Cachorros-bomba é parte da estratégia desesperada do EI

Vídeo mostra animais vestindo colete com explosivos
Após ter admitido a derrota no Iraque, ontem, a liderança do Estado Islâmico pediu que os seus combatentes fugissem do país ou se explodissem, lembrando que os que assim procedem teriam 72 virgens lhes esperando no Paraíso.

Nesta terça (2), foi divulgado um vídeo que comprova o desespero das últimas tropas leais ao califado. Um colete com explosivos foi amarrado em um filhote de cachorro para realizar atentados.

O animal foi interceptado pelos membros das Unidades de Mobilização Popular do Iraque (UMP), grupo de milicianos patrocinado pelo governo para lutar contra os jihadistas. Desde 2014 eles fazem parte oficialmente das forças armadas do país.

O material mostra três membros da UMP agachados ao lado do animal mostrando que o animalzinho levava nas costas quatro garrafas, cheias de estilhaços. Ao ser detonada, a bomba caseira poderia matar três ou quatro pessoas.

Eles explicam que o cachorro foi enviado para onde eles estavam posicionados e que a bomba seria detonada remotamente, mas eles conseguiram cortar os fios antes.

“O EI acaba de enviar um animal inocente com explosivos envoltos em torno do seu corpo para tentar derrubar nossas tropas”, diz um dos homens no vídeo. “Desarmamos os explosivos e os tiramos. O cachorro será enviado para o Zoológico de Bagdá para uma pausa agradável da zona de guerra, bem longe dos soldados do EI que tentam explodir até os animais em sua guerra doente. Esses lutadores sujos do EI não têm moral e nunca nos derrotarão”, finaliza. 

Com informações de Express UK

0 comentários:

Postar um comentário


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...