do Domingo à noite, li um texto em Mateus 11:28 que dizia assim: Vinde a mim, todos vós que estás cansado e sobrecarregados que eu vos aliviarei.... Fiquei a meditar no texto e logo cheguei a conclusão: Quanta hipocrisia de minha parte, era o texto que eu iria pregar no domingo à noite, mas no contexto eu mesmo estava vivendo, cansado, desgastado e sobrecarregado. 

Tinha que manter a pose, pois como líder não podia demonstrar fraqueza, não poderia mostrar nada contrário ao meu sermão. Mesmo delegando algumas tarefas, nada saía como eu desejava então preferia abraçar tudo e resolver de minha forma.

A pregação foi uma benção para os outros, menos pra mim e minha casa. De baixo do púlpito minha esposa olhava espantada em meus olhos e nem precisava adivinhar o que ela estava pensando, pois ela sabia muito bem como estávamos vivendo. 

Na semana seguinte as coisas só pioraram em nosso relacionamento. Minha esposa não falava direito comigo e nem eu falava com ela. Principal motivo porque não parava em casa, muito envolvido com a obra do Senhor. Em um belo dia da semana eu tinha uma determinada reunião com lideranças eclesiásticas de nosso estado e foi neste mesmo dia que perdi minha esposa. 

Voltei da abençoada reunião e percebi que a casa estava toda fechada e escura, não tive a recepção que costumava ter. Normalmente sempre quando chegava das reuniões ou viagens encontrava um belo jantar posto na mesa e esposa sorridente por fora para receber-me.

Continua..........

Mensagem Edificante para Alma ®
 

Quando substitui “Família e Cristo” pelo trabalho na igreja.

Pois, se alguém não sabe governar sua própria família, como poderá cuidar da igreja de Deus?  
1 Timóteo 3:5
Desde jovem tive envolvimento nos departamentos da igreja, meu trabalho era reconhecido por toda liderança de minha igreja. Trabalhava tanto que em poucos anos, e ainda jovem, fui consagrado como diácono. Não demorei muito a chegar ao presbitério de minha igreja. 

Minha carreira como obreiro estava indo de vento e popa. Entrei em um seminário e após 4 anos fui consagrado pastor de uma das congregações. Na época era o mais jovem pastor de minha região. 
A pequena igreja, que era uma congregação, logo cresceu e tornou-se uma grande igreja. Anos se passaram e eu continuava correndo como um maluco sem tempo para mim, sem tempo se quer para minha família. 
Tarefas e mais tarefas, planejamento de vários projetos e entre tantos projetos destaca-se o 'Projeto Resgatando Jovens’ para compromisso com Deus. Esse projeto ia além de apenas evangelismo, ele era para resgatar jovens das drogas e trazê-lo ao convívio da sociedade. 

Campanhas e mais campanhas, almoços e mais almoços; tudo para gerar renda para cobrir despesas com vários projetos. Reuniões, intermináveis, com lideranças, obreiros, seladores ministérios e etc.

Todos os dias eu estava na igreja. Todos os dias eu atendia gabinete com vários membros e não membros. Eram raros momentos meus com minha esposa e filhinha, as coisas fugiram do meu controle. Os meus cultos viraram meio que automáticos. Negligenciei meu tempo de oração e leitura da Bíblia, por fora cheio de vigor, mas o meu homem espiritual cada vez morria aos poucos.

Lembrei-me dos meus 16 anos quando meu pai me ensinou a dirigir. Eu observava, atento, todas as tarefas que o meu pai fazia em seu fusca 1978, e ficava pensando: Como meu pai pode fazer várias coisas ao mesmo tempo naquele velho carro, enquanto conduzia o veículo olhando para frente. 

Passava marcha e ao mesmo tempo ligava a seta do carro, freava, buzinava, desviava dos obstáculos. Ali estava eu ao seu lado espantado e pensando: É muita coisa ao mesmo tempo, como é complicado. 

Depois que aprendi a dirigir, passava as marchas e depois colocava a mão na alavanca do câmbio e percebia que já estava na 5a marcha e nem lembrava ter colocado. Percebi que fazia igualzinho a papai. Que maravilha tudo funcionava conforme aprendi 'automaticamente'.

Continua..........
Mensagem Edificante para Alma ®
 

Ajude o Egito...

Ser membro do Corpo de Cristo é participar da alegria e do sofrimento de nossa família na fé. Por isso, ao tomarmos conhecimento da difícil realidade vivida por nossos irmãos no Egito, mesmo vivendo distante de nós, conseguimos sentir a sua dor e aprender com sua perseverança. 


Recentemente, o que já era difícil, piorou consideravelmente. Uma série de ataques extremistas destruiu igrejas, propriedades e casas de cristãos. A perseguição religiosa que os cristãos egípcios enfrentam há anos e, hoje, com mais intensidade, unicamente por seguirem a Jesus Cristo, nos faz querer apoiá-los para que suportem tudo em amor. 

Desafiamos você a se envolver e socorrer esses irmãos para que continuem firmes em sua fé apesar de toda a opressão. Mobilize seus amigos e junte-se aos milhares de brasileiros que já se envolveram com a campanha Ajude o Egito, Agora! 

Sua doação irá beneficiar cristãos egípcios que precisam reabrir seus negócios, auxiliará aqueles em situação de emergência financeira, além de apoiar espiritualmente a Igreja como um todo. Ore, doe e engaje-se nessa causa.



Portas Abertas

Pastor Lúcio Barreto critica e aconselha os evangélicos a não irem ao Rock in Rio

Religioso, criador do lema Loucos por Jesus, aconselha público cristão jovem a não participar deste tipo de evento para evitar, por exemplo, drogas e roubos

O pastor Lúcio Barreto, de 41 anos, que criou o lema Loucos por Jesus há 20 anos, comentou sobre o evento Rock in Rio 2013, que envolveu milhares de jovens em dois finais de semana de setembro: “Chamaram artistas de vários ritmos para tocar, mas nenhum gospel”, discutiu ele.

