Você conhece a origem da palavra "amém"?

Utilizada por religiosos de todo o mundo, palavra é usada da mesma maneira que os hebreus faziam no passado.
A palavra “amém” é um dos raros exemplos de palavras que mantiveram seu significado original quase imutável por milênios, mesmo após ser adotada por línguas das mais diversas famílias linguísticas. No entanto, você conhece a sua origem?

A palavra em hebraico אָמֵן (āmēn) pode ser traduzida literalmente como “espere por isso”. No entanto, o seu uso, desde alguns dos primeiros textos judaicos, apresenta o significado “que assim seja”, no sentido de reforçar a veracidade de uma declaração, ou de concordância com o seu conteúdo.

Ao longo dos séculos, a palavra acabou sendo transportada para diferentes línguas, mantendo este mesmo significado. Assim, hoje é possível ouvir “amém” sendo utilizada com o mesmo significado por católicos, judeus e muçulmanos de qualquer nacionalidade.

Curiosidades
Originada no hebraico, a palavra “amém” chegou ao grego e, posteriormente, ao latim quando teólogos gregos traduziram a Bíblia para o idioma. Posteriormente, a palavra chegou também ao árabe e ao inglês.

Um dos diversos nomes atribuídos a Jesus na Bíblia é “o Amém” em (Apocalipse 3:14), em que o profeta “é descrito como a testemunha fiel e verdadeira”.

A palavra hebraica “amen” deriva de “amán”, do mesmo idioma. Alguns estudiosos acreditam que esta palavra seria derivada de um antigo deus egípcio chamado Amum (que, em alguns casos, aparece chamado de Amen). No entanto, a maior parte dos especialistas acredita que isso não passa de uma mera coincidência.

A última palavra da Bíblia é Amém. “A graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja com todos vós. Amém” (Apocalipse 22:21)

Fonte Today I Found Out

Silas Malafaia compara passeata LGBT com Marcha para Jesus: ‘fiasco do ativismo gay’

Nesta sexta-feira o pastor Silas Malafaia, conhecido por se pronunciar publicamente contra a homossexualidade, usou o seu Twitter para ironizar o número de pessoas nas manifestações do Dia Mundial do Orgulho LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros). O líder evangélico brasileiro classificou o evento de “fiasco do ativismo gay”.

“No dia do orgulho LGBT meia dúzia de gente no RJ na Av Rio Branco.a sociedade ñ apóia ,apenas a imprensa parcial q anuncia antes e depois”, afirmou ele na página da rede social.

De acordo com o jornal O Globo, mil pessoas participaram do evento gay no centro do Rio de Janeiro.

Durante a passeata, os manifestantes protestaram contra o deputado Marco Feliciano, presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara (CDHM) e contra o projeto que permite o tratamento psicológico aos homossexuais.

“Se eu sou ativista gay ficava com vergonha de um fiasco desse nível .a imprensa anuncia antes,durante e depois.vejam as fotos Nos jornais”, afirmou Silas Malafaia.

Os comentários de Malafaia foram uma crítica à imprensa por não divulgar parcialmente os eventos, como o caso da Marcha para Jesus e a manifestação pacífica de Brasília realizada pelos evangélicos. Os eventos reuniram grande número de pessoas, entretanto, ganharam pouco espaço na mídia.
"Vamos ver amanhã a Marcha para Jesus em São Paulo, sem anúncio da imprensa, como se não existisse, vamos ver quantos vão estar. Imprensa parcial. Amanhã estarei na marcha. Vai ser quente o povo de Deus declarar que o Brasil é do Senhor Jesus", completou.

Christian Post

Claudio Duarte fala sobre a importância de o casal se divertir

O pastor Cláudio Duarte, conhecido por seu tom bem-humorado nas palestras, aborda temas relacionados à vida conjugal.

Em um dos vídeos do pastor na internet, ele fala da importância de o casal se divertir junto.

Em sua fala, Duarte lembra que é importante viver um relacionamento feliz para que quando a morte chegar ela leve apenas o corpo do indivíduo e não os sonhos.

Assista.



Guiame

Marcha para Jesus assume tom politico em meio a onda de protestos

Milhares de evangélicos saíram às ruas para
falar de Jesus e de política.
Pela 21ª vez os evangélicos foram às ruas participar da Marcha para Jesus em São Paulo. Considerada a maior do mundo, a caminhada anual realizada neste sábado trouxe um elemento novo. Embora não seja a primeira vez que questões politicas andem de mãos dadas com assuntos religiosos, a onda de protestos que tomou o Brasil nas últimas semanas ecoou entre os fiéis de várias igrejas evangélicas participantes.

Promovido pela
igreja Renascer, a marcha teve inicio no Brasil em 1993 e até hoje é comandada em São Paulo pelo apóstolo Hernandes e a bispo Sônia. Ela conta que acompanhou as recentes manifestações só pela internet. “No meu Instagram, vi um monte de evangélicos postando [fotos]. Tinha a plaquinha: ‘Ore pelo Brasil’.”

Ela explica que a motivação da Marcha é “ver o Brasil melhor, mais cheio de Deus” e que se apresentarão ao longo do dia vários artistas gospel (de axé a sertanejo) em dez trios elétricos e à noite no palco montado no Campo de Marte.

O que chama atenção, porém, é que em meio aos louvores, muitos evangélicos carregavam faixas e cartazes que refletiam os temas presentes nos protestos que acontecem em várias cidades brasileiras. Além das camisetas oficiais da marcha, este ano muitos vestiam camisetas do Brasil e empunhavam bandeiras do País além daqueles que pintaram os rostos de verde e amarelo

Ao invés da frase “vem pra rua”, que se tornou uma espécie de slogan do movimento que começou protestando contra o reajuste nas tarifas de transporte, muitos cartazes traziam hoje a frase: “vem pra rua marchar com Cristo”.

O professor Daniel Azevedo, 38, que marchava com uma faixa dizendo: “Jesus é 10, educação e saúde é zero”, explica: “Os evangélicos representam uma fatia considerável da população brasileira. Já estamos cansados de ver tanta coisa errada e precisamos também nos posicionar”. Patrícia Neves, 31, que ajudava a carregava a faixa, complementa “Tem que ir para as ruas mesmo, desde que seja pacífico a gente apoia”.

Alguns fiéis optaram por mostrar cartazes contra a corrupção e o “ativismo gay”. Fiéis da Assembleia de Deus do Rio de Janeiro estenderam diversas faixas contra os grupos GLBT e cobrando mais ações do governo.

“Estamos aqui para ajudar a acabar com a corrupção. Nós evangélicos precisamos fazer política também, senão os outros fazem pela gente. Acho que religião e política se misturam sim. Mas o ativismo é complemento ao louvor “, esclareceu Johnson Werneck, que liderava o grupo de cariocas que vieram pela segunda vez participar da marcha em São Paulo.

Estavam presentes políticos como o
deputado Marco Feliciano (PSC-SP) e o senador Magno Malta (PR-ES). Ele cantou com sua banda de samba, a Tempero do Mundo, e aproveitou para criticar a ausência de colegas políticos em anos não eleitorais. “Qualquer outro tipo de marcha, eles vão. É como o cara que tem vergonha de andar no shopping de mãos dadas com você.”

