Mensagens falsas sobre a Igreja Perseguida circulam no Facebook

Campanhas reproduzem mensagens falsas nas redes sociais
A perseguição aos cristãos é rotina em vários países do mundo. Contudo, nem sempre existem imagens divulgadas na mídia mostrando isso. O portal Gospel Prime rotineiramente cobre esses relatos, na tentativa de preencher a grande lacuna sobre esse assunto, ignorado pela grande mídia.

Mesmo assim, às vezes surgem nas redes sociais, sobretudo no Facebook, campanhas que utilizam mensagens e fotos que não são verídicas. Acabam sendo compartilhadas centenas ou até milhares de vezes. O problema é que esse tipo de informação não verificada acaba gerando descrédito.

Recentemente, duas imagens acompanhadas de textos sobre martírios de cristãos receberam muitas ‘curtidas’ e comentários mesmo não procedendo. 

A primeira e mais famosa é a foto de uma suposta missionária brasileira chamada Vanessa Rubens dos Santos. Ela teria ido para a Síria, onde os extremistas muçulmanos do Estado Islâmico costumeiramente atacam cristãos.

O texto divulgado afirma que “Enquanto dormia, 3 terroristas invadiram o seu acampamento e começaram a atacar com facas, pedras e paus, Vanessa ainda conseguiu correr até um pequeno templo. Os ferimentos foram graves e então ela morreu dentro do Templo.

” Depois , vem um apelo “AJUDE-NOS NESTA EVANGELIZAÇÃO APENAS COMPARTILHANDO ESSA MENSAGEM COM OS SEUS AMIGOS”. Uma variação pede que as pessoas digitem “amém”, como forma de expressar sua preocupação com os cristãos mortos.

A imagem usada na verdade é de uma peça de teatro do grupo Jeova Nissi, encenada em 2010 chamada “A Tortura”. De fato, a história contada no palco falava sobre as perseguições e a tortura sofrida pelos cristãos. Depois de passar de cinco mil compartilhamentos, a postagem original foi tirada do ar sem explicação do motivo. Mas não sem antes ser divulgada por diferentes perfis do Facebook e blogs cristãos, aumentando a confusão.

A outra mensagem mostra um homem apenas com roupa íntima amarrado a uma cruz tendo seus pés no meio de uma fogueira improvisada. “Esse homem foi queimado vivo na semana passada no Nepal por pregar a Palavra de Deus. Tão poucos se dispõem a pregar o evangelho, a perder mesmo a vida para ganhá-la”, afirma o texto que acompanha a imagem.

Na verdade, a imagem foi tirada de um jornal inglês, de uma reportagem de 2006 sobre um homem que foi queimado no Equador. Seu nome Mario Quishpe e ele foi pego roubando na cidade de Pelileo Grande, ao sul da capital Quito. Poucos minutos depois da foto ser tirada, ele foi socorrido por um padre. Embora tenha ficado com queimaduras severas nas pernas, foi levado a um hospital e sobreviveu.

Além dessas duas notícias, alguns evangélicos inadvertidamente reproduzem matérias do site de humor “Sensacionalista”, que atribui a pessoas conhecidas frases que elas nunca disseram. No alto da página principal dessa página de notícias inventadas, há o alerta: “isento de verdade”. Embora para alguns possa parecer engraçado, o pastor Silas Malafaia não está fazendo campanha contra o consumo de perus neste Natal. 

Ano passado, o mesmo site lançou ainformação falsa de que uma “bancada gay” no Congresso estaria criando um projeto de lei para impedir o casamento de evangélicos.

A melhor dica é conferir a fonte antes de compartilhar algo. Quando uma denúncia não apresenta um link para a fonte original é bom desconfiar. Em outras ocasiões, o portal Gospel Prime já alertou sobre os hoax associados aos evangélicos.

GospelPrime

0 comentários:

Postar um comentário


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...