O religioso recomendou ao público cristão a não participar do festival: “pessoas chegaram até mim dizendo que foram roubados, viram outros usando drogas, entrando em coma alcoólico. Aconselho os meus fiéis a não ir, a não ser que seja com os pais”, ponderou. E ainda esclareceu: “Não acho que deve acabar e também não é uma caça às bruxas”, em entrevista ao
portal G1, realizada em Goiânia (GO) e publicada nesta terça-feira (24).

Lúcio Barreto ficou conhecido por sua maneira ousada de conquistar jovens e adolescentes. Para lidar com esse público, segundo ele, “você tem que entrar arrebentando ou então até os estimula a fazer a coisa errada”.

O evangélico utiliza estratégias como misturar a fé com o pop e comercializa produtos com as seguintes frases: “Com Jesus venço até o Chuck Norris”; “Pecado, Pecadinho, Pecadão, só que não” e “Se até a Florentina é de Jesus, o que você está esperando?”, essa última em referência ao sucesso do comediante e atual parlamentar Tiririca.

“São iscas que uso para atrair os adolescentes. Prego com a Bíblia em uma mão e o jornal na outra. Sou muito ligado no que acontece atualmente”, explicou o pastor ao G1. Ele atua na importante Igreja Batista Lagoinha, na região noroeste de Belo Horizonte (MG), ministrando quatro cultos por semana e recebendo cerca de 7 mil crianças, adolescentes e jovens.

Pastor Lucinho, como também é conhecido, tem mais de 300 mil seguidores no
Facebook. Ele criou polêmica, quando divulgou uma foto sua cheirando a Bíblia. Essa imagem se espalhou pelas redes sociais. Segundo ele, a intenção era demonstrar que com a mesma força que você 'cheira' cocaína ou fuma crack, também pode adorar a palavra de Deus.

E o cristão garante que já teve outras atitudes bastante irreverentes para aumentar seu rebanho: “Quem me conhece sabe as loucuras que já fiz. Subi na mesa da praça de alimentação de um shopping para pregar e também já subi em trio elétrico”, observou.
Lúcio Barreto Júnior nasceu em Belo Horizonte (MG) e conheceu Jesus aos 11 anos, levado à Igreja por sua mãe. Logo em seguida, sua mãe faleceu e ele se mudou para os Estados Unidos. “Eu sonho ver a juventude mundial rendida a Cristo”, afirma o evangelista em seu site institucional.

Christian post

Em Brasília, PM é liberado do trabalho para estudar a Bíblia

A Polícia Militar de Brasília lançou neste mês um curso para policiais aprenderem a criar seus filhos e a ter um casamento em acordo com princípios bíblicos. 

A "tropa de eleitos" está liberada de trabalhar durante as aulas: as reuniões são em horário de expediente, nas dependências da PM e os custos são bancados pelo órgão. 

A ideia do chamado "Programa Educação Moral" é "aplicar princípios bíblicos" na educação financeira e no relacionamento familiar dos policiais militares. 

Os nomes dos cinco cursos sugerem que aos homens cabe ser o "máximo". Às mulheres, "única". São eles: Como criar seus filhos, Homem ao Máximo, Mulher Única, Aliança e Como chegar ao fim do mês (educação financeira). O projeto é uma parceria com a "Universidade da Família", instituição que oferece cursos com base bíblica. 

A PM não garante que haverá cursos para outras religiões: "A ação da Capelania Militar da PMDF [Polícia Militar do Distrito Federal] não implica que um policial militar seja liberado de trabalhar para fazer cursos de qualquer religião. O Programa é institucional, não é de uma religião", diz a PM em nota enviada à Folha. 

A corporação tem à disposição cinco capelães, sendo três católicos e dois evangélicos. 

Até agora, mais de 150 PMs já fizeram inscrição no curso, mas só 70 terão a oportunidade este ano. O restante poderá ter aulas nas novas turmas, em 2014. "Líderes" poderão replicar os ensinamentos nos quartéis, se houver demanda. 

Cada aula tem duração de duas horas e ocorrerá uma vez por semana, no período de até três meses, dependendo do curso. 

Questionada pela Folha, a PM não declarou o custo da iniciativa, mas reconheceu que será a responsável por fornecer o material didático. Para a Polícia Militar, o curso tem respaldo na lei e não fere o Estado laico. 

A corporação garante, ainda, que o curso não atrapalhará o trabalho dos militares nas ruas. "Nenhum policial militar está liberado de trabalhar durante o curso. Em regra, as reuniões terão duas horas de duração com frequência de uma vez por semana, interferindo o mínimo possível nos serviços ordinários." 

A corporação ainda diz que o curso bíblico serve de apoio aos militares, ajudando a minimizar o "grande estresse físico e emocional" da atividade policial.

Informações Folha

Israel pode substituir todo dinheiro do país por transações com chip

O governo cria uma comissão para estudar como eliminar dinheiro e mudar a economia israelense.
Duas semanas atrás, o governo de Israel anunciou a criação de uma comissão que irá estudar formas de eliminar o dinheiro circulando no país. Segundo foi anunciado, seria a melhor maneira de impedir os cidadãos de sonegar impostos. O comitê será presidido por Harel Locker, diretor do Escritório do Primeiro-Ministro.

O dinheiro de papel seria substituído por transações eletrônicas, feitas com cartões de chip. Com as novas tecnologias, os bancos podem controlar quanto as pessoas tem em suas contas e quanto podem retirar. As empresas de cartão atuais registram quanto as pessoas gastam mas o governo não tem controle.

Os membros do grupo de estudo incluem a Polícia Federal de Israel, a Autoridade Tributária, a Autoridade Governamental de Lavagem de Dinheiro e Terror, o Banco Federal de Israel e funcionários da Procuradoria do Estado, entre outros.

O consenso é que o dinheiro como é atualmente usado permite que as pessoas usem subterfúgios para fugir dos impostos. Não há como rastrear muitas das transações feitas em cash e utilizando “laranjas”. Em uma economia sem dinheiro, todos os registros são eletrônicos, e os impostos seriam cobrados em tempo real. Para a economia do país é uma questão muito mais confiável, já que taxas administrativas sobre as transações eletrônicas são comuns em Israel.

