Pedido de voto nas igrejas pode configurar abuso de poder, decide TSE

Candidato à presidência recebendo oração em uma Igreja Batista nos Estados Unidos. (Foto: Reuters/Sean Gardner)

A tese foi fixada durante o julgamento de dois candidatos que pediram votos em uma igreja, na campanha de 2014.
O pedido de voto em eventos religiosos pode configurar abuso de poder econômico, segundo o entendimento firmado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na sessão plenária da última terça-feira (21).

A tese foi fixada no julgamento que definiu a cassação do candidato a deputado federal Franklin Roberto Souza (PP-MG) e do deputado estadual Márcio José Oliveira (PR-MG), conhecido como missionário Márcio Santiago.

O Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) já havia cassado os mandatos e declarado os políticos inelegíveis por oito anos.

Os dois pediram votos explicitamente na Igreja Mundial do Poder de Deus, na véspera das eleições de 2014. Na ocasião, o líder da igreja, Valdemiro Santiago, teria pedido a mais de 5 mil fiéis para votaremem Souza e Oliveira, que é seu sobrinho.

Na última sessão, a relatora do processo, ministra Rosa Weber, classificou o caso de “enorme gravidade”. Ela destacou que está “perfeitamente delineado” o abuso de poder econômico, sem que se precise debater, no caso específico, o abuso religioso.

A ministra também observou que houve ampla distribuição de panfletos na Praça da Estação, em Belo Horizonte. O evento foi custeado pela denominação com shows e fretamento de transporte, ao custo de quase R$ 1 milhão. A igreja usou ainda site, redes sociais e busdoor, além de transmitir o encontro ao vivo pela TV e pela internet.

Segundo a defesa dos parlamentares cassados, o encontro durou quatro horas e não foi usado para enaltecer os candidatos, tendo como objetivo congregar os fiéis.

O entendimento de Weber foi acompanhado pelos ministros Luís Roberto Barroso, Luiz Edson Fachin e Jorge Mussi, que determinaram a execução imediata da decisão, a partir de sua publicação. O suplente do deputado estadual deverá assumir o seu cargo.

Guiame

O que você vai fazer amanhã?

Do homem são as preparações do coração, mas do SENHOR a resposta da língua. Provérbios 16:1
Você pode garantir sua palavra? Você pode garantir o que prometeu? Embora a Bíblia nos aconselhe que a nossa palavra seja: Sim, sim, e não, não (Mateus 5:37), não podemos garantir que faremos, ou estaremos em tal lugar, se Deus não permitir.

Só Deus sabe o dia de amanhã, ninguém sabe se estaremos vivos à noite, ou pela manhã. Certa ocasião ouvi alguém dizer: Nem DEUS me impede de estar em tal lugar. Eu pensei: “Já vi esse filme”. Como alguém pode garantir isso? Somos mortais, hoje estamos aqui, mas amanhã onde estaremos?

Deus conhece nossa estrutura

Contudo, vós não tendes o poder de saber o que acontecerá no dia de amanhã. Que é a vossa vida? Sois, simplesmente, como a neblina que aparece por algum tempo e logo se dissipa. Em vez disso, devíeis afirmar: “Se o Senhor quiser, viveremos e faremos isto ou aquilo”. Tiago 4:14-15

Podemos preparar nossa missão, podemos arrumar nossas malas, podemos comprar nossa passagem antecipadamente, podemos reservar nossa hospedagem para as próximas férias, podemos nos preparar para qualquer coisa futura, mas não podemos esquecer que a resposta, a permissão vem de DEUS. Nenhum ser humano “tem autossuficiência em sua própria vida”.

“Do homem são as preparações do coração, mas do SENHOR a resposta da língua”. Provérbios 16:1

Você Precisa Saber que o Destino de sua Vida não Está em suas Mãos, fique bem atento, pois nossos planos poderão ser interrompidos a qualquer momento. (Prov. 16:1). Tiago 4:14

Veja o exemplo que JESUS dá nesta história abaixo:

O fazendeiro, dono de uma grande propriedade, conhecido como o “rei da soja”. Sua safra foi tão grande que ele disse: “Vou derrubar os celeiros velhos e construir outros novos… meus bens são tantos e vão durar tanto, que eu vou descansar, comer, beber e alegrar-me. Vou viajar pelo mundo todo, hospedar-me nos melhores hotéis comprar tudo o que quiser, sair com as mulheres mais bonitas, frequentar os melhores teatros, gozar a vida e gastar, gastar, gastar …”. (Lucas 12:13-21). Sua vida foi ceifada naquela noite…

Ninguém entre nós saberá o que acontecerá amanhã, só DEUS tem o controle, e a resposta para os nossos planos.

Deus abençoe
Paz e Benção

JosielDias

Evangelista faz um alerta para quem pensa em suicídio

"A Bíblia deixa bem claro pra gente que a vida e a morte estão no poder da língua", diz apresentador.
O evangelista americano Chad Daniel, através de seu programa Youth Bytes, preparou um vídeo específico sobre o suicídio, num lugar chamado “mar de árvores”, no Japão, conhecido por ser o “melhor local” para se despedir da vida. Chad é conhecido por pregar o Evangelho a jovens e adolescentes de forma radical.

Segundo ele, existem dois lugares mais famosos onde as pessoas tiram a própria vida: a Ponte Golden Gate, em São Francisco, EUA e o Mar de Árvores, floresta Aokigahara, no monte Fuji, Japão.

Quando Chad escolheu a floresta japonesa para gravar seu programa, ele tinha em mente mostrar um livro popular no Japão que é vendido como um “manual completo de suicídio” e que tem inspirado muitos japoneses a cometer o ato.
O livro da morte

O apresentador explica que é muito comum encontrar no Japão manuais para quase tudo. “Este livro, satanicamente inspirado, sem dúvida, tem plantado sementes no coração de jovens e velhos, de que o ‘mar de árvores’ é o local ideal para se enforcar, se envenenar”, disse ele com o livro em mãos.

