Primeiro Nós, Depois Os Outros

"pois, se alguém não sabe governar a sua própria casa, como cuidará da igreja de Deus?"(1 Timóteo 3:5)

Coca-Cola parece estar em todos os lugares. Mas, como chega lá? Este lema, postado na sede da companhia, responde: Pense de forma global, mas, aja no local. O que este slogan está para a Coca-Cola, a Grande Comissão está para a igreja. Uma igreja que quer obedecer o comando do Senhor para fazer discípulos em todas as nações, deve primeiro ser fiel em sua adoração a Deus.

Muitas vezes desejamos alcançar o topo da montanha de nossos sonhos, tanto materiais como espirituais, mas não estamos dispostos a subir, um passo de cada vez. Desejamos grandes conquistas mas nada realizamos para atingir o nosso propósito.

Como poderemos alcançar todas as dádivas do Senhor se nem sequer cogitamos passar alguns momentos diante dEle? Como poderemos receber as respostas do Céu se nem nos preocupamos em "fazer as perguntas"? Como desfrutar do carinho de Deus se não nos aproximamos dEle?

Para uma igreja alcançar um povo perdido precisa se achar primeiro antes de ir até ele. Para mudar a forma de agir de uma cidade precisa mudar a forma de agir de seus membros. Para ver os milagres acontecerem precisa dedicar um tempo à oração e ao estudo da Palavra.

Como podemos aspirar um mundo cheio de amor se não somos capazes de amar aos que estão junto a nós? Como poderemos ansiar por lares estruturados e iluminados espiritualmente se isso não acontece em nossa própria casa? Como edificaremos os jovens que encontramos pelo caminho se não conseguimos evitar a rebeldia de nossos próprios filhos?

Cuidemos de nós mesmos, de nossos filhos e de nossa igreja, antes de tentar cuidar dos demais.

Por .Paulo Roberto Barbosa
Ministério Refletir.

Reflexão - Parafusos Enferrujados

"Compadece-te de mim, ó Deus, segundo a tua benignidade; apaga as minhas transgressões, segundo a multidão das tuas misericórdias. Lava-me completamente da minha iniqüidade, e purifica-me do meu pecado" (Salmos 51:1, 2).

James Stewart escreveu: "Senhor, aqui estou. Eu quero muito tê-lo em mim, mas, minha fé é muito pequena. Eu esqueci como orar. Sou apenas uma criatura comum, material. Eu tentei abrir a porta para que tu pudesses entrar, mas, Senhor, existe uma ferrugem acumulada de anos nos parafusos. Só Tu podes fazer isso por mim. Atravesse. Quebre essa fechadura enferrujada e entre em meu coração."

Há quanto tempo estamos caminhando longe do Senhor? Até que ponto o mundo material tem dominado nossas vidas fazendo-nos deixar Deus de lado? qual tem sido a nossa prioridade espiritual? Ou não temos nos importado com espiritualidade?

Quando esquecemos Deus em nossas atividades diárias, perdemos a verdadeira alegria, perdemos a paz que só Ele pode nos dar, perdemos o amor aos nossos irmãos e aos perdidos, perdemos a capacidade de enxergar a beleza de jardins floridos, perdemos a esperança de ver brilhar o sol após um dia de tempestade. O canto dos pássaros pela manhã desaparece; a brisa suave do fim de tarde se mostra ausente; não há mais motivos para um largo sorriso.

Se Deus não está fazendo mais parte de nossas vidas, está na hora de uma grande mudança. Se os nossos olhos estão fechados para as coisas espirituais, este é o momento de abri-los. Se as portas abençoadas de Deus estão trancadas por nossa indiferença, clamemos por Ele para que venha destrancá-las para nós.

Ainda há tempo para mudar esse cenário. Se as dobradiças da porta de nossa felicidade estão enferrujadas, deixemos que o Senhor as limpe e passe o óleo de sua unção nos parafusos. Elas tornarão a abrir com facilidade e jamais se tornarão emperradas novamente.

Por Paulo Roberto Barbosa.

Namorar ou Ficar???

O negócio é ficar?
Kátia, sua melhor amiga, não acreditava que Lígia havia voltado atrás na sua decisão de não entrar na onda de "ficar". "Lígia, o que aconteceu? " ela interrogou. "Você disse que não queria nenhum envolvimento físico com um rapaz antes de assumir um compromisso sério. Você não é a mesma pessoa como antes . . ." "Cai fora, Kátia. Nestes dias não dá pra gente resistir. Todo mundo faz. Você está com ciúmes porque eu consegui o Roberto. Hoje, o negócio é ficar."

"Ficar" é um fenômeno entre a juventude brasileira. Embora o "namoro de praia" sempre existia, esta nova onda social atinge muito mais adolescentes e jovens, e constitui um perigo ainda maior. O que significa "ficar"? Uma reportagem da Veja (13 de junho, 1990) intitulada "O Negócio é Ficar" o descreveu assim:

"Ficar . . . transformou-se na definição de um pré-namoro, em que apenas abraços e beijinhos não têm fim--mas isso não significa que exista um compromisso entre os que ficam."

Em outras palavras, quem "fica" entra num relacionamento que inclui (e normalmente enfatiza) envolvimento físico sem nenhum compromisso de longo prazo. Em pouco mais de cinco anos, a onda de "ficar" tem atingido uma grande porcentagem da nossa mocidade. Mas poucos têm avaliado biblicamente o que gosto de chamar "ficação".

Para o jovem cristão, o negócio é ficar? Creio que a resposta é: não!! Além disso, creio que "ficação" é mais uma tentativa de Satanás para minar a pureza moral da nossa juventude, neutralizar seu testemunho, e, eventualmente, estragar seus futuros lares. Existem pelos menos duas razões bíblicas porque o jovem cristão não deve seguir a moda de ficar:

1) Amizade bíblica implica em compromisso. O livro de Provérbios esclarece a natureza da verdadeira amizade: ela exige constância (Pv. 17:17, 18:24), lealdade (17:10), e compro misso (17:17). Não é influenciada pelo "exterior" como bens materiais e aparências (19:4,6,7; 14:20,21). Sempre pensa no bem-estar do outro, não na sua própria gratificação, e não mede esforço para provocar melhoras no caráter do outro (27:17; cf. 27:5,6). A amizade verdadeira segue o padrão de amor em 1 Co. 13:4-8. O compromisso de se dar é muito raro em nossos dias, mesmo entre amigos, e praticamente inexistente no "ficar".

2) Biblicamente, o envolvimento físico legítimo entre duas pessoas sempre exige compromisso sério entre elas, especificamente, casamento. A união física de duas pessoas reflete uma aliança (compromisso) entre elas (Pv. 2:17, Ml. 2:14, Gn. 2:24). Deus criou as expressões físicas de amor e intimidade como uma "escada biológica". No plano de Deus, cada degrau da "escada" leva naturalmente para o próximo, até alcançar o "topo", a consumação sexual. Deus deixa bem claro que esta experiência se reserva para casais casados (Hb. 13:4). Mas deve-se perguntar se um casal tem o direito de subir qualquer degrau da escada quando não há compromisso, seriedade e intimidade interior nos níveis social, emocional, intelectual e espiritual. 1 Ts. 4:3-8 adverte contra o uso do corpo para satisfazer desejos impuros de uma forma egoista. A exploração do corpo de uma outra pessoa barateia tanto a pessoa quanto o propósito de Deus. Na Bíblia isso representa, na melhor das hipóteses, falsidade e hipocrisia, e na pior, fornicação e prostituição.

Além destas razões, existem algumas conseqüências sérias de "ficar". Mais uma vez, descobrimos que Satanás tem enganado a muitos para pensarem que ficar "não faz mal". Vários jovens já afirmaram para mim que estas conseqüências são a realidade em suas vidas.

1) Você ganha uma "reputação" (cf. Pv. 5:3,5; 7:5-13). Todos os colegas sabem quem "fica" e quem não "fica", quem está "disponível" e quem não. Conforme a reportagem da Veja, os próprios jovens ainda policiam as meninas que "ficam demais". E "as garotas ainda temem ser mal compreendidas pelos rapazes." Isso porque sabem que os meninos falam.

2) Você perde seu testemunho (Mt. 5:13). Muitos jovens ficam porque dizem que "todo mundo faz". Mas a Palavra de Deus nos adverte contra sermos conformados com este mundo (Rm. 12:2). Ter um testemunho implica em ser diferente! O sal que perde seu gosto não vale para mais nada. Onde estão os jovens de garra e fibra como José e Daniel, que resistiram tentação no poder do Espírito?

3) Você se sente sujo, usado, e culpado (Pv. 5:10-13). O jovem em Provérbios 5 reconhece sua insensatez em não dar ouvidos para seus pais e conselheiros. Pena que foi tarde demais. Tenho falado com muitos jovens que confirmam que se sentiram explorados depois de "ficar". Veja citou um psicólogo que afirmou sobre o "ficar": "Nem tudo está perfeito. As meninas ainda têm culpa e os rapazes não estão acostumados a simplesmente ficar. . . Isso quer dizer que os próprios jovens acabam se confundindo . . . ficando com um no sábado e com outro no domingo."