Embora não estivesse presente pessoalmente, Marina Silva, que é missionária da Assembleia de Deus, mandou um grupo de apoiadores evangélicos coletarem assinaturas para possibilitar a fundação de seu novo partido: Rede Sustentabilidade

Os cerca de 200 mobilizadores da Rede abordaram os fiéis apresentando o partido como “representante dos evangélicos”. Um deles, Marcos Ferreira, que estava colhendo assinaturas desde o inicio da Marcha justifica: “Sou evangélico e acredito no partido. Mas, sinceramente, não acho que política e religião devem se misturar”. 

Com informações Folha e Terra

Marcha para Jesus também dá espaço para manifestações políticas

Na esteira dos acontecimentos das últimas semanas no Brasil, a Marcha para Jesus, que está sendo realizada neste sábado (29) em São Paulo, também dá espaço para manifestações políticas.

Por mais que a maioria das faixas no evento seja de cunho religioso, alguns fiéis trouxeram cartazes contra a corrupção e, principalmente, contra o que alguns evangélicos chamam de "ativismo gay". 

Um grupo de fiéis da Assembleia de Deus do Rio de Janeiro trouxe diversas faixas contra os grupos GLBT e cobrando o ex-presidente Lula por mais ações.

"Estamos aqui para ajudar a acabar com a corrupção. Nós evangélicos precisamos fazer política também, senão os outros fazem pela gente", afirmou Johnson Werneck, que liderava um grupo de dez fiéis.

Werneck contou que veio a São Paulo para a marcha pela segunda vez. No entanto, no ano passado, ele não quis fazer política.

"Acho que religião e política se misturam sim. Mas o ativismo é complemento ao louvor", disse.

Fonte: UOL

Campanha de 21 dias pelo Brasil terá encerramento em Brasília-DF

Um jejum de 21 dias pela nação brasileira está sendo feita e divulgada por alguns líderes evangélicos.
Ana Paula Valadão já escreveu um texto sobre a orientação dada por Deus à Igreja.

Valnice Milhomens é outra importante líder que incentiva os evangélicos a orar e jejuar pelo Brasil. Através de sua página no Facebook, ela divulga a campanha e os três importantes e últimos atos.

"Levantem-se os sentinelas da nação! Se você é um dele, una-se a esta mobilização de jejum e oração pelo Brasil, culminando com três dias significativos:

13.07 - Orando nas ruas às 15h
14.07 - Orando nos Templos em Santa Convocação
15.07 - Orando em Brasília, assento dos Três Poderes

Seja parte do exército de intercessores unidos em jejum e oração pelo Brasil até 15 de julho. Participe dos eventos finais: Nas ruas; nos Templos; no assento dos Três Poderes! DEUS ESTÁ SARANDO NOSSA PÁTRIA!"

Fonte: Guiame

Descoberta arqueológica gera controvérsia na cidade onde Jesus nasceu

Cisjordânia é uma zona disputada
por judeus e palestinos.
O guia turístico Binyamin Tropper comemorou por achar que era o primeiro a descobrir uma enorme coluna enterrada nos limites da cidade de Belém, onde nasceu Cristo. Porém, ficou surpreso ao saber que as autoridades judaicas tinham conhecimento de sua existência há décadas, mas a mantinha em segredo.

Acreditando na importância deste pilar, ele procurou a Autoridade de Antiguidades de Israel, que respondeu: “Muito bem, mas não vamos mais falar disso.” Tropper desobedeceu o pedido de permanecer em silêncio sobre esta descoberta, pois ele acredita que uma escavação na área é mais importante que os conflitos políticos na área.

No entanto, Tropper preferiu não revelar a localização exata da coluna para evitar assim atrair ladrões de antiguidades. De modo especial por que estaria na propriedade de um agricultor palestino. A coluna (ou pilar) possui cerca de 2800 anos, está enterrada a dois metros de profundidade e pesa aproximadamente cinco toneladas.

Tropper disse que durante os últimos 30 anos, Israel tem discutido sobre o tamanho e a importância do reinado do rei Davi e de seu filho Salomão. Isso confronta o que a Bíblia diz sobre eles. O projeto desta coluna revelada por Tropper tem uma arquitetura típica da época do Primeiro Templo e fornece evidências inequívocas do reino de Davi e Salomão na região da Judeia.

A dificuldade de exploração é porque Belém fica na Cisjordânia, terra disputada por judeus e palestinos. Embora seja um local sagrado para cristãos. A coluna está perto de uma aldeia árabe e esse seria o principal motivo que o governo israelense pode ter fugido da divulgação, pois uma escavação geraria um grande problema político. Mesmo assim, Tropper foi à imprensa hebraica, e o assunto ganhou atenção nas últimas semanas.

No início deste mês, vários arqueólogos israelenses foram inspecionar o local. Entre eles estava Yosef Garfinkel, professor de arqueologia da Universidade Hebraica.

“Não há dúvida que se trata de uma construção monumental da época do Primeiro Templo, disse Garfinkel. Curiosamente, não há registros históricos sobre um prédio desse tipo naquela época.

Garfinkel explica que há um túnel que lembra um projeto similar do período do Primeiro Templo: o chamado Poço de Siloé, em Jerusalém. Segundo a Bíblia, pode se tratar de uma obra do rei Ezequias, que canalizaria a água para a cidade durante o cerco assírio no século 8 a. C, registrado no livro bíblico de 1 Reis.

A existência de um grande túnel de água no novo local sugere a presença próxima de uma grande fazenda ou palácio, disse Garfinkel.

Enquanto o movimento sionista luta para provar a profundidade de raízes judaicas naquela região, os palestinos continuam tentando negar a existência de qualquer história judaica antiga na chamada Cisjordânia.

A Autoridade de Antiguidades de Israel admitiu que existem sérios problemas políticos que impedem uma escavação. “Este é realmente um achado importante, as informações preliminares ligam ao tempo dos reis de Judá. Ao mesmo tempo, deve ser lembrado que a região é alvo de conflitos.

Autoridade de Antiguidades, junto com todas as outras autoridades competentes, tem lidado com isso há algum tempo, numa tentativa de fazer a escavação completa do sitio arqueológico em segurança”, disse o comunicado oficial.

Com informações Protestante Digital e Time of Israel.

Comissão de Constituição e Justiça aprova PEC 99/11, que dá poder às igrejas evangélicas de questionarem leis no STF

O Projeto de Emenda à Constituição (PEC) 99/2011 que prevê a inclusão de entidades religiosas de âmbito nacional na lista de instituições que podem propor ação direta de inconstitucionalidade ou ação declaratória de constitucionalidade ao Supremo Tribunal Federal (STF) foi aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados.
Em votação realizada nesta quarta-feira, 27 de junho, os parlamentares que entidades como o Supremo Concílio da Igreja Presbiteriana do Brasil, a Convenção Batista Nacional e a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), podem impetrar ações diretamente no STF a respeito de temas que estejam sendo discutidos na sociedade.

A PEC 99/2011 é de autoria do deputado João Campos (PSDB-GO), que é delegado e, portanto, tem formação acadêmica em Direito. Campos também é o autor do projeto 234/2011, apelidado de “cura gay”, e que deverá ser votado na próxima semana no plenário da Câmara.

