Momento Jó

"Invoca-me no dia da angústia; eu te livrarei e tu me glorificarás." 
Salmos 50:15.

Como é difícil ter forças no momento de angústia, como procuramos explicações e respostas para estes momentos. Quase sempre a tendência é entregar os pontos; ou seja, desistir de lutar, desistir de viver, desistir de tudo e de todos. Simplesmente gostaríamos de ter asas como uma pomba voando para longe, bem longe. Salmos 55: 4-7.

Neste momento o servo angustiado, “pensa estar sozinho”, “pensa estar sem forças”, “pensa estar desamparado”, “pensa não ser ouvido”, “pensa ser invisível”. 

2 Coríntios 12:10. Porque quando estou fraco então sou forte...

Segundo o seu pensamento “Deus não me ouve, Deus não responde, Deus não me vê, Deus não se importa comigo.”

Onde estaria Deus nestes momentos de minha angústia? Enquanto eu agonizo e choro, até pulo para chamar sua atenção. “Ele não atenta para mim.” Isaías 64:4.

E a angústia vai tomando conta do meu ser, até que de repente!: Mais um problema, mais outro e outro, estou cercado de notícias que não queria ouvir. A minha alma já cobra explicações, porque esta situação? 

O que eu fiz para merecer tal tormenta? Onde errei? E agora o que me resta? Só nos resta os porquês, as interrogações. Nestes momentos aprofunda-se em um calabouço tendo por companhia o medo, a solidão e o sentimento de derrota.

Clamaria eu novamente? Desta vez seria eu ouvido? Seria eu enxergado? II Cronicas 7:14

Incrível como quase sempre nos identificamos com esta historia, história esta que até podemos chamar de “momento Jó”.

No livro de Jó 30:20 Vemos algo semelhante a todo este contexto, diz o texto: que Jó clamava, e parecia que Deus não respondia, continua Jó...Já me coloquei em pé, e “se quer” atentas, olhas para mim. 

Angustiado ele tenta em vão entender o que está acontecendo; logo veio os questionamentos; Eu não plantei o bem? Não chorei com os necessitados? Não dividi o meu pão com os famintos? Porque estou colhendo todo este meu mal? Se só plantei o bem? Jó 30:25-26

Quase sempre nós não compreendemos porque nos vem estas tribulações, angústias e tanta luta diariamente e até perguntamos: Cadê os nossos frutos? Não foi isto que plantei, como aceitar toda esta situação e saber que Deus está no controle? 

Meu querido irmão; Deus está em seu trono de glória, nada foge de seu controle, o seu tempo não está ligado ao nosso tempo. Deus não permitirá que venha sobre você algo que você não suporte.

“É por isso que não desfalecemos. Ainda que exteriormente se desconjunte nosso homem exterior, nosso interior se renova de dia para dia. A nossa presente tribulação, momentânea e ligeira, nos proporciona um peso eterno de glória incomensurável”. (2Cor 4, 16-17

Apenas creia, invoque, confie e aguarde o agir de Deus em sua vida.

Neste momento; “horas amargas”, mas no final, com toda certeza: sabor de mel.

Qual foi o final do servo Jó?: Eu sei que meu Redentor vive.........

Eu te conhecia de ouvir falar, mas hoje os meus olhos te vêem (intimidade com Deus) O que Paulo nos ensina? Eu sei em quem tenho crido..... Ele é fiel...

No dia da angústia tu clamaste a Deus, Ele te ouviu, te deu a vitória. Só resta você adorá-lo glorificá-lo, pois ele é digno disto.

Deus te abençoe ricamente.

Por Josiel Dias

4 comentários:

  1. Otimo blog!
    que o SENHOR abençoe muito a ti e sua familia.
    abraço!!!

    ResponderExcluir
  2. Irmão Josiel, obrigado por seguir meu blog, só ainda não o tinha seguido porque não tinha link para seu blog,
    agora procurei pelo seu nome e encontrei, já o estou seguindo.
    Seu blog é uma benção, desejo-lhe um bom final de semana.

    ResponderExcluir
  3. Olá meus irmãos, Graça e Paz da parte de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

    Estou muito feliz em tê-los como seguidores e comentaristas.
    Deus abençoe a todos

    ResponderExcluir


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...