4) Você inicia um processo de dessensibilização e frustração. O jovem que fica corre o grande risco de não poder parar sua subida da "escada biológica". Os beijos levam para abraços, e os abraços para carícias. Ficar parado é cada vez mais difícil, pois as "coisas velhas ficam pra trás". Ouça alguns comentários de jovens entrevistados pela Veja: "Nada é melhor do que transar com quem e quando se quer . . ." "Ficar é ótimo, porque tenho sempre uma companhia diferente. Além disso, preciso aproveitar agora que as meninas estão mais liberais." "Sexo, para quem fica, não é mais indispensável. Pode-se praticá-lo ou não, depende da vontade." Mas para o jovem cristão que "não tem vontade", ainda pode gerar frustrações interiores que levam a pensamentos impuros, o uso da pornografia, e a masturbação. Mas Deus não nos chamou para estas coisas, e sim para "santificação e honra" (1 Ts. 4:4).

5) Você estraga relacionamentos no corpo de Cristo (1 Ts. 4:3-8, Mt. 5:23-26). Uma das conseqüências de relacionamentos íntimos baratos é que eventualmente a maioria são desfeitos. Mas muitas vezes isso leva a ressentimentos, mágoas e ódio. Nossas igrejas estão cheias de jovens e adultos feridos por outros membros do corpo para quem não podem nem olhar no rosto, embora uma vez fizeram muito mais que olhar. Fica quase impossível voltar para a "estaca zero" de amizade "inocente" quando já trocaram intimidades. O padrão bíblico é para restaurar estes relacionamentos através do perdão. Mas a medicina preventiva da Palavra é nunca ofender o irmão desta maneira. Provérbios diz "O irmão ofendido resiste mais que uma fortaleza; suas contendas são ferrolhos dum castelo" (18:19).

6) Você cultiva um egoismo que pode minar seu futuro casamento. Pessoas que "ficam" aprendem padrões de auto-gratificação, de exploração, e de falta de disciplina moral que no mínimo complicarão seus futuros casamentos, e que poderão facilmente levar à infidelidade conjugal. Isso porque o "ficar" enfatiza os meus desejos, as minhas necessidades, o meu prazer. E depois do casamento? O que impede que estes mesmos padrões continuem? Adquirir padrões de comportamento egoistas é outra conseqüência de "ficar". As pressões para ficar são muito grandes. Mas pela graça de Deus o jovem cristão pode resisti-las. Mas, se alguém já ultrapassou os limites estabelecidos por Deus? Mesmo que alguém já tenha pisado na bola, a graça e a misericórdia de

Deus não têm fim (Lm. 3:22, 23). Hoje pode ser o primeiro dia do resto da sua vida--um novo começo. O plano perfeito de Deus é a nossa santificação. Pela sua graça, colheremos os frutos de uma consciência limpa, amizades profundas, e lares felizes. Estas são conseqüências que realmente valem a pena buscar, resistindo as tentações e pressões para ficar.

O negócio é ficar? Creio que para o jovem cristão, a resposta é não. Para o cristão, "ficação" é mais uma ficção de Satanás.


Pr. Davi Merkh
http://www.palavraefamilia.org.br/
Extraído do 
www.opv.org.br

Mente cativa à palavra.

O que anda pensando os crentes? 
O que ocupa suas mentes?
Com estas perguntas, abriremos um assunto muito interessante e que não podemos fingir ou enganar que em certas ocasiões, nos tornamos através da mente cativos de algo, seja dos cuidados do séculos presente, ou do pecado ou das coisas celestiais. Muitas vezes até que tentamos, colocando nossa própria força, uma força quase sobrenatural, para retirar algumas sujeiras que penetram em nossa mente. Muitas destas sujeiras, de uma forma imperceptível ou disfarçada em uma meia verdade, nos causam estragos, pois nos deixam impuros diante de Deus.

O que a Bíblia nos esclarece sobre pensamentos? Como devo reagir diante um mau pensamento?

Nenhum ser humano, por mais controle que tenha sobre seus pensamentos, ficam por muito tempo sem pensar em algo, pois os cuidados da vida, quase sempre, ocupa 90% dos nossos pensamentos. Quem nunca perdeu o sono depois que as preocupações invadiram, de uma forma ferrenha, a nossa mente nos fazendo cativos dos problemas. Muitas das vezes no culto onde o normal seria adorarmos, cultuarmos ao Senhor, não conseguimos deixar de pensar no dia seguinte, de como vamos pagar certa conta, ou como faremos determinada tarefa no nosso trabalho.

Estes pensamentos muitas vezes surgem para que você, meu querido irmão, tire a atenção do culto, onde Deus está falando, mas com a mente agindo desta forma, não ouviremos a sua voz.

Confesso, já tentei ficar sem pensar em nada, não consegui, é como passasse um filme sobre os nossos olhos, muitas vezes sem a sua autorização estas imagens, ou pensamentos são projetados ou invadem nossas mentes, atacando-nos quase diariamente. Cabe a nós crentes em Jesus “deletarmos”, rejeitarmos, excluirmos o que não presta, com certeza dar continuidade em tais pensamentos não é uma boa opção, pois juntamente com estes ataques malignos vem a concretização e finalmente o pecado. A Bíblia nos adverte a pensar nas coisas do alto. Colossenses 3:2: "Pensai nas coisas lá do alto, não nas que são aqui da terra”.

Também o Apostolo Paulo, nos ensina em Filipenses 4:8 o que deva passar, ou as imagens que serão projetadas em nossa mente. Quanto a este contexto, é preciso observarmos que isto é possível quando nossa mente está cativa à palavra de Deus. Pense nisto! A que, ou a quem sua mente está cativa?

Certa ocasião, li uma frase que me fez refletir, sobre meus pensamentos. A frase era a seguinte: Minha mente está cativa à palavra de Deus.
Querido irmão, analisando nas entre linhas do texto aos Filipenses, podemos garantir que podemos e temos autoridade sobre os nossos pensamentos, revertendo pensamentos negativos, fracassados ou diabólicos. Vejamos:

"Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai.
Tudo “verdadeiro”.

A primeira a ocupar a nossa mente é a verdade, pensar ao contrário da verdade é pensar em mentiras, e isso deve ser descartado da nossa mente.
Tudo que é “honesto”. Ocupando a nossa mente com a honestidade, como escrevi no começo desta mensagem, estes pensamentos poderão ser concretizados, sendo assim, não seria uma boa, como cristãos, sermos desonestos.

Tudo que é “justo”. Jamais deverá passar injustiças em nossas mentes, pois a marca registrada do verdadeiro cristão é a forma de como é conhecido “ Justo” Pois o justo viverá da fé....

Tudo que é “ puro”. A pureza deve ocupar a nossa mente, pensamentos impuros devem ser descartados imediatamente.
Tudo o que é “amável” O amor deve fazer parte dos nossos projetos e pensamentos.

Boa fama e virtudes são complementos das opções que o Apostolo Paulo nos ensina.
Creio que dentro destas opções apresentadas pelo Apostolo não teremos brecha para pensarmos bobagens. Quando a nossa mente é cativa à palavra, tanto durante o dia ou noite a palavra prevalesse sobre as sujeiras enviadas como seta pelo diabo.

O Salmista Davi também nos adverte a colocarmos em nossa mente a palavra e meditar dia e noite. Salmos 1:2 Antes tem seu prazer na Lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite.
Meu querido irmão, eu creio que desta forma, ocupando nossa mente com a palavra de Deus, obstruiremos as ciladas e ataques do diabo.

Como ocuparmos a nossa mente? Eu fico olhando os animais, como a ovelha, o gado eles comem as pastagens durante o dia, e a noite vemos eles mastigando sem parar. O que isto tem haver? Eu te diria que tudo. Alimente-se, ingira a palavra de Deus, e depois medite nela de dia e de noite sem para, salmodiando e dando graças a Deus por tudo.

Há um ditado conhecido por todos nós que diz: Mente vazia é oficina do diabo. Eu diria que a “mente esvaziada de Deus” é espaço para o diabo trabalhar.

Mantenha sua mente cativa à palavra de Deus e seja vitorioso em sua vida.

Graça e Paz. Amém.
Pb Josiel Dais

O Que acontece após a Morte, onde ficamos?

O Que acontece após a Morte, onde ficamos?
Lucas 16:19-31

Introdução

Talvez não haja um assunto mais especulado entre nós humanos mortais, do que após a morte o que vai ocorrer. Perguntas como: Onde ficamos?, Existe um lugar intermediário? Irei ser recepcionado? Iremos diretamente para o Céu? Iremos diretamente para o inferno? Existe possibilidades de salvação após à morte? O que a Bíblia mostra como resposta sobre todas estas perguntas. 

No novo testamento existe uma parábola do nosso Senhor Jesus, que explica e nos da uma noção como será após à morte, como será com aqueles que partem para Eternidade. De uma coisa estamos bem certo passaremos a eternidade em algum lugar ou no seio de Abraão ou longe dele, em lugar de sofrimentos. Antes de entrarmos neste estudo e compreendermos com mais clareza é preciso compreendermos sobre Tricotomia, Alma, corpo e espirito e sobre a Imortalidade da alma *

I Tessalonicenses 5:23, 2 Coríntios 5.1-4, 2Coríntios 4.16

De acordo com a parábola, será desta forma realmente que Cristo explicou? Há contradições no ensino de Cristo? Podemos confiar fielmente em suas palavras?