Agora que foi aprovada na CCJ, a PEC 99/2011 deverá ser analisada por uma comissão especial antes de ser votada no plenário, em dois turnos.

A prerrogativa para essas ações, atualmente, é restrita ao presidente da República; à mesa do Senado Federal e da Câmara dos Deputados; as mesas das Assembleias Legislativas ou da Câmara Legislativa do Distrito Federal; governadores de Estado ou do Distrito Federal; o procurador-geral da República; o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB); partidos políticos com representação no Congresso Nacional; e confederações sindicais ou entidades de classe de âmbito nacional, segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo.

O deputado João Campos afirmou que considera a PEC uma “ampliação da cidadania e do acesso à Justiça”, pois aumenta a representatividade legal de entidades que abrigam milhões de brasileiros.

“Alguns temas dizem respeito diretamente às entidades religiosas. A questão da imunidade tributária, por exemplo, assim como a liberdade religiosa e o ensino religioso facultativo, entre outros. Se tivermos em algum momento alguma lei que fere um desses princípios não teríamos como questionar isso no Supremo.
 
Com a proposta, estamos corrigindo uma grave omissão em que o constituinte incorreu ao deixar essa lacuna”, argumentou o parlamentar, que é evangélico.

Por Tiago Chagas
G+

Marcha Para Jesus 2013 acontece dia 29 de junho em São Paulo

Com o tema “Novo Tempo”, o evento
considerado como o mais popular do mundo
reunirá milhares de pessoas na Zona Norte de São Paulo
A 21ª edição da Marcha Para Jesus promete reunir milhões de pessoas nas ruas de São Paulo no dia 29 de junho. Considerado o maior evento cristão e popular do mundo, neste ano o tema será “Novo Tempo”.

A marcha sairá do Metrô Luz, às 10h, e seguirá em direção à Praça Heróis da Força Expedicionária Brasileira, próximo ao Campo de Marte, na zona norte de São Paulo, onde acontecem os shows.

No local, será montada uma megaestrutura para a apresentação de várias bandas e grupos da música gospel, como Renascer Praise, Ao Cubo, Inesquecível, Asaph Hernandes, Banda DOPA, Davi Sacer, Regis Danese, Mariana Valadão, Cassiane, Thalles Roberto, Marcelo Aguiar , Fernandinho e muito outros.

Presidida pelo apóstolo Estevam Hernandes, a Marcha Para Jesus é um evento pacífico que reúne todas as igrejas cristãs e é aberta a toda a população. “A verdade da Marcha é que ela representa a união, a comunhão de todos aqueles que acreditam em Jesus Cristo como filho de Deus e nosso desejo de expressar essa fé!”, afirma o apóstolo.

Todos os anos, pessoas de todas as idades e lugares do Brasil, e até de outros países, participam do evento em São Paulo.

Informações Marcha para Jesus.com

Evangelismo na final da Copa das Confederações

Projeto AD na Copa fará primeira mobilização evangelística em 30 de junho, no Rio de Janeiro
O Projeto AD na Copa realiza, no próximo domingo, 30 de junho, uma mobilização evangelística no Rio de Janeiro, na grande final da Copa das Confederações.

O Projeto tem por objetivo mobilizar milhares de assembleianos para a realização de um grande trabalho evangelístico nas 12 cidades-sede da Copa do Mundo de 2014 durante o período de realização desse grande evento esportivo internacional em solo brasileiro.

De acordo com o pastor Ezequias Lourenço, diretor de Mídia do Projeto AD na Copa, mais de mil igrejas estão envolvidas na evangelização e são esperadas cerca de três mil pessoas.

Segundo ele, existe ainda um grupo de pastores de São Paulo e também de outros Estados brasileiros que estarão no local para proclamar o Evangelho de Cristo. "A partir das 10 horas da manhã, faremos abordagens nos pontos turísticos da cidade e nos hotéis onde os turistas estarão hospedados", explica.

E a mobilização acontece a partir das 14 horas, no portão principal do Estádio do Maracanã.

Com informações CPADNews

Não Deixe o velho homem Ressuscitar

Certa ocasião alguém me falou: Meu velho homem está mais vivo do que nunca, temo o que possa acontecer e que eu venha praticar coisas piores do que eu fazia.

A Bíblia nos mostra sobre ser uma nova criatura, sobre o novo nascimento, sobre as práticas do velho homem terem sido sepultadas juntamente com a velha criatura. Mas é preciso compreender que às vezes o tal defunto chamado “velho homem” aparece como se nunca tivesse morrido.

O que explica a volta do velho homem? Uma vez morto não deveria ficar sepultado? Romanos 6:12, Romanos 6:14.

Porque este velho homem revive? Estes dois textos de Romanos acima, nos mostram que, não devemos deixar o pecado reinar sobre nós. Quando o homem permite que em seu coração entre outro rei, acontece algo como destronar o que está entronizado e entronizar outro em seu lugar. Viver uma vida na carne é colocar o pecado no trono, e bem sabemos que aquele que vive na carne não agrada a Deus.

Romanos 8:8. Sabemos que um servo só não pode servir a dois senhores, isso é bíblico e Jesus falou sobre isto em

Lucas 16:13. Quando deixamos reinar a carnalidade em nossos corações estamos levantando a velha criatura, pois viver na carne é ressuscitar a velha criatura. Uma vez de pé esta criatura, normalmente as últimas práticas são piores do que a primeira.

Aos poucos a velha criatura toma conta do homem, tudo passa ser permitido, tudo aquilo que outrora não praticava, pois em seu coração falava o Espírito Santo, agora é ignorado, pois o coração ocupado pela carnalidade já não mais condena. Romanos 6:4 diz que fomos sepultados com Cristo, e devemos andar em novidade de vida.

É muito triste sabermos de líderes, e crentes que um dia arrastaram multidões para Cristo, e hoje estão em outras práticas piores do que praticavam quando eram do mundo. Começaram uma boa carreira no caminho, tão bela e hoje simplesmente já não se conhecem mais de tão grande foi a ressurreição do velho homem.

O Apostolo Pedro nos adverte em seu ensinamento veja: II Pedro 2:20-22 Porquanto se, depois de terem escapado das corrupções do mundo pelo pleno conhecimento do Senhor e Salvador Jesus Cristo, ficam de novo envolvidos nelas e vencidos, tornou-se-lhes o último estado pior que o primeiro.

Porque melhor lhes fora não terem conhecido o caminho da justiça, do que, conhecendo-o, desviarem-se do santo mandamento que lhes fora dado. Deste modo sobreveio-lhes o que diz este provérbio verdadeiro; Volta o cão ao seu vômito, e a porca lavada volta a revolver-se no lamaçal.

Conta-se uma história de um homem que se perdeu em uma grande mata, ali solitário arruma logo uma companhia, um pequenino macaco, muito engraçadinho e inofensivo. Aonde aquele homem ia levava o macaquinho em seu ombro e ria com as brincadeiras do macaco. O homem pegava uma banana, descascava e dava a casca ao macaquinho.

Só que o macaquinho foi crescendo, crescendo e o homem agora quando pegava a banana e descascava o macaco já não queria a casca simplesmente pagava um pedaço da banana. Certa ocasião quando o homem pegou a banana o macaco, a tomou com violência e comeu por inteira, sem deixar ao menos a casca para o homem.


