O Missionário Elias e a viúva pobre de Sarepta

Missionário não se ofenda. Você realmente confia em DEUS?
O Texto base deste estudo encontra-se em I Reis 17. Para melhor compreensão pedimos que leiam todo o capítulo 17.

“Elias e a viúva pobre de Sarepta”

As circunstâncias não podem de maneira nenhuma responder por Deus, nem ditar as regras em relação a sua fé. Se afirmamos que estamos confiando em Deus, porque nos desesperamos quando o inesperado acontece? Porque nesses momentos achamos que estamos abandonados e Deus não está nem aí pra nós?

Normalmente, o crente é cercado de adversidades, problemas, desemprego, tragédias, fatalidades como qualquer mortal. Isso aprendemos com Jesus que teríamos aflições em nossa caminhada, mas somos estimulados na fé que assim como Jesus venceu venceríamos também. João 16:33 Mas, as vezes, esquecemos a soberania e provisão do Deus que servimos.

Muitas vezes pensamos que só porque estamos fazendo a obra de Deus somos imunes a “seca”, somos imunes a “fome”, somos imunes aos ventos e as adversidades. Filipenses 4:12

Normalmente quando somos enviados aos campos missionários ou estamos à frente de algum trabalho em nossa igreja ou comunidade e nos faltam suprimentos, ou apoios, reclamamos e queremos desistir, resmungando que não deveria acontecer essas coisas por estar fazendo a obra.

Imagine você em um campo missionário e, de repente, as parcerias acabaram e já não há mais nada em vossa dispensa, falta o pão. O que fazer? Abandonar a missão? Abandonar tudo seria a opção? Parece que nunca aprendemos a lição e “olhamos o tempo todo para as circunstâncias”. Pergunto novamente: Confiamos realmente em Deus?

Jesus nos convida olhar para as aves do céu. “Aves do céu”? Isso mesmo, que você acaba de ler, as aves do céu têm muito a nos ensinar… Mateus 6:26

“Não tendes vós muito mais valor do que as aves”? Será que não somos mais valiosos do que as aves do céu? Deus não é irresponsável para te enviar em uma missão e te deixar morrer de fome, ou ficar largado. O grande desafio é você confiar 100% no Deus provedor, descansar em suas promessas.

Jesus ensinou isso para os discípulos quando os enviou, em missão, obrigando-lhes a não levarem se quer bolsas, nem duas túnicas. Isso seria irresponsabilidade do Mestre? Não! Absolutamente, Jesus queria que seus discípulos partissem na dependência total de Deus. Quando os discípulos retornaram da missão, Jesus então pergunta pros mesmos: Faltou-lhes alguma coisa? Eles alegremente responderam: Não Mestre nada nos faltou… Lucas 10:4, Lucas 22:35

Essa é a grande diferença daqueles que confiam 100% em Deus, jamais será abalado por circunstancia alguma. Salmos 125:1

Diante essas circunstancias como reagir? Olhemos para o profeta Elias.

“ Elias e seu sustento”

O ambiente que o profeta Elias se encontrava não era fácil… Faltava orvalho, faltava chuva, o que isso representa? Eu diria que tudo, pois sem água não há alimento, sem água não há vida. [O quadro era de fome] O que fazer? Nenhum ser humano sobreviveria sem o básico, para Elias não era diferente. 

Pão e água seria suficiente para Elias? Bem eu penso que ele merecia bem mais que isso, ele merecia um hotel cinco estrelas, e uma mesa farta já que estava em missão fazendo a obra de Deus.

O que me chama a atenção, é a obediência e dependência do profeta Elias ao seu Deus. Ele sem hesitar foi pra onde Deus ordenara, junto a um pequeno riacho. 1Reis 17:5

“O sustento vem do onde você menos espera”

Não tenho dúvidas se fosse eu ou você nessa situação do profeta Elias, logo reclamaríamos com Deus, dizendo: Senhor estou no campo missionário fazendo tua obra, e o Senhor me hospeda em um riacho e ainda terei de ser alimentado por urubus? Isso é humilhação de mais… não tenho onde ficar, não tenho pão e a água que tenho para beber, é um riacho sujo e prestes a acabar…. Com certeza abandonaríamos aquela missão.

Elias estava naquele momento a beira do riacho [Ribeiro de Querite] quase seco olhando pro céu, de repente: Corvos voavam em sua direção com pão fresco e carne em seus bicos… de manhã e à noite Elias era alimentado por tempo determinado por Deus. 

Não sabemos de qual padaria, nem açougue que esses covos pegaram o sustento do profeta, mas uma coisa sabemos: Elias foi sustentado por meio de algo que ele jamais imaginaria, sem saber muito menos de onde viria tal provisão. 1 Reis 17:6

Quando tudo parecia estar resolvido as coisas pioram de situação. Os corvos vão embora e o riacho seca… Agora Elias nem tem água, nem carne nem tampouco pão… 1Reis 17:7

1ª fase do sustento do profeta se acaba, mas ele não reclama com Deus, Elias não murmura com Deus, apenas crê que algo de extraordinário vai acontecer. Posso imaginar Elias sentado à beira daquele riacho seco olhando firmemente pro céu aguardando a ordem de Deus, aguardando o que deveria fazer.

Deus mais uma vez surpreende o profeta Elias, e diz: Elias o riacho secou né? Os corvos se foram né? Então levanta-te e vai para a “cidade de Sarepta” pois lá levantarei outro sustento pra você… 1 Reis 17:8-9. 