Antes de explorarmos esta parábola, é preciso entender o que esta por trás de uma parábola, a historia realmente existiu? O Que aprendemos com as parábolas? O Lazaro é fictício ou ele realmente existiu? E o rico porque não teve nome? Se o seio de Abraão é o céu, então Abrão estava em seu próprio seio?*

Existe uma verdade absoluta?1- Por trás desta parábola existe um grande ensino pra nossas vidas, podemos afirmar que o que Jesus falou, seja por meio de ilustrações ou de uma forma clara , há uma grande verdade por trás. Existe uma verdade absoluta. 2 Corintios 13:8 “ Porque nada podemos contra a verdade, senão em favor da própria verdade. Ele mesmo falou: João 14:6 Eu sou o caminho a verdade e a vida, ninguém vem ao Pai a não ser por mim.

Perceba que a bíblia nos diz que nada pode ser feito contra a verdade, apesar de alguns tentarem contra ela; apesar de nossa era pós-moderna dizer que “não existe uma verdade absoluta” A existência de uma verdade absoluta é bem real, por que está alicerçada em duas bases:

1- Na bíblia que afirma ser a verdade absoluta uma pessoa: Jesus Cristo.
2- Na filosofia, Que diz categoricamente “ duas coisas contraditórias não podem ser verdadeiras ao mesmo tempo” Portanto, não há duas verdades. Tendo estas duas bases em mente.

É possível afirmar sem medo de errar que (1) Se a verdade absoluta é uma verdade imutável(Hebreus 13:8) e que (2) duas coisas que se contradizem não podem ser verdadeiras o mesmo tempo, isso significa que existe apenas uma verdade absoluta e que nem todos os caminhos conduzem a Deus.
Jeremias 21:8, Mateus 7:13-14.(Extraído)

1-1 Dois destinos. Lucas 16: 22- 23,

1-2 A consciência, lembranças não morrem juntamente com o físico. Lucas 16:24-25
1-3 Separação. Lucas 16:26
1-4 Reverter a situação do perdido. Lucas 16:26 * Cai a farsa do dogma do purgatório
1-5 Comunicação mortos com os vivos. Lucas 16:27-28. *A mentira de satanás usando os médios.

1-6 Reencarnação. Lucas 16:29-31
2-Esta parábola do Rico e Lázaro contradiz pelo menos três religiões ou seja seus ensinamentos sobre lugar para purificar pecados(Purgatório), Sobre Reencarnação, sobre comunicação de mortos, sobre salvação após à morte.

2-1 Algumas linhas doutrinárias ou religiões tentam desabilitar as parábolas de Cristo, e afirmam que as “parábolas” não podem ser consideradas como base para doutrinas, ou ensinamentos. Foi nas parábolas que Jesus mais ensinou sobre morte eterna e vida eterna, sobre céu e inferno, e sobre graça. Aqueles que afirmam não existir inferno, ou sofrimento eterno, rebatem contra as parábolas do Senhor. Chegam a afirmar que “não foi isso que Jesus quis dizer”. Mateus 25:46, Mateus 10:28.

Há promessas para aqueles que “ dormem em Cristo ” Se esperarmos por Cristo somente nesta vida somos os mais miseráveis de todos os homens. Quando este dia chegar de termos que partir morrendo fisicamente temos a certeza, que no arrebatamento, ressuscitaremos para vivermos eternamente com o nosso Senhor por toda eternidade. Esta é a esperança de todo crente, tanto os vivos, quantos aqueles que já partiram e estão aguardando apenas a ultima trombeta, para saírem ao encontro do Senhor.

Que o Senhor, continue nos ajudando a crescer em graça e conhecimento, como nos advertiu o Apóstolo Pedro em sua carta. II Pedro 3:18. 

Você pode até não concordar com minha visão, mais antes de qualquer indignação use a razão...
Noções de Antropologia Bíblica Extraído Pr. Maxmiler Freitas

1. Alma - Alma é a substância incorpórea e invisível do homem, inseparável do espírito, embora distinta dele, no interior do homem, consciente mesmo fora do corpo (Mateus 10.28). É a sede dos apetites (Deuteronômio 12.20; Eclesiastes 2.24), das paixões (Cantares 1.7), e das emoções (Jó 30.25). A palavra "alma", além do seu sentido real, aparece também com sentido figurado, como em Êxodo 1.5 (figurando a pessoa física); Genêsis 9.4 (sangue); Jó 12.10 (vida), etc. É, pois , necessário entender o contexto para ver o sentido do termo

2. Espírito - O espírito veio diretamente de Deus (Genêsis 2.7; Zacarias 12.1) e tem sede de Deus. Há quem diga que o espírito de todos os homens, independentemente de seu relacionamento com Deus, volta para o céu, com base em Eclesiastes 12.7: "E o pó volte à terra, como o era, e o espírito volte a Deus que o deu", mas isto não tem fundamento doutrinário ante a analogia geral das Santas Escrituras sobre o assunto, inclusive porque o espírito também peca (2Coríntios 7.1).

3. Corpo - O corpo físico do homem é o invólucro da alma e do espírito; é a parte material. A alma e o espírito são chamados de "homem interior"ou parte imaterial, e o corpo de "homem exterior" (2Coríntios 4.16). O corpo é a habitação ou morada da alma e do espírito, também chamado de tabernáculo ou casa (2 Coríntios 5.1-4; 2Pedro 1.14). O homem é, pois, constituído de corpo alma e espírito (1Tessalonicenses 5.23; Hebreus 4.12). O nome técnico dessa doutrina é tricotomia

4. O Contraste entre a carne e o espírito - A palavra grega sarx, "carne", tem vários significados na Bíblia, principalmente nas epístolas. Pode significar fraqueza física (Galátas 4.13), o corpo, o ser humano (Romanos 1.3), o pecado (Galátas 5.24), os desejos pecaminosos (Romanos 8.8). O contexto quando corretamente interpretado determina o significado da palavra. Aqui significa o conjunto de impulsos pecaminosos que dominam o homem natural. Da mesma maneira a palavra grega pneuma, "espírito", que se aplica ao Espírito Santo, ao espírito humano, aos anjos e aos espíritos imundos. É preciso atentar bem para o contexto da referência em apreço para verificar o sentido do termo.

Por Josiel Dias
IEC Alcântara

Crianças - O Reino dos céus é delas...

Zacarias 8:4-5: "Assim diz o Senhor dos Exércitos: Ainda nas praças de Jerusalém habitarão velhos e velhas, levando cada um na mão o seu bordão. Por causa da sua muita idade. E as ruas da cidade se encherão de meninos e meninas que nelas brincarão."

O profeta Zacarias fala sobre as bênçãos prometidas para Israel. Nos versículos acima, ele faz menção de duas faixas etárias: crianças e velhos (idosos). As bênçãos de Deus para o seu povo (Israel) serão tão maravilhosas que estarão estendida desde a criança ao idoso, garantindo que aqueles pequeninos podiam se regozijar, pois eles iriam viver muito e ver os filhos dos seus filhos. Portanto, teriam, como criança, esperança e, como velhos, a experiência para desfrutar tamanha bênção sobre eles.

Eu gostaria, meu querido leitor, que, juntamente, meditássemos no versículo 5 onde se diz que as ruas da cidade se encherão de meninos e meninas que nelas brincarão. O profeta não entra em detalhes sobre o que farão os velhos (idosos) nas praças, mas deixa bem claro o que as crianças farão nas ruas: elas brincarão. Isso mesmo, todas elas brincarão. Se existe algo que uma criança sabe fazer sem que ninguém lhes ensine é brincar. E isso elas sabem fazer com muita perfeição. 

Você pode até imitá-las, mas não terá a graça e a maravilha de uma criança brincando. Imagine a alegria do pequenino, o qual acabou de aprender a dar seus primeiros passos diante de uma bola? Pode ser que a esteja vendo pela primeira. Não sabe o que fazer, mas apenas segue em direção ao objeto e brinca; não importa se com as mãos ou pés, apenas brinca. Isso vem de Deus. Elas só pensam nisso. Acordam pensando e se deitam pensando em brincar. Como é maravilhoso ver os nossos filhos brincando! Se nos regozijamos e achamos maravilhoso vê-los alegres, saltitantes, cheios de saúde, imagine o nosso Deus! Veja o que o Profeta Zacarias comenta, no versículo sexto: "Assim diz o Senhor dos Exércitos, se isto for maravilhoso aos meus olhos do resto deste povo naqueles dias, será também maravilhoso aos meus olhos? Diz o Senhor dos Exércitos." De certo naquelas ruas profetizadas pelo profeta não poderia haver benção maior do que estar cheia de crianças.

O profeta não fala da rua e sim das ruas. Ele também não diz a quantidade de ruas, mas a Bíblia nos mostra o projeto da cidade. Serão bastantes ruas, pois a cidade será imensa. O profeta comenta que se encherão as ruas. Imagine a quantidade de crianças brincando! Será lindo. Criança é benção para as ruas; criança é benção para o bairro; criança é benção para a cidade, para o pastor; criança é benção para os pais; criança é benção para igreja. 

Não poderia haver restauração linda, perfeita em Israel, entre o povo de Deus sem a presença delas. Eu fico observando que em todas as EBFs (Escolas Bíblicas de Férias) que acontecem na minha igreja, no período de julho, os olhos do meu pastor quando, então, a igreja está cheia delas. Ele fica pulando de alegria, pois sabe muito bem o que significa isso.