O que nos mostra esta ilustração? Às vezes achamos engraçado o pecado, até levamos em nosso ombro e alimentamos aos poucos, às vezes costumamos dizer: isto não tem nada haver. Mais um dia este pecado cresce e toma conta da situação reinando sobre nós. Quando isto acontece este pequenino macaquinho até engraçadinho passa controlar o homem, e este homem por sua vez vira servo do pecado ressuscitando a velha criatura...

Que nós possamos deixar o velho homem sepultado, nunca permitindo que uma vida de carnalidade venha ocupar o lugar que é do Rei Jesus. Que reine sempre o Senhor em nossa vida, para obedecermos segundo a sua graça e misericórdia. Que possamos ser radicais contra o pecado, não negociando a nossa fé, nem fazendo acordo com o ele.

Pb.Josiel Dias
IEC Alcântara

Festa junina evangélica e a sincretização do evangelho

O fato de transformarmos uma festa idólatra numa festa gospel, não a torna uma festa legitimamente cristã. Do ponto de vista das Escrituras é preciso que entendamos que não fomos chamados a imitar o mundo e sim a transformá-lo
 
Existe uma linha extremamente tênue entre contextualização e sincretismo religioso. Na verdade, ouso afirmar que não são poucos aqueles que no afã de contextualizarem a mensagem sincretizaram o Evangelho. 
 
Antes de qualquer coisa, gostaria de afirmar que acredito na necessidade de que contextualizemos a mensagem da Salvação Eterna, sem que com isso, negociemos a essência do evangelho.
 
O problema é que devido a "gospelização" da fé, parte da igreja brasileira começou a considerar todo e qualquer tipo de manifestação cultural ou religiosa como lícita, proporcionando com isso a participação dos crentes em eventos deste nipe, desde que portanto, houvesse  mudança de nomenclatura.  Nessa perspectiva, apareceram as baladas, festas  e boates gospel, como também os arraiais evangélicos.
 
Diante do exposto, gostaria de ressaltar de forma prática e objetiva as principais razões porque não considero lícito ou adequado cristãos organizarem ou participarem de arraiais evangélicos:
 
O Background  histórico das festas juninas são idólatras, onde o objetivo final é venerar os chamados “santos católicos”.
 
Bom, ao ler essa afirmação talvez você esteja dizendo consigo mesmo: "Há, tudo bem, eu concordo, mas a festa junina que eu vou não é católica e sim evangélica, portanto, não rola idolatria." 
 
Caro leitor,  o fato de transformarmos uma festa idólatra numa festa gospel, não a torna uma festa legitimamente cristã.  Do ponto de vista das Escrituras é preciso que entendamos que não fomos chamados a imitar o mundo e sim a transformá-lo.
 
Um outro ponto que precisa ser considerado é que ao criarmos uma festa junina evangélica sem que percebamos, estamos contribuindo com a sincretização do evangelho.
 
Na verdade, ouso afirmar que não existem diferenças entre aqueles que em nome de Deus fazem festas juninas, daqueles que em nome do Senhor, promovem a relação entre o baixo espiritismo e o "Reteté de Jeová."
 
Vale a pena ressaltar que não sou contra eventos ou festas que tenham bolos, pés de moleque, salsichão, Cachorro quente e o maravilhoso angu a baiana. Na verdade, tirando a canjica que eu detesto, eu amo tudo isso! Conheço igrejas como por exemplo a Igreja Batista de Japuíba em Angra dos Reis, pastoreada pelo meu amigo Ezequias Marins que anualmente, organiza uma festa do Milho sem as características juninas, como músicas, bandeiras, roupas de caipira e etc.  
 
Na verdade, Ezequias e sua igreja entenderam o perigo do sincretismo e organizaram uma festa cujo objetivo final é glorificar ao Senhor através da evangelização.
 
Prezado amigo,  diante do exposto, afirmo que as igrejas que organizam festas juninas com danças, vestes caipiras e outras coisas mais, romperam a linha limite da contextualização embarcando de cabeça no barco do sincretismo.
 
Isto, posto, me parece coerente e sábio que  em situações deste tipo apliquemos a orientação paulina que diz:  "Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas edificam." 1 Coríntios 10:22-23
 
É que penso!
 
Por Renato Vargens

Anderson Freire lança CD em Recife (PE)

Na ocasião, o cantor terá a oportunidade de receber os admiradores de seu trabalho, dar autógrafos e tirar fotos.
 
Na próxima quinta-feira, 27/06, é a vez da capital pernambucana receber Anderson Freire para uma tarde de autógrafos e o lançamento de seu CD "Raridade".
 
O evento será realizado na loja Luz e Vida, do Shopping Tacaruna. Na ocasião, o cantor terá a oportunidade de receber os admiradores de seu trabalho, dar autógrafos e tirar fotos.
 
Serviço
Tarde de Autógrafos com Anderson Freire
Data: 27/06
Horário: 14h
Local: Loja Luz e Vida - Shopping Tacaruna
Endereço: Av. Governador Agamenon Magalhães, 153 - lojas 112 e 113 - Centro - Recife (PE)
 
Com informações da MK Music

Acrobata atravessa Grand Canyon sobre um cabo de aço e testemunha sua fé em Jesus

Acontecimento foi transmitido ao vivo pela TV
O acrobata equilibrista Nik Wallenda atravessou os 426 metros do desfiladeiro que forma o Grand Canyon, nos Estados Unidos, sobre um cabo de aço de cinco centímetros de espessura, numa altura de aproximadamente 1.500 metros.

Wallenda fez a travessia sem cabos de segurança, que em caso de queda, serviriam para evitar um acidente fatal. O feito do acrobata foi transmitido ao vivo pelo canal Discovery Channel, canal de TV por assinatura.

Durante o percurso, Wallenda a todo instante agradecia a Deus pela oportunidade, e chegou a fazer breves preces nos momentos em que o vento lateral o atingia de maneira mais intensa.

Ao concluir a façanha, Nick afirmou que a fé em Jesus dá a ele “a paz que excede a todo o entendimento”, e que antes de cada evento em que se apresentará, canta louvores a Deus.

O desafio contou ainda com a presença do pastor Joel Osteen, líder da Lakewood Church. Antes da travessia, Osteen fez uma oração pelo acrobata, pedindo que Deus o protegesse na travessia do Grand Canyon, segundo informações do Mundo Cristiano.

Fonte: Gospel Mais

Igrejas se unem em Salvador para evangelizar durante o jogo do Brasil

Mais de 800 fiéis se organizaram para pregar o evangelho para os brasileiros e turistas 
Diversas denominações evangélicas saíram às ruas de Salvador no último sábado (22) para evangelizar os torcedores que foram acompanhar o jogo da Copa das Confederações entre Brasil e Itália.
 
Cerca de 800 fiéis levaram folhetos com mensagens evangelísticas para distribuir a brasileiros e turistas que foram assistir a partida na Arena Fonte Nova.
 
O ato missionário foi acordado entre as igrejas da capital baiana que se reuniram para pensar nas ações que seriam realizadas junto ao público do evento esportivo.
 
Para evitar manifestações nas proximidades do estádio, a polícia armou um esquema de segurança delimitando a área de acesso para quem não tinha ingresso. Alguns evangélicos então não puderam ultrapassar essa barreira, outros conseguiram e estenderam faixas com mensagens.
 
