Tudo O Que Temos, De Quem É?

"Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas" (Mateus 6:33).
Houve um momento dramático, na história do mundo, quando o General Pershing colocou o Exército Americano sob as ordens do General Foch, que acabava de ter sido nomeado Chefe das Forças Aliadas no campo. Uma frase que ele articulou naquele tempo, embora não muito citada, é muito significativa: "Infantaria, artilharia, aviação ... todas as coisas que temos são suas. Disponham delas como desejarem".

Deus deseja ouvir de Seu povo uma consagração semelhante. Ele tem sido tudo para nós -- nosso Senhor, nosso Salvador, nosso Mestre, nosso Amigo verdadeiro, nosso Companheiro em todas as jornadas, um tesouro que nos faz ricos e felizes.
E o que temos sido para Ele? O que temos lhe oferecido? Alguma vez já dissemos que tudo que temos Lhe pertence? Já lhe entregamos todos os nossos bens para que Ele use conforme a Sua vontade?
É muito comum chegarmos diante do Senhor pedindo: "Senhor, dá-me isso; Senhor, dá-me aquilo; Senhor, quero ser rico; Senhor, quero prosperidade em abundância; Senhor..." Sempre estamos querendo mais e nunca estamos satisfeitos com coisa alguma.
Mas, não é esse o ensino de Jesus. O nosso desejo, mais e mais, deve ser buscar a Sua presença e fazer a Sua vontade. Tudo o mais é acrescentado conforme os planos divinos. Nem tudo que pedimos nos torna felizes, mas, tudo o que Ele nos dá nos enche o coração de regozijo e satisfação.
Entreguemos ao Senhor tudo o que temos, para que Ele administre. Coloquemos à Sua disposição, especialmente, o nosso coração. Dessa forma, viveremos de maneira abundante e alcançaremos todas as vitórias almejadas.



Por Paulo Roberto Barbosa

Depois De Uma Cantada, A Salvação

"Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo"
(2 Timóteo 4:2).
Um homem se senta ao lado de uma mulher muito bonita em uma viagem de avião e começa a lhe passar uma cantada. Inesperadamente, ela abre sua bolsa, pega sua Bíblia e começa a ler passagens da Escritura que falavam de salvação. Quando a aeronave aterrissou no aeroporto da Filadélfia, os outros passageiros viram a mulher e o homem, que acabara de receber Cristo como Salvador em seu coração, curvados em oração.
Uma situação que poderia se tornar constrangedora e aborrecida para aquela mulher, se transformou em uma oportunidade de compartilhar a Palavra do Senhor e de conduzir um homem à presença de Jesus. Ela não reclamou e nem repreendeu o passageiro ao seu lado; apenas testificou do amor de Cristo que já havia enchido sua alma de grande regozijo.
Que temos feito quando o Senhor nos oferece uma possibilidade de pregar o Evangelho de salvação? Temos aproveitado as ocasiões que nos surgem ou apenas nos lembramos de Deus nos cultos da igreja? A nossa vida cristã tem sido demonstrada em cada uma das vinte e quatro horas do dia ou somente quando entramos pelas portas do templo?
O ensino das Escrituras é que devemos aproveitar o tempo que temos e até o que não temos para espalhar a semente de salvação pelo caminho por onde passamos. Em qualquer circunstância e em qualquer lugar, devemos estar atentos para as oportunidades que nos surgem à frente. Para isso fomos chamados e para isso o Senhor nos redimiu -- para oferecer a todos a mesma bênção que um dia nos transformou e nos fez mais do que felizes.

Sua vida cristã tem estado ativa a tempo e fora de tempo?


Por Paulo Roberto Barbosa

Balanço Espiritual

"Procura apresentar-te a Deus aprovado"
(2 Timóteo 2:15).
"Nós devíamos fazer um balanço de nossas vidas todas as noites: Que fraquezas eu dominei hoje? Que sentimentos de ira repeli? Que tentações resisti? Que virtudes adquiri?" (Marcus Annaeus Seneca)
Como tem sido a nossa vida diante de Deus? Temos demonstrado, em nossas atitudes, que houve uma verdadeira transformação desde que Cristo entrou em nossos corações? Temos abandonado os desejos carnais e aplicado os ensinos do Senhor na edificação de uma vida espiritual que glorifica o nome de Jesus?
Quando deixamos a velha natureza mundana e começamos a desfrutar as delícias de um novo viver, agora dirigido por Deus, enfrentamos grandes provações. Às vezes nos sentimos fracos na fé e precisamos lutar muito para repelir a força que nos puxa de volta para o mundo que com regozijo abandonamos.
Às vezes as tentações parecem nos subjugar e temos de buscar forças para nos manter firmes no caminho de nosso Salvador. Sabemos que a nossa luta não é fácil, mas, sabemos também que podemos contar com a ajuda dAquele que perdoou os nossos pecados, que nos trouxe da escuridão para a luz, da morte espiritual para a vida abundante e eterna.
Somos muito felizes e abençoados por poder estar agora na presença do Senhor. Ele nos fortalece e nos ajuda a dominar o ódio e o egoísmo, o orgulho e a arrogância, as fraquezas da carne e a insegurança. Nele resistimos as tentações e somos mais que vencedores em toda e qualquer situação.
Quando Cristo é nosso Senhor e Mestre, aprendemos a amar ao próximo, a colocá-lo em primeiro lugar, a espalhar, no mundo, Sua luz e Seu perfume.
No seu balanço diário, o que tem prevalecido: defeitos ou virtudes?

Por Paulo Roberto Barbosa

Você Tem Problemas?

