Impeachment com direito a nova candidatura, é golpe!


Dilma Rousseff poderá ser candidata a presidência da República em 2018. (Foto: O Globo/Jorge William)





Por 61 votos a favor e 21 contra, o Senado aprovou o impeachment de Dilma. Tchau, querida!

Após decisão do afastamento de Dilma, uma nova votação feita pelos senadores definiu que a presidente deposta poderá se eleger novamente.

De pronto, já ouvimos os descontentes dizerem que o impeachment é "anti democrático". Se um processo que passou pela Câmara dos Deputados, pelo Senado e foi presidido pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) não for democracia, então que mudem o respectivo conceito.

Venceu a democracia! Venceu a Constituição! Será?

Na sequência [da aprovação do impeachment] houve outra votação, objeto do "destaque acordado" para tentar livrar Dilma da inelegibilidade, que resultou em 42 a 36 votos; portanto, Dilma não perderá o direito de exercer a função pública. Assim, conforme eu havia postado no início da Sessão de hoje, [Dilma] poderá ser candidata a presidência da República em 2018.

Aquele destaque que propunha "voto em separado" era a estratégia para livrar Dilma da pena. Entenderam?

Lamentável! Não vejo lógica em entender que Dilma cometeu crime e não será apenada como tal. Impeachment sem inelegibilidade, a meu ver, é golpe!

Na minha opinião, data máxima venia, o presidente da sessão, Dr. Ricardo Lewandowski (presidente do STF), "protegeu" a presidente quando aceitou esse voto em separado. Se eu fosse os senadores de oposição, não teria permitido este "voto em separado".

Olha o golpe, Brasil!

Vejo contradição na dupla votação, já que o artigo 52 paragrafo único da Constituição Federal afasta com a inabilitação para exercer função pública:

"Art. 52. Compete privativamente ao Senado Federal: Parágrafo único. Nos casos previstos nos incisos I e II, funcionará como Presidente o do Supremo Tribunal Federal, limitando-se a condenação, que somente será proferida por dois terços dos votos do Senado Federal, à perda do cargo, com inabilitação, por oito anos, para o exercício de função pública, sem prejuízo das demais sanções judiciais cabíveis."

A sentença, com o destaque da possibilidade de habilitação para o exercício de função pública, fere a Constituição Federal. Portanto, vemos que no âmbito judicial, quando a sentença for apreciada pelo STF, este haverá de mudar a Constituição, usurpando competência legislativa, cerne do processo de impeachment de Dilma?

Assim, posso concluir que voltaremos à "estaca zero".

Nova votação no Senado livrou Dilma da inelegibilidade. (Foto: Reprodução)

Ante a essa "aberração constitucional", pergunto: Como pode uma Casa Legislativa votar a cassação do mandato de Dilma por usurpar a competência legislativa e, na mesma sessão, novamente usurpar a competência legislativa alterando a Constituição Federal na "cara dura", só para proteger os direitos políticos da ex-presidente Dilma?

Mais uma pergunta: Seguindo este entendimento, que vejo como uma "heresia jurídica", daqui 1 ano e 5 meses a presidente estará habilitada para presidir o Brasil, novamente?

Outra pergunta que não quer calar: Na votação da cassação do deputado Eduardo Cunha, prevista para a próxima semana, também haverão de lhe assegurar os direitos políticos?

Vejam que triste, Brasil!

Penso que os senadores que votaram a favor da garantia do exercício de funções públicas deveriam se explicar ao povo do Brasil.

Espero, sinceramente, que os cidadãos e cidadãs brasileiros manifestem repúdio à esse "conchavo anti democrático" feito neste dia histórico, em que o Brasil estava pronto para comemorar e aplaudir o Congresso Nacional.

Não posso deixar de dizer que, no momento da votação, me veio a análise do porquê os senadores não impugnaram a votação do "destaque". Será que foram inocentes? Claro que não! Talvez tenham pensado: "Vamos garantir o impedimento constitucional e depois pensamos no 'destaque'". Confesso que pensei que era esse o clima. Porém, para a nossa decepção, dos 61 senadores, 41 quiseram "fazer uma média" com o PT — afinal, não se sabe do futuro, né? Será que foram obrigados a votar para não perder os votos dos seus eleitores?

São muitas perguntas, mas quase todas já respondidas pela obviedade do cenário politico em análise.

Enquanto profissional do Direito com especialização em Direito Constitucional, repudio veementemente essa decisão anti democrática. Isto sim é golpe, Brasil!

Teresinha Neves. Cristã, casada e mãe de três filhas. Profissional do Direito e da Ciência Política, trabalhou na Câmara Municipal de São Paulo de 1987 a 2008, passando por todos os cargos de gabinete. Em 2008 foi para a na Câmara Municipal de Guarulhos, onde ocupou os cargos de Diretora de Licitações e Contratos e Diretora de Comunicação e TV Câmara. Em 2012, foi candidata a vereadora em São Paulo e recebeu a confiança de 5.645 cidadãos. Hoje, atua como assessora jurídico-legislativo no gabinete do vereador Pastor Edemilson Chaves, na Câmara de São Paulo.

Guiame

Felipe Heiderich processa Bianca Toledo por “cárcere privado”

Ele diz que sua internação em uma clínica psiquiátra é caracterizada como cárcere privado
Em uma postagem feita em sua página no Facebook nesta quarta-feira (31), Felipe Heiderich, ex-esposo de Bianca Toledo, acusou a cantora de mantê-lo em cárcere privado nos dias que ele ficou internado em uma clínica psiquiátra.

Na versão de Bianca, dada em julho, Felipe foi levado para a clínica por ter tentado se matar assim que foi confrontado sobre ter abusado sexualmente de seu enteado, o filho da cantora de apenas 5 anos.

Mas no texto, o acusado afirma que é “vítima de um plano maquiavélico” e que por isso tentará provar sua inocência para seus seguidores e para a justiça.

“Minha defesa será mostrando minha total e plena inocência em todos os pontos acusados”, escreveu.

Segundo ele a internação na clínica psiquiátra durou oito dias, tempo esse que ele afirma ser “mantido em cárcere privado”.

“Fui dopado e levado a uma Clínica Psiquiátrica (hospício) e mantido la, dopado e por vezes amarrado, sofrendo coisas que, o só mencionar, angustia a alma”, revela ele.

Assim que deixou a clínica ele se entregou à polícia, pois o mandato de prisão por pedofilia já havia sido emitido.

Agora Felipe entrou com processo dizendo que tem provas de que foi internado sem sua autorização. “Hoje temos provas de que fui refém e mantido em cárcere e coagido.”