Entre os evangélicos que se uniram para evangelizar no estádio Fonte Nova estavam membros da Igreja Batista, Igreja do Evangelho Quadrangular e muitas outras. Alguns se vestiram com camisas verde-amarela com a frase
 
“Jesus transforma” estampada na frente e a versão em inglês nas costas.
 
Com informações UOL.

Revista chama Ana Paula Valadão de “pop star da fé”

São quase 16 anos de ministério Diante do Trono e uma história de sucesso marcada pela venda de mais de 10 milhões de cópias

A cantora Ana Paula Valadão estampa a capa da revista Veja BH desta semana com a manchete “Pop star da fé” falando sobre a vida e a carreira da líder do ministério de louvor Diante do Trono.

Aos 37 anos, a filha mais velha dos pastores Márcio e Renata Valadão, líderes da Igreja Batista da Lagoinha, tem mais de 15 discos gravados e 10 milhões de cópias vendidas, se tornando a voz mais conhecida da música gospel nacional.

Mesmo contando com uma equipe de profissionais, Ana Paula faz questão de acompanhar todos os passos da produção de seus CDs. No momento ela está preparando três projetos, o lançamento do CD “Renovo”, a gravação do CD/DVD “Tu Reinas” e a gravação de um álbum em inglês que ainda não recebeu título.

“Minha equipe é muito capaz, mas tudo passa pela minha mão”, disse ela que está voltando de uma turnê pelos Estados Unidos.

Quem não conhece a história do Diante do Trono não imagina que o primeiro disco foi gravado graças aos vales-CD que foram vendidos a R$5 para os membros da IBL, isso em 1998. Quase 16 anos depois o Diante do Trono tem prestígio internacional e assinou, em 2009, com uma das maiores gravadoras brasileiras do meio secular, a Som Livre.

O sucesso do Diante do Trono pode estar ligados às letras das músicas, muitas delas assinadas pela própria cantora que compõe canções desde a infância. “As pessoas se identificam com os versos que falam de cura interior”, afirmou.
Polêmicas
Na reportagem, Ana Paula Valadão reafirma seus posicionamentos, como cristã e pastora que coordena o culto mensal destinado às mulheres da Igreja Batista da Lagoinha, ela prega a feminilidade e a submissão ao esposo.

“Como mulher, você pode trabalhar fora, realizar os seus sonhos, ter diálogos com seu marido, sugerir, decidir com ele, mas tem de respeitar toda figura masculina”, diz ela que com esse discurso já foi muito criticada por grupos feministas.

Outro ponto polêmico que Ana Paula respondeu foi sobre a homossexualidade. No último dia 5 ela esteve ao lado do pastor Silas Malafaia e outras lideranças evangélicas para defender a família tradicional.

“Se há um cristão falando por aí que é a favor da homossexualidade, ele não é um cristão de verdade”, afirmou. Assim como outros evangélicos, Ana conta que tem amigos que conseguiram deixar a homossexualidade e que recebe bem os homossexuais que frequentam a IBL.

Gospel Prime

Proteste Você Também.

O que nós brasileiros temos visto nestas ultimas duas semanas, foi uma grande onda de protestos espalhados nos quatro cantos do Brasil. Algo começou singelo tímido em São Paulo e de uma forma bem articulada se espalha como uma forma viral.

Dizem por aí que o gigante acordou, fica a minha observação quase insignificante como a maioria de nós brasileiros: Até quando o gigante ficará acordado?

Até quando estes que estavam em suas casas, acomodados ficarão nas ruas? É certo que ninguém agüentava mais tanta corrupção, tanto corporativismo dos políticos com os ladrões engravatados.

Como Brasileiro trago esta palavra, mas não poderia deixar de falar algo para igreja brasileira.

Trazendo para o mundo espiritual gostaria de fazer uma reflexão e uma advertência à igreja Brasileira. Não quero aqui citar nenhum tipo de nome ou denominações, nem tão pouco apontar para nenhuma direção tentando responsabilizar esta ou aquela igreja pelo sono dos protestantes. Mas se nós olharmos para trás e fizermos uma reflexão veremos que o nome que carregamos não parece ter muito sentido. Hoje não é comum ouvir a seguinte afirmação: "Sou cristão protestante"

Bem, a nova geração, talvez nem saiba o porquê e a importância de ser "um protestante". Alias tudo agora é “gospel”. Mais vem a nossa mente uma pergunta: Protestar o que? Porque carregar este nome de protestante?

No século XV protestávamos contra o pecado, contra os dogmas romanos, contra as indulgências, contra a idolatria, contra tudo que era mundano e antibíblico que tentava macular o evangelho de Cristo.

Mas hoje o que vemos é uma igreja protestante que está dormindo. Isso mesmo que você acaba de ler: dormindo um belo sono em "berço esplêndido" Seria como o gigante que dorme no contexto desta mensagem. Hoje precisamos de um acordar dentro do que resta dos protestantes, pois mudaram o evangelho, tiraram Cristo do centro da igreja e colocaram a "prosperidade” como “senhora do culto"

Há quem diga que precisa até de uma reforma dentro da reforma. Deus tenha misericórdia de nós!

Este sono tem sido explícito, pois vemos o tem nada haver infiltrado dentro de nossas igrejas de uma forma que muitos que fazem parte dela dizem: As coisas mudaram, e se não aderirmos certas estratégias, não conseguiremos mais fieis.

Não nos importamos mais com a qualidade, o que queremos é brigar, e quantidade. Não nos incomoda mais o pecado, a promiscuidade, adultério, fornicação, homossexualismo e tantas práticas abomináveis por Deus.

Mas queridos irmãos a Bíblia nos convida a protestarmos contra todas estas práticas pecaminosas, contra o tem nada haver que hoje está em nossa liturgia.

Assim como vimos nas manifestações espalhadas pelas ruas de nosso Brasil, pelo povo que acabara de acordar, vem o nosso convite: Vem pra rua, venha fazer a diferença neste mundo, não seja parte do gigante adormecido, pregue a palavra em tempo e fora de tempo. Condene o pecado, proteste, grite mostre para o mundo que Jesus está voltando.

A nossa oração é que Deus desperte a Igreja Brasileira e traga um avivamento aos quatro cantos deste País, levantando os dormentes para que saiam de seus lugares de acomodações.

Pb. Josiel Dias
Igreja Congregacional
Alcântara

"Igreja que não se mistura, fala sozinha"

Que a igreja se mantenha mobilizada como foi em Brasília há poucos dias, e vá para as ruas nesses dias de junho.
 
Que a igreja brasileira não se isole: igreja que não se mistura, fala sozinha. Ao invés de cair na graça, cai na desgraça do povo.
 
A quem poderia interessar opor Igreja e sociedade? 
 
Igreja não é patrimônio político de ninguém. Não pertence a ninguém senão Jesus.
 
É tempo de oração e de ação profética de denúncia da igreja evangélica, movida por fome e sede de justiça. 
 
Que Deus nos dê sabedoria e discernimento desse novo tempo.
 