Com a ajuda de jovens locais, ele conheceu o lugar e a história do livro. De acordo com as informações recebidas, o evangelista conta que quando o livro começou a circular, um número muito maior de suicídios começou a acontecer.

Depois disso, a imprensa passou a divulgar as mortes em proporções epidêmicas, fortalecendo ainda mais o ‘fenômeno mar de árvores’ que foi uma sequência de suicídios no Japão, como explica Chad.

Na maioria dos casos de suicídio cometidos na floresta, havia o livro no local do incidente. O evangelista coloca em questão como algo tão pequeno e aparentemente inofensivo como um livro, pode infectar milhares de pessoas, ensinando que o suicídio é algo bom, além de ensinar como fazê-lo.

Índice de suicídios no Japão
Até hoje, os japoneses enxergam o local como assombrado e há muitas lendas acerca da floresta e algumas a relacionam com demônios, fantasmas e espíritos malignos. O “mar de árvores” também é um local conhecido como “floresta da morte”.

Em 2002, 78 pessoas se suicidaram por lá e em 2003, esse número chegou a 1008, quando deixou de ser divulgado pelo governo, na tentativa de diminuir a relação da floresta com o suicídio. Placas de alerta em japonês e em inglês foram colocadas ao longo das trilhas, para que as pessoas reconsiderassem suas decisões.

A maioria das mortes eram casos de asfixia ou enforcamento, como o próprio livro ensina. Mas, para Chad, o livro não é responsável pelos suicídios. “Ele é só um catalizador para aqueles que já consideraram dar esse passo definitivo”, explica.

“A publicidade que os suicídios ganharam em todo país, transformaram esse lindo lugar num local de muito terror e tensão, principalmente à noite”, lamentou e continuou: “Este é o paralelo que existe aqui, vida e morte andam juntas. Alguns decidem desfrutar o que está à disposição, outros escolhem se esconder e correr para a floresta, para nunca mais serem vistos”.
O poder das palavras

“Cuidado com o que você leva ao seu coração, todos os dias. A Bíblia deixa bem claro pra gente que a vida e a morte estão no poder da língua. As palavras têm poder, quer sejam faladas, quer sejam escritas”, Chad alerta.

Segundo ele, se uma pessoa estiver “perdendo seu tempo com livros como este manual de suicídio” e estiver sempre envolvida com aspectos que promovem a depressão e a morte, esse será o resultado final.

“Estamos sempre batendo na mesma tecla: é o princípio da semente! Uma vez que você planta a semente na terra, vai haver uma colheita”, ele disse.

Na opinião do apresentador “o inimigo usa livros como esse para fisgar aqueles que não tem relacionamento com Deus”.
O livro da vida

“Se isso acontece com esse livro, então imagine a magnitude do que acontece com a palavra de Deus”, compara. Chad, em suas palavras, entende a Bíblia como um futuro de esperança.

“Você começa a entender que a vida é mais do que a dor temporária que você está sentindo […]. Ainda que esteja considerando cometer suicídio, no fundo do seu coração, você quer ser achado”.

“Você não planejou isso sozinho, não mesmo. Você teve uma força maior atuando nisso. Esses pensamentos que tem te atormentado, eles não são seus. Essas emoções que parecem te envolver como um cobertor molhado também não são suas”, continua.

E depois explica que, quando alguém chega nesse ponto “é só você, sua mente, sua alma e seu Deus. Você vai ter que encará-lo. Você vai ter que dar uma explicação a Ele sobre o motivo de ter escolhido desistir do maior presente que você já recebeu, que é a vida”. E finaliza: “O céu nunca vai desistir de você!”


GospelPrime

Ativista lésbica abandona homossexualidade após ser salva por Cristo


Val Kalende afirma que se converteu há um ano. (Foto: Reprodução).





Val Kalende diz que nasceu em uma família cristã, mas que sua rebelião a afastou de Jesus.
Uma proeminente ativista LGBT de Uganda renunciou seu antigo estilo de vida lésbico e agora afirma que a homossexualidade é um pecado. Val Kalende, que saiu de Uganda e recebeu asilo no Canadá em 2015, depois que seu país aprovou a lei anti-homossexualidade, recentemente declarou no "Sunday Service Live", da Salt TV, que ela não é mais lésbica e vai se casar em breve.

Anteriormente, Kalande trabalhou como repórter para o jornal diário Uganda Monitor antes de deixar o trabalho para se concentrar no ativismo LGBT, em 2007. Ela se envolveu ativamente em um grupo chamado “Minorias Sexuais de Uganda” e viajou para os EUA para visitar vários grupos LGBTs durante a presidência de Barack Obama. Ela também falou em conferências internacionais.

Mas agora, ela diz, ela foi salva. "Aconteceu cerca de um ano atrás, é que tomei medidas muito cautelosas. Na época em que fui a público, estava pronta", disse Kalende a seu ex-empregador. "Eu queria ter tempo para fazer um importante trabalho em mim antes de fazer uma confissão pública", pontuou.

Em sua confissão televisionada, Kalende explicou que ela vem de uma família cristã em Kyebando e "se juntou ao lesbianismo" depois de estudar na Universidade Makerere. "Eu nasci de pais cristãos. Todos cortaram seus laços comigo. Eu me tornei órfã", disse Kalande, segundo o The Daily Monitor.

Rebeldia
Kalende disse que ela foi atraída por satanás. "Eu me tornei rebelde. Sempre nos perguntamos por que o mundo nos obrigou a nos tornar meninas que não amam homens", ela disse. "Fomos até detidas em uma conferência e presas. Fomos detidas na Delegacia Central e levadas ao tribunal".

