Marisa Lobo moverá ação contra Jean Wyllys: ‘Nos vemos na justiça’

Em meio à polêmica entre evangélicos e ativistas gays, a psicóloga Marisa Lobo afirmou que vai processar o deputado Jean Wyllys (PSOL). A guerra entre os dois setores tornou-se evidente com a eleição de Marco Feliciano à presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara (CDHM).

Marisa Lobo que defendeu Marco Feliciano no caso, acabou entrando na confusão e sendo criticada por líderes homossexuais, como o deputado Jean Wyllys, um dos maiores opositores de Marco Feliciano como presidente da CDHM. Marisa diz, em seu Facebook que sofre ameaças por causa de uma suposta mentira do deputado Jean.

“Cansada de ser Ameaçada de processo por uma mentira inventada pelo dep @JeanWyllys resolvi mover um processo contra o mesmo de (denunciação caluniosa) assédio moral e calúnia e difamação.”

Os advogados de defesa são Dr. Otoniel Oliveira e Dr. Hélio Anjos Ortiz. Marisa se reuniu com seus advogados para verificar os casos de ataques de pessoas movidas pela suposta calúnia de Jean Wyllys.

“Nos vemos então na justiça. Minhas provas segundo Criminalista estão claras. vamos ver as suas”, desafiou a psicóloga.

Por outro lado, o deputado Jean Wyllys também afirmou que vai processá-la, através de uma postagem em seu Twitter, porém, sem dizer o seu nome e referindo-se a ela como a “fulana”.

“Outra que será alvo de representação criminal é uma criminosa (porque calunia e difama) que se faz passar por ‘psicóloga’. É a divulgadora”, escreveu o deputado em sua página no Twitter.

Jean ainda a chama de “obscura” e “estúpida”. “Obscura e estúpida, essa fulana é quem propaga as calúnias contra mim postadas na rede; ela é a tal que diz reverter a homossexualidade!”

Em uma carta aberta à Jean Wyllys, Marisa Lobo desabafou que ele usa palavras desrespeitosas e mostrou grande decepção por isso. A psicóloga ainda o acusa de não debater, mas de ofender.

“As palavras do deputado sim são caluniosas e desonestas em sua intenção. Duras de ouvir, como mulher e como profissional. O senhor não debate; o senhor ofende, pratica assédio moral e bullying, uma mostra aparente de sua intolerância e de sua falta de limites.”

Apesar disso, Marisa Lobo ofereceu ainda suas orações ao deputado. “Com suas palavras duras e mentirosas somente confirmei minhas suspeitas: o senhor precisa mais de orações e de alguém que freie suas motivações, pois está agindo como um ditador, travestido de idealista e protetor dos direitos humanos.”

Christian Post

Um comentário:

  1. Psicologa Marisa Lobo! Se precisar de apoio pode contar comigo.
    O Sr. Jean pede tolerância sendo intolerante. Isto é bem contraditório. Ele que enchia a boca para dizer no reality show que era professor e apresentava se como uma pessoa inteligente, está querendo usar de seu cargo político para pôr sua filosofia de vida como a única.

    ResponderExcluir


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...