#ogiganteacordoubrasil #vemprarua #fomeeSededeJustiça #SalforadoSaleiro
 
Carlos Bezerra Jr
Guiame

Através do Facebook, cristão fazem “vigília virtual” pela situação política do país

O uso de redes sociais para organizar manifestações pela situação política do país inspirou também a organização de uma campanha de oração pelo país. Terminou nesse domingo (23) a campanha virtual “3 Dias de Oração pela Nação”. Organizada através de um evento no Facebook, a “vigília virtual” reuniu quase 100 mil cristãos em uma campanha de oração pelo país.
O evento “3 Dias de Oração pela Nação” convocou as pessoas a fazerem parte do clamor pela nossa nação – que teve início à meia noite do dia 21/6 e só terminou uma hora da manhã do dia 23/6.
 
Segundo noticiou a Igreja Batista da Lagoinha, o evento no Facebook, aliado à real situação do Brasil, motivou milhares de cristão a se organizarem em uma mobilização cuja “arma de guerra” é a mais eficaz: a oração.
 
Na página do evento, a campanha foi designada como uma “manifestação virtual onde estaremos todos juntos em uma só voz, clamando pela nação brasileira”.
 
Por Dan Martins, para o Gospel+

Não quero ser gay! posso?

"(...) há muitas pessoas que apresentam comportamento homossexual, mas que não aceitam tal condição e nunca o farão "afirma Marisa Lobo.
 
O Projeto de Decreto Legislativo 234/11 (PDC) foi apelidado de “cura gay”, porém, na verdade ele trata da liberdade profissional e pessoal do psicólogo, e do direito da pessoa humana de buscar ajuda para seu sofrimento psíquico em relação a sua condição homossexual não aceita.
 
O direito de não desejar mais pessoas do mesmo sexo deve ser respeitada pelos profissionais, que não podem negligenciar a real vontade de seu paciente com discursos prontos, de que não pode acontecer uma mudança na sua condição.
 
A Resolução do Conselho Federal de Psicologia n.º 1/99 ultrapassou os limites do poder regulamentar inovando a ordem jurídica ilegitimamente, pois criou obrigações e vedou direitos aos profissionais de psicologia, ofendendo vários dispositivos constitucionais, como, por exemplo, o Princípio da Separação dos Poderes, o Princípio da Legalidade e o Princípio da Liberdade de Expressão.
 
A Resolução 01/99 cerceia o direito do profissional e do ser humano que busca ajuda, e devemos entender que o poder de uma autarquia, como é o caso do Conselho Federal de Psicologia, não é legislativo, e sim normativo, limitado ao poder da Constituição Federal. Ele não pode criar direitos e deveres, mas apenas normas que visam regulamentar a profissão.
 
A resolução interfere no processo terapêutico, impondo medo e colocando uma mordaça no profissional, nos colocando nas mãos de ativistas intelectualmente desonestos, e nos transformando em algozes. Temos de ter a liberdade e o direito profissional de acolher aqueles sujeitos que por vontade própria, sentindo-se em conflito, queiram reverter sua homossexualidade (ou qualquer outra orientação sexual) e não sermos acusados de estar tratando esse sujeito como um doente, e sim de estar dando acolhimento psicológico.
 
Existem homossexuais que se aceitam e são felizes com sua orientação, porém, há muitas pessoas que apresentam comportamento homossexual, mas que não aceitam tal condição e nunca o farão. E os profissionais de psicologia não podem ignorá-los.
 
A psicologia deve ser uma ferramenta de auxílio, tanto para os que se entendem e querem viver como homossexuais, como para os que não o desejam. Isso não significa patologizar o sujeito ou tratá-lo como doente.
 
Esse discurso do Conselho de Psicologia, de que a pessoa que procura ajuda o faz por causa da falta de aceitação familiar, da sociedade ou por imposição religiosa, é preconceituoso ao alienar e cercear direitos, negando a plasticidade do indivíduo e a capacidade de resiliência e ressignificação de si mesmo.
 
A resolução diz que um profissional não pode reforçar preconceitos sociais, mas na prática ela viola o direito à liberdade de expressão do profissional e do cidadão, dá margem para que seja interpretado como incitações preconceituosas todo o tipo de posicionamento público ou pessoal que venham contrariar o modo de vida homoafetivo. Infelizmente, tornamos-nos vítimas de uma norma que esconde interesses políticos. Não é a ciência que está em discussão, mas sim a política de classes.
 
Por - Marisa Lobo

Homem é baleado após gritar “Alá é grande” no Muro das Lamentações

Policia investiga conotações religiosas de incidente.
Um episódio ocorrido ontem (21) na esplanada do Muro das Lamentações pode ter sérias repercussões na conturbada política do Oriente Médio. O que foi inicialmente divulgado como um ato de terrorismo agora ganha outra versão.

O local mais sagrado para o judaísmo foi “invadido” por um homem que gritava “Alá é grande” e quando tentou tirar algo do bolso foi alvejado por um segurança judeu. Ele justificou a morte dizendo temer que se tratava de um terrorista.

O fato se deu no começo da manhã nos banheiros da esplanada do Muro das Lamentações. O jornal israelense “Yedioth Ahronoth” relatou que o homem não identificado, de 45 anos, recebeu vários disparos na parte superior do corpo. A vítima seria um judeu israelense bastante conhecido nas imediações do Muro das Lamentações, onde costumava passar muitas horas do dia.

Uma testemunha disse ao site Ynet: “Eu o conhecia há três anos. Ele sempre passeava por ali, protestando contra o governo. Hoje de manhã estava sentado, lendo o jornal, como fazia todos os dias”.

Ao redor do Muro das Lamentações existem muitos moradores de rua que costumam pedir dinheiro aos peregrinos locais e estrangeiros que visitam o lugar. Muitos deles fazendo profecias sobre a chegada do messias ou entoam passagens da
Bíblia.

O porta-voz da polícia israelense, Miki Rosenfeld, disse que estão investigando o caso para esclarecer “os motivos que levaram o vigilante a atirar” sem ignorar a questão religiosa. “Alá é Grande” é uma das declarações fundamentais do islamismo e uma espécie de “grito de guerra” em atentados terroristas. Caso se confirme que o homem morto era, de fato, muçulmano, teme-se que ocorra uma nova intifada, como a de 2011 quando um judeu entrou no “domo da Rocha”, local sagrado para os muçulmanos.

As autoridades disseram que irão ficar atentas para que mais incidentes do tipo não se repitam no Muro das Lamentações. O local tem testemunhado vários conflitos recentemente
por causa de grupos de mulheres que desejam orar ali e de radicais ultra ortodoxos que desejam impedi-las.

Com informações Heraldo.es.

Líder muçulmano foi condenado no Egito por queimar a Bíblia e insultar a religião Cristã

Na última semana um líder muçulmano egípcio foi condenado a 11 anos de prisão por ter rasgado e queimado uma Bíblia Cristã em ato contra o filme Inocência dos Muçulmanos.
 
Ahmed Mohamed Mahmoud, conhecido como Abu Islam, foi condenado pelo crime de blasfêmia. Ele queimou uma Bíblia, em setembro do ano passado na porta da embaixada dos Estados Unidos na cidade do Cairo, no Egito.
O site Ahram Online afirma que Mahmoud queimou a Bíblia como forma de protesto contra o filme anti-islã “A inocência dos muçulmanos”, produzido nos Estados Unidos e que estaria sendo usado como arma de protestos contra os islâmicos.
 
