Papa lava pés de doze refugiados

O objetivo é chamar a atenção dos países para a pior crise de migração desde 1945
Nesta quinta-feira (24), a chamada Quinta-Feira Santa para os católicos, o Papa Francisco lava os pés de 12 jovens refugiados de várias nacionalidades que buscaram asilo na Itália.

O ato é em memória ao exemplo dado por Jesus que lavou os pés de seus 12 discípulos antes de ser traído por Judas.

O líder da Igreja Católica tem selecionado grupos diferentes para a cerimônia do lava pés desde que assumiu o papado, em 2013, indo para a cadeia lavar os pés dos detentos, lavando o pé de mulheres e até mesmo de muçulmanos.

Esse ano a cerimônia vai acontecer na cidade de Caltelnuovo di Porto, localizada ao norte de Roma. Ali há um centro que abriga 600 refugiados em busca de asilo.

A informação de que o papa estará ali vendo os refugiados foi confirmada pelo arcebispo italiano Rino Fisichella, um dos organizadores dessa cerimônia. “Vai ser uma mensagem simples, mas eloquente. A visita será acompanhada pelo ritual da lavagem dos pés”, disse ele.

Segundo Fisichella, o objetivo do papa em lavar os pés dos refugiados é chamar a atenção para este problema, uma vez que vários países estão fechando suas fronteiras para impedir a entrada dessas pessoas.

Em seus discursos, Francisco tem clamado para que os europeus sejam solidários com quem está fugindo da guerra no Oriente Médio, aceitando essas pessoas.

O terror do Estado Islâmico no Iraque e na Síria, além de outros países, tem levado mais de um milhão de imigrantes para a Europa desde janeiro de 2015. Essa é a pior crise de migração desde 1945. 

Com informações Exame

0 comentários:

Postar um comentário


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...