Cidade perdida de Libna redescoberta em Israel

Terão arqueólogos encontrado a cidade perdida de Libna, na região fronteiriça de Judá, que se revoltou contra o rei "sem Deus" Jeorão? Alguns pensam que Tel Burna, uma escavação de encosta de uma cidade no centro-sul de Israel que foi ocupada por vários milhares de anos, desde a Idade do Bronze até o final da Idade do Ferro, se encaixa no perfil.

É importante ressaltar que os arqueólogos encontraram evidências de fortificação, que é o que se esperaria de uma cidade de fronteira, especialmente quando localizada entre os restos de duas antigas cidades bíblicas da época, a cidade filistéia de Gate e a cidade Judaíta de Laquis.

2 Crônicas 21.9-10 diz: "Por isso Jeorão passou adiante com os seus príncipes, e todos os carros com ele; levantou-se de noite, e feriu aos edomeus, que o tinham cercado, como também aos capitães dos carros. Todavia os edomitas se revoltaram contra o mando de Judá até ao dia de hoje; então no mesmo tempo Libna se revoltou contra o seu mando; porque deixara ao Senhor Deus de seus pais".

Além disso, a cidade das ruínas é apropriada. De acordo com a Bíblia, Hamutal, filha de Jeremias, a esposa do rei Josias, veio de Libna e nós sabemos que ela viveu no século 7 aC.

Entre os achados cultuais confundindo a questão, levando à especulação de que a cidade era um centro pagão, estão máscaras, estatuetas, e vasos zoomórficos (em forma de animais), aparentemente de origem cipriota. Outras descobertas dando credibilidade às práticas cultuais incluem taças, cálices, xícaras e pires comumente associados com acessórios de culto.

Mas estas descobertas eram de um período anterior, cananeu e, de qualquer forma, não foram associados com o período judaico posterior. — www.haaretz.com, 08 de fevereiro de 2015

Israel continua a descobrir o seu passado, e que o passado não foi bom. Israel tinha se afastado de Deus, mergulhando fundo na idolatria.

Enquanto isso é história, o Israel de hoje não é muito diferente. Os novos ídolos são o materialismo e prosperidade. O pior de tudo, a tendência de Israel de ser "apenas como todas as outras nações", é extremamente perigosa.

Apenas um ato de graça vai mudar isso. O que está escrito em Sofonias 3.20 ainda está para ser cumprido "Naquele tempo vos farei voltar, naquele tempo vos recolherei; certamente farei de vós um nome e um louvor entre todos os povos da terra, quando fizer voltar os vossos cativos diante dos vossos olhos, diz o Senhor."—

Arno Froese -
Beth-Shalom.com.br

0 comentários:

Postar um comentário


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...