"Agora, eu não tenho paz de espírito. Eu às vezes desmorono e choro me perguntando por que estou assim", acrescentou. "Agora estou de volta em casa, fui salva". Kalende também postou sobre a transformação em sua página no Facebook no início deste mês, fazendo a pergunta "o que deu errado?".

"Como é possível que essa garota educada na igreja, ensinada no caminho de Deus pudesse se distanciar muito da forma como ela foi educada? Eu lutei com essa questão por muitos anos. Eu não tinha respostas. Minha rebelião me separou de Deus", escreveu ela.

"Muitas vezes eu leio minha Bíblia e vejo o que as Escrituras diz sobre homossexualidade e casamento. Mas meu coração ficou endurecido. Em vez disso, fiz a Deus perguntas como: Se você quer que eu não tenha relações sexuais fora do casamento e que o casamento seja entre um homem e uma mulher, por que então eu tenho atrações do mesmo sexo?".

Kalende afirmou que agora ela entende que deveria ter tido uma "abordagem" diferente em sua conversa com Deus. "Minha abordagem deveria ter sido: Senhor, eu não tenho respostas, mas confio e acredito na sua Palavra", continuou ela. "Sua intenção não é me prejudicar ou me impedir de aproveitar a vida. Sua intenção é preservar-me. Ajude-me a obedecer ao seu propósito. vida".

Guiame

Muçulmana se entrega a Jesus após encontrar igreja que viu em sonho


Atriz interpreta o papel de Fátima em uma dramatização baseada no relato da muçulmana. (Foto: Reprodução/Facebook)





Lutando contra a depressão, a muçulmana decidiu clamar a Deus e acabou tendo suas orações respondidas.
À beira de um colapso nervoso, Fátima* clamou a Deus para se revelar a ela. Crescer em um lar muçulmano rígido levou-a ao ponto de extrema depressão e ansiedade. Mas o que aconteceu naquela noite a lançou em uma jornada em direção a uma nova vida em Cristo.

"Comecei a chorar e disse a Deus: 'Se você realmente existe, se você é o único que está na Bíblia ou aquele que está no Alcorão, mostre-me o caminho'. Deus ouviu aquela oração e Ele me respondeu. Adormeci e sonhei que estava em uma igreja que nunca tinha visto antes", explicou Fátima.

No dia seguinte, ela estava determinada a encontrar aquela igreja que havia visto em seu sonho. Depois de perguntar, ela ficou impressionada quando conseguiu encontrar o templo exatamente com as mesmas características.

“Foi exatamente como eu vi no meu sonho. Então, eu entrei naquela igreja e sentei. Eu não sabia orar como uma cristã, então abri o Antigo Testamento e simplesmente comecei a ler. Eu senti uma ligeira mudança em mim, mas não era a mudança que eu precisava", acrescentou ela.

Quando sua família descobriu uma foto que ela havia tirado dentro da igreja, eles começaram a ameaçá-la de morte, e ela concluiu que sua única opção era sair de casa.

"Fiquei apavorada quando minha família me disse: 'Temos permissão de matar uma traidora'. Mas o Senhor abriu a porta para eu ficar em uma casa, onde eu poderia permanecer em segurança", contou.

Então foi nessa casa que a vida de Fátima acabou sendo realmente transformada.
"Um dia eu estava assistindo a TV e vi o Dr. [pastor] Michael Youssef pregando. Um número de telefone apareceu na tela e eu liguei para ele. Um irmão atendeu meu telefonema", disse Fátima. "Eu contei a ele sobre a minha situação e ele me disse para encontrá-lo. Nós nos conhecemos na igreja. Ele me entregou um livro chamado 'Encontrando a Alegria que Você Sempre Quis', do Dr. Michael Youssef. Este livro foi um ponto de mudança para mim".

"O irmão Noor orou comigo e então ele me perguntou: 'Você vai entregar sua vida a Jesus Cristo?' E eu disse: 'sim'. Eu realmente senti a presença do Senhor dentro de mim naquele momento", acrescentou ela.

Fatima entregou sua vida a Jesus Cristo, confessando-O como seu Senhor e Salvador. "Toda vez que me sentia triste ou tinha um problema, recebia uma mensagem do Ministério 'Leading the Way', me dizendo: 'Não trate o mal com o mal, trate o mal com o bem'. Agradeço ao ministério por me ajudar. Eles são a razão pela qual muitas pessoas conhecem a Cristo", afirmou.

Se antes Fátima era uma mulher temia a morte, agora ela abraçava a eternidade com Jesus. “Eu costumava ter muito medo da morte, mas agora desejo isso. Eu já tenho certeza da minha viagem com o Senhor Jesus, porque agora sei que já ganhei a vida eterna", finalizou.

*Por motivos de segurança, o nome usado é fictício e o local onde ocorreu a história não foi especificado.

Guiame

Pastor sobrevive a tiro no crânio e faz vigília pelo atirador: “Precisamos levá-lo a Jesus”


Hoje o pastor envia cartas com mensagens de amor e perdão para o atirador. (Foto: Reprodução)





Quando Tim Remington recebeu alta, ele e sua igreja se reuniram para orar pelo homem que havia tentado matá-lo.
Um pastor dos Estados Unidos sofreu uma tentativa de assassinato no estacionamento de sua igreja. O paramédico Eric Paul encontrou o pastor Tim Remington sangrando e inseriu um tubo torácico temporário para ajudá-lo a respirar. Era um mistério por que alguém iria querer matar o líder cristão. “Corrigimos o problema o mais rápido possível”, disse Paul.

Tim foi levado para a sala de emergência da Kootenai Health. Sua esposa Cindy chegou e eles tiveram um breve momento juntos. "Era tão difícil para ele respirar, tão difícil para ele falar. Ele pediu para que eu dissesse às crianças que ele as amava. Eu disse: ‘Você sabe o que aconteceu? Você levou um tiro’".

