O sertão do Ceará carece do Evangelho, afirma missionário


No final de cada ação é realizado um culto em gratidão a Deus. (Foto: Mãos do Bem).



Saulo Rodrigo lidera o Instituto Mãos do Bem, que leva o Evangelho para o sertão por meio de ações sociais.
Um grupo de cristãos voluntários está fazendo a diferença no Ceará. Voluntários se reúnem todos os meses para visitar uma região diferente do interior levando o Evangelho e também ações sociais para beneficiar o local. Liderado pelo massoterapeuta Saulo Rodrigo da Silva Alves, o Instituto Mãos do Bem teve início em dezembro de 2014. Quem conta mais detalhes é o próprio Saulo em entrevista exclusiva para o Portal Guiame.

“Há 7 anos atrás eu comecei a trabalhar para mim e lembrei da história de Dorcas, no livro de Atos. Dorcas usava o ofício dela para abençoar vidas e eu tomei essa decisão. Comecei a trabalhar como massoterapeuta e perguntei a Deus o que eu poderia fazer com o talento que Ele tinha me dado para ajudar o próximo. E ele disse que eu poderia ajudar sim outras pessoas”, iniciou.

“Quatro anos depois, Deus começou a falar mais ao meu coração, que eu poderia fazer massagens para melhorar a vida das pessoas. Minha esposa também começou. Foi então que eu comecei a participar de um projeto do estado, que viajava para o interior fazendo um dia de atividades nas praças”, contou.

“Foi aí que veio a ideia de fazer algo no mesmo modelo, mas com a igreja. Então, nasceu em dezembro de 2014 a Ação Solidária, em que uma vez por mês, desde dezembro de 2014, a gente está rodando o estado, passando o dia com a igreja local com ação social e o impacto evangelístico. A gente finaliza o dia com um culto de gratidão a Deus”, ressaltou.

“Todo mês estamos em algum lugar do estado onde o povo carece de Deus. São ações agendadas com a igreja. Elas recebem o calendário com antecedência e é um impacto que envolve tanto a igreja local como os voluntários que participam”, pontuou Saulo.

Saulo Rodrigo da Silva Alves, fundador do Instituto Mãos do Bem. (Foto: Guiame/Marcos Paulo Corrêa).
Frutos e mais frutos
De acordo com Saulo, as ações foram se multiplicando e surgiram novas iniciativas. “Desse trabalho nasceram outros projetos. Como o ‘Seara’, fazendo o que Paulo fez no livro de Atos, visitando os irmãos, fortalecendo a fé. A ‘Ação Solidária’ é para os de fora e o ‘Seara’ é para os de dentro. A gente vai para os municípios visitar o pastor local e os irmãos da igreja”, detalhou.

“E está nascendo outro projeto agora, o ‘Sementes’. Nele a gente quer trabalhar com artes e esporte em parceria com outras igrejas. O ‘Mãos do Bem’ entra dando a estrutura para desenvolver o esporte e a igreja local trabalha com a comunidade. E tem o ‘Mão Amiga’, que de três em três meses a gente visita instituições ou uma pessoa muito necessitada oferecendo uma mão amiga para tentar ajudar”, contou.

Dentre as ações desenvolvidas estão o corte de cabelo com barbeiro, design de sobrancelhas, massagem, manicure, avaliação física, pintura facial, pula-pula, brincadeiras, exibição de filmes evangélicos e a chamada loja de rua onde as pessoas pode pegar quatro peças de graça, entre calçados e roupas. No fim do dia, um culto é realizado em agradecimento a Deus e após a celebração, há entrega de cestas básicas e brindes para as crianças. “Deus tem nos sustentado até aqui”, finaliza Saulo.

Guiame

0 comentários:

Postar um comentário


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...