Onde você vai com tanta pressa?

TUDO tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. Eclesiastes 3:1

Vivemos dias de correria, não se tem tempo mais para nada. Até de férias, temos pressa ainda no primeiro dia das férias já estamos pensando na volta. 

O que esta ocorrendo? Teria o dia que são de 24 horas encurtado? Você já deve ter se perguntado; porque quando eu era criança o tempo parecia parado e o dia parecia muito comprido?.

Certo dia observei algo interessante que me fez refletir, porque os homens correm tanto. Estava vindo de férias, o avião taxiava na pista do aeroporto e o comandante estava dando ordens dizia ele: Senhores passageiros; mantenham preso ao cinto de segurança até que aeronave tenha parado totalmente. Estava eu preso ao cinto quando menos esperei, parecia que todos em minha volta haviam combinado para levantar-se ao mesmo tempo.

Todos queriam descer ao mesmo tempo nem respeitaram a ordem para que os idosos, gestantes e mães com criança no colo descessem com prioridade. Foi um tremendo tumulto, todos com celulares tentando ligar para seus parentes, pareciam que faltavam cinco minutos para o mundo acabar. 

Eu ali quieto amarrado pelo cinto aguardando a ordem para descer, só observando a correria no corredor da aeronave.

Porque corremos tanto? Porque vivemos com tanta pressa e esquecemos dos que estão em nossa volta? Esperem! Porque tanta correria? Esperar? 

Uma tarefa quase impossível neste corre corre diário nosso . Esperar pacientemente como nos orienta o Salmo 40:1 é muito difícil, logo pulamos para o verso 13 Que diz: Apressa-te Senhor em me atender...... Temos pressa, estamos muito ocupados para esperarmos. Quem gosta de esperar?

Esta nossa correria nos cegam os olhos, não observamos os pequenos detalhes que passam do nosso lado. Muitas vezes um detalhe pode ser a solução dos problemas que vivemos, pois são nos detalhes que se resolvem as equações.

Às vezes esta nossa correria nos faz deixar de lado a nossa família, nossos filhos, nossa casa. Quando paramos e percebemos onde estamos, as coisas, os detalhes já passaram. 

As crianças já não são mais crianças, já são adultas e nem percebemos, pois estávamos muito ocupados para olharmos aos detalhes. As flores já murcharam e nem vimos sua beleza quando desabrocharam.

Eu te pergunto: Pra onde você vai com tanta pressa? Pare um pouco, afinal de contas os problemas de amanhã só serão resolvidos amanhã, porque então perder o sono hoje?

Mateus 6:25(a) - Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida,

Mateus 6:27 - E qual de vós poderá, com todos os seus cuidados, acrescentar um côvado à sua estatura?

Porque tanta ansiedade? Por ventura sua ansiedade vai adiantar o relógio ou pará-lo?

Eclesiastes 3:1- TUDO tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.

Então, porque tanta pressa, pare olhe em sua volta o que Deus tem feito. Ouça os pássaros, veja os campos, as flores, preste atenção o que esta ocorrendo em sua volta.

Há detalhes que passam por nós que nunca mais verás novamente, experimente olhar os detalhes de seus filhos, esposa e lar. Perceberás que estás em alta velocidade.

Mateus 6:34 - Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal.

Só parando perceberás que tens tempo sim, precisa apenas ser mais bem administrado. Coloque o Senhor como prioridade em sua vida e todas as coisas que você corre tanto atrás serão acrescentadas.

Mateus 6:33- Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.

Por Josiel Dias.

Suzane von Richthofen deixa prisão para saída temporária de Dia dos Pais

Essa é a 3ª vez que Suzane deixa a prisão, a primeira no Dia dos Pais. Na saída anterior, ela chegou a ser detida após entregar endereço falso.

Condenada a 39 anos de prisão por matar os pais, Suzane von Richthofen deixou a Penitenciária Santa Maria Eufrásia Pelletier, a P1 feminina de Tremembé (SP), nesta quinta-feira (11) para a saída temporária de Dia dos Pais.

Depois de ser absolvida por informar um endereço falso na última saída temporária,Suzane recebeu autorização da Justiça e deixou a penitenciária junto com outras 40 presas que também receberam o benefício. Elas devem retornar ao presídio na próxima terça-feira (16).

Desde que foi condenada, em 2006, essa é a terceira vez que Suzane tem direito à saída temporária – sendo a primeira vez pelo Dia dos Pais.Neste ano,o Ministério Público chegou a pedir que a presa perdesse o direito às saídas por período de seis meses, depois de entregar um endereço falso para sua última saída, em maio. A Justiça, no entanto, absolveu Suzane e manteve o benefício.

Suzane havia informado um endereço em Angatuba (SP), mas não foi localizada no imóvel Como o endereço do rol de visitas da parente desta colega estava desatualizado no cadastro da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), houve divergência entre o endereço que constava no documento da saída temporária e a casa onde Suzane foi encontrada. Os dois imóveis eram próximos.

A divergência de informações foi flagrada pelo Fantástico. Suzane saiu da cidade detida e ficou em uma cela isolada como punição pela falsa informação. No entanto, no dia 8 de julho a presa foi absolvida pela Justiça que entendeu que ela não agiu de má fé.

Para a juíza, compete à administração penitenciária providenciar a atualização e exigir a comprovação dos endereços dos visitantes, com base em uma resolução da pasta. Com isso, Suzane teve o direito às saídas mantido.

Sigilo
A Justiça decretou sigilo ao processo de execução de pena de Suzane von Richthofen. A decisão atende um pedido foi feito pela detenta, por meio da Defensoria Pública.

Conforme apurou o G1, o pedido partiu de Suzane e teve como argumento a considerada excessiva publicidade dada à vida dela pelos meios de comunicação e consequente transtornos causados pela situação. Na prática, a partir de agora, os órgãos envolvidos na execução da pena poderão se manifestar apenas em juízo sobre a presa.