Remington foi baleado seis vezes; uma das balas quebrou seu ombro e outra se alojou no tecido mole do crânio, a poucos centímetros de matá-lo. Ele também foi atingido no braço e pélvis. O cirurgião assistente, Dr. Bob Hollman, disse que, surpreendentemente, nenhum órgão vital foi danificado, mas um ferimento ameaçou sua vida.

"A maior preocupação era a quantidade de sangue que ele estava perdendo devido às lesões pélvicas", disse o Dr. Hollman. "Você quebra os ossos pélvicos e pode sangrar até a morte por uma fratura pélvica", informou.

Nas mãos de Deus
Dr. Hollman e sua equipe levaram Tim para a cirurgia imediatamente, com a única promessa de fazer o seu melhor. Mas enquanto Cindy orava, ela sabia que a vida de Tim estava nas mãos de Deus.

“Honesta e verdadeiramente, você descobre que existe uma paz que excede todo o entendimento, e o nome dessa paz é Jesus. Foi isso que realmente aconteceu. Tudo ficou muito quieto. Eu realmente não estava com medo. Eu não senti que Tim ia morrer”, Cindy disse. Após oito horas de cirurgia, Tim acordou na UTI.

"Quando eu soube que estava vivo, entendi que Deus estava definitivamente nisso e havia uma razão", disse Tim. “E eu não sabia o motivo, mas sabia que Ele estava no controle disso”. Nesse meio tempo, o atirador havia sido identificado como Kyle Odom. Dois dias depois do tiroteio, ele foi preso por jogar papeis na cerca da Casa Branca, acusando o pastor Remington de ser o cabeça de uma conspiração de alienígenas.

Vigília
Mas não haveria protestos públicos por justiça. Em vez disso, a igreja de Tim e a cidade de Coeur d'Alene realizaram uma vigília de oração pelo atirador. "Todos disseram e comunicaram o que eu queria que eles dissessem. Não odiamos Kyle, precisamos amá-lo e precisamos levá-lo a Jesus", disse o pastor.

Tim ainda chegou a sofrer um derrame por conta de uma complicação. Os médicos descobriram que uma bala havia deixado um pequeno buraco no cólon do pastor. Após duas semanas da cirurgia, a infecção desapareceu e os médicos inverteram a colostomia. Tim se recuperou do derrame e três meses depois do tiroteio ele estava de volta ao púlpito.

Guiame

Pastora da Bethel Church ouve a voz de Deus após saber que tem câncer: "Apenas me ame”


Beni Johnson teve de remover tumores de um dos seios. (Foto: Reprodução)



Beni Johnson, pastora da Bethel Church em Redding, Califórnia (EUA), está sendo tratada após um diagnóstico de câncer que a deixou surpresa. "Tudo começou em março, saí do consultório médico e estava muito chocada. Perguntei a Jesus: 'o que eu faço agora?'. Ouvi Jesus me dizer: 'apenas me ame'. Eu disse: 'Eu posso fazer isso'. Tenho estado em paz”, disse ela em uma série de publicações no Facebook.

Johnson disse que está passando pelo processo de cura depois de ter removido os tumores de um dos seios. "Em março eu fui diagnosticada com câncer de mama. Eles encontraram dois caroços no meu seio direito. Felizmente eles pegaram cedo e removeram o tumor. Pelo fato de cuidar bem do meu corpo, eles puderam pegar o câncer cedo e eu tive os dois tumores foram removidos", disse Beni.

Ela explicou, no entanto, que durante o tratamento descobriu que tem uma mutação no gene BR2, o que a coloca em um alto risco de desenvolver câncer de mama, ovário e vários outros tipos de câncer.

"Uma das coisas que eu fui testada durante esse tempo foi o meu DNA para ver se eu tinha o gene BR. Descobri que eu tinha uma anomalia no gene BR2. Ao descobrir essa informação eu decidi fazer uma dupla mastectomia com reconstrução. Obviamente, meu cirurgião queria que eu fizesse quimioterapia. Mas decidi seguir uma direção diferente", disse ela.

Tratamentos holísticos
Beni explicou que está recebendo "tratamentos holísticos" na Espanha porque "muitos dos tratamentos não são permitidos nos EUA". "Deus enviou uma mulher maravilhosa para a minha vida, Andrea Thompson, que se tornou minha treinadora de saúde. Ela me dirigiu ao Dr. Hilu em Marbella, Espanha. Dr. Hilu me iniciou em suplementos por quatro meses enquanto eu passava por cirurgias. Depois da minha segunda cirurgia, Andrea e eu viajamos para a Espanha para passar pela clínica do médico", pontuou.

Ao receber os tratamentos, ela expressou uma forte fé em Jesus. "Eu estou amando Jesus o caminho todo", disse ela. "Você pode me ouvir dizendo que posso todas as coisas em Cristo que me fortalece".

A Bethel Church é uma mega-igreja popular, amplamente conhecida por sua equipe de louvor, a Bethel Music. Ela também é procurada por suas "escolas de cura", contando com inúmeros testemunhos de pessoas curadas de câncer e outras doenças.

Guiame

Mais de 1.800 soldados do Exército dos EUA se entregam a Jesus


A cada semana, mais soldados do Exército dos EUA se rendem a Jesus. (Foto: Facebook/Jose Rondon)



A cada semana, aumenta o número de soldados das Forças Armadas do Missouri que aceitam Jesus.
Um avivamento está acontecendo na base do Exército dos Estados Unidos em Fort Leonard Wood, no Missouri. De acordo com o capelão Jose Rondon, mais de 1.800 soldados aceitaram Jesus Cristodesde março deste ano.

“Desde 11 de março de 2018, vimos 1.839 soldados se entregando a Cristo. Deus está fazendo um trabalho inacreditável através das forças armadas em Fort Leonard Wood”, disse Rondon no Facebook, destacando que só no último domingo (12), 380 oficiais aceitaram Jesus.