Funcionários no gabinete do primeiro-ministro justificam: “em todo o mundo, sabe-se que o dinheiro é um elemento-chave da economia ilegal e da lavagem de dinheiro. Ele permite a existência de uma grande diferença entre os rendimentos relatados e real… Ao eliminar o dinheiro vivo, será possível ampliar a base de tributação e prevenir a lavagem de dinheiro”.

O comitê não estabeleceu um prazo para a decisão final, mas o tamanho do país pode colaborar para que seja rapidamente implantado. Cédulas e moedas representam menos de 10% da economia dos países da zona do Euro e de 7% nos EUA, segundo o Banco de Compensações Internacionais, organização que reúne os bancos centrais do mundo.

Ano passado, a Suécia
anunciou que estava criando um sistema de economia totalmente digital, baseado em chips especiais para smartphones. Eles seriam acessados pelas impressões digitais, como o que já está presente na nova geração de iPhones.

Oscar Swartz, fundador do maior provedor de Internet da Suécia, diz que um dos problemas é justamente deixar um “rastro” das transações. “A pessoa deve ser capaz de gastar seu dinheiro sem ser rastreado o tempo todo”, diz ele, levantando a questão da privacidade.

Mas esse exatamente é um dos argumentos dos governos para abdicar do papel-moeda, a capacidade de identificar de onde o dinheiro está saindo e para onde vai.

A Inglaterra já tem um sistema em fase de testes, que funciona tanto em lojas quanto para pagamento de ônibus. Na Ásia, o sistema “payWave” já é popular e acabou com o tempo de espera para pagamento em lanchonetes, postos de gasolina e cinemas, por exemplo. Basta passar com seu cartão com chip perto do caixa eletrônico e clicar um botão concordando com o desconto do valor em sua conta.

A dificuldade, por enquanto, é unificar pagamentos via internet, cartões de crédito e dinheiro vivo. Uma unificação do sistema parece ser o único caminho, mas a questão central é quem controlará a emissão desse dinheiro virtual, elemento básico da economia de um país.

Os especialistas em profecias há muito indicam que o cumprimento de Apocalipse 13:16 viria pela substituição do dinheiro por algum sistema eletrônico e biométrico, entendido assim: “A todos, os pequenos e os grandes e os ricos e os pobres, os livres e os escravos, faz que lhes seja dada certa marca sobre a mão direita ou sobre a fronte (testa), para que ninguém possa comprar ou vender, se não aquele que tem a marca, o nome da besta ou o número do seu nome”. 

Com informações Israel National News, Inquirer e Independent.

Filha de pastor Marco Feliciano faz sucesso na net e ganha destaque em jornal carioca

A filha mais velha do pastor e deputado federal Marco Feliciano, Karen Feliciano, de 18 anos, está fazendo sucesso nas redes sociais e foi estrela de uma reportagem do jornal carioca Extra, no último domingo (22).
 
Ele tem mais de 8 mil seguidores no Twitter e 4,4 mil fãs no Facebook, segundo dados desta segunda-feira (23).
 
A jovem defende o pai e posta sempre frases religiosas em seu perfil. “Quando Deus quer fazer, não há quem possa o deter, não há …” é a capa do seu perfil no Face e o tweet recente “Se você não tem tempo para Deus, está perdendo tempo” são alguns exemplos.

O texto do tablóide
Extra exaltou a beleza de Karen: no título, ela foi caracterizada como “gata” e, em outro trecho, o artigo diz: “pretendentes não devem faltar”.

Além disso, a matéria inicia da seguinte forma: “Ela não (só) louva, ela desfila. O trocadilho do funk cantado por MC Bola ajuda a definir o estilo de Karen Feliciano, que também tira foto no espelho para postar no Facebook!”.

O pastor Marco gostou do retrato da filha na mídia impressa: “É linda mesmo -> orgulho do papai”, postou ele no
Twitter. A psicóloga Marisa Lobo foi outra evangélica a comentar o destaque de Karen: “beleza de uma autêntica Cristã” e completou “ela desfila no Reino”.

Além de fotos sozinhas, Karen também posta fotos com as irmãs Ketllin Feliciano e Kamylle Feliciano e com a mãe Edileusa Feliciano. Ela sempre declara seu amor pelos familiares.

Christian Post

SOS. Ajude o Egito Agora

Você pode socorrer esses irmãos para que continuem firmes em sua fé apesar de toda a opressão. Ore, doe e engaje-se nessa causa. Envolva seus amigos, sua comunidade e sua igreja.
 
Sua doação irá beneficiar cristãos egípcios que precisam reabrir seus negócios, auxiliará aqueles em situação de emergência financeira, além de apoiar espiritualmente a Igreja como um todo.

A Igreja no Egito passa por dias difíceis. Muitos acreditam que os cristãos foram culpados pelas mudanças no governo e, por isso, têm se vingado, atacando propriedades de cristãos.
Até o momento, mais de 70 igrejas foram destruídas, além de centenas de casas e lojas. Muitos cristãos perderam a vida por causa dos conflitos.  
 



Ajude o Egito, Agora! Acesse o site portas abertas. http://www.portasabertas.org.br/egito/

Informações Portas Abertas

Homem-bomba mata mais de 80 cristãos durante culto no Paquistão

Ataque é visto como parte de uma ação coordenada pela Al-Qaeda
Neste domingo (22), ocorreu um dos ataques mais violentos contra os cristãos no Paquistão nos últimos 70 anos. O cristianismo reúne cerca de 2% dos 180 milhões de habitantes do país. Especialistas acreditam é que é mais uma ação coordenada pela Al Qaeda, que no sábado usou guerrilheiros somalis para invadir um shopping não Quênia, visando justamente os cristãos.

Como resultado, homens-bomba invadiram o culto em uma igreja cristã em Peshawar, norte do Paquistão, resultando em 81 mortos e 131 feridos. Entre as vítimas fatais estavam 37 mulheres e um número não divulgado de crianças. A igreja evangélica fazia parte de uma das oito dioceses da igreja cristã do Paquistão, formada em 1970 como resultado da união entre luteranos, presbiterianos, metodistas e anglicanos. O templo da All Saints Church foi construído em 1883, quando a região ainda pertencia à Índia, sendo um dos mais antigos lugares de culto cristão no país.

