Irã prepara exército de adolescentes para “invadir e libertar Jerusalém”

Vídeo mostra que plano é vencer na Síria para depois tomar Israel 
O governo extremista do Irã transmitiu recentemente nas TVs do país um novo vídeo de recrutamento focado nos adolescentes. A esperança é que eles se alistem voluntariamente para a guerra na Síria e no Iraque.

Desde o início da guerra civil que se arrasta há mais de quatro anos na Síria e no Iraque, o Irã está apoiando o presidente Bashar Assad, seu aliado. Mais de 400.000 pessoas morreram nesta guerra que mudou a configuração do Oriente Médio e impulsionou a popularidade do Estado Islâmico, que procura dominar a região e também faz ameaças a Israel.

O clipe mostra adolescentes e crianças cantando uma canção chamada “Mártires que defendem o santuário sagrado.” Enquanto eles cantam, surgem imagens de jovens portando armas e sendo submetidos a treinamento militar. No final, fica claro que o objetivo após o final da guerra síria é “libertar Jerusalém”.

“Vamos nos levantar para salvar o santuário sagrado”, diz a letra. “Eu me juntei à divisão do exército de [Imã] Hossein. Tenho um mandado de [Imã] Ali para defender o santuário sagrado. Pelas ordens do meu líder [aiatolá] Khamenei estou pronto para dar minha vida. Meu objetivo não é apenas para libertar o Iraque e a Síria. Meu caminho é pelo santuário sagrado [na Síria], mas meu objetivo é chegar até Jerusalém”.

Este não é o primeiro vídeo dos radicais iranianos sobre os planos de invadir “Al Quds” – literalmente, “a santa”, nome dados pelos muçulmanos a Jerusalém. No ano passado, uma animação computadorizada defendia a união de todos os seguidores de Maomé para a “destruição inevitável” de Israel.


Com o fim do embargo e o apoio dos EUA, o Irã voltou a investir em armamentos e divulgou que possui mísseis Qadr H que trazem a inscrição: “Israel deve ser varrido da Terra”. Essa frase foi dita em outras ocasiões pelo aiatolá Ali Khamenei, líder supremo do país.

Para melhor entender a letra desse “hino” cantado pelos adolescentes iranianos, é preciso lembrar que existem profecias islâmicas em um livro chamado Al-Jafr, atribuído ao Imã Ali ibn abi Taleb.

Segundo ele, após o governante da Síria ser morto numa guerra, um grande califa assumirá o poder. Ele comandará uma campanha militar que culminará na conquista de Jerusalém, marcando o início de uma nova era global.
Exército infantil

Embora não sejam citadas nessa profecia, a presença de adolescentes em batalhas muçulmanas não é novidade. Segundo a tradição do Oriente Médio, um menino com 13 anos já é considerado “homem” e está apto para lutar.

Na história do Irã, crianças e adolescentes participaram diretamente da guerra Irã-Iraque. Na década de 1980, as forças Basij eram formadas por crianças e adolescentes ou até por idosos (alguns com mais de 70 anos). Estima-se que 95.000 “crianças soldado” foram mortas ou feridas gravemente neste conflito.

O aiatolá Matthias Kuntzel, analista político alemão denunciou ao mundo que durante a guerra contra o Iraque, o aiatolá Khomeini comprou 500.000 chaves de plástico que tinham o significado simbólico de “abrir as portas do paraíso”.

Elas eram penduradas nos pescoços de crianças a partir de doze anos de idade. Os meninos eram envolvidos em lençóis e iriam rolando pelo chão em campos minados. Ao explodindo os próprios corpos e deixando a passagem livre para os soldados iranianos. 

Com informações de Jerusalém Post

0 comentários:

Postar um comentário

500 Anos


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Tags

(779) Cristãos Perseguidos (530) Cristãos (518) Bíblia (488) Intolerância Religiosa (363) Israel (338) Evangélicos (302) igreja (264) Reflexão (247) apocalipse (194) oração (184) Homosexualismo (177) catolicismo (153) Rede Record (148) homofobia (146) Irã (140) escatologia (132) Missões (131) Evento Gospel (128) Silas Malafaia (125) pecado (120) Política (113) islan (112) ateus (109) judeus (109) Religião (105) Aborto (104) Milagres (103) Natal (102) Ahmadinejad (91) Criança (91) esporte (91) Testemunho (86) globo (77) guerra (73) Salvação (71) Perdão (70) Morte (64) pastores (64) Aline Barros (59) Religiosidade (56) Yousef Nadarkhani (56) PL122 (55) Amor (54) adoração (48) heresia (47) Drogas (42) Prosperidade (42) festival promessas (41) Judaísmo (39) Thalles Roberto (39) campina grande (39) Apostasia (38) carnaval (36) Idolatria (35) mulçumanos (34) Estados Unidos (33) Família (33) Maconha (31) adoradores (29) Shows (28) Catástrofes (26) Hipocrisia (26) Páscoa (22) esperança (22) Confiança (19) Mentira (19) Alegria (18) Nasa (18) DIP (16) Oriente Médio (16) Pornografia (16) Rei David (16) Suicídio (16) adversidade (16) consciência cristã (16) BAND (15) Conforto (15) Paz (15) Pena de Morte (15) Promessa (15) Sofrimento (14) BBB (12) Graça (12) Tatuagem (12) benção (12) obediência (12) dia das mães (11) impureza (11) Ansiedade (10) Justin Bieber (10) Rio +20 (10) livro (10) masturbação (10) Catástrofe (9) Desobediência (9) Filho pródigo (9) Perlla (9) Jotta A (8) Pedro Leonardo (8) Whitiney Houston (8) filho de crente (8) livre arbítrio (8) sony music (8) Darwin (7) Eutanásia (7) Hackers (7) Perigo (7) Senadores (7) União (7) presença de Deus (7) Perfeição (6) cura pela palavra (6) Purgatório (5) alienígenas (5) lei da palmada (5) Aline Barros mostra sua filha (4) Cegueira Espiritual (4) Kaka (4) escolhas (4) texto e contexto (4) torá (4) vasco (4) vigilância (4) Gratidão (3) Ressentimento (3) Segurança (3) Semeadura (3) Sodomia (3) o Caminho (3) servos (3) Cristo Redentor 80º aniversário (2) Guinnes Wolrd Records (2) Harold Camping (2) Impossiveis (2) Pressa (2) Sonho de infância (2) mundial da juventude (2) Flórida (1) Galardão (1) Michel Teló (1) Redenção (1) impios (1) recall (1) vingadores (1)

Uma Reflexão sobre a Crise no Brasil