O pedido foi feito depois do episódio em que Suzane deu falso endereço na saída temporária de Dia das Mães.

G1

Mãe virtuosa

Dia das Mães 
Um olhar atento para descrições desta mulher de força, pode nos levar a entender o valor daquela que nem sempre é notada, porém, sempre fez e fará diferença em todos os tempos e lugares

Com a proximidade do Dia das Mães, não podemos deixar de refletir sobre o que a Bíblia ensina sobre a mulher. Nas Escrituras, encontramos muitas mulheres proeminentes, extraordinárias e piedosas, mas a mulher virtuosa descrita em Prov: 31.29 é digna de um louvor especial. Esta tem sido admirada ao longo dos tempos, por causa de sua capacidade de ser esposa, mãe e gerenciadora, ao mesmo tempo.

Esta passagem descreve o tipo de esposa que uma mulher deve ser e o tipo de mulher que o homem deve escolher para ser sua companheira. Nas linhas do poema, o que toma forma não é a identidade desta mulher, mas o caráter que ela possui.

O poeta a descreve como sendo uma jóia rara e de grande valor, suas virtudes e qualidades são de valores inestimáveis.

Suas qualidades são: confiabilidade, diligência, organização, além de ser surpreendemente capaz de organizar as prioridades que estão ao seu redor.

O marido desta mulher confia nela plenamente. Seus filhos, mesmo já sendo adultos, tomam a iniciativa de louvá-la. Seu lar é um exemplo de eficiência. Esta mulher de força ainda encontra tempo para atuar na igreja, trabalhar fora, ajudar os pobres e necessitados, além do mais, é capaz de gerenciar os investimentos produtivos de tudo que é colocado sob seus cuidados.

O segredo do seu sucesso chama-se sabedoria. Além de possuir uma beleza exterior, é sabia interiormente. Esta mulher virtuosa tem sabedoria para temer a Deus e reverenciá-lo, acima de todas as coisas, logo tem discernimento para equilibrar seus relacionamentos e responsabilidades. Com sabedoria, busca em primeiro lugar o reino de Deus e sua justiça, pois sabe que as demais coisas lhes serão acrescentadas. (Mt6.33).

Um olhar atento para descrições desta mulher de força, pode nos levar a entender o valor daquela que nem sempre é notada, porém, sempre fez e fará diferença em todos os tempos e lugares. Parabéns, mulheres virtuosas, nem o rubi, a pedra mais preciosa, e mais procurada de todos os tempos, pode ser comparada ao valor inestimável de vocês!

Pr. Moisés Oliveira Santos

Para Nossa Alegria grava vídeo para Dia das Mães

Comemorado no próximo dia 13 de maio, o Dia das Mães ganhou uma homenagem especial de Jefferson, Suelen e Mara, a família Para Nossa Alegria.

O trio apresentou uma nova música, chamada Dia Especial, destinada às mães.

Durante a filmagem, os três aparecem no mesmo cenário da casa em que foi gravado o webhit do YouTube, mesclado a cenas que remetem à dedicação da mãe, Mara.

Apesar da mensagem delicada, algumas partes ainda se destacam com o propósito de provocar risadas, mostrando o lado cômico que identifica o grupo.

O vídeo foi ao ar no canal da Salluz Productions, produtora responsável pela assessoria artística de Jefferson e Suellen, que seguirão carreira musical.

A equipe da Salluz responsável pelo clipe foi composta pela direção de Jonathan Nemer, além da criação de André Acedo e João Marcos Acedo.

A produtora também prepara um disco a ser lançado neste primeiro semestre em uma loja virtual cristã. A loja já disponibiliza camisetas com estampa Para Nossa Alegria.

O grupo esteve novamente no Pânico da Band neste último domingo (6), para tentar obter ajudadas participantes do reality Mulheres Ricas.

As Mulheres Ricas ficaram impossibilitadas de colaborar, e a apresentadora Sabrina Sato ficou incumbida de encontrar outro meio.

No programa, também foi mostrado o cotidiano da família para seguir até a produtora onde gravam.

Veja o Vídeo


Mãe cristã é condenada a cem chibatadas até a morte no Sudão, em pleno Dia das Mães

Meriam Yahia Ibrahim foi presa em fevereiro, sendo que está grávida de seu segundo filho
Em pleno Dia das Mães, uma mãe cristã no Sudão (nordeste da África), grávida de seu segundo filho, foi condenada a receber cem chibatadas até a morte por estar envolvida com adultério e quebra de votos de fé muçulmana, religião predominante no país.

Meriam Yahia Ibrahim recebeu a condenação no último dia 11 de maio, dia em que vários países celebram o dia das mães. A mulher de 27 anos foi sentenciada através de uma ordem judicial pública dada pelo juiz El Haj Yousif, em Cartum, capital sudanesa.

Gerente regional do grupo cristão International Christian Concern (ICC), William Stark teme que ações radicalistas como esta se estendam por todo o Sudão, sob o regime de "islamização e arabização do passado" do presidente Omar Al-Bashir.

O ICC informa que a mulher foi criada como cristã ortodoxa e que se casou com Daniel Wani, um cristão do Sudão do Sul, país independente do Sudão desde 2011. E como ela nasceu no Sudão, ainda é considerada oficialmente muçulmana, o que torna seu casamento ilegal no sistema judicial de seu país.

Meriam foi obrigada a se separar de Wani e está presa em uma cadeia federal feminina, desde o dia 17 de fevereiro, junto com seu primeiro filho, de 1 ano e 8 meses. Sua sentença está prevista para ser aplicada logo que seu segundo filho nascer.

Com o Sudão cada vez mais voltado em implementar suas leis radicais, agências de ajuda humanitária tem ajudado cristãos a fugirem do país com segurança. Em 2013, um grupo conhecido como Barnabas Fund (Fundo Barnabé) conseguiu trazer 8 mil cristãos para o Sudão do Sul.