Segundo investigações preliminares, um homem detonou mais de 16 quilos de explosivos enquanto mais de 500 fieis saiam da celebração para receber um almoço grátis na frente do templo. Testemunhas disseram ter ouvido duas explosões, sendo a segunda mais forte . “Houve explosões e foi o inferno para todos nós”, disse Nazir John, que estava na igreja. “Quando recuperei a consciência, não vi nada além de fumaça, poeira, sangue e as pessoas gritando. Vi também membros decepados e sangue por toda parte.” Até o momento trabalha-se com a teoria de que foi um único homem-bomba, embora não descarte a possibilidade de serem mais.

O ataque suicida contra a Igreja em Peshawar foi assumido pela nova facção talibã, a Junood ul-Hifsa. Ao mesmo tempo que anunciam sua criação, ameaçam matar estrangeiros e vingar os ataques americanos contra a Al-Qaeda na fronteira com o Afeganistão.

“Cometemos o atentado suicida na igreja de Peshawar e continuaremos atacando os estrangeiros e não muçulmanos até que parem os ataques de drones”, explicou Ahmad Marwat, porta-voz do grupo.

Nesta segunda, cristãos em diferentes cidades do Paquistão, protestaram contra a violência e para pedir mais proteção das autoridades. Na capital Islamabad, mais de 100 manifestantes bloquearam a principal avenida da cidade durante várias horas nesta segunda-feira. “Todo cristão está se sentindo ameaçado no Paquistão”, disse Tahir Naveed Chaudhry, advogado e presidente da Aliança das Minorias Cristãs do Paquistão.

Após as terríveis imagens do ataque se espalharam pela mídia no mundo todo, vários grupos cristãos pediram orações pelo país. O primeiro-ministro do Paquistão, Nawaz Sharif, e o Presidente Mamnoon Hussein, condenaram fortemente o ataque, mas não anunciaram nenhuma medida.

Com informações de L A Times e Washington Post

O que você está fazendo na igreja?

"Depois disto ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem irá por nós? Então disse eu: Eis-me aqui, envia-me a mim" Isaías 6:8
Meditação: O culto da igreja no domingo não é o principal alvo da nossa vida aqui na terra. Louvor dominical e pessoal são importantes, pois é nos cultos que temos comunhão com nossos irmãos, mas são apenas uma parte da nossa missão.
 
Estamos aqui para glorificar a Deus com os nossos lábios e as nossas vidas, com nossos corações e nossas obras. O mundo ao nosso redor está envolvido nas armadilhas do inimigo, como ovelhas desgarradas estão caminhando direto para a perdição !!! Deus quer que ouçamos o Seu chamado e que O adoremos não somente na igreja, mas que saiamos para o mundo dando testemunho do que Cristo fez em nossas vidas !!!

Oração: Pai querido, obrigado pelas experiências que o Senhor tem me dado. Obrigado pelas habilidades que o Senhor colocou em mim quando me formou no ventre da minha mãe. Obrigado pelo Seu Santo Espírito que está sobre mim. Obrigado pelo Seu amor derramado em meu coração.
 
Agora, querido Pai, por favor, ajuda-me a anunciar estas grandes coisas que o Senhor tem feito por mim, ajuda-me a levar o Seu evangelho, para aquelas pessoas que ainda não foram alcançadas pelo Seu amor. No nome de Jesus eu oro. Amém.

Glórias a nosso Salvador, e com está glória, desejamos a todos uma semana abençoada.

Por Maria e Davi
Joinville SC, 23/09/2013

Paz em tempos de Guerras.

Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize. João 14:27

Impossível viver em Paz sem Cristo. Enquanto o ser humano não entender que só “Um” tem a verdadeira Paz, continuará nas pelejas e nas batalhas intermináveis em suas vidas. Enquanto o ser humano não entender que “paz se promove de dentro pra fora”, eles continuarão em suas guerras.

A Paz começa de dentro para fora e quando isso ocorre paramos uma batalha. Mas, de onde parte as pelejas diárias? De onde vem tanto ódio? De onde vem a vontade incontrolável de destruir uns aos outros? Toda guerrilha, toda peleja parte do coração humano, homens que por dentro estão em guerras em suas almas onde, em curto prazo exteriorizam o que vivem em seus corações. Como alguém que está em guerra interior pode promover Paz exterior?

Existem pessoas que a guerra interior é tão grande que elas poderiam ser levadas a um paraíso (lugar de tranquilidade) que mesmo assim transformaria o ambiente em sua volta em um inferno inflamando aqueles em sua volta.

Nos dias atuais ouvimos o grito dos aflitos implorando por Paz, todos em uma só voz pedem, clamam, imploram por paz. Mas onde encontrar?, Como promover? Quem pode verdadeiramente impactar, e doar Paz? As pelejas partem do coração do homem individualmente e isso impacta a tantos quantos, que chegam a gerar conflitos coletivos.

Vivemos em crises emocionais onde a humanidade caminha ao caos. Muitos ignoram a solução e continuam clamando por algo que por eles mesmos não podem realizar. Quando olhamos para o Oriente Médio vemos quantas guerras, quantas pelejas, sendo a maioria destas guerras em nome da fé. Quantos países vivem a mesmíssima confusão, o que acontece com pessoas assim tão briguentas? O que ocorre para que uma comunidade fique tão violenta a ponto de consumir uns aos outros?

A grande verdade é que estão rejeitando a verdadeira Paz. Só haverá segurança e plena Paz de Espirito e obviamente Paz exterior quando Jesus Cristo reinar e for Senhor dessas pessoas.

O texto base desta reflexão nos mostra que a Paz que o mundo tanto precisa chama-se Jesus. Só o Príncipe da Paz pode acalmar os corações atribulados. Só o Príncipe da Paz tem o que a humanidade tanto procura. Só o Príncipe da Paz pode aplacar a ira humana. Só o Príncipe da Paz Jesus retira do homem o temor o sentimento de vingança. O mundo propaga uma falsa paz, mas logo percebemos que não é duradoura.  

