Ditadura gay’ é denunciada por missionário católico: ‘o problema é que os cristãos não se opõem’

'Em nome do nosso senhor Jesus Cristo não nos renderemos à ditadura gay', diz Anderson dos Rei
Anderson Luis dos Reis é um escritor católico ligado ao grupo ‘Rainha dos Apóstolos’. Entre seus vários vídeos, em um deles ele condena abertamente a homossexualidade e justifica que há uma tirania gay. O vídeo oficial de 2011 foi editado e circula pela internet em uma campanha de evangélicos contra os ativistas gays.

Ele começa o vídeo criticando a PL122, que “quer criminalizar todos aqueles que falarem contra o homossexualismo”. “Eles estão impedindo de viver o nosso Cristianismo, de termos a nossa liberdade de expressão. (...) Eles estão impondo uma ditadura em cima de nós. E como que um grupo tão pequeno consegue fazer pressão num país com 90% de cristãos? Porque há um bando de covardes que fogem da luta”, ressalta Anderson dos Reis.

“Nós não podemos nem pregar sobre a libertação de um homossexual”. Anderson também relata das vezes em que homossexuais estavam presentes em suas pregações. “Eu fui a um encontro, e tinha um moço vestido de mulher na primeira cadeira do encontro. Vocês sabem que homossexuais às vezes não são muito bem comportados, eles debocham, eles ficam fazendo pose. E enquanto você está pregando, eles colocam o dedinho na boca, cruzam a perna, para provocar mesmo. E eu olhei para aquele moço com misericórdia. E eu falei: eu confio na Palavra que estou pregando”, contou.

Anderson pregou sobre a reprovação da conduta homossexual naquele dia. “Nós pedimos a libertação de pessoas que vivem na homossexualidade. Esse rapaz que estava vestido como mulher (...). Na segunda pregação, aquele rapaz estava vestido como homem e testemunhou lá na frente que queria sair da homossexualidade”, acrescentou.

O pregador católico também denunciou a atual situação para psicólogos cristãos no Brasil. “Agora o que eles querem fazer, se um psicólogo chegar num consultório e disser que ele vai ajudar a curar um homossexual, ele é processo pelo código de ética de Psicologia”.

Ele leu um artigo de 1987 de um ativista e revolucionário gay, em que é falado que todas as igrejas que se levantarem contra o homossexualismo serão fechadas. Anderson critica o programa CQC, o qual chama de “satânico e maçônico”, pelas declarações e afirmações sobre Jesus.

Anderson também se manifesta sobre programas como o Big Brother e o apresentado por Luciana Gimenez, além das novelas da Rede Globo, que segundo ele evidenciam o homossexualismo e ridicularizam pastores e padres. “Eu tenho vergonha de você se você faz isso (...), você não presta para ser chamado de católico se você assiste isso”, declara sobre telespectadores do programa Big Brother Brasil.

Ele defende o deputado Jair Bolsonaro, que apesar de suas polêmicas, “luta pela família”. “Nisso, quem é católico tem que estar junto com ele, porque ele está com o pensamento da Igreja”.

Ao continuar o assunto sobre homossexualismo, Anderson diz: “o problema é que os cristãos não se opõem, são muito poucos, (...) Jesus Cristo está sendo profanado, a sua igreja destruída, a sua palavra adulterada, a sua cruz pisada”.

“Você terá coragem de defender o principio da sua família quando precisar ou você vai ter medo de ir para a cadeia? Eu morro para o evangelho, mas não me vendo para a cultura gay”, fala Anderson dos Reis.

O vídeo finaliza com Anderson declarando que “em nome do nosso senhor Jesus Cristo não nos renderemos à ditadura gay, nós nos renderemos ao senhor Jesus Cristo, que morreu por nós na cruz”.




Fonte: Christian Post

0 comentários:

Postar um comentário


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...