A Comissão dos Estados Unidos sobre Liberdade Religiosa Internacional também tem trabalhado fortemente contra o governo do presidente Al-Bashir, por conta de "violações sistemáticas, contínuas e flagrantes de liberdade de religião ou crença".


Christian Post

Você sabe onde e quando surgiu o Dia das Mães?

dia das mães é comemorado, aqui no Brasil, no segundo domingo de maio.

A data surgiu em virtude do sofrimento de uma americana que, após perder a mãe, passou por um processo depressivo. As amigas mais próximas de Anna M. Jarvis, para livrá-la de tal sofrimento, fizeram uma homenagem para sua mãe, que havia trabalhado na guerra civil do país. A festa fez tanto sucesso que em 1914, o presidente Thomas Woodrow Wilson oficializou a data, e a comemoração se difundiu pelo mundo afora.

As mães são homenageadas desde os tempos mais antigos. Os povos gregos faziam uma comemoração à mãe dos deuses, Reia. Na Idade Média os trabalhadores que moravam longe de suas famílias ganhavam um dia para visitar suas mães, que os ingleses chamavam de “mothering day”.

Mãe é a mulher que gera e dá à luz um filho, mas também pode ser aquela que cria um ente querido como se fosse sua geradora, dando-lhe carinho e proteção.

As mães merecem respeito e muito amor de seus filhos, pois fazem tudo para agradá-los, sofrem com seus sofrimentos e querem que estes estejam sempre bem.

Com o passar dos anos, o dia das mães aqueceu o comércio de todo o mundo, pois os filhos sempre compram presentes para agradá-las e para agradecer toda forma de carinho e dedicação que recebem ao longo da vida.

Nas diferentes localidades do mundo, a comemoração é feita em dias diferentes. Na Noruega é comemorada no segundo domingo de fevereiro; na África do Sul e Portugal, no primeiro domingo de maio; na Suécia, no quarto domingo de maio; no México é uma data fixa, dia 10 de maio. Na Tailândia, no dia 12 de agosto, em comemoração ao aniversário da rainha Mom Rajawongse Sirikit. Em Israel não existe um dia próprio para as mães, mas sim um dia para a família.

No Brasil, assim como nos Estados Unidos, Japão, Turquia e Itália, a data é comemorada no segundo domingo de maio. Aqui, a data foi instituída pela associação cristã de moços, em maio de 1918, sendo oficializada pelo presidente Getúlio Vargas, no ano de 1932.

Por Jussara de Barros
Graduada em Pedagogia

Deixar de seguir


Deixar de seguir. (Imagem: Facebook)





No universo online, quando alguém não lhe agrada, você simplesmente exclui da sua lista de contatos. Mas e na vida real? Como você faz?
Como já percebeu, eu gosto de analogias e elas costumam me ensinar muito. Por isso, vamos aprender um pouco mais com outra: Quem possui conta no Facebook, deve conhecer bem a ferramenta “deixar de seguir”. Trata-se de uma opção que está disponível nas configurações e, clicando nela, você seleciona determinado amigo no seu grupo para deixar de segui-lo. Ele permanece sendo seu “amigo”, mas você não vê mais as suas publicações.

No seu grupo de amigos, certamente há uma diversidade de pessoas com diferentes hábitos. Existem os que postam coisas edificantes, expressam gratidão pelas coisas simples da vida e sempre têm uma boa informação que, muitas vezes, nos instrui, edifica, consola, socorre… Mas, existem aqueles que só murmuram, reclamam da família, dos amigos, do governo, da vida, reclamam de tudo. Tem aqueles que postam muita violência, sejam crimes de noticiários, acidentes, etc. Existem os intolerantes que entram em todas as discussões políticas, religiosas, até futebol discutem. Postagens assim, às vezes, nos cansam. Em casos assim, eu não hesito em ir nas configurações e clicar na opção “deixar de seguir”. Pronto, parece que nessa hora você pensa: “Ufa! Meus problemas acabaram…”

Ainda existem amigos distintos, os que você não possui afinidades, aqueles “amigos” que nem são mais seus amigos de verdade, mas como você não tem coragem de excluir, apenas clica em “deixar de seguir” e acha que está tudo bem. O problema é que esses “amigos” que se tornaram desafetos por alguma razão, e você “deixou de seguir” virtualmente, podem esbarrar com você no dia a dia, seja no trabalho, na rua, na fila da padaria e até na igreja? Misericórdia! “Dione, isso não existe”. Será? Mas, a questão é: quando isso ocorre, como você faz? Como reage? Sim, porque é fácil “deixar de seguir” na internet, mas a vida não é uma rede social, ela é real e tem situações reais a serem resolvidas.

No universo online tudo é muito mais simples. Quando alguém não lhe agrada, você simplesmente exclui da sua lista de contatos ou “deixa de seguir” com apenas um clique, em questão de segundos. E na vida? Como você faz? Sabe que na vida real as coisas não são tão simples assim e não se resolvem em um clique? Algumas levam tempo… Exigem determinação, sabedoria e tolerância, Além do amor e perdão, claro.

Talvez, você pense: “Aonde ela que chegar com tudo isso?”

Enquanto pensava sobre isso, lembrei-me de um fato na Bíblia e a analogia surgiu. Foi da história de Pedro.

Pedro era amigo e discípulo de Jesus. Andaram juntos por alguns anos, vivenciaram profundas experiências no ministério. Ele testemunhou salvação, cura e libertação através do mestre. Pedro conhecia o Cristo. Mas, dia antes de ir para a cruz, Jesus sinalizou que alguém iria negá-lo, mas Pedro não entendeu os sinais…

No fatídico dia, Jesus foi preso e pessoas, ao verem Pedro, pressionaram-no a negá-Lo e dizer que O conhecia. O que Pedro fez? Clicou na opção “deixar de seguir”. Por medo ou qualquer outro sentimento, ele simplesmente disse: “Não o conheço”. Se existisse o universo virtual naquela época seria exatamente isso que ele teria feito: “deixado de seguir”. Com isso, ele se afastou dos demais discípulos. Sabemos que, no decorrer da história, Jesus foi crucificado e 3 dias depois conhecemos o resultado: Ele ressuscitou! Mas, Pedro, como tinha “deixado de seguir”, preferiu, talvez por decepção consigo mesmo, voltar à sua profissão de pescador, e como tinha “deixado de seguir” não estava sabendo dos últimos acontecimentos de Jesus. Ele não o seguia mais, lembra?