Ele afirma também que Bianca e ele foram intimados para depor sobre o caso “cárcere privado”, mas que a cantora não compareceu.

“A Autoridade Policial entendeu que a denúncia era grave e tinha provas suficientes para justificar a abertura de procedimento investigatória, intimando todos os envolvidos a prestarem suas declarações, ao contrário de mim a outra parte simplesmente resolveu não aparecer à delegacia, ignorando a intimação e mostrando total desrespeito às leis do nosso país, e no dia seguinte viajou para os EUA como se nada devesse esclarecer”, reclama ele.

GospelPrime

“Deus iniciou o impeachment”, declara Janaína Paschoal ao Senado

Doutora rebateu acusações de orquestração no início
do processo de deposição de Dilma Rousseff
Uma das principais figuras no processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff, a advogada Janaína Paschoal foi a primeira a falar na sessão de debate na manhã desta terça-feira (30).

Ao rebater os argumentos de que houvesse algum tipo orquestração para o início do processo, Paschoal, que assinou o pedido original junto com o dr. Hélio Bicudo, desabafou. “Eu acho que se tiver alguém fazendo algum tipo de composição neste processo é Deus”, afirmou.

“Foi Deus que fez com que várias pessoas, ao mesmo tempo, cada uma na sua competência, percebessem o que estava acontecendo com nosso país e conferisse a essas pessoas coragem para se levantarem e fazerem alguma coisa a respeito”, assegurou na tribuna do Senado.

Seu discurso durou cerca de uma hora. Ela também questionou a honestidade da acusada.

“Não me parece honesto dizer para um povo que existe dinheiro para continuar com programas que para esse povo são essenciais, quando já se sabe que eles não existem”, disparou.


Uso recorrente do nome de Deus

Não é a primeira vez que o nome do Senhor é usado nesse processo político que se desenrola no país desde o ano passado. Possivelmente foi a palavra mais usada durante as justificativas de votos dos deputados favoráveis à continuação do processo naquela Casa dia 17 de abril.

No dia em que assumiu interinamente, o presidente em exercício Michel Temer (PMDB) afirmou: “Deus me deu uma missão, que eu ajude a tirar o Brasil da crise”.

Embora já tenho declarado em outras ocasiões não crer em Deus, Dilma já apelou pela intervenção divina. Recentemente tentou (em vão) conseguir apoio do papa Francisco e pediu que os evangélicos orassem “contra o golpe”.


Fonte: GospelPrime

Homem é visitado por anjos no hospital e relata cura após experiência


Homem é visitado por anjos no hospital e relata cura após experiência. (Foto: Reprodução)



Don estava na UTI quando foi orientado sobre seu tratamento por um 'anjo'. Depois de receber alta, o homem relata que também foi visitado por um anjo em sua casa, onde recebeu a cura completa.

Don foi até o aeroporto buscar sua esposa, Kathleen, que voltava de viagem. Ele sentiu no peito a mesma dor que havia sentido um dia antes. Sua mulher o convenceu a dirigir imediatamente para o hospital.

Ali, Kathleen recebeu a pior notícia de sua vida. "Seu marido está morrendo", disse o médico a ela, explicando que sete artérias ao redor de seu coração entraram em colapso. Ela orou com todas as suas forças enquanto os cirurgiões realizavam uma operação em Don, que durou cerca de oito horas.

Durante o procedimento, Don teve os batimentos cardíacos e cerebrais zerados. Milagrosamente, quando os cirurgiões iniciaram a reanimação com o desfibrilador em seu peito, seu coração voltou a bater e suas atividades cerebrais foram retomadas.

Don foi encaminhado para a UTI, onde aguardava sua recuperação. Foi lá que Kathleen conheceu uma "médica japonesa", que pegou o prontuário de Don e disse para a esposa seguir suas instruções.

Assim que a doutora saiu da sala, uma enfermeira entrou. Quando o casal questionou o nome da médica, foi surpreendido pela resposta da enfermeira. "Não temos nenhuma médica japonesa neste hospital. Ninguém saiu pela porta".

Kathleen e Don acreditam que a médica misteriosa era um anjo. Eles seguiram suas instruções sobre a medicação, que o levou rapidamente à recuperação e alta do hospital.

Já em casa, dois dias depois, Don estava deitado no sofá quando foi novamente visitado por um anjo. "[Ele] estava em pé, em cima de mim. Era como uma chama brilhante de fogo", descreveu ele ao site God Reports.

"Ele começou a se afastar de mim. Eu podia ouvir suas asas batendo, como asas de helicóptero. Ele se moveu ao redor da sala, foi por cima do ambiente e saiu para fora da janela. Eu fiquei petrificado", continuou Don.

Dois dias depois da experiência com o anjo, uma amiga da igreja procurou o casal. "Duas noites atrás, Deus me disse para trazer isso para vocês", disse ela, entregando a Kathleen uma pequena caixa de joias.

Na tampa da caixa estava escrito: "Eu enviei o meu anjo à frente de vocês para guardá-los no caminho que tenho preparado". Don e Kathleen perceberam que os anjos que estavam no hospital e em sua casa foram enviados por Deus para trazer a cura.

Ainda surpreso, Don diz que sempre será grato a Deus por sua recuperação milagrosa. "Cada dia é um presente. Agora estou disposto a fazer o que Ele quiser que eu faça", disse ele.

Guiame

Podemos expulsar demônios dos objetos?


A boneca Anabelle é um dos exemplos de objetos que carregam consigo, lendas que envolvem demônios e misticismos. (Foto: SBT)



Expulsar objetos diabólicos, queimá-los, destruí-los e excomunga-los, e suportar nossas amarguras, perversidades e não resolver nossas diferenças, é o tipo de de liturgia inútil praticada ultimamente.

Sexo churrasco, espada de São Jorge, folha de Arruda, sal grosso, etc, foram todos criados por Deus. Seu objetivo é nos proporcionar bem estar e manutenção da vida. Dependendo de como as usamos, podem nos dominar, nos escravizar e nos tornar dependentes delas.

Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas me convém.

Expulsar objetos diabólicos, queimá-los, destruí-los e excomunga-los, e suportar nossas amarguras, perversidades e não resolver nossas diferenças, é o tipo de de liturgia inútil praticada ultimamente.

O diabo não está nas coisas, mas as usa contra nós, como fez com a árvore do bem e do mal. Ele não possui capacidade de usar coisas, pois elas não possuam capacidade de escolha. Esta capacidade é exclusiva dos seres humanos.