Muitas vezes não entendemos como pode alguém que está em um ambiente de guerras, viver na PAZ promovendo a pacificação. Isso parte do interior delas e impacta a todos em sua volta, pois o Príncipe da Paz está dentro delas.  

“A Paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus.
Filipenses 4:7

Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize. João 14:27

Você quer mudar a sua história? Quer impactar coletivamente aqueles em sua volta? A escolha é sua. A Paz foi disponibilizada por Deus através de seu Filho amado Jesus, resta a nós, meros problemáticos, abraçar o presente de Deus.

Receba esta Paz, não a paz que o mundo dá, mas a verdadeira Paz enviada por Deus chamada Jesus.

Deus te abençoe e Graça e Paz da parte de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo

Pb- Josiel Dias
IEC Alcântara

Falou e Disse....


Fonte Fecebook Josiel Dias

Jornalista Tatyana Jorge da TV Globo testemunha sobre missão evangélica Caminho Nações na Africa

A jornalista Tatyana Jorge, da TV Globo de Santos/SP, esteve recentemente na Nigéria acompanhando o trabalho missionário do ministério Associação Humanitária Caminho Nações. A jornalista, que apresenta o “Bom Dia SP”, foi a primeira mulher do Brasil a fazer parte da expedição “Oásis no Deserto”, organizado pela associação evangélica.
Tatyana falou sobre sua experiência no país africano em entrevista à Rádio Globo, falando sobre a importância do trabalho dos missionários em um país que, devido à sua condição de miséria, depende de ajuda externa para oferecer condições básicas à sua população.

Em seu relato, ela começa explicando a necessidade de se ajudar um país tão distante, ao invés de concentrar todos os esforços humanitários no Brasil, que também tem regiões e pessoas passando por situação de pobreza. A jornalista explica que há algumas décadas, o brasileiro não tinha condições nem mesmo de ajudar seus compatriotas dependendo de ajuda vinda de outros países; situação que é a vivida atualmente pelos nigerianos, e que os brasileiros agora têm condições de ajudar.

- Se aquelas crianças não estivessem sendo assistidas pela Associação Humanitária de voluntários brasileiros, que é a Caminho Nações, elas estariam mortas. E eu vi isso in loco – relatou.

Tatyana Jorge conta que já havia lido o livro sobre o trabalho, mas que, mesmo assim, viajou à Nigéria com desconfiança sobre a seriedade e importância do trabalho. Ela relatou também a dificuldade de integrar a expedição pelo fato de ser uma mulher branca, o que significa um grande risco na região visto que mulheres brancas geralmente são vítimas de sequestros e até mesmo estupros na região.

A jornalista relatou detalhes sobre o trabalho da missão evangélica na comunidade, cuidando de crianças e orientando os pais em vários aspectos, inclusive religioso. Como exemplo ela relatou sobre crianças que eram consideraras bruxas pela comunidade, acabando isoladas, abandonadas e sem cuidado. Segundo Tatyana, os pastores do Caminho Nações mudaram esse paradigma orientando e ajudando os pais e as crianças.

Ouça o relato da jornalista e veja imagens do trabalho:
 
 

Por Dan Martins, para o Gospel+

‘Satânico’ Ghost faz provocações à Igreja no Rock in Rio

Banda sueca lembra o Slipknot, com uma diferença: o grupo americano faz o público pular até o final do show

"Lucifer, nós estamos aqui", entoa em uma das canções Papa Emeritus II, vocalista da banda sueca Ghost B. C., fã de Black Sabbath e (ao menos declaradamente) seguidora do satanismo que virou marca (e marketing) do grupo de Ozzy Osbourne. Do jeito que se apresenta, o Ghost se assemelha a um Slipknot – outra banda de maquiados e/ou mascarados – para adultos.
 
O deboche à Igreja Católica e o satanismo deixam toda a música dos suecos em segundo plano.
Curta-nos no Facebook

Para que a comparação não soe injusta, é bom frisar que o público dos mascarados americanos pulam até o final com a espécie de new-metal que o grupo paz. Já o que foi apresentado pelo Ghost nesta quinta-feira de Rock In Rio foi uma missa-rock com distribuição do tédio transubstanciado em hóstia.

Nem os mais próximos do repertório da banda sueca conseguiram manter o ânimo e a excitação que veio com Infestissumam, logo no início do show. Papa tentou respostas do público, em vão. "Boa noite, Rio", "¿Qué tal?", "How are you doing?", insistiu, em diversas línguas, talvez testando aquela que a plateia daqui fala.

Nenhuma delas foi capaz de reverter o clima fúnebre instalado pela música do Ghost. Se o inferno for tão chato quanto o som dos suecos, evite ficar íntimo do tinhoso.

Fonte: VEJA

A inegável “força das pastoras” no Brasil

A revista IstoÉ desta semana destaca a força das pastoras na igreja brasileira.
Após ouvir várias mulheres em posição de liderança e compilar dados, veio a conclusão: quase metade do corpo pastoral é feminino.

Embora nem todas assumam o púlpito, sua influência é cada vez maior. Cristiane Cardoso, filha do bispo Edir Macedo, da Igreja Universal do Reino de Deus vendeu mais de um milhão de cópias do seu livro “Casamento Blindado”. Um feito histórico num Brasil hoje governado por uma mulher.

“Entendemos que a liderança da mulher é uma necessidade da igreja e vai muito além do título ou cargo que ela exerce. Temos pastoras consagradas no Brasil e ao redor do mundo”, explica Cristiane que é casada com Renato, pastor da IURD, com quem também divide a apresentação do programa “Escola do Amor”, da Rede Record.

Uma das mais antigas e conhecidas pastoras do Brasil é Sônia Hernandes, hoje bispa da Igreja Renascer em Cristo. Pregadora, cantora, autora e apresentadora de TV, ela abriu caminho para milhares de outras em várias denominações. “Sem o viés feminino que Sônia trouxe à igreja, por certo a denominação não teria tido tanto avanço como houve no Brasil”, explica Rogério Rodrigues da Silva, pesquisador da Universidade de Brasília.

