Ex-muçulmano fala sobre Israel: "É lindo acordar sem esse ódio”

Despertar - "Porque Ele mudou minha vida para melhor, você sabe. É lindo acordar sem esse ódio, sem essa raiva. Eu me sinto tão feliz e tão abençoado", disse ele.

A guerra entre Israel e o Hamas, movimento fundamentalista islâmico da Palestina, provocou grandes protestos na Europa e expôs uma epidemia crescente de anti-semitismo – o sentimento de ódio por Israel.

Kasim Hafeez é um paquistanês muçulmano nascido e criado no Reino Unido.

"Eu fui criado em torno de um sentimento anti-Israel, especialmente por influência do meu pai", disse Hafeez. 

Durante a universidade, Hafeez fez parte de protestos contra o Estado de Israel, e estava disposto a morrer pela Palestina. "Meu pensamento era este: não havia um Estado Palestino. Os judeus vieram da Europa, roubaram a terra, e deram o nome de Israel", disse Hafeez.

Ao ler o livro “Em defesa de Israel”, de Alan Dershowitz, para ter argumentos suficientes para rebater os judeus, Hafeez ampliou sua visão sobre a nação. "Eu não tinha ideia dos fatos mais básicos sobre Israel e o povo judeu. Um dos fatos básicos que me deparei foi que o Estado Palestino nunca existiu", acrescentou.

Hafeez disse que os muçulmanos se recusam a aceitar a existência de Israel no meio do mundo árabe. "É muito triste ver que a causa anti-Israel tem se tornado muito popular em todo o mundo. E se você não concorda com isso, é como se fosse um traidor. E ninguém quer ser visto dessa forma”.

"Uma das coisas mais frustrantes dentro da comunidade muçulmana para mim é que nós temos um duplo padrão", disse ele. "Enquanto nós julgamos Israel e América por um padrão, que nos recusamos a aplicar a nós mesmos."

Hafeez foi questionado se achava que Deus tinha desempenhado um papel na abertura de seus olhos. "Acredito que as coisas não acontecem por acaso, tudo acontece por uma razão. Eu acredito que eu estou em um caminho particular, eu não sei em que destino vou terminar, mas sinto que sou muito abençoado por estar onde eu estou", disse.

"Porque Ele mudou minha vida para melhor, você sabe. É lindo acordar sem esse ódio, sem essa raiva. Eu me sinto tão feliz e tão abençoado", disse ele. "É Deus? Eu não sei. Talvez. É muito difícil de dizer."

Fonte: Guiame, com informações de Charisma News

Um comentário:

  1. O grande é o ódio que as pessoas têm e as levam a fazer coisas inimagináveis, muitos nem sabem exatamente por que sentem aquele ódio, viram seus pais viverem através deste ódio e assim continuaram. Oremos para que povos se libertem do ódio e experimentem o amor. Abraço!!

    ResponderExcluir


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...