Cristão é morto após ter atendimento recusado por médicos muçulmanos, no Paquistão


Funcionários e cristãos paquistaneses fizeram uma manifestação com o corpo da vítima. (Foto: Reprodução/Twitter)


Os médicos muçulmanos se recusaram a tocar no corpo do varredor de rua cristão por estar “sujo”
Um varredor de rua cristão foi morto depois de ter o atendimento recusado por médicos muçulmanos, que se recusaram a tocar em seu corpo por estar “sujo”.

Irfan Masih foi levado ao hospital na última sexta-feira (2) em Sind, no Paquistão, junto com outros três trabalhadores que sofreram asfixia durante a limpeza de um dreno.

Os médicos muçulmanos se recusaram a tratá-los até que seus corpos fossem lavados, pois estavam em jejum devido ao mês sagrado do Ramadã.

“Meu irmão morreu durante o processo de limpeza da sujeira de seu corpo”, disse à imprensa paquistanesa o irmão da vítima, Parvez.

Os outros três trabalhadores foram transferidos para outro hospital e estão em tratamento.

Funcionários públicos e cristãos que vivem na região fizeram uma manifestação com o corpo da vítima, segundo a imprensa local. O pai de Irfan entrou com uma queixa policial contra os médicos.

O incidente foi nomeado como um “exemplo de preconceito e ódio que os cristãos paquistaneses estão enfrentando” pela organização Pak Centro de Direito e Justiça.

Os cristãos representam 90% dos trabalhadores de esgoto e uma porcentagem ainda maior dos varredores de rua no Paquistão.

Guiame

0 comentários:

Postar um comentário


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...