Infelizmente nem todos pensam assim. Alguns vêem criança como empecilho, outros como cruz, outros a impedem de vir à igreja para serem abençoadas, outros ainda as desprezam. Vemos algo parecido na Bíblia. Não sei se foi pelo barulho que elas fizeram, a Bíblia não entra em detalhes, mas elas foram impedidas de se aproximar de Cristo. Sabe quem foram os responsáveis por impedi-las? Os próprios discípulos de Cristo: "E traziam-lhe também meninos para que ele lhes tocasse; e os discípulos, vendo isto, repreendiam; mas Jesus, chamando-os para si, disse: Deixai vir a mim os meninos (pequeninos) e não os impeçais, por que dos tais é o reino de Deus. 

Em verdade vos digo que, qualquer que não receber o reino de Deus como menino, não entrará nele" (Lucas 18:15-17). Devemos aprender com o que diz a Palavra de Deus: devemos amá-las, respeitá-las e deixá-las ser crianças, pois às vezes queremos que elas pensem como nós, adultos.

Deus promete um futuro maravilhoso para o seu povo. Não pense que lá não vai haver criança, pois as ruas estarão cheias delas correndo e brincando, pois isto é profecia e terá que se cumprir. Isaías também comenta sobre elas. Veja: "E brincará a criança de peito sobre a toca do áspide, e o já desmamado meterá a sua mão na cova do básilico" (Isaías 11:8). 

O profeta fala do futuro reino do Messias, um reino restaurado, sem pecado sem violência, sem dor nem lágrima. E, mais uma vez, estão elas abençoando e brincando. Deixem a criança ser criança, deixem-na brincar. Pois mesmos elas brincando, elas estão agradando ao nosso Deus. Que o Senhor abençoe a todos nós pais, igreja, povo de Deus para que possamos entender e aplicar a Palavra de Deus. (*)

Paz e Benção

Josiel Dias

Qual o seu leão?



Casagrande marcou a final desta Copa do Mundo de 2018, com seu relato emocionado sobre a vitória diária contra seu vício
O do Casagrande, comentarista de futebol da Rede Globo, é o vício que ele luta a cada dia para vencer. Me emocionou seu depoimento ao final da Copa. Emocionado ele testemunhou sua alegria por ter chegado sóbrio, passado os dias na Rússia sóbrio e estar voltando sóbrio para sua casa. Para quem luta a luta que ele enfrenta, é sem qualquer dúvida uma grande vitória.

Mas teve detalhes mais impactantes ainda. Ele afirmou que esta foi a primeira Copa que ele participou e conseguiu se abster de tudo que sempre lhe fez mal. Afirmou que esta foi a Copa mais importante da sua vida, exatamente por ter conseguido sua pessoal vitória, conforme era seu plano e sonho. Usando uma linguagem que cristãos entendem bem, afirmou que um evento como a Copa oferece muitas tentações, pois são muitas as oportunidades fáceis e totalmente ao alcance de quem quiser curtir, e ele conseguiu dizer não, conseguiu escolher não consumir aquilo que sem apelação consome seus consumidores.

Emocionado, com choro dele e do Galvão Bueno que era com quem ele falava, disse que se sentia mais forte e preparado para voltar e enfrentar a vida. Cheguei a ler de algumas pessoas que o choro do Casagrande e do Galvão foi apenas marketing. Teorias da conspiração me cansam, acho que por trás de todas as figuras públicas existe um ser humano com erros e acertos, e que, em determinados momentos se permitem a autenticidade, para mim, este foi o caso. Não sou corinthiano e nem fã do comentarista em questão, mas respeito a imago Dei presente em todo ser humano e naquele momento senti verdade.

Gosto do realismo das declarações quando ele diz sobre voltar mais forte para casa e encarar as lutas. E gosto porque só quem já tentou muitas vezes e não conseguiu é que adquire maturidade para saber que é um leão por dia, pois a vitória de hoje não é garantia de vitória amanhã. O Casagrande sabe que não pode baixar a guarda, sabe que esse “leão” do vício pode se assanhar a qualquer momento e colocar tudo a perder, ele sabe que precisa misturar humildade com coragem para vencer diariamente essa batalha.

Sabe, se eu estivesse na pele e no lugar do Casão, meus sentimentos seriam muito semelhantes aos dele. Mesmo que eu já tivesse ido como jogador, como camisa 9 da seleção, mesmo que eu já tivesse sido campeão do mundo, vencer um “leão” que tenta todo dia liquidar com a minha vida numa Copa faria dessa Copa a mais importante para mim!

E aí, qual o seu “leão”? Conheço os meus. Sei das minhas lutas. Por vezes saio arranhado e perigosamente ferido dos embates que as armadilhas desta vida deixam no meu caminho. Não é fácil. Aliás, é muito difícil. Mas também não é impossível. “Leões”, sejam eles quais forem, precisam ser enfrentados. Mas atenção, precisam ser enfrentados com as orientações, dicas, conselhos e comandos do Leão invencível. Você não está só. Davi enfrentou com as próprias mãos a fera, Daniel foi poupado durante toda uma noite cercado por feras famintas que não ousaram tocar nele, o Deus de Davi e Daniel é o mesmo nosso, vá em frente, vá com fé, confesse ao Leão qual o leão que lhe ameaça e fique ao lado da proteção do Leão da tribo de Judá, chegará o seu dia de chorar emocionado como chorou o Casagrande, dia de vitória e de força para continuar lutando as suas pessoais lutas.

Edmilson Ferreira Mendes é teólogo. Atua profissionalmente há mais de 20 anos na área de Propaganda e Marketing. Voluntariamente, exerce o pastorado há mais de dez anos. Além de conferencista e preletor em vários eventos, também é escritor, autor de quatro livros: '"Adolescência Virtual", "Por que esta geração não acorda?", "Caminhos" e "Aliança".


*O conteúdo do texto acima é de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

Pastor ex-muçulmano diz que sonhos com Jesus estão levando milhões de islâmicos a Cristo


O pastor M El Masih disse que mais de 6 milhões de muçulmanos a cada ano se tornam cristãos em países islâmicos. (Foto: Reprodução).





M El Masih disse que apesar da forte perseguição, muitos muçulmanos estão sendo visitados por Jesus por meio de sonhos.
Um pastor que plantou centenas de igrejas no Paquistão, lugar onde sofreu perseguição por sua fé, afirma que curas divinas e sonhos proféticos estão levando muitos muçulmanos a Jesus Cristo. Hoje, M El Masih vive com sua família nos Estados Unidos. Ele compartilhou em uma entrevista com o site The Christian Post sobre alguns de seus desafios no Paquistão, onde estudou e seguiu o Islã por anos.

Masih, que fundou a “Cry of the Persecuted Church” (O choro da igreja perseguida, em tradução livre), já testemunhou para milhares de igrejas e universidades e explica que ele cresceu em uma família nominalmente cristã, mas abraçou o Islã em determinado momento de sua vida, tornando-se professor em uma escola secundária islâmica.

Apesar disso, o desespero e a falta de paz o assombraram e foi com a ajuda de outros crentes e de um pastor que compartilhou o Evangelho de Jesus com ele que Masih decidiu se tornar um cristão, em 1993.

Ele enfrentou uma forte perseguição por sua nova fé, e foi tratado como um cidadão de segunda classe pela maioria muçulmana, uma situação que continua até hoje para os cristãos e as minorias religiosas no Paquistão.

Impacto
Masih disse que o Evangelho está atingindo muitos no mundo muçulmano. Ele acrescentou que, mesmo que o Islã esteja crescendo em todo o mundo devido às altas taxas de natalidade, mais de 6 milhões de muçulmanos a cada ano se tornam cristãos em países islâmicos.

Masih ainda observou que muitos muçulmanos estão tomando decisões para se converter, e não necessariamente por causa da Bíblia ou de um pregador que os alcançou, mas porque o próprio Jesus os visitou em sonhos e visões. Este é um testemunho que tem sido repetido por outros cristãos em regiões perseguidas pelo mundo.

Em um livro que escreveu, Masih fala sobre a ascensão de seu ministério e seus esforços em estabelecer igrejas. Ele também diz que através do poder de Deus, testemunhou e participou de vários milagres e curas.

Ele compartilha casos em que, através da oração em nome de Jesus, viu mulheres paralisadas se levantarem e começarem a andar. Em outro caso, para um homem quase cego, Jesus restaurou sua visão imediatamente.

O pastor também advertiu sobre vários perigos que os cristãos enfrentam em todo o mundo, incluindo a perseguição nas mãos de islamitas, a quem ele diz ter falsamente convencido muitos no Ocidente que o Islã não é uma ameaça. Masih diz que as ameaças espirituais vêm de demônios, bruxaria e forças satânicas, e que isso não é fantasia, mas real.

Guiame

Feiticeiros morrem após fogo “cair do céu” em sacrifício de crianças, em Uganda


Imagem ilustrativa. Foto exibe corpos queimados diante de centenas de pessoas, em região da África. (Foto: Reprodução)





Os rituais que envolvem o sacrifício de crianças têm sido uma prática constante no país.
Nos últimos anos, investigações vêm revelando que rituais envolvendo o sacrifício de crianças em Uganda têm se tornado uma prática cada vez mais frequente. Combater esse tipo de atividade se tornou uma das missões do Projeto Daniel, idealizado pelo pastor brasileiro Joel Engel.

Uma equipe de missionários liderados por Engel esteve no ano passado em Uganda, acompanhados pela reportagem do Guiame, e se deparou com a realidade dos sacrifícios de crianças em algumas tribos da cidade africana de Kasese, a oeste do país.