O capelão acredita que agir intencionalmente e pregar o Evangelho tem sido fundamental para as conversões. “Ser intencional não significa apenas pregar a Palavra de Cristo na capela, mas ser sensível ao Espírito Santo para compartilhar a mensagem de reconciliação quando o tempo se encaixar”, disse Jose ao site Baptist Press.

O major-general aposentado Doug Carver, diretor de capelania do Conselho de Missões da América do Norte, observa que homens e mulheres nas forças armadas estão com fome de Deus.

A cada semana, mais soldados do Exército dos EUA se rendem a Jesus. (Foto: Facebook/Jose Rondon)

“Nossas tropas, que estão cada vez mais famintas por verdade e relevância em suas vidas, estão encontrando uma fé que funciona, através de um relacionamento pessoal com o Senhor Jesus Cristo”, disse Carver. “O despertamento espiritual em Fort Leonard Wood indica que um grande movimento de Deus está acontecendo dentro das Forças Armadas hoje”.

Enquanto isso, Jose acredita que o número recorde de salvação é uma resposta de oração. “O Senhor é bom e deseja não somente nos reconciliar através de sua morte e ressurreição, mas também que o mundo inteiro saiba que Ele está fazendo grandes coisas nas forças armadas”, afirma.

“Ele continuará fazendo grandes coisas, em nós e através de nós, para a Sua glória em nossa sociedade tão necessitada de Cristo”, Jose acrescenta.


Guiame

E se fosse o contrário? Eles querem respeito ofendendo 178 milhões de cristãos


O cantor pernambucano Johnny Hooker gerou revolta entre cristãos após dizer que 'Jesus é travesti', durante um de seus shows. (Foto: UOL)



Não sei o que mais é preciso para a sociedade e principalmente as igrejas cristãs entenderem o que realmente estamos enfrentando. Ouvir de pessoas ignorantes e alheias a fé alguns absurdos no meio da rua, dentro de algum estabelecimento ou mesmo dentro de casa, não é o mesmo que assistir famosos, gente com acesso à informação, utilizando o dinheiro público para ofender abertamente a fé de 178 milhões de cristãos no Brasil.

O vídeo que circulou nas redes sociais e causou indignação na população, onde o transformista pernambucano Johnny Hooker chamou Jesus Cristo de “travesti” e de “bicha”, puxando o coro de alguns ousados na platéia, demonstra claramente o quanto nós, cristãos, sofremos perseguição ideológica, sendo ofendidos publicamente por conta da nossa fé, enquanto eles, os que se consideram paladinos da “verdade”, da “tolerância” e da “diversidade”, se sentem livres para nos agredir moralmente, vilipendiar nossos símbolos religiosos e ainda achar que estão no direito de fazer essas coisas.

Tudo isso simplesmente porque não aceitaram o impedimento de uma peça que também tem como propósito ofender a fé cristã, onde Jesus é retratado como um travesti. Qualquer pessoa em sã consciência e com um mínimo de conhecimento da Bíblia sabe quem é Jesus Cristo para os cristãos. A nossa fé em Cristo é fruto do que a Bíblia declara sobre Ele, que é o Filho de Deus, o Messias prometido, o Salvador, o Ungido de Deus que veio entregar sua vida por amor de todos nós, pecadores.

Esse Jesus que a Bíblia fala a respeito possui uma identidade própria, sendo ele mesmo Deus, como crêem os cristãos. E como Deus, Ele rejeita o pecado e abomina o mal. Chamar Cristo de travesti e bicha são ofensas a fé dos cristãos porque a Bíblia não atribui esses comportamentos a pessoa de Jesus. Pelo contrário, ela considera pecado a prática sexual entre duas pessoas do mesmo sexo. Assim, dizer que Jesus Cristo é “bicha” é ir de encontro à santidade do Senhor e cometer a violação do artigo 280 do Código Penal, que tipifica como crime o escárnio de alguém publicamente por motivo de crença ou função religiosa.

Mas, e se fosse o contrário? Se algum de nós, líderes e personalidades cristãs, falássemos algum xingamento contra essas pessoas que usam o discurso dos “direitos humanos” para se protegerem atrás de ONGs e movimentos? Eu, Marisa Lobo, já sofri ameaças, perseguição e processos judiciais por muito menos. Por simplesmente dizer uma opinião sobre sexualidade baseada em meu conhecimento científico, algo muito diferente de uma ofensa gratuita com a clara pretensão de provocar.

Quando ativistas da “Marcha das Vadias” quebraram imagens católicas na Jornada Mundial da Juventude, organizada pela Igreja Católica em julho de 2013, profanando os símbolos religiosos com seus órgãos genitais ao ar livre, diante de homens, mulheres e crianças, a maior parte da mídia ficou calada. Silêncio total! O movimento LGBT e partidos de esquerda não se manifestaram. Eles fingiram que nenhum absurdo havia acontecido. Não está sendo diferente agora. Onde está a indignação dos cristãos de esquerda? Ou será que o Cristo deles é outro e não o que a Bíblia descreve? Onde estão às manifestações de repúdio desses que dizem lutar pelo respeito às religiões? Onde estão os protestos nas ruas e manchetes de jornais acusando o tal “cantor” de intolerância religiosa?

São dois pesos e duas medidas, mas para quem já vem há anos na luta contra esse ativismo ideológico nada disso é surpresa. Sabemos como eles são alienados, pobres de espírito e carentes de atenção, como crianças mimadas, necessitando principalmente de salvação espiritual, algo que só Deus pode dar através da sua misericórdia e graça imerecida. O que nós podemos fazer é continuar testemunhando quem somos, trazendo a memória que “em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas não desanimados. Perseguidos, mas não desamparados; abatidos, mas não destruídos; Trazendo sempre por toda a parte a mortificação do Senhor Jesus no nosso corpo, para que a vida de Jesus se manifeste também nos nossos corpos". (2 Coríntios 4:8-10).