"Tenho-vos dito estas coisas, para que em mim tenhais paz. No mundo tereis tribulações; mas tende bom ânimo, eu venci o mundo"
 (João 16:33).
"Só existe um grupo de pessoas que não tem problemas e elas estão todas mortas. Os problemas são um sinal de vida. Então, quanto mais problemas uma pessoa tem, mais viva está." (Norman Vincent Peale)
Ninguém gosta de enfrentar lutas e aflições. Quando isso acontece, sentimo-nos abatidos, sem ânimo, frustrados e até derrotados. Mas a palavra do Senhor nos estimula: "Tende bom ânimo".
O Senhor enfrentou problemas, mas em tudo foi vitorioso. E quando nos convida a confiar que também venceremos, deixa bem claro que estará ao nosso lado e que nos ajudará a alcançar a vitória almejada.
As tempestades sempre chegam em determinados momentos, mas, elas passam. O choro pode nos incomodar durante toda uma noite, mas, o sorriso e alegria se apresentam pela manhã. Os tropeços podem nos derrubar durante a caminhada, mas, ao levantarmos, retomaremos o caminho de nossas conquistas. Podemos nos sentir sós diante de algumas situações, mas, com certeza, o Senhor está ali, bem próximo, intercedendo por nós, esperando o momento de dizer: "Parabéns, você conseguiu!"
Alguém já disse: "Não há vitórias sem lutas" e sabemos que nossa vida seria bem monótona se nada acontecesse para nos inspirar a buscar a realização de novos sonhos. São os desafios que tornam a nossa vida empolgante. Podemos, assim, praticar a coragem e a ousadia, a fé e a determinação, a alegria de ver um obstáculo ser ultrapassado e a felicidade de ver o sol brilhar depois da tormenta.

Você tem problemas? Glorifique a Deus! Viva a vida!

Por Paulo Roberto Barbosa

Israel – O Relógio De Deus

"Israel – Uma prova da existência de Deus"
O Tema Número 1 das Profecias Bíblicas é o nascimento e o retorno de Jesus Cristo
O Tema Número 2 é a história de Israel – Passado, presente e futuro

No século XVII Frederico II, Rei da Rússia, desafiou seu conselheiro espiritual: 
Dai-me uma prova da existência de Deus. Seu conselheiro respondeu sem hesitar:
Os judeus, majestade!
Todas as Profecias relacionadas a Israel têm-Se cumprido na história.
E todas as pessoas e nações que tentaram impedir o cumprimento dessas profecias foram destruídas.
A nação de Israel e o povo judeu são um enigma para este mundo. Sua existência desafia a lógica humana; sua preservação contradiz todas as tendências históricas.
Palavras de Deus: “Assim será a palavra que sair da minha boca: ela não voltará para mim vazia, antes fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei.” Isaias 55.11
Deus é chamado na Bíblia 203 vezes de Deus de Israel
Deus prometeu que iria disciplinar Israel por causa de seus pecados. Por não terem obedecido aos seus mandamentos para que fossem um povo diferente na terra e adorassem apenas ao único Deus que fez o universo.
Será que essas promessas divinas se cumpriram

Profecia
“Espalhar-vos-ei por entre as nações e, desembainhando a espada, vos perseguirei; a vossa terra será assolada, e as vossas cidades se tornarão em deserto.” Levitico 26.33
“Assim saberão que eu sou o Senhor, quando eu os dispersar entre as nações e os espalhar entre os países.” (Ezequiel 12.15).
No Ano 70 da Era Cristã, os Romanos (Tito) destruíram Jerusalém e os Judeus foram espalhados para o Mundo todo.  Profecia Cumprida!

Profecia
“...e serás espetáculo horrendo a todos os reinos da terra. Os teus cadáveres servirão de pasto a todas as aves do céu, e aos animais da terra, e não haverá quem os enxote.” Deuteronômio 28.25-26
Na 2.ª Guerra Mundial Os Nazistas mataram 6 Milhões de Judeus
Isso Foi chamado de holocausto, os corpos dos Judeus ficaram espalhados ao sol sem sepultamento, multidões de ossos secos expostos ao sol – Cenas que o mundo nunca esquecerá. Profecia Cumprida!
Diante do massacre nazista os Judeus clamaram angustiados: Acabou-se a nossa esperança!
Mais de 2000 Anos Antes Ezequiel ouviu os ossos secos clamando:
“Os Nossos ossos secaram-se, e pereceu a nossa esperança; Estamos de todo exterminados.”
Ezequiel 37.11
As profecias afirmam que durante muitos séculos os judeus iriam vagar de um lado para o outro e seriam expulsos de várias nações onde tentassem encontrar abrigo, se Israel é uma prova da existência de Deus, a eliminação definitiva dos judeus seria uma forte evidência para o mundo de que Deus não existe, Por Isso, durante séculos, Reis e Tiranos tentaram apagar essa marca de Deus na terra, mas não sabiam que Deus estava prestes a mudar a sorte do seu povo.
Renasce Israel: 29 de Novembro de 1947 – Apenas dois anos depois do grande massacre – Na mesa da Onu é criado o novo estado de Israel, num único dia, uma Nação renasce: Mas o Profeta Isaias Já sabia disso há mais de 2.700 Anos antes:
“Quem jamais ouviu tal coisa? Quem viu coisas semelhantes? Poder-se-ia fazer nascer uma terra num só dia? Nasceria uma nação de uma só vez? Mas logo que Sião esteve de parto, deu à luz seus filhos.” (Isaias 66.8).

14 de Maio de 1948  é Proclamada a Independência do novo Estado de Israel
O primeiro-ministro David Ben Gurion convida os judeus do mundo todo para retornarem à sua pátria: 
Milhares de Judeus de várias partes do mundo viajam para Israel, parecia inacreditável – Após 1878 anos, os Judeus estavam de volta à sua pátria. Centenas de profecias milenares começam a se cumprir:
 “E vos tomarei dentre as nações, e vos congregarei de todas as terras, e vos trarei para a vossa terra.” (Ezequiel 36.24).
Após 19 Séculos, os Judeus estavam de volta à sua antiga Pátria
de mais de 120 Países, milhares de Judeus retornaram  e as milenares Profecias tornaram-se história
Existem mais profecias falando da restauração de Israel do que da sua dispersão. Deus multiplicou as profecias sobre este tema para que ninguém tenha desculpas para duvidar.

A Bíblia diz que os desertos em Israel iriam florescer.
“Também trarei do cativeiro o meu povo Israel; e eles reedificarão as cidades assoladas, e nelas habitarão; plantarão vinhas, e beberão o seu vinho; e farão pomares, e lhes comerão o fruto. Assim os plantarei na sua terra, e não serão mais arrancados da sua terra que lhes dei, diz o senhor teu Deus.”
(Amós 9.13-14).
Hoje Israel é o 3.º maior exportador de flores para o resto do mundo
Entre os mais de 200 Países do planeta, Israel é um dos 30 que possuem o mais elevado índice de desenvolvimento humano do mundo.
Entre os mais de 200 Países do Planeta, Israel é um dos 30 que possuem o mais elevado índice de esperança de vida – ganhando (de longe) até dos Estados Unidos.

