Iraniano conta como aceitou a Cristo e como suporta a perseguição

Ele afirma que ficar desempregado por causa da fé é um tipo de perseguição religiosa que teve que enfrentar
Ali é mais um dos iranianos que teve a vida transformada através de uma evangelização individual. Ele conheceu um cristão nas ruas, enquanto ‘aproveitava’ a vida em baladas, bebedeiras e curtições. Embora sua conversão tenha sido um pouco diferente de tantas outras que se costuma ver normalmente, dentro de igrejas ou cultos secretos em lares, a transformação de Ali começou em frente à TV, durante um programa cristão, exibido via satélite.

O programa foi uma indicação do cristão que Ali conheceu. Durante o tempo em que ele acompanhou o programa, conseguiu compreender a Bíblia e sua história de redenção. Durante uma oração e um apelo feito pelo líder cristão, apresentador do programa, Ali aceitou a Cristo como Salvador.

"Falei desse evangelho para os meus amigos e testemunhei da transformação que experimentei em minha vida. Alguns deles aceitaram e hoje são meus irmãos em Cristo. Mas como eu evangelizei dentro do meu ambiente de trabalho, contaram para o meu chefe e eu fui despedido", diz ele.

Ele afirma que ficar desempregado por causa da fé é um tipo de perseguição religiosa que teve que enfrentar. "Fiquei chocado, porque meu chefe sempre gostou muito de mim, mas decidiu me despedir sem nenhuma explicação. 

Ele preferiu manter viciados em drogas, que eram alguns amigos que eu estava evangelizando, do que ter um cristão dentro da empresa. Mas foi isso o que aconteceu quando o povo preferiu libertar Barrabás e não a Jesus, e essa passagem da Bíblia me sustenta. O povo rejeitou meu Salvador, e quem sou eu para ser bem tratado em meio aos ímpios?", finaliza o novo cristão.

Fonte Portas Abertas

0 comentários:

Postar um comentário


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...