A melhor parte da história vem agora. Ao ressuscitar, Jesus mandou avisar aos discípulos e a PEDRO (aquele que tinha deixado de segui-Lo). Ele queria Pedro de volta, perto d’Ele de novo, o Mestre não só o perdoou, mas o amou e o chamou para perto.

Se você conseguiu ler esse texto até aqui, vai entender agora a analogia. Talvez, por pecados, erros, decepções, frustrações, escolhas erradas, você clicou na opção “deixar de seguir” Jesus para seguir o seu próprio caminho, não O acompanhando mais, e por isso, não sabe o que Ele anda fazendo. Mas, o Mestre lhe chama pelo nome, Ele lhe ama e lhe quer de volta. Não importa se você um dia, por qualquer razão, “deixou de segui-Lo”. Volte!

Assim como Pedro, sem Jesus, você não vai muito longe. Volte a segui-Lo, veja o que Ele tem feito, junte-se a Ele para mudar a sua história e a de muitos ao seu redor. Mais do que isso, volte a amá-Lo, porque Ele lhe ama do mesmo jeito do começo. Ele tem as melhores notícias, as boas novas de salvação para a sua vida.

As pessoas no Facebook não costumam saber que você deixou de segui-las, mas Jesus sabe quando você deixou de segui-Lo.
Volte, Ele te ama!

Eu não sei em que condições você está nesse momento e nem sei como deseja estar amanhã. Mas se você deseja mudar a sua forma de viver, se crê que existe mais da parte de Deus para provar e que precisa conhecê-Lo para desenvolver um relacionamento de filho e Pai, recomendo que leia esse livro até o final. Algumas de suas inquietações poderão ser respondidas. Deus é o maior interessado na sua vida. Acredite, Ele quer levá-lo a um outro estilo de vida. Deixe a Palavra alcançar a sua vida e permita-se mudar a forma de pensar sobre Deus, sobre si mesmo e sobre as pessoas que o rodeiam.

Por Dione Alexsandra Ferreira - Publicitária, pós graduada em Comunicação Digital; Professora do Centro de Treinamento Bíblico Rhema; autora do livro "Jornada para a Liberdade", publicado pela Editora Reinar e integrante do Departamento de Comunicação do Centro de Operações do Ministério Verbo da Vida.

Ciganos passam a ter acesso ao Evangelho de Lucas após tradução


Tratados como “trapaceiros” e “vagabundos”, os ciganos sofreram intensa difamação. (Foto: Reprodução).



Mais um livro da Bíblia foi traduzido para o Calon, uma língua cigana. Agora, o evangelho de Lucas está acessível para essa comunidade que sofre preconceito da sociedade. Eles receberão, no dia 13 de maio, o livreto editado pela Sociedade Bíblica do Brasil (SBB).

Desde 2010, o Projeto Bíblia Cigana já traduziu para a chibi o livro de Gênesis, Rute, materiais diversos e outras 40 histórias avulsas, além de dublagem de um filme sobre Jesus, Gênesis e Rute.

A iniciativa integra o Projeto Bíblia Cigana, desenvolvido pela Missão Amigos dos Ciganos (MACI). A obra será apresentada durante um culto especial na Igreja Cigana de Itapevi (SP), às 19h. Na ocasião, a SBB estará representada pelo secretário de Tradução e Publicações, Paulo Teixeira, e pelo gerente de Desenvolvimento Institucional, Mário Rost.

Coordenador do Projeto Bíblia Cigana, da MACI, Antonio Alves Pereira explica que, no Brasil, há dois grandes grupos étnicos ciganos – os Calon e os Rom. Esta porção bíblica está em língua Calon, conhecida como chibi, que segundo estimativas é falada no Brasil por pelo menos 600 mil pessoas.

“Nosso povo chegou ao País em 1574, oriundo de Portugal. Infelizmente, chegamos aqui involuntariamente, expulsos pela Coroa Portuguesa, que criminalizava nossa identidade étnica, considerando todo aquele que se identificava (ou era identificado) como ‘cigano’ como uma ‘praga’ a ser combatida. Por isso, desde o início, enfrentamos muita discriminação e humilhação, sendo marcados por estereótipos que impediam a nossa interação com os moradores da nova colônia”, ele relata no prefácio da obra.

Tratados como “trapaceiros”, “vagabundos”, “ladrões de crianças” e “bruxos”, rótulos criados na Europa, os ciganos sofreram intensa difamação e, consequentemente, muitas perseguições. “Entendemos que a unidade do nosso povo seria o único caminho para a sobrevivência. Um dos elementos que mais nos uniu e nos serviu como proteção foi nossa língua, que uma vez falada próximo dos perseguidores nos dava vantagem de fuga, quando nos sentíamos acuados. Com essa função protetiva, a chibi foi considerada uma dádiva divina exclusiva dos ciganos e, portanto, proibida para não ciganos”, ressalta.

Guiame

Militantes do Estado Islâmico recebem pena de morte, no Egito


Os acusados estão ligados a ataques a postos de segurança. (Foto: Reprodução).





Os extremistas foram acusados de estarem envolvidos no bombardeio de igrejas em Tanta, Alexandria e Cairo. O Estado Islâmico sofreu uma baixa no Egito, nesta semana. De acordo com o The National, site de notícias do Oriente Médio em inglês, 35 militantes de células do grupo extremista receberam pena de morte preliminar.