Possivelmente a mais influente pastora dessa nova geração é Ana Paula Valadão, da Igreja Batista da Lagoinha, fundada pelo pai dela. Com sede em Belo Horizonte, 44,6% do corpo pastoral da Lagoinha é do sexo feminino. Aos 37, Ana Paula é uma das mais famosas cantoras do movimento gospel. Ela explica que estudou em um seminário para poder ser consagrada. “Algumas cantoras começaram a se destacar nos grupos de louvor e um dos desdobramentos disso foi o reconhecimento da capacidade que a mulher tem para exercer a função de liderança, inclusive em outras frentes”, conclui.

Inegavelmente, as mulheres conquistaram seu espaço mesmo nas denominações mais tradicionais. Entre os metodistas e os anglicanos elas ocupam aproximadamente 30% dos cargos de liderança na igreja. No mês passado, a Assembleia de Deus, maior denominação do Brasil, pela primeira vez permitiu que mulheres fossem consagradas evangelistas. Samuel Ferreira, um dos principais líderes da Assembleia admite: “Já não dá mais para negar a importância da mulher dentro das nossas igrejas. Eu não tenho o direito de negar a elas a prerrogativa de exercerem essa liderança.”

Segundo a IstoÉ, ainda é bem maior o contingente de religiosas escaladas para tarefas como limpar e ornamentar a igreja, cozinhar e assessorar pastores em visitas externas. Contudo, cresce o número de mulheres pregando em púlpitos, batizando, realizando casamentos e celebrando a ceia em muitos templos.

Sarah Sheeva é outro bom exemplo da influência das pastoras cantoras. Assim como Sônia Hernandes e Ana Paula Valadão, ela também se tornou conhecida primeiramente pela música. Filha da também pastora Baby do Brasil, dedicou 16 anos à denominação. Aos 40, mudou-se do Rio de Janeiro para Goiânia. Agora prefere ser uma pastora missionária e viajar pelo Brasil para pregar.
 
Conhecida por realizar o “Culto das princesas” seu canal no YouTube já foi visto por mais de dois milhões de pessoas. “Pessoas ficam com um pé atrás quando chego. Pensam: ‘Mas é essa jovem que vai trazer a palavra, ministrar um congresso” Temos de nos esforçar duas vezes mais para ganhar a confiança”, explica.

Aos que questionam a ordenação delas, a pastora Simone Saiter, 40, da Igreja Viva Praia da Costa explica que a passagem de 1 Coríntios 14:34 não deveria mais ser usada como impeditivo. Para ela, o silêncio exigido naquela época era parte de um contexto cultural. Como os cristãos se reuniam em sinagogas, as mulheres não podiam se manifestar. Dois mil anos depois, a realidade é outra.
 
O bispo Hermes C. Fernandes, da Igreja Reina, também as defende: “Uma liderança feminina dá credibilidade. Mulher não é vista como exploradora da fé, como ocorre com os homens”.

Veja alguns números apresentados pela revista ISTOÉ



Com informações de ISTOÉ
Gospel Prime
 

Maratona de oração pelo Rio Grande do Sul no "Dia do Gaúcho"

A maratona de 50 horas de oração começou nesta manhã e se estenderá até o domingo, intercedendo pelo Estado do RS.

"E veio a mim a palavra do Senhor, dizendo: Filho do homem, dirige o teu rosto para o caminho do sul, e derrama as tuas palavras contra o sul, e profetiza contra o bosque do campo do sul. E dize ao bosque do sul: Ouve a palavra do Senhor: Assim diz o Senhor Deus: Eis que acenderei em ti um fogo que em ti consumirá toda árvore verde e toda árvore seca; não se apagará a chama flamejante, antes com ela se queimarão todos os rostos, desde o sul até o norte" (Ezequiel 20:45-47).

O dia do gaúcho é um dia muito especial. Segundo a tradição, a Chama Crioula parte de Farroupilha e vai para muitos lugares. A chama gaúcha atinge todos os municípios, os cavaleiros seguem montados em cavalgada. Isto é muito significativo, é simbólico.

No ano passado houve uma seca enorme no Rio Grande do Sul e nós fizemos uma caminhada de oração, na Rota do Fogo. Fomos orando desde que saiu o fogo simbólico de Farroupilha até a chegada em Porto Alegre, quando o governador Tarso Genro hasteou a bandeira.
 
Então, nós ofertamos um cordeiro pelo nosso estado e saímos da capital em caminhada profética. Havia cidades nas quais não chovia há oito meses e, na hora em que saímos, começou a chover. Esta chuva durou uma semana e abençoou todo o Rio Grande do Sul.

Hoje, mais uma vez, nós começamos esta campanha. Saímos às 9h da manhã em direção ao extremo sul do nosso estado (RS) - Santana do Livramentos (RS) - para levarmos a Rota do Fogo até os Gideões e a mesma coisa aconteceu: começou a chover.

A maratona de 50 horas de oração começou nesta manhã e se estenderá até este domingo (22/09), intercedendo pelo Estado do RS. Quem mora em outros estados e quer nos acompanhar, pode orar em sua cidade, em seu estado. Não fiquem de fora! Mandem brasas do Norte, Centroeste, Nordeste, sudeste... orem por nós.

Especialmente hoje (20/09), estaremos às 20h, na fronteira entre o Brasil e Uruguai e acenderemos a chama, um fogo santo, bem na ponta do país, para se estender por todas as regiões. Nesta noite, falarei no Congresso dos Gideões Missionários sobre o pentecostes.

No Velho Testamento Deus mandava chuvas antes da colheita do trigo. Hoje, estamos nos aproximando da colheita do trigo aqui no RS e Deus nos mandou esta chuva profética.

Já no novo testamento, Deus mandou o pentecostes, que veio como fogo gerando uma grande "colheita de almas" para Deus. Nesta noite, virá fogo do céu e também haverá uma grande colheita de almas no RS. Muito fogo e muita chuva!