Por Marisa Lobo - Psicóloga, especialista em Direitos Humanos e autora de livros, como "Por que as pessoas Mentem?", "A Ideologia de Gênero na Educação" e "Famílias em Perigo".

Guiame

Arqueólogos encontram ruínas de igreja do terceiro século no Armagedom


As ruínas foram encontradas no Armagedom, local da batalha entre o bem e o mal descrita em Apocalipse. (Foto: Reuters)



Além das ruínas, também foi encontrado um mosaico com referências a Deus e a Jesus Cristo.
Uma sala de orações cristã datada do terceiro século e um mosaico referindo-se a “Deus Jesus Cristo” foram encontrados por arqueólogos na região do Armagedom, conhecida por ser o local da batalha apocalíptica entre o bem e o mal.

As ruínas e o mosaico foram encontrados através de um programa de escavações iniciado em 2005, que tinha o objetivo de explorar a chamada “Prisão de Megido”. Depois de anos de atrasos legais e burocráticos, a prisão será realocada e o local deve ser liberado para futuras explorações em 2021.

Alguns profissionais da arqueologia já estão conversando sobre uma área que eles começaram a chamar de "Grande Megido".

"Quando a sala de orações cristãs foi encontrada pela primeira vez sob a prisão, ficamos todos animados", disse Matthew Adams, diretor do Instituto de Pesquisa Arqueológica WF Albright, em Jerusalém, que passou anos escavando em Megido.

“E então percebemos: 'Ah, é uma prisão de segurança máxima, então nunca poderemos fazer nada'. Agora que o governo decidiu mudar esta prisão, podemos explorar essa parte surpreendente e interessante do desenvolvimento do cristianismo primitivo", ressaltou.

A prisão, cujos detentos incluíam militantes do Hamas e da Jihad Islâmica, fica a algumas centenas de metros ao sul do próprio Tel Megiddo, o antigo monte onde os arqueólogos encontraram paredes que datam de pelo menos 7 mil anos. Entre a prisão e o morro está a guarnição romana da Sexta Legião, em grande parte não-escavada, que foi provavelmente construída pelo imperador Adriano.

Acredita-se que o nome Armagedom seja uma união das palavras hebraicas Har Megiddo — Monte Megido. Embora pequena, a colina foi o local de numerosas batalhas antigas, porque tem vista para o Vale de Jezreel, através do qual os exércitos marcharam desde a antiguidade em direção a uma passagem que leva ao Mediterrâneo.

A mais antiga referência escrita a Megido parece ter sido durante o reinado do faraó egípcio Tutmés III, que derrotou os estados sírio e cananeu em 1468 a.C. Mais tarde, caiu para os israelitas, e depois para os assírios em 733 a.C. Em 1918, o comandante militar britânico General Edmund Allenby derrotou as forças turcas e depois assumiu o título de Visconde Allenby de Megido e de Felixstowe.

Fama
O nome é mais conhecido principalmente pelo livro bíblico de Apocalipse, citado como o local da batalha final: "Então os três espíritos os reuniram no lugar que, em hebraico, é chamado Armagedom (Apocalipse 16:16)".

A escavação atual no monte é liderada por Adams e pelo professor Israel Finkelstein, um arqueólogo israelense da Universidade de Tel Aviv. “Megido era importante porque fica na estrada internacional que liga o Egito à Mesopotâmia, Damasco e Anatólia. Então quem está aqui controla a mais importante estrada da antiguidade no mundo antigo”, disse Finkelstein.

Sua equipe usou datações por radiocarbono e medições de distância por laser para registrar com precisão as várias camadas da história, incluindo monumentos que se pensava terem sido construídos na era do rei Salomão. Segundo Finkelstein, estes podem ser atribuídos à era posterior de Acabe, rei do reino do norte de Israel no século IX aC.

As autoridades turísticas israelenses estão planejando um complexo no local para combinar turismo, arqueologia e caminhadas pela natureza. Destacando os evangélicos cristãos em particular, eles esperam atrair 300 mil visitantes anualmente, quase o dobro do número atual.

Guiame

Israel é atingido por mais de 180 foguetes disparados por militantes palestinos


Fumaça subindo após um ataque aéreo israelense na Cidade de Gaza. (Foto: AFP/Mahmud Hams)



Mais de 180 foguetes e morteiros foram disparados de Gaza contra Israel nesta quarta-feira (8) atingindo Berseba, a maior cidade do sul do país. Mais de 30 foguetes foram interceptados pelo sistema de defesa antimísseis e maior parte das bombas explodiu em áreas abertas.

O ataque foi uma demonstração de força por militantes palestinos, horas depois de uma autoridade árabe dizer que o fim do conflito na fronteira poderia estar próximo. Em retaliação nesta quinta-feira (9), o Exército de Israel atingiu mais de 150 instalações pertencentes ao Hamas, grupo islâmico que controla Gaza.

Sete pessoas ficaram feridas no sul de Israel, de acordo com militares israelenses. Uma grávida palestina, seu filho de 18 meses e um militante do Hamas, foram mortos e pelo menos cinco civis ficaram feridos, segundo autoridades médicas locais.

Pela primeira vez desde a guerra de 2014, sirenes de alerta de foguetes soaram em Berseba, uma cidade de 200 mil habitantes localizada a 40 quilômetros da Faixa de Gaza.

A série de ataques ocorreu depois que autoridades palestinas e israelenses falaram sobre uma possível trégua nos meses de violência na Faixa de Gaza, em um esforço mediado pelas Nações Unidas e Egito.

“Facções da resistência consideram esta escalada encerrada no que nos diz respeito, e a continuidade da calma depende do comportamento da ocupação”, afirmou uma autoridade palestina sob condição de anonimato, usando o termo das facções militantes para Israel.

Antes do incidente de Berseba, autoridades israelenses disseram que o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, deveria realizar uma sessão no gabinete de segurança para evitar conflitos.