Os militantes foram acusados de estarem envolvidos no bombardeio de igrejas em Tanta, Alexandria e Cairo. As explosões aconteceram entre 2015 e 2016. Segundo o portal, os eventos resultaram na morte de pelo menos 80 pessoas.

Os acusados também estão ligados a ataques a postos de segurança e possivelmente a um ataque a uma mesquita sufista no Sinai em novembro de 2017, no qual mais de 300 beduínos foram mortos.

Segundo o Portas Abertas, os praticantes do sufismo, conhecidos como sufis ou sufistas, procuram desenvolver uma relação íntima, direta e contínua com Deus, utilizando-se, dentre outras técnicas, da prática de cânticos, música e dança.

Tais práticas são consideradas ilegais pela lei islâmica de vários países muçulmanos.

Contexto
Segundo informações de um analista de perseguição do Portas Abertas, “os coptas somam cerca de 10% da população do Egito, e são o maior grupo minoritário religioso da região”.

O Egito ainda promoveu um aumento da proteção para algumas igrejas, durante a Páscoa deste ano. Nenhum incidente foi registrado. Isso pode indicar que o governo está levando a sério a perseguição aos cidadãos cristãos.

“Apesar disso, ainda existe o potencial de criar atos de retaliação. Militantes podem atacar os cristãos em vingança pelas penas de morte. Portanto, cristãos no Egito, assim como em todos os países onde o Estado Islâmico opera, continuam a viver sob constante medo”, finalizou o analista.

Guiame

Pastor diz que filme da Netflix é herege: “Jesus morreu por todos, mas nem todos serão salvos”



Ernane W. Léo listou várias heresias que o filme 'A Caminho da Fé' apresenta em sua narrativa.
O pastor Ernane W. Léo, líder da Igreja Batista da Lagoinha do bairro Santa Mônica, em Belo Horizonte (MG) ministrou sobre as heresias “pregadas” na nova produção da Netflix. Intitulado “A Caminho da Fé”, o filme aparenta levar uma mensagem cristã, mas mostra um líder que passa a acreditar no Universalismo, uma doutrina que afirma que todos os homens terão a salvação eterna, em virtude da bondade de Deus.

Ao conferir o longa, o pastor Ernane conta que pensou se tratar de um filme cristão, mas entendeu que é uma grave ameaça ao cristianismo. Na trama, o pastor de uma igreja de 6 mil membros começa a questionar sua fé após ver notícias sobre o sofrimento das pessoas no continente africano.

“A princípio eu pensei que esse filme fosse efetivamente uma história cristã, um exemplo de vida prática para a igreja dos dias de hoje. Eu assisti esperando uma mensagem que me levasse uma nova compreensão de fé em Cristo, porém o que eu constatei depois é que na verdade eles fazem uma justificativa do erro. O filme é uma justificativa do erro, porém mal feita e contraditório”, disse Ernane.

O pastor listou ensinamentos errados que o filme transmite. O primeiro deles é se nós devemos ter medo de Deus. “O filme apresenta o cristianismo com ponto de vista totalmente dogmático, em que Deus é aquele homem de barba todo poderoso que você tem que ter medo dele. Porque ele pode te condenar por causa dos teus erros. Esse é o Deus que eles apresentam e esse não é o Deus do cristianismo. O nosso Deus é um Deus de amor e de paz, mas também é um Deus de justiça. Nós não devemos confundir temor com medo”, diz Ernane.

Universalismo
O pastor explica que a trama afirma que todas as pessoas serão salvas. “Jesus morreu para todos, então todos estão salvos? A questão é que existe qualquer tipo de conversa e existem argumentos, verdades. Nós precisamos saber diferenciar o que são argumentos e o que são verdades. Jesus morreu por todo mundo. É um argumento. Mas não são todos que serão salvos”, coloca.

O pastor lembra da passagem de João 8:36. “Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres”. Ele continua: “Existem princípios e valores na sua mente que te controlam. A sua própria natureza pode controlar sua carne. A liberdade era o que Adão e Eva tinham no Paraíso. A liberdade está em Deus, porque só Ele é fonte de vida. Se você está em Deus você é uma pessoa livre, se você não está em Deus você não tem liberdade”, disse.

“Se a pessoa não está em Deus ela não é livre, ela só tem capacidade de escolhas. Ela só consegue escolher entre A e entre B. Há pessoas que estão na igreja e não são totalmente livres. O pecado a domina, ela não vive a vida real. Ela vive a Matrix da vida, ela vive o mundo simulado, criado pelos valores do mundo, da carne, da cobiça, da prostituição”, ressalta.

“Tudo isso que domina o coração do homem faz com que ele seja. É necessário que nós sejamos libertos, que nós tenhamos o contato com Cristo e esse contato vem de confessar os seus pecados para Deus, reconhecendo que Ele é o seu Salvador. A partir desse momento você é salvo. Antes disso não”, salienta.



Guiame

Cantora conforta mães que perderam filhos: "Papai do céu sabe o que podemos suportar"


Elaine fez um ensaio especial na companhia dos filhos Joabe, de 5 meses, e Josué, de 3 anos. (Foto: Estúdio Maternity).



Há cinco meses Elaine Martins perdeu um dos filhos, pouco tempo depois dele nascer.
A cantora Elaine Martins escreveu uma mensagem direcionada para mães que perderam seus filhos. Com o Dia das Mães se aproximando, ela se compadeceu das mulheres que ainda sofrem por esse motivo.

Elaine, que perdeu um de seus filhos pouco tempo depois do parto, usou sua conta oficial do Instagram para apresentar uma mensagem de conforto para suas “amigas”, como ela mesmo classificou em seu texto.

O acontecimento foi há cinco meses, quando Elaine precisou dizer adeus a João, um dos gêmeos que teve. Ele estava com apenas oito dias de vida quando foi vítima de uma parada cardíaca por causa de uma pneumonia.

“Mais alguma mamãe sofrendo com essa semana das mães? Estamos juntas amigas!!! Papai do céu nos ama e sabe exatamente o que podemos suportar! Aguenta firme amiga. Estou orando por nós”, expressou seus sentimentos.