Talvez Elias tenha pensado: “Êpa! Agora vai! Deus vai levantar um patrocinador bem sucedido para o meu sustento. Essa mulher que Deus me falou deve ser rica, então vai ser só vitória”.

Elias mais uma vez obedece a Deus e vai à Sarepta e, quando chega lá, encontra a coisa crítica, pois a mulher é viúva e muito pobre, não tem se quer o que comer. Qualquer crítico já diria: Rapaz! Como Deus pode fazer um negócio desse? 

Não basta o perrengue que o Elias passou na beira daquele riacho, dependendo de corvos para alimentá-lo? Acabou-se as parcerias dos corvos e o riacho secou, agora em vez de Deus mandar uma mulher rica, manda Elias para uma viúva que se quer tem alimento para um dia?

A ótica de Deus é bem diferente dos críticos e de nós, pobres mortais.

O que podemos aprendemos com tudo isso?

De onde menos esperamos vem o sustento: Elias não sabia de qual padaria vinha seu pão, nem tão pouco conhecia o padeiro. Conclusão: Comeu pão e carne sem saber de onde vinha.

De quem menos se esperava veio o seu sustento: Elias jamais poderia pensar que Corvos iriam ser seus parceiros nesta missão. Conclusão: Deus usa até o impossível para que a provisão chegue até você.

Quando se fecha uma porta, Deus abre outra: Elias continua 100% na dependência de Deus. O riacho secou-se, os parceiros abandonaram Elias: Deus levantou outra parceria aparentemente mais necessitada do que o próprio profeta. Conclusão: Deus se utiliza do nada para fazer abundar suas bênçãos. Ambos foram tremendamente abençoados.

Eu quero dizer pra você meu querido irmão, talvez você esteja vivendo um momento turbulento em sua missão. Quem sabe você é um missionário e estás prestes a recuar. Talvez o quadro que você esteja passando é parecido ao do profeta Elias. Acabou-se as parcerias? Estás pensando em desistir? Calma! Deus não te abandonou, Ele está levantando parceiro que você nem imagina.

Lembra de Elias? Acabou-se as parcerias? Deus levanta outras! Apenas confie, não murmure, tudo isso que você está passando faz parte do processo. O milagre está bem próximo. Não desista… As circunstâncias não podem de jeito nenhum apagar tua fé.

Deus vai enviar tua provisão por meio que você vai se surpreender. Apenas creia em seu Deus. Apenas confie de fato nEle. Ele Jamais te abandonará.

Você confia nele? Tem certeza? Então descansa!

Deus te abençoe ricamente.

Pb Josiel Dias

0 comentários:

Postar um comentário

500 Anos


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Tags

(799) Cristãos Perseguidos (564) Cristãos (522) Bíblia (493) Intolerância Religiosa (365) Israel (350) Evangélicos (304) igreja (264) Reflexão (247) apocalipse (196) oração (191) Homosexualismo (177) catolicismo (156) Rede Record (150) homofobia (147) Irã (141) escatologia (132) Missões (131) Evento Gospel (128) Silas Malafaia (126) pecado (124) islan (114) Política (113) judeus (113) ateus (111) Milagres (107) Aborto (106) Religião (105) Natal (102) Criança (92) Ahmadinejad (91) esporte (91) Testemunho (88) globo (77) guerra (73) Perdão (72) Salvação (72) Morte (64) pastores (64) Aline Barros (59) Religiosidade (56) Yousef Nadarkhani (56) PL122 (55) Amor (53) adoração (48) heresia (48) Drogas (43) Prosperidade (42) festival promessas (41) Apostasia (39) Judaísmo (39) Thalles Roberto (39) campina grande (39) Idolatria (38) carnaval (37) Estados Unidos (34) mulçumanos (34) Família (33) Maconha (31) adoradores (29) Shows (28) Catástrofes (26) Hipocrisia (26) Páscoa (22) esperança (22) Mentira (20) Pornografia (20) Confiança (19) Alegria (18) Nasa (18) DIP (17) Oriente Médio (17) Suicídio (17) Paz (16) Rei David (16) adversidade (16) consciência cristã (16) BAND (15) Conforto (15) Pena de Morte (15) Promessa (15) Sofrimento (14) BBB (12) Graça (12) Tatuagem (12) benção (12) dia das mães (12) obediência (12) Justin Bieber (11) impureza (11) Ansiedade (10) Rio +20 (10) livro (10) masturbação (10) Catástrofe (9) Desobediência (9) Filho pródigo (9) Perlla (9) livre arbítrio (9) Jotta A (8) Pedro Leonardo (8) Whitiney Houston (8) filho de crente (8) sony music (8) Darwin (7) Eutanásia (7) Hackers (7) Perigo (7) Senadores (7) União (7) presença de Deus (7) Perfeição (6) cura pela palavra (6) Purgatório (5) alienígenas (5) lei da palmada (5) Aline Barros mostra sua filha (4) Cegueira Espiritual (4) Kaka (4) escolhas (4) texto e contexto (4) torá (4) vasco (4) vigilância (4) Gratidão (3) Pressa (3) Ressentimento (3) Segurança (3) Semeadura (3) Sodomia (3) o Caminho (3) servos (3) Cristo Redentor 80º aniversário (2) Guinnes Wolrd Records (2) Harold Camping (2) Impossiveis (2) Sonho de infância (2) mundial da juventude (2) Flórida (1) Galardão (1) Michel Teló (1) Redenção (1) impios (1) recall (1) vingadores (1)

Uma Reflexão sobre a Crise no Brasil