A chuva virá para lavar a terra que recebeu um derramamento de sangue na fronteira do Brasil com o Uruguai e o fogo santo fará uma grande colheita de almas.

Joel Engel -
www.joelengel.com.br
Guiame

HBO produz série de TV sobre o arrebatamento

Arrebatamento será um assunto popular em 2014

Damon Lindelof é apontado como um dos motivos do imenso sucesso do seriado Lost. Depois do fim da série, ele faz outras investidas na TV, mas nada teve a mesma repercussão. Escrito por ele, o filme Prometheus, causou fúria de grupos cristãos por mostrar que seres humanos foram criados por uma raça cruel de alienígenas, que eles chamam de “Deus”.

Seu novo filme Tomorrowland está pronto e deve chegar aos cinemas no final do ano. Atualmente ele se dedica a nova aposta da HBO: “The Leftovers” [Os Deixados para Trás]. A trama central do seriado é baseada no livro de mesmo nome escrito por Tom Perrotta.

A primeira temporada terá 10 episódios. A trama se passa em um período onde o Arrebatamento já aconteceu e milhões de pessoas não estão mais na Terra. Mas o que acontece com as pessoas que ficaram pra trás? Segundo divulgação da HBO, o elenco terá nos papeis principais Justin Theroux e Liv Tyler.

The Leftovers foi publicado no Brasil ano passado com o título de “Os Deixados para Trás”. O livro conta a história de Kevin Garvey, prefeito de uma pequena cidade dos EUA. Certo dia ocorre a “Partida Repentina”, nome dado ao evento em que Jesus veio buscar os fies.
 
A família de Garvey é grandemente impactada. Sua esposa, Laurie, o deixou quando entrou para a seita dos “Remanescentes Culpados”, onde todos os membros fazem um voto de silêncio. O filho do casal, Tom, largou a faculdade para seguir um novo profeta chamado “Sagrado Wayne”. A única que ficou com o pai foi Jill, menina “nota 10” que passou a ter sérias mudanças de comportamento.

Tom Perrotta é autor de seis outros livros. Dois deles, “Eleição” e “Criancinhas”, foram adaptados para o cinema. O segundo com o título de “Pecados Íntimos”, chegou a concorrer ao Oscar de roteiro adaptado. Ambos fizeram relativo sucesso de crítica e público. Tom participou ativamente da produção, ajudando na adaptação do roteiro, nos dois casos e está auxiliando Lindelof no projeto com a HBO.

Depois do sucesso da série “A Bíblia” a temática bíblica voltou a chamar atenção da indústria de entretenimento. Embora com nome similar em português, o filme “Deixados para Trás” trata do assunto de uma perspectiva bíblica do Arrebatamento e o final dos tempos. Após uma trilogia (2001, 2002 e 2005) estrelada por Kirk Cameron,
a refilmagem com Nicholas Cage está quase terminada e deve chegar aos cinemas em junho de 2014.

A versão cinematográfica é baseada na série literária de Tim LaHaye e Jerry Jenkins, que foi campeã de vendas no mundo todo, ultrapassando 100 milhões de cópias vendidas. Parece que em 2014 o Arrebatamento será um assunto popular em 2014.

Leia o primeiro capítulo do livro
aqui.
Com informações de HBO e LaTimes.

Profissão Repórter aborda sexo, jovens e Igrejas: ‘A cada 10 jovens cristãos hoje, sete não são mais virgens’

Casos do Movimento Eu Escolhi Esperar ganham lugar na reportagem
O programa da Rede Globo, Profissão Repórter, produzido por Caco Barcellos e outros jovens jornalistas, abordou, na noite de terça-feira (17), como os adolescentes lidam com o início da vida sexual. O assunto esbarrou várias vezes na religião.

Entre os casos mostrados pela reportagem, estão os daqueles rapazes e moças que participam do movimento
Eu Escolhi Esperar, liderado por Nelson Junior, que prega que o sexo deve acontecer só após o casamento.

Junior falou das estatísticas: “A cada 10 jovens cristãos hoje, sete não são mais virgens”. Ele cobra R$ 15 por pessoa para fazer palestras em igrejas evangélicas e comercializa produtos com o lema do movimento. “Sexo é um tabu, virgindade é um tabu. A gente tenta ajudar o jovem a entender as implicações de cada escolha”, explicou Nelson.

A repórter Jackeline Salomão acompanhou a história de Shirlei e Maicon, que após quatro anos de namoro, decidiram casar virgens e declararam estar muito felizes com essa opção. O noivo Maicon era apelidado de ‘donzela’ no ambiente de trabalho, onde todos faziam graça da escolha do rapaz.

O programa mostrou o dia do casamento dos dois. “Aleluia, Jesus. [...] Eu estava sozinho e comecei a pensar como vale a pena esperar. [...] Deus prepara o melhor sempre”, disse Maicon. A irmã de Shirlei, Heloine Fernandes, por sua vez, teve experiências diferentes e preferiu ter relações sexuais, mesmo sendo solteira.

Já o jornalista Felipe Bentivegna mostrou como o estudante Anderson Souza, que mora em Salvador (BA), escolheu ser padre. Ele perdeu a virgindade com 14 anos. Ele contou que sua relação com a Igreja começou por influência da sua mãe, que o levou para a crisma. No início, ele ia forçado, e, aos poucos, ele foi se identificando. “Tomei amor e não quero mais largar”, confessou.

Sobre a escolha do sacerdócio, ele falou: “Eu já estou aprendendo a abdicar dessas coisas [sexo] assim. Me libertando disso”. Ele acredita ser importante já ter tido experiências sexuais para não ter curiosidades sobre o assunto depois que se tornar um religioso católico.

Em vários momentos, o Profissão Repórter mostrou o dilema enfrentado pelos jovens entre a vontade de Deus e as tentações da modernidade.