Elaine escolheu para ilustrar seu texto uma foto dos dois bebês recém-nascidos. Ainda na publicação, ela citou o versículo de Isaías 51:3, que fala sobre conforto.

“Porque o Senhor consolará a Sião; consolará a todos os seus lugares assolados, e fará o seu deserto como o Éden, e a sua solidão como o jardim do Senhor; gozo e alegria se achará nela, ação de graças, e voz de melodia”, diz a passagem bíblica.

Lindo presente
Apesar de perder o filho, Elaine não deixou o fato abalar sua fé e considera Joabe um “lindo presente” de Deus. É o que ela diz em sua canção. “Quem luta em meio à perda. Quem sorri por mais difícil que esteja está se preparando pra uma grande colheita”.

Para comemorar o Dia das Mães, Elaine fez um ensaio especial na companhia dos filhos Joabe, de 5 meses, e Josué, de 3 anos. O momento foi ainda mais emocionante porque Elaine aproveitou para fazer registros com a mãe Dona Ione e os irmãos.

“As pessoas sempre falam que eu sou muito forte e eu digo que é Deus. Eu sou totalmente dependente de Deus, é Ele que tem me fortalecido e me ajudado a superar”, disse.

Guiame

Dia das Mães foi inspirado no trabalho social de uma evangélica; entenda a história


O Dia das Mães foi instituído por lei nos EUA em 1914. (Foto: Wikimedia).

Anna Reeves Jarvis foi uma ativista social cristã que lutou pelos direitos das mães ainda no século XIX.
O Dia das Mães está às portas e você sabia que a data é, na verdade, uma iniciativa cristã? Foi por causa de uma mulher chamada Anna Reeves Jarvis que hoje as genitoras têm um dia no calendário mundial. Apesar de atualmente a data ser comemorada de forma comercial, anteriormente havia um sentido bastante político.

Além de evangélica metodista, Anna também era ativista social. A história conta que o Dia das Mães foi na verdade uma iniciativa sobre a ação de mães cristãs em causas sociais. Anna morava em West Virginia (EUA) e tinha 12 filhos. Mesmo jovem ela já administrava eventos que reuniam mães para repensarem sobre questões sociais.

No ano de 1858 ela criou um clube chamado "Dias de Trabalho das Mães". O objetivo era trabalhar pela diminuição da mortalidade de crianças de famílias de trabalhadores. Com o passar dos anos, Anna organizou uma nova data, o “Dia da Amizade das Mães”. Dessa vez, sua intenção era reunir famílias e vizinhos separados pela Guerra Civil dos EUA, além de realizar ações solidárias com os feridos.

Em 1905 Anna faleceu, mas seu legado foi perpetuado por uma de suas filhas, que tinha o mesmo nome. Foi ela quem brigou por uma oficialização de um dia nacional das mães. A filha pretendia dar honra a sua mãe que tanto lutou. Sua intenção era realizar um ato pela paz e com isso prestar homenagem a todas as mães.

Foi iniciada então uma campanha pela oficialização do Dia das Mães e isso se deu pela realização de cultos. No início, as reuniões eram realizadas na Igreja Metodista. Depois outras igrejas foram aderindo a prática de realizar os cultos especiais sempre no segundo domingo de maio.

Os anos foram passando e a prática foi se alastrando por outras cidades. O Dia das Mães foi instituído por lei nos EUA em 1914 pelo fato de ter tido uma boa adesão no país. Hoje, a data tem um forte peso comercial, distorcendo o verdadeiro sentido, mas ainda é importante.

Contraponto
A agenda progressista no Brasil tem militado para abolir a comemoração do Dia das Mães e do Dia dos Pais nas escolas. Sabe-se que o objetido da ação é não “constranger” crianças adotadas por pais gays e que não têm um dos membros (seja pai ou mãe).

As escolas estão substituindo as datas pelo “Dia da Família”, por ser mais versátil.

Em entrevista ao site Estadão em 2016, Esther Carvalho, diretora-geral do Colégio Rio Branco, em São Paulo, explica porque adotou a prática.“Reunimos dois motes, mas o conceito é que nós, já há muitos anos, abolimos as comemorações específicas de Dia dos Pais e Dia das Mães porque entendemos que as configurações familiares são muito diversificadas, e o que importa para a criança é o vínculo. Quem é a pessoa que forma esse primeiro núcleo de sentido para ela. Essas são as pessoas convidadas a comparecer”, coloca.

O “Dia da Família” não deixa de ser uma tentativa da agenda progressista de diminuir os valores cristãos que também estão relacionados à estrutura familiar à luz da Bíblia. Uma vez que essa estrutura é desprezada, há impactos prejudiciais não só para as crianças, mas para a sociedade como um todo.

Tal estratégia também já havia sido sugerida por Karl Marx como "uma forma de combater a propriedade privada" e desestabilizar a sociedade, ferindo um de seus principais pilares, que é justamente a família.

Eliminando o Dia das Mães, grupos de esquerda, como o próprio feminismo, se contradizem e desprezam uma homenagem tão importante àquelas mulheres que tanto batalham e estão até mesmo dispostas a dar suas vidas pelos filhos. Afinal, a ideologia está se colocando cada vez mais acima dos ideais em tais movimentos.

Guiame

“Eu segurei a mão de Jesus”, revela menino que ressuscitou

Clinicamente morto, Trenton McKinley voltou à vida e diz ter visitado o céu
Um garoto de 13 anos do Alabama (EUA), que milagrosamente voltou à vida após ter a morte cerebral decretada pelos médicos, deu um testemunho incrível.

Quando foi considerado clinicamente morto, a família de Trenton McKinley chegou a assinar uma autorização para que seus órgãos fossem doados para cinco outras crianças. Cerca de 15 minutos depois, ele voltou a apresentar sinais vitais.