Israel o lugar que moldou o passado e definirá o futuro do planeta.
Israel é a prova da existência de Deus.

Fonte. Blog:Teologando

Os Santos

"... aos santificados em Cristo Jesus, chamados santos, com todos os que em todo o lugar invocam o nome de nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor deles e nosso" (1 Coríntios 1:2).
As Escrituras nos falam de "santos". Esta palavra é definida de várias maneiras, mas, ao buscarmos seu significado no Novo Testamento, entendemos que se refere a um pecador morto, revisado e restaurado."
Quem são os santos? São homens e mulheres que se colocaram diante do altar do Senhor, abriram os seus corações para serem usados com poder e graça e dedicam suas vidas a fazer a vontade de Deus.
O santo é uma "nova criatura", que abdicou dos prazeres ilusórios do mundo e tem se dedicado a desfrutar da alegria verdadeira na presença do Salvador Jesus Cristo.
E se o pecado não mais nos domina, caminhamos na certeza de que Deus está à nossa frente, dirigindo nossos passos, consolando-nos nas horas de angústia, sorrindo conosco nos momentos de alegria, cumprimentando-nos por ocasião de nossas conquistas.
O Senhor Jesus nos animou: "Sede santos". Devemos então ser perfeitos? Não errar nunca? Ele sabe que somos humanos e falhos, mas, espera que não tenhamos mais prazer no pecado e que procuremos viver conforme Seus ensinos. Ele deseja que não estejamos mais divididos -- uma hora em Sua presença e outra longe dele, servindo a outro senhor. Ele nos preparou um caminho de bênçãos, de vitórias, de grande felicidade.
Queremos ser santos. Queremos depender de Deus em todas as circunstâncias. Queremos amá-lo acima de tudo e também aos nossos irmãos, como Ele nos ensinou. Queremos falar com Ele antes de sair para o trabalho, antes de ir para a faculdade, antes de adquirir um patrimônio, antes de ir ao mercado para as compras de nossa casa. Queremos dizer a Ele que dependemos dEle e sem sua direção, nada sabemos fazer e nada queremos fazer.
Sim, somos santos e o Senhor é o nosso Deus.


Por Paulo Roberto Barbosa

Pediu Braços E Recebeu Pernas

"O qual, vendo a Pedro e a João que iam entrando no templo, pediu que lhe dessem uma esmola. E disse Pedro: Não tenho prata nem ouro; mas o que tenho isso te dou. Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, levanta-te e anda" (Atos 3:3, 6).
O pregador estava visitando a casa de um dos membros de sua igreja. Durante o jantar, uma pequena menina, filha mais nova do dono da casa, dirigiu-se ao ministro e falou: "Eu ouvi o que você pregou hoje". "Ouviu mesmo?" perguntou o pregador. "Diga-me, então, sobre o que foi o meu sermão hoje?" "Você falou sobre um homem que pediu braços e recebeu pernas". (Nota: A história é traduzida. O pregador falou sobre um homem pedindo "alms" - esmolas, e a pequena menina entendeu "arms" - braços)
Apesar de nossa ilustração ser engraçada, pela confusão de palavras da garota, conduz-nos a uma reflexão séria. Muitas vezes pedimos alguma coisa a Deus e parece que Ele não nos atende. Nem nos damos conta de que Ele respondeu, sim, mas de outra maneira. Nem sempre o que buscamos de Deus é o melhor para nós. E Ele sabe qual a nossa real necessidade. O coxo da porta do templo pedia esmolas, mas, o que recebeu foi muito melhor do que uma simples moeda. Ele podia agora andar, trabalhar, ganhar seu sustento, e viver de forma abundante e feliz. Ele não recebeu o que pediu, porém, começou a dar glórias a Deus pela grande bênção alcançada.
Como reagimos quando Deus não nos dá o que pedimos? Temos compreendido que Ele nos ama e que a Sua resposta é sempre a melhor possível? Temos colocado a nossa vontade em plano inferior à vontade do Senhor? Temos nos submetido à Sua direção, crendo que é o caminho mais apropriado para uma vida plena de conquistas?
Muitas vezes perdemos um longo tempo aguardando uma bênção de Deus quando ela já veio e de forma melhorada. Todos os ingredientes necessários à nossa vitória estão à nossa frente e continuamos murmurando pela falta de resposta. E só o que nos resta é abrir os olhos espirituais e ver as grandes maravilhas do Senhor... e exultar de alegria... e viver.


Por Paulo Roberto Barbosa

A Bênção De Saber Esperar

"Mas os que esperam no SENHOR renovarão as forças, subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão"
(Isaías 40:31).
Uma mãe estava preparando panquecas para seus filhos: Carlos, de 5 anos e Raul, de 4 anos. Os meninos começaram a discutir sobre quem receberia a primeira panqueca. Sua mãe viu a oportunidade para uma lição moral. "Se Jesus estivesse sentado aqui, ele diria: Deixe meu irmão ter a primeira panqueca. Eu posso esperar". Carlos voltou-se para seu irmão mais novo e disse: "Raul, você é Jesus!"
Parece que a nossa historieta é coisa de crianças, mas, muitas vezes, isso acontece também conosco, adultos, cristãos. Queremos ter sempre a primazia, o primeiro lugar, a preferência em tudo. Isso acontece em nossa casa, em nosso trabalho, em nossa igreja. Não sabemos esperar e achamos que todas as coisas giram ao nosso redor, como se mais nada importasse, como se ninguém mais merecesse ou tivesse o direito de receber aquilo que julgamos ser só nosso.
Queremos ser distinguidos em tudo e não nos conformamos quando alguém ocupa o nosso lugar. E, às vezes, mesmo quando recebemos a notoriedade que cremos merecer, ficamos aborrecidos quando outros recebem a mesma distinção. Somos cristãos vaidosos, egoístas, soberbos. Dizemos que Cristo está em nossos corações, que Ele é amor, que somos Seus discípulos, mas, não o imitamos em nada.
Os meninos da nossa ilustração não sabiam esperar. Nós, quase sempre, também não sabemos esperar com paciência. Se o que buscamos demora um pouco, somos tomados de angústia, de desânimo, de pessimismo. Perdemos as forças, a fé, a esperança.
Quando aprendemos a confiar no Senhor Jesus, cremos que a nossa bênção virá, mesmo que demore um pouco. A nossa esperança não desfalece, as nossas energias espirituais são renovadas, a certeza da vitória jamais nos abandona. Ficamos felizes com as conquistas pessoais e com as conquistas dos irmãos e amigos. Se os nossos sonhos são realizados em primeiro lugar, glorificamos a Deus. Se outros nos precedem, glorificamos também. O que nos importa é que na hora do Senhor a nossa bênção chegará.