No entanto sugere, que determinados usos destas coisas são capazes de Noé proporcionar, vantagens imaginárias, como suprir necessidades irreais. Hoje se crê, que a variedade sexual é uma necessidade prioritária.

Assim ele convenceu a Eva, de que o fruto da árvore, lhe daria poderes e conhecimentos, que supostamente ela precisava.

Frutas, árvores, variedade sexual, churrasco, etc não concedem, nem tiram nada de nós, a não ser aquilo para o que foram criados.

O sal grosso e o galho de arruda não foram feitos para outra coisa além de servirem de alimento.

A oração não foi feita para torcer o braço de Deus, mas para conversar com ele, expressar nosso amor, confessar, dizer o que gostaríamos de ter, falar sobre nossas necessidades, mas nunca para determinar o que nos acontecerá. Até oração pode ser usada de modo errado.

Todas as coisas me são lícitas, mas não me deixarei dominar por nenhuma delas. Isto inclui usá-las com o objetivo errado.

A língua, por exemplo, foi feita para bendizer e não para falar mal dos outros.

A faca foi feita para cortar coisas e não pessoas. O problema de um assassino não é a faça, mas o uso que faz dela. O diabo introduziu, na Igreja o ensino de que o assassino deve se livrar da faça e não de seu desejo de matar.

O diabo tem a capacidade de de inventar usos ilícitos das coisas. Nossa resposta às suas sugestões é dizer não é nos submetemos a Deus. Aí nem é preciso mandar o diabo embora, ele mesmo fugira de nós.

"Portanto, submetam-se a Deus. Resistam ao Diabo, e ele fugirá de vocês". (Tiago 4:7)


Guiame

Dilma envia carta a evangélicos pedindo oração “contra o golpe”

Documento tentou mobilizar grupo liderado por Ariovaldo Ramos
Durante a campanha eleitoral de 2010, a então candidata Dilma Rousseff teve ao seu lado várias lideranças evangélicas, incluindo vários políticos. Logo depois de vencer as eleições, a maioria desses deputados e senadores romperam com ela e com o PT quando o verdadeiro plano de governo foi revelado. Quatro anos depois, a maioria deles estava na oposição e hoje são ferrenhos defensores do impeachment.

Um grupo menos expressivo de líderes, liderado pelo pastor e escritor Ariovaldo Ramos, formaram a “Frente de Evangélicos pelo Estado de Direito”. Segundo eles mesmos, trata-se de uma iniciativa de diversas igrejas e denominações para defender a democracia e, no caso, a volta de Dilma ao poder.

Na noite desta quinta-feira (25), eles realizaram o ato “Tempo de oração a favor a democracia” no vão livre do Masp, na Avenida Paulista. Segundo Ramos, o julgamento da presidente por crimes de responsabilidade é um “mal que atenta contra o bem da nação”.

A escolha da data foi para coincidir com o dia em que o Senado iniciou a última etapa do julgamento do processo de impeachment. Para o pastor, tudo não passa de um erro, pois não existe motivo para a denúncia.

Fazendo eco ao que tem dito desde o início, para ele o processo iniciado na Câmara e com supervisão do Supremo Tribunal Federal, “atenta contra a democracia, contra um projeto de emancipação do pobre, do negro, da mulher, do indígena, do quilombola, de todos que estão à margem da sociedade brasileira”.

A presidente afastada, enviou uma carta aberta para os evangélicos. “Agradeço de coração pelas orações de vocês e de cristãos de todo o país… Sei que vocês não oram apenas por mim, mas clamam pelo restabelecimento da ordem democrática, um valor que está acima de todos nós. Mas a vitória sobre o golpe implica bem mais que isso”, escreveu.

Sem mencionar as dezenas de testemunhos de empreiteiros, políticos, dirigentes da Petrobras e empresários que citaram seu nome nas delações tornadas públicas, Dilma afirma que é inocente.

“Nunca fui acusada de ato de desonestidade nem como cidadã nem como servidora pública”, sublinhou. Também evita mencionar os casos de corrupção relacionados aos seus dois mandatos e o tempo que foi ministra de Lula. Limitou-se a dizer que contava com o apoio de todos: “Levarei comigo as orações e os votos de vocês no Senado, quando defenderei a democracia”.

Missão Integral

Ariovaldo Ramos é escritor e conferencista. Foi um dos líderes da SEPAL e presidiu a missão Visão Mundial. Em sua atuação política, foi conselheiro de Lula no primeiro mandato. Nos últimos meses tem sido um crítico constante das ações da Lava Jato e vem coordenando esforços para que outros líderes evangélicos, em especial os que defendem a Teologia da Missão Integral se unam a ele em favor do governo do Partido dos Trabalhadores.

Um abaixo assinado proposto por ele no movimento “Missão na Íntegra” teve apoio de cerca de 500 líderes. Além de defender Dilma e Lula nas redes sociais, o pastor faz campanha para Luiz Erundina (PSOL) para a prefeitura de São Paulo.

Veja a carta
carta-de-dilma-a-evangelicos-1carta-de-dilma-a-evangelicos-2

Pergunta sobre sexo anal constrange bispo da IURD na TV

Programa Fala que eu te Escuto deu
espaço para o “Pagode da Ofensa”
O Programa “Fala que Eu te Escuto”, exibido pela Record é uma produção da Igreja Universal do Reino de Deus cujos apresentadores são pastores e bispos. Na noite desta quarta-feira (24), o debate era sobre os limites do humor. O bispo Edgard Brum entrevistou pelo Skype os membros do grupo Pagode da Ofensa, que canta piadas em ritmo de samba.

Uma das perguntas musicadas por eles foi: “”Meu amigo bispo, uma coisa que não tô ligado. Me diz por que dar o bumbum é pecado?”. Visivelmente constrangido, Brum deu uma risada amarela e não respondeu. Pediu para fazerem outra pergunta. O apresentador afirmara que conhecia o trabalho do grupo, que classificou de “muito engraçado”.

Na sequência, os humoristas chamaram o bispo evangélico de “padre” e fizeram outra pergunta, satirizando os exorcismos transmitidos nos programas da Igreja. “Meu amigo bispo, me diz como é que faz. Será que pelo Skype dá para tirar o Satanás?”, cantou o grupo.

A resposta foi em tom de brincadeira também. “Vou tirar, hein? Vou tirar agora”, respondeu o bispo. Brum disse que não achou as perguntas do grupo ofensivas e não aceitou o desafio de fazer uma rima junto com o Pagode da Ofensa, que tentou o constranger.