Christian Post

Eu Escolhi Esperar aparece hoje no Profissão Repórter sobre sexo

Nesta terça-feira, 17 de setembro, o Profissão Repórter mostra como os jovens lidam com o início da vida sexual
O programa mostrará os vários comportamentos dos jovens quanto a sexualidade.
O Eu Escolhi Esperar também aparecerá no Profissão Repórter. O movimento incentiva jovens a se guardarem para o desfrute do relacionamento sexual apenas no casamento.
Jovens que realmente escolheram esperar foram entrevistados e estarão na reportagem.
 
Curta-nos no Facebook

Fonte: Guiame

Extremistas muçulmanos recebem 98 reais por cada cristão morto

Boko Haram faz Nigéria ser o país com maior índice de cristãos martirizados este ano
Quanto vale a vida de um cristão? Na Nigéria, muçulmanos pagam aos membros do Boko Haram, em média, 7. 000 nairas por cada cristão morto. Quantia que equivale a 98 reais no câmbio atual.

O grupo cristão Jubilee Campaign têm feito graves denúncias sobre isso ao governo nigeriano, Mas o próprio presidente admitiu que não consegue controlar o exército do Boko Haram, o qual é sustentado e equipado pela Al-Qaeda. Seu desejo manifesto é estabelecer um Estado Islâmico, governado pela sharia, em um país onde quase 50% da população professa a fé cristã. A região norte hoje é quase totalmente controlada pelos extremistas e onde ocorre a maioria dos assassinatos e ataques a igrejas.

Embora recentemente a atenção da mídia esteja voltada para o massacre de cristãos na Síria, os números são imprecisos.

A rede de TV muçulmana Al Jazeera entrevistou recentemente Ibrahim Mohammed, um soldado do Boko Haram que está preso. Ele foi enfático: “Nós escolhemos pegar em armas contra as pessoas que não querem a sharia. Deus me pediu que lutássemos [contra elas]”. O repórter questionou sobre os outros muçulmanos e as crianças que acabaram mortas durante os ataques. “Quem morre sendo inocente, não tem com o que se preocupar. Além disso, nós somos perdoados por Deus, pois é uma guerra santa [jihad]“.

Massimo Introvigne, coordenador do Observatório da Liberdade Religiosa na Itália chamou atenção do mundo para essa situação no final do ano passado. “Estima-se que em 2012 morreram 105 mil cristãos por motivos religioso. Ou seja, um morto a cada 5 minutos”, disse.

Professor de sociologia e pesquisador do Vaticano, Introvigne explica que são tanto evangélicos, quanto católicos, ortodoxos e coptas. Para ele, as áreas de maior risco são as que possuem grupos muçulmanos jihadistas, que desejam implantar as leis islâmicas. “As zonas de risco são muitas, mas podemos identificar basicamente três países onde é consequência do fundamentalismo islâmico: Nigéria, Somália, Mali”, disse.

O direito de praticar livremente a própria religião é um dos direitos fundamentais, reconhecido no artigo 18 da Declaração Universal dos Direitos Humanos. Reconhecidamente é impossível uma estimativa precisa do martírio. Contudo, a ONG World Watch Monitor, que luta pelos direitos humanos, afirma que metade das pessoas mortas por motivos religiosos este ano viviam na Nigéria. 

Com informações de Jubile e Campaign, Christianity Today e AINA

500 Anos


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Tags

(778) Cristãos Perseguidos (530) Cristãos (518) Bíblia (488) Intolerância Religiosa (363) Israel (338) Evangélicos (302) igreja (264) Reflexão (247) apocalipse (194) oração (184) Homosexualismo (177) catolicismo (153) Rede Record (148) homofobia (146) Irã (140) escatologia (132) Missões (131) Evento Gospel (128) Silas Malafaia (125) pecado (120) Política (113) islan (112) ateus (109) judeus (109) Religião (105) Aborto (104) Milagres (103) Natal (102) Ahmadinejad (91) Criança (91) esporte (91) Testemunho (86) globo (77) guerra (73) Salvação (71) Perdão (70) Morte (64) pastores (64) Aline Barros (59) Religiosidade (56) Yousef Nadarkhani (56) PL122 (55) Amor (54) adoração (48) heresia (47) Drogas (42) Prosperidade (42) festival promessas (41) Judaísmo (39) Thalles Roberto (39) campina grande (39) Apostasia (38) carnaval (36) Idolatria (35) mulçumanos (34) Estados Unidos (33) Família (33) Maconha (31) adoradores (29) Shows (28) Catástrofes (26) Hipocrisia (26) Páscoa (22) esperança (22) Confiança (19) Mentira (19) Alegria (18) Nasa (18) DIP (16) Oriente Médio (16) Pornografia (16) Rei David (16) Suicídio (16) adversidade (16) consciência cristã (16) BAND (15) Conforto (15) Paz (15) Pena de Morte (15) Promessa (15) Sofrimento (14) BBB (12) Graça (12) Tatuagem (12) benção (12) obediência (12) dia das mães (11) impureza (11) Ansiedade (10) Justin Bieber (10) Rio +20 (10) livro (10) masturbação (10) Catástrofe (9) Desobediência (9) Filho pródigo (9) Perlla (9) Jotta A (8) Pedro Leonardo (8) Whitiney Houston (8) filho de crente (8) livre arbítrio (8) sony music (8) Darwin (7) Eutanásia (7) Hackers (7) Perigo (7) Senadores (7) União (7) presença de Deus (7) Perfeição (6) cura pela palavra (6) Purgatório (5) alienígenas (5) lei da palmada (5) Aline Barros mostra sua filha (4) Cegueira Espiritual (4) Kaka (4) escolhas (4) texto e contexto (4) torá (4) vasco (4) vigilância (4) Gratidão (3) Ressentimento (3) Segurança (3) Semeadura (3) Sodomia (3) o Caminho (3) servos (3) Cristo Redentor 80º aniversário (2) Guinnes Wolrd Records (2) Harold Camping (2) Impossiveis (2) Pressa (2) Sonho de infância (2) mundial da juventude (2) Flórida (1) Galardão (1) Michel Teló (1) Redenção (1) impios (1) recall (1) vingadores (1)

Uma Reflexão sobre a Crise no Brasil