Igreja americana cria agência de adoção de embriões congelados

A ideia é tirar “vidas do freezer” e realizar o sonho de casais que não podem ter filhos
Para tirar “vidas do freezer” e ajudar casais que não podem ter filhos a realizarem esse sonho uma igreja americana resolveu criar uma agencia de adoção de embriões. A ideia surgiu depois que um casal amigo do pastor local conseguiu adotar um embrião e tiveram uma filha que hoje tem oito anos.
 
Antes de saber que era possível fazer esse procedimento a Maria Lancaster, que na época tinha 46 anos, já havia passado por diversas tentativas de engravidar e tido inúmeros abortos espontâneos. Quando ela ouviu em um programa de rádio que era possível adotar embriões que foram congelados ela teve a chance de realizar o sonho de dar a luz.
 
Ao falar sobre o caso com o pastor da Igreja Cedar Park Assembly of God, no Estado de Washinton, eles tiveram a ideia de criar uma agência para ajudar outros casais a fazerem o mesmo e assim nasceu o Serviço de Adoção de Embriões de Cedar Park (Embryo Adoption Services of Cedar Park).
 
Os embriões adotados foram gerados por meio de fertilização in vitro mas não foram utilizados, por isso estão congelados. Nos Estados Unidos há uma estimiativa de que 500 mil embriões estejam congelados esperando um útero para iniciar o processo de crescimento.
 
A Cedar Park é a “primeira agência de adoção de embriões baseada em uma igreja” e já contabiliza oito bebês nascidos, vários a caminho, e cerca de 25 famílias já inscritas e ainda passando pelos trâmites burocráticos antes de concretizar a adoção.
 
Maria explica que, na maioria dos Estados americanos, os embriões são tratados legalmente como “propriedade”, mas que para a agência “a vida começa na concepção”.
 
Ela diz que tratam os embriões como se fossem crianças nascidas. “Ao cuidarmos da papelada, é uma transferência de propriedade, mas nós os tratamos socialmente como se fossem crianças nascidas”.
 
Para poder adotar um embrião na agência da igreja é necessário que o casal seja casado há pelo menos três anos e apresentar uma carta de referência assinada por amigos e familiares. Além disso, também é necessário pagar uma taxa de inscrição de US$ 250 e outra no valor de US$ 3,5 mil.
 
Passando dessa fase um agente do serviço social vai avaliar se o lar tem condições de cuidar de uma criança e até mesmo os arquivos do FBI serão consultados para saber se os candidatos não tenham envolvimento com negligência ou abuso de menores.
 
Outra condição para se adotar um embrião é achar casais doadores e receptores compatíveis para que a criança possa conviver com as duas famílias. ” As famílias que doam os embriões para adoção têm a oportunidade de conhecer essas crianças quando nascerem. E seus filhos têm a oportunidade de conviver com essas crianças, que são seus irmãos. Uma doação anônima de embriões não permite isso”, diz Maria Lancaster.
 
Com informações BBC
Via Gospel Prime

0 comentários:

Postar um comentário


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...