Curiosamente, um dos integrantes do grupo de samba usava uma camiseta do movimento evangélico “Eu escolhi esperar”.

O assunto virou os dos assuntos mais comentados nas redes sociais do país. Com informações do UOL

Assista:




Vítimas de estupro do Estado Islâmico escolhem não abortar bebês


O aborto é visto como uma solução para o abuso, mesmo sendo algo ilegal no Iraque. (Foto: Reuters).



Embora a gravidez dessas mulheres tenha sido fruto da brutalidade dos terroristas, muitas escolheram manter os seus filhos.

Depois que os militantes do grupo terrorista Estado Islâmico levaram milhares de mulheres e meninas como suas escravas sexuais, elas voltaram grávidas para suas comunidades. O líder espiritual "Baba Sheikh" exortou as pessoas para que as recebessem de volta sem julgamentos, pelo fato delas terem sido obrigadas a ter relações com os agressores. Apesar disso, elas tiveram algumas complicações com a vida social.

"As vítimas são nossas filhas e irmãs, mas é inaceitável em nossa religião permitir o nascimento de qualquer criança se ambos os pais não são da mesma etnia", disse Baba Sheikh. “É também uma vergonha para as tribos", acrescentou. "Se essas crianças nascem, as pessoas vão perguntar quem são seus pais. São eles afegãos? São eles europeus?", ressaltou.

Devido a isso, o aborto é visto como uma solução, mesmo sendo algo ilegal no Iraque. Apesar disso, muitas mulheres não querem se submeter ao procedimento. Rezan Dler, uma parlamentar feminina do Conselho de Representantes do Iraque que tem trabalhado em colaboração com yazidis sequestradas, revelou que é comum que as vítimas de estupro queiram manter seus bebês.

"Uma mulher Yazidi que estava grávida de oito meses quando escapou do Estado Islâmico queria manter seu bebê, mas o marido insistiu em se divorciar dela caso ela se recusasse a fazer um aborto. O casal finalmente se separou. Hoje a mulher vive em um campo de refugiados com a criança de cinco meses", disse Dler.

Em alguns casos, a vítima de estupro opta por dar à luz e, em seguida, entregar seu bebê para adoção a casais inférteis. Algumas mulheres são tão determinadas a proteger seus bebês que "elas já indicaram que preferem permanecer sob a escravidão se caso voltar para casa signifique perder o bebê", pontuou.

Dler esperava que a lei protegesse estas mulheres e seus desejos, mas, infelizmente, a legislação não está do seu lado. Xamosh Omar, juiz e consultor jurídico do parlamento curdo-iraqueano, disse que a lei impõe que estas crianças sejam tratadas como se fossem nascidas de adultério. Dessa forma, suas mães não terão o direito de criá-las.

Como mulher, o coração de Dler está com essas vítimas de estupro. "Eu sou uma mulher e eu entendo que elas foram estupradas e o que elas devem passar. Mas para o parlamento iraquiano, este é um assunto vergonhoso de ser resolvido. Eu duvido que eles permitam que esta questão seja levada para discussão, e muito menos encontre uma resposta legal ", disse ela.

Guiame

Homem é socorrido com Bíblia na mão após acidente em Patos de Minas

Homem segurava bíblia quando foi socorrido por Corpo de Bombeiros (Foto: Aislan Henrique/Patos Agora ) 
Caminhão derrubou árvore e bateu em muro de motel na BR-365. Vítima não teve ferimentos graves, mas foi levado ao Hospital Regional.
Um homem, de 33 anos, foi socorrido com uma Bíblia na mão após o caminhão que ele dirigia derrubar uma árvore e bater no muro de motel, na tarde desta quarta-feira (24), na BR-365 em Patos de Minas, no Alto Paranaíba. A suspeita é de que o veículo tenha perdido o freio. 

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o motorista ficou preso às ferragens e foi retirado do veículo sem ferimentos graves. Além dos Bombeiros, equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também esteve no local. O motorista do caminhão foi encaminhado ao Hospital Regional. 

Portal G1

Mãe mata filho com 50 facadas “seguindo ordens de Satanás”

Mulher se autodenominou “princesa de Satanás”

Sônia Paula Soares Marinho, de 39 anos, foi presa em flagrante, na sua casa, num bairro pobre de Campina Grande, Paraíba. Ela é acusada de matar o próprio filho, Kaio Márcio Soares Nóbrega Marinho, 5 anos, com mais de 50 facadas. Os vizinhos ouviram os gritos e chamaram a polícia.

Quando os policiais chegaram na cena do crime, a mulher afirmava estar possuída e que teria feito tudo seguindo ordens do “seu pai”. “Sou a princesinha de Satanás”, gritava ela enquanto era conduzida para a delegacia. Visivelmente descontrolada, segundo os policiais, ainda ameaçou: “Vocês vão pagar um alto preço por isso, meu pai é o rei, o grande El Shaddai. Eu te obedeço, meu pai”.

Ela foi autuada por homicídio qualificado, que prevê de 12 a 30 anos de detenção. De acordo com os vizinhos ela morava só com o filho e nunca tinha demonstrado ter problemas psicológicos. Com informações Diário do Sertão

Reportagem do Cidade Alerta:

GospelPrime

Justiça obriga Google a desvincular 'anticristo' do Templo de Salomão

Quando as expressões "anticristo" e "sinagoga de Satanás" são digitadas
no serviço de buscas do Google Maps, o usuário é direcionado para
o endereço do Templo de Salomão
A Justiça de São Paulo concedeu liminar à Igreja Universal do Reino de Deus, determinando que o Google desvincule as expressões "anticristo" e "sinagoga de Satanás" do nome e do endereço do Templo de Salomão.

A decisão do juiz da 12ª Vara Cível, Fernando José Cúnico, foi publicada no Diário da Justiça nesta terça-feira (23). A ordem deve ser cumprida em até 48 horas, caso contrário, o Google terá que pagar uma multa diária de R$ 5 mil.

O texto ainda determina que o Google providencie os dados do líder regional — responsável por moderar, revisar e aprovar as inserções dos termos na plataforma do Google Maps. A empresa informou que "está tomando as medidas cabíveis para cumprir a decisão".

Quando as duas expressões são digitadas no serviço de buscas do Google Maps, o usuário é direcionado para o endereço do Templo de Salomão na Avenida Celso Garcia, 605, na região central de São Paulo.

O vínculo entre os termos e a igreja foi divulgado pela imprensa no fim de julho e amplamente comentado nas redes sociais. Nessa época, o Google justificou que não era uma ação da empresa.