Por Paulo Roberto Barbosa

Sozinho e Desamparado?

Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste? Por que te alongas do meu auxílio e das palavras do meu bramido?
Salmos 22:1
As inquietações e as tribulações em que vivemos diariamente, muitas vezes nos empurram para o isolamento. Quase sempre ficamos acuados e dentro desta situação pensando que a melhor forma para resolvermos tudo é fugirmos e isolarmos.
Ficamos como quem está desamparado e achamos que Deus não está nem ai para a nossa dor e sofrimento. Gritamos por socorro, mas parece que o Senhor, não está atento ao nosso movimento, nem ao nosso clamor. Salmo 22:2 Deus meu, eu clamo de dia, e tu não me ouves; de noite, e não tenho sossego. Perdemos o sono as inquietações não nos deixam dormir. Então fugimos, nos isolamos e entramos na caverna, como fez Elias.
Certa ocasião, Jesus falou sobre isso e nos garantiu que assim como Ele venceu, nós venceríamos também. João 6:33. Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.
Estas pressões tentam paralisar-nos, estacionarmos e acharmos que estamos sozinho na guerra. A natureza humana é mesmo assim: Falha e sensível e sujeita as paixões desta vida. Mas a palavra nos anima quando diz: Elias era sujeito as mesmas paixões do que nós, mas simplesmente orava para que não chovesse e não chovia. Orava para que a chuva chegasse e simplesmente seu pedido interferia na atmosfera fazendo a chuva descer. Tiago 5:17.
Elias havia saído de uma grande batalha onde foi vencedor, sobre os profetas de Baal, mas isto apenas não foi suficiente para sentir só e desamparado. Uma ameaça feita por seus inimigos, o Rei Acaz e “Jezabel” foi o motivo para paralisá-lo e isto, foi o suficiente para Elias pedir a morte.
Entrar no isolamento e fugir, pois pensava ele estar sozinho. I Reis 19:1-9.
A letra de uma música da Pastora Ludmila Ferber reflete bem o contexto desta mensagem. Ela diz assim:♫

O que vem pra tentar ferir
O valente de Deus
Em meio às suas guerras?
Esse ataque é capaz
De fazê-lo olhar pra trás
E querer desistir?
Que terrível arma é
Usada pra tentar paralisar sua fé?

Cansaço, desânimo
Logo após uma vitória
A mistura de um desgaste com um contra-ataque do mal
A dor de uma perda, ou a dor da traição
Uma quebra de aliança, que é raiz da ingratidão
Se alguém está assim, preste muita atenção
Ouça o que vem do coração de Deus:

Em tempos de guerra, nunca pare de lutar
Não baixe a guarda, nunca pare de lutar
Em tempos de guerra, nunca pare de adorar
Libera a Palavra, profetiza sem parar

O escape, o descanso, a cura
A recompensa vem sem demora

Uma grande arma usada pelo nosso inimigo, nestes momentos de guerra e de pressões que sofremos, é tentar desestabilizarmos, paralisarmos e fazer-nos desistir, fugir, fazer nos entrar em cavernas e nos isolarmos, pensando assim que estamos sozinho. Mas a palavra de Deus nos aconselha no dia da adversidade se te mostrares frouxos a nossa força é pequena. Provérbios 24:10
Meu querido irmão você não está sozinho neste exato momento milhares de irmãos nossos não se curvaram a Baal nem os seus joelhos ante as inquietações e tribulações, não fique na caverna.

O Senhor te pergunta: O Que fazes nesta caverna? E aconselha a sair dela.
Levante-se saia da caverna, pois somos mais que vencedores, por Cristo nosso Senhor..

Graça e Paz da parte de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

Por. Josiel Dias

Ou confio, ou não confio.

Entrega teu caminho ao Senhor, confia
nele e o mais Ele fará. Salmos 37:5
As vezes afirmamos que confiamos em Deus com todas as nossas forças e devoção. Mas isto muitas vezes é apenas de lábios, pois o que anda realmente em nosso coração não condiz com o que afirma os nossos lábios.

Certa ocasião estava indo com minha família em meu carro em destino o Nordeste paraibano. Em nossa frente estava uma carreta com grandes toras de madeiras. O local não oferecia segurança para a ultrapassagem devido a visibilidade, mas em apenas um sinal feito através do pisca alerta do carreteiro na minha frente, foi o suficiente para acreditar na informação passada por ele.

E se fosse engano? E se o carreteiro tivesse esbarrado na seta sem perceber e viesse outra carreta em sentido contrário? O que ocorreria com a minha família?

São perguntas que eu fiz para mim mesmo, após ter ultrapassado aquela grande carreta carregada de toras de madeiras. Depois fiquei analisando como creditamos ao estranho o nosso bem.

Queridos irmãos muitas vezes confiamos em pessoas que nunca vimos, nunca tivemos contatos, apenas por parecer legal ou ter feito algum sinal. Porque temos tantas dificuldades de crer no “Eterno” a cerca de nossos pedidos e inquietações?.

Entregar o caminho ao Senhor, é ter a certeza que este “caminho” está em boas mãos. Confiar em Deus é mais seguro que confiar no homem, pois sabemos que Ele fará por nós muito mais do que pedimos ou pensamos. Confiar é entregar e não pegar de volta. Ou eu entrego e descaso ou vou ficar preocupado se Ele realmente vai me atende ou responder.

Quantas vezes entregamos em oração a Deus certa inquietação e ficamos repetindo o tempo todo: o mesmo pedido como se Deus se quer tenha nos ouvido.

Na quela ultrapassagem que fiz com o meu carro, eu estava confiando toda a minha família, todo meu bem a um estranho apenas poe um sinal de pisca alerta.

Porque temos tantos conflitos em nossas entregas que fazemos ao Senhor.

