"O passado não me define mais", diz ex-gay que se converteu após orações da mãe


Hoje Joshua se dedica no ministério de louvor de sua igreja. (Foto: Reprodução).



Uma infância com problemas pode acarretar em uma vida de dificuldades emocionais. Quando criança, Joshua enfrentou certos dilemas que conduziram suas decisões. Aos 10 anos, ele viu seus pais se divorciando. O garoto se perguntava diariamente se ele era o culpado da separação, por ser filho único.

"Eu tive um relacionamento muito bom com meu pai e minha mãe. Fizemos muitas coisas juntos. Nós éramos uma boa família, pois eles me protegiam", disse Joshua em entrevista para o programa Clube 700. Mas, após o divórcio, ele acabou morando com seu pai, e seu apego a ele ficou mais forte. "Eu acho que meu pai definitivamente me dava a atenção que eu precisava quando criança". Mas, isso mudou quando o patriarca se casou com uma outra mulher que também teve um filho.

Joshua percebeu que ele não era mais o centro do carinho de seu pai e acabou se transformando em um garoto rebelde, encontrando novas amizades para não ficar sozinho. "O que me levou à homossexualidade no ensino fundamental foi o fato de realmente me sentir rejeitado. Era a falta de relacionamento com meu pai. Então, comecei a buscar amor e satisfação em outros lugares e isso me fez sair com as pessoas erradas”, contou.

Já no ensino médio, ele começou a fumar maconha e passou a ter vários encontros com outros rapazes. Depois que ele se formou, Joshua entrou em uma faculdade comunitária, mas abandonou após um ano. Quando seu pai descobriu que o filho era homossexual, o expulsou da casa. “Foram muitas feridas e muitas cicatrizes por causa da rejeição. Então eu pensei que poderia fazer outras coisas para tentar apagar essa parte da minha vida”, ressaltou.

Fuga
Joshua foi morar com sua mãe que se casou e se converteu ao Evangelho. Embora ele tenha mantido sua sexualidade escondida, ela sabia que seu filho precisava da ajuda. "Ele não entendia o quanto estava acabando com sua vida. Tudo o que poderia fazer era orar por ele", comentou a mãe.

Buscando aceitação, Joshua mudou-se para uma cidade maior, para que pudesse viver abertamente um estilo de vida gay. "Houve momentos em que eu sentia que estava errado e que não deveria fazer aquelas coisas, mas eu continuei a seguir meu caminho porque me dava satisfação". Mas, este caminho levou Joshua a uma vida de promiscuidade desenfreada e a um vício insaciável na cocaína.

"Eu entregava meu corpo as pessoas para que pudesse tentar encontrar dinheiro e sustentar meus vícios. Eu desisti da esperança". Mas sua mãe nunca desistiu e pedia a Deus para ajudar seu filho. Ela pontuou: "Orava para que o Senhor o protegesse e convencesse seu coração". Mas, algo pior aconteceu. Em 2009, Joshua descobriu que estava com Aids.

"Senti como se fosse o fim da minha vida. Não entendia bem o que era o HIV, mas sabia que minha vida estava marcada para sempre algo que mudou meu modo de viver. Eu estava completamente derrubado e sem esperança. Eu não sabia o que fazer". Foi quando ele voltou para a casa de sua mãe e contou tudo. Sem hesitação, ela o recebeu. "Nenhuma mãe gostaria de ouvir isso, mas ele era meu filho. Tinha que apoiá-lo". Mas havia uma condição, Joshua teria de ir a igreja com ela.

A mãe de Joshua conta que não desistiu de orar até ver seu filho servindo a Deus. (Foto: Reprodução).

Redenção
Pouco tempo depois, uma mensagem que ele ouviu fez com que finalmente percebesse que precisava do amor e do perdão de Deus. Joshua lembra: "Eu comecei a quebrar meu coração. Eu estava chorando e chorando e disse que precisava de Deus na minha vida mais do que nunca. Senti um amor irresistível do Pai, de Jesus que nunca senti na minha vida. Eu sentia toda a vergonha e culpa sendo apagada. Senti o amor do Pai entrar e dizer que eu era uma nova criatura. ‘Você está novo, você é meu’. E eu aceitei Jesus, Ele mudou cada parte da minha vida", relembrou.

Após sua conversão, Joshua superou seus vícios e desejos homossexuais. Hoje ele é capaz de controlar o HIV com medicação e vive uma vida normal. Seu pai também deu a vida a Cristo, preparando o caminho para o perdão e a reconciliação. Sua mãe disse: "Eu acredito no poder da oração e você deve apenas continuar orando fervorosamente e Deus responderá suas orações se você for fiel a Ele", finalizou.

Guiame

0 comentários:

Postar um comentário


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...