Em entrevista à rede evangélica CBN, ele contou que esteve no céu, onde caminhou em uma espécie de campo, ao lado de Jesus e de um irmão que morreu antes de ele nascer.

“Eu vi um homem de pele escura, com barba”, disse o jovem McKinley. “Ele segurava minha mão enquanto caminhávamos por um tipo de campo. Eu estava segurando um bebê nos meus braços. Minha mãe me disse que perdeu um menino em um aborto espontâneo antes de eu nascer. Eu sei que era meu irmão.”

A mãe de McKinley, Jennifer Reindl, que vem compartilhando a história milagrosa desde que seu filho ressuscitou, explica que faz isso por que acredita que esse testemunho poderá mudar vidas.

“Espero que a história dele mude vidas e agradeço todas as orações e palavras amáveis. Sou eternamente grata ao Senhor e falarei do Senhor como testemunha de seu milagre… Desejo que nossa história traga esperança para qualquer mãe que esteja enfrentando esse tipo de dificuldades… de mãe para mãe, eu envio meu amor e minhas orações. Deus abençoe a todos”, escreveu Reindl em uma postagem na fanpage do Facebook dedicada ao filho.
Morto por 15 minutos

Dois meses atrás, McKinley sofreu um acidente enquanto brincava com os amigos em um buggy para crianças. Um dos meninos pisou no freio de repente, fazendo com que ele fosse lançado longe e batido com a cabeça, sofrendo sete fraturas no crânio.

Ele foi declarado morto por cerca de 15 minutos. Os médicos não entenderam como ele voltou a respirar.

“Tudo o que vi foi uma maca com os pés para fora. Ele ficou morto por 15 minutos no total”, contou a mãe dele em entrevista à Fox News.

“Quando ele voltou à vida, os médicos disseram que nunca mais seria uma criança normal. Eles me disseram que os problemas de privação de oxigênio seriam tão ruins para o cérebro, que ele viveria como um vegetal. Ele é um milagre”, destaca Jennifer Reindl.

O menino tem dado diferentes entrevistas, sempre dizendo que Deus lhe devolveu a vida. 

Com informações de CBN

“Bombas me levaram a Cristo”, diz vietnamita conhecida por foto histórica

Agora com 55 anos, Kim Phuc agradece por todo o sofrimento
Mais de 40 anos após ser fotografada pelas lentes de Nick Ut, a vietnamita Kim Phúc diz que as bombas de Napalm a levaram a Cristo. A foto icônica percorreu o mundo e ilustrou incontáveis livros de história que relatavam a Guerra do Vietnã.

Na época Kim tinha apenas nove anos de idade. A imagem, que fez o mundo engasgar, retratava a criança nua, aos gritos fugindo do bombardeio no Vietnã em uma estrada cinzenta, diante de soldados sem expressão. Ao longe, a nuvem de fumaça, resultado dos bombardeios nas rotas comerciais usadas pelos rebeldes vietcongues.

“Essas bombas me trouxeram uma dor incomensurável. E ainda assim, olhando para as últimas cinco décadas, percebo que aquelas mesmas bombas que trouxeram tanto sofrimento também trouxeram uma grande cura. Essas bombas me levaram a Cristo”, conta Kim.

Quando Criança, Kim foi criada na religião Caodaísta (ou Morada Alta). Ela conta que buscava ajuda no Cao Dai, mas cada dia que passava a frustração era maior.

“Continuei a suportar o peso incapacitante de raiva, amargura e ressentimento em relação aqueles que causaram meu sofrimento – o fogo ardente que penetrou em meu corpo, os banhos de queimadura que se seguiram, a pele seca e com coceira e a incapacidade de suar, que transformaram minha carne em um forno no calor sufocante do Vietnã. Eu ansiava por alívio que nunca viria. E, no entanto, apesar de todas as últimas circunstâncias externas, a dor mais angustiante que sofri durante aquela temporada de vida residia em meu coração”, contou.

A conversão de Kim aconteceu após uma busca intensa por respostas. Em 1982 a jovem estava na Biblioteca Central de Saigon, procurando por livros religiosos. Entre os muitos, escolheu folhear o Novo Testamento e ali, após algumas horas, entendeu qual seria a decisão que deveria tomar.

“Eu nunca tinha sido exposta a este lado de Jesus – o ferido, aquele que tinha cicatrizes. Revirei essa nova informação em minha mente, saboreando a luz que foi lançada de todos os lados. Quanto mais eu lia, mais eu passava a acreditar que ele realmente era quem ele dizia ser, que ele realmente havia feito o que ele disse que tinha feito, e que – o mais importante para mim – ele realmente faria tudo o que prometera em sua palavra”, contou.

Pouco tempo depois, na véspera de Natal, Kim estava participando de um culto especial em uma pequena igreja em Saigon, há poucos quilômetros da estrada onde toda a dor tinha começado.

“Enquanto eu ouvia esta mensagem, sabia que algo estava mudando dentro de mim. Quão desesperadamente eu precisava de paz. Quão pronta eu estava para amor e alegria. Eu tinha tanto ódio em meu coração – tanta amargura. Eu queria deixar toda minha dor. Eu queria perseguir a vida em vez de me apegar às fantasias da morte. Eu queria esse Jesus”, disse.

Agora com 55 anos, Kim agradece a Deus por todo o sofrimento e entende que a guerra e as lágrimas a levaram a Cristo e lhe deram um presente muito valioso: a salvação.

“Quase meio século se passou desde que me vi correndo – assustada, nua e com dor. Jamais esquecerei os horrores daquele dia – as bombas, o fogo, os gritos, o medo. Nem vou esquecer os anos de provação e tormento que se seguiram. Mas quando penso em quão longe cheguei, percebo que não há nada maior ou mais poderoso do que o amor de nosso abençoado Salvador. Hoje agradeço a Deus por essa foto e por tudo que vivi. Agradeço especialmente por essa estrada”, finalizou. 

