Imigrantes muçulmanos são detidos na Itália após "jogarem cristãos no mar"

Eles teriam brigado por diferenças religiosas enquanto faziam a travessia de barco para a costa italiana, dizem testemunhas. Mais de 40 pessoas desaparecem em novo naufrágio no Mediterrâneo

PALERMO — Quinze imigrantes muçulmanos foram detidos acusados de terem jogado 12 cristãos no mar depois de uma briga no barco que os transportava pelo Mediterrâneo, informou a imprensa italiana nesta quinta-feira, citando fontes judiciais.

Os imigrantes cristãos, que se acredita serem da Nigéria e Gana, aparentemente estão mortos.

O drama ocorreu no Estreito da Sicília. Todos os detidos, incluindo um menor de idade, são muçulmanos. Eles foram resgatados e levados na quarta-feira para o porto de Palermo, na Sicília.

De acordo com depoimentos dados à polícia por outras pessoas que se encontravam na embarcação, os imigrantes começaram uma briga por diferenças religiosas.

Segundo a imprensa italiana, a polícia recolheu "provas consistentes" que permitiram reconstruir os fatos. Aparentemente, algumas fotografias tiradas a bordo permitiram reconhecer alguns autores.

Nesta quinta-feira, mais de 40 pessoas desapareceram em um novo naufrágio no Mediterrâneo, enquanto outras 400 continuam sumidas desde que o barco em que viajavam afundou na segunda-feira.

Em menos de uma semana, dez mil imigrantes foram resgatados.

Agências Internacionais/OGlobo

0 comentários:

Postar um comentário


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...