"O que ocorre é que nossos mapas têm muitas, muitas fontes, inclusive os próprios usuários", disse o Google, em nota enviada em julho. A empresa também informou que os usuários que encontrarem erros ou imprecisões nos mapas podem informá-los à empresa pela ferramenta "reportar problema".

Na manhã desta quinta-feira (25) o erro foi corrigido apenas para o termo “sinagoga de Satanás”. Quando a palavra “anticristo” é digitada no serviço de buscas do Google Maps, o usuário ainda é direcionado para o Templo de Salomão.

Em nota, a Igreja Universal disse que foram "esgotadas todas as possibilidades de uma solução junto à empresa Google do Brasil para que fosse interrompida essa abominável agressão contra a fé de milhões de adeptos da Igreja Universal do Reino de Deus que têm o Templo de Salomão como local sagrado".

Segundo a denominação, o Poder Judiciário finalmente pôs fim a um grave atentado à liberdade de crença assegurada a todos os brasileiros por nossa Constituição Federal. "A Universal não aceita e jamais aceitará calada ataques de preconceito religioso e o discurso de ódio. Continuaremos buscando na Justiça a devida reparação e a punição dos culpados."


Fonte: GuiaMe

“Não votem em PT, PSOL, REDE, PCdoB e PV”, pede Malafaia

Em meio a campanha eleitoral, que já começou em todo o Brasil, o pastor Silas Malafaia divulgou um novo vídeo onde faz um “alerta” aos cristãos, em especial aos evangélicos. O líder da Associação Vitória em Cristo lembrou que alguns partidos mudam completamente de postura antes das eleições e depois voltam a defender suas agendas de sempre.

O líder religioso cita nominalmente o Partido dos Trabalhadores (PT), o Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), a Rede Sustentabilidade (REDE), o Partido Comunista do Brasil (PCdoB) e o Partido Verde (PV).

Além de classificá-los como “corruptos”, Malafaia diz que eles querem “destruir a família”. “Esse pessoal esconde a ideologia deles”.

Segundo ele, as “pessoas de bem em geral” deveriam ficar atentas pois há uma tentativa dessas siglas em se desassociar com as pautas defendidas por eles no Congresso, entre elas o aborto, o casamento gay e a ideologia de gênero.

“Não podemos cair na conversa fiada. Eles são bons de bico”, provoca. Em seguida, lança o desafio: “Quero ver eles abrirem a boca para defender o lixo moral que defendem durante os 4 anos”.

O pastor, que já havia feito campanha contra alguns desses partidos em 2014, não tem medo de classificar os membros dessas siglas de “cínicos e covardes”. Insiste ainda que os cristãos, evangélicos em especial, deveriam ficar alertas e votarem lembrando dessas questões.

Conforme tem sido amplamente divulgado pela imprensa, a maior parte das campanhas do Partido dos Trabalhadores e do Partido Comunista do Brasil estão evitando usar seus tradicionais símbolos e ‘trabalhado’ a imagem dos candidatos de maneira a desassociá-los, por exemplo, da estrela, da foice e do martelo, presentes em bandeiras de países de ideologia comunista como a China e a Antiga União Soviética, por exemplo.

Assista:






Não há evidência científica de que uma pessoa nasça gay ou transgênero

Pesquisadores da Universidade Johns Hopkins
avaliaram vários estudos sobre o tema
Um grupo de estudiosos da conceituada Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, publicou uma nova pesquisa, defendendo que não há evidência científica suficiente para sugerir que uma pessoa nasça gay, lésbica ou transgênero. A chamada ‘identidade de gênero’ não é, portanto, uma questão biológica. O material está disponível na íntegra AQUI (em inglês).

O renomado Dr. Paul McHugh é um psiquiatra que estuda sexualidade há 40 anos. Ele comandou o grupo de pesquisa ao lado de Lawrence Mayer, professor de estatística e bioestatística na Universidade Estadual do Arizona. Sua pesquisa focou nas afirmações de que a orientação sexual e disforia de gênero sejam causadas por questões naturais.

Os pesquisadores contestam a alegação de que a discriminação e o preconceito social são os únicos motivadores do fato de pessoas com atração pelo mesmo sexo ou com identidade trans experimentem as maiores taxas de problemas de saúde mental.

Cérebros diferentes
Na primeira parte, o relatório argumenta que não há provas suficientes para afirmar que ser homossexual ou bissexual seja uma característica inata – algo que acompanhe alguém desde o nascimento. Foram levados em conta estudos anteriores sobre o tema – que tentaram fazer uma associação entre fatores genéticos e orientação sexual.

Contudo, o novo relatório aponta que nenhum desses estudos foi capaz de apresentar provas incontes

táveis que existam “genes específicos” determinando essa questão.
“O estudo do cérebro de homossexuais e heterossexuais realmente possuem algumas diferenças, mas não há como provar que essas diferenças sejam inatas e não o resultado de fatores ambientais que influenciam traços psicológicos e neurobiológicos”, afirma o relatório.

“Um fator que parece estar correlacionado com a não-heterossexualidade é o abuso sexual na infância, algo que pode contribuir muito para essa tendência”.
Gêmeos mostram que DNA não é determinante

A pesquisa de McHugh e Meyer debruçou-se sobre estudos da sexualidade de irmãos gêmeos. Um deles conduzido em 2010 pelo epidemiologista psiquiátrico Niklas Langstrom e seus colegas. Foram analisados 3.826 gêmeos univitelinos (idênticos) e bivitelinos (fraternos) do mesmo sexo. Como se sabe, os univitelinos são fecundados por um único óvulo e um único espermatozoide, portanto possuem o mesmo DNA.

Dentre os casos onde um dos gêmeos afirmava sentir atração por pessoas do mesmo sexo, apenas em uma pequena fração ambos eram homossexuais. A chamada “taxa de concordância” foi de 18% de gêmeos univitelinos do sexo masculino e 11% para os gêmeos bivitelinos, enquanto eram 22% das fêmeas idênticas, e 17% das gêmeas fraternas.

“Após uma avaliação detalhada desses estudos de gêmeos, podemos dizer que não existe nenhuma evidência científica confiável que a orientação sexual seja determinada pelos genes de uma pessoa. Mesmo assim, há evidências que os genes desempenham alguma influência na orientação sexual”, explica o relatório.

A partir disso, cabe a pergunta: Será que as pessoas homossexuais nasceram assim? Os pesquisadores dizem não existir evidências científicas que a orientação sexual seja determinada geneticamente. Contudo, certos perfis genéticos provavelmente contribuem para que a pessoa mais tarde se identifique como gay, afirma o material divulgado.

