Fechemos O Supermercado

"Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem" (João 4:23).
"A igreja se tornou um supermercado distribuindo alimento espiritual insignificante para os que nela entram. O sermão do pastor é uma pequena "promoção da semana" oferecido aos clientes com um mínimo de compromisso". (Jon Johnston - especialista em igreja e negócios)

A igreja tem se preocupado em dar às pessoas o que elas querem e não o que elas necessitam. O interesse maior é de ter muitos membros satisfeitos por não terem de se comprometer e que garantam uma boa arrecadação todos os meses.

Mas a igreja não deve ser um supermercado! Não deve apresentar promoções ou ofertas especiais! A igreja é formada por homens e mulheres que foram lavados no sangue do Cordeiro e que tiveram suas vestes branqueadas para se tornarem luz do mundo e sal da terra. A igreja não existe para impor sua vontade e interesses, mas, para submeter-se à vontade do Senhor e para representá-lO em santidade e fidelidade entre os moradores da terra.

Aqueles que passam pela igreja (e a igreja somos nós), estão ansiosos por ver algo diferente. Estão cansados de mentiras, de orgulho, de vaidade, de mesquinhez, de escárnio e de egoísmo. Já experimentaram quase todas essas coisas e de nada lhes adiantou. Não querem ver isso na igreja, no povo chamado eleitos do Senhor, no dia a dia dos filhos de Deus.

Vamos fechar o supermercado! Vamos apresentar Jesus Cristo, Senhor dos senhores e Rei dos reis. O mundo não precisa de um Evangelho de banca de ofertas e sim de vidas transformadas que sejam capazes de adorar ao Senhor em espírito e em verdade.

Essa é a vontade do Pai e deve ser a vontade da igreja.

Por Paulo Roberto Barbosa

0 comentários:

Postar um comentário


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...