Muçulmanos se juntam a católicos em missas na França e na Itália

Vaticano comemora, afirmando que é um sinal de paz
Após o assassinato do padre Jacques Hamel dentro da igreja Saint-Étienne-du-Rouvray, na Normandia, vários líderes islâmicos se apressaram em dizer que não concordavam com o assassinato. Surgiu então um apelo do Conselho Muçulmano Francês, pedindo que muçulmanos visitassem igrejas católicas, como sinal de “solidariedade e compaixão”.

O movimento ocorreu na esteira do comunicado dos governos francês e italiano de aumentar a vigilância sobre as mesquitas, na tentativa de prevenir futuros ataques terroristas. No último domingo, cerca de 23 mil muçulmanos participaram de missas na França e na Itália. O apelo foi lançado por líderes islâmicos franceses e repetido pela comunidade religiosa islâmica italiana, embora não seja uma unanimidade.

O porta-voz da Grande Mesquita de Roma afirmou não concordar com a iniciativa, temendo que ela assumisse um “tom de espetáculo”. Porém, outros imãs foram até a capital da Itália e estavam presentes na missa na igreja de Santa Maria, in Trastevere.

Mais de 100 muçulmanos estavam entre 2000 presentes que cultuaram a Deus na catedral de Rouen, localizada a poucos quilômetros onde Hamel, 84 anos, teve seu pescoço cortado. O arcebispo que oficiava a missa na igreja Saint-Etienne-du-Rouvray, local da tragédia, aproveitou os momentos finais para cumprimentar os líderes muçulmanos presentes, bem como as três freiras que estavam na igreja quando o padre foi morto.

Durante a liturgia, quando a congregação se cumprimenta, muçulmanos e católicos foram fotografados apertado as mãos uns dos outros.

Monge e clérigo muçulmano.

O imã Otaman Aissaoui liderou uma delegação na missa realizada em Nice, cidade francesa onde um terrorista matou 84 pessoas e feriu mais de 300 em 14 de julho. Ele usou um caminhão para atropelar as pessoas que comemoravam o Dia da Bastilha. “Estar unidos é uma resposta ao ato de terror e barbárie”, assegurou Aissaoui à imprensa.

Dalil Boubakeur, líder da Mesquita de Paris, foi até a famosa catedral de Notre Dame, onde declarou que os muçulmanos queriam viver em paz com todos. Na sequência, recitou a “Urbi et Orbi”, uma bênção latina comumente dada pelo papa em ocasiões especiais.

A televisão francesa transmitiu imagens desses encontros inter-religiosos, mostrando homens e as mulheres muçulmanas em celebrações católicas em diversas partes da França. Para o Vaticano, a iniciativa foi uma mostra de fraternidade, que envia uma mensagem de paz.
Itália repetiu a convocação

Cenas semelhantes ocorreram na Itália, onde o presidente da União das comunidades islâmicas da Itália, Izzedin Elzir, pediu aos líderes muçulmanos do país que “usassem este momento histórico para transformar a tragédia em diálogo”.

Ahmed El Balazi, imã da mesquita Vobarno, na província de Lombardo, assegurou: “Essas pessoas estão manchando nossa religião. É terrível saber que muitas pessoas consideram todos os muçulmanos como terroristas. Não é assim”.

O Presidente dos Bispos Italianos, Cardeal Angelo Bagnasco, sustentou que “O Islã é paz, o terrorismo não tem justificação religiosa e se conseguir dividir, venceu”.

Durante a celebração eucarística na Basílica papal de Santa Maria dos Anjos, cidade de Assis, estava presente o imã Abdel Qader Moh’d. No final da missa, o padre Rosario Gugliotta juntou a Abdel e se dirigiram a entrada do templo para darem a benção juntos. 

Com informações de Independent e Radio Vaticana

0 comentários:

Postar um comentário

500 Anos


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Tags

(779) Cristãos Perseguidos (530) Cristãos (518) Bíblia (488) Intolerância Religiosa (363) Israel (338) Evangélicos (302) igreja (264) Reflexão (247) apocalipse (194) oração (184) Homosexualismo (177) catolicismo (153) Rede Record (148) homofobia (146) Irã (140) escatologia (132) Missões (131) Evento Gospel (128) Silas Malafaia (125) pecado (120) Política (113) islan (112) ateus (109) judeus (109) Religião (105) Aborto (104) Milagres (103) Natal (102) Ahmadinejad (91) Criança (91) esporte (91) Testemunho (86) globo (77) guerra (73) Salvação (71) Perdão (70) Morte (64) pastores (64) Aline Barros (59) Religiosidade (56) Yousef Nadarkhani (56) PL122 (55) Amor (54) adoração (48) heresia (47) Drogas (42) Prosperidade (42) festival promessas (41) Judaísmo (39) Thalles Roberto (39) campina grande (39) Apostasia (38) carnaval (36) Idolatria (35) mulçumanos (34) Estados Unidos (33) Família (33) Maconha (31) adoradores (29) Shows (28) Catástrofes (26) Hipocrisia (26) Páscoa (22) esperança (22) Confiança (19) Mentira (19) Alegria (18) Nasa (18) DIP (16) Oriente Médio (16) Pornografia (16) Rei David (16) Suicídio (16) adversidade (16) consciência cristã (16) BAND (15) Conforto (15) Paz (15) Pena de Morte (15) Promessa (15) Sofrimento (14) BBB (12) Graça (12) Tatuagem (12) benção (12) obediência (12) dia das mães (11) impureza (11) Ansiedade (10) Justin Bieber (10) Rio +20 (10) livro (10) masturbação (10) Catástrofe (9) Desobediência (9) Filho pródigo (9) Perlla (9) Jotta A (8) Pedro Leonardo (8) Whitiney Houston (8) filho de crente (8) livre arbítrio (8) sony music (8) Darwin (7) Eutanásia (7) Hackers (7) Perigo (7) Senadores (7) União (7) presença de Deus (7) Perfeição (6) cura pela palavra (6) Purgatório (5) alienígenas (5) lei da palmada (5) Aline Barros mostra sua filha (4) Cegueira Espiritual (4) Kaka (4) escolhas (4) texto e contexto (4) torá (4) vasco (4) vigilância (4) Gratidão (3) Ressentimento (3) Segurança (3) Semeadura (3) Sodomia (3) o Caminho (3) servos (3) Cristo Redentor 80º aniversário (2) Guinnes Wolrd Records (2) Harold Camping (2) Impossiveis (2) Pressa (2) Sonho de infância (2) mundial da juventude (2) Flórida (1) Galardão (1) Michel Teló (1) Redenção (1) impios (1) recall (1) vingadores (1)

Uma Reflexão sobre a Crise no Brasil