Estudos prévios foram inconclusivos
A parte final do longo estudo contrasta uma série de outras pesquisas que tentaram mostrar as ligações entre a ‘identidade transgênero’ e diferenças neurológicas. De fato, alguns desses estudos prévios mostravam que os padrões de ativação cerebral diferem entre as pessoas que se identificam como membros do sexo biológico oposto.

Para os pesquisadores da Universidade Johns Hopkins “ele não ofereceram provas suficientes para se obter conclusões sólidas das possíveis associações entre a ativação do cérebro e a identidade sexual. Seus resultados são conflitantes e confusos”.

“As diferenças neurológicas em adultos transgêneros podem ser resultado de fatores biológicos, tais como genes ou exposição hormonal pré-natal; de fatores psicológicos e ambientais, como abuso infantil, ou mesmo o resultado de uma combinação de ambos”, assegura o relatório.

O The Christian Post perguntou ao doutor Lawrence Mayer sobre as críticas recebidas por ele de movimentos LGBT que podem discordar de certos aspectos do seu relatório. Ele esclarece que não há motivação religiosa na pesquisa e tampouco preconceito.

“Cada linha foi escrita ou aprovada por mim. Não há nenhum tipo de tendência, revelamos apenas o que a ciência mostra.”
Ele confessa que grupos conservadores têm feito pesadas críticas ao relatório porque não os apoia integralmente. “Vamos deixar a ciência falar por si só”, encerrou.


Fonte: GospelPrime

Gerente da Nike conta como Deus o livrou das drogas e suicídio: "Conheci o amor de Cristo"

Jordan Rogers já está livre do vício em heroína há 13 anos
e hoje, olha para as drogas como um pesadelo que não
deseja mais viver.
Jordan Rogers é um gestor da Nike na América do Norte, mas isto não seria possível se ele não tivesse se livrado das drogas, como ele compartilhou claramente em um novo vídeos do projeto cristão "I Am Second" ("Eu Sou Segundo").

Jordan já está livre do vício em heroína há 13 anos e, hoje, olha para as drogas como um pesadelo que não deseja mais viver.

"A heroína entrou na minha vida quando eu tinha acabado de fazer 15 anos", disse Rogers no vídeo. "Um amigo meu estava cheirando alguma coisa e quando ele levantou a cabeça tinha aquele olhar de uma aparente satisfação. Ele chamou [a droga] de 'Chiva'. Nós a cheiramos ali mesmo no capô do carro, naquela noite. Foi um dos sentimentos mais incríveis que eu já tive".

Antes dos 20 anos de idade, Rogers já estava completamente viciado em heroína.

"A maioria das pessoas dizia: 'As drogas são o seu problema, pare de usá-las'. Mas, para um viciado como eu, as drogas parecem ser a solução. Se você deixar essas drogas, aí sim terá problemas", confessou.

Sobre o que o levou a experimentar as drogas inicialmente, ele contou que estava tentando preencher um vazio em sua alma.

"Eu tinha aquele buraco negro na minha alma e só queria mudar a maneira como eu me sentia. Eu queria 'ficar alto' de maneiras novas e diferentes. Eu queria me sentir como se tivesse tudo", disse.

O vício de Rogers era tão pesado que nem mesmo outros viciados em heroína queriam estar com ele.

"Quando você tem viciados em heroína dizendo-lhe que eles têm medo de sair com você, você pode ter problemas", acrescentou. "Eu pensei muitas vezes em me matar".



Ele nunca levava as casas de recuperação a sério, porque pensava que ele era mais esperto do que todos aqueles que oferecem a esperança.

"Todo mundo à minha volta me dizia: 'Você poderia ser muito melhor se simplesmente parasse de usar drogas", contou Rogers. "E, no entanto, quando eu parava de usar drogas, não me sentia tão legal como todos me diziam. Eu me sentia pior. Eu me sentia rasgado. Eu queria morrer".

Depois de passar anos entrando e saindo de processos de desintoxicação, além de se envolver em crimes, Rogers foi, finalmente, para uma instalação de tratamento judicial.

"Eu estava em uma cela roxa com um bando de caras e dois rapazes estavam discutindo sobre um rolo de papel higiênico", contou ele. "Naquele momento, eu pensei: 'Eu não fui feito para isso. Eu realmente mereço estar aqui, mas eu não pertenço a este lugar'. E eu já não tinha mais as drogas e o álcool para culpá-los por meus problemas. Eu estava sóbrio e enfrentando algumas consequências graves".

Naquele momento Rogers orou a Deus, pedindo por ajuda: "Deus, quem quer que você seja... Eu preciso de ajuda".

"Minha vida precisava mudar drasticamente. Eu estava naquele momento, quebrado", lembra ele. "Eu agradeço a Deus porque eu passei 13 meses na prisão. Eu precisava de cada minuto ali para ter uma chance de lutar".

Depois que saiu da prisão, Rogers estava sem casa e precisou ficar em um abrigo para moradores de rua e a luta contra o vício continuava acirrada. Mas um mentor surgiu para ajudá-lo e o chamou pelo seu nome, em meio a tantas batalhas.

"Nós precisamos conversar?", perguntou o mentor. Rogers ficou surpreso e respondeu: "Sim ... eu preciso"

"Ele me mostrou o amor de Cristo e me ajudou a me recuperar, em liberdade", contou Rogers, explicando que aquele foi "o momento mais importante" de sua vida. "Eu serei sempre grato pela vida daquela pessoa".

Ele também se lembra de uma canção que sua mãe lhe enviou enquanto ele esteve preso. "Eu clamo a Ti, Senhor, pois estou desesperado na minha súplica. Salva-me da minha prisão, para que um justo possa encontrado em mim e cantar as suas boas obras".

Rogers diz que sabe que Deus o ama e confia em Seus planos para a sua vida.



Fonte: GuiaMe

Fé cristã é atacada em comercial de TV na Índia

Empresa hindu relaciona cruz a produtos estrangeiros
que não deveriam estar no país
O “guru” Baba Ramdev decidiu atacar a fé cristã no mais recente comercial de televisão da sua empresa, a Patanjali. A companhia, que comercializa produtos alimentícios e de higiene, tentou mostrar Jesus como algo indesejado na Índia, fazendo uma associação dele com as empresas estrangeiras que atuam no país.

Ramdev é uma figura controversa em seu país, que acredita ter o poder para realizar milagres. Sua antipatia pelo cristianismo é conhecida.

O Global Council of India Christians, organização que representa diversas denominações no país, teme que o uso da cruz para simbolizar algo nocivo seja apenas mais um ataque dos nacionalistas hindus, que pedem pela purificação do país, eliminando a influência cristã.