O enviado da ONU para o Oriente Médio, Nickolay Mladenov, alertou que “a situação pode se deteriorar rapidamente, com consequências devastadoras para todas as pessoas”.

Guiame

Menina que sofria com mãe alcoólatra é resgatada por cristãos: “Pedi a Jesus uma família”


Yulya foi resgatada no Quirguistão e adotada por uma família cristã. (Foto: Reprodução)



Após um tempo em uma casa para crianças traumatizadas, Yulya foi adotada por uma família cristã.
Yulya, uma menina de 9 anos do Quirguistão (país na Ásia Central), foi resgatada da própria mãe por assistentes sociais cristãos que trabalham para a Orphan's Promise. Ela relatou que sofria crueldades como passar várias horas com fome, além de ser espancada com frequência e ficar de castigo sem motivos.

A história de Yulya mostra uma mãe alcoólatra que negligenciava a filha e ainda praticava ações abusivas. Quando lembra de seu passado, a menina chora: “Minha mãe não me alimentava. Ela só gritava comigo e depois me batia. Às vezes meu castigo era ficar ajoelhada no canto de uma sala em uma pilha de sal”, contou.

Quando as assistentes sociais ouviram sobre a crueldade sofrida por Yulya, elas a colocaram na casa chamada Orphan's Promise, que recebe apoio da CBN. Lyubov, um zelador do local se lembra de quando a menina chegou.

“Yulya veio até nós como uma criança traumatizada. Seus olhos estavam sempre muito tristes e ela chorava com frequência”, disse ele para a reportagem da CBN News. Apesar de tanto sofrimento, ela foi tratada fisicamente e espiritualmente na casa. Depois de vários meses, Yulya não estava mais chorando.

Nova realidade
A garota relatou: “As pessoas da casa eram tão gentis. Eles se importavam comigo como se eu fosse a própria filha deles. Eles me apresentaram a Jesus”. Quando o relacionamento de Yulya com Jesus ficou mais forte, ela chegou a pedir a Ele que satisfizesse o desejo mais profundo de seu coração.

“Pedi a Jesus que me mandasse uma família para me adotar, uma mãe e um pai, um irmão e até um cachorro”. Em uma cidade próxima, um jovem casal que trabalha em parceria com a Orphan's Promise estava orando para adotar uma criança. Quando eles visitaram a casa onde a menina passava o dia, eles sabiam que aquela criança seria deles.

Yulya diz: "Eu tive a sensação de que eles queriam me adotar e então aconteceu". Agora ela tem tudo pelo que ela pediu a Deus. Pais amorosos, um irmãozinho e seu próprio cachorro. Hoje, aos 12 anos, sua felicidade é ter um novo lar. “Eu tenho comida, tenho roupas e sou amada”.

Orações respondidas
Com alegria em seus olhos, ela ressalta: “Minha mãe e meu pai são bons e gentis. Eles me amam, brincamos juntos e eles lêem a Bíblia para mim”. Anton, o novo pai de Yuliya diz: “Nossas orações foram respondidas também, quando Deus nos deu Yulya”.

Já Ulyana, a nova mãe de Yulya acrescenta: “Queremos que ela conheça a verdadeira alegria e todo o amor e calor que nossa família pode proporcionar. Agradecemos a Deus por tornar isso possível”.

Yulya ressalta: “Obrigado por me ajudar na casa das crianças. E por me ajudar a encontrar meus novos pais. Eu tenho minha própria família agora. E é para sempre”, finalizou.

Guiame

Fernandinho grava canção tema de “Deus não está morto”

O cantor acredita que o longa metragem pode ser uma inspiração para o Brasil
Conhecido por sua voz marcante, Fernandinho foi convidado a gravar a música que é tema do filme Deus não está morto: uma luz na escuridão. A produção musical feita por Gustavo Soares, contou com um cenário especial que remonta a igreja destruída na trama.

A proposta da nacionalização de “God’s Not Dead”, originalmente gravada pela banda Newsboys, foi recebida com muita alegria, segundo o cantor. “Estou muito feliz. Inclusive com toda equipe que está trabalhando em função desse projeto. É realmente um privilégio”, disse.

O músico acredita que muitas pessoas serão alcançadas “pelo filme, pela canção e por tudo o que Jesus está fazendo no nosso meio”, comentou. Em mais de 17 anos de carreira, Fernandinho lançou nove discos e seis DVDs, chegando a conquistar, em 2018, o título de artista gospel mais ouvido na plataforma digital Deezer com mais de 1 milhão de fãs.

O cantor disse que assistiu aos outros dois filmes e enfatizou que “estamos precisando disso na nossa nação”. Segundo ele, às vezes pode parecer que não tem mais solução, mas ainda há esperança. “É tempo de levantarmos a nossa voz e proclamar que Deus está vivo e Ele é a nossa luz em meio a tanta escuridão”, reforça.

O filme que conquistou o público brasileiro será lançado em 30 de agosto nos cinemas, através de uma parceria entre as distribuidoras California Filmes e 360 Way Up.

Assista ao trailer do filme!



GospelPrime

“Deus não está morto 3” alerta que a igreja precisa ser “luz na escuridão”

Depois do incêndio que destrói templo, uma chama de esperança se acende
Com estreia prevista para o dia 30 de setembro no Brasil, o filme “Deus Não Está Morto – Uma Luz na Escuridão” promete ser mais um alerta para os cristãos. O novo lançamento da California Filmes, em parceria com a 360 Way Up vai contar a história de uma igreja destruída e de um pastor que luta para resgatá-la.

A trama mostra que uma pequena “chama” pode iluminar o caminho para a cura e a esperança. O personagem Dave (David A. R. White), um evangelista, se vê diante de um incêndio que devasta o prédio onde ele administrava a igreja de Saint James há anos.

