Países com alto grau de perseguição aos cristãos são abalados por terremoto de 6,7 de magnitude

Nesta segunda-feira (4) um forte terremoto de magnitude 6,7 abalou o nordeste da Índia. O abalo aconteceu perto da fronteira com Mianmar e Bangladesh, informou o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, sigla em inglês). De acordo com informações da agência Reuters, pelo menos nove pessoas morreram e quase 200 ficaram feridas.

Mianmar é um país bem próximo da Índia e da China, que possui forte inclinação para religiões orientais, onde tem ocorrido parcerias com o governo na criação de escolas budistas, está entre os dez países mais violentos para os cristãos, na Classificação da Perseguição Religiosa 2015, segundo informações do Ministério Portas Abertas. Nos últimos anos, a situação dos cristãos no país, em geral, tem sido afetada por mudanças políticas no sentido da democracia.

Bangladesh que também fica bem próximo a Índia está na 43ª posição, dos países que sofrem com a perseguição religiosa. Apesar de não ter leis de blasfêmia, a mesma Constituição estabelece o islamismo como religião oficial e o governo cede constantemente às pressões muçulmanas que exigem a instauração da lei Sharia.

O sismo do terremoto foi registrado às 4h35 locais (21h05 de domingo, 3, em Brasília), 33 km oeste-noroeste da cidade de Imphal, capital de Manipur, detalhou o USGS. O porta-voz do Ministério do Interior, Kuldeep Singh Dhatwalia, disse que Imphal tem 250 mil habitantes e que equipes de emergência já estão a caminho na região.

Em Bangladesh, o terremoto surpreendeu muitos cidadãos e pelo menos 40 pessoas deram entrada no Hospital Universitário de Daca com ferimentos ocasionado pelo pânico ao saírem dos edifícios.

De acordo com Rajnath Singh, ministro do Interior da Índia, através de sua conta no Twitter , afirmou que após conversa com os líderes dos das regiões afetadas, el confirmou o envio imediato de duas equipes de resgate da Força Nacional de Desastres (NDRF, sigla em inglês) a Manipur.

Por Ediva Costa

0 comentários:

Postar um comentário


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...