Eles estão anunciando um plano de eliminar o cristianismo no país até 2021. Um relatório da ONG Mumbai Catholic Secular Forum registrou que “A índia viu 355 incidentes de violência, incluindo 200 grandes incidentes, durante o ano passado”. Na média, isso significa um ataque por dia.

“Se desejam promover os seus próprios produtos e opor-se aos competidores estrangeiros não deveriam usar a cruz para isso. É desnecessário atacar o cristianismo”, explicou Jerry Paul, um dos líderes do Sarva Isai Mahasabha, um movimento cristão indiano. Caso a Patanjali Food Limited, dona da marca, não retire o a propaganda do ar, eles farão uma campanha nacional de boicote.

De modo geral, a comunidade cristã indiana não gostou de ver seu símbolo sagrado associado a uma crítica aos produtos estrangeiros. “É chocante que a cruz, que simboliza Jesus, seja mostrada neste anúncio”, insiste Jerry.

David Francis, um líder cristão, lamentou o ocorrido. Ele diz que a comunidade cristã é pacífica e que não fará protestos, mas questiona se o mesmo ocorreria se fossem usados outros símbolos religiosos para fazer essa associação com produtos de empresas estrangeiras.

O comercial
No anúncio de pouco mais de 30 segundos, um grupo de indianos aparecem irritados, promovendo uma espécie de “limpeza” de todos os produtos vindos do exterior. Na tela, surge a data de 1906, quando se fortaleceram os movimentos pela independência da Índia do domínio inglês. Tenta mostrar que a influência deles foi prejudicial para a população indiana.

Em seguida, se erguem cruzes, que simbolizam o domínio dos estrangeiros, algo que deve ser combatido. Os produtos são apresentados no final. Sua maior qualidade é serem produzidos na Índia.

As três cruzes são uma referência ao brasão da Companhia Britânica das Índias Orientais, empresa de comércio ligada à coroa inglesa que foi fundada em 1600 e se expandiu para o sul da Ásia. Contudo, a associação é historicamente incorreta, uma vez que a Igreja Cristã de Mar Toma, muito forte no sul da Índia tem quase dois mil anos de presença em solo indiano. Segunda a tradição, foi fundada pelo apóstolo Tomé, que levou o evangelho de Jesus para aquela região no primeiro século.

O doutor Sandeep Bharadwaj, que representa legalmente a Patanjali, acredita que os cristãos não podem ignorar que “aquele era o símbolo da bandeira [da Companhia Britânica]”. Para ele, não é uma questão religiosa.
“Aqueles que reclamam do anúncio devem lembrar que a Companhia Britânica das Índias Orientais não apenas nos subjugou. Eles também dividiram o país em muitas partes. Isso também deve ser dito”, afirmou. Com informações de CBN e HuffPost



Cientista americano apresenta evidências do dilúvio em Curitiba

O criacionista norte-americano Dr. Grady S. McMurtry
 irá mostrar provas geológicas que comprovam
os relatos bíblicos
A Igreja Adventista do Sétimo Dia de Curitiba irá receber no dia 25 de agosto o norte-americano Dr. Grady S. McMurtry, que há 38 anos divulga o criacionismo bíblico científico.
O evento chamado de “Diálogo sobre as Origens” irá oferecer ao público uma palestra com evidências de um dilúvio global, por isso a palestra tem o nome de “As Águas Romperam”.
Durante o evento será mostrado evidências geológicas observadas em todo o planeta que podem comprovar que de fato houve um dilúvio global como encontramos na Bíblia.

O encontro está sendo organizado pelo Núcleo Maringaense da Sociedade Criacionista Brasileira (NUMAR-SCB). O NUMAR-SCB é o primeiro núcleo de estudos oficial da Sociedade Criacionista Brasileira.

A participação de McMurtry é importante por conta das experiências que ele possui, sendo Bacharel em Ciência pela Universidade do Tennessee, Mestre em ciência pela Universidade Estadual de Nova Iorque, Doutor em Divindades pela Faculdade Teológica Beacon, de Columbus, Doutor em Literatura pela Universidade Mid-Continent, no Kentucky, Professor Adjunto da Escola de Teologia, em Columbus e autor de 3 livros.

A realização desse evento conta com o apoio da Igreja Adventista do Sétimo Dia (IASD) – Central de Curitiba, Associação Norte Paranaense (ANP), Departamento de Educação da União Sul Brasileira (USB), Comunidade Nova morada de Maringá, Creation Worldview Ministries e da Sociedade Criacionista Brasileira (SCB).

SERVIÇO:
“Diálogo sobre as Origens”
Tema: “As Águas Romperam”
Palestrante: Dr. Grady S. McMurtry
Data: 25/08/2016
Horário: 19:30 – 21:30h.
Local: Alameda Doutor Carlos de Carvalho, 400. Centro – Curitiba, PR
Mais informações: www.facebook.com/numar.scb/



Fonte: GospelPrime

É possível alguém ser salvo caso aceite a Cristo na hora da morte?

É possível alguém ser salvo caso aceite a Cristo na hora da morte? Essa questão perturba muitas pessoas e divide opiniões, mas nós que servimos a Deus sabemos que para questões de tão grande importância a palavra final sempre deve ser a da Bíblia Sagrada.

O texto bíblico que melhor comprova que é possível haver salvação para quem aceita a Jesus no leito da morte é justamente o texto que narra sobre a crucificação de Jesus. Somos informados que ao lado de Jesus havia um ladrão, que percebeu que Jesus era, de fato, o salvador. Esse homem pediu ao Senhor que lhe desse salvação e Jesus lhe deu uma palavra de garantia: AINDA HOJE ESTARÁS COMIGO NO PARAÍSO (Lucas 23.39-43).

A história deste ladrão perdoado nos mostra a bondade de Deus que sempre se revela quando há arrependimento. O arrependimento é aquela decisão que nos leva a agir de modo diferente ao modo errado que vivíamos antes. Mas se arrependimento é uma ação diferente daquela que um dia agimos, como pode haver salvação se o arrependimento ocorre pouco ante de uma pessoa morrer? A questão é que Deus olha para o coração das pessoas e quando há arrependimento verdadeiro Deus sabe. Ao olhar para uma pessoa arrependida Deus sabe que se Ele lhe desse mais uma chance, aquela pessoa faria as coisas de um modo diferente.