O terreno que fazia parte de uma universidade estatal passa a ser motivo de embate. Os diretores da Hadleigh University questionam a presença do evangelista e de sua igreja no campus e usam a tragédia para tirá-lo dali. Rapidamente, a batalha se estende pela comunidade local.

Entre as cenas que ilustram os momentos difíceis, a fragilidade humana e a força que se deve buscar em Deus, há também momentos de reflexão quando alguns personagens questionam sua fé.

Além de David A. R White (Deus não está Morto 2), estão os atores John Corbett (Casamento Grego), Shane Harper (Deus não está Morto) e Jennifer Taylor (Two and a Half Man). Com participação especial da lenda gospel Dra. Cissy Houston (mãe de Whitney Houston), e da ganhadora do Oscar Tatum O´Neal (Lua de Papel).

O tão aguardado filme tem roteiro e direção de Michael Mason e é uma sequência de sucesso dos outros dois filmes lançados no país “Deus não Está Morto 1 e 2”, que foram assistidos por mais de 10 milhões de pessoas em todo o mundo.

Assista ao trailer!



GospelPrime

Um milhão de evangélicos argentinos nas ruas contra o aborto

“Desafiamos a igreja evangélica a ser protagonista nesta luta”, destaca líder do Parlamento e Fé.
Durante final de semana, centenas milhares de evangélicos protestaram contra o aborto na Argentina. O senado do país votará dia 8 a lei que legaliza a prática, podendo mudar a decisão da Câmara dos Deputados que a aprovou em junho.

O ato organizado diante do Obelisco da avenida 9 de Julio, um tradicional ponto de protesto no país, foi o maior dos últimos anos. Durante da marcha, que teve como lema “Salvemos as duas vidas”, os participantes usaram lenços azuis, que caracteriza o movimento pró-vida no país.

Além da marcha, pastores evangélicos organizaram vigílias e promoveram campanhas de orações para que a lei não passe. O presidente Maurício Macri disse que não pretende vetá-la, caso passe no Senado.

Os organizadores acreditam que havia 650 mil em Buenos Aires. Entre os muitos discursos, os líderes do movimento lembraram aos evangélicos que, nos períodos eleitorais, muitos candidatos visitam seus templos para obter votos. Os pastores avisaram que farão um alerta nacional para que os fiéis não votem naqueles que se mostrarem a favor da legalização do aborto.

No domingo, outras cidades argentinas também tiveram manifestações do tipo. Em Tucuman foram cerca de 150 mil e, em Córdoba, a movimentação atraiu um número similar. Não existe uma contagem oficial, mas estima-se que elas mobilizaram mais de um milhão em todo o país. Jornais argentinos dão conta que havia muitos católicos e pessoas sem religião participando também.
Parlamento e FéLuciano Bongarrá, presidente do Parlamento e Fé. (Foto: Claudia Werhli da Silva)

Em entrevista ao Gospel Prime, o pastor Luciano Bongarrá, líder do ministério “Parlamento e Fé” diz que, quando a Câmara debatia a legalização do aborto, a Igreja no início não estava atenta à gravidade da situação. Porém, passou a se manifestar fortemente após ela ser aprovada.

“Hoje, em cada província há um grande ativismo das igrejas. Os pastores estão mobilizando suas igrejas e cremos que isso vai ser revertido no Senado”, explica.

Bongarrá destaca que há uma influência estrangeira, pois houve um forte lobby pela legalização, a exemplo do que ocorreu na Irlanda, que também é um país majoritariamente católico. “Organizações multinacionais como a OEA e a ONU têm sua agenda mundial e ela chegou até nós”, denuncia.

Além disso, o pastor entende que “o populismo dos partidos de esquerda insistia fortemente na questão do ‘Estado laico’, mas nunca foi só uma questão religiosa, há fortes argumentos à luz da biologia e da legislação atual do país que protegem a vida”.

O Parlamento e Fé é um ministério paraeclesiástico que atua junto a autoridades, focado na evangelização de políticos e na conscientização que a igreja possui valores inegociáveis. O pastor Bongarrá acredita que “se tivéssemos mais políticos cristãos, a tentativa de legalização não chegaria tão longe”.

Nas últimas semanas, vários senadores foram procurados para ouvirem a posição da igreja. “Nosso ministério está lutando junto às igrejas e junto aos políticos pró-vida para que, apesar da decisão da Câmara, a lei não seja posta em prática. Desafiamos a igreja evangélica a ser protagonista nesta luta e começar um despertamento sobre a gravidade dessa agenda política anticristã”, ressalta.

GospelPrime

Mais de 200 foguetes são lançados contra Israel da Faixa de Gaza

Reação das Forças de Defesa de Israel gera críticas de vários países
Nas últimas 48 horas, mais de 200 foguetes e morteiros foram lançados de Gaza contra Israel. A Cúpula de Ferro, um dos sistemas de defesa não conseguiu interceptar a todos. Berseba, a maior cidade do sul do país, foi o local mais atingido, mas a maior parte das bombas caiu sobre áreas não habitadas.

Segundo as autoridades, há oito feridos entre os israelenses, enquanto duas pessoas morreram do lado palestino. A mídia de Israel noticiou que a possibilidade de uma guerra foi considerada. Após Forças de Defesa de Israel (IDF) iniciarem a reação, atingindo cerca de 150 instalações do Hamas, grupo terrorista que controla a Faixa de Gaza.

Há meses que as tensões na fronteira continuam crescendo, fazendo com que as Nações Unidas tenham criticado o uso de “força excessiva” do lado israelense.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, convocou o gabinete de segurança para discutir situação, e “instruiu o IDF a continuar a agir com força contra os terroristas”.

A TV Canal 10 de Israel, citando fontes diplomáticas, disse que o acordo foi negociado pelo enviado do Egito e das Nações Unidas para a paz no Oriente Médio, Nickolay Mladenov. Ele alertou que “a situação pode se deteriorar rapidamente, com consequências devastadoras para todos”.

GospelPrime


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...