Na região que hoje abrange o Reino de Bahiira, próximo da fronteira entre Uganda e a República Democrática do Congo, os missionários enfrentaram uma verdadeira batalha espiritual.

“Quando eu peguei a palavra, eu percebi que estávamos cercados de feiticeiros. Eles estavam fazendo encantamentos contra nós. A sensação era que nós seríamos servidos no jantar [pelos canibais]”, disse Engel ao Guiame.

Na ocasião, o pastor confrontou a prática realizada pelos feiticeiros e denunciou a matança de crianças e adolescentes. “Eu estava indignado com aquilo. Se nós fossemos naquele lugar e não mudássemos nada, não adiantaria a gente ir”, destacou.

Engel reuniu toda sua fé para profetizar o fim dos sacrifícios e a queda do antigo rei. “Naquela ministração que fizemos, nós lançamos um decreto para que o rei matador de crianças fosse retirado e Deus colocasse alguém em seu lugar. Deus me mostrou que Seus filhos seriam reis naquele lugar”, contou.

Semanas após a visita da equipe, o presidente de Uganda, Yoweri Museven, ordenou a prisão do antigo rei, liberando documentos para que o novo rei assumisse o governo.

Pastor Joel Engel durante ministração em uma tribo de Kasese, em Uganda. (Foto: Guiame/Marcos Paulo Corrêa)

Ação sobrenatural
No entanto, os antigos rituais foram retomados e provocaram no pastor um sentimento de indignação. Movido pelo Espírito Santo, Engel enviou uma mensagem aos feiticeiros — que foi traduzida para a língua local — alertando que Deus queimaria com fogo dos céus todo aquele que tentasse sacrificar crianças.

Imediatamente, líderes da Força Global de Oração foram convocados para iniciar uma corrente de intercessão em favor da África. Na mesma semana, treze pessoas envolvidas com um ritual morreram queimadas.

Mangeni (nome fictício por razões de segurança), um pastor local, relatou à equipe do Projeto Daniel que no momento do ritual “caiu fogo dos céus” e os feiticeiros foram mortos antes que pudessem matar três crianças, que não sofreram nenhum ferimento.

Ele também disse que o governo local ficou espantado com o que aconteceu e reconheceu como um ato divino, mas quer manter a causa das mortes em sigilo para proteger a cultura da região.

“O governo de Uganda aceitou o que aconteceu, mas eles disseram que têm que proteger a cultura de seu povo. Eles acreditam que a exibição de tais coisas na televisão e nas mídias sociais mostram a fraqueza do governo”, disse o pastor.

Mangeni também relatou que as pessoas que morreram não eram cidadãos comuns, mas autoridades locais que estavam diretamente envolvidas com rituais macabros de magia negra. Por isso, segundo a testemunha, a polícia local não quer divulgar que o acontecimento foi resultado de uma ação de Deus.

“As pessoas que morreram não são pessoas comuns, mas eram pessoas importantes. A polícia não pode dar um relatório dizendo que eles morreram por causa do fogo do céu, eles disseram que ainda estão investigando”, contou o pastor.

Crianças são frequentemente alvo de sacrifícios humanos, em Uganda. (Foto: Guiame/Marcos Paulo Corrêa)

Riscos envolvidos
Outra pessoa que testemunhou sobre o ocorrido foi Nakawa (nome fictício), que informou que um jornalista da região que cobriu o acontecimento está desaparecido e uma feiticeira envolvida no ritual teria sobrevivido, mas que está hospitalizada com queimaduras muito graves.

“As pessoas estão impactadas com o que aconteceu, muitas não querem falar sobre o assunto por causa das ameaças. Este acontecimento pode resultar em uma guerra interna, pois ainda existem pessoas que defendem estes rituais”, disse Nakawa.

Ele ainda observou que o presidente da Uganda é cristão e luta contra os sacrifícios humanos, mas as pessoas continuam fazendo os rituais secretamente. Essas pessoas estariam se utilizando das leis culturais para continuar praticando os rituais.

Guiame

Israel se declara um Estado exclusivamente judeu


Povo judeu celebra lei do parlamento com bandeiras em Israel. (Foto: United with Israel)





A decisão foi tomada após a aprovação de um projeto de lei em uma votação no parlamento israelense.
Nesta quinta-feira (19), o parlamento israelense aprovou um projeto de lei que define o país como um Estado-nação judeu, o que poderá ajudar a impulsionar o caráter judaico de Israel e até mesmo servir como uma resposta às recentes resoluções aprovadas contra a nação na ONU, que buscam cortar relações dos judeus com locais considerados sagrados em Jerusalém, como o Monte do Templo e o Muro das Lamentações.

A notícia foi celebrada pelo site Breaking Israel News com a citação da passagem bíblica de Gênesis 17:8, que diz: "Toda a terra de Canaã, onde agora você é estrangeiro, darei como propriedade perpétua a você e a seus descendentes; e serei o Deus deles".

Essa legislação vem logo após os Estados Unidos transferirem sua embaixada para Jerusalém, reconhecendo-a como capital da nação, que foram seguidos de perto pela Guatemala. Além disso, outros países que consideram a possibilidade de fazerem o mesmo com suas embaixadas incluem a Eslováquia, a Rússia e o Brasil. Talvez isso mostre, com a maioria dos judeus do mundo atualmente vivendo em Israel e agora um governo consagrando o caráter judaico do país, que esta nação vive dias muito importantes para a sua própria história.

Antes mesmo de ser aprovado, o projeto de lei recentemente fez manchetes em todo o mundo, enquanto o Comitê de Constituição, Lei e Justiça do Knesset, liderado pelo Likud MK Amir Ohana, se reunia para discutir a Lei do Estado-nação em 10 de julho, recebendo críticas generalizadas do presidente israelense Reuven Rivlin e Natan Sharansky, presidente da Agência Judaica de saída.

Depois de horas de debate, o projeto foi aprovado com 62 votos a favor, 55 contra e duas abstenções.

A aprovação também foi comemorada pelo primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu. "Ultimamente, há pessoas que estão tentando desestabilizar os fundamentos da nossa existência e dos nossos direitos. Então, hoje nós fizemos uma lei em pedra. Este é o nosso país. Esta é a nossa língua. Este é o nosso hino e esta é a nossa bandeira. Viva o estado de Israel", celebrou.

O texto da Lei
A Lei Básica informa o sistema legal de Israel, muito parecido com uma Constituição, e é mais difícil de revogar do que a lei ordinária. Até agora, as Leis Básicas de Israel se relacionam com instituições estatais e caráter democrático, em vez de sua identidade nacional judaica.

Seções já consagradas na lei ordinária incluem a Lei do Retorno (imigração judaica), o nome do estado, os símbolos do estado (a bandeira e o hino nacional), a Lei de Jerusalém, o calendário, feriados nacionais e o sábado.

Uma nova cláusula no projeto de lei permite que Israel “autorize uma comunidade composta de pessoas que tenham a mesma fé e nacionalidade para manter o caráter exclusivo daquela comunidade”.

O projeto Estado-nação foi apresentado pela primeira vez em 2009-2010 por vários membros do Knesset, incluindo Avi Dichter, do partido Kadima, que obteve a ideia do Instituto de Estratégias Sionistas, um instituto de pesquisa e política israelense com o objetivo de preservar Israel como “um Estado judeu democrático e viável”.

Benjamin Netanyahu tem alertado sobre os constantes ataques sofridos por Israel, com o aval da ONU. (Foto: Reuters)

Democracia ou Direitos Assegurados?
Os proponentes da legislação argumentam que Israel estava renunciando à sua natureza judaica por sua natureza democrática, e é hora de os dois se colocarem em pé de igualdade - ou com sua identidade judaica eclipsando sua identidade democrática.

Yishai Fleisher, radialista de uma emissora israelense e porta-voz internacional da comunidade judaica em Hebron, disse ao Breaking Israel News: “De muitas maneiras, essa lei é o que você pensaria que Israel é de qualquer maneira, que Israel é o Estado-nação de Israel, do povo judeu. O projeto do Estado-nação não é mais do que uma redefinição da Declaração de Independência de Israel, que define tão claramente qual é o objetivo de Israel”.

Fleisher vê a identidade judaica de Israel e a democracia como valores conflitantes, um da antiga Judeia e outro do império grego ocidental. Israel, como o único Estado judeu, deveria priorizar sua identidade judaica, disse Fleisher.

"Um dos grandes erros foi que nós promovemos Israel como judeu e democrático, como se esses dois valores fossem iguais", destacou.

Ele relatou que, embora a democracia possa ter valores belos, "a democracia é uma palavra grega - ela reflete os valores gregos e é muito difícil fazer com que esses dois sistemas muito diferentes de pensamento sejam iguais".

"Em primeiro lugar, para mim, sempre foi óbvio que Israel é um Estado cujo trabalho é proteger o povo judeu. Em segundo lugar, ser uma incubadora de valores e cultura judaica e em terceiro lugar ser um país que é uma luz para as nações", acrescentou.

Mas os dissidentes da legislação afirmam que Israel deveria estar comprometido com a igualdade total para todos os cidadãos, incluindo as minorias, e ver a Declaração de Independência de Israel como uma consagração da democracia.

Minorias
O Dr. Amir Fuchs, chefe do Programa Defensor dos Valores Democráticos do Israel Democracy Institute disse ao Breaking Israel News: “A cláusula inicial que determina que Israel é um Estado-nação e tem o direito à autodeterminação [é um novo princípio]. Isso está ancorado na Declaração da Independência, mas atualmente não está escrito em nenhuma Lei Básica, exceto pela definição de 'judeu e democrático".

