Muçulmana odiava cristãos até sonhar com Jesus e se converter

Em meio a perseguição, sonhos e visões continuam se multiplicando no mundo muçulmano
Na Turquia, o governo tem abandonado a ideia de “Estado laico” e caminhado para a adoção da sharia (lei religiosa islâmica) como norma. Com isso, multiplicou-se nos últimos anos a perseguição aos cristãos. Segundo a Missão Portas Abertas, a posição da Turquia na lista de países que mais perseguem o cristianismo subiu acentuadamente no último ano, de 45º em 2016 para 37º na lista mais recente.

Mesmo assim, as igrejas turcas continuam recebendo muçulmanos que tiveram experiências sobrenaturais, algo que parece estar se tornando cada vez mais comum no Oriente Médio. Um desses testemunhos mais recentes está sendo divulgado pela Christian Aid Mission (CAM).

Uma mulher, cujo nome não foi revelado por questões de segurança, explica que foi criada em uma família muçulmana praticante e ensinada, desde cedo, a odiar cristãos.

Recentemente, ela visitou a igreja do pastor Matta, líder de um ministério local que vem sendo vítima de ataques de islâmicos radicais. Essa mulher, em lágrimas, contou ao pastor: “comecei a assistir seus vídeos na Internet com a intenção de zombar de você”. Contudo, ela acabou sendo tocada pelas mensagens.

“As coisas que eu estava ouvindo, sobre o amor de Deus que eu sempre procurei, e as palavras de fé e encorajamento puseram fim aos meus medos”, relata. Após ouvir o Evangelho, sentiu que algo mudou em seu coração, o que acabou levando à decisão de abandonar o islamismo.

No entanto, ela tinha medo da reação de sua família e de ser vista com outros cristãos em cultos. Até que Jesus apareceu a ela em um sonho.


“No meu sonho, Jesus me levou à igreja e disse: ‘O que você ainda está esperando? Siga o meu caminho”, contou ao pastor Matta. “Eu vi todos vocês lá, esperando por mim, sorrindo para mim. Antes de te conhecer, eu te vi em meu sonho. Graças a Deus por isso.”

O líder cristão, após receber a mulher na igreja, diz que ela agora está compartilhando ousadamente a sua nova fé com sua família e amigos, além de declarar isso em sua página no Facebook.

“A jovem ainda usa seu véu e possui centenas de amigos muçulmanos no Facebook. Mesmo assim, não para de espalhar o evangelho”, disse o pastor que a aconselhou a ter cuidado para não atrair o ódio sobre ela, como acontece com a maioria dos ex-muçumanos.

Segundo os ensinamentos do Islã, a decisão de abandonar Maomé é considerado apostasia e pode ser punida com a morte.

GospelPriem

0 comentários:

Postar um comentário


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...