Pais de homem tetraplégico vivem drama após justiça conceder eutanásia pedida por esposa de doente

Um pai e uma mãe afirmam que seu filho paralítico foi “condenado à morte” depois que um tribunal decidiu que os aparelhos que o mantinham vivo fossem desligados, após a esposa do rapaz decidir pelo ato.

Após sofrer um acidente 2008, Vincent Lambert, um francês de 38 anos, ficou tetraplégico e com graves danos cerebrais, e passou a necessitar da ajuda de aparelhos para continuar vivo.

Depois disso, uma batalha judicial sobre o direito de Vincent morrer foi iniciada e o Tribunal Europeu dos Direitos Humanos apoiou a decisão do tribunal francês que decidiu pela eutanásia.

Tribunal decidiu em favor de eutanásia de Vincent Lambert, francês de 38 anos, mas seus pais afirmaram que a atitude foi uma “condenação à morte”.

A esposa de Vincent, Rachel, defendeu que o marido não queria ser mantido vivo artificialmente, e comentou a decisão do tribunal, em seu favor, dizendo que estava “devastada”, mas que o desejo do marido deveria ser respeitado.

Para os pais, Vincent foi “condenado à morte”.









Fonte: DailyMail

0 comentários:

Postar um comentário


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...