Em contraste, disse ele, o projeto de lei afirma que Israel é o lar nacional do povo judeu sem garantir o princípio de igualdade para todos os seus cidadãos, conforme definido na Declaração de Independência.

"Isso cria um desequilíbrio entre os valores judaicos e democráticos", afirmou, acrescentando que "o árabe é rebaixado de uma língua oficial do estado para uma língua que goza de status especial".

Mas Fleisher afirmou que, embora Israel garanta os direitos civis das minorias, não deve garantir os direitos nacionais destas.

"Ninguém está tirando os direitos civis de outras pessoas. Israel está em uma região de 400 milhões de árabes, que vivem em 22 países árabes, para não mencionar milhões de muçulmanos no Irã e na Turquia. Eles têm esses estados estabelecidos principalmente como estados étnicos e religiosos e temos esse pequeno Estado que está aqui para ser um protetor dos judeus, uma fonte de autonomia em sua região", explicou.

Ele continuou: “Israel não está aqui para criar uma democracia árabe ou promover os valores de outras pessoas ou colocar todos em pé de igualdade. Está aqui para promover um grupo de pessoas que precisam de proteção neste mundo e precisam ter um lugar para que sua cultura cresça e tenha sucesso"

Guiame

Mais de 50 pessoas se entregam a Jesus após missionários pregarem em hospital do Vietnã


Pacientes enfrentam dificuldades no Hospital de Oncologia da cidade de Ho Chi Minh, no Vietnã. (Foto: Tuoi Tre)



Os hospitais do Vietnã, administrados pelo regime comunista, têm carências que dificultam o acesso a um tratamento de qualidade. No entanto, missionários estão aproveitando esse quadro para levar esperança aos pacientes através do Evangelho.

Desde o norte até o sul do país, pacientes com câncer se alimentam apenas do que as famílias levam para hospitais, que estão superlotados de doentes que são colocados em macas nos corredores. Frequentemente, dois pacientes tem que dividir o mesmo leito.

Diante da agonia física, emocional e espiritual dessas pessoas, missionários nativos do Vietnã estão levando a esperança de Cristo para os hospitais da cidade de Ho Chi Minh, oferecendo às pessoas leite, biscoitos e o amor de Deus.

“Também reunimos esses pacientes na igreja vizinha a cada mês para compartilhar o Evangelho”, disse o líder do ministério à organização Christian Aid.

Aproximadamente 60 vietnamitas aceitaram Jesus e, em vários casos, os pacientes foram curados pela oração. “Por testemunharem esses milagres, muitos de seus parentes também chegaram à fé em Cristo”, conta o missionário.

Para discipular os novos convertidos, o ministério enviou um pastor para suas casas a fim de ensinar a Bíblia e ajudá-los a crescer na fé. “Alguns desses pequenos grupos sofrem perseguição de não-crentes e autoridades nas aldeias, mas permanecem fortes em sua fé”, disse o líder.

Muitos pacientes vêm de aldeias tribais onde o Evangelho é desconhecido. Por serem analfabetos em sua maioria, eles conseguiram aprender mais sobre a Bíblia através de áudios disponibilizados em MP3 players em suas próprias línguas.

Recentemente, um missionário viu 50 pessoas se entregarem a Jesus em dois dias, conforme informou o líder. Os pacientes geralmente permanecem no hospital até duas semanas e os missionários nativos conseguem discipulá-los em suas casas.

Cristianismo no Vietnã

Um dos poucos estados comunistas remanescentes até hoje, os governantes do Vietnã consideram a Igreja como um grupo perigoso facilmente capaz de mobilizar massas de pessoas. Segundo a organização Portas Abertas, nos últimos anos, o governo comunista vem reforçando os controles sobre a liberdade de expressão, associação e culto.

Novos convertidos para algumas comunidades protestantes enfrentam discriminação, intimidação e pressão para renunciar à sua fé. Indivíduos (incluindo líderes e ativistas católicos) continuam presos ou detidos por atividades religiosas.

Os cristãos não podem imprimir suas próprias Bíblias no Vietnã, especialmente nas línguas minoritárias; e muitos não possuem conhecimentos bíblicos fundamentais, tornando-os vulneráveis a falsos ensinamentos. Muitos líderes da igreja veem esse desenvolvimento como mais ameaçador do que a perseguição em si.




Guiame

Mais de 50 pessoas se entregam a Jesus após missionários pregarem em hospital do Vietnã


Pacientes enfrentam dificuldades no Hospital de Oncologia da cidade de Ho Chi Minh, no Vietnã. (Foto: Tuoi Tre)





Mesmo com barreiras impostas pelo comunismo, missionários tem evangelizado pacientes de hospitais no Vietnã.
Os hospitais do Vietnã, administrados pelo regime comunista, têm carências que dificultam o acesso a um tratamento de qualidade. No entanto, missionários estão aproveitando esse quadro para levar esperança aos pacientes através do Evangelho.

Desde o norte até o sul do país, pacientes com câncer se alimentam apenas do que as famílias levam para hospitais, que estão superlotados de doentes que são colocados em macas nos corredores. Frequentemente, dois pacientes tem que dividir o mesmo leito.

Diante da agonia física, emocional e espiritual dessas pessoas, missionários nativos do Vietnã estão levando a esperança de Cristo para os hospitais da cidade de Ho Chi Minh, oferecendo às pessoas leite, biscoitos e o amor de Deus.

“Também reunimos esses pacientes na igreja vizinha a cada mês para compartilhar o Evangelho”, disse o líder do ministério à organização Christian Aid.

Aproximadamente 60 vietnamitas aceitaram Jesus e, em vários casos, os pacientes foram curados pela oração. “Por testemunharem esses milagres, muitos de seus parentes também chegaram à fé em Cristo”, conta o missionário.

Para discipular os novos convertidos, o ministério enviou um pastor para suas casas a fim de ensinar a Bíblia e ajudá-los a crescer na fé. “Alguns desses pequenos grupos sofrem perseguição de não-crentes e autoridades nas aldeias, mas permanecem fortes em sua fé”, disse o líder.

Muitos pacientes vêm de aldeias tribais onde o Evangelho é desconhecido. Por serem analfabetos em sua maioria, eles conseguiram aprender mais sobre a Bíblia através de áudios disponibilizados em MP3 players em suas próprias línguas.

Recentemente, um missionário viu 50 pessoas se entregarem a Jesus em dois dias, conforme informou o líder. Os pacientes geralmente permanecem no hospital até duas semanas e os missionários nativos conseguem discipulá-los em suas casas.

Cristianismo no Vietnã
Um dos poucos estados comunistas remanescentes até hoje, os governantes do Vietnã consideram a Igreja como um grupo perigoso facilmente capaz de mobilizar massas de pessoas. Segundo a organização Portas Abertas, nos últimos anos, o governo comunista vem reforçando os controles sobre a liberdade de expressão, associação e culto.

Novos convertidos para algumas comunidades protestantes enfrentam discriminação, intimidação e pressão para renunciar à sua fé. Indivíduos (incluindo líderes e ativistas católicos) continuam presos ou detidos por atividades religiosas.

Os cristãos não podem imprimir suas próprias Bíblias no Vietnã, especialmente nas línguas minoritárias; e muitos não possuem conhecimentos bíblicos fundamentais, tornando-os vulneráveis a falsos ensinamentos. Muitos líderes da igreja veem esse desenvolvimento como mais ameaçador do que a perseguição em si.

Guiame

Quando este dia, chegar

O que acontecerá quando o meu dia chegar? Como será? Vai doer? Onde estarei minutos após a minha morte? São perguntas que a ciência tenta explicar de acordo com sua teoria. Quantos gostariam de saber o que acontece do outro lado? Quantos ricos dariam toda sua fortuna para garantir a eternidade. O que a Bíblia nos diz a respeito desta hora? O que nos garante as escrituras sagradas? Será que quando o meu dia chegar, deixarei saudades? Ou alívio? 

Falar de morte nos dias de hoje é motivo para sermos repreendidos, alguns sugerem que é cedo para este assunto e portanto não devemos falar disto agora. Não sabemos nem o dia nem a hora, mas uma coisa é certa, hoje estou mas perto que ontem deste dia, é apenas uma questão de tempo determinado por Deus. Há tempo de nascer, e tempo de morrer... Eclesiastes 3:2.

Alguns até fazem seguro de vida, para tentar amenizar a perda, e as despesas futuras, mas o que a seguradora pode fazer pelo segurado é o seguinte: um belo caixão, uma bela cerimônia, coroas de flores, dependendo do seguro até um sustento para o conjugue, um belo túmulo, uma bela lápide. E depois? Sim depois de tudo isto? Seguradora nenhuma pode garantir o depois, nem tão pouco a vida eterna, cientista algum pode garantir um bom lugar do outro lado.

Por mais que o homem seja rico e possa ter o melhor seguro, ele estará descoberto após este dia se ele não segurar a vida eterna em Jesus. Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, por que tu estás comigo tua vara e teu cajado me consola. Salmos 23:4.

O Senhor através da sua palavra nos garante, que ainda que eu e você andemos, ou venha andar por este vale, Deus estaria conosco. Imagina passando para o outro lado? Com certeza estaremos seguros, pois o Senhor disse: Na verdade na verdade vos digo que aquele que crer em mim tem a vida eterna... João 6:47. Eu vim para que tenham vida e a tenham com abundância.. João 10:10.

