Augustus Nicodemus diz que suicídio não é um pecado sem perdão: “Não anula a graça”


Augustus Nicodemus ministrou na Conferência Fiel de Jovens 2017. (Foto: Reprodução).



Para o pastor, muito do que se acredita sobre o suicídio é herança dos credos da Igreja Católica.
O pastor Augustus Nicodemus tratou de um assunto pouco falado nas igrejas em recente vídeo publicado por seu parceiro de conferências Franklin Ferreira. Presentes em um debate na Conferência Fiel para Jovens o líder cristão respondeu a pergunta de uma jovem sobre a relação entre o cristianismo e o suicídio. Prontamente ele respondeu.

“Eu acho que todos nós temos que concordar que o suicídio nunca deveria ser a saída. É um dos pecados proibidos no mandamento 'Não matarás'. Interpretado pela comissão de fé de Westminster, ele diz que esse pecado não só proíbe que a gente tire a vida dos outros, mas que tire a nossa própria. Então, o suicídio é pecado”, iniciou.

“Todavia ele não é um pecado sem perdão. O único pecado sem perdão, que tem na Bíblia é a blasfêmia contra o Espírito Santo. E provavelmente esse pecado não é cometido por alguém que é crente. Então pode acontecer com todos esses fatores, como presões externas, problemas psicológicos, problemas existenciais que um crente em um momento de fraqueza ele ceda e ele então veja o tirar a sua própria vida como a única forma de escapar da angústia, da depressão e das trevas em que ele está passando naquele momento. E ele vai cometer esse ato”, continuou.

É pela graça
“É pecaminoso? De fato é. Mas, não será isso que irá separá-lo da graça de Deus e do perdão que é dado em Cristo Jesus. Se a nossa salvação vai depender de na hora da nossa morte a gente ter colocado em dia todos os nossos pecados, então pouca gente vai escapar, não é? Então, a pessoa que cometeu o suicídio e atentou contra a própria vida, de fato pecou contra o mandamento 'Não maratás', mas isso isso não a impedirá de entrar no gozo da vida eterna porque a salvação é dada pela graça de Deus e nada pode nos separar disso”, colocou o pastor.

Ele ainda usou uma história hipotética para ilustrar o que quis dizer: “Se eu estiver em uma rodovia, brigando com a minha mulher e discutindo com ela, brigando feio com ela e de repente nós temos um acidente e morremos ali naquele momento sem termos tido a oportunidade de nos reconciliar, não vai ser isso que vai impedir de entrar na vida eterna. Porque é pela graça e misericórdia de Deus”, ressaltou.
Confira o vídeo na íntegra:

Guiame

0 comentários:

Postar um comentário


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...