Páscoa de Chocolate ou de Cordeiro?

O Cordeiro sem Defeito
“Mas pelo precioso sangue, como de cordeiro sem defeito e sem mácula, o sangue de Cristo.”1Pe 1.19

O cordeiro morto na páscoa precisava ser um cordeiro sem defeito. Isso porque esse cordeiro tipificava Jesus. Todo o ritual apontava para o sacrifício perfeito e cabal realizado por Cristo na cruz. Não há remissão de pecados sem derramamento de sangue.

Mas o sangue de cordeiros não pode expiar pecados. Na noite da Páscoa, quando o cordeiro foi sacrificado e seu sangue aspergido nos batentes das portas, aquele sangue apontava para o Cordeiro de Deus, o Cordeiro imaculado, que na cruz morreu pelos nossos pecados e verteu o sangue para que fôssemos remidos da escravidão e purificados de toda impureza.

O cordeiro do sacrifício não podia ser doente nem aleijado. Tinha de ser perfeito. Esse cordeiro apontava para Jesus Cristo, aquele que não conheceu pecado, mas foi feito pecado por nós. Jesus não morreu pelos seus próprios pecados.

Morreu pelos nossos pecados. O Justo pelos injustos. Sua morte foi vicária e substitutiva. Ele sofreu o golpe da lei que deveríamos sofrer. Bebeu o cálice da ira que deveríamos beber. Ele morreu a nossa morte para nos dar a sua vida.
"Ore"
Ó Deus, exaltado seja o teu grandioso nome pela misericórdia a mim demonstrada. Eu era merecedor de todo castigo. Mas Cristo o assumiu em meu lugar. Louvado sejas. Em nome de Jesus.

Fonte. Encontro Jovem Cada dia.

0 comentários:

Postar um comentário


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...