O Senhor garante estar do teu lado, se por ventura você passe por este vale, só Ele pode te garantir a vida eterna segura. Ele garante que quando este dia chegar estará de braços abertos para seguir contigo ao seio de Abraão. Cremos, e a Bíblia nos mostra, que aquele que tem a Cristo não morre e sim dorme. Disse-lhes: Lázaro, o nosso amigo dorme mas vou despertá-lo deste sono... João 11:11.(Jesus comentava sobre a morte de Lázaro)

O que podemos esperar após o nosso coração parar de bater? Ainda hoje estarás comigo no paraíso... Embora esta frase tenha sido dita a mas de dois mil anos atrás, ainda hoje o Senhor diz, para todos aqueles que partem e o aceitam: vinde benditos de meu pai, descansai de todas as lutas, entra no descanso eterno. Esta é a certeza que a Bíblia nos mostra que não devemos temer, nem se preocupar pois estaremos pra sempre com Cristo.

Vós ricos, mas pobres de espírito, até quando podereis confiar no teu dinheiro? O que tens ajuntado para quem deixarás? Todo teu empenho , todo teu ouro não poderá seguir contigo. Ficará, sim ficará para alguém que não trabalhou para conquista-lo.

Este dia chegará para todos, independente de ser ricos, pobres, brancos, pretos, todos estarão um dia diante de Deus. Porque todos devemos comparecer ante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o que tiver feito por meio do corpo, ou bem ou mal. II Coríntios 5:10.
Mas Deus lhe disse: louco, esta noite, te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será? Lucas 12:20.
Só o Senhor Jesus pode garantir vida eterna, basta aceita-lo e confessa-lo como Único Salvador. Após aceita-Lo fique tranqüilo que Ele estará do teu lado quando este dia chegar.

Deus abençoe a todos.
Paz e Benção

Josiel Dias

A Rocha é Cristo

Tirou-me dum lago horrível, dum charco de lodo, pôs os meus pés sobre uma rocha, firmou os meus passos.Salmos 40:2
Certa ocasião, Senhor Joanes atravessava, como de costume, um rio próximo da sua aldeia. Este rio era muito conhecido pelo Senhor Joanes apesar de não saber nadar, ele era muito prático; mergulhava e seguia boiando até que o próprio curso do rio o levava para a outra margem. E assim bastava ficar em pé sem se preocupar com o imprevisto. 

Só que houve um dia que o Senhor Joanes descuidou-se e foi levado para águas mais profundas e com pouca correnteza. Percebendo que não estava, como de costume, no mesmo local conhecido, começou a se debater.

Quanto mais ele se debatia mais afundava. Foi perdendo as forças e quase a desistir ouviu uma voz da margem: -Se ponha de pé, se ponha de pé. E seu Joanes murmurava: -Como?!

Não agüento mais, estas águas são profundas! E ele resolveu ouvir a voz e tentou se endireitar e se pôs em pé. Então percebeu que estava com a água pela cintura. A pouca correnteza levou-o para cima de uma rocha. E por pouco ele não morreu, pois já tinha se conformado com aquela situação.

Só ele é a minha rocha e a minha salvação; é a minha defesa; não serei abalado.Salmos 62:6

Aplicação pessoal

O homem perdeu a comunhão com Deus no Éden e se distanciou. Foi levado às profundezas da decadência, seguiu a seu próprio rumo, indo de mal a pior. Quanto mais tentava se aproximar de Deus, mais as águas do pecado, o afogava. Então entrou em decadência total. Fazia forças com suas próprias mãos, tentando salvar-se. Mas cada vez se distanciava do Senhor.

 Até que Deus executa o seu projeto escrito ainda no gênesis. Envia a Rocha, que é Cristo, para que todos aqueles que estão a se debater neste caudaloso rio de pecado sejam salvos e ponham os seus pés na rocha e se ergam.

Assim como esta ilustração, milhares de milhares de pessoas, pelo mundo, acham que por suas obras, seus feitos, vão ser salvos. Praticam até barbárie em nome da fé achando que assim conquistarão o Paraíso.

A palavra de Deus diz que não são as obras que salvam e que não são os sacrifícios que levam o homem aos céus e sim a Rocha, chamada Cristo, o Filho de Deus.
Hoje aquela voz te chama. Fique de pé, não precisa tanto esforço, tanto sacrifício. Fique apenas de pé, pois estás sobre a graça, chamado Cristo.

Esta voz soa pelo mundo convencendo muitos a salvação.
Muitos estão se entregando e morrendo para eternidade.
Aquela voz salvou o Senhor Joanes. Bastando se pôr em pé, pois se ele não desse ouvido, com certeza morreria. Mas ele ouviu e se pôs de pé na rocha, usando suas últimas forças.

Meu querido amigo leitor, quem sabe você tem batido em várias portas em busca da salvação. Tem seguido a rituais, tem feito sacrifícios e mais sacrifícios em busca da salvação. Tentas em vão,com tuas forças se salvar, eu tenho uma notícia para te dar, fique em pé, saia, levante-se, esta voz, o Espírito Santo, te chama para a Rocha que é Cristo. E estarás, definitivamente salvo.

Que Deus te abençoe e te guarde.

Paz e Benção

Josiel Dias

O Sábio relojoeiro

Todos nós temos conhecimento de que, antigamente, os relógios eram, na maioria, mecânicos, à corda, e também – o mais antigo de todos, de sol. Isso bem diferente dos nossos dias, quando a era do digital tomou conta de tudo, superando todas nossas expectativas.

Mas, em uma pequena cidade do interior, certo relojoeiro tinha o talento de consertar aqueles relógios de parede mais conhecidos como cuco. Eu, pessoalmente, nunca vi nenhum, a não ser pelas fotos ou televisão. Aquele homem quase não tinha trabalho, mas lhe foi um grande desafio quando chegou alguém que tinha um relógio, que, por anos, havia sido jogado em um porão e ficado esquecido pelo tempo, para que ele o consertasse. 

O desafio estava em sua frente. Foram dias e noites perante montões de peças e engrenagens espalhadas em sua mesa. Ele lubrificou, trocou umas peças, desempenou outras. Algumas que faltavam, ele, com jeitinho, em sua sucata, sempre encontrava algo idêntico. Jogou outras fora, pois não serviam para o relógio.

Mas, para sua surpresa, depois de montá-lo e colocá-lo para funcionar, ele atrasava demasiadamente, não só um minuto, mas muitos. Falou consigo: "Não desistirei". Desmontou-o e o montou novamente, mas nada de funcionar. Foram três as tentativas e nada. Na última, o relojoeiro observou que esquecera uma pequenina engrenagem em cima da sua mesa e, por fim, o montou novamente. "Que maravilha!", exclamou ele, pois agora já ouvia, orgulhoso, o tic-tac de mais uma obra recuperada. Mas sua alegria durou apenas uma hora. Justamente uma hora para descobrir que o relógio agora adiantava. 

Desmontou-o outra vez e ficou observando todas as peças e engrenagens a funcionar. "Ufa, até que fim! Como posso ser tão distraído assim!", exclamou. Entre uma montagem e outra caíra a menor das engrenagens por trás da sua mesa. Após encontrá-la, foi grande sua alegria, pois montou o relógio em definitivo. Estava completa a sua obra, pois agora ele não atrasava nem adiantava. O homem estava radiante. O cuco, a cada hora, saía da casinha para anunciar, com exatidão, a hora.

Por menor e mais desprezível que parecesse ser aquela peça, ela fazia a diferença no resultado do funcionamento do relógio. Jamais o cuco poderia falar para o badalo: "Não preciso de você". Ou a maior engrenagem não poderia falar à menor: "Dou conta do recado. Não preciso de você." O que tiramos de interessante nesta ilustração? A Bíblia nos ensina que, como membros do mesmo corpo, precisamos uns dos outros (leia I Coríntios 12:12-27).

Somos como aquelas engrenagens: dependemos uns dos outros, não é mesmo? Se um de nós funcionar mal, como corpo de Cristo, os demais sofrem. De maneira que, se um membro sofre, todos sofrem com ele; e, se um deles é honrado, com ele todos se regozijam (I Coríntios 12:26). Mesmo aqueles que às vezes desprezamos por achar que não são interessantes na obra de Deus, eles fazem falta. Mas podemos ficar tranquilos, pois existe Um que está sobre todos os relojoeiros e que cuida de nós. Ele não fica chateado quando precisa fazer o conserto. 

Não há peça que Ele não conserte. Às vezes Ele faz ajustes que não entendemos, mas Ele sabe o que faz. E o Seu desejo é que Seu corpo (a Igreja) siga em frente, sem defeito nem atraso. Às vezes algumas peças se enferrujam. Ele põe óleo sobre elas; outras precisam ser desentortadas, pois os apertos dos trabalhos as deixam amassadas e sem direção. Ele chega, conserta-as, e elas voltam ao normal.

Outras peças precisam até ser trocadas, mas no seu devido tempo. Ele as retira. A Sua longanimidade é para sempre e sua misericórdia é eterna. Outras se rebelam, saem da engrenagem, caem de cima da mesa, perdem-se, mas Ele as busca, pois Seu amor dura para sempre. 