Veja como Deus é misericordioso, a palavra MISERICÓRDIA vem de duas outras palavras: MISÉRIA E CARDIA. Miséria é a nossa condição sem Deus, somos pobres de fé, de salvação e de santidade; cárdia é a palavra usada para se referi ao coração que é o centro dos nossos sentimentos. A misericórdia é o que leva Deus a sentir as nossas misérias e se colocar como solução para elas.

Salvação é resultado de atitudes interiores que podem ser tomadas até mesmo na hora da morte:
• Fé – João 3.16.
• Arrependimento – Atos 3.19.
• Confissão – I João 1.9.

Deus provou o seu amor para conosco nos dando à salvação da qual jamais seríamos dignos de receber (Romanos 5.7,8).

Acho que não é necessário eu dizer que ninguém deve usar o pretexto de que quando ela chegar perto da morte se converterá, pois Deus conhecendo o coração e vendo que a pessoa está tentando cometer uma “fraude” ou enganá-Lo considerará tal atitude como uma blasfêmia digna de condenação eterna. Além disse há também outro risco que é o de a pessoa sofrer uma morte súbita sendo por essa razão incapacitada de tomar qualquer decisão na hora da morte.

Embora seja possível que uma pessoa seja salva mesmo aceitando o Salvador na hora da morte, não é sensato ninguém deixar para tomar a decisão mais importante da sua vida em horas tão inseguras. Sabemos que qualquer pessoa pode forjar uma confissão, mas ninguém pode fingir um arrependimento, pelo menos não para Deus! (Eclesiastes 12.12-14/Hebreus 4.12-13).

Ouça o autor desse texto todos os domingos das 8 às 10 horas da manhã pela internet:www.costaricafm.com.br

Ou entre em contato, sugira temas ou tire dúvidas pelos e-mails:rosivaldo.pastor@hotmail.com.br rosivaldoeducadorgug@yahoo.com.br joser.silva@odebrecht.com

Por Rosivaldo Silva Santos
GospelPrime

Aos 30 anos, Thaila Ayala faz batismo religioso: 'Tive a chance de escolher novamente'

Atriz usou as redes sociais para revelar a novidade aos fãs
A atriz Thaila Ayala revelou nesta segunda-feira, 22, que renovou seus votos religiosos e se batizou. Sem revelar maiores detalhes, ela comemorou a possibilidade de "renascer no amor" de Deus.

"A data da sua eternidade começa com o seu batismo." Não essa foto não é das melhores, não ela não combina com meu feed, mas ela é mais especial do que todas as outras juntas, porque eu me batizei!", escreveu.

"Sim eu já tinha sido batizada quando criança, mas eram os meus pais escolhendo por mim e me mostrando desde pequena o único verdadeiro caminho, o único verdadeiro amor, Deus. Mas hoje eu tive a chance de escolher novamente o caminho dele, de reforçar minha fé em Deus e renascer no seu amor! Obrigada Deus pela minha vida em Cristo!", completou a atriz.



Fonte: Caras


Silvio Santos rejeitou R$200 milhões, deixando de alugar horário à Igreja Mundial

A igreja queria comprar um horário nas madrugadas do SBT e
pagaria a quantia anualmente, mas teve sua proposta negada
por Silvio Santos.
Atualmente, o SBT é o único canal da TV aberta no Brasil que não tem um horário especificamente dedicado para programação religiosa. 

Segundo o colunista Ricardo Feltrin (UOL), não é por falta de ofertas que Silvio Santos ainda não permitiu o ingresso de um programa nesse perfil na grade horária de sua emissora.

Em um texto publicado na última sexta-feira (19), o jornalista informou que Silvio teria recusado uma oferta de 200 milhões de reais, feita pela Igreja Mundial do Poder de Deus, há quatro anos. A igreja queria comprar um horário nas madrugadas da emissora e pagaria a quantia anualmente, mas teve sua proposta negada.

Essa já era a segunda vez que Silvio Santos rejeitava uma proposta da igreja liderada pelo Ap. Valdemiro Santiago. A primeira proposta teria sido feita em 2005, pelo mesmo valor, na época em que o pastor foi ao programa do Ratinho. A proposta também foi rejeitada na ocasião.


Religião na TV aberta

Emissoras como a rede Globo e a Cultura, por exemplo cedem espaço (gratuitamente) para a Santa Missa, com o padre Marcelo Rossi e a Missa de Aparecida.

Já a Band, a Record, a Gazeta e a RedeTV vendem uma grande quantidade de períodos de suas grades horárias para igrejas evangélicas, como os programas 'Vitória em Cristo' (pastor Silas Malafaia) e 'Show da Fé' (Missionário RR Soares) por valores que vão de R$ 20 milhões (Gazeta), passando por R$ 150 milhões (Band) e chegando a R$ 550 milhões anuais (Record).


Fonte: GuiaMe

Jogadores da Seleção Brasileira celebram vitória olímpica: "O ouro é nosso, mas a glória é de Deus"

A final olímpica do futebol masculino entre Brasil e Alemanha
foi carregada de emoção e também muita fé.
 (Imagem: Rede Globo)
O jogo foi sofrido, mas não pela dor de um 7 X 1. Dessa vez, a emoção veio com direito a prorrogação e pênaltis. A final olímpica do futebol masculino entre Brasil e Alemanha foi carregada de emoção e também muita fé, conforme o goleiro Weverton expressou em entrevista à rede Globo, logo após o término da partida.

Questionado pelo repórter se ele se considerava "abençoado pelo destino", não hesitou em corrigir o jornalista.

"Deus abençoou. Eu falei há pouco e vou repetir: 'Pátria amada!'. O ouro é nosso, mas a glória é de Deus. Ele fez isso tudo na nossa vida", afirmou.

A fé de Weverton contagiou também o seus companheiros de equipe, como craque Neymar Jr.

Weverton foi outro jogador que não perdeu a
oportunidade de glorificar a Deus após a vitória
da Seleção Brasileira. (Foto: Globo)
"Eu falei para o Neymar. Foi Deus que te trouxe aqui. Ele falou no vestiário: 'Deus me deu a segunda chance'. 

Ele foi prata na Olimpíada passada e agora teve a chance de ser ouro", celebrou o goleiro ainda em seu depoimento.

"Eu falei para ele que Deus o ama, assim como todo esse grupo aí, que está muito feliz! Glória a Deus", destacou.


Desafiando a Fifa

Neymar Jr. desafiou a Fifa mais uma vez e usou a tão "polêmica" faixa com a expressão 100% Jesus na hora de receber a sua medalha. Novamente o jogador apareceu para telespectadores de todo o mundo, declarando sua fé.




Fonte: GuiaMe


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...