Pense nisto! Ele é fiel, pois até aqui tem nos ajudado. Será que Deus já nos tem dado provas que ele faz? Basta olharmos para trás e perceber o que ele já fez por nós e nossos familiares.

Por Cristo Jesus nosso Senhor e Salvador. Amém.

Josiel Dias
Iec Alcântara

Relacionamento Conjugal

O relacionamento conjugal pode ser bem desenvolvido quando os cônjuges compreenderem, dentre muitos ensinamentos bíblicos, o principio da “interdependência” que indica que tanto o homem como a mulher precisa um do outro e ambos se completam.

É de suma importância que haja unidade, cumplicidade, acordo no trato de tal forma que ande em concordância em todos os aspectos familiares.
Quando o relacionamento não está bem firmado, perdeu-se o controle que não se consegue resolver os problemas e tudo está de mal à pior é hora de buscar intimidade com Deus através da oração no sentido de encontrar ajuda, pois Deus é suficientemente poderoso para fazer infinitamente mais do que pedimos ou pensamos ( Efésios 3:20-21).

Alguém já disse: “Tudo pode ser mudado através da oração”, e isso é bíblico quando Tiago afirma: “a oração do justo pode muito em seus efeitos” (Tiago 5:16).

As causas de muitos conflitos no relacionamento familiar são:

1) falta de controle na administração das finanças, portanto se você enfrenta esse problema, busque meios de solucioná-lo, além da oração é interessante que você seja fiel a Deus nas suas contribuições com dízimos e ofertas, pois o devorador só será repreendido pela sua obediência ao Senhor. Faça planejamento com seu orçamento, busque auxilio com pessoas que possam dar orientações equilibradas;
2) a comunicação é outra área que precisa de mais atenção, é fundamental ser claro, verdadeiro e sincero, porém mais ainda, que tudo seja com amor. Trabalhe com muito cuidado esse ponto;
3) o papel que cada um tem no lar é outro ponto a considerar. Quando o homem e a mulher entendem seus papéis, o relacionamento flui com equilíbrio. Deus é o maior interessado que a sua família vá bem e seja plenamente edificada, harmoniosamente equilibrada.

Problemas sempre surgirão, mas Deus ajudará aqueles que o buscarem de todo coração.
Deus abençoe nossas famílias!
Por : Pr Ialan Jay de Sá Cavalcante

Alegres Pela Alegria Dos Outros

"Para que eu veja os bens de teus escolhidos, para que eu me alegre com a alegria da tua nação"
(Salmos 106:5).
Um cachorro estava deitado em um estábulo e rosnava cada vez que os bois se aproximavam para comer o feno que havia sido colocado ali para eles. "Que Cachorro egoísta!" disse um dos bois para seus companheiros; "ele não pode comer o feno, e ainda impede que os que podem o façam". Satanás é como aquele cachorro. Porque ele perdeu seu lugar no Paraíso, está ardentemente determinado a impedir que todo humano herde o que ele perdeu!
O egoísmo, a inveja, a vingança, são atitudes comuns àqueles que não conhecem a Deus. São próprias do adversário do Senhor. Ele perdeu tudo e deseja que todos percam também.
O filho de Deus age de forma diferente. Ele tem prazer em ver a felicidade dos que o cercam. Ele se alegra quando um irmão é abençoado, quando alcança o sucesso, quando realiza um grande sonho. Ele está pronto a ajudar, a estender a mão, a repartir o que tem, mesmo que seja muito pouco.
O cristão aprende sobre o amor e deseja praticá-lo a todo momento e em qualquer situação. Ele aprende que Deus é amor e quer ser um discípulo fiel e verdadeiro.
Aqueles que têm o coração fechado para Cristo não compreendem o valor de ser uma bênção em Suas mãos. Se têm muito, querem ter mais e ignoram os que nada têm. Se têm pouco, murmuram por tudo e invejam aqueles que possuem alguma coisa. Nunca estão satisfeitos e parece que estão sempre de mal com a vida.
Aqueles que abrem o coração para o Salvador, estão sempre satisfeitos e mais satisfeitos ficam quando podem ser úteis à comunidade. A sua maior felicidade é ser uma bênção para todos e, principalmente, para Deus.
Alegre-se com a alegria dos outros. É o melhor caminho para ser feliz... sempre.

Por. Paulo Roberto Barbosa

Sustento e Protenção

“O meu Deus enviou o seu anjo e fechou a boca aos leões, para que não me fizessem dano, porque foi achada em mim inocência diante dele; também contra ti, ó rei, não cometi delito algum.” (Daniel 6:22).

Já li este texto inúmeras vezes, mas só hoje me dei conta de que não vi em lugar algum Daniel orando para que Deus o livrasse dos leões, nem murmurando, nem acusando seus acusadores, nem ao menos suplicando ao rei pela sua vida. Tudo isso seria legítimo, afinal ele era de fato inocente.

O filho de Deus deve ter esta atitude, louvando a Deus em todo tempo e em toda situação, mesmo quando jogado numa cova cheia de feras famintas e coberta por uma pedra. Leia o texto e pasme, não havia fuga. Será que Daniel pediu que Deus o libertasse? Pode ser que sim, pode ser que não, mas que ele louvou a Deus por ter sido liberto, isso sem dúvida nenhuma. Assim deveríamos, todos nós.

O que acontece quando se tem uma atitude como esta de Daniel é que Deus age livremente, sem interferências do nosso eco, nem com a nossa voz estridente em Seus ouvidos gritando “me dá, me dá, me dá”. Mesmo tendo direito, mesmo sendo legítimo, mesmo podendo – é melhor louvar do que pedir, agradecer confiadamente do que suplicar. Nada de errado em pedir a Deus aquilo que é legítimo.

Por isso mesmo temos tão poucos como Daniel, já naquele tempo e menos ainda em nossos dias. Quantos de nós conseguem agir assim? Temos de aprender a lição com este irmão de quem a Bíblia não aponta qualquer falha.
Note que Daniel é muito abençoado, mas isso não significa que não tenha sofrido, passado privações, foi acusado injustamente. Muito semelhante a todos nós. Um pouco, porque nem sempre somos tão inocentes assim.

Fica o desafio a cada um de nós, não apenas de louvar mais do que pedir, mas de manter o nível de santidade num ponto em que possamos ser livrados por Deus de forma sobrenatural, por termos sido encontrados inocentes, tanto diante Dele quanto diante dos homens.