Qual o Pastor que, tendo noventa e nove ovelhas, não sai em busca da que se perdeu? (Lucas 15:4).
Se todos, porém, fossem um só membro, onde estaria o corpo? (I Coríntios 12:19).
Por menor que seja sua tarefa na Igreja, saiba que você é uma peça importante no serviço do Reino de Deus.

Paz e Benção
Josiel Dias

Aquela cruz era minha

Da pequena abertura da sua cela ele contempla aquele monte chamado caveira, imagina a sua morte. Triste, vê os soldados romanos a postos diante dos madeiros onde seriam executados os culpados.

Ele tenta em vão explicação pelo o seu crime. Como será? Pensa ele. Com quem dividirei aquele madeiro? Sua consciência o condena. Ele havia assassinado um homem.

Baixinho ele murmura: Sou merecedor desta morte, breve estarei morto!

Agora o silêncio daquela cela é quebrado com gritos de crucifica-o, crucifica-o, crucifica-o, que soavam de lá de fora do pátio. Aquele homem não sabe o que está passando lá fora. Os gritos continuam, muita agitação... Até que de repente um dos soldados lhe diz: Venha o governador Pilatos lhe chama. Lucas 23:24-25.

Enquanto caminhava até o pátio, de onde vinha toda a gritaria, ele pensa: Enfim chegou a minha hora.

Ao chegar no pátio os gritos se intensificam mais ainda. Ele observa a sua frente aquele homem o qual também seria condenado. Algo extraordinário acontece. O povo também gritava o seu nome. Foi neste exato momento que ele percebeu que aquele homem à sua frente morreria em seu lugar, sem entender o motivo da troca, pois era plano de Deus.

Agora livre, ele caminha para a liberdade e enquanto desce as escadarias, contempla aquele que irá pagar com sangue toda sua dívida.

Amados, nós não sabemos o destino de Barrabás, nem tam pouco a Bíblia relata qual foi seu destino. Especulam-se, os historiadores, que alguns manuscritos apócrifos revelam que, o filho de Rabás, conhecido como Barrabás se converteu ao cristianismo e seguiu contando sua história de que houve alguém que morreu em seu lugar. (são especulações).

Que esta ilustração possa fazer um despertar em nossas vidas, pois todos nós temos um pouco de Barrabás, não no sentido do seu crime, mas na liberdade, no perdão daquela pena (morte), por alguém ter morrido pelos nossos pecados, nos livrando da morte eterna.

Às vezes, quando parece que estamos perdidos, alguém chamado Jesus, aparece e paga toda nossa dívida, nos livrando da tal pena.

Mas, não basta só acreditar e reconhecer a sua morte pela humanidade, pois este sacrifício só é válido em sua vida se você, aceitá-lo, segui-lo e obedecê-lo.

Sendo assim estamos imune de toda a injustiça e condenação eterna.

Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor. Romanos 6:23.

Que Deus mantenha sobre nós sua infinita misericórdia. Amém!!


Por Josiel Dias

Fé e Política se mistura??

Provérbios 29:2
É recomendável o Cristão exercer alguns cargos ou funções em nosso mundo secular? É possível ser cristão e político ao mesmo tempo? É possível ser Cristão e policial ao mesmo tempo, sem ferir nem macular a fé e dar um bom testemunho?

Há quem defenda que política não é coisa de Deus, e ainda cargos como ser policial, juiz, advogado criminalista não é coisa de Cristão, pois está sujeito a se corromper.

Uma certa denominação pentecostal é tão radical que em seu rol de membros são excluídos serviços como: Ser policial, jogador de futebol ou participar de qualquer cargo político, pois isso “segundo esta denominação” não é do agrado de Deus, e é pecado.

O que a bíblia diz a respeito? Podemos ser políticos sem ferir a ética Cristã? Podemos participar no meio secular seja onde for, sem contaminar-se com os manjares oferecido pelo mundo?
Por muito tempo fui extremista e radical neste assunto, pois pensava eu que na política não havia seriedade, não havia “um” que fosse imune a corrupção, não havia um que honrasse o nome do Senhor, sem que se envolvesse com as corrupções ou escândalos. Mas não demorei muito a perceber, que em todos os âmbitos sociais e seculares, existem escândalos, e corrupções. Não generalizando, existem também aqueles que honram seus mandatos e suas denominações como cristãos. Seja na política, no futebol, e na religião. O descontentamento em nosso meio é grande, pois temos a marca de ser diferente, mas mesmo assim existem alguns que agem erradamente, pois deveriam dar exemplos e defender o povo, mas simplesmente além de esquecerem do povo, ainda cometem atos ilícitos escandalizando não só a sociedade mais também o nome do Senhor e a denominação que eles pertencem.

Falando de política, creio que todos nós temos um pouco de político em nossas atitudes, ou seja, temos muitas vezes de ser políticos em casa, na rua, no trabalho. Lembra da famosa frase “política de boa vizinhança?” Eu diria que seria impossível viver sem praticar uma boa e saudável política. Não devemos esquecer que ser Servos de Deus, não é se ausentar do mundo e das responsabilidades sociais e fingir que não é coisa de crente, ser cristão é ser representante de Cristo em todas as áreas de nossas vidas, mas devemos também perceber que agir como cristão não é como colocar uma capa, e retirarmos quando nós acharmos necessário, mas sermos verdadeiros dentro e fora da igreja.
Conhecemos alguns Governadores, Prefeitos, Deputados, Vereadores, e Senadores que dizem serem cristãos, mas alguns agem como se pudesse retirar a capa do cristianismo ao entrarem em seus gabinetes, pois lá dentro, vão governar para todos e vão tratar de assuntos que desagrada e muito o nosso Senhor.

A bíblia mostra que é possível participar, seja na política ou em cargos públicos sem envolver-se em escândalos nem envergonhar a sociedade. Vemos no antigo testamento a histórias de homens envolvidos em assuntos de estado sem negar a seu Deus nem a fé. O mais conhecido entre todos estes exemplos, é um Político verdadeiro servo de Deus, que estava envolvidos nos trabalhos sociais mais em momento algum, se contaminou com as corrupções mundanas. Aliás, ele como governador e seus amigos funcionários públicos não quiseram, se quer comer dos alimentos servidos, para não se contaminarem com as poções do Rei. Veja Daniel 1:8

Imagine meu querido irmão se não tivermos representantes dentro da política? O que vai acontecer em relação a certas leis que são criadas pelos ímpios? Vemos muitos projetos no Congresso Nacional que prejudicam a nós evangélicos, sendo infiltrado aos poucos sem percebermos, e quando forem aprovados simplesmente teremos que pagar o preço, por não terem sido vetados pelos nossos representantes, a exemplo este projeto de Lei 122/06. A própria palavra de Deus nos diz: que quando o ímpio governa o povo sofre, e geme, mas quando o justo governa o povo folga, regozija. Provérbios 29:2.

Precisamos sim de servos que não negam seu Senhor, dentro da política ou em qualquer outra atividade secular. Como conhecerão a luz o que estão em trevas, se a luz não estiver presente? Como o povo conhecerá as obras dos justos se eles não governarem? Creio que seja da vontade de Deus, enviar homens com compromissos de trabalhar pelo povo mostrando toda justiça. Verdadeiramente um servo de Deus com compromisso com o seu Senhor, faz toda diferença, seja onde for. O rei Nabucodonosor viu em Daniel e em seus amigos algo diferente, conhecendo através das atitudes o Deus de Daniel, o Deus de Israel.

Daniel 2:48 Então o rei engrandeceu a Daniel, e lhe deu muitos e grandes dons e o pôs por governador de toda a província de Babilônia e a Sadraque, Mesaque e Abdenego; mas Daniel estava às portas do rei.

Mas o inimigo não fica satisfeito com atitudes honestas destes homens, e arma armadilhas para pegá-los. Assim como Daniel, muitos que honram o Senhor, são vitimas de falsas acusações e difamam o nome deles, tentando jogar na mídia o povo contra eles. Mas o povo sabe quem são os verdadeiros servos do Senhor, e conhecem muito bem, as covas abertas e decretos maldosos para incriminar tais servos, mas glória a Deus, lá estará o anjo do Senhor para fechar a boca do leão. Eu louvo a Deus por estes homens que estão prontos para serem lançados nas covas dos leões, pois eles sabem que Deus é poderoso para reverter à situação e fechar a boca do nosso inimigo e leão.

Que possamos orar pelas autoridades constituídas para que Deus dê graça e conhecimento e toda justiça, pois assim o povo se alegrará. .

Diante de todo este contexto, digo e afirmo que é possível sim exercer cargos públicos e políticos sem negar a Cristo com atitudes dignas. É possível sim, pois temos a responsabilidade de fazermos a diferença em meio a corrupção. É possível sim, pois somos luz e a finalidade da luz é iluminar a escuridão.

O que eu não concordo é com a politicagem praticada dentro do templo em horário do culto. Fora do templo ou em eventos no anexo, pode e até é tolerável, mas no culto não! Neste ponto continuo sendo extremista e radical.

Este ano é ano de eleição, aliás, a maior de todas, pois teremos a responsabilidade de votar em Deputados estaduais, Deputados Federais, Governadores, Senadores e Presidente da República, nós, como igreja de Cristo, desde já vamos pedir a orientação ao Senhor, para escolhermos homens e mulheres comprometidos com a sociedade e o Reio de Deus.

“Quando o justo governa, o povo se alegra, mas quando o ímpio domina, o povo geme". Provérbios 29:2

Paz e Benção
Josiel Dias


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...