Rabino aponta que acordo entre Russia, Irã e Síria é um passo para o fim dos tempos

Código da Bíblia - Rússia e Irã estão reforçando sua presença militar na Síria em apoio ao presidente do país, Bashar al-Assad. 

A parceria pretende consolidar as frentes e ganhar tempo para a abertura de uma negociação para acabar com a guerra.

Russia e Irã estão reforçando sua presença militar na Síria em apoio ao presidente do país, Bashar al-Assad. A parceria pretende consolidar as frentes e ganhar tempo para a abertura de uma negociação para acabar com a guerra. 

Mas de acordo com um novo Código da Bíblia descoberto por estudiosos rabinos, esse é um passo no processo da redenção final.

Segundo estudiosos, o Código da Bíblia são conjuntos de palavras e frases que foram colocadas por Deus de forma "codificada" e oculta nos textos bíblicos, intencionalmente, podendo ser decifradas por meio de operações matemáticas por computador. Nelas, estão descritos avisos presentes e futuros.

De acordo com o rabino Mattiyahu Glazerson, especialista internacional em códigos da Bíblia, as codificações do livro de Deuteronômio descreve a situação atual da Rússia, Síria e Irã. 

Além disso, foram encontradas as letras hebraicas TAV, que representam o valor numérico 776. Esta é uma referência para 5776, o atual ano hebraico.

Glazerson ressalta que ao fim do código está a passagem de Deuteronômio 6:14-15, que diz exatamente o que Irã planeja para Israel: "Não seguireis outros deuses, os deuses dos povos que houver ao redor de vós; Porque o Senhor teu Deus é um Deus zeloso no meio de ti, para que a ira do Senhor teu Deus se não acenda contra ti e te destrua de sobre a face da terra. Para Israel, o Irã é "o povo que há ao redor de vós".

Os líderes iranianos têm afirmado, repetidamente, que seu objetivo é acabar com Israel. Em seu mais recente comentários público, o líder supremo do Irã, o aiatolá Ali Khamenei, prometeu que Israel deixará de existir dentro de 25 anos.

Arrependimento

Glazerson aponta as palavras Aish (fogo) e Irã como uma referência às suas armas nucleares, assim como em diversos outros lugares da Bíblia são encontradas as palavras Geula (redenção) e Mashiach (Messias). Ao centro, Glazerson revela a palavra teshuva (arrependimento).

O especialista diz que as ameaças dos países vizinhos serão um meio de levar o povo judeu ao arrependimento, para que não sejam sujeitados aos poderes inimigos. 

"Se você observar a maioria das minhas tabelas que contêm a palavra Mashiach (Messias), de acordo com o que os nossos rabinos dizem na Talmud (livro Sagrado dos judeus), se os judeus não se arrependerem de boa vontade, Deus os visitará com um líder cruel, e ele vai ameaçar destruí-los."

guiame

0 comentários:

Postar um comentário


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...