“Senhor, eu gostaria de andar em retidão diante de Ti e ser muito mais grato a Ti, mas preciso de ajuda. Não sou capaz de mudar desta forma com as minhas forças.”

Por Mário Fernandez

Lá vem o Sonhador..

Introdução
José era considerado por seus irmãos como um sonhador prepotente, que queria mandar neles e até mesmo em seus pais. Seus irmãos tinham inveja dele porque seu pai Jacó o amava sobremaneira, no entanto José não desistiu dos sonhos e foi vencedor.

Sonhar é revelação de Deus
O sonho do crente não é simplesmente um sonho, mas ma revelação da parte de Deus, cada sonho que temos é o próprio Deus falando conosco, por isso devemos acreditar e buscar orientação e discernimento para os nossos sonhos.

Sonhos em tempos de bonança
Quando estamos em tempo de tranqüilidade Deus
sempre nos dá sonhos confirmando os nossos passos, sonhos de alegria, com festas e outras coisas que agradam o nosso coração.

Sonhos em tempos de adversidade
Temos a experiência de Jacó, que em meio ao
deserto, fugindo do seu irmão, deitou-se e reclinou sua cabeça sobre a pedra e Deus lhe mostrou a sua glória com a escada onde anjos desciam e subiam (devemos sonhar em meio as pedradas).

Sonhar com as promessas de Deus
Quando estamos em adversidade e a nossa fé se esmorece, devemos continuar sonhando e acreditando na promessa de Deus, ainda que você seja desprezado e humilhado por seus irmãos, lançado no cárcere da solidão, perseguido pelo adversário que é o acusador, Deus sempre tem sonhos para você.

Conclusão
Não importa a situação que você esteja passando, você deve sonhar e acreditar naquilo que Deus tem proposto para você. Quem sonha acredita, quem acredita conquista e quem conquista é vencedor. Seja um sonhador abençoado.


Por Laís Gomes.

Vida Plena De Vitórias

"A tua palavra é muito pura; portanto, o teu servo a ama" (Salmos 119:140).
"Pouca Palavra e pouca oração dá uma vida espiritual morta. Muita Palavra com pouca oração dá uma vida fraca e doente. Muita oração e pouca Palavra dá uma vida emocional. Porém, uma medida completa de oração e Palavra, todos os dias, dá uma vida saudável e poderosa." (Andrew Murray)
Como está a nossa vida espiritual? Temos nos aplicado à leitura das Escrituras? Tem sido a Bíblia o nosso manual de fé e esperança? Temos buscado na Palavra de Deus o alimento diário para nossas vidas? Temos procurado, de igual modo, manter um bom relacionamento com o Senhor, buscando sua direção para tudo o que fazemos?
Quando colocamos no altar de Deus as nossas dúvidas, as nossas necessidades, os nossos sonhos de felicidade, sabendo esperar com paciência por Sua resposta, não corremos o risco de tomar atitudes precipitadas ou equivocadas e guardamos no coração a certeza de que receberemos as bênçãos almejadas no tempo certo do Senhor.
Se relaxamos em nossas vidas de oração ou leitura da Escritura, ou em ambas, perdemos a alegria verdadeira do Senhor, não desfrutamos a vida abundante para nós preparada, não percebemos as grandes coisas que Deus faz ao nosso redor e, mesmo sabendo que o Senhor Jesus está próximo a nós, nos sentimos muito distantes dEle.
Os filhos de Deus têm prazer em ouvir os ensinamentos do Pai, vêem seu espírito transbordar com tudo o que Ele fala, regozijam-se por estar na presença do Senhor e se sentem felizes pelo privilégio de poder conversar com Ele, a todo momento, em oração.
Se você quer ter uma vida plena de vitórias, deixe que o Senhor a governe, buscando em oração e no estudo da Palavra, cada um dos passos que deverá dar.

Por: Paulo Roberto Barbosa

Tirando o peso.

 Míriam não queria estar na Escola Dominical. Ultimamente ela se sentia longe de Deus. Quando entrou na sala, sua professora lhe entregou um pedaço de papel e um lápis
– "Escreva tudo que está incomodando você" – disse Sara. –"Erros que cometeu ou preocupações que você tem."
Míriam olhou os outros jovens trabalhando nas suas listas. Ela se lembrou da festa da qual tinha participado havia duas semanas. Para entrar na onda da turma, teve de tomar vários copos de cerveja. Depois acabou transando com esse rapaz famoso, do qual na verdade nem gostava. Toda essa experiência a fez sentir-se barata, como se não merecesse o respeito de ninguém. Começou a escrever na folha: "Passando dos limites".
– "Quando entregamos nossos problemas a Deus, Ele torna o peso mais leve" – disse Sara, depois de todos terem terminado. Ela passou uma caixinha de metal pelo círculo, Míriam viu sua lista de pecados sendo queimada e sentiu que o amor de Deus dentro dela, "estava queimado" a dor dos pecados que havia cometido. Respirou fundo e sentiu-se aliviada, pela primeira vez, em vários dias. Percebeu que, ao reconhecer seus erros, para Deus, acabou sentido-se mais perto dEle. Talvez pudesse recomeçar agora.
O pecado não deixa que as pessoas sejam aquilo que Deus gostaria que elas fossem. Isaías 43.16-25 nos lembra que Deus está pronto para perdoar os pecados para podermos estar perto dele.
Como Míriam teria reagido se tivesse lido esse texto?
Que versículos desse texto ajudam você entender o perdão de Deus para os seus pecados?
QUE TAL...
Fazer uma lista de pecados que você cometeu recentemente? Peça a Deus que o perdoe por todos eles. Então queime essa lista no latão de lixo, lá fora.
Dar um presente de "obrigado" a Deus porque ele perdoa você? Escolha um presente de que Deus iria gostar, como alguma coisa para os necessitados, um presente para sua igreja ou um tempo específico para sua obra.
PARA INFORMAÇÕES ADICIONAIS, VEJA...
– Salmo 32.1-7
– Miquéias 7.18-20
– Romanos 3.23-26

Fonte: emjesus.com

Que Mais Poderíamos Almejar?