Porém, algum tempo depois foi revelado que o produtor do filme é um egípcio copta cristão, o que aumentou ainda mais a ira dos muçulmanos e protestos antiamericanos dentro do mundo islâmico.

O filho do líder muçulmano também foi condenado pelo mesmo crime, por ter participado do ato contra a Bíblia e ajudado o pai. Ambos recorreram à decisão judicial e irão permanecer em liberdade enquanto aguardam o julgamento final.

O crime de blasfêmia é previsto na constituição egípcia, assinada em dezembro de 2012, em seu artigo 44.

- Insultos ou abuso de todos os mensageiros e profetas religiosos são proibidos – diz o texto da lei.

Segundo o The Christian Post, prisões por insultos ao islã são comuns no Egito, mas são raros os casos em que a fé cristã é envolvida e, normalmente, são casos de perseguição religiosa.

Assista o vídeo da manifestação onde o líder muçulmano rasga e queima a Bíblia:

 
Por Dan Martins, para o Gospel+

Igreja Batista da Lagoinha evangeliza durante a Copa das Confederações

Folhetos em japonês serão entregues aos torcedores e turistas que irão assistir ao jogo entre México e Japão.
 
Neste sábado (22) os membros da Igreja Batista da Lagoinha estarão participando do Impacto Evangelístico no Mineirão, um trabalho missionário que estará aproveitando a partida de futebol no principal estádio do Estado de Minas Gerais para levar a mensagem do evangelho.
 
Turistas e torcedores são o público alvo deste movimento, como a partida é entre México e Japão, os evangélicos pretendem alcançar os torcedores destes times.
 
O folheto contendo as “4 Leis Espirituais” do Dr. Bill Bright foi traduzido para a língua japonesa para auxiliar os missionários. As igrejas Luterana e Evangélica Holiness do Brasil de São Paulo também participaram enviando materiais evangelísticos em japonês.
 
Além disso, a IBL ofereceu curso de línguas para que os evangelizadores pudessem conversar com os turistas tanto em japonês, como em espanhol.
 
“Nossa missão é lançar a semente, porque o Espírito Santo se encarrega de completar a obra”, diz Antônio Vagner, responsável pelo evangelismo.
 
GP

Exodus: famoso grupo cristão dedicado à cura da homossexualidade se desculpa com gays e encerra atividades

A igreja Exodus International, conhecida nos Estados Unidos pelo slogan “Liberte-se da homossexualidade através do poder de Jesus”, anunciou que após 37 anos de atividades está fechando as portas.
A decisão foi anunciada na última quarta-feira, 20 de junho, juntamente com um pedido de desculpas por “anos de pré-julgamentos da Igreja como um todo”.

Desde 1976 a Exodus afirmava que sua missão era “ajudar” homossexuais a encontrarem “o caminho para ser um cristão pleno”. Tony Moore, um dos líderes da igreja, afirmou durante o anúncio de encerramento das atividades, que “uma nova geração de cristãos está procurando mudanças”, e por isso houve a decisão de adotar uma nova postura.

“É estranho fazer parte de um sistema de ignorância que perpetua e fere o sentimento das pessoas. Hoje é como se eu tivesse acabado de acordar e perceber como é doloroso ser um pecador nas mãos de uma igreja com raiva”, declarou o presidente da Exodus, Alan Chambers, à CNN.

O próprio Chambers é um dos que empenharam a bandeira da igreja. Ele se reconhecia como homossexual e, depois de fazer parte da denominação, abandonou a prática. Hoje, casado em com filhos, ele diz sentir “atração pelos dois sexos”.

Os membros da igreja agora trabalham para a fundação de uma nova igreja, chamada Reduce Fear, que pode ser traduzido como “Reduza o Medo”.

“É uma nova entidade para uma nova geração. Nosso objetivo é reduzir o medo das pessoas e receber aqueles que estão dispostos à mudança. Deus está nos chamando para receber a todos e amar sem impedimentos”, disse Chambers.

Por Tiago Chagas, para o
Gospel+

Mudando o Rumo da História do Brasil

Acho MUITO bacanas as manifestações!!
Apoio totalmente. Por um Brasil melhor. Sem corrupção. Mas sou totalmente contra qualquer tipo de violência. O protesto pacífico é a chave para mudar as coisas por aqui. Violência só gera violência.
O que presenciamos em nosso país foi uma revolta totalmente válida, onde eu também estou revoltado. Por quê?

Estamos em um país com uma das maiores cargas tributárias do mundo, sendo a maior entre os países emergentes, maior do que do Japão e EUA, inclusive. Perde apenas para alguns países europeus, mas onde a saúde, educação e transporte funcionam e são de primeiro mundo.
 
Apesar de estar entre os primeiros em carga tributária, quando falamos de Índice de Desenvolvimento Humano (que mede renda, saúde e educação no país) o Brasil está em 85° lugar, ficando atrás de países como Azerbaijão, Bósnia-Herzegovina e Omã.

Diante disso, uma pergunta deve ser feita? Para onde vai todo o dinheiro arrecadado? Uma parte, certamente vai para onde deveria, mas com toda essa verba, TUDO deveria estar funcionando em nosso país. Ninguém precisa morrer em filas e corredores de hospitais porque não tem verba para a saúde.
 
Ninguém precisa ser analfabeto funcional porque não tem verba para a educação. Porém, boa parte dessas verbas ficam presas em um Governo que precisa alimentar a própria máquina que tem um custo elevadíssimo, e não bastasse já o alto custo operacional, ainda temos a corrupção, desvio de verbas, busca pela perpetuação no poder, impunidade, etc.

Mesmo políticos que entram querendo mudar alguma coisa, sozinhos não conseguem fazer muita coisa. Existe já um sistema corrupto que está andando. Somente o povo pode de fato gerar mudanças reais nessa maquina, afinal a única coisa que os corruptos levam em conta são os votos, nada mais.

Enquanto cristão, vi e ouvi muita coisa sobre as manifestações que estão acontecendo em nosso país. Muitos “ortodoxos” que dizem ser contra por causa da violência. Outros “radicais” que querem ver o “circo pegar fogo”.

Não concordo com nenhuma das partes. Sou a favor de uma manifestação pacífica. Mas mesmo que haja violência, apenas não compactuar e não fazer parte disso. Afinal, violência tem em todo lugar, gente baderneira tem em todo canto. Quando falamos de centenas de milhares de pessoas, encontraremos gente de todo tipo.
 
Desta forma, cabe a nós dar exemplo para a população e sermos os primeiros a buscar justiça social, e os primeiros a ser pacíficos e dar a outra face. O povo tem a força de fazer história e mudar o rumo dela. As passagens já diminuíram (o estopim para o início das manifestações), mas podemos mudar muito mais.

Não creio em um evangelho que é pregado apenas para a “alma” da pessoa. Creio no evangelho todo para o homem todo. Evangelho sem transformação do homem como um todo, pra mim é blá blá blá.

O bom samaritano fez algo por aquele homem caído a beira do caminho. FAÇA ALGUMA COISA!! Caso contrário, você não é diferente daquele levita e daquele fariseu que passaram longe pensando que o “espiritual” é mais importante. (Lc 10:30-37)

Gospel +

Aline Barros estará pela 1ª vez na Festa do Peão de Barretos

Responsável por abrir caminho para a música gospel na televisão brasileira, Aline Barros participará pela primeira vez da Festa do Peão de Boiadeiro de Barretos, a maior do Brasil.
 
Aline foi a primeira cantora gospel a aparecer em programas de televisão e a primeira evangélica no Brasil a conquistar o Grammy Latino.
 
Dia 19 de agosto, a cantora se apresentará na Festa do Peão.
 
"Aline Barros é um dos shows mais esperados e promete levar um grande público para o Parque do Peão", diz o site oficial do evento.
 
No dia 19 também será a apresentação de André Valadão. Ele foi o primeiro cantor evangélico a cantar na Festa do Peão de Barretos, em 2009.
 
com informações do site oficial

Cresce número de pastores que participam das redes sociais

A pesquisa foi feita nos Estados Unidos com contas do Twitter e do Facebook.
Um relatório realizado nos Estados Unidos mostra que o número de pastores e igrejas que participam das redes sociais cresceu no último ano. A pesquisa foi realizada pelo Grupo Barna que notou que o público mais jovem é o que mais participa dessas redes.

Sobre os usuários pastores, o estudo mostrou que 23% dos líderes religiosos já estão no
Twitter, um aumento de 77% em número de usuários pastores comparado a 2011. No Facebook o crescimento também foi significativo, 66% em 2012 sendo que no ano anterior o número era de 59%.

As contas que são usadas pelas igrejas, e não em nome dos líderes, também cresceram. O Grupo Barna anotou que uma em cada cinco igrejas nos Estados Unidos já usam o Twitter e que 70% delas já possuem páginas no Facebook.

Um dado interessante é que as igrejas com mais de 250 membros são as que mais participam das redes sociais, mas são poucos os líderes que usam as redes para que os fiéis participem com perguntas sobre pregações.

Outro dado levantado é que quanto mais jovem for o líder da igreja, maior é a sua participação nas redes sociais. A faixa etária entre 29 e 47 anos representam 39% dos pastores participantes nas novas mídias. Entre os que possuem mais de 67 anos a participação é de apenas 6%. Só no Facebook, 86% dos pastores com páginas estão na faixa entre 27 e 47 anos. 

Com informações The Christian Post.

Jesus participaria das manifestações? Pastor comenta

Augutus Nicodemus é a favor de que o povo denuncie a desobediência às leis dos governantes, mas não aceita que histórias da Bíblia sejam usadas como base.
 
O reverendo Augustus Nicodemus Lopes foi questionado a respeito das manifestações populares que explodiram em todo o país nos últimos dias contra os mais diferentes motivos, desde o aumento das passagens de ônibus, até a corrupção e os altos gastos do governo com os estádios que sediarão a Copa de 2014.
 
Na opinião de um dos mais renomados líderes evangélicos, o cristão pode sim participar desses protestos, desde que não se envolva com a depredação e a violência. Em dois artigos escritos no blog “O Tempora, O Mores” ele explica o que aconteceu com as manifestações populares na história do cristianismo e como Deus conseguiu reverter as tentativas de acabar com os seus escolhidos.
 
O pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil também alerta sobre o perigo que é usar passagens bíblicas para dizer que alguns profetas e até mesmo Jesus estariam envolvidos nesses protestos. “Não há na Bíblia lei contra isto [manifestações], embora haja contra o desrespeito, a violência e a depredação dos bens alheios”, diz.
 
Os profetas que protestaram no Velho Testamento estavam sob uma teocracia e não em um estado laico como é o Brasil. “Eles protestaram e denunciaram as injustiças sociais porque estas eram contra a lei de Deus que era adotada como lei civil de Israel. O protesto deles era basicamente de natureza religiosa embora com implicações sociais”, explica o reverendo.
 
Nicodemus Lopes é a favor de que o povo denuncie a desobediência às leis que os governantes cometem, mas não aceita que histórias da Bíblia sejam usadas como base. “Teríamos, então, de protestar contra o adultério, a idolatria, a prostituição, e outros pecados contra os quais os profetas se manifestaram e pelos quais foram presos e mortos”, explica ele questionando se todos estariam dispostos a protestar até mesmo contra a sodomia e o adultério de pessoas públicas.
 
Leia na íntegra aqui e aqui.
 
GP

500 Anos


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Tags

(798) Cristãos Perseguidos (563) Cristãos (522) Bíblia (493) Intolerância Religiosa (365) Israel (349) Evangélicos (304) igreja (264) Reflexão (247) apocalipse (196) oração (191) Homosexualismo (177) catolicismo (156) Rede Record (150) homofobia (147) Irã (141) escatologia (132) Missões (131) Evento Gospel (128) Silas Malafaia (126) pecado (124) islan (114) Política (113) judeus (113) ateus (111) Milagres (107) Aborto (106) Religião (105) Natal (102) Criança (92) Ahmadinejad (91) esporte (91) Testemunho (88) globo (77) guerra (73) Perdão (72) Salvação (72) Morte (64) pastores (64) Aline Barros (59) Religiosidade (56) Yousef Nadarkhani (56) PL122 (55) Amor (53) adoração (48) heresia (48) Drogas (43) Prosperidade (42) festival promessas (41) Apostasia (39) Judaísmo (39) Thalles Roberto (39) campina grande (39) Idolatria (38) carnaval (37) Estados Unidos (34) mulçumanos (34) Família (33) Maconha (31) adoradores (29) Shows (28) Catástrofes (26) Hipocrisia (26) Páscoa (22) esperança (22) Mentira (20) Pornografia (20) Confiança (19) Alegria (18) Nasa (18) DIP (17) Oriente Médio (17) Suicídio (17) Paz (16) Rei David (16) adversidade (16) consciência cristã (16) BAND (15) Conforto (15) Pena de Morte (15) Promessa (15) Sofrimento (14) BBB (12) Graça (12) Tatuagem (12) benção (12) dia das mães (12) obediência (12) Justin Bieber (11) impureza (11) Ansiedade (10) Rio +20 (10) livro (10) masturbação (10) Catástrofe (9) Desobediência (9) Filho pródigo (9) Perlla (9) livre arbítrio (9) Jotta A (8) Pedro Leonardo (8) Whitiney Houston (8) filho de crente (8) sony music (8) Darwin (7) Eutanásia (7) Hackers (7) Perigo (7) Senadores (7) União (7) presença de Deus (7) Perfeição (6) cura pela palavra (6) Purgatório (5) alienígenas (5) lei da palmada (5) Aline Barros mostra sua filha (4) Cegueira Espiritual (4) Kaka (4) escolhas (4) texto e contexto (4) torá (4) vasco (4) vigilância (4) Gratidão (3) Pressa (3) Ressentimento (3) Segurança (3) Semeadura (3) Sodomia (3) o Caminho (3) servos (3) Cristo Redentor 80º aniversário (2) Guinnes Wolrd Records (2) Harold Camping (2) Impossiveis (2) Sonho de infância (2) mundial da juventude (2) Flórida (1) Galardão (1) Michel Teló (1) Redenção (1) impios (1) recall (1) vingadores (1)

Uma Reflexão sobre a Crise no Brasil