Com informações de Christianity Today

Helicóptero que transportava noiva cai e três ficam feridos em Vinhedo; VÍDEO

Apesar do acidente, mulher escapou ilesa e casamento ocorreu normalmente. Três pessoas sofreram ferimentos leves, segundo os bombeiros.

m helicóptero que transportava uma noiva para a festa de casamento caiu no fim da tarde deste sábado (5), em Vinhedo (SP), na região do Altos do Morumbi. Segundo o Corpo de Bombeiros, três pessoas sofreram ferimentos leves e a mulher saiu ilesa. Apesar do acidente, o casamento foi mantido, informou a empresa responsável pelo evento.
Helicóptero cai em Vinhedo; PM diz que noiva estava a bordo (Foto: Arquivo pessoal)
Segundo um convidado do casamento, o helicóptero rodopiou e caiu pouco antes de pousar. A noiva e o piloto conseguiram sair e o Corpo de Bombeiros chegou para prestar socorro, informou. Após a saída das três pessoas, a aeronave começou a pegar fogo, que foi contido pela equipe dos bombeiros.

A casa de eventos tem uma construção semelhante a um castelo. Uma parte da aeronave teria acertado a torre do local antes de cair. No vídeo, é possível ver que havia convidados próximos ao local da queda.

O Corpo de Bombeiros informou que havia quatro pessoas na aeronave: o piloto, uma criança, um fotógrafo e a mulher. O piloto sofreu escoriações leves, a criança e o fotógrafo se machuraram nas mãos.




Tivemos uma ocorrência de queda de helicóptero seguido de incêndio pela R Viena, 300 – Vista Alegre / Vinhedo, 4 vtrs do 7º e 19º Grupamento de Bombeiros atenderam. Fogo extinto pelo

CB, pelo local estavam tripulando: uma noiva ( sem ferimentos ), piloto com escoriações,


Fonte G1

Embriaguez ou enchimento do Espírito?


Vinho. (Foto: acritica.com)



É triste constatar como tantos crentes estão mais cheios de vinho do que do Espírito Santo.
Paulo, o grande bandeirante do Cristianismo, inspirado pelo Espírito de Deus, escreveu sua carta aos efésios e, com autoridade apostólica, ensinou: “E não vos embriagueis com vinho, no qual há dissolução, mas enchei-vos do Espírito” (Ef 5.18). Há aqui uma semelhança superficial e um contraste profundo. A semelhança superficial é que tanto uma pessoa embriagada como uma pessoa cheia do Espírito estão dominadas por uma influência que não vem delas mesmas. O bêbado, sob os eflúvios do álcool, perde a inibição, revela coragem e torna-se um falastrão. O crente cheio do Espírito transborda de alegria, desfruta gloriosa paz e testemunha de Cristo com entusiasmo.

Mas as semelhanças ficam por aqui. Começa, então, um contraste profundo. O álcool, farmacologicamente falando não é um estimulante, mas um depressivo. O álcool é um ladrão de cérebros. Onde o álcool domina, o indivíduo perde o domínio próprio. Onde o álcool prevalece, a vida torna-se dissoluta. Um homem alcoolizado é um tragédia. Torna-se inconsequente em seus atos e insensato em suas palavras. Por isso, o alcoolismo está por trás de mais de cinquenta por cento dos assassinatos e acidentes de trânsito. Uma pessoa alcoolizada perde o bom senso, o pudor e a responsabilidade. A embriaguez desemboca em dissolução, vergonha e opróbrio.

O álcool é um feitor de escravos. Há muitas pessoas que vivem na masmorra do vício. Tornam-se prisioneiras. São dependentes e adictas desse vício maldito que tem destruído vidas, casamentos e famílias. No começo, é apenas um gole. Depois, é uma garrafa. Mais tarde, um barril. O ébrio não tem limites. Não tem controle. Foi vencido. Tornou-se escravo. Perdeu a sobriedade. Os hospitais estão cheios das vítimas do álcool. As cadeias estão lotadas dos usuários do álcool. Os cemitérios estão semeados por aqueles que foram vencidos pelo álcool ou por aqueles que foram ceifados pelos atos perversos dos alcoolizados.

É triste constatar como tantos crentes estão mais cheios de vinho do que do Espírito Santo. É vergonhoso constatar que alguns crentes estão vivendo dissolutamente, porque em nome do uso moderado do vinho, chegam a excessos. É assaz preocupante notar que as festas dos crentes são regadas a álcool como se dependêssemos desses artifícios para celebrarmos com alegria. É humilhante ver nossas festas se transformando em redutos de bebedeira e ver até mesmo pais crentes introduzindo seus filhos nessa prática perigosa.

A ordem divina é sermos cheios do Espírito e não cheios de álcool. Não precisamos de recursos artificiais para desfrutarmos de alegria. Nossa alegria vem de Deus e não do álcool. Nosso prazer está no Senhor e não nos banquetes regados a vinho. Sobretudo, numa cultura onde o consumo de bebida alcoólica, mormente em lugares públicos, é um escândalo, deveríamos atentar para a orientação das Escrituras, de não sermos pedra de tropeço e nem provocarmos escândalos (1Co 8.8-13; 10.31-33). O apóstolo Paulo é peremptório: “É bom não comer carne, nem beber vinho, nem fazer qualquer outra coisa com que teu irmão venha a tropeçar [ou se ofender ou se enfraquecer]” (Rm 14.21). Nossa liberdade é regida não tanto pelos nossos direitos, mas pelo amor ao próximo. Se o que fazemos constitui tropeço para os fracos devemos nos abster por amor aos fracos.

Conclamo você, portanto, a ser um crente cheio do Espírito Santo. Essa é uma ordem divina. É para todos. É contínua. A plenitude de ontem não serve mais para hoje. Todo dia é dia de ser cheio do Espírito Santo. Aquilo que os homens procuram no álcool e não encontram, nós temos na habitação plena do Espírito Santo. O fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio.

Guiame


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...