"Qual é, logo, a vossa bem-aventurança?
(Gálatas 4:15).
Na antiga série de quadrinhos, uma criança veio até Charlie Brown e disse: "Sim, senhor, Charlie Brown. Abraão Lincoln foi um grande homem. . . . Charlie Brown, você gostaria de ter sido Abraão Lincoln?" Ele refletiu por um instante e respondeu: "Bem, eu não sei... Eu já me esforço para ser o velho Charlie Brown!"
Quanto tempo perdemos e quantas oportunidades deixamos passar simplesmente porque queremos ser aquilo que não somos. Não desfrutamos a tão sonhada felicidade que cremos, teríamos, se fôssemos outra pessoa e também não vivemos a real felicidade que Deus nos preparou sendo aquilo que agora somos.
Temos uma vida boa e tranquila, mas invejamos as pessoas que, ao nosso ver, têm vida melhor do que a nossa. Temos uma família maravilhosa, mas, não dormimos em paz imaginando como seria bom se a nossa família fosse outra. E, enquanto isso acontece, nossos dias são insípidos e nossas vidas vazias.
Somos filhos de Deus! Haveria uma vida melhor que esta? Temos Cristo no coração. Poderíamos ter um convidado mais ilustre em nossa casa? Somos mais que vitoriosos. Que mais poderíamos almejar? Nossos nomes estão incluídos no Livro da Vida. Haveria dádiva maior a ansiar? O Senhor nos preparou uma casa nos Céus. Existe um patrimônio maior que este pelo qual deveríamos buscar?
E se temos tudo de que necessitamos para uma vida de prazer e felicidade, por que isso ainda não acontece? Qual o motivo de nossa insatisfação e murmurações?
Está na hora de começarmos a viver abundantemente. Está na hora de louvarmos e agradecermos a Deus por tudo o que somos e por tudo o que Ele nos dá. Está na hora de reconhecermos que não precisamos de mais nada para sermos felizes.

Por Paulo Roberto Barbosa

Felizes Na Correção

"Eis que bem-aventurado é o homem a quem Deus corrige; não desprezes, pois, a correção do Todo-Poderoso" (Jó 5:17).
Ele é feliz porque a correção tem o propósito de conduzi-lo por caminhos de bem-aventuranças e paz. Ele é feliz porque não existe dureza desnecessária nesta correção. Ele é feliz porque o castigo não é contra ele mas contra seus piores inimigos -- os pecados. Ele é feliz porque recebe palavras abundantes de consolação. Ele é feliz porque o Senhor castiga a quem ama. Ele é feliz porque a sua leve aflição é momentânea.
Quando a nossa vida é cheia de caminhos floridos e perfumados, concluímos que somos muito abençoados. Quando enfrentamos lutas e problemas, sentimo-nos isolados, abandonados por Deus e, de certa forma, punidos por alguma coisa que fizemos. Quando tudo vai bem achamos que somos felizes e quando as coisas estão complicadas para nós, cremos que somos as mais infelizes das criaturas.
Mas a Palavra do Senhor nos mostra que podemos ser felizes em ambos os casos. Devemos nos alegrar quando o brilho de Cristo está em nós e nossas atitudes glorificam o Seu nome e também quando o Senhor nos corrige, revelando que o nosso brilho está fraco ou não existe mais e que precisamos reavivá-lo. As duas situações mostram o amor de Deus para conosco e que só temos motivos para engrandecê-Lo.
Ao sentirmos a repreensão do Senhor, sabemos que Deus está agindo em nossas vidas espirituais e que grandes coisas começarão a acontecer. Ele nos limpará de todo mal, afugentará o pecado que nos agride, impedirá que a desesperança venha nos visitar, removerá de nossos corações todas as dúvidas e incertezas, encherá as nossas lâmpadas com o azeite de Seu Espírito, e os nossos caminhos voltarão a ser floridos e perfumados.

Você acha que não é feliz porque passa por momentos de angústia? Pode ser apenas uma leve correção do Senhor! Sorria... você tem tudo para ser muito feliz

Por Paulo Roberto Barbosa

Olhando Para Ele

"Olhando para Jesus, autor e consumador da fé" (Hebreus 12:2).
Dannecker, escultor alemão, levou oito anos para produzir uma obra da face de Cristo. Todos os que observavam o trabalho, podiam perceber na escultura, o amor do Salvador e o sofrimento pelas lutas travadas em sua passagem por este mundo. Logo a seguir, o artista foi convidado a empregar seu enorme talento em uma estátua de Vênus. Como resposta ao convite, ele disse: "Após contemplar, por longo tempo, a face de Cristo, poderia eu virar minhas atenções para uma deusa pagã?"

Poderíamos nós, cristãos, após experimentar uma vida transformada pelo amor do Senhor Jesus, desejar retornar aos prazeres enganosos do mundo? Seria possível que voltássemos a viver de forma vazia e sem atrativos, caminhando por sendas que a nenhum lugar levam? Haveria algum prazer na troca do certo pelo incerto, do belo pelo feio, da alegria pela tristeza, da salvação pela perdição?

Estamos esculpindo, dia após dia, o nosso porvir. A cada passo percebemos se a obra produzida está melhor ou pior. Às vezes precisamos refazer tudo e começar novamente o trabalho. Mas, quando o Senhor entra em nossos corações, nossos passos se tornam mais firmes, mais seguros, mais atraentes, mais prazerosos, mais estimulantes. A obra se torna mais fácil de esculpir, os retoques se tornam menores, a satisfação sentida é bem maior, seguimos em frente sabendo que ao final, contemplaremos com muita alegria o nosso sucesso, a nossa grande bênção.

Quando olhamos para Jesus, nossa fé é fortalecida, nossas esperanças são renovadas, nossas dúvidas são sanadas, nossos anseios são satisfeitos. Nele somos felizes, somos completados.

Você ainda busca encontrar a razão de sua vida? Olhe para o Senhor e sua procura estará encerrada.

Por Paulo Roberto Barbosa

Uma Chave Ajustada À Fechadura

"Orai sem cessar"
(1 Tessalonicenses 5:17).
"A oração é o remédio que vai curar todos os males. A oração é uma espada que vai cortar todos os nós e amarras. A oração é a chave que se encaixa na fechadura da casa do pecador, livrando-o de todos os seus pavores e na fechadura da casa do cristão bloqueando toda tristeza." (Charles Spurgeon)

Qual tem sido a nossa experiência? Temos reservado algum tempo para Orar? Temos tido o prazer de falar, constantemente, com Deus?

Em que ocasiões O temos procurado? Costumamos dirigir-lhe uma palavra somente quando estamos vivendo um momento de crise? Lembramos dEle apenas quando a angústia se apodera de nosso ser? Ou temos conversado com Ele a todo instante -- quando acordamos, quando nos preparamos para ir trabalhar, quando nos dirigimos aos estudos, quando estamos na cozinha preparando o almoço, quando nos sentamos em uma cadeira para descansar, quando nossos queridos saem, confiando que os guardará até que retornem para casa, quando nos deitamos para dormir...

Ah, como faz bem para nós os momentos de oração! Os problemas são esquecidos, as dificuldades são superadas, as decepções se transformam em um estímulo para um recomeço, as tempestades dão lugar a um dia ensolarado e cheio de prazer.

Orar é mais do que apenas falar com Deus. É sentir a Sua presença, é ouvir Sua terna voz, é desfrutar de Seus ensinos, é sentir as carícias de Seu Espírito. Um dia sem orações é vazio e sem atrativo. Um dia de bate-papo com o Senhor é repleto de gozo e satisfação, de alegria e refrigério, de sonhos e conquistas, de uma certeza plena de que tudo irá bem para nós.

Use a chave da oração para abrir sua porta da vida abundante e eterna.

Por Paulo Roberto Barbosa

Restaurando a Família

A família é a célula mater da sociedade, logo se pode afirmar que se as famílias são bem estruturadas formarão uma sociedade equilibrada, afinal “costume de casa vai à praça”. Porém há a consciência de que famílias têm sido bombardeadas pelas inflamadas flechas do maligno ao ponto que muitas delas estão
completamente destruídas. Umas sofrem conseqüências dos erros cometidos, outras vivem em provações, porém a maioria são alvos das potestades do mal, mas todas têm algo em comum, são carentes da providência divina.
Falar sobre restauração implica em admitir que algo foi quebrado, rachado, abalado e por conseqüência tem interrompido, sufocado e até distanciado do propósito eterno. Deus formou a família no Jardim do Éden quando uniu Eva a Adão (Gn 2:21-25), e o seu projeto era que eles vivessem unidos pelos laços eternos do
matrimônio. Hoje há muitos que não estão atentos para esse princípio divino, bem como a ausência do
temor à Deus e a sua PALAVRA, e como conseqüência o afastamento do Senhor e a ruína da sua casa, pois está escrito “E todo aquele que ouve estas minhas palavras e não as pratica será comparado a um homem insensato que edificou a sua casa sobre a areia; e caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, e ela desabou, sendo grande a sua ruína”.(Mateus 7:25-26).
A restauração começa com o arrependimento sucedido pela conversão plena que implica na mudança de atitude. A partir do momento que se reconhece o erro e o abandona alcança misericórdia (Provérbios 28:13). Nesse processo é fundamental também possuir um espírito quebrantado. O profeta Joel falando em nome de Deus chama o povo a rasgar os corações e não as vestes (Joel 2:13), pois rasgar as vestes era uma prática comum nos tempos de grande pesar e arrependimento e aqui o profeta chama o povo para sentir o que realmente isto simbolizava, não apenas seguir um ritual, mas vivê-lo em sinceridade. Busque a Deus pela sua família para que o Senhor os ajude a reparar o que foi derrubado, arranhado, machucado, volte-se para ELE. A oração é o meio mais eficaz para a comunicação com Deus, acredite que havendo arrependimento, conversão e quebrantamento acompanhado da oração muitas e excelentes coisas acontecerão; “Confessai, pois, os vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros,para serdes curados. Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo”. (Tiago 5:16).
A bíblia relata que Jó era um homem temente à Deus, íntegro e reto cujo testemunho fora do próprio Deus (Jó 1:8) e dentre as muitas atitudes que o caracterizava assim é que ele também fazia holocaustos em favor dos seus filhos (Jó 1:5) e isso é um modelo para os pais de agora.

Portanto orai pelas vossas famílias para que sejam restaurados.

Deus abençoe nossas famílias!

Pr. Ialan Jay de Sá Cavalcante
(IEC – Alcântara)
E-mail: pastorialan@yahoo.com

Tempo De Descansar

"Ao que ele lhes disse: Vinde vós, à parte, para um lugar deserto, e descansai um pouco. Porque eram muitos os que vinham e iam, e não tinham tempo nem para comer"
 (Marcos 6:31).
Um membro de igreja aproximou-se de seu pastor e disse: "Eu liguei para você na segunda-feira mas não o encontrei". O pastor explicou que era seu dia de folga e que havia saído com a família. "O que?" falou com espanto e demonstrando toda a sua santa indignação, "o diabo não tem um dia de folga". "Você está certo, " disse o ministro, "e se eu não tiver um dia de folga, apenas seria igual a ele!"

Muitas vezes, na ânsia de servir, de mostrar toda a nossa capacidade, de tentar alcançar nossos sonhos e até de demonstrar nossa santidade e espiritualidade, enveredamos por uma estrada de grandes esforços que só nos levará ao cansaço e decepções.

Trabalhar bem não significa trabalhar sem parar. Servir, com dedicação, a Deus, não significa doar-se completamente, deixando de lado nossas obrigações pessoais e familiares. O próprio Senhor ensinou isso a Seus discípulos. Se negligenciamos os cuidados do lar, do marido e esposa, dos filhos e do nosso relacionamento com a sociedade, todo o nosso trabalho incessante e espiritual, de nada servirá.

É necessário um equilíbrio, um esforço consciente, um descanso para recuperar forças e novos aprendizados. Um trabalho menor, mas de melhor qualidade, é muito mais importante e de maior valor para todas as áreas de nossa vida.

Eu gosto do texto bíblico que fala da grande pescaria no Mar da Galiléia. O grande milagre não aconteceu após o trabalho de toda uma noite, mas, após um pequeno intervalo onde os discípulos pararam para descansar e limpar suas redes.

Se o cansaço de muitas tentativas, sem sucesso, tem lhe desanimado, lembre-se do ensino do Mestre. Pare um pouco, descanse no Senhor, busque Sua direção e ensinamentos. Ele renovará suas forças, seu vigor espiritual, sua fé e sua esperança. Você verá que, debaixo de Sua graça, as bênçãos serão maiores e o trabalho menor.

Por Paulo